Sie sind auf Seite 1von 20

2°EDIÇÃO

EngeNEWS Editado por docentes e discentes


do Departamento de Engenharia
da Faculdade Uninassau
Fortaleza,CE, Novembro de 2018

De 17 a 19 de outubro de apresentou as possibilidades de ingredientes e processos de


2018 ocorreu a Iª Semana da mercado para o setor de energia, fabricação de cerveja.
Engenharia da Faculdade Maurício com foco na Energia Elétrica
de Nassau, que contou com microgerada por painéis
palestras, minicursos e fotovoltaicos.
apresentações de trabalhos Em seguida, tivemos a
desenvolvidos pelos alunos da presença do CREA em nossa mesa
instituição. redonda de abertura, onde foi
O ciclo de palestras da debatido o tema da 1ª Semana de
semana de engenharia se iniciou E n g e n h a r i a :
com um contato direto com a EMPREGABILIDADE E A
Prothera 3D, empresa de origem FUNÇÃO SOCIAL DO Encerrando o ciclo de
cearense que fabrica cases para E N G E N H E I R O N A palestras, tivemos à noite palestra
próteses de perna. Os palestrantes SOCIEDADE. sobre Estruturas Metálicas
Dyego Ramsés (Eng. Mecânico) e O segundo dia ministrado por Daniel Vidigal e
Sandy Oliveira (Designer) começou animado, com a palestra palestra sobre Simulação
explicaram os fundamentos da sobre cervejaria artesanal Computacional, tema de grande
tecnologia de impressão 3D e do ministrada pelo cervejeiro Lucas interesse para os alunos da
design de produto, além de Bayde, sócio da Cervejaria Brisa, Engenharia Mecânica e também
apresentar áreas de atuação da uma das três únicas voltada ao público que se interessa
tecnologia de impressão 3D que microcervejarias de Fortaleza que por design de produto, ministrada
podem ganhar visibilidade num estão legalmente pelo Ms. Yuri Cruz.
futuro próximo. permitidas a Destaques
da edição
Geoprocessamento 5

Jardins Verticais 7

Tijolos Ecológicos 9

BAJA SAE 11
À noite do dia 17/10, comercializar suas cervejas para o
recebemos a visita do Ms. Paulo público em geral. Nas páginas 15 a Máquinas CNC 13
Victor, representante da empresa 17, desta edição, trazemos um
Cervejaria Artesanal 15
de energia solar SOU Energy, que artigo sobre os diferentes tipos de
Novos Equipamentos de
Laboratório 18

Quadro de Avisos 20
17 a 19 de outubro de
02 CIVIL
2018 SEMANA DA ENGENHARIA
Ao final das manhãs de
quarta e quinta-feira, o Laboratório
de Informática do Bloco F – Bloco
das Engenharias recebeu o
minicurso de Sketchup de 8h
ministrado pelo Prof. Ms. Carlos
Henrique Silveira, sendo sucedido
no período da tarde pelo Prof.
Cláudio Leite e um curso de Ftool
que durou até a tarde de sexta-feira.
Paralelo às palestras e
minicursos, aconteceram as para análise de
apresentações de trabalhos escoamentos em aerodinâmica.
científicos desenvolvidos pelos Para mais informações sobre
alunos de Engenharia dos cursos de túneis de vento, temos um artigo
Civil e Mecânica. A Profa. Ms. publicado sobre o assunto 13 e 14
Thatiane Caminha orientou os da 1ª Edição do Engenews.
alunos do 6º Semestre de O Prof. Ms. Amadeu
Engenharia Mecânica a construir e Rocha orientou os alunos do 4º
instrumentar um túnel de vento Semestre de Engenharia Civil a
realizar a construção e teste de

Aparatos de Proteção ao Ovo. O


experimento que figura como
competição no Congresso
Brasileiro de Concreto, realizado
bienalmente, consiste em fabricar
uma estrutura de concreto armado
para resistir a uma força de
impacto, que aumenta
gradualmente. Em baixo da
estrutura de concreto fica um ovo.
O objetivo é produzir uma estrutura
resistente para evitar a quebra do
ovo.
VISITAS TÉCNICAS
SEMANA DA ENGENHARIA 17 a 19 de outubro de
2018 03

