Sie sind auf Seite 1von 3

Jornal do Filme

ANO 0 MAR/2019 Nº 0

“Carnaval em brasa na Fogueira da Chanchada ”

Adelaide Chioso , Oscarito e Eliana Macedo a direita

ORicardo Lens Otelo servia de elo e pretexto para os Eliana Macedo (Marina) nas cenas teste
diversos aspectos que o diretor norte , ensaios artísticos de musica com dança,
filme “Carnaval no Fogo” (1949) americano desejava captar a respeito do music-hall , percebe-se com clareza a
dirigido por Watson Macedo, carnaval e acabou por se tornar parte influencia, dos trejeitos de Carmen
protagonizado por Grande Otelo e
Oscarito , Anselmo Duarte, Eliana fundamental de seu documentário sobre Miranda , e o objetivo de encantar, e ser
Macedo, Adelaide Chioso, Elvira Pagã, América Latina, intitulado “It's All sensual, enquanto gesto estilizado de
entre outros, e com a estréia de Jece True”. uma manifestação artística, primitiva do
Valadão, Wilson Grey e José Lewgoy no passado. Comovente a conduta
cinema brasileiro. Definiu a fórmula da Oscarito e seu personagem (Serafim) humanitária da sua personagem ao pedir
era de ouro da chanchada no Brasil, no com estilo informal , simples e bonito ao diretor do espetáculo (Ricardo) para
entanto, dois anos antes “Este Mundo é revela uma subjetividade que dialogava, que o personagem de Oscarito se
um Pandeiro”, (1947) marcaria o início com o gosto e a sensibilidade do público,
dessa nova fase áurea desse grande apresente junto com os outros artistas.
burlescamente, em cena fantasiando ser,
negócio. Durante uma década, a
um maestro de uma grande orquestra de
companhia de cinema Atlântida, do Rio
de Janeiro, foi a pioneira em utilizar uma musica erudita. Uma lição antológica de
direção muito bem costurada por Watson A cena antológica de “Romeu e Julieta”,
temática carnavalesca, em forma de
Macedo , no plano de abertura do filme , na qual Oscarito com sua expressão
musicais, e dominou o gênero.
aderindo os fotogramas dessa cena gaiata, e, Grande Otelo (empregado do
sutilmente influente a toda extensão de hotel) lembrado pelo humor sagaz e
Bastiãozinho ganhou o nome artístico de conteúdo e forma pró fílmica, onde ligeiro, mostra-se hábil nas suas
Otelo, que o acompanharia ao longo da usando princípios mais teóricos do que interpretações, trabalhando a expressão
carreira. O apelido surgiu na Companhia materiais consegue um grandioso efeito , corporal, a voz e os trejeitos. A voz fina,
Lírica Nacional, onde o garoto tomava simultaneamente extraindo o máximo porém não feminina (tenorino) com a
aulas de canto lírico. Devido à sua voz de dos recursos tecnológicos, e gerando diferença real, no entanto, consistiu na
tenorino, o maestro julgou que um dia o expectativa a trama principal do filme. tessitura, onde o artista é chamado para
menino cresceria e cantaria a ópera executar o canto silábico, com os
Otelo, de Giuseppe Verdi. Pela estatura Anselmo Duarte (Ricardo) o diretor melhores resultados sonoros. Evocando
pequena, o apelido inicial foi Pequeno artístico do hotel que no futuro viria a os áureos tempos do circo-teatro no
Otelo. Mais tarde, a crítica carioca, ser o vencedor da (Palma de Ouro) na Brasil, são dignos de aplausos. Ouso
através de Jardel Jércolis, o denominou categoria Melhor Filme. Festival de dizer, que provavelmente, Willian
Grande Otelo. No carnaval de 1942 o Cannes 1962 (França) com o filme "O Shakespeare, sentiria prazer, em assistir,
Pagador de Promessas" , e indicado a
diretor Orson Welles elegeria Grande a cena parodiada, entre outras coisas,
melhor filme estrangeiro do Oscar 1963
Otelo o maior ator da América do Sul, (EUA). com um artista, dessa qualidade de
realizando diversas tomadas do artista. extensão de voz .
Só consegui ver o filme É exatamente esta visão carnavalizadora
parcialmente ... pois estranhamente do mundo, que a chanchada promove,
foi deletado da internet, e segundo, a onde o malandro, o palhaço, o caipira e
crítica da época , o filme foi
outros relativizam a ordem social de
distribuído com cópias defeituosas
(sic). E de fato a cópia que estava no maneira crítica por meio do riso, da
youtube, onde eu o assisti , paródia, do deboche, da festa, das
apresentava problemas no som: performances corporais etc.
ruídos - do tipo “milho de pipoca
estourando” (burst noise) mesmo Um tipo de filme extremamente popular,
