You are on page 1of 7
ARTIGO ESSAY PAOLA BERENSTEIN JACQUES MICRORRESISTENCIAS URBANAS: POR UM URBANISMO INCORPORADO URBAN MICRO-RESISTENCES: FOR AN INCORPORATING URBANISM. Este texto se divide em tr8s partes distintas, mas complementares: uma critica & atual espetacularizagao das cidades'~ resumida na ideia das Cenografas'- um elogio& expe- riéncia corporal nas cidades ~ as ‘corpografias’- que podem ser comsidcradee come ‘roresstencas a processo de espetacularzacdo das cidade, das cultures e dos corpos, ¢,por fim, uma breve reflexdo sobre préticas artisticas nas cidades, em particular sotee g Possbilidade de considerar a experiénciasensivel enquanto uma forma ativa ¢ erties de mmicrorresisténcia sobre ou no espa pablico, Gostariamos de trata de ts questées-pontos de patida que se complementam: a ‘elagdo entre corpo e cidade, os conflitos no espaco publico e 2 vitaldade e imensidads 8 vida publica dos espacos mais populares e informs, espacos opacos, segundo Milton Santos. Noentanto, estas questées Serio abordadas por negacdo. As rlacoes entre espa, ‘0 piblcoe imagens da cidade contempordnea hoje passam inevtavelmente pel jsclcto rocesso de espetaculrizagle, que ¢ um dos maiaresresponsaveis tanto pelo en;pob Imento ds experincias corporais no espago publica contemporsneo quanto pela negoeao dos confltos edissensos nesses espagos e,sabretudo, pela negacao, eliminagSo.u ceake, {80 da vitalidade dos espacos opaces das cidades, as quais tambem buscam torner-se mae luminosas, midaticase espetaculares. Partimos do principio de queo processo de espetacularizacdo das cidades contempor’+- eas esta detamente relacionado tanto atual pacifcacdo securitéia, omogene zadora {consensual dos espagas piblicos quanto &diminuiglo da experiencia corporal dvs cidades {enquanto pratica ordinara cotiiana sso faz repensar aquestao do corpa no espaco urbe, no, 0u,como dia Milton Santos, da corporeidade dos homens lento, aqueles que Michel de Certeau chamou de praticantes ordinaros das cidades. Oestudo das praticas ¢ dos uae ds espaco urbane, geralmente informats,conftuosos e dssensuals, pode apontar comihec atteratvos 3 espetaclarizacao urbana, formas de microrresisténcia ou desvios nes logy 9 espetacular, ou sea indicaro que seria um urbanismo maisincorporade, (CENOGRAFIAS URBANAS: ESPETACULARIZACAO DAS CIDADES Orprocesso de espetacuarizagzo urbana exté cada vez mas explicit e sua cicajésetor- ou recorrente no meio académico, mesmo que muitas vezes com outros nome: cidade. Cenario, cidade-museu, cidade-parque-tematico, cidade-shopping, em resumo.cidade-es. Petéculo?Correntes urbanas parentementedstntas como o planejamento estrategicn > new urbanism, o urbanismo extra large ou 0 urbanismo corporativo chegam a um inesno resultado-a mercantiizagioespetaculr das cidades, 0 que pode se visto como um penss, mento hegeménico,dnico ou consensual Diferentesprocessos urbanos,comoesttirayao,