Sie sind auf Seite 1von 10

Kefir o elixir da vida

Postado por: Luiz Terapeuta

Vegetarianismo – KEFIR, o elixir da vida

“Enquanto os homens massacrarem os animais, vão-se


matar uns aos outros. Na verdade, aquele que espalha a
semente de morte e de dor não pode colher amor e
alegria.”

Pitágoras

Fermentado de origem caucasiana é a moda atual entre os


consumidores de alimentos funcionais.

Aquele seu amigo meio hippie provavelmente já lhe falou


maravilhas sobre uma bebida feita com bacilos e leveduras,
aos quais se atribuem propriedades medicinais. O quefir ou
kefir é a moda entre os naturalistas. Num informativo que
distribuem junto aos grãos, consta que os habitantes do
Cáucaso, no Himalaia, na Rússia Oriental, “o bebem como
água e alcançam, em média, 110 anos de idade”.
Segundo os disseminadores, o quefir atua como
normalizador do intestino, prevenindo problemas nos nervos,
asma, enfarto, úlcera, anemias, tumores, esclerose, doenças
do fígado, erupções cutâneas, icterícia, diarréia. Todos
esses males, dizem os defensores, estariam relacionados à
retenção de fazes no organismo. Dependendo do tempo de
fermentação, o quefir promoveria diferentes reações no
intestino. Com 12 horas, agiria como laxante, fermentado por
36 horas normalizaria o intestino e com mais de 48 horas de
fermentação curaria diarréias.

O kefir pode ser feito a partir de qualquer tipo de leite (vaca,


cabra ou ovelha, soja, coco ou arroz). Os benefícios de
incluir regularmente kefir na dieta são inúmeros. É um
alimento facilmente digerido que elimina dos intestinos as
bactérias e leveduras prejudiciais, e aumenta a população
bacteriana benéfica e protectora. Dado o seu equilíbrio e
valor nutritivo, o kefir contribui para um sistema imunitário
saudável e já foi usado, com sucesso, para ajudar pessoas
que sofrem de sida, síndroma de fadiga crónica, cancro e
herpes. O seu efeito tranquilizador do sistema nervoso
beneficia muitas pessoas que sofrem de depressão,
distúrbios do sono, entre outras.

Apesar de tantos possíveis predicatos, o quefir foi pouco


pesquisado no país até hoje e com os estudos concentrados
no quefir fermentado no

leite. Ele também pode ser produzido em água com açúcar,


mas para essa formulação não há pesquisas que
comprovam suas ações. “Como não há indústria interessada
em comercializar o quefir, as análises não se sustentam, são
isoladas”, explica Célia Lúcia de Luces Fontes Ferreira,
professora do Departamento de Tecnologia de Alimentos da
Universidade Federal de Viçosa (UFV), uma das poucas a
desenvolver estudos com o bacilo.

Especialista em fermentados e probióticos, Célia Ferreira


classifica o quefir como alimento funcional. Funcional é
qualquer alimento ou parte dele que proporcione benefícios à
saúde, incluindo a prevenção e tratamento de doenças, além
de satisfazer os requisitos nutricionais tradicionais. De
acordo com a pesquisadora, o quefir é rico em vitaminas do
complexo B. Essas vitaminas participam da composição de
enzimas transformando os alimentos em hidratos de carbono,
gorduras e proteínas. “Ele não é um probiótico, os alimentos
desse tipo produzem bactérias com ação na flora intestinal
humana, como os lactobacilos do Yakult, o quefir produz
vitaminas que auxiliam no processo digestivo”, acrescenta
Célia Ferreira.

Segundo Accacia Júlia Guimarães Pereira, do Departamento


de Alimentos, da Faculdade de Farmácia, da Universidade
Federal de Minas Gerais (UFMG), o valor terapêutico do
quefir estaria relacionado à aceleração da digestão dos
alimentos, diminuindo o nível de colesterol sérico e
beneficiando ainda os sistemas vascular e respiratório. Célia
Ferreira também destaca a ação do quefir na estruturação
epitelial. “A bactéria

do quefir do leite acelera a cicatrização e a reconstituição de


pele. Na Rússia, o quefir fermentado em leite é utilizado há
anos no tratamento de queimados”, informa a professora.

A bebida é preparada com a colocação dos grãos de quefir


no leite. Após a fermentação, os grãos são retirados
podendo ser reaproveitados para a produção de mais
fermentados. “O leite fermentado tem sabor ácido suave, é
espumoso e de baixo teor alcoólico”, define Accacia.
Quem já provou, diz que o sabor é parecido ao da coalhada.
Quando conservado corretamente, em geladeira, não
estraga facilmente.

“Entretanto, quanto mais fermentado, mais desagradável ao


paladar humano”, acrescenta Célia Ferreira.

A abundância em cálcio, fósforo e magnésio é outra das


características do kefir, como de todos os produtos derivados
do leite.

O kefir é rico em vitaminas do complexo B, de onde se


destacam a vitamina B12, B1 e biotina, e em vitamina K.

