Sie sind auf Seite 1von 7

Prova Escrita de Biologia e Geologia Versão 2

10º Ano de Escolaridade 2016


Duração da Prova Teórica: 90 minutos. 6 Páginas

GRUPO I
A fluidez das membranas – condição essencial à sua funcionalidade – é afetada pela temperatura e pela
respetiva composição química. Face a alterações do meio, as células regulam a composição lipídica da
membrana plasmática, de forma que esta mantenha uma fluidez constante.
Com vista a determinar a influência de fatores externos na fluidez da membrana, comparou-se esta
propriedade na membrana das plaquetas de sete pacientes dependentes de álcool com um grupo de controlo
composto pelo mesmo número de indivíduos. A fluidez das membranas foi determinada, recorrendo-se à
anisotropia fluorescente: quanto mais altos forem os seus valores, menos fluida é a membrana. Para cada
grupo, foram efetuadas duas determinações da fluidez, no 1.º e no 14.ºdias do estudo. A seguir à 1.ª
determinação, os pacientes dependentes de álcool foram privados do seu consumo. Os resultados obtidos
encontram-se registados no gráfico da figura 1. Durante a discussão dos resultados, o autor deste estudo
colocou várias reservas relativamente à possibilidade de generalizar as conclusões.

1. Na seleção dos indivíduos do grupo que serviu de controlo, procurou-se que estes...
(A) ... apresentassem diferentes graus de dependência do álcool.
(B) ... apresentassem a mesma distribuição de idade e de sexo que o grupo de pacientes.
(C) ... fossem medicados com substâncias que afetam a fluidez da membrana.
(D) ... constituíssem uma amostra aleatória da população.

2. De acordo com os dados do gráfico, ocorreu um aumento da fluidez da membrana _____. Em


consequência, no fim do estudo, as membranas das plaquetas do grupo que serviu de controlo
encontravam-se _____ fluidas que as dos pacientes dependentes de álcool.
(A) nos pacientes dependentes de álcool […] menos
(B) no grupo que serviu de controlo […] mais
(C) no grupo que serviu de controlo […] menos
(D) nos pacientes dependentes de álcool […] mais

3. Colocaram-se reservas relativamente à possibilidade de generalizar as conclusões deste estudo dado


(A) que se aplicou a mesma técnica de medição da fluidez da membrana nos dois grupos.
(B) que se determinou a fluidez da membrana, nos dois grupos, nos mesmos dias.
(C) que se selecionou um reduzido número de indivíduos para qualquer dos grupos.
(D) que se privou do consumo de álcool, no mesmo dia, todos os pacientes dependentes de álcool.

1
4. Faça corresponder a cada uma das letras (de A a E), que identificam afirmações relativas ao movimento
de materiais através de membranas, o número (de I a VIII) da chave que assinala o tipo de transporte.
Afirmações Chave
(A) O movimento de solutos através de proteínas membranares efetua-se a I. Fagocitose
favor do seu gradiente de concentração. II. Difusão facilitada
(B) Consiste no movimento da água de um meio hipotónico para um meio III. Difusão simples
hipertónico. IV. Endocitose
(C) A velocidade do movimento de solutos é diretamente proporcional ao V. Transporte ativo
gradiente de concentrações, independentemente do seu valor. VI. Pinocitose
(D) O movimento de materiais através de proteínas transportadoras efetua- VII. Exocitose
se à custa de energia. VIII. Osmose
(E) Processo pelo qual material intracelular, envolvido numa membrana, é
libertado para o meio externo.
A.II; B.VII; C.III; D.V; E.VII

5. As integrinas são proteínas que integram a membrana plasmática. A presença de integrinas na


membrana dos leucócitos permite-lhes alterar a sua forma e atravessar poros dos capilares sanguíneos.
Explique de que modo a ocorrência de uma mutação num dos genes para a síntese de uma integrina
pode conduzir a um aumento da taxa de proliferação de microrganismos patogénicos no organismo.
A resposta deve conter os seguintes tópicos:
- A estrutura de uma proteína determina a sua conformação;
- A função desempenhada pelas biomoléculas é resultado da sua estrutura;
- A alteração da estrutura das integrinas torna os leucócitos menos eficazes na defesa do organismo.