Em parceria muito o consumo de energia para


com a empresa I9, foram sua fabricação. Para
apresentados tijolos m a i s seja, tamanho real. A gaiola de
ecológicos fabricados informações PVC será utilizada pelo grupo para
de diferentes materiais: sobre os tijolos estudos de dimensões do modelo
como fibra de coco e ecológicos, ver fi n a l .
piçarra vermelha. O diferencial artigo nas .
desses tijolos é que não precisam páginas 9 e 10 desta edição.
de curo em fornos, diminuindo Outro projeto em
destaque foi apresentado pelo
grupo BAJA Car_BRA da Peste,
equipe fundada no segundo
semestre de 2018 e que
pretende construir um
veículo off-road para
competição (ver artigo
nas páginas 11 e 12
desta edição). O
protótipo de gaiola
apresentado foi
construído em PVC e
está em escala de 1:1, ou
17 a 19 de outubro de
04 CIVIL
2018 SEMANA DA ENGENHARIA
A inscrição da Semana
foi realizada através da doação de
alimentos não perecíveis, que
foram doados ao Lar Torres de
Melo, instituição que acolhe
idosos em situação carente ou de
abandono. Localizada no endereço
Rua Júlio Pinto, 1832, Bairro
Jacareganga, próximo ao SENAI, a
instituição recebe doações em
todos os períodos do ano e
necessita muito de ajuda, então
aqueles que puderem ajudar fora
do período estipulado, sin
tam-se livres para Como resultado do Concreto do Laboratório de
contatar a evento, obtivemos ótimos Construção Civil e que será
administração trabalhos científicos, com apresentado como competição nos
do Lar Torres destaque para o túnel de vento próximos semestres da faculdade.
d e M e l o que agora será construído em E para os tijolos ecológicos que
através do escala maior (3,5m) e será deram origem também ao Projeto
número (85) 3206 utilizado para realização de Castelo, que construirá um castelo
– 6750. Quem não poder pesquisas e validação de dados de com tijolos estruturais em forma de
doar, mas poder compartilhar um simulação. Para o aparato de maquete, equipado com
pouco do seu tempo, os idosos proteção ao ovo que foi o pontapé encanamento e energia elétrica.
adoram conversar e estão ansiosos inicial para o Grupo de Estudos de
para receber
visitantes,
então é só
agendar um
horário e fazer
uma visita.
GEOPROCESSAMENTO CIVIL 05
Por:
GEOPROCESSAMENTO E SUAS Prof. Ádamo Figueiredo
APLICAÇÕES À ENGENHARIA

Ao longo da evolução de As tecnologias que são imagens e outros tipos de dados


todas as civilizações o homem englobadas na concepção de através do monitoramento da
sempre teve a necessidade de geoprocessamento e que a cada superfície terrestre, através da
conhecer o terreno o qual ocupava, momento fazem cada vez mais captação e do registro da energia
a fim de estabelecer um maior parte do nosso dia-a-dia, são: o eletromagnética refletida ou
controle sobre ele, além de deter Sistema de Informação Geográfica emitida da superfície.
um maior conhecimento sobre a (SIG), o Sensoriamento Remoto e O GPS é um sistema de
distribuição geográfica de recursos o Sistema de Posicionamento posicionamento por satélites
minerais, alimentos e conhecer Global (GPS) utilizado para a determinação da
lugares específicos. As ferramentas posição de um receptor na
Para tal, em tempos computacionais para o superfície terrestre. Este
remotos, passou a fazer desenhos geoprocessamento são chamadas posicionamento é apresentado em
em rochas, os quais foram de Sistemas de Informação coordenadas de longitude, latitude
evoluindo e ficando cada vez mais Geográficas (SIG). As aplicações e altitude. Este sistema pertence
detalhados, até chegarmos nos tão desses SIG são incontáveis, podem aos EUA.
famosos e usuais mapas, cartas e ser analisados: os aspectos
plantas – impressos ou em meio climáticos, a geomorfologia local
digital. (a fim de se estabelecer
Com o avançar das técnicas diagnósticos para
da informática surgiu a eventuais obras),
possibilidade de se reunir vários os fenômenos
dados em mapas e analisá-los em sociais, o
conjunto, possibilitando, a criação desenvolvimento
de bancos de dados /crescimento
georreferenciados. Surge, assim, o econômico, entre
geoprocessamento – que pode ser outros, e, a partir
entendido como um conjunto de destes dados,
técnicas utilizadas para o pode-se conhecer
tratamento das informações melhor uma
geográficas através de softwares r e g i ã o –
(programas de computador) permitindo, com
específicos. Resumindo: é o isso, uma eficiente
conjunto de técnicas relacionadas gestão urbana e ambiental.
ao tratamento das informações O Sensoriamento Remoto
espaciais. é a tecnologia capaz de obter
06 CIVIL GEORPOCESSAMENTO
Na construção civil, a maneiras. para realização de projetos com
utilização das geotecnologias Com isso, observa-se que o mais facilidade e com maior
ocorre ao longo de todo o processo mercado está em alta com acurácia. Logo, se configura como
implantação da obra: estudos oportunidades, sobretudo, em uma área que tem, ainda, muito a
iniciais, anteprojeto, projeto, empresas responsáveis pela crescer não só com investimentos
planejamento, execução e execução de projetos de em aprimoramento de tecnologia,
procedimentos de manutenção. O infraestrutura sanitária e ambiental. mas de utilização de suas
uso desse tipo de tecnologia produz A sociedade de forma geral começa ferramentas em áreas correlatas
efeitos sensíveis no aumento da a perceber que se faz necessário o como a engenharia.
qualidade e da produtividade, e, uso de um novo enfoque,
consequente, impacto na redução ou seja, uma visão que
dos custos. seja geral, que englobe e
Além dos benefícios já que se relacione com o
citados as geotecnologias permitem mundo como um todo –
realizar análises espaciais de características presentes
perímetros urbanos, possibilitando n o â m b i t o d o
constatar dados físicos, geoprocessamento.
demográficos, geográficos, O conhecimento
topográficos e de infraestrutura. dos conceitos e das
Com essa riqueza de informações, o aplicações do
serviço pode ser aplicado na geoprocessamento tem
construção civil de diversas se tornado fundamental
JARDINS VERTICAIS CIVIL 07
Por:
JARDINS VERTICAIS - UMA OPÇÃO DE Yasmim Teófilo / Civil 6 M
PAISAGISMO SUSTENTÁVEL Sabrina Silva / Civil 6 M

