Sie sind auf Seite 1von 13

ESTATUTO CENTRO ACADÊMICO DE ECONOMIA CELSO FURTADO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI C.A - UFVJM

CAPITULO I DOS FINS, ORGANIZAÇÃO E PATRIMÔNIO

Art. 1° - O Centro Acadêmico de Economia Celso Furtado da Universidade Federal

dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, CA UFVJM, criado em 2008, com

personalidade jurídica própria, apartidário, é o órgão máximo de associação e

representação legal do corpo discente da Universidade Federal dos Vales Do

Jequitinhonha e Mucuri, UFVJM.

Parágrafo único: O CA - UFVJM representa em juízo e extrajudicialmente os

interesses gerais e individuais do corpo discente.

Art. 2° - O prazo de duração do CA UFVJM é indeterminado e sua extinção só se

dará por decisão da Assembléia Geral Extraordinária (AGE) convocada para essas

finalidades, com quorum de no mínimo 2/3 (dois terços) de seu quadro social.

Parágrafo Único Extinto o CA UFVMJ, o patrimônio liquido Existente será

revertido integralmente e igualmente entre os CA´s da UFVJM.

Art. 3° - O CA UFVJM tem sede social e administrativa na Avenida Dr. Luis Boali

Porto Salman - S/Nº - Edifício CAIC Bairro Ipiranga Teófilo Otoni - Minas Gerais.

Art.4° - São competências do CA UFVJM.

I Dirigir se ás autoridades competências dos interesses do corpo discentes;

II Esclarecer o corpo discente á respeito das questões que interessem a classe;

III Promover plebiscitos quando houver conflitos;

IV Protestar publicamente contra manifestações em nome do corpo discente.

V Discente por parte de membros que para isto não estejam autorizados;

VI Promover intercâmbio cultural e social entre outras associações acadêmicas;

VII Publicar um órgão de divulgação do CA;

VIII Fazer publicidade de todas os fatos da vida acadêmica que forem de

interesses geral;

IX Prestação de contas com divulgação mensal dos balancetes feitos pelo contador do CA, sendo o mesmo assinado pelo(a) Presidente, Tesoureiro(a) Geral e contador(a). Art. 5° - Não é da competência do CA UFVJM e órgãos subsidiários à isenção de matricula para alunos carentes. Art. 6° - O patrimônio do CA UFVJM é constituído por:

I Bens móveis adquiridos;

II Legados e doações;

Art. 7° - Os recursos financeiros do CA UFVJM constituir-se-ão de;

I Taxa de obrigações social, estipulada pelo C A, em reunião com CA’s e CE’s;

II Contribuições voluntárias;

III Subvenções e dotações orçamentárias;

IV Rendas eventuais provenientes programação festiva.

Parágrafo único: Os recursos financeiros somente serão movimentados através de

instituições bancarias e deverão ser escriturados em livro próprio. Art.8° - Os membros da Diretoria da entidade respondem judicial e administrativamente pelas obrigações assumidas, bem como pelo patrimônio e receitas da entidade.

CAPITULO II DO CORPO SOCIAL Art.9° - O corpo social do CA UFVJM é constituído por todos os alunos regulamente matriculados nos cursos de graduação e Pós-graduação da UFVJM. Art.10° - As atividades dos representantes discentes do CA UFVJM, bem como dos sócios serão inteiramente gratuitas, sendo-lhes vedado o recebimento de qualquer lucro, gratificação, bonificação ou viagem.

CAPITULO III DOS DIREITOS E DEVERES DOS MEMBROS DO CORPO SOCIAL

Art. 11° - São direitos dos membros do corpo social:

I Participar das Assembléias Gerais, nelas exercendo, com ampla liberdade, seus direitos de opinião e voto;

III

Apresentar proposta e sugestões ao exame dos órgãos sociais, inclusive da

própria Assembléia Geral.

