Sie sind auf Seite 1von 22

17. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: Polícia Federal - Prova: Delegado de Polícia Federal Em cada item a seguir, é apresentada uma situação hipotética, seguida de uma assertiva a ser julgada com base na legislação de regência e na jurisprudência dos tribunais superiores a respeito de execução penal, lei penal no tempo, concurso de crimes, crime impossível e arrependimento posterior. Cristiano, maior e capaz, roubou, mediante emprego de arma de fogo, a bicicleta de um adolescente, tendo-o ameaçado gravemente. Perseguido, Cristiano foi preso, confessou o crime e voluntariamente restituiu a coisa roubada. Nessa situação, a restituição do bem não assegura a Cristiano a redução de um a dois terços da pena, pois o crime foi cometido com grave ameaça à pessoa. ( ) CERTO ( ) ERRADO

18. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: Polícia Federal - Prova: Perito Criminal Federal - Conhecimentos Básicos - Todas as Áreas A fim de garantir o sustento de sua família, Pedro adquiriu 500 CDs e DVDs piratas para posteriormente revendê-los. Certo dia, enquanto expunha os produtos para venda em determinada praça pública de uma cidade brasileira, Pedro foi surpreendido por policiais, que apreenderam a mercadoria e o conduziram coercitivamente até a delegacia. Com referência a essa situação hipotética, julgue o item subsequente. Se a conduta de Pedro não se consumar em razão de circunstâncias alheias à sua vontade, ele responderá pelo crime tentado, para o que está prevista a pena correspondente ao crime consumado diminuída de um a dois terços. ( ) CERTO ( ) ERRADO

19. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: Polícia Federal - Prova: Papiloscopista Policial Federal Na tentativa de entrar em território brasileiro com drogas ilícitas a bordo de um veículo, um traficante disparou um tiro contra agente policial federal que estava em missão em unidade fronteiriça. Após troca de tiros, outros agentes prenderam o traficante em flagrante, conduziram-no à autoridade policial local e levaram o colega ferido ao hospital da região. Nessa situação hipotética, se o policial ferido não falecer em decorrência do tiro disparado pelo traficante, estar-se-á diante de homicídio tentado, que, no caso, terá como elementos caracterizadores: a conduta dolosa do traficante; o ingresso do traficante nos atos preparatórios; e a impossibilidade de se chegar à consumação do crime por circunstâncias alheias à vontade do traficante. ( ) CERTO ( ) ERRADO

20. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: EBSERH - Prova:

Advogado Com referência à lei penal no tempo, ao erro jurídico-penal, ao concurso de agentes e aos sujeitos da infração penal, julgue o item que se segue. Situação hipotética: Um agente, com a livre intenção de matar desafeto seu, disparou na direção deste, mas atingiu fatalmente pessoa diversa, que se encontrava próxima ao seu alvo. Assertiva: Nessa situação, configurou-se o erro sobre a pessoa e o agente responderá criminalmente como se tivesse atingido a pessoa visada. ( ) CERTO ( ) ERRADO

21.

Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: STJ - Prova:

Analista Judiciário - Oficial de Justiça Avaliador Federal Acerca do crime doloso e do arrependimento posterior, julgue

o item seguinte.

O arrependimento posterior incide apenas nos crimes

patrimoniais e sua caracterização depende da existência de voluntariedade e espontaneidade do agente.

( ) CERTO

(

) ERRADO

22. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: STJ - Prova:

Analista Judiciário - Oficial de Justiça Avaliador Federal Acerca do crime doloso e do arrependimento posterior, julgue

o item seguinte.

Em relação ao crime doloso, o Código Penal adota a teoria da vontade para o dolo direto e a teoria do assentimento para o

dolo eventual.

( ) CERTO

(

) ERRADO

23. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: STJ - Prova:

Técnico Judiciário - Administrativa Considerando que crime é fato típico, ilícito e culpável, julgue

o item a seguir.

O crime é dito impossível quando não há, em razão da

ineficácia do meio empregado, violação, tampouco perigo de violação, do bem jurídico tutelado pelo tipo penal.

( ) CERTO

(

) ERRADO

24. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: STJ - Prova:

Técnico Judiciário - Administrativa Considerando que crime é fato típico, ilícito e culpável, julgue

o item a seguir.

Crime doloso é aquele em que o sujeito passivo age com imprudência, negligência ou imperícia.