Criado por Stanley White Hart


em 1938 e modernizado por
Patrick Blanc, o jardim vertical é
uma intervenção paisagística em
paredes externas e internas dos
edifícios, que são cobertas por
vegetações. O uso da “parede
verde” foi uma opção para que as
construções se tornassem menos
agressivas ao meio ambiente, pois
assim acarretaria nas gerações de
benefícios, dentre eles: a
diminuição da radiação solar e a
proporção de uma sensação
agradável pelo contato próximo
com a natureza.
O francês Patrick Blanc foi o
responsável pela criação de um
circuito de recirculação fechada resultante de qualquer cruzamento solução para resíduos que deixam
com a água de irrigação e os seus de materiais como: bambu, de ser descartados e ganham uma
nutrientes. O mesmo também madeiras, ferros, PVC, etc. Além utilidade diferente da que já
impulsionou o uso da vegetação de suas dimensões serem variadas, estamos acostumados.
local, para que houvesse melhores as treliças são muito fáceis de fazer
adaptações climáticas. Sua e os vasos podem ser
primeira criação vertical foi para fixados nelas com a ajuda
os Cité des Sciences em Paris, em de ganchos de arame ou
1986. qualquer material que
Segundo Blanc, o fator consiga amarrar sua
decisivo para o sucesso de uma estrutura.
parede verde é a seleção de plantas
adaptadas à radiação solar e ao 2.2 Técnica PET
clima local. As garrafas plásticas
podem ser reaproveitadas
2 Tipos de jardins verticais para cultivar vegetais,
temperos e ervas
2.1 Treliças e Vasos medicinais, apoiadas em
Esses são utilizados suportes de diferentes
normalmente para dar destaque, materiais. A técnica PET
suporte e sustentar trepadeiras, tem como objetivo
folhagens e flores. A maior aproveitar espaços e
vantagem das treliças nos jardins é materiais de baixo custo e
que elas são capazes de mudar a criar jardins de formas
aparência do espaço sem que sustentáveis, viáveis e
necessite realizar qualquer econômicas.
reforma. A treliça pode ser A técnica se torna uma
08 CIVIL JARDINS VERTICAIS
dias de verão, as edificações
passam a economizar também
energia elétrica ao diminuir a
necessidade de refrigeração e
também tem a vantagem de que a
vegetação absorve e isola ruídos
externos.
Há diversas outras
vantagens, por exemplo:
diminuição de poluição e melhora
da qualidade do ar principalmente
pelo fato de que a vegetação
2.2 Fibra de coco Você pode aproveitar as
absorve as substâncias tóxicas e
O jardim vertical feito estruturas naturais do pallet para
cultivar ervas, temperos, verduras libera oxigênio na atmosfera;
com a fibra de coco é o mais
ou plantas ornamentais. embeleza e valoriza os centros
sustentável dentre os que já foram
urbanos; contribuem para o
ditos até o momento. Resultante da 3Vantagens dos jardins verticais
aumento da biodiversidade, pois
mistura da fibra do coco com a seiva Existem inúmeras
atrai pássaros, borboletas, entre
da seringueira, os painéis com esse vantagens relacionadas a jardins
outros.
material possuem uma aparência verticais. Além de colaborar com a
muito rústica e áspera. isolação de altas temperaturas em
4 Considerações finais
Além disso, esse tipo de
O desenvolvimento do
jardim vertical tem boa
presente estudo possibilitou uma
durabilidade, é permeável e não
análise de como os jardins
acumula fungos e naturalmente
verticais, especificamente os que
oferece proteção aos organismos,
utilizam a técnica PET podem ser
com isso, as plantas se mantêm
criados a baixo custo e favorecem
saudáveis e bonitas.
o meio ambiente através da
utilização de materiais
2.2 Pallets
recicláveis.
Os pallets são peças
Contudo, ressalta-se que
sustentáveis e de baixo custo, até
esse tipo de decoração ainda está
porque já são reaproveitados
em crescimento no mercado,
depois de serem descartados pela
porém garantem um futuro
indústria, e tem ganhado espaço
promissor de um ambiente
na decoração de interiores por
sustentável, ecológico e natural.
motivos diversos. São peças que
se destacam pela alta resistência,
durabilidade e versatilidade.
TIJOLOS ECOLÓGICOS CIVIL 09
Por:
BLOCOS FABRICADOS SEM QUEIMA E Izaura Ferreira / Civil 6 N
COM MENOR CUSTO ENERGÉTICO