GRUPO II
A hemoglobina é uma das proteínas humanas mais estudadas, possuindo uma estrutura complexa. É formada
por quatro subunidades: α, β, δ, γ que são codificadas por genes distintos. A composição e o local de síntese
da hemoglobina variam ao longo do desenvolvimento embrionário. As subunidades γ possuem maior
afinidade para o oxigénio quando comparadas com as subunidades β. A presença de mutações nos genes é
responsável pela formação de subunidades com diferente composição peptídica e que pode estar associada
ao desenvolvimento de patologias, como a anemia falciforme. As diferenças na composição peptídica de um
fragmento da hemoglobina β encontra-se representada na figura 2.

Hemoglobina β normal:
Tre – Pro – Glu – Glu - Lis
Hemoglobina β mutada:
Tre – Pro – Val – Glu - Lis

1. O feto com 24 semanas possui essencialmente hemoglobina formada por duas subunidades______, e
a de um bebé é composta essencialmente por duas subunidades______.
(A) α e duas β … α e duas β (C) α e duas β … α e duas γ
(B) α e duas γ … α e duas γ (D) α e duas γ … α e duas β

2
2. A hemoglobina fetal possui ______ afinidade com o oxigénio do que a hemoglobina materna,____ a
transferência de oxigénio para o feto.
(A) menor …aumentando (C) menor … diminuindo
(B) maior … diminuindo (D) maior …aumentando

3. A hemoglobina é um polímero constituído, essencialmente por______ unidos por ligações ______.


(A) monossacarídeos … peptídicas (C) aminoácidos … glicosídicas
(B) aminoácidos … peptídicas (D) monossacarídeos … glicosídicas

4. A síntese de hemoglobina β a partir de sequências nucleotídicas ______ reflete a ______ do código


genético.
(A) diferentes …redundância (C) iguais … ambiguidade
(B) iguais … redundância (D) diferentes …ambiguidade

5. A sequência dos acontecimentos que conduzem à síntese da hemoglobina β é


(A) processamento - ligação aos ribossomas - transcrição.
(B) transcrição – ligação do mRNA aos ribossomas - processamento.
(C) transcrição - processamento - ligação do mRNA aos ribossomas.
(D) processamento - transcrição - ligação do mRNA aos ribossomas

6. Durante o processo de síntese da hemoglobina β, as regiões codificantes denominadas ______ são


ligadas, durante o processo de ______.
(A) exões (…) processamento (C) intrões (…) processamento
(B) intrões (…) transcrição (D) exões (…) transcrição

7. Explica por que razão os erros decorrentes do fenómeno de replicação apresentam maior significado
biológico do que aqueles ocorridos durante a transcrição ou a tradução.
 Erros na replicação de DNA podem ser transmissíveis na divisão celular afetando um grande número
de células ocorrendo perpetuação do erro pois as moléculas ficam alteradas;
 Os erros na transcrição ou na tradução comprometem apenas uma proteína de uma célula ou até
mesmo podem nem ter significado biológico (redundância do código genético) e o DNA permanece
inalterado.
 Em qualquer dos processos existem enzimas reparadoras, DNA polimerase ou RNA polimerase que,
reconhecendo um erro na replicação ou transcrição/tradução podem corrigir esse erro.

3
GRUPO III
O efeito da cafeína sobre os seres vivos tem sido objeto de vários estudos científicos. Esta substância
pode, por exemplo, inibir a reparação do DNA, bloquear as células na fase G2 e inibir a citocinese em plantas.
Na mosca Drosophila prosaltans, a cafeína diminui a longevidade, a frequência de acasalamento e a
duração da cópula. Num estudo realizado, moscas da espécie referida foram mantidas no laboratório em meio
de cultura de agar, a temperaturas de 20 ºC ± 1 ºC. Foram estudadas preparações de células cerebrais de
larvas de Drosophila prosaltans, deixadas crescer no referido meio de cultura suplementado com 1500 mg
por mL (E1) ou com 2500 mg por mL (E2) de cafeína, e comparadas com larvas deixadas crescer em meio
sem cafeína (controlo). Para se obterem as preparações, machos e fêmeas virgens, com seis dias de idade,
foram colocados a acasalar em frascos contendo os meios E1, E2 ou de controlo. Posteriormente, machos e
fêmeas virgens da geração 1 foram colocados em 10 tubos (um casal por tubo) contendo o mesmo meio de
cultura presente nas moscas parentais. Para realizar as preparações foi utilizada uma larva de cada um dos
30 tubos (10 para cada experiência e 10 para controlo). Para cada um dos três grupos de larvas, determinou-
se o número de células cerebrais em mitose, o número de células cerebrais em interfase e os respetivos
índices mitóticos (obtidos pela divisão do número de células em mitose pelo número de células
contabilizadas), que constam da tabela seguinte.

