You are on page 1of 4

DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM

Eliane Cristina Inacio

Resumo
O presente artigo tem como objetivo mostrar e identificar as principais causas da
dificuldade dos alunos em aprender nas séries iniciais do Ensino Fundamental.
A dificuldade de aprendizagem vai muito além da sala de aula, muitas crianças
podem estar passando por questões familiares o que contribui muito para a
dificuldade de aprendizagem.
Sendo necessário haver um companheirismo entre a escola, família e aluno.
Outros fatores que também dificultam a aprendizagem são as síndromes que
interfere na aquisição de conhecimentos.
Para fundamentar o estudo proposto, o artigo parte das concepções e conceituações
de Vygotsky, Sara Pain, Piaget e Pichon.
Palavras-chave: Convívio familiar. Criança. Dificuldade de aprendizagem. Escola.

1. Introdução
Neste artigo serão abordados alguns aspectos relacionados à dificuldade de
aprendizagem, é um fator presente em sala de aula, principalmente em séries
iniciais do Ensino Fundamental I onde o aluno está sob a mediação do professor em
ambiente escolar na fase de descobertas do aprender.
Por esta razão o presente artigo visa apresentar que por parte do aluno a dificuldade
de aprendizagem em algumas situações está relacionada com a ausência de
autoestima, déficits cognitivos, físicos e ou afetivo e ao despreparo do professor em
lidar com uma situação tão inusitada.
Entender e agir de forma positiva sobre estas dificuldades contribui para o
aprendizado conduzindo o aluno a sua ultrapassagem de limites nas superações
que o processo educativo pode promover em sala de aula.

Pós Graduação em Psicopedagogia em Faculdade de Educação São Luiz. E-mail do autor:


elianecristina.inacio@gmail.com
2. Dificuldade de Aprendizagem
O problema da dificuldade de aprendizagem é um assunto extenso, devido à
complexidade que permeia este tema.
Segundo Piaget, a aprendizagem é um processo de desenvolvimento intelectual,
que se dá por meio das estruturas de pensamento e está estritamente relacionada à
ação do sujeito sobre o meio.
A dificuldade de aprendizagem está ligada a uma ampla gama de problemas que
podem afetar qualquer área do desempenho educacional, raramente, elas devem
ser atribuídas a uma única causa, nas primeiras séries iniciais do ensino
Fundamental I as crianças normalmente não demonstram apresentar problemas
algum, a falta de experiência dos professores dificulta a detecção do problema,
devido alguns outros comportamentos problemáticos que são: fraco alcance,
dificuldade para seguir instruções, imaturidade social, dificuldade com a
conversação, inflexibilidade e a hiperatividade que segundo as pesquisas essa
inquietação afeta de 15 a 20 % das crianças com comportamentos inadequados
prejudicando seu aprendizado. Esses fatores que envolvem a dificuldade de
aprendizagem desde comportamentais ao neurológico, quando não são percebidos
por pais e professores a criança sofre danos às vezes irreparáveis pois esses
comportamento é visto como preguiça e falta de interesse, muitas vezes sendo
necessária terapia comportamental, e aconselhável acompanhamento psiquiátrico.
No cenário das prioridades das políticas públicas e educacionais por falta do
despreparo dos profissionais envolvidos esse fator ainda tem pouco destaque
Mesmo com todas as dificuldades algumas crianças se mostram feliz e bem ajustada
outras já apresentam sinais de frustação e depressão.
De acordo com o posicionamento de Sara Paín (1992, p. 23):
[...] a aprendizagem será tanto mais rápida quanto maior seja a necessidade do
sujeito, pois a urgência da compensação dará mais relevância ao recurso
encontrado para superá-la. Mas, salvo quando se trata de aprendizagens práticas
e instrumentais, é difícil que se dê na aprendizagem humana uma necessidade
primária reconhecida interoceptiva.
De maneira mais generalizada, algumas práticas podem ser realizadas pelos pais de

Pós Graduação em Psicopedagogia em Faculdade de Educação São Luiz. E-mail do autor:


elianecristina.inacio@gmail.com
forma a estabelecer uma relação de confiança e colaboração com a escola.
Segundo Vygotsky, a aprendizagem acontece em etapas de assimilação,
acomodação e equilibração.

2.1 As Principais Causas da Dificuldade da Aprendizagem


Também são consideradas dificuldades de aprendizagem as perturbações que
atentam contra a normalidade o atraso na aquisição dos conteúdos escolares, baixo
nível intelectual, problemas de comportamento, problemas emocionais, problemas
de comunicação (distúrbio da fala e da linguagem), problemas físicos, de visão, de
audição, não permitindo a criança aproveitar suas possibilidades. Nestes casos
qualquer que seja o nível cognitivo da criança é enquadrado no nível de portador de
algum problema de ordem neurológica.
Entre todos a mais comum é a criança hiperativa se sente rejeitada, que devido ao
seu comportamento de inquietação e teimosia muitos perdem a paciência,
prejudicando assim seu desenvolvimento intelectual e cognitivo.
A dislexia no contexto das dificuldades de aprendizagem se destaca, quando a
criança não é diagnosticada é vista como uma preguiçosa que não quer aprender,
quando na realidade a criança não consegue decifrar os signos que lê, não
consegue escrever, pois tem um atraso na maturação de determinadas áreas do
cérebro, e quando não é tratada ela é progressiva.

3. Conclusão

Neste Artigo procurei fundamentar a importância da capacitação do professor no


processo do ensino e aprendizagem e os desafios diários em sala de aula, tarefa
difícil, já que existem fatores internos e externos influenciadores constantes da
oscilação emocional.
O professor é um agente responsável pela integração da criança na sociedade, além
da família, é um formador de opinião capaz de contribuir para o bom desempenho e
desenvolvimento da criança.

Pós Graduação em Psicopedagogia em Faculdade de Educação São Luiz. E-mail do autor:


elianecristina.inacio@gmail.com
Referências

Piaget J, Grécco P. Aprendizagem e conhecimento. Rio de Janeiro:Livraria Freitas


Bastos;1974.

Vygotsky LSA. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos


psicológicos superiores. São Paulo:Martins Fontes;1991.

PAÍN, Sara. Diagnóstico e tratamento dos problemas de aprendizagem. Porto


Alegre: Artes Médicas, 1992.

Pós Graduação em Psicopedagogia em Faculdade de Educação São Luiz. E-mail do autor:


elianecristina.inacio@gmail.com