Sie sind auf Seite 1von 3

O que Deus EXIGE PARA SALVAR O PECADOR? Pg 19.

Qual é o verdadeiro arrependimento? O que é fé salvadora? As


pessoas podem aceitar Jesus como Salvador e não como
Senhor?

A conversão pode ser definido da seguinte forma: A conversão é nossa resposta


dispostos ao chamado do evangelho, por que sinceramente nos arrependemos de nossos
pecados e colocar nossa confiança em Cristo para a salvação.

1. Fé.

πιστις pistis
Definição dicionário Strong : 1) convicção da verdade de algo, fé; no NT, de
uma convicção ou crença que diz respeito ao relacionamento do homem com
Deus e com as coisas divinas, geralmente com a ideia inclusa de confiança e
fervor santo nascido da fé e unido com ela

2) fidelidade, lealdade

Uma absoluta transferência da confiança em si mesmo para outro ( Jesus Cristo)

Uma completa rendição pessoal para Deus!

Crer para Dentro!

Não existe fé no plural, mas fé Geral. A fé de que estamos tratando é a


Fé salvífica

1. Só o conhecimento não é suficiente. Poupança de fé pessoal nas Escrituras como


eles a entendem, envolve mais do que mero conhecimento. Claro, devemos ter algum
conhecimento de quem é Cristo eo que ele fez, porque "como crerão naquele de quem
não ouviram falar?"(Romanos 10:14). Mas o conhecimento sobre os fatos da vida,
morte e ressurreição de Cristo por nós não é suficiente, porque as pessoas podem
conhecer os fatos, mas rebeldes contra eles ou não gosta.Por exemplo, Paulo diz-nos
que muitas pessoas conhecem as leis de Deus, mas não quer: "Eles sabem que de acordo
com o justo decreto de Deus que aqueles que praticam tais coisas merecem a morte, mas
não só continuar, mas realmente a praticá-los aprovam os que as praticam "(Romanos
1:32). Até os demônios sabem quem é Deus e conhecer os fatos sobre a vida de Jesus e
sua obra de salvação, como diz James, "Você acha que há um só Deus? Magnifico! Até
os demônios crêem e tremem "(Tiago 2:19). Mas, certamente, esse conhecimento não
quer dizer que os demônios vão salvar.

Em resumo a fé Salvífica – é o conjunto de doutrinas que levam a Cristo.

2. Arrependimento.

Metanoia
Rm 2:4 (4) Ou desprezas a riqueza da sua bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando
que a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento?

B. Fé e arrependimento devem aparecer juntos


Podemos definir o arrependimento da seguinte forma: O arrependimento é
uma profunda tristeza pelo pecado, uma renúncia ao pecado e um propósito
sincero de esquecê-lo e caminhar em obediência a Cristo.
Esta definição indica que o arrependimento é algo que acontece em um
momento específico no tempo, e não é equivalente a uma demonstração de
mudança no estilo de vida da pessoa, o arrependimento como a fé, é uma
compreensão intelectual ( que o pecado é mau), a aprovação emocional dos
ensinamentos das Escrituras sobre o pecado (a tristeza pelo pecado e
abominação do pecado), a decisão pessoal anda longe dele (a renúncia do
pecado e da decisão que esquecê-lo e, em vez levar uma vida de obediência a
Cristo).Não podemos dizer que um tem que viver essa mudança de vida por um
tempo antes que o arrependimento pode ser verdadeira porque, caso contrário
tornar-se uma classe de arrependimento obediência que poderia crescer para
merecer a salvação para nós mesmos. Claro que, arrependimento genuíno irá
resultar numa mudança de vida. Uma pessoa verdadeiramente arrependida
começará imediatamente a viver uma vida mudou, e nós podemos chamar isso
de mudança de vida o fruto do arrependimento. Mas nunca devemos tentar exigir
que haja um período de tempo em que uma pessoa vive uma vida mudada antes
que nós possamos garantir o perdão. O arrependimento é algo que acontece no
coração, que envolve toda a pessoa em uma decisão de abandonar o pecado.
É importante perceber que a tristeza simples para nossas ações, ou mesmo
remorso profundo por nossas ações, e não um arrependimento genuíno se não
for acompanhada por uma decisão sincera de esquecer o pecado foi cometido
contra Deus. Paulo diz: "os judeus e os gregos pediram que eles se voltem para
Deus ea fé em nosso Senhor Jesus" (Atos 20:21).Ele diz que ficou encantado
com a experiência do Corinthians não ", porque eles têm muito triste, mas porque
a sua tristeza levou ao arrependimento.... A tristeza que vem de Deus produz um
arrependimento que leva à salvação, que ninguém se arrepende, enquanto a dor
mundana produz a morte "(2 Coríntios 7:9-10).A tristeza do mundo pode envolver
grande sofrimento para as ações e provavelmente também o medo de punição,
mas não uma renúncia genuína do pecado e um firme propósito de esquecê-la
na vida. Hebreus 12:17 diz que Esaú chorou como resultado de suas ações, mas
realmente não se arrepender do fato. Além disso, como 2 Coríntios 7:9-10, até
mesmo a tristeza do real é apenas um fator que leva ao arrependimento genuíno,
mas que a tristeza não é em si um coração sincero decisão na presença de Deus
que fala de um arrependimento genuíno .
O arrependimento ea fé Escrituras juntos como diferentes aspectos do ato
de vir a Cristo para a salvação. Não que uma pessoa torna-se primeiro
pecado, e então confiar em Cristo, nem os que primeiro esperamos em
Cristo e, em seguida, se afasta do pecado, mas que as duas coisas
acontecem simultaneamente. Quando nos voltamos para Cristo para a
salvação dos nossos pecados, estamos ao mesmo tempo afastando-se
os pecados de que estamos pedindo a Cristo para nos salvar.Se não, a
volta de Cristo para a salvação dos nossos pecados é improvável que
somos sinceros para ir com ele ou confiar nele

Verwandte Interessen