Sie sind auf Seite 1von 16

DESENHO ARQUITETÔNICO

RAMPAS
A rampa é um plano inclinado que se utiliza para a circulação
de pessoas, de cargas ou de veículos. Deve ser previsto
patamar de descanso em condições semelhantes às da
escada.
As inclinações máximas das rampas são determinadas por
normas, de acordo com o seu uso/destino na edificação.
Para uso de pedestres a inclinação ideal é de 8 a 10%.
Para uso de automóveis a inclinação máxima deve ser de
20%.
Existe lei, que obriga, e normas técnicas que orientam, os
projetos para a acessibilidade das pessoas portadoras de
deficiências ou com mobilidade reduzida, mediante a
supressão de barreiras e de obstáculos nas vias e espaços
públicos, no mobiliário urbano, na construção e reforma de
edifícios e nos meios de transporte e de comunicação.
RAMPAS
A norma que rege as
condições de acessibilidade é
a NBR 9050, nela
encontramos as orientações
para o acesso universal a
cadeirantes e deficientes
visuais, físicos ou auditivos,
além de pessoas com
mobilidade reduzida, que
significa, pessoas com
fraturas utilizando muletas,
idosos, gestantes e até mães
com carrinhos de bebê. O
acesso garantidos à eles é lei
e deve ser cumprido!!
LEI 10.098, de 19/12/2000 –ACESSIBILIDADE
CAPÍTULO IV
DA ACESSIBILIDADE NOS EDIFÍCIOS PÚBLICOS OU DE USO
COLETIVO
Art. 11. A construção, ampliação ou reforma de edifícios públicos
ou privados destinados ao uso coletivo deverão ser executadas
de modo que sejam ou se tornem acessíveis às pessoas
portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida....
II –pelo menos um dos acessos ao interior da edificação deverá
estar livre de barreiras arquitetônicas e de obstáculos que
impeçam ou dificultem a acessibilidade de pessoa portadora de
deficiência ou com mobilidade reduzida;III –pelo menos um dos
itinerários que comuniquem horizontal e verticalmente todas as
dependências e serviços do edifício, entre si e com o exterior,
deverá cumprir os requisitos de acessibilidade de que trata esta
Lei;
...
Sua utilização é, assim, obrigatória em locais que devam ser acessíveis a
pessoas limitadas em sua capacidade de locomoção, como: idosos,
enfermos e portadores de deficiências, ou ainda, permitir a circulação de
equipamentos dotados de rodas.
Dessa forma, escolas, hospitais, clubes, cinemas, teatros, museus, e
edifícios públicos, de uma maneira geral, devem dispor de rampas (ou
elevadores), de forma a garantir o acesso a qualquer pessoa.
Por destinarem-se preferencialmente às pessoas limitadas em sua
capacidade de locomoção, o projeto de uma rampa deve considerar,
cuidadosamente, aspectos como:
- inclinação compatível,
- piso anti-derrapante,
- corrimãos duplos, e
- corrimãos com terminações arredondadas.
As rampas são pouco utilizadas em residências , mas largamente aplicadas
onde a circulação intensa de pessoas justifica sua utilização.
As rampas permitem o acesso entre diferentes níveis de uma edificação e,
embora exijam um espaço muito maior que as escadas, são mais
confortáveis, suaves e seguras.
Acessibilidade é um processo de transformação do ambiente e
de mudança da
organização das atividades humanas que diminui o efeito de
uma deficiência”
CONDIÇÕES IDEAIS
Para garantir que uma rampa seja acessível, são definidos os
limites máximos de inclinação, os desníveis a serem
vencidos e o número máximo de segmentos.
As rampas dever ter inclinação de acordo com os limites
estabelecidos na tabela a seguir:

Para inclinação entre 6,25% e 8,33% é recomendado criar


áreas de descanso nos patamares a cada 50m de percurso.
Em reformas, quando não há de forma alguma soluções que
atendam a tabela anterior, podem ser utilizadas inclinações
superiores à 8,33% até 12,5%, conforme tabela a seguir:
PATAMARES
No início e no término das rampas devem ter a dimensão
mínima de 1,20m. Entre os segmentos de rampa devem ser
previstos patamares intermediários a cada 1,50m de
elevação, com dimensão longitudinal mínima de 1,20m.
CONDIÇÕES IDEAIS
Para projetarmos corretamente uma rampa, precisamos
seguir a seguinte fórmula:

i = h x 100
c

i = inclinação, em porcentagem
h = altura do desnível
c = comprimento da projeção horizontal
RAMPAS DE LANCE RETO
EXEMPLO

A inclinação das rampas deve ser calculada da seguinte


forma:
Se i=10%:
Para cada 1,00m linear sobe-se 0,10cm em altura:

Neste caso, para subir 2,40m de altura (h=2,40) são


necessários 24m de rampa.
RAMPAS HELICOIDAIS
Vão a vencer: h=2,40m
i = h x 100
Largura: L=1,20m
Inclinação: i=10% c
Comprimento: C=24m

C = 2πR
24m = 2πR
24m = 2 x 3,14 x R
R = 24 / 6,38
R = 3,82 ~ 4m
1) Ao traçar a circunferência, colocamos em cada lado do
eixo metade da largura e o guarda-corpo.
2) O Raio mínimo para as rampas helicoidais é de 3m.
3) Deve conter a guia de balizamento, pode ser de alvenaria
ou outro material alternativo com a mesma finalidade.
4) Corrimão deve ter 2 alturas em toda a extensão:
EXERCÍCIO
Representar em planta e em 1 elevação uma rampa
seguindo:
Desnível = 4,50m
Inclinação = 8,33%

EXPLOREM A CRIATIVIDADE NA CRIAÇÃO


DA RAMPA!!!

ENTREGAR DIA 30/10/2015

Verwandte Interessen