Para quem gosta do sabor um tanto ácido, embora


levemente adocicado, o kefir pode ser bebido simples, ao
natural. Quem não aprecia a acidez pode juntar um pouco de
mel. É também muito saboroso misturado com sumos de
fruta ou em batidos de frutas.

São poucas as indústrias que dominam tecnologias para


comercialização do quefir. Uma delas é canadense e
desenvolveu uma embalagem que expande. No rótulo do
produto é informado que o quefir deve ser consumido após a
embalagem estar abaulada.

A origem do quefir é desconhecida. Quando perguntados


sobre a origem dos grãos, os caucasianos respondem que
foram presente de Alah (Deus).

Essa é ainda a única resposta possível, pois nenhum


pesquisador conseguiu reproduzir esses grãos em condições
de laboratório. Entre os cientistas, a teoria mais aceita é a de
que a forma de armazenamento praticada na antigüidade
pelos caucasianos, em tonéis mal higienizados ou em
estômago de animais, possibilitou o surgimento dessas
bactérias.

Além da ingestão como bebida energética, o quefir pode ser


apreciado na culinária nas mais diversas formas. O professor
Wiest sugere a substituição da maionese, rica em colesterol,
pelo quefir. “No preparo das saladas, pelo menos, a
maionese poderiam ser substituídos pelo filtrado de quefir”,
sugere.

Wiest também estuda a possibilidade do emprego do quefir


na medicina veterinária, sua área de formação. Uma das
pesquisas em andamento busca a substituição dos
antibióticos pelo quefir no tratamento terapêutico das
infecções de ubres. “Algumas vacas sensíveis a bactérias
biogênicas não respondem mais aos antibióticos modernos.
O objetivo do experimento é verificar se o filtrado de quefir é
eficiente no combate a essas bactérias”, explica Wiest. A
UFRGS firmou convênio com o Incra e com o Movimento dos
Sem Terra (MST), fornecedor dos animais para uso na
pesquisa. “Caso os resultados sejam satisfatórios teremos
um leite sem antibióticos, um leite verde”, conclui o
pesquisador. (Hebert França)

Avaliação da atividade antibacteriana de filtrados de


quefir artesanal*

RAQUEL TERESINHA CZAMANSKI José Maria Wiest


(Orientador – UFRGS)

Quefir é uma bebida láctea originada do Cáucaso, produzida


a partir da fermentação alcoólica e ácido-lática dos grãos de
quefir, que são microrganismos que vivem em perfeita
simbiose. Assemelhando-se ao iogurte natural quanto ao
sabor, aroma, consistência, o quefir é um alimento muito rico
e por isso indicado para crianças e idosos. Possui inúmeras
indicações terapêuticas, mas ainda é pouco conhecido no
país.

Quefir foi durante muito tempo conhecido apenas pelos


povos montanheses da região Caucásica, onde é preparado
com leite de ovelha ou de cabra e recebe também o nome de
“milho do profeta”, em alusão a Maomé, no referencial
islâmico.

Com base nos resultados apresentados em diversos


trabalhos, comprovando a ação antimicrobiana dos grãos de
quefir, prosseguiram-se os estudos pesquisando a ação
antibacteriana do filtrado esterilizado de quefir artesanal,
frente a diversas situações problemas. Estudou-se a
possibilidade de utilizar o filtrado de quefir tradicional
(artesanal ou não industrializado), previamente esterilizado,
como antisséptico/desinfetante em agroindústria familiar ou
produção animal; forma alternativa aos desinfetantes
químicos convencionais, considerando sua eficácia
(benefício esperado/ benefício obtido), através da
determinação de sua atividade antibacteriana. Foi
determinada as concentrações inibitórias mínimas (CIMs) e
concentrações bactericidas mínimas (CBMs) do filtrado de
quefir tradicional frente a duas bactérias Gram-positivas
(Staphylococcus aureus ATCC 25923, e Enterococcus
faecalis ATCC 19433) e duas bactérias Gram-negativas
(Escherichia coli ATCC 11229 e Salmonella enteritidis ATCC
11076 ), levando em consideração três técnicas diferentes
de esterilização do filtrado, no sentido de avaliar a ação
antibacteriana quanto ao tempo de exposição (cinco, quinze,
trinta e sessenta minutos), presença ou ausência de suporte
(aço inoxidável e pano de algodão), presença ou ausência
de matéria orgânica (albumina sérica bovina, simulando
sujidades de uma agroindústria).
Propriedades Curativas do Tibico ou Kefir de Água