IV Recorrer de atos ou decisões que tenham ferido seus direitos;

V Votar nas eleições e nelas receber votos, na qualidade de candidatos, desde

que preencham as condições estatuarias;

VI Renunciar, em caráter irrevogável, a qualquer cargo ou função que estejam

exercendo em órgãos sociais ou órgãos coletivos. Parágrafo Único: Os membros que renunciarem a qualquer cargo ou função que

estejam exercendo em órgãos sociais ou colegiados, somente poderão se candidatar a um novo pleito, com previa autorização do CA UFVJM. Art.12° - São deveres dos membros do corpo social:

I Cumprir as normas contidas neste Estatuto;

II Acatar as decisões legais da Assembléia Geral e dos órgãos sociais da entidade;

III Colocar os interesses gerias acima dos seus interesses pessoais ou

particulares;

IV Apoiar as iniciativas da entidade e participar das suas atividades;

V Zelar pela conservação do patrimônio moral e material da entidade;

VI Exercer, com probidade e dedicação, as funções inerentes aos cargos para os

quais forem eleitos, nomeados ou designados;

VII Participar das Assembléias Gerais e das reuniões para as quais tenham sido

devidamente convocados;

VIII Satisfazer as obrigações sociais e pagá-las pontualmente.

CAPITULO IV DOS ORGÃOS SOCIAIS

Art.13° - São órgãos sociais do CA -UFVJM:

I-

Assembléia Geral;

II-

Diretoria;

III-

Conselho Fiscal.

§ 1° - Assembléia Geral é órgão soberano, detentor do poder maior de deliberação

da entidade, cujas decisões são irrecorríveis, a não ser por via judicial.

§ 2° - A diretoria é órgão de decisão das atividades políticas e administrativas da entidade. É composta por presidente, vice-presidente, secretários, tesoureiros e

coordenadores, que são administradores e executores das normas estatuárias e das deliberações dos itens anteriores.

§ 3°- O Conselho fiscal é o órgão fiscalizador das contas da entidade e demais órgãos estudantis. Parágrafo Único: Além destes órgãos terão voz ativa no CA UFVJM os órgãos subsidiários. SEÇÃO I DA ASSEMBLEIA GERAL

Art.14° - A Assembléia Geral é constituída pela totalidade dos membros do corpo social da entidade. Art.15° - A Assembléia Geral se reunirá quando convocada por edital e nos termos do artigo 18° (décimo oitavo), que será afixado em local visível e de grande aglomeração em cada uma das unidades da UFVJM, com antecedência de 07 (sete) dias em relação à data da mesma.

§ 1° - Em casos excepcionais e de urgência, a critério da Diretoria, o prazo de

antecedência para a convocação poderá ser reduzido para até 48 (quarenta e oito)

horas. Art.16° - A Assembléia Geral se reunirá:

I Quando convocada pela Diretoria diretamente.

II Quando convocada pela Diretoria, por solicitação formal assinada, contendo o numero de matricula na UFVJM no curso por, no mínimo, 10% (dez por cento) dos membros do corpo social. Art.17°- As solicitações formais serão protocoladas na secretaria do CA UFVJM, para efeitos legais.

§ 1° O atendimento de solicitação formal é irreversível e a Assembléia Geral será convocada em 05 (cinco) dias úteis, contados do protocolo.

§ 2° Se não adotadas pelo CA UFVJM as providências de convocação da

Assembléia Geral, mesmo que não tenha dado protocolo na solicitação formal, poderão adotá-las próprios interessados, signatários da solicitação formal, após decorridos 10 (dez) dias úteis do dia do protocolo. Art.18°- A Assembléia Geral somente efetivará dentro dos períodos letivos,

obedecendo aos critérios de convocação do artigo 20 (vigésimo) deste Estatuto. Art.19°- Dos editais de convocação da Assembléia Geral constarão ecessariamente:

II Pauta dos assuntos a serem tratados. Parágrafo Único De todo edital constará à possibilidade da Assembléia Geral instalar-se, sucessivamente, em até 03 (três) oportunidades, no mesmo dia e local, com intervalo previsto de 10 (dez) minutos entre cada uma delas, pois a instalação estará condicionada á exigência de quorum mínimo, sucessivamente reduzido fixado no artigo subseqüente. Art.20° - A Assembléia Geral se instalará:

