Sie sind auf Seite 1von 4

Horizontal

1. A Teoria da relatividade prevê que o aumento da velocidade de um corpo causa aumento em sua massa. Na prática,
considera-se o efeito da velocidade na massa para valores de velocidade acima de 10% de c, ou seja 0,1 c. À velocidade da
luz, a massa de um corpo seria infinita, o que é uma impossibilidade física. Esse fato torna a velocidade das ondas
eletromagnéticas no vácuo a velocidade do Universo. Nenhum corpo material consegue atingir a velocidade c.
11. Físico estadunidense (1838-1923) que, após o fracasso de Michelson na comprovação da existência do éter, colaborou
com Michelson, em 1887. E novamente, o resultado não evidenciou a existência do éter.
16. Conceito tradicional que estabelece que dois eventos são simultâneos quando são percebidos ou observados ao mesmo
tempo. Einstein refutou o conceito de tempo absoluto afirmando que a medida do tempo terá resultados diferentes se
utilizarmos referenciais distintos.
17. Físico estadunidense (1905-1991) – um dos laureados com o Nobel de Física de 1936 – que descobriu, em 1932, a anti-
partícula do elétron – o pósitron –, a qual tem massa e spin iguais aos do elétron, mas carga elétrica positiva igual à do
próton. Constatou que, quando um pósitron se junta a um elétron, eles desaparecem, e a massa de ambos se transforma em
energia transportada por dois raios γ, que surgiram no lugar da matéria. A enorme quantidade de energia liberada durante
essas reações é explicada pela equivalência entre massa e energia.
18. Físico irlandês (1851-1901) que, embora não tenha publicado muitos trabalhos, contribuiu com muitas ideias para outros
físicos desenvolverem. Uma delas era de que objetos em movimento sofreriam um encurtamento na direção desse
movimento, e isso explicaria o resultado negativo do experimento de Michelson e Morley.
19. Renomado químico francês (1827-1907) que afirmou que já não havia grandes mistérios na Ciência e no mundo.
20. Físico estadunidense (1852-1931) que pretendia comprovar a existência do éter medindo a velocidade de deslocamento
da Terra em relação a esse suposto meio, utilizando um interferômetro – aparelho assim chamado porque produz
interferência luminosa.
21. Revista científica alemã que, em junho de 1905, publicou o trabalho científico de Albert Einstein com o título: Sobre a
eletrodinâmica dos corpos em movimento.
Vertical
2. Na Relatividade é válido o princípio da conservação da quantidade de movimento para sistemas isolados de forças
externas. Nos aceleradores de partículas utilizados em experimentos sobre pesquisas de estrutura da matéria e sobre o
átomo e seu núcleo, os físicos verificam frequentemente a limitação da velocidade e a necessidade do emprego da
quantidade de movimento relativística para justificar os resultados experimentais.
3. Livro onde Bertrand Russell escreveu que “todos sabem que Einstein fez algo surpreendente, mas são poucos os que
conhecem exatamente o que ele fez... sem dúvida, há incontáveis explicações populares da Teoria da Relatividade, mas
essas geralmente deixam de ser inteligíveis justamente quando começam a revelar o que é importante... o que se faz
necessário é uma alteração do nosso quadro imaginário do mundo... as ideias de Einstein parecerão mais fáceis às gerações
que crescerem com elas”.
4. O quadrado da velocidade das ondas eletromagnéticas no vácuo (c2) corresponde ao fator de conversão da massa em
energia e vice-versa. Quando um corpo está em repouso relativamente a um dado referencial, sua energia é denominada
________ __ _________. Essa energia equivalente à massa está encerrada na estrutura interna do corpo.
5. Valor da velocidade da luz no vácuo que tem sempre o mesmo valor, independentemente do movimento da fonte ou do
sistema de referência do observador. Foi estabelecido por Einstein, que descartava a luz como onda eletromagnética. Para
Einstein, a luz era formada de “partículas” de luz.
6. Físico francês que realizou, em 1849, a primeira determinação experimental bem-sucedida para o cálculo da velocidade da
luz.
7. No primeiro postulado diz que as leis da Física são as mesmas para observadores em quaisquer sistemas de referência
inerciais. Maxwell já havia estabelecido a interdependência entre os campos elétrico e magnético. Para Einstein, não existe
independência entre os campos elétrico e magnético. Ao ligar a chave do circuito, surge um ________ ____________ que
exerce, na carga, forças elétrica e magnética e torna as observações concordantes nos dois referenciais.