Oferecidos por materiais recicláveis, como garrafa duas máquinas, uma que mistura o
diferentes marcas, o tijolos pet, fibra de coco, papel, restos de material usado com um pouco de
ecológicos têm como diferencial o construção, barro e outros tipos de água e leva através de uma esteira
fato de que sua fabricação não exige matérias que ainda estão em fase de ate uma prensa, que comprime a
a queima em forno, evitando a testes. massa e o tijolo já fica pronto. Ou
combustão de madeira. Compostas E s t e seja, o tijolo não
por solo e cimento, e conhecidas produto tem vários precisa utilizar muita
também como blocos de terra benefícios, tanto água, não precisa de
comprimida (BTC), as peças em seu processo de queima e utiliza
possuem outras vantagens em fabricação como na materiais recicláveis,
relação aos tijolos tradicionais. sua utilização. diferente do tijolo
Além da questão ambiental, a Como já foi dito, é convencional. E no
aplicação do produto não requer feito de matérias processo só se utiliza
uma mão-de-obra especializada, recicláveis e 50% duas máquinas e dois
podendo ser manuseado por pessoas de areia, e no funcionários, então a
que têm experiência mínima em processo de mão de obra também é
construção. No momento de erguer fabricação, são barata e simples.
as paredes, não será necessária a utilizadas apenas
aplicação de pilares e vigas, o
que torna o processo mais
rápido. Tudo fica mais barato
(pois se usa menos material) e
mais simples (pela diminuição
de entulho gerado).
Vi s i t a m o s u m a
unidade da empresa I9
construindo, no Ceará, que fica
localizada em São Gonçalo do
Amarante, Croatá. A I9 vem
revolucionando o mundo das
construções, sendo pioneira na
fabricação do tijolo ecológico
no Ceará. Um produto
revolucionário, que pode ser
feito por diversos tipos de
10 CIVIL TIJOLOS ECOLÓGICOS
Cola os tijolos e põe concreto
somente nas bases (colunas).
De acordo com o
engenheiro mecânico e empresário
Robson Binhardi, dono da empresa
I9, o que o fez vir para esta área foi a
inovação e os benefícios de ambas
as partes que este produto
proporciona. Eles já possuem
fabricas em São Paulo e vieram para
o Ceará por intermédio da Smarty
city, que tem parcerias para
construir com inovação e
sustentabilidade. Ele também
deixou claro que quem constrói com
Na construção, este tipo de tijolos tem entre
as paredes vão se erguendo 30% a 50 % de economia e
em um processo de diminui bastante o tempo de
montagem, vai-se obra.
encaixando um tijolo no
outro como uma brincadeira
de montar. Põe-se as ferragens e
vai encaixando
os tijolos,
utilizando uma
pistola com
argamassa para
colar os tijolos
um no outro,
sendo que se põe
bem pouco
argamassa e esta
argamassa pode
ser trocada por
cola branca, isto
mesmo, a cola
que seu filho
utiliza para fazer
a tarefa de casa.
BAJA SAE BRASIL MECÂNICA 11
COMPETIÇÃO DE CARROS OFFROAD Por:
Maria Emília Lopes
PARA ENGENHEIROS MECÂNICOS ~> Mecânica 2º N
A S o c i e t y o f São José dos Campos (SP). Desde O projeto Baja SAE
Automotive Engineers (SAE), 1997 a SAE BRASIL, por meio de BRASIL consiste em uma disputa
fundada nos Estados Unidos é a suas Seções Regionais, realiza ainda voltada para aos estudantes da área
organização responsável pelos etapas regionais do Baja, em vários de Engenharia, que por meio dos
estudos em engenharia Estados brasileiros como Rio conhecimentos adquiridos em sala
automobilística e indústrias Grande do Sul, São Paulo, Minas de aulas constroem e planejam um
montadoras de automóveis. A Gerais e Bahia. veiculo visando sua capacitação
mesma, é considerada a O s v e í c u l o s para o mercado de trabalho na área
idealizadora dos projetos com participantes da competição Baja, automobilística.
competições envolvendo veículos são carros OffRoad que trazem a A competição de forma
OffRoad, dando inicio as atividades nomenclatura derivada do geral é dividida em duas etapas: a
em 1976 com a primeira vocabulário inglês, traduzido primeira ocorre por meio da entrega
competição oficial na Universidade literalmente como “fora da dos relatórios técnicos,
da Carolina do Sul sob a direção do estrada”. A expressão é utilizada padronizados e regulamentados
Dr. John F. Stevens. para designar qualquer atividade pela própria organização, que
A chegada da SAE em esportiva ou automobilística que funcionam como registro das
solo brasileiro ocorreu em 1991, no possa ser realizada em locais não atividades desenvolvidas e forma de
entanto pavimentados ou de difícil avaliação do desempenho
somente três acesso. construtivo e interativo da equipe. A
anos depois foi segunda parte esta ligada
lançado o diretamente o protótipo, que através
Projeto Baja SAE de um percurso hostil, demonstra
BRASIL, que seu desempenho. Cada etapa
atualmente é equivale uma determinada
realizado na pontuação e a soma de todas elas
cidade de resulta em 1000 pontos.
12 MECÂNICA BAJA SAE BRASIL
P a r a p a r t i c i p a r, o As três instituições de introduzem a aplicação pratica e
veículo OffRoad deve ser um ensino que alcançarem as melhores sistêmica da tecnologia, desafiam a
modelo padronizado para pontuações na soma geral de todas criatividade e a inovação, além de
produção em grande escala, as provas da competição nacional estimular o trabalho em equipe”.
visando o mercado consumidor, poderão representar o país na Baja
sendo caracterizado pela SAE Kansas, competição da SAE
velocidade, agilidade nas curvas, International, realizada em
conforto e robustez em condições Pittsburg, nos Estados
extremas. Os sistemas de Unidos, onde o Brasil já
suspensão, transmissão e freios, venceu cinco vezes.
bem como o próprio chassi, são A organização
projetados e construídos pelas representada pelo engenheiro e
equipes, que têm, ainda, a tarefa de atual presidente da SAE BRASIL
buscar patrocínio para viabilizar a Mauro Correia, declara que “Os Devido à relevância do projeto a e
iniciativa. programas estudantis da SAE sua influencia para a formação
BRASIL motivam os jovens à profissional, os alunos da
Faculdade Mauricio de Nassau
carreira de engenharia e lançam estão iniciando a construção e
desafios encontrados na prática implementação de um veículo
profissional que levam muito além OffRoad para competição. O grupo,
denominado CAR-BRA DA
do conhecimento acadêmico PESTE, foi fundado no segundo
adquirido na sala de aula”, semestre de 2018 e já apresentou
afirmando ainda que “ São uma s e u p r i m e i r o
tra balho, um
experiência extracurricular que
modelo do chassi
faz diferença na formação do construído em
engenheiro, pois PVC e com única
finalidade de estudos
de dimensões, na 1ª
Semana de Engenharia
da Faculdade Uninassau.
MÁQUINAS CNC MECÂNICA 13
CNC SIGNIFICA COMANDO NUMÉRICO Por:
Ednaldo de Lima / Mec 4 N
COMPUTADORIZADO Vinicius Maciel / Mec 4 N