I Em primeira instância, com a presença de no mínimo ½ (metade) mais 01 (um) dos membros do corpo social. II - Em seguida instância com a presença de no mínimo 1/10 (um décimo) dos membros do corpo social. Parágrafo Único A presença dos membros do corpo social para determinação do quorum de instalação da Assembléia Geral será verificada pelo lançamento de assinaturas presentes em listagem própria no ato da reunião. Art.21° - Na Assembléia Geral não será admitida nem o voto por procuração, nem o voto por mandato. Art.22° - Excetuados os casos expressamente previstos neste Estatuto, que exigem quorum de instalação e votação específicas, serão consideradas aprovadas pelas Assembléia Gerais as matérias que obtiverem maior número de votos favoráveis dos que nela exercerem legalmente seu direito de voto. Art.23° - As decisões de toda Assembléia Geral serão divulgadas de forma sucinta, em ate 02 (dois) dias úteis, no máximo, da data de sua realização, por editais que serão afixados nos mesmo locais onde foram afixados os editais de convocação, ficando o livro de Atas à disposição dos membros do corpo social para exame de quem o desejar e para obtenção de cópias da respectiva Ata. Art.24° - A direção dos trabalhos nas Assembléias Gerais cabe aos membros do CA UFVJM, que poderão delegar essa sua natural atribuição. Art.25° - Os trabalhos da Assembléia Geral desenvolver-se-ão em torno de discussão(ões) e votação(es) dos assuntos(s) que tenha(m) sido expressamente indicados na pauta do edital de convocação, sendo nulas quaisquer decisões sobre assunto(s) não especificado(s) na pauta ou que ele(s) não tenha(m) intima correlação.

Art.26°- As decisões da Assembléia Geral serão obtidas por votação e a forma de votação poderá ser secreta, em aberto, por aclamação ou por qualquer outra e será decidida, em cada Assembléia Geral pelo plenário. Art.27° - Compete privativamente á Assembléia Geral:

I Aprovar ou reformar o Estatuto do CA UFVJM.

II Destituir membros da Diretoria do CA UFVJM.

III Julgar os recursos interpostos em ultima instância administrativa.

Art.28° - A aprovação ou reforma do Estatuto será feita com o voto de, no mínimo,

2/3 (dois terços) dos membros do corpo social dos membros do corpo social presentes á reunião.

§ 1° - Se o numero desses votos não for igual a 2/3 (dois terços) dos membros do

corpo social do CA UFVJM, a provação será submetida a plebiscito.

§ 2° - O plebiscito será organizado pela diretoria em exercício dentro de 15 (quinze) dias após a data da decisão.

§ 3°- A decisão estará referendada pelo corpo social se for obtida a aprovação no plebiscito de 1/2 (metade) mais 01 (um) dos votos válidos, obedecido o quorum

mínimo de 1/5 (um quinto) do corpo social do CA UFVJM. Art.29° - A destituição parcial ou total dos membros da Diretoria do CA UFVJM só terá validade se aprovada pela Assembléia Geral convocada para tal finalidade pelo voto favorável de, no mínimo, 1/2 (metade) mais 01(um) dos membros presentes do corpo social. § 1° O membro destituído não poderá candidatar-se nas 02 (duas) eleições subseqüentes aquela em que participou.

§ 2° Se a destituição for total, a Assembléia Geral entregará a direção do CA UFVJM à junta Governativa, eleita por 1/2 (metade) mais 01 (um) dos membros presentes do corpo social.

SEÇÃO II DA DIRETORIA

Art.30° - A Diretoria do CA UFVJM, eleita pelo Sufrágio Universal Direito e Secreto, para o exercício de mandato de 12 (doze) meses, constituída pela seguinte

estrutura:

I Presidência;

III

Tesouraria;

IV Coordenadorias.

Art.31° - O mandado da Diretoria inicia-se com a posse e termina com a posse da nova Diretoria que, assim como as eleições, só poderão ocorrer durante o semestre letivo. Parágrafo único Em caso de adiantamento do curso normal do semestre letivo, fica automaticamente prorrogado o mandado da gestão em exercício pelo mesmo período do adiantamento.

Art.32° - É de competência exclusiva da Diretoria:

I Administrativa do CA UFVJM na forma e em obediência às disposições

estatutárias vigentes.

II Elaborar um palco administrativo para sua gestão e divulgá-lo. Após o termino de seu mandado, deverá fazer o repasse de todas as informações relacionadas ao A UFVJM à nova gestão.