8. Físico francês (1854-1912) que junto com Hendrik Lorentz (1853-1928) foi atribuída a hipótese da existência de um meio
fluido rarefeito sem viscosidade e suficientemente rígido a justificar a elevada velocidade de propagação. Tal meio recebeu o
nome de éter.
9. Trabalho de Albert Einstein que propunha a solução para as contradições entre Mecânica clássica e o Eletromagnetismo.
Uma das contradições estaria na diferença de comportamento de fenômenos eletromagnéticos quando observados sob
referenciais distintos. Einstein propôs uma reformulação no conceito espaço e tempo e estabeleceu dois postulados que são
considerados os pilares da Teoria da Relatividade restrita.
10. Astrônomo dinamarquês (1644-1710) que, em 1676, calculou pela primeira vez a velocidade da luz, ao observar
diferenças nos períodos de eclipse de um dos satélites de Júpiter, Io.
12. A Teoria da Relatividade restrita ou especial estabelece que o comprimento de uma barra depende da sua velocidade em
relação ao observador. Uma barra se contrai no sentido do movimento, tornando-se cada vez menor à medida que a sua
velocidade aumenta em relação ao observador.
13. Físico-matemático e engenheiro britânico (Lorde Kelvin) que, em abril de 1900, disse que a beleza e a clareza da teoria
dinâmica, que expressa o calor e a luz como formas de movimento, ainda não estavam resolvidas e por isso a Física não
estava encerrada.
14. Físico holandês (1853-1928) especialista na teoria da eletromagnética que defendia o éter como suporte de propagação
das ondas. Coube a ele encontrar o fator de contração que ficou conhecida por contração de Lorentz-Fitzgerald. Na fórmula
desse fator supõe-se um movimento relativo em uma direção do eixo, mas pode ser generalizada em qualquer direção.
15. O intervalo de tempo transcorrido entre dois eventos que ocorrem em um mesmo lugar, e medido por um único relógio em
repouso nesse mesmo lugar, é denominado intervalo de tempo próprio, e é sempre menor que o intervalo de tempo medido
em qualquer outro sistema de referência. De acordo com a Teoria da Relatividade restrita ou especial, os relógios em
movimento – sejam eles mecânicos ou atômicos, e até mesmo as batidas do coração – atrasam, pois, o tempo transcorre
mais lentamente em relação a referenciais em repouso.
Horizontal
2. Físico francês (1854-1912) que junto com Hendrik Lorentz (1853-1928) foi atribuída a hipótese da existência de um
meio fluido rarefeito sem viscosidade e suficientemente rígido a justificar a elevada velocidade de propagação. Tal meio
recebeu o nome de éter.
12. Físico irlandês (1851-1901) que, embora não tenha publicado muitos trabalhos, contribuiu com muitas ideias para
outros físicos desenvolverem. Uma delas era de que objetos em movimento sofreriam um encurtamento na direção
desse movimento, e isso explicaria o resultado negativo do experimento de Michelson e Morley.
15. Revista científica alemã que, em junho de 1905, publicou o trabalho científico de Albert Einstein com o título: Sobre
a eletrodinâmica dos corpos em movimento.
16. O quadrado da velocidade das ondas eletromagnéticas no vácuo (c2) corresponde ao fator de conversão da massa
em energia e vice-versa. Quando um corpo está em repouso relativamente a um dado referencial, sua energia é
denominada ________ __ _________. Essa energia equivalente à massa está encerrada na estrutura interna do corpo.
17. Físico estadunidense (1838-1923) que, após o fracasso de Michelson na comprovação da existência do éter,
colaborou com Michelson, em 1887. E novamente, o resultado não evidenciou a existência do éter.
18. A Teoria da relatividade prevê que o aumento da velocidade de um corpo causa aumento em sua massa. Na
prática, considera-se o efeito da velocidade na massa para valores de velocidade acima de 10% de c. À velocidade da
luz, a massa de um corpo seria infinita, o que é uma impossibilidade física. Esse fato torna a velocidade das ondas
eletromagnéticas no vácuo a velocidade do Universo. Nenhum corpo material consegue atingir a velocidade c.
19. O intervalo de tempo transcorrido entre dois eventos que ocorrem em um mesmo lugar, e medido por um único
relógio em repouso nesse mesmo lugar, é denominado intervalo de tempo próprio, e é sempre menor que o intervalo de
tempo medido em qualquer outro sistema de referência. De acordo com a Teoria da Relatividade restrita ou especial, os
relógios em movimento – sejam eles mecânicos ou atômicos, e até mesmo as batidas do coração – atrasam, pois, o
tempo transcorre mais lentamente em relação a referenciais em repouso.