As máquinas de controle
numérico computadorizado (ou
maquinas CNC), são máquinas
automáticas que operam
através de computadores que
rodam programas específicos
para determinados tipos de
funções. Essas maquinas são
evoluções das antigas
maquinas de controle numérico
(maquinas CN), que são
resultado dos trabalhos de John
T. Parsons, pioneiro na área, criado o chamado código g (G-
. Diante das vantagens de
juntamente com o Instituto de code), responsável pela
se ter maquinas CN, as grandes
Tecnologia de Massachusetts programação das maquinas, o
indústrias começaram a investir
(MIT). código foi criado a partir da
cada vez mais nessas
Os primeiros protótipos necessidade de se ter um código
ferramentas, fazendo com que a
das maquinas CN começaram a padrão para realizar os
demanda das fabricantes desse
ser desenvolvidos nos anos 40, comandos de usinagem na
equipamento aumentasse, e
e acabaram ganhando produção, pois ate então, todas
com isso, a introdução desses
notoriedade na década de 50por as fabricantes desenvolviam as
equipamentos na grandes
ser de fácil manuseio, já que se próprias linguagem de
industrias acabou por se
utilizava cartões perfurados programação .Com o g-Codese
consolidar.
para dar as coordenadas de tornandoa linguagem universal
O MIT tomou as rédeas da
como a máquina deveria se das maquinas CNC, o
pesquisa sobre CN e com isso
comportar, embora não fossem desenvolvimento dessa
desenvolveu as maquinas CNC,
tão precisos e apresentassem indústria acelerou
e no fim dos anos 50, mais
eventuais falhas. , vertiginosamente. Outros
especificamente em 1958, foi
fatores que contribuíram para o
14 MECÂNICA MÁQUINAS CNC
, executa sua função com a
exata precisão para qual foi
solicitada. Hoje em dia a
grande maioria das fabricas
utilizam máquinas CNC por
conta da competitividade do
mercado e das vantagens
que esse equipamento
possui, já que elas são muito
mais rápidas e precisas que
seres humanos,sem falar
que diminuem o trabalho
braçal dos operários, cortam
gastos e aumentam a
produtividade, já que podem
funcionar 24 horas por dia. É
possível citar o alto
investimento inicial,
manutenção especializada e
mão de obra qualificada e
escassa como desvantagens
acerca dessa tecnologia.
crescimento rápido das As máquinas CNC Impressoras 3d, tornos,
maquinas CNC foram os funcionam através de um fresadoras, furadeiras,
programas CAM, sigla em programa de computador em empilhadeiras e prensadoras
inglês para: Fabricação que o programador insere são alguns exemplos de
Assistida por Computador, e informações sobre quais máquinas que funcionam
C A D , s i g l a p a r a : tarefas a máquina deve através do CNC.
DesenhoAssistido por executar, e assim, a máquina
C o m p u t a d o r, q u e
começaram a surgir
nos anos 60, e nos
anos 70 já podiam ser
utilizados em
maquinas de CNC. O
aumento do preço da
mão de obra na
década de 70,
juntamente com o
desenvolvimento da
tecnologia do CNC,
ajudaram a espalhar o
controle numérico
computadorizado
como uma praga
dento das grandes
industrias, causando
uma revolução geral
n a f o r m a d e
fabricação.
CERVEJARIA ARTESANAL QUÍMICA 15
Por:
MICROCERVEJARIAS ARTESANAIS E O Camila Mesquita
PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE CERVEJA Eng. Mecânica ~ 6º Noite

