Sie sind auf Seite 1von 4

I

LISTA DE EXERCÍCIOS 1
ORIENTAÇÕES:
 Esta atividade, em conjunto com as demais listas a serem disponibilizadas, corresponde à PARCIAL I;
 O trabalho pode ser realizado em DUPLA, e deve ser MANUSCRITO;
 Todas as listas de exercícios disponibilizadas deverão ser entregues na aula que antecede a OFICIAL I.

1) Assinale CERTO ou ERRADO e justifique as alternativas erradas.

a. ( ) (Cespe/TJ/PB/Juiz/2011) O poder de instituir tributos é ato unilateral e discricionário do Estado e


impõe ao destinatário do tributo que aceita a invasão patrimonial.

__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

b. ( ) (Cespe/ECT/Advogado/2011) Tributo, definido como prestação pecuniária compulsória em moeda,


pode constituir sanção de ato ilícito, cobrada mediante atividade judicial ou administrativa.

__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

c. ( ) (Cespe/TJ/PI/Juiz/2012) A natureza jurídica do tributo é determinada pelo destinação legal do


produto da sua arrecadação.

__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

d. ( ) (Cespe/DPDF/Defensor/2013) A natureza jurídica do tributo é determinada pelo fato gerados da


respectiva obrigação, sendo irrelevantes para qualifica-la as características formais adotadas pela lei.

__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

e. ( ) (Cespe/MC/Direito/2013) Penalidade pecuniária imposta como sanção de ato ilícito pode ser
considerada tributo, pois consiste em prestação pecuniária e compulsória.

__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
2) (Esaf/TCE/GO/Auditor/2007) Segundo definição contida no art. 3º do Código Tributário Nacional, tributo é uma
prestação pecuniária que, entre outras características, é instituída em lei. A partir daí, e considerando os
dispositivos constitucionais sobre as espécies normativas, podemos concluir:

a) Que, a fim de que se compatibilizem com as limitações constitucionais ao poder de tributar, as medidas
provisórias somente poderão cuidar de normais gerais em matéria tributária, mas não da instituição de
tributos.
b) Que as medidas provisórias, por veicularem necessariamente matéria relevante e urgente, são incompatíveis
com o princípio constitucional da anterioridade, razão pela qual não podem cuidar de matéria tributária.
c) Que medidas provisórias são aptas a instituir, mas não aumentar tributos.
d) Que as medidas provisórias podem, em determinadas situações, versar sobre matéria tributária.
e) Que as medidas provisórias, assim como as leis delegadas, não podem cuidar de matéria provisória em
nenhuma situação.
_____________________________________________________________________________________________

3) (Vunesp/TJ/SP/Contador/2013) O Código Tributário Nacional (CTN) define o tributo em seus arts. 3º a 5º: “Tributo
é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se possa exprimir, que não constitua sanção
de ato ilícito, instituída em lei e cobrada mediante atividade administrativa plenamente vinculada”. Dessa forma,
enquadram-se como tributos:

a) Impostos, taxas, contribuição de intervenção no domínio econômico (CIDE), contribuições para o custeio de
iluminação pública e multas ambientais.
b) Impostos, taxas de pedágio e multas de transito.
c) Impostos, taxas, contribuições e multas.
d) Impostos, taxas e multas.
e) Impostos, taxas e contribuições de melhoria.
_____________________________________________________________________________________________

4) (Vunesp/TJ/SP/Cartórios/Ingresso/2012) Sobre a definição de tributo, é correto afirmar que (indique o artigo do


CTN referente a cada uma das alternativas):

Artigo
a. Ato praticado por incapaz, sem assistência ou representação, não gera obrigação de pagar
tributo.

b. É admissível o pagamento de tributo mediante a prestação de trabalho ao ente tributante.

c. O confisco, previsto em norma aduaneira em caso de descaminho, é uma modalidade de


tributo.

d. É inadmissível que ilícito administrativo cometido pelo contribuinte acarrete aumento no


valor de tributo devido.

5) (Vunesp/TJ/MT/Juiz/2009) Escapa ao conceito de tributo a ideia de:

a) Prestação pecuniária.
b) Compulsoriedade.
c) Penalidade.
d) Atividade administrativa vinculada.
e) Instituição por lei.