assim decidi apresentar essa crítica parcial em que a reunião de tramas, amorosa,
de um tema um tanto quanto polêmico policial e comédia intercaladas, por
como as chanchadas.
números musicais levaram milhões de
brasileiros ao cinema ao longo de 30
anos, das décadas de 30 aos anos 50, seu
apogeu. Por que as chanchadas tiveram
Sobre os arranjos musicais, sob a batuta
sucesso? Acredito que várias razões
competente de Lyrio Panicali. A mim
pareceu, que as músicas de carnaval podem ser arroladas para explicar esta
apresentadas no filme deveriam ter um popularidade. Uma delas foi a forte
andamento mais allegro (ligeiro e alegre) identificação existente entre seus
assim por dizer, alegre como o carnaval, personagens e a maioria do público
e com menor duração do tempo dos cinematográfico: as classes de média e
compassos, no entanto, há quem diga que
baixa renda. Identificação facilitada pela
a chanchada cerceia o trabalho de
liberdade de criação musical. linguagem pragmática utilizada nas
chanchadas, onde se achavam presentes
elementos do carnaval, do rádio e do
teatro de revista. A música,
Acho que faltou, um espírito mais
principalmente, tinha um papel destacado
seletivo, artístico , no inter-
nestes filmes, pois era o principal
relacionamento de algumas cenas do
produto de nossa indústria cultural, bem
filme do ponto de vista da montagem,
ao qual tinha acesso grande parte da
comprometendo a noção de mudança ,
população via rádio, importante meio de
desenvolvimento e dinâmica, isentando o
comunicação de um Brasil pré-televisão.
roteiro em algumas cenas da tensão
Outro fator que facilitou à chanchada
necessária, para gerar mais expectativa a
obter grande popularidade foi o ingresso
trama de fundo.
barato de cinema. O Brasil tinha em 1952 suas causas sociais. Salas com ajuda do
A chanchada cujo significado o sétimo ingresso mais baixo da América Estado que se encarreguem de programar
etimológico refere-se à ideia de Latina, além de figurar entre os dez filmes escolhidos em uma lista
“porcaria”, “peça teatral ou filme de primeiros países quanto ao número de estabelecida conforme os critérios:
valor duvidoso”, “pornografia” – na cinemas e ao total de espectadores, a
cidade do Rio de Janeiro fechou a década - filmes que apresentem incontestáveis
verdade traduz uma visão de mundo
de 50 com 300 salas. qualidades, mas não tem público ;
carnavalesca, cômica, burlesca, bufa.
Herdeira do teatro de revista da Praça - filmes que tem um caráter de pesquisa e
Atualmente com 216 salas na cidade do
Tiradentes. novidade ;
Rio de Janeiro, uma proposta como meio
Em termos bakhtinianos, trata-se de uma de uma formulação de uma política de - filmes que fazem conhecer países com
expressão cultural popular na qual artes passaria pelos conceitos de produção limitada ;
predomina a linguagem da praça, do riso, ilustração da vida cotidiana da cidade , os
do baixo corporal, enfim, do “realismo processos de reprodução dos sons e das - curta-metragens que tenham um caráter
grotesco”que (no sistema de imagens da imagens em movimento e o acesso da de pesquisa ;
cultura cômica popular), o princípio percepção da diversidade das
- mostra de filmes clássicos ;
material e corporal aparece sob a forma coletividades humanas e como se
universal, festiva e utópica. É um organizam. Mostrar as transformações e As salas beneficiadas pelas vantagens
conjunto alegre e benfazejo. O riso e a concedidas pelo Estado : liberdade de
visão carnavalesca do mundo, que estão preço da entrada, subvenção automática
na base do grotesco, destroem a calculada por referência à taxa especial
seriedade unilateral, e as pretensões de engendrada pelas receitas da sala.
significação incondicional, intemporal e
liberam, a consciência, o pensamento e a A herança circense de Oscarito (Oscar
imaginação humanas, que ficam assim Lorenzo Jacinto de la Imaculada
disponíveis para o desenvolvimento de Concepción Teresa Diaz, 1906-1970), e
novas possibilidades. Daí que uma certa Grande Otelo (Sebastião Bernardes de
‘carnavalização’ da consciência precede e Souza Prata, 1915-1993) em suas
prepara sempre as grandes atuações, icônicas, lhes rendeu a
transformações, mesmo no domínio versatilidade e a sensibilidade
científico. necessárias para a construção de tipos e
personagens de grande apelo popular.