Sie sind auf Seite 1von 24

EAD 521 - COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL

Liderança
Prof. Joel Dutra – aula de 10.05.17
Objetivo

Compreender a liderança em
nossas organização.

2
Conteúdo

• Liderança na organização contemporânea

• Evolução do conceito de liderança

• Bibliografia

3
Liderança na
Organização
Contemporânea
Tendências Organizacionais e a Liderança

Novas arquiteturas organizacionais e de


negócio – poder organizacional mais
diluído e descentralizado;

Globalização – influência de diversos


atores sociais sobre as organizações;

Maior complexidade organizacional –


aumento da qualificação e nível de
informação do trabalhador;

Turbulência ambiental – aumento da


importância da liderança organizacional.
Liderança Organizacional

Desafio da década – a liderança organizacional


como um fator de diferenciação competitiva:
• Ambiente incerto e ambíguo;
• Menor espaço para a dominação política e
econômica;
• Diversidade cultural - valores, idioma, visão de
mundo etc.;
• Mobilidade intensa da equipe;
• Conciliação de interesses diversos.
Momento de Liderar – Michael Useem
• Ter visão clara dos objetivos e transmiti-las - criar um projeto comum;
• Guiar-se por seus valores e pelos valores da organização e manter a coerência
na adversidade;
• Estimular e criar as condições objetivas para o compartilhamento de
informações, conhecimento e experiências - ajudar a equipe a aprender com a
própria experiência;
• Preparar as pessoas para as situações adversas, capacitando-as para tanto e
criando o suporte da equipe para cada um de seus integrantes;
• Esperar e cobrar um alto desempenho da equipe;
• Manter as pessoas focadas no que é essencial;
• Estimular o uso dos pontos fortes das pessoas e ampliação dos mesmos;
• Conquistar aliados para apoiá-lo nas situações difíceis;
• Possuir coragem para tomar as decisões necessárias. A indecisão pode ser tão
danosa quanto decisões ineptas.
Aspectos Importantes da Liderança na Empresa Moderna

Transformações na postura do líder:


Aceitar e gerir a diversidade - aceitar as pessoas
como elas são, mesmo quanto diferentes de nós.
Delegar - confiar nas pessoas mesmo correndo riscos.
Ouvir e comunicar-se – estimular e oferecer suporte
às pessoas para que encontrem alternativas e
caminhos para alcançar objetivos e metas.
Construir e sustentar parcerias – construir pontes e
estradas na relação com contrapartes internos e
externos.
Al Pacino – Ten. Cel. Frank Slade
Chris O’Donnell – Charlie Simms
Gabrielle Anwar – Donna
Phillip Seymour Hoffman – George Willis Jr.