Já aqui no Brasil as
cervejas vieram com a família real
em 1808 e de lá para cá, muita gente
produziu a bebida de modo
artesanal. Hoje temos
microcervejarias no Brasil que não
param de crescer, atualmente são
cerca de 300 microcervejarias no
país.
Mas o que são essas
microcervejarias? Já ouviu falar?
Uma microcervejaria é uma fábrica
Que tal uma pausa dos fermentadoras e também alteram as
capaz de produzir até 200 mil litros
estudos? Para alguns estudantes características do produto final.
de cerveja por mês. Entretanto, para
universitários é sinônimo de uma A cerveja surgiu em
os microcervejeiros, vai muito além
pausa para tomar aquela velha algum lugar na história entre 4 mil e
disso, sendo algo complexo,
cerveja gelada com os amigos, 8 mil antes de Cristo. No Egito a
estimado uma arte alcançar uma
principalmente depois de uma cerveja era uma graça de Osíris (deus
cerveja que se distinga das grandes
semana de provas estressante, só dos mortos) chamada Zythum.
produtoras com muita qualidade e
lembrando beba com moderação! Inclusive, em várias tumbas foram
diferentes características ao produto
Mas você é um mesmo um achados vasos de cereais (na maioria
final. A cerveja artesanal produzida
entendedor de cerveja? Se você é um das vezes, cevada), colocados ali
em menor escala, tem se alastrado no
curioso tem que pelo menos como oferenda aos deuses,
paladar dos
entender um pouco da história e de também era comum serem
admiradores mais
como é feita essa dourada! enterrados com algumas jarras
exigentes da
A história da cerveja cheias da bebida, para que
bebida. Ela
teve vários ingredientes e modos de nunca carecesse após a
p o s s u i
preparo. Depois de muita evolução, morte. No Egito além
conservante
sua receita europeia foi a que disso, a cerveja era
s naturais e,
sobrelevou, tendo como base malte c o n s i d e r a d a
distintivam
de cevada ou trigo, lúpulo e água. O medicamento pelos
ente do modo
malte produz o sabor adoçado, em seus benefícios curativos.
industrializado, cuja proposta
contrapartida o lúpulo, uma flor, é o Há até um papiro que descreve mais
principal é refrescar, tem como
causador do amargor da cerveja. As de 600 receitas médicas contendo
diferenciativo o sabor e o aroma
leveduras atuam como cerveja.
muito mais intensos.
16 QUÍMICA CERVEJARIA ARTESANAL
Para se alcançar um sabor passo a passo: enquanto que as enzimas são
diferenciado, alguns produtores Processo de Moagem: A ativadas, favorecendo a conversão
utilizam cereais particulares para moagem é o primeiro passo para de amido em açúcares
obter cores e sabores, também produção de cerveja artesanal, fermentáveis.
empregam especiarias e frutas. nesta etapa a casca dos grãos são A Filtragem: Na filtração é
s e p a r a d a a p a r t e d a solução
Dependendo do tipo de quebrados e o amido será exposto açucarada do
fermentação, a cerveja pode se preservando a casca. bagaço e também
enquadrar em uma das 3 grandes Processo de Brassagem: as impurezas do
mosto, por meio
famílias: Seguindo o processo de produção, de um processo
após a moagem e exposição do de clarificação
amido, é feita a brassagem, ou recirculação.
Esta fase,
favorecendo a atuação de enzimas apesar de lenta
na quebra de açúcares não é de extrema
fermentáveis em fermentáveis. importância
para a qualidade
Esse processo de brassagem do produto final.
possui quatro etapas: mosturação, Quando o mosto
· Ale (alta fermentação): filtração, fervura e resfriamento. se encontrar mais
límpido ocorre a
uma cerveja muito encorpada, a A Mosturação: A mosturação etapa de lavagem