III Representar o corpo discente da UFVJM em qualquer eventualidade, em toda e

qualquer oportunidade em que se faça necessária essa representação.

Art.33° - As reuniões extraordinárias da diretoria serão convocadas com antecedência mínima de 24 (vinte e quatro) horas, devendo ser convocados todos os membros desta. Art.34° - Presidência:

É composta por dois membros:

a) Presidente

b) Vice Presidente

I Compete ao Presidente:

a) Representar o CA UFVJM ativa e passivamente, em juízo e fora dele.

b) Velar pela liberdade, dignidade e independência do CA UFVJM.

c) Convocar e presidir as Assembléias Gerais e as reuniões da Diretoria.

d) Administrar o patrimônio do CA UFVJM, na forma a legislação vigente.

e) Manter intercâmbio com outras entidades municipais, estatuais, nacionais ou internacionais, congêneres ou não, e fazer representar o CA UFVJM em conclaves nacionais.

f) Assinar, em conjunto com outro membro da Diretoria, todos os documentos em que seja parte.

II

Compete ao Vice Presidente:

a) Substituir o Presidente em suas faltas e impedimentos eventuais ou definitivos;

b) Auxiliar o Presidente em suas atribuições;

c) Ter sob sua guarda os bens móveis e imóveis do órgão e zelar pela sua conservação;

d) Promover a integração entre CA e os órgãos subsidiários;

e) Promover a inter-relação das Coordenadorias, exercendo a função de

mediador e divulgador das atividades destes órgãos;

f) Exercer a função de Relações Públicas do CA UFVJM.

Art.35° - Secretaria:

É composta por dois membros:

a) 1° Secretário

b) 2° Secretário

I Compete á secretaria:

a) Superintender os serviços de Secretaria;

b) Incumbir-se do expediente geral do CA UFVJM.

c) Secretariar as reuniões da Diretoria e Assembléias Gerais;

d) Organizar e ter sob sua guarda os arquivos da Secretária;

e) Apresentar relatórios e atas das atividades do CA UFVJM e zelar pelo livro da Atas lista de presença das reuniões do CA UFVJM;

f) Zelar para que a Diretoria observe e acate as leis;

g) Assinar, juntamente com o Presidente, todos os documentos em que fizer parte.

Parágrafo Único: Ambos os membros possuirão o mesmo poder de deliberação, sendo divididas as funções de acordo com a conveniência dos mesmos. Art.36° - Tesouraria:

É composta por dois membros:

a) 1° Tesoureiro.

b) 2° Tesoureiro.

I Compete à tesouraria

a) Elaborar o projeto de orçamento anual e submete-lo à apreciação da Diretoria;

b) Superintender os serviços gerais da Tesouraria;

d)

Ter sob seu controle e responsabilidade o numerário, títulos e outros papéis de

crédito do CA UFVJM;

e) Apresentar, na sessão ordinária do mês, o balancete do mês anterior;

f) Organizar e apresentar, no relatório anual, o balanço geral e as demonstrações da

receita e da despesa;

g) Assinar, juntamente com o Presidente, cheques e documentos que envolvam

responsabilidade financeira;

h) Apresentar á Diretoria e ao Conselho Fiscal os balancetes trimestrais e o balanço

anual sempre que solicitados. Parágrafo único: Ambos os membros terão o mesmo poder de deliberação, sendo divididas as funções de acordo com a conveniência dos mesmos.

SEÇÃO III DO CONSELHO FISCAL Art.37º O conselho Fiscal (CF) do CA - UFVJM será constituído de 03 (Três) membros. I- O mandato dos membros do Conselho Fiscal coincidirá com o mandato da diretoria; II- O Conselho Fiscal se reunirá ordinariamente a cada 3(três) meses e, extraordinariamente, sempre que necessário. Art.38º Ao Conselho Fiscal do CA UFVJM compete; I- Examinar os livros de escrituração e o inventário de bens do CA UFVJM e órgãos subsidiários; II- Apreciar a prestação de contas e o relatório anual de cada Diretoria, dando o seu parecer final; III- Opinar sobre a aquisição e alienação de bens; IV- Apontar às Assembléias Gerais as irregularidades porventura existentes V- Aplicar penalidades temporárias até que a Assembléia Geral seja convocada, dentro do prazo de 10 dias.