ATIVIDADE
POSTURAS DO
LÍDER
Vamos analisar através de cenas do filme Perfume de Mulher
as transformações na postura do líder:
Aceitar e gerir a diversidade - aceitar as pessoas como elas
são, mesmo quanto diferentes de nós.
Delegar - confiar nas pessoas mesmo correndo riscos.
Ouvir e comunicar-se – estimular e oferecer suporte às
pessoas para que encontrem alternativas e caminhos para
alcançar objetivos e metas.
Construir e sustentar parcerias – construir pontes e estradas
na relação com contrapartes internos e externos.
EVOLUÇÃO
DO
CONCEITO
DE
LIDERANÇA
Teorias sobre liderança – Líder Transacional
• Teoria dos Traços – anos 30 - busca por atributos de
personalidade, sociais, físicos e intelectuais que
descrevam líderes. Estudos identificaram cerca de 80
traços associados à liderança, mas apenas 6 destes eram
comuns aos 5 estudos. Traços diferenciando líderes e não
líderes:
ambição e energia, desejo de liderar, honestidade e
integridade, autoconfiança, inteligência e
conhecimento relevante ao cargo
Liderança Situação • Teria Comportamental – anos 50 e 60 - estudos do
Seguidores comportamento dos líderes com objetivo de identificar
características relacionadas à eficácia, definindo estilos de
liderança – Líder X ou Y, Janela de Johari e Grid Gerencial
• Teria Caminho-Objetivo – anos 60 e 70 - o trabalho do líder é
ajudar seus seguidores a atingirem suas metas, fornecendo a
Líder direção e apoio para assegurar que suas metas sejam
compatíveis com os objetivos do grupo. Esta abordagem foi
dividida em duas a liderança situacional e a contingencial
• Limitações dessas abordagens: O processo de liderança é
compreendido como a ocorrência de transações mutuamente
gratificantes entre líderes e seguidores, dentro de um
determinado contexto situacional. Há, nessas abordagens, um
pano de fundo que a manutenção do “status quo”.
TEORIA DOS TRAÇOS
Teorias sobre liderança – Líder Transacional
• Teoria dos Traços – anos 30 - busca por atributos de
personalidade, sociais, físicos e intelectuais que descrevam
líderes. Estudos identificaram cerca de 80 traços associados à
liderança, mas apenas 6 destes eram comuns aos 5 estudos.
Traços diferenciando líderes e não líderes:
ambição e energia, desejo de liderar, honestidade e
integridade, autoconfiança, inteligência e conhecimento
relevante ao cargo
• Teria Comportamental – anos 50 e 60 - estudos do
Liderança Situação comportamento dos líderes com objetivo de identificar
Seguidores características relacionadas à eficácia, definindo estilos
de liderança – Líder X ou Y, Janela de Johari e Grid
Gerencial
• Teria Caminho-Objetivo – anos 60 e 70 - o trabalho do líder é
ajudar seus seguidores a atingirem suas metas, fornecendo a
Líder direção e apoio para assegurar que suas metas sejam
compatíveis com os objetivos do grupo. Esta abordagem foi
dividida em duas a liderança situacional e a contingencial
• Limitações dessas abordagens: O processo de liderança é
compreendido como a ocorrência de transações mutuamente
gratificantes entre líderes e seguidores, dentro de um
determinado contexto situacional. Há, nessas abordagens, um
pano de fundo que a manutenção do “status quo”.
Teoria X e Teoria Y
– McGregor 1960 The Human Side of Enterprise.

Teoria X Teoria Y
O ser humano é por natureza O trabalho é tão natural
avesso ao trabalho. quanto o descanso.

A maioria das pessoa precisa A maioria das pessoas bisca se


ser corrigida e controlada. auto corrigir naturalmente.

O ser humano não consegue O ser humano não só aprende


assumir responsabilidades, a ser responsável como passa
a procurar responsabilidades.
JANELA DE JOHARI
A Grade Gerencial 9.9
Gerência em equipe
1.9 As realizações de trabalho são de
Gerência de clube de campo pessoas comprometidas; a
A atenção cuidadosa às necessidades das interdependência através de um
pessoas para satisfazer relacionamentos leva a “interesse comum” no objetivo da
uma organização com atmosfera e ritmo de organização leva a relações de
trabalho amigável, confortável confiança e respeito

Alto
9
5.5
Preocupação com as pessoas
8
Gerência de organização humana
O desempenho adequado da organização é possível
7 através do equilíbrio da necessidade de conseguir
trabalhar e manter o moral das pessoas num nível
6 satisfatório.

4
9.1
3 1.1
Obediência-autoridade
Gerência empobrecida A eficiência em operações resulta de
2 Exercer esforço mínimo para ter desempenhado o arranjar condições de trabalho de forma
trabalho exigido é apropriado para manter a filiação à que elementos humanos interfiram em
1 organização. grau mínimo.