mais complexa dentre os três, neste pode durar de 60 a 90 minutos, o para que os açúcares
tipo as mais populares são stout, residuais do malte sejam
malte moído é misturado com água
extraídos através de altas
english pale ale, trapista; aquecida com diferentes temperaturas, e em seguida o mosto
· L a g e r ( b a i x a temperaturas controladas, pois é colocado na tina de fervura.
fermentação): são as mais comuns nesta etapa o malte é hidratado
no mundo, é uma cerveja
mais leve com relação aos
outros tipos. Com Pilsen,
schwarbier e American
Lager sendo as mais
populares;
· Espontânea
( F e r m e n t a ç ã o
espontânea); Lambics:
com sabores únicos e
processos de fabricação
demorado estão entre as
mais caras do mundo.
Agora vamos para uma
parte mais técnica, como é
realmente feito a cerveja
CERVEJARIA ARTESANAL QUÍMICA 17
A Fervura: A intensa fervura, leveduras, o consumo de açúcares E mesmo tendo um custo elevado,
tem por objetivo esterilizar o mosto, fermentáveis e a produção do gás cada gole vale o dinheiro gasto, pois
isomerizar o lúpulo, que é quando o carbônico, álcool e alguns ácidos ajuda muito a produção local como
lúpulo libera suas enzimas e óleos orgânicos. Neste procedimento é no mercado atual das
essenciais que dão sabores necessário que haja um controle da microcervejarias, que por sua vez
diferenciados as cervejas, também é temperatura para que não afete no possuem muitas cervejas de
importante para acertar a densidade resultado final da cerveja. qualidade.
inicial da cerveja e evaporar Processo de Maturação: Etapa
compostos indesejáveis da mistura. essencial para que a cerveja atinja Referências bibliográficas
TEIXEIRA, Silvana. Você sabe o que é uma
microcervejaria; Cursos a Distância CPT. Disponível
Há os lúpulos que conferem seu equilíbrio, a maturação resulta no site: < https://www.cpt.com.br/dicas-cursos-
cpt/voce-sabe-o-que-e-uma-microcervejaria>. Acesso
amargor, e os que conferem aroma, no amadurecimento dos compostos em 02 de novembro de 2018.
LARA, Marcos. O que é cerveja artesanal;
sua ordem de adição à mistura parte responsáveis pelo aroma, sabor e Aprenda TUDO a respeito. Disponível no site: <
https://www.hominilupulo.com.br/cervejas-
da opção de cada cervejeiro, formação de ésteres, pode durar em caseiras/artigos/cerveja-artesanal/>. Acesso em 02 de
novembro de 2018.
normalmente os lúpulos de amargos média 10 dias. AMORIM, Bia. Cervejas artesanais no Brasil, de
onde veio e para onde vai; PapodeHomem. Disponível
são adicionados 60 minutos antes do Processo do Envase: Este é o no site: < https://papodehomem.com.br/cervejas-
artesanais-no-brasil-de-onde-veio-e-para-onde-vai/>.
termino da fervura enquanto que os momento do engarrafamento da Acesso em 02 de novembro de 2018.
HOMINI LÚPULO. História da cerveja: entenda
lúpulos aromáticos são acrescidos cerveja, precisa ser bem realizado como surgiu e o seu processo de evolução. Disponível
no site: <
nos 15 minutos finais a fervura. para evitar contato da cerveja com https://www.hominilupulo.com.br/cultura/historia-
da-cerveja/>. Acesso em 02 de novembro de 2018.
O Resfriamento: O resfriamento oxigênio do ar, pois isso pode MERLO, Doug. História da Cerveja: Fatos que
irão te surpreender; Blog de Cerveja O Caneco.
é uma etapa importante para que o provocar alterações no paladar, D i s p o n í v e l n o s i t e : <
https://www.ocaneco.com.br/historia-da-cerveja/>.
mosto atinja a temperatura ideal turbidez e coloração da bebida. Acesso em 02 de novembro de 2018.

