Sie sind auf Seite 1von 10

Introdução ao Estudo

da Economia

Aula 1 Contextualização

Prof. Me. Ciro Burgos

 Importância do estudo da
Ciência Econômica e da
organização dos mercados
Instrumentalização
 Impacto na sociedade

 Tomada de decisão
empresarial

Conceito de Economia (...) e a distribuição destes entre

É uma Ciência Social que estuda as pessoas e os grupos da

como o indivíduo e a sociedade sociedade, buscando satisfazer às

utilizam os recursos produtivos necessidades humanas infinitas.

(físicos e de trabalho) escassos A escassez desses recursos

na produção de bens e serviços é o problema econômico

(...) fundamental.

1
Argumentos Positivos
e Normativos
 Positivos: procuram escolher
 Normativos: são subjetivos;
instrumentos adequados para
contêm juízo de valor; indicam
atingir determinado objetivo,
como o sistema deveria funcionar,
não como realmente funciona como, por exemplo, diminuir

• Opinião de quem os formula a concentração de renda

• O que é melhor para sociedade?

Princípios Econômicos  Mercados, geralmente,


 Pessoas fazem escolhas são formas eficientes de
(trade offs) organizar a economia
 Existem custos ocultos
 Governos podem melhorar
(custo de oportunidade)
os resultados do mercado
 Incentivos determinam a
tomada de decisão das pessoas (Política Econômica)

Computadores

C D
A
Fronteira das
B
Possibilidades de
Automóveis
Produção
 A e C = situações de eficiência
 B = ineficiência, aquém do possível
 D = impossibilidade de produzir com
estoque atual de recursos econômicos

2
Microeconomia  Estuda as decisões dos
consumidores e produtores,
 É o ramo da Teoria Econômica bem como a forma como
interagem
que estuda o funcionamento do
 Volta-se para a determinação
mercado de um determinado
dos preços e quantidades em
produto ou grupo de produtos mercados específicos
 Exemplo: mercado
 Análise parcial da economia internacional da soja

 Vale-se das variáveis agregadas


Macroeconomia para medir o desempenho da
economia do país
 É o ramo da Teoria
 As variáveis agregadas
Econômica que estuda envolvem a produção, o
o funcionamento da consumo, o nível de emprego
economia como um todo e o nível geral de preços, bem
como as relações com o exterior

Fatores de Produção  Trabalho

 Capital
 Recursos produtivos que
 Recursos naturais
permitem a organização
e existência da atividade  Tecnologia
econômica do país
 Capacidade empresarial

3
Mercado  Mercado de produto
(bens e serviços)
 Mercado significa a
existência de troca  Mercado de trabalho (fatores)

 Oferta e demanda de
 Mercado de capitais
algum produto ou serviço
(fundos, valores mobiliários)

Sistema Econômico • fatores de produção


 É um formato da sociedade
• unidades consumidoras
em aspectos político, jurídico
ou famílias
e socioeconômico, por meio do
qual se busca atingir o objetivo • unidades produtoras
de melhoria do bem-estar, ou firmas
sendo seus agentes
(elementos básicos): • instituições

Sistemas Econômicos
Centralmente Mistos De mercado
planificadas Evolução do Pensamento
Economia
social de mercado: Econômico
predominam regras Capitalistas:
Socialistas:
de mercado com predominam
nelas as decisões
atuação mais a livre iniciativa e a
econômicas
intensa do setor propriedade privada Fase pré-científica (até 1750)
fundamentais são
público para dos fatores de
tomadas por órgão
melhorar a produção.
de planejamento.
distribuição de Nesse sistema,  Ideias mercantilistas
Predomina a
renda, promover as decisões são
propriedade pública
equidade e reduzir descentralizadas,
dos meios de
produção. instabilidades no baseadas no voltam-se ao nacionalismo
nível de produção e sistema de preços.
emprego por meio e à autossuficiência
da política
econômica.

