Sie sind auf Seite 1von 5

Profissional brilhante e outras anedotas

Profissional brilhante - Psicólogo Psicoterapeuta

Caro António Roberto, Psicólogo Psicoterapeuta

Espero que me possa ajudar.

Saí ontem à tarde no meu carro para ir trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre.
Andei pouco mais de 1km quando o motor parou e não pegou mais. Voltei para casa, para pedir ajuda ao meu
marido. Quando cheguei apanhei-o em flagrante na cama com a filha da vizinha!

Eu tenho 32 anos, meu marido 34 e a pestinha 19. Estamos casados há 10 anos. Ele confessou que mantinha
aquela relação há mais de 6 meses. Eu amo o meu marido e estou desesperada. Preciso urgentemente do seu
conselho .

Antecipadamente grata.

Patrícia

RESPOSTA

Cara Patrícia,

Quando um carro pára, depois de haver percorrido uma pequena distância, isso pode ser devido a uma série de
factores. Pode não haver combustível no depósito ou o filtro estar entupido, também pode ser da injecção
electrônica ou da bomba de gasolina que não proporcionando combustível ou pressão suficiente nos injectores
impede que o motor funcione. Nesse caso a pessoa a contactar deve ser um mecânico. Não volte a incomodar o
seu marido. Ele não é mecânico. Você está errada. Não repita mais isso.

Espero ter ajudado.

António Roberto - Psicólogo e psicoterapeuta

----------------------------------

A TEORIA DA RELATIVIDADE

Ao fim da tarde, um ginecologista aguarda a sua última paciente, que não chega.

Depois de 30 minutos de espera, supõe que esta já não virá e resolve beber um gin tónico para relaxar antes de
voltar para casa.

Instala-se confortavelmente numa poltrona e começa a ler o jornal quando toca a campainha.

É a paciente que chega cansada e com voz ofegante pede desculpas pelo atraso.

- Não tem importância - responde o médico. Olhe, eu estava a beber um gin tónico enquanto a esperava. Quer
um também para relaxar um bocado?

- Aceito com prazer - responde a paciente aliviada.

Ele serve-lhe um copo, senta-se na sua frente e começam a conversar sobre banalidades.

De repente ouve-se um barulho de chave na porta do consultório.

O médico tem um sobressalto, levanta-se bruscamente e diz: - A minha mulher! Rápido, tire a roupa e abra as
pernas!

Na vida tudo é relativo...


---------------------------------

A mulher chegou em casa e disse para o marido: - Zé, lembra das enxaquecas que eu costumava ter toda vez que
nós íamos fazer amor? Estou curada.

- Não tem mais dor de cabeça?!?! O marido perguntou espantado.

A esposa respondeu: - Minha amiga Margarete me indicou um terapeuta que me hipnotizou. O médico me disse
para ir para frente do espelho, me olhar bem no espelho e repetir para mim mesma. "Não tenho mais dor de
cabeça. Não tenho mais dor de cabeça. Não tenho mais dor de cabeça." Fiz isso e a dor de cabeça parece que
sumiu.

O marido respondeu: - Mas que maravilha!

Então a esposa falou para o marido: - Nos últimos anos você não anda muito interessado em sexo. Por que você
não vai ao terapeuta e tenta ver se ele te ajuda a ter interesse em sexo novamente?

O marido concordou, marcou uma consulta e alguns dias depois estava todo fogoso para uma noite de amor com
a esposa... Então foi correndo para casa e entrou arrancando as roupas e arrastando a esposa para o quarto.
Colocou a esposa na cama e disse para ela: - Não se mova que eu já volto.

Ele foi ao banheiro e voltou logo depois, pulou na cama e fez amor de maneira muito apaixonada como nunca
tinha feito com a esposa antes.

A esposa falou: - Zé, foi maravilhoso!

O marido disse novamente para a esposa: - Não saia dai que eu volto logo.

Foi ao banheiro e a segunda vez foi muito melhor que a primeira. A mulher sentou-se na cama, a cabeça girando
em êxtase com a experiência.

O Marido disse outra vez: - Não saia dai que eu volto logo.

Foi ao banheiro... Desta vez a esposa foi silenciosamente atrás dele e quando chegou lá o Zé olhava para o
espelho e dizia: - Não é minha esposa. Não é minha esposa. Não é minha esposa. Não é minha esposa. Não é
minha esposa. Não é minha esposa. Não é minha esposa. Não é minha esposa...

O velório do Zé será amanhã na capela 13 do Cemitério da Saudade!!!

-----------------------------------

Advogado, Advogando...

O advogado estava chegando atrasado ao Fórum para uma importante audiência, que lhe daria um bom dinheiro,
e não encontrava estacionamento.

Levanta as mãos ao céu, fecha os olhos e diz: - Senhor! Por favor! Me arrume uma vaga para estacionar e te
prometo que irei à missa todos os domingos. Deixo a mulherada, as noitadas, o álcool e vou ser honesto com os
meus clientes. Além disso, terminarei o caso que tenho com a minha secretária que é casada. Vou ser fiel para o
resto da minha vida e viver só para minha família.