para adição de levedura e evitar a Você conseguiu conhecer como a


contaminação do mosto. A cerveja artesanal embora possua um
temperatura escolhida dependerá do simples processo de produção, é
t i p o d e necessário muito cuidado,
fermentação atenção e também
desejada dedicação do
Processo de produtor.
Fermentação:
Podendo durar
de 5 a 10 dias,
nesta etapa
inicia a
inoculação de
18 NDE LABORATÓRIOS
A cada semestre, a odontológico,
Faculdade Uninassau oferece aos m o v e i s ,
seus alunos de engenharia um automotivo, entre
conjunto de atividades envolvendo o u t r o s . Va l e
práticas laboratoriais; através do uso ressaltar que os
de uma série de equipamentos, que e n s a i o s
podem ser usados de maneira realizados são
didática ou para realização de destrutivos, o que
pesquisa em diferentes áreas. significa que o
Com o propósito de objeto estudado
informar nossos alunos sobre as será deformado
diversas possibilidades de pesquisa além do limite
material durante o ensaio.
e/ou práticas laboratoriais a serem elástico, ou seja, sua deformação
Ensaios de laboratório
realizadas no decorrer dos cursos de será permanente.
como o de tração, de compressão e
engenharia, iremos listar alguns dos Outro equipamento que
de torção, cada um com suas
equipamentos que já se encontram realiza ensaios destrutivos é a
limitações, podem ser utilizados
em nossos laboratórios, assim como Máquina de Ensaio de Torção cuja
para o estudo do comportamento
outros que serão adquiridos a função é observar a ação de forças
dos materiais em condições
medida que os cursos caminham de cisalhamento (esforços
similares às das operações
para sua conclusão. cortantes) em atuação no corpo de
industriais.
Como parte do prova. A medição de torque é
Laboratório Multidisciplinar de realizada através de uma
Mecânica, um dos equipamentos célula de carga e um
mais tradicionais é a Máquina m e d i d o r
Universal de Ensaio em Materiais microprocessado. Os
que se podem realizar diferentes corpos de prova são
tipos de ensaios mecânicos como: feitos de materiais e
ensaio de tração, compressão e comprimentos
dureza Brinell. Por sua versatilidade diferentes e a medição é
. a máquina universal de realizada com um eixo
ensaios é utilizada em auxiliar instrumentado
diversos tipos de totalmente digital,
seguimentos como: dotado de uma interface
metal-mecânica, que facilita a coleta e
construção civil, tratamento de dados para
polímeros, plástico, construção de gráficos
têxtil, madeira, que representam o
calçados, médico- comportamento do
CERVEJARIA ARTESANAL NDE 17
Entre as mais recentes destinados aos clientes particulares, de maiores dimensões, como
aquisições, está também uma que são muito mais agradáveis e corpos de concreto com diferentes
impressora 3D com um bico fáceis de usar (Google SketchUp, composições.
extrusor, dispositivo que se Tinkercad e Autodesk 123D). O Esclerometro de
encontra em alta no mercado Existe ainda a possibilidade de se Impacto serve para a realização de
tecnológico construir modelos 3D a partir ensaio não destrutivo na
de scanners 3D ou determinação da dureza superficial
uso de softwares do concreto endurecido. Baseia-se
que se baseiam em no princípio do ricochete que
fotos digitais para consiste em medir o retorno de uma
a geração de um força no regime elástico após seu
m o d e l o impacto com a superfície do
tridimensiona concreto. É um dispositivo ideal
l. Já existem para uso em peças pré-fabricadas,
até mesmo determinações rápidas de estruturas
impressoras 3D novas, estruturas submetidas a
capazes de fogo, congelamento, etc.
fabricar casas e A Betoneira é o
prédios equipamento utilizado para mistura
utilizando de materiais, na qual se adicionam
devido a sua conceitos semelhantes, a cargas de pedra, areia e cimento
versatilidade e grande gama de partir do uso de camadas de mais água, na proporção e textura
aplicações. A impressora 3D é um concreto de 1 cm de altura por 3 cm devida, de acordo com o tipo de
dispositivo que imprime ou cria de largura. obra. É muito usada na construção
objetos, que são construídos Como parte do civil, principalmente, para mistura
camada por camada. Elas podem Laboratório Multidisciplinar de de agregados como produtos e
criar desde objetos mais complexos Construção Civil, um dos matérias primas a exemplo na
até os mais simples, de maneira equipamentos mais robustos construção de barragens e açudes
eficiente e acessível. A impressão presentes é a Prensa Hidráulica, utilizando-se o concreto na mistura
3D envolve o uso de um arquivo cuja ação ocorre por bombeamento. da argamassa. A sua capacidade
digital conhecido como modelo 3D, A prensa tem como função testar varia de acordo com a necessidade
criado com um software de propriedades mecânicas dos corpos pode ir dos pequenos misturadores
modelagem, o qual pode pertencer a de prova estudados (de maneira semi-automáticos que comportam
duas categorias principais: os semelhante à máquina universal de pouco mais de 10 kg ou 10 litros de
destinados para fins profissionais, ensaios), mas a prensa só trabalha concreto, movidos por um motor
especialmente nas áreas de com ensaios de compressão. A com sistema de polias e correias,
engenharia e arquitetura grande vantagem da prensa é a pois a mistura deve ser homogênea,
(programas tipo CAD, possibilidade de se trabalhar com até caminhões com mais de dez
OPENSCAD e Solid Works) e os objetos extremamente resistentes e metros cúbicos de capacidade.
CURIOSIDADE
Monty Python's Flying Circus, e brincadeira, como resposta para
pela série de rádio, jogos e livros O qualquer pergunta.
Guia do Mochileiro das Galáxias. Acontece que Adams era um
NO Guia do Mochileiro das grande entusiasta de Ciência da
Galáxias, uma raça alienígena Computação, onde 42 é a
avançada cria um super representação em ASCII (American
computador para calcular a resposta Standard Code for Information
Douglas Noël Adams da Vida, do Universo e de Tudo O Interchange; "Código Padrão
(Cambridge, 11 de março de 1952 Mais. Após centenas de anos, o Americano para o Intercâmbio de
— Santa Bárbara, 11 de maio de computador dá como resposta para Informação") para o asterisco *. Em
2001) foi um escritor e comediante essa pergunta, o número 42. Desde linguagem de programação, o
britânico, famoso por ter escrito então, o número 42 se tornou um asterisco * significa “O QUE
esquetes para a série televisiva meme e hoje é usado, em tom de VOCÊ QUISER QUE SEJA”.

MOTIVACIONAL DO DIA E UMA PIADA PARA DESCONTRAIR xD

GRUPO EDITORIAL
Maria Emília Lopes (BAJA SAE BRASIL, Diagramação) MECÂNICA 2NA
Izaura Ferreira (Tijolos Ecológicos) CIVIL 4 NA
Ednaldo de Lima (Máquinas CNC) MECÂNICA 4NB
Vinícius de Sena (Máquinas CNC) MECÂNICA 4NB
Sabrina Silva (Jardins Verticais) CIVIL 6 MA
Yasmim Teófilo (Jardins Verticais) CIVIL 6 MA
Camila Mesquita (Cervejaria Artesanal) MECÂNICA 6NA

Prof. Adamo Figueiredo (Geoprocessamento)


Prof. Felipe Sá (Espaço NDE ~ Laboratórios)
Prof. Felipe Mota (Semana da Engenharia, Revisão, Diagramação)