Página 2 de 4
6) (Esaf/MDIC/Analista/2012) Segundo a definição de tributo presente no Código Tributário Nacional, uma de suas
características é de não constituir sanção de ato ilícito. Assim sendo, julgue como falsa (F) ou Verdadeiro (V) os
itens a seguir e assinale a opção correta:

I. Ainda no caso de furto de sinal por “clonagem”, o ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e
Serviços – é devido sobre o serviço de telefonia móvel onerosamente contratado de operadora por usuário.
II. A renda obtida com o tráfico de drogas deve ser tributada, já que o que se tributa é o aumento patrimonial,
e não o próprio tráfico.
III. No caso de importação ilícita, reconhecida a ilicitude e aplicada a pena a pena de perdimento, não poderá
ser cobrado o imposto de importação, já que “importar mercadorias” é elemento essencial do tipo
tributário.
IV. As vendas inadimplidas equivalem às vendas canceladas para fins de incidência tributária, eis que, no
sistema tributário nacional, embora tenha consagrado o regime de competência como regra geral de
apuração dos resultados, o inadimplemento constitui hipótese de cancelamento de venda, e não tendo
ingressado a receita de venda, não há que se falar em tributação.

a) F, V, V, F.
b) V, V, F, F.
c) F, V, V, V.
d) V, F, V, F.
e) V, V, V, F.

Após a assinalar a opção, utilize o espaço abaixo para, suscintamente, JUSTIFICAR AS OPÇÕES AFIRMATIVAS FALSAS:

_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________

7) (FCC/Sefin/São Paulo/Auditor/2012) Um contribuinte deixou de emitir o documento fiscal referente a uma


prestação de serviço tributada pelo ISS, tributo de competência municipal, e, como consequência, foi-lhe aplicada
penalidade pecuniária pelo descumprimento dessa obrigação acessória (Art. 230, Caput, inciso V, alínea “a” do
Decreto Municipal 52.703/11). Essa penalidade pecuniária:

a) É imposto, pois está prevista na legislação do ISS.


b) Não é imposto, mas é tributo, em sentido amplo, pois tem natureza compulsória.
c) É tributo, porque é cobrado por meio de atividade vinculada, conforme estabelece o Código Tributário
Nacional.
d) É taxa, pois tem a finalidade de ressarcir o erário pelo dano causado pelo descumprimento de uma obrigação
acessória.
e) Não é tributo, pois sansão pelo cometimento de ato ilícito não pode ser definida como tributo.
_____________________________________________________________________________________________

8) (FCC/PGM/Teresina/Procurador/2010) A partir do conceito legal de tributo, é possível afirmar que a multa não é
espécie de tributo porque o tributo:

a) Tem que ser instituído mediante lei, ao passo que a multa não se reveste desta obrigatoriedade.
b) É cobrado mediante atividade administrativa vinculada, enquanto a multa pode ser aplicada de forma
discricionária pelo poder público.
c) Não é sanção por ato ilícito, e a multa é sanção pecuniária por prática de ato ilícito.
d) É prestação pecuniária compulsória, ao passo que a aplicação da multa não é compulsória, dependendo de
condenação administrativa.
e) Pode ser objeto de compensação, anistia e remissão, ao contrário da multa, que só pode ser objeto de anistia.

Página 3 de 4
9) (Cespe/OAB/2006.3) Na história da legislação tributária brasileira, frequentemente ocorreu de entes da Federação
criarem verdadeiros impostos, dando-lhes, entretanto, o nome de taxa. Isso ocorria para se evitar que fosse
declarada inconstitucional a lei instituidora, por falta de competência tributária. Considerando essa afirmação,
assinale a opção correta, relativamente à natureza jurídica do tributo.

a) Não procede a preocupação do ente federado, pois um tributo será considerado taxa desde que seja criado
com esta denominação.
b) Para a definição da natureza jurídica, é relevante levar-se em consideração a destinação do produto da
arrecadação.
c) Todas as características formais do tributo estabelecidas na lei de criação devem ser consideradas na definição
da espécie tributária.
d) O fato gerador é critério de exame da natureza jurídica específica do tributo.
_____________________________________________________________________________________________

10) (Esaf/Sefaz/MG/Gestor/2005) Assinale a opção correta. A natureza jurídica do tributo é determinada:

a) Pela denominação legal.


b) Pelo critério quantitativo da norma que o criou.
c) Pela finalidade de sua arrecadação.
d) Pelo fato gerador.
e) Pela previsão ou não de obrigações acessórias.
_____________________________________________________________________________________________

11) Assim dispõe o Art. 3º do Código Tributário Nacional:

Art. 3º Tributo é toda prestação pecuniária compulsória, em moeda ou cujo valor nela se
possa exprimir, que não constitua sanção de ato ilícito, instituída em lei e cobrada
mediante atividade administrativa plenamente vinculada.

Conforme estabelecido no artigo supra, o tributo, por consistir em prestação pecuniária, deve ser pago em moeda
corrente nacional.

Existem exceções a tal regra? Em caso positivo, aponte a exceção e discorra sobre tal possibilidade.

_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________

NOME:

TURMA

Página 4 de 4