1. No estudo apresentado, a variável independente é


(A) a concentração de cafeína. (C) o número de células em interfase.
(B) a composição do meio de cultura de agar (D) o índice mitótico de cada grupo de moscas

2. De acordo com os resultados apresentados, a maioria das células em fase mitótica, no


(A) grupo E2, tinha os cromossomas alinhados na zona equatorial.
(B) grupo E2, tinha os cromossomas visíveis e os homólogos emparelhados.
(C) grupo de controlo, tinha cromossomas posicionados em polos opostos da célula.
(D) grupo de controlo, tinha cromossomas formados por dois cromatídeos.

3. De acordo com o texto, nas plantas, a cafeína poderá


(A) inibir a replicação do DNA.
(B) conduzir ao aparecimento de células binucleadas.
(C) inibir a formação de retículo endoplasmático.
(D) conduzir à constrição da membrana celular.

4. Ordene as letras de A a E de modo reconstituir a sequência cronológica dos acontecimentos durante o


ciclo celular.
(A) Alinhamento dos cromossomas na placa equatorial
(B) Formação do fuso acromático
(C) Reaparecimento do nucléolo
(D) Replicação do DNA
(E) Ascensão polar dos cromatídeos irmãos
D-B-A-E-C

4
GRUPO IV
O estudo do ciclo celular tem implicações práticas no campo da saúde humana. O cancro, por exemplo, é
uma doença que resulta, entre outros aspetos, do facto de a célula perder o controlo da sua divisão. As células
possuem diversos mecanismos de regulação e de controlo do ciclo celular. A Figura 2 representa
esquematicamente um ciclo celular, cujos mecanismos de regulação estão relacionados com determinados
genes e com complexos proteicos citoplasmáticos, formados pela ligação de dois tipos de proteínas: as CDK
e as ciclinas. Em todas as células eucarióticas, a progressão do ciclo celular é controlada pelas sucessivas
ativação e inativação de diferentes complexos ciclina-CDK. A ativação e a inativação destes complexos estão
dependentes da transcrição e da proteólise (lise proteica), respetivamente. As letras X, Y e Z representam
fases do ciclo celular e os números de 1 a 4 identificam células.

1. No ciclo representado, se a quantidade de DNA na fase X for Q, então as quantidades de DNA no núcleo
da célula, na fase Z, e no núcleo de cada uma das células, no final da fase mitótica, serão, respetivamente,
(A) Q/2 e Q. (C) Q e Q/2.
(B) Q e 2Q. (D) 2Q e Q.

2. Refira a fase da mitose em que se encontra cada uma das células identificadas com os números 1 e 2 na
figura 2.
1. Metáfase; 2. Anáfase

3. Na fase assinalada com a letra


(A) Z, ocorre a replicação conservativa do DNA.
(B) Y, ocorre a replicação conservativa do DNA.
(C) Y, ocorre a replicação semiconservativa do DNA.
(D) Z, ocorre a replicação semiconservativa do DNA.

4. As ciclinas são proteínas que determinam a progressão do ciclo celular. A ciclina B promove o
desenvolvimento da fase mitótica, nomeadamente a desorganização do invólucro nuclear e a condensação
dos cromossomas. Caso a proteólise da ciclina B de determinada célula não aconteça, é de prever que
(A) se verifique uma paragem do ciclo celular no período S.
(B) não se formem complexos ciclina-CDK indutores de mitose.
(C) ocorra a reorganização do invólucro nuclear.
(D) a célula não consiga completar a mitose.