Promovem profunda depuração no organismo, eliminando as


toxinas e regulando o intestino, aceleram o metabolismo
auxiliando na perda de peso, mantém pele e cabelos
saudáveis, reduzem a ansiedade e a depressão, mantendo
uma sensação de bem estar. Solucionam e previnem vários
tipos de eczema e desordens da pele, como acne, psoríase e
mesmo a candidíase, entre inúmeros outros benefícios.
O uso do Tibico ou Kefir de Água diariamente pode trazer
benefícios e auxílio no combate a problemas de:
Síndrome do intestino irritável, qualquer doença relacionado
ao intestino como diarreia persistente ou constipação, gases,
muco nas fezes, sensação de inchaço, dor abdominal ou
cólica relacionado ao intestino.
Combate também:
Estresse, asma, acne, problemas renais, acidez estomacal,
problemas circulatórios, colesterol, reumatismo, osteoporose,
hepatite, bronquite, catarro, tuberculose, descontrole da
produção de bilis, alergias, enxaqueca, males do cólon,
úlceras, problemas digestivos, colites, bactérias hostis,prisão
de ventre, diarréia, candidíase, inflamações intestinais,
ansiedade, depressão, diversos eczemas.
O uso do Tibico ou Kefir de Água como alimento pode
também trazer benefícios e auxílio para:
Regular pressão sanguínea Sistema imunológico
melhorando a resistência contra inúmeras doenças. Regular
o açúcar no sangue melhorando o diabetes. Reduzir o
processo de envelhecimento. Possui Kefiran um
anti-cancerígeno. Beneficia coração, pâncreas, rins, próstata,
fígado, músculos, cabelo, pele, sistema nervoso. Tibico ou
Kefir de Água é um alimento probiótico muito potente.
Os Benefícios do Tibico ou Kefir de Água:
É um alimento facilmente digerível e uma rica fonte de
proteínas e cálcio, que pode ser incluído na dieta diária de
qualquer pessoa. Em linhas gerais promove uma purificação
orgânica que auxilia a saúde e conseqüentemente a
longevidade. O Tibico ou Kefir de Água também é rico em
vitamina B12, B1 e vitamina K. É uma fonte excelente de
biotina, a vitamina B que aumenta a assimilação das outras
vitaminas do complexo B. Seus grãos têm propriedades
antitumorais, antibacterianas e antifúngicas e seu consumo
diário produz bons efeitos em convalescença após doenças
graves.
O uso do Tibico ou Kefir de Água diariamente tem efeito
comprovado no auxílio do tratamento de:
– Junções – alivia reumatismo, tira dores de extremidades e
musculares;
– Cabeça – mantém a cabeça saudável, livre de dores e
enxaquecas;
– Câncer – impede o aparecimento e cura em alguns casos,
principalmente de pele;
– Fígado- melhora as suas funções, amolece o fígado duro e
remove problema de vesícula;
– Coração – alivia e melhora as doenças cardíacas;
– Músculos – alivia músculos endurecidos e relaxa os
músculos da nuca;
– Nervos – cura dores, insônia e tonturas;
– Obesidade – cura obesidade, queimando as gorduras
(melhora a tireóide);
– Olhos – reabilita a potência e elimina a catarata;
– Cabelos – reafirma a cor natural e evita a calvície;
– Pulmões – fortifica, cura bronquite, asma e elimina tosse;
– Rins – cura suas enfermidades, melhora a urina e elimina
cálculos renais;
– Sangue – baixa o colesterol, amacia as veias e artérias
duras, cura alguns tipos de diabetes, diminui a hipertensão e
cura hemorróidas, mantém o corpo fresco no verão e
aquecido no inverno;
– Vida e Saúde – melhora o astral, transformando a vida em
alegria.
– Distúrbios nervosos (ansiedade, insônia, síndrome de
fadiga crônica)
– Catarros bronquiais e outros problemas respiratórios
– Alergias (em caso de erupções cutâneas, a ingestão de ½
litro por dia basta e recomenda-se o uso externo,
friccionando o kefir nas áreas afetadas e deixando secar na
pele)
– Escleroses
– Reumatismo e L.E.R. (lesões por esforços repetitivos)
– Tumores
– Problemas cardiovasculares (infarte e arteriosclerose)
– Problemas de vesícula
– Disfunções hepáticas
– Problemas renais e icterícia
– Doenças do estômago: gastrite, úlceras, regulariza a
digestão
– Problemas intestinais: diarréias, intestino preguiçoso ou
preso, hemorróidas.
– Problemas de sangue: anemia, leucemia
– Problemas de pele: dermatites, eczemas, lúpus, cândida,
psoríase, herpes
– Males do Século: irradiações, exposições a monitores de
vídeo, na desintoxicação de poluentes tóxicos
– Excesso de peso: acentua amplamente a assimilação de
nutrientes e equilibra de maneira geral as funções do
organismo, provoca uma sensação agradável de saciedade,
que reduz o hábito de comer por compulsão, depressão ou
ansiedade.
Além disso o Tibico ou Kefir de Água previne a prisão de
ventre, regularizando o processo digestivo, restaurando a
microflora intestinal, o que é ótimo para quem se submeteu a
longos tratamentos com antibióticos. O Tibico ou kefir de
Água após 12 horas de fermentação produz efeito laxante e
com 24 a 36 horas atua como normalizador do intestino.
Quando fermentado por mais de 36 horas ele não deve ser
ingerido, deve ser descartado e colocado nova água com
açucar mascavo.

Propriedades Curativas do Kefir.