( ) CERTO

(

) ERRADO

25. Ano: 2017 - Banca: CESPE - Órgão: TRF - 1ª REGIÃO - Prova: Analista Judiciário - Área Judiciária Julgue o próximo item, relativo ao instituto da tentativa. Crime culposo não admite tentativa. ( ) CERTO ( ) ERRADO

26. Ano: 2017 - Banca: CESPE - Órgão: TRF - 1ª REGIÃO - Prova: Técnico Judiciário - Área Administrativa Antônio, renomado cientista, ao desenvolver uma atividade habitual, em razão da pressa para entregar determinado produto, foi omisso ao não tomar todas as precauções no preparo de uma fase do procedimento laboratorial, o que acabou ocasionando dano à integridade física de uma pessoa. Acerca dessa situação hipotética, julgue o item a seguir. A omissão de Antônio é penalmente relevante porque foi esse comportamento que criou o risco de ocorrência do resultado danoso à integridade física. ( ) CERTO ( ) ERRADO

27. Ano: 2017 - Banca: CESPE - Órgão: TRF - 1ª REGIÃO -

Prova: Analista Judiciário - Área Judiciária Acerca dos institutos penais da desistência voluntária, do arrependimento eficaz e do arrependimento posterior, julgue o

item a seguir.

É admissível a incidência do arrependimento eficaz nos crimes perpetrados com violência ou grave ameaça.

( ) CERTO

(

) ERRADO

28. Ano: 2016 - Banca: MPE-SC - Órgão: MPE-SC - Prova:

Promotor de Justiça - Matutina O erro sobre elementos constitutivos do tipo penal, essencial

ou acidental, em todas as suas formas, exclui o dolo, mas permite a punição por crime culposo, se previsto em lei.

( ) CERTO

(

) ERRADO

29. Ano: 2016 - Banca: CESPE - Órgão: TCE-SC - Prova:

Auditor Fiscal de Controle Externo - Direito Em relação ao direito penal, julgue o item a seguir. Caracteriza-se o dolo eventual no caso de um caçador que, confiando em sua habilidade de atirador, dispara contra a caça, mas atinge um companheiro que se encontra próximo ao animal que ele desejava abater. ( ) CERTO ( ) ERRADO

30. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: TJ-DFT - Prova:

Analista Judiciário - Judiciária Em relação à aplicação da lei penal e aos institutos do arrependimento eficaz e do erro de execução, julgue o item seguinte. Segundo o Código Penal, no caso de erro de execução, devem-se considerar, para fins de aplicação da pena, tanto as condições ou qualidades da pessoa contra a qual se deseja praticar o delito quanto as condições ou qualidades da pessoa contra a qual efetivamente se praticou o crime. ( ) CERTO ( ) ERRADO

31. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: ABIN - Prova:

Oficial Técnico de Inteligência - Área 2 Maria, esposa de Carlos, que cumpre pena de reclusão, era obrigada por ele, de forma reiterada, a levar drogas para dentro do sistema penitenciário, para distribuição. Carlos a ameaçava dizendo que, se ela não realizasse a missão, seu filho, enteado de Carlos, seria assassinado pelos comparsas soltos. Durante a revista de rotina em uma das visitas a Carlos, Maria foi flagrada carregando a encomenda. Por considerar que estava sob proteção policial, ela revelou o que a motivava a praticar tal conduta, tendo provado as ameaças sofridas a partir de gravações por ela realizadas. Em sua defesa, Carlos alegou que o crime não fora consumado. No que se refere a essa situação hipotética, julgue o próximo item. Carlos não será punido, pois, de fato, o crime não se consumou. ( ) CERTO ( ) ERRADO

32. Ano: 2018 - Banca: CESPE - Órgão: ABIN - Prova:

Oficial Técnico de Inteligência - Área 2 João integra conhecida organização criminosa de âmbito nacional especializada em tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. Com o objetivo de tornar legal o dinheiro obtido ilicitamente, ele convenceu Pedro e Jorge, conselheiros fiscais de uma cooperativa de mineradores que atuam na região Norte do país, a modificar valores obtidos em uma mina de ouro. Pedro, sem conhecer a fundo a origem dos valores, concordou em fazer a transação. Antes de concluí-la, entretanto, ele desistiu da ação, e tentou convencer Jorge a fazer o mesmo. Tendo Jorge decidido prosseguir no esquema, Pedro, então, fez uma denúncia sigilosa à polícia, que passou a investigar o fato e reuniu elementos necessários ao indiciamento dos envolvidos. Antes que concretizasse a ação final de registro de valores, Jorge foi impedido pela polícia, que o prendeu em flagrante.