20. Físico estadunidense (1905-1991) – um dos laureados com o Nobel de Física de 1936 – que descobriu, em 1932, a
anti-partícula do elétron – o pósitron –, a qual tem massa e spin iguais aos do elétron, mas carga elétrica positiva igual
à do próton. Constatou que, quando um pósitron se junta a um elétron, eles desaparecem, e a massa de ambos se
transforma em energia transportada por dois raios γ, que surgiram no lugar da matéria. A enorme quantidade de
energia liberada durante essas reações é explicada pela equivalência entre massa e energia.
21. Físico-matemático e engenheiro britânico (Lorde Kelvin) que, em abril de 1900, disse que a beleza e a clareza da
teoria dinâmica, que expressa o calor e a luz como formas de movimento, ainda não estavam resolvidas e por isso a
Física não estava encerrada.
Vertical
1. Físico francês que realizou, em 1849, a primeira determinação experimental bem-sucedida para o cálculo da
velocidade da luz.
3. Livro onde Bertrand Russell escreveu que “todos sabem que Einstein fez algo surpreendente, mas são poucos os
que conhecem exatamente o que ele fez... sem dúvida, há incontáveis explicações populares da Teoria da
Relatividade, mas essas geralmente deixam de ser inteligíveis justamente quando começam a revelar o que é
importante... o que se faz necessário é uma alteração do nosso quadro imaginário do mundo... as ideias de Einstein
parecerão mais fáceis às gerações que crescerem com elas”.
4. Conceito tradicional que estabelece que dois eventos são simultâneos quando são percebidos ou observados ao
mesmo tempo. Einstein refutou o conceito de tempo absoluto afirmando que a medida do tempo terá resultados
diferentes se utilizarmos referenciais distintos.
5. Físico estadunidense (1852-1931) que pretendia comprovar a existência do éter medindo a velocidade de
deslocamento da Terra em relação a esse suposto meio, utilizando um interferômetro – aparelho assim chamado
porque produz interferência luminosa.
6. No primeiro postulado diz que as leis da Física são as mesmas para observadores em quaisquer sistemas de
referência inerciais. Maxwell já havia estabelecido a interdependência entre os campos elétrico e magnético. Para
Einstein, não existe independência entre os campos elétrico e magnético. Ao ligar a chave do circuito, surge um
________ ____________ que exerce, na carga, forças elétrica e magnética e torna as observações concordantes nos
dois referenciais.
7. Trabalho de Albert Einstein que propunha a solução para as contradições entre Mecânica clássica e o
Eletromagnetismo. Uma das contradições estaria na diferença de comportamento de fenômenos eletromagnéticos
quando observados sob referenciais distintos. Einstein propôs uma reformulação no conceito espaço e tempo e
estabeleceu dois postulados que são considerados os pilares da Teoria da Relatividade restrita.
8. A Teoria da Relatividade restrita ou especial estabelece que o comprimento de uma barra depende da sua
velocidade em relação ao observador. Uma barra se contrai no sentido do movimento, tornando-se cada vez menor à
medida que a sua velocidade aumenta em relação ao observador.
9. Físico holandês (1853-1928) especialista na teoria da eletromagnética que defendia o éter como suporte de
propagação das ondas. Coube a ele encontrar o fator de contração que ficou conhecida por contração de Lorentz-
Fitzgerald. Na fórmula desse fator supõe-se um movimento relativo em uma direção do eixo, mas pode ser
generalizada em qualquer direção.
10. Renomado químico francês (1827-1907) que afirmou que já não havia grandes mistérios na Ciência e no mundo.
11. Astrônomo dinamarquês (1644-1710) que, em 1676, calculou pela primeira vez a velocidade da luz, ao observar
diferenças nos períodos de eclipse de um dos satélites de Júpiter, Io.
13. Na Relatividade é válido o princípio da conservação da quantidade de movimento para sistemas isolados de forças
externas. Nos aceleradores de partículas utilizados em experimentos sobre pesquisas de estrutura da matéria e sobre o
átomo e seu núcleo, os físicos verificam frequentemente a limitação da velocidade e a necessidade do emprego da
quantidade de movimento relativística para justificar os resultados experimentais.
14. Valor da velocidade da luz no vácuo que tem sempre o mesmo valor, independentemente do movimento da fonte ou
do sistema de referência do observador. Foi estabelecido por Einstein, que descartava a luz como onda
eletromagnética. Para Einstein, a luz era formada de “partículas” de luz.