Baixo

1 2 3 4 5 6 7 8 9
Baixo Alto
Preocupação com a produção
Teorias sobre liderança – Líder Transacional
• Teoria dos Traços – anos 30 - busca por atributos de
personalidade, sociais, físicos e intelectuais que descrevam
líderes. Estudos identificaram cerca de 80 traços associados à
liderança, mas apenas 6 destes eram comuns aos 5 estudos.
Traços diferenciando líderes e não líderes:
ambição e energia, desejo de liderar, honestidade e
integridade, autoconfiança, inteligência e conhecimento
relevante ao cargo
• Teria Comportamental – anos 50 e 60 - estudos do
Liderança Situação comportamento dos líderes com objetivo de identificar
Seguidores características relacionadas à eficácia, definindo estilos de
liderança – Líder X ou Y, Janela de Johari e Grid Gerencial
• Teria Caminho-Objetivo – anos 60 e 70 - o trabalho do
líder é ajudar seus seguidores a atingirem suas metas,
fornecendo a direção e apoio para assegurar que suas
Líder metas sejam compatíveis com os objetivos do grupo.
Esta abordagem foi dividida em duas a liderança
situacional e a contingencial
• Limitações dessas abordagens: O processo de liderança é
compreendido como a ocorrência de transações mutuamente
gratificantes entre líderes e seguidores, dentro de um
determinado contexto situacional. Há, nessas abordagens, um
pano de fundo que a manutenção do “status quo”.
Liderança Situacional
Fonte: HERSEY & BLANCHARD (1982)

Alto Apoio Alto Apoio


(Alto)
Comportamento de Apoio Baixa Direção Alta Direção

E3 E2
(relacionamento)

E4 E1

Baixo Apoio Baixo Apoio


Baixa Direção Alta Direção
(Baixo) Comportamento Diretivo (tarefa) (Alto)

M4 M3 M2 M1
Liderança Situacional
Níveis de maturidade

Atividades do Colaborador M1 M2 M3 M4

Programação Semanal X
Gestão da Área X

Fechamento de negócio X

Organização de Evento X

Controle do Budget X

Controle de Despesas X

Material preparado pelo Prof. Paulo Tempesta


Teorias sobre liderança

Líder Transacional
• Recompensa contingente – negocia a troca de
recompensa por esforço e desempenho;
• Administração por exceção;
• Adequação de estilo – procura adequar seu estilo de
liderança em função do contexto ou das características ou
necessidades dos subordinados.

Líder Transformacional
• Carisma - oferece uma visão e o sentido da missão,
estimula o orgulho, ganho o respeito e a confiança;
• Inspiração – expressa propósitos importantes de maneira
simples;
• Estímulo intelectual;
• Consideração individualizada.

Fonte: BASS, Bernard M. – From transactional to transformational leadership.


Organizational Dynamics, inverno 1990 p.22)
Teorias sobre liderança – Líder Transformacional
Líder é a pessoa que você resolve seguir para ir a um lugar
que você não iria sozinho(a) (Olga Colppo).
Ajudar as pessoas a transformarem as suas próprias
realidades e ao mesmo tempo transformarem o meio onde
vivem, a partir de objetivos comuns construídos de forma
coletiva e consciente.
• Saber para onde, porque e como ir;
• Construção coletiva dos caminhos;
• Contribuição de todos na caminhada;
• Acompanhamento coletivo do processo e tomada de
decisões coletivas;
• Comemoração dos sucessos e purgação dos fracassos
coletivamente;
• Aprendizagem compartilhada.
ATIVIDADE – LÍDER
TRANSFORMACIONAL

A partir da experiência de Heitor \Martins à frente da


presidência da 29º. Bienal de São Paulo analise
situações que retratem o exercício da liderança
transformacional.
• Saber para onde, porque e como ir;
• Construção coletiva dos caminhos;
• Contribuição de todos na caminhada;
• Acompanhamento coletivo do processo e tomada de
decisões coletivas;
• Comemoração dos sucessos e purgação dos fracassos
coletivamente;
• Aprendizagem compartilhada.
Indicações de Leitura
LIDERANÇA:
•Robbins, S. P. Comportamento Organizacional – Editora Pearson.

• Useem, Michael – O Momento de Liderar – Negócio;

•Useem, Micahel – Liderando para o Alto – Negócio;


•Charan R., Drotter, S. e Noel, J. – The Leadership Pipeline – Jossey-
Bass;
•Goleman D. e Boyatzis R. – O Poder da Inteligência Emocional: Primal
Leadership – Campus;
•Northouse, Peter G. – Leadership Theory and Practice – Sage;
•Blanchard, Ken – Liderança de Alto Nível – Bookman.
OBRIGADO
e-mail – jdutra@usp.br