You are on page 1of 1

A importância das demonstrações contábeis para o processo de tomada

de decisões em uma determinada empresa

Os gestores de uma empresa precisam deliberar sobre assuntos organização


várias vezes durante a trajetória da mesma. Em níveis diferentes de importância, mas o
fato é que eles têm a responsabilidade de tomar boas decisões para que haja
sobrevivência da empresa e a maximização dos lucros e resultados pretendidos pela
diretoria.
E para que isso aconteça da melhor forma, esses gestores precisam estar
munidos de informação. E não apenas qualquer informação sobre as operações
financeiras da empresa, mas informações de alta qualidade. É aí que vemos a
importância das demonstrações contábeis confiáveis e com precisão e clareza feitas por
pessoas capacitadas.
As demonstrações contábeis são um conjunto de relatórios e informações que
revelam o status, o estado atual financeiro da empresa. São esses relatórios que revelam
como está a saúde da empresa, a qualidade das transações feitas nos últimos tempos e
apontam para o gestor o melhor caminho, ou decisão a serem tomados. Desse modo
torna-se vital ter bons demonstrativos contábeis na empresa.
Um relatório contábil mal feito, ou com informações falsas e imprecisas pode
levar o gestor daquela organização a fazer uma má decisão e optar por um caminho de
gestão que signifique a morte daquela empresa. Além disso, os relatórios permitem que
a empresa possa se organizar de forma muito mais produtiva, otimizada e podendo se
precaver de futuros prejuízos com foco no corte de gastos.
Se a empresa tem o hábito de revisar seus demonstrativos ela pode evitar erros
graves, identificar roubo, fraude, atividades ilegais ou qualquer discrepância no negócio.
Soma-se a isso o fato de que os gestores conseguem organizar muito melhor o fluxo de
caixa, pois com base nos relatórios eles conseguem prever as próximas receitas e isso
traz pontualidade para pagamentos.
Podemos lembrar de alguns demonstrativos financeiros principais como: O
balanço patrimonial, demonstração de resultado e demonstração de fluxo de caixa.
Com eles se consegue até mesmo comparar os resultados da organização em questão
com os de outras empresas concorrentes e semelhantes para que se possa avaliar como
está indo o sucesso dela.
Claro que não basta apenas ter um bom relatório contábil. É preciso também ter
o discernimento e entendimento para saber interpretá-los. Se o gestor tiver essas duas
coisas: demonstrativos contábeis de qualidade e habilidade em ler e interpretar, ele
conseguirá ampliar os horizontes da empresa, trazer crescimento, eficiência e maximizar
os resultados produzidos até então. Não se pode desprezar ou não ter uma rotina de
avaliação de um demonstrativo contábil, pois isso pode significar a ruina da empresa.