Nesse instante, milagrosamente aparece um lugar para estacionar bem na porta do Fórum, ele estaciona e diz: -
Não se preocupe mais, Senhor! Achei uma vaga!

-----------------------------------
100 anos da vírgula - Excelente!!

Sobre a Vírgula

Muito bonita a campanha dos 100 anos da ABI

(Associação Brasileira de Imprensa).

Vírgula pode ser uma pausa... ou não.

Não, espere.

Não espere..

Ela pode sumir com seu dinheiro.

23,4.

2,34.

Pode criar heróis..

Isso só, ele resolve.

Isso só ele resolve.

Ela pode ser a solução.

Vamos perder, nada foi resolvido.

Vamos perder nada, foi resolvido.

A vírgula muda uma opinião.

Não queremos saber.

Não, queremos saber.

A vírgula pode condenar ou salvar.

Não tenha clemência!

Não, tenha clemência!

Uma vírgula muda tudo.

ABI: 100 anos lutando para que ninguém mude uma vírgula da sua informação.

DETALHES ADICIONAIS:

COLOQUE UMA VÍRGULA NA SEGUINTE FRASE:


SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.

* Se você for mulher, certamente colocou a vírgula depois de MULHER...

* Se você for homem, colocou a vírgula depois de TEM...

---------------------------------------------

Joãozinho não só cresceu como se tornou um rapaz muito fino!!!!

Na aula de Relações Humanas, a professora perguntou aos alunos: Alfredo, se você estivesse jantando com uma
mulher, e daí você sentisse vontade de ir ao toalete, como diria?

- Eu diria "espera um segundo, vou urinar"

Que horror, Alfredo!!!! Isso seria muito grosseiro e de má educação!

Vamos ver.... Marcelo e você, o que diria?

- Eu diria "desculpa, tenho de ir ao banheiro, mas volto já"

- Está bem melhor, mas é um tanto desagradável mencionar a palavra "banheiro" quando se está jantando!

E você Joãozinho? O que diria?

- Eu diria "querida, peço que me desculpe... tenho de ausentar-me um momento. Vou dar um aperto de mão a
um amigo íntimo, que espero poder apresentar a você depois do jantar."

--------------------------------------

DEPENDE... com final desconcertante

Manuel estava na aula quando a professora pergunta: - Manuel? Quantos são dois e dois?

- DEPENDE; Professora, se os números estão na horizontal são 22 se estão na vertical são 4.

- Muito giro, você parece que é mesmo do contra! Diga lá agora: Quem descobriu o Brasil?

- DEPENDE; Se se refere a 1500 foi Pedro Álvares Cabral, se refere a antes de 1500, foi o Índio que já lá estava.

- Ah!... Você julga-se muito inteligente, não é Manuel? Você acha-se um superdotado, certo? Agora diga-me,
quantos são os mandamentos da Lei de Deus? Os mandamentos são...?

- Bom... DEPENDE, professora!

- Como é que DEPENDE?...

- DEPENDE, porquê se são para homens são dez, mas se são para mulheres são nove, porque as mulheres não
podem desejar a mulher do próximo!

- DEPENDE..., sussurra a professora.

------------------------------

Um buraco atrás do meu - GOLF


Um homem estava a jogar golf, quando de repente se sentiu perdido...

Olha adiante e vê uma mulher a jogar e vai ao seu encontro...

- Bom dia! Pode ajudar-me? Não sei qual o buraco em que estou...

- O senhor está um buraco atrás do meu. Eu estou no 7 e o senhor está no 6.

O homem agradeceu e continuou o seu jogo. Algumas horas depois, sentiu- se novamente perdido.

Viu a mesma mulher e perguntou já envergonhado.: - Desculpe incomodá-la, perdi- me novamente. Pode-me
dizer em que buraco estou agora?

- O senhor está um buraco atrás de mim, eu estou no 14 e o senhor está no 13.

Novamente agradeceu à mulher a gentileza e continuou o seu jogo.

Quando acabou o jogo, encontrou a mulher no bar do clube. Foi na sua direção e perguntou se poderia convidá-
la a tomar algo em agradecimento por o ter ajudado. Ela aceitou e começaram a conversar animadamente,
quando perguntou o que ela fazia para viver.

- Trabalho em vendas.

- É mesmo? eu também!

- E o que vende? Perguntou o homem.

Ela sentiu-se envergonhada e depois de muita insistência, dispôs-se a contar-lhe, se ele prometesse não rir.

Ele prometeu não fazê-lo...

- Vendo tampões higiénicos.

Ele imediatamente soltou uma gargalhada que chamou a atenção de todos os presentes; então brava ela disse:

- Você prometeu não rir!

- Como não vou rir? Sou vendedor de papel higiênico... Continuo um buraco atrás de você!!!

---------------------------------

Verwandte Interessen