4
 Acumulação de reservas Fase científica (1750-1870)
em metais preciosos  Fisiocratas
 Busca permanente de • Antimercantilistas, utilizavam
superávits comerciais técnicas quantitativas
baseadas na eficiência
 Visão estática do mundo,
do mercado que se igualaria
permanente estado de guerra, ao movimento natural
estrita regulação da atividade do universo, ou seja,
produtiva isento de políticas

 Clássicos
• Defendiam a necessidade • Contrapondo as ideias
de um soberano que mercantilistas, estabelecem
garantisse que as leis que a riqueza se origina no
naturais fossem aumento da produtividade,
cumpridas decorrente da divisão do
trabalho e da especialização

• O valor ou a riqueza resulta  Marxismo (1818-1883)


do trabalho humano, o que
• Karl Marx contraria o ideal
determina inovação no estudo
clássico, em que o equilíbrio
da economia política
é o resultado das forças do
• Smith, Ricardo, J. S. Mill, mercado, tendo desenvolvido
T. Malthus, J. B. Say os conceitos de:

5
 mais-valia –
apropriação do excedente • Ao contrário do equilíbrio,
econômico pelo capitalista entendia a sociedade
 exército de reserva – como um palco de
o número excedente conflitos:
de trabalhadores
procurando trabalho  luta de classes
reduz o valor dos salários

• Antevia o colapso do
• Conflitos trariam
capitalismo, fruto da
transformações, dando lugar
concentração crescente
a uma sociedade mais ética
do capital, do aumento do
e harmoniosa: dialética
desemprego e do declínio
marxista
na taxa de lucro

 Escola Neoclássica
• Considera a nova realidade: • O homem econômico, racional
concentração econômica, e calculador, empenha-se na
tendência monopolista,
maximização de sua satisfação
interferência estatal,
crescimento real dos salários, • Estado: segurança,
fortalecimento dos sindicatos
saúde, educação
e prosperidade nas economias
ocidentais

6
 Escola Keynesiana (1883-1946) • Sua teoria geral do emprego,
• Keynes acreditava no uso da do juro e da moeda foi o
política econômica, pois as marco divisor da
economias capitalistas não macroeconomia
tinham a capacidade de
promover automaticamente • Esquema teórico: explicou
o pleno emprego: Lei de Say a depressão de 1930

• O nível de produção é
• Sua teoria abriu o caminho
determinado pelo conjunto
para a coordenação
de despesas de consumo,
governamental, no sentido
pelo nível de investimentos
de estimular a demanda
privados e pelos gastos
e conduzir a economia
do governo, além das
ao pleno emprego
exportações líquidas

Outras Abordagens
 No longo prazo, os níveis
Monetarismo (Friedman)
de produto e emprego
 A economia de mercado é
dependem das condições
autorregulatória, e a oferta
de produtividade e
monetária estável é o
disponibilidade dos
verdadeiro segredo da
fatores de produção
estabilidade macroeconômica

7
 O Governo não possui,
Novos clássicos (Lucas)
no longo prazo, mecanismos
 Ainda mais ortodoxa
que permitam aumentar ou
 Hipótese das expectativas
racionais diminuir o nível de emprego

 Agentes percebem  O que mantém o equilíbrio


adequadamente o contexto, é o comportamento dos
eliminando erros sistemáticos
agentes individuais

A Questão das Escolhas

Conceito de trade off e o


custo de oportunidade
Aplicação
 Sempre que fazemos uma
escolha, deixamos de fazer
algo em contrapartida

• O que você poderia estar


fazendo nesse momento, em O Problema Econômico
Fundamental
que está assistindo a essa aula?

• Exemplo: as horas com a Qual é o principal problema


família ou a ida ao cinema são econômico fundamental?
o custo de oportunidade por
assistir à aula

8
 A escassez dos recursos
produtivos consiste no principal A Questão da FPP ou
problema econômico, pois Curva de Transformação
limita a expansão da produção
de bens e serviços em Qual o impacto da descoberta
contrapartida a um
e extração de petróleo
crescimento cada vez maior
da população e de suas do pré-sal?
necessidades de consumo

Sistemas Econômicos
 A possibilidade de utilização No Brasil, é possível acreditar
de novos recursos produtivos que a economia de mercado
desloca nossa FPP e nos nos faria sair do
permite ter um Produto subdesenvolvimento, como
Potencial maior pensavam os defensores do
liberalismo econômico?

 Dificilmente sem a ação


do Estado haveria maior
distribuição de renda devido,
Síntese
por exemplo, à concentração
econômica e ao consequente
abuso do poder econômico

9
 Sistemas econômicos:
centralmente planificados,  Conceito de economia,
social de mercado e de fatores de produção e
mercado agentes econômicos
 Evolução do pensamento
econômico: mercantilistas,  Argumentos positivos
fisiocratas, clássicos, Marx, e normativos
neoclássicos, Keynes

 Princípios: trade offs, custo


de oportunidade, incentivos,
eficiência dos mercados,
ação do governo

 FPP

 Micro e macro

10