5
5. Durante a transcrição da informação genética ocorre
(A) a formação de péptidos simples. (C) a intervenção dos ribossomas.
(B) a intervenção da RNA polimerase. (D) a adição de nucleótidos de timina

6. Explique de que modo a exposição a determinados tipos de radiação, como os raios UV, pode contribuir
para o aumento da possibilidade de desenvolver cancro, considerando que algumas proteínas contribuem
para o controlo do ciclo celular.
•  a exposição a determinados tipos de radiação (ou a raios UV) provoca a alteração de genes (ou a mutação
de genes);
•  as proteínas que impedem o desenvolvimento de cancros (ou que controlam o ciclo celular) não são
sintetizadas (ou são disfuncionais);
•  a falha nos mecanismos de controlo do ciclo celular conduz à multiplicação celular descontrolada (ou ao
desenvolvimento do cancro)

GRUPO V
O zigoto é uma célula que pode originar todos os tipos de células do organismo humano. Por divisões
celulares sucessivas e crescimento celular, formam-se tecidos cujas células possuem estrutura e função
específicas. O esquema da figura seguinte apresenta a evolução de alguns processos que ocorrem nas
células estaminais embrionárias. Nestes processos estão envolvidas proteínas que podem ativar ou silenciar
a expressão dos genes e que se designam por fatores de transcrição, podendo estimular ou inibir a ligação
da RNA polimerase aos diferentes genes, respetivamente. Este fenómeno permite explicar que uma célula
contendo cerca de 30 000 genes nos cromossomas apenas expresse, em média, apenas alguns milhares.

1. O zigoto é uma célula _____ que se pode dividir por mitose para formar células nervosas _____.
(A) indiferenciada … totipotentes (C) totipotente … diferenciadas
(B) totipotente … indiferenciadas (D) diferenciada … totipotentes

2. As células estaminais embrionárias possuem uma fase G1


(A) mais curta, uma vez que possuem elevadas taxas de divisão celular.
(B) em que o material genético já se encontra replicado.
(C) mais longa, uma vez que precisam de se preparar para a divisão mitótica.
(D) que não é incluída na interfase, pois as células estão em constante divisão.

3. Relativamente à diferenciação celular, e partindo da análise dos dados, é possível afirmar que
(A) a regulação da expressão dos genes é apenas efetuada ao nível da transcrição.
(B) não é possível revertê-la a partir de uma célula diferenciada.
(C) todas as células do corpo humano conservam o genoma original do zigoto.
(D) resulta da existência de diferentes conjuntos de proteínas nas células.

6
4. Ao longo da diferenciação, a cromatina pode sofrer modificações que originam a sua maior
condensação. Deste processo resulta uma cromatina que
(A) está pronta para ser dividida na fase mitótica.
(B) não pode ser replicada na fase S da interfase.
(C) permite o silenciamento de um elevado conjunto de genes.
(D) facilita a expressão de todos os genes.

5. Considere as seguintes afirmações, referentes à produção de clones.


I. As células vegetais preservam mais a totipotência do que as células humanas.
II. Quanto maior a especialização de uma célula, menor a capacidade de originar diferentes tecidos.
III. Nas células unipotentes, todos os genes são expressos simultaneamente.

(A) I é verdadeira; II e III são falsas. (C) II e III são verdadeiras; I é falsa.
(B) II é verdadeira; I e III são falsas. (D) I e II são verdadeiras; III é falsa.

6. A incorreta condensação da cromatina pode originar o aparecimento de tumores, caracterizando-se por


(A) elevadas taxas de divisão e manutenção da funcionalidade e estrutura originais.
(B) reduzidas taxas de divisão e manutenção da funcionalidade e estrutura originais.
(C) reduzidas taxas de divisão e perda da funcionalidade e estrutura originais.
(D) elevadas taxas de divisão e perda da funcionalidade e estrutura originais.

7. Faça corresponder cada uma das etapas do ciclo celular, expressas na coluna A, à respetiva designação,
que consta da coluna B.
COLUNA A COLUNA B
(A) Reaparecimento dos nucléolos. (1) Anáfase
(B) Disposição dos cromossomas na zona equatorial. (2) Citocinese
(C) Desorganização da membrana nuclear. (3) Fase G2
(D) Replicação do DNA. (4) Fase S
(E) Divisão dos centrómeros. (5) Metáfase
(6) Prófase
(7) Telófase
A.7; B.5; C.6; D.4; E.1

8. A maioria das células possui um tempo de vida limitado. Relacione este aspeto com a necessidade de
regeneração dos tecidos.
 Os mecanismos de formação e diferenciação de novas células são um processo contínuo, pois a
maioria das células tem um tempo de vida limitado.
 As novas células formadas respondem a uma necessidade constante de regeneração dos tecidos.

GRUPO 1 2 3 4 5 6 7 8 Total
I 6 6 6 6 10 34
II 6 6 6 6 6 6 10 46
III 6 6 6 6 24
IV 6 6 6 6 6 15 45
V 6 6 6 6 6 6 6 9 51
200