Acerca dessa situação hipotética, julgue o item subsequente. Pedro será punido com pena atenuada em virtude de arrependimento eficaz, e Jorge será punido por crime tentado. ( ) CERTO ( ) ERRADO

33. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: TJ-DFT - Prova:

Analista Judiciário - Judiciária Em relação à aplicação da lei penal e aos institutos do arrependimento eficaz e do erro de execução, julgue o item seguinte. Em se tratando do delito de furto, havendo subsequente arrependimento do agente e devolução voluntária da res substracta antes do oferecimento da denúncia, fica caracterizado o arrependimento eficaz, devendo a pena, nesse caso, ser reduzida de um a dois terços. ( ) CERTO ( ) ERRADO

34. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: TCE-RN - Prova:

Assessor Técnico Jurídico - Cargo 2 Acerca da aplicação da lei penal, dos princípios de direito penal e do arrependimento posterior, julgue o item a seguir. Situação hipotética: André, que tinha praticado crime de roubo e subtraído, na ocasião, R$ 1.000 de Bruno, restituiu voluntariamente o referido valor a este antes do recebimento da denúncia. Assertiva: Nessa situação, a restituição do dinheiro subtraído configura arrependimento posterior, o que incorre no reconhecimento de causa de diminuição de pena. ( ) CERTO ( ) ERRADO

35. Ano: 2015 - Banca: CESPE- Órgão: TCE-RN - Prova:

Assessor Técnico Jurídico - Cargo 2 Com relação à teoria do crime e culpabilidade penal, julgue o seguinte item. Se a preparação de flagrante pela polícia impedir a consumação do crime, estará caracterizado crime impossível. ( ) CERTO ( ) ERRADO

36. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: AGU - Prova:

Advogado da União João, empregado de uma empresa terceirizada que presta serviço de vigilância a órgão da administração pública direta, subtraiu aparelho celular de propriedade de José, servidor público que trabalha nesse órgão. A respeito dessa situação hipotética, julgue o item que se segue. Se devolver voluntariamente o celular antes do recebimento de eventual denúncia pelo crime, João poderá ser beneficiado com redução de pena justificada por arrependimento posterior. ( ) CERTO ( ) ERRADO

37. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: TRE-GO - Prova:

Analista Judiciário - Área Judiciária No que concerne à lei penal no tempo, tentativa, crimes omissivos, arrependimento posterior e crime impossível, julgue o item a seguir. Configura-se tentativa incruenta no caso de o agente não conseguir atingir a pessoa ou a coisa contra a qual deveria recair sua conduta. ( ) CERTO ( ) ERRADO

38. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: TRE-GO - Prova:

Analista Judiciário - Área Judiciária No que concerne à lei penal no tempo, tentativa, crimes omissivos, arrependimento posterior e crime impossível, julgue o item a seguir. A mãe que, apressada para fazer compras, esquecer o filho recém-nascido dentro de um veículo responderá pela prática de homicídio doloso no caso de o bebê morrer por sufocamento dentro do veículo fechado, uma vez que ela, na qualidade de agente garantidora, possui a obrigação legal de cuidado, proteção e vigilância da criança. ( ) CERTO ( ) ERRADO

39. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: TRE-GO - Prova:

Analista Judiciário - Área Judiciária Julgue o item seguinte, a respeito de concurso de pessoas, tipicidade, ilicitude, culpabilidade e fixação da pena. Aquele que for fisicamente coagido, de forma irresistível, a praticar uma infração penal cometerá fato típico e ilícito, porém não culpável. ( ) CERTO ( ) ERRADO

40. Ano: 2015 - Banca: CESPE - Órgão: DPU - Prova:

Defensor Público Federal Com referência ao crime tentado, à desistência voluntária e ao crime culposo, julgue o próximo item. Configura-se a desistência voluntária ainda que não tenha partido espontaneamente do agente a ideia de abandonar o propósito criminoso, com o resultado de deixar de prosseguir na execução do crime. ( ) CERTO ( ) ERRADO