CAPÍTULO V DO PROCESSO ELEITORAL

Art.39º O processo eleitoral será iniciado pelo CA UFVJM através de edital a ser divulgado no mínimo 30 (dias) de antecedência em relação à data das eleições e que conterá:

a) Data limite para registro de Chapas;

b) Data em que serão realizadas as eleições;

c) Cargos eletivos.

§ 1º - A data limite para registro de chapas deverá ser de, no mínimo 15 (quinze) dias de antecedência da data das eleições.

§ 2º - A apuração deverá iniciarse logo após o término das eleições, com o

fechamento da última urna. Art.40º A Junta Eleitoral será constituída de três membros titulares, sendo dois membros do corpo discente e um dos membros do corpo administrativo e seus respectivos suplementes da Junta Eleitoral será presidida por um dos membros titulares do corpo discente.

Parágrafo Único Os suplentes da Junta Eleitoral deverão pertencer ao mesmo corpo universitário de seus titulares.

Art.41° - Não poderá compor a Junta Eleitoral o membro que esteja disputando o pleito. Art.42° - As chapas registradas poderão registrar até dois fiscais para atuarem junto aos trabalhos da Junta Eleitoral. O registro destes fiscais coincidirá com a data de registro de chapa. Art.43º A escolha da Junta Eleitoral será feita pela Diretoria do CA UFVJM. Art.44º Compete à Junta Eleitoral:

I - Estabelecer os critérios de identificação dos eleitores;

II Determinar os locais de votação, bem como as urnas, que deverão abranger todas as Unidades.

III Fornecer todo material necessário ao processo eleitoral, que será cedido pelo

CA UFVJM;

IV Ser depositária das urnas até a data da apuração;

V Determinar o local onde serão realizadas as eleições e as apurações;

VI Regulamentar a atuação dos fiscais e cabos eleitorais no momento das

eleições;

VII Fixar normas de identificação de cédulas oficiais;

VIII Proclamar os eleitos;

IX Decidir os casos omissos ou não previstos na regulamentação do processo eleitoral.

SEÇÃO I DOS CARGOS ELETIVOS ART.45º Serão cargos eletivos:

I Os constantes dos artigos 35, 36, 37 e 38 da seção II, do capítulo IV deste Estatuto.

SEÇÃO II DAS ELEIÇÕES Art.46º As eleições serão realizadas pelo voto direto e secreto, com aposição de um (X) na casila, que anteceder a sigla da chapa de preferência do eleitor na célula de votação ou pela escrita do nome da chapa no local determinado pela célula de votação. Art.47º Para votar, o eleitor assinará em folha de votação, após identificarse com a carteirinha da Universidade (UFVJM). Art.48º O exercício do voto é facultativo. Art.49º Serão consideradas nulas os votos:

I Que trouxeram qualquer possibilidade evidente de identificação do eleitor;

II Que trouxeram rasura ou vierem acompanhado de outro papel escrito não determinado nas normas eleitorais;

III Que a Junta Eleitoral decidir anular por não estarem de acordo com as normas

legais. Art.50º A eleição obedecerá ao critério da majoritariedade entre as chapas

concorrentes.

I Será considerada vencedora a chapa que obtiver o maior número dos votos

válidos;

II Eleita, a chapa será empossada no prazo máximo de 10 (dez) dias úteis.

Art.51º Em caso de empate ou de não se ter atingindo o quorum mínimo novas eleições serão convocadas, que deverão ocorrer dentro de cinco dias, sendo o voto facultativo.

I Que estiver em maior nível escolar;

Art.52º Em caso de chapa única a decisão estará referendada pelo corpo social se for obtida a aprovação de 1/2 (metade) mais 01 (um) dos votos válidos, obedecido o quorum mínimo de 1/5 (um quinto) do corpo social do CA UFVJM. Art. 53º Em uma mesma chapa não poderá ser indicado um mesmo nome para ocupar dois ou mais cargos em sua estrutura, não havendo, contudo, objeção ou qualquer impedimento legal à sua indicação para, também, compor um órgão do Colegiado.

SEÇÃO III DOS MANDATOS

Art.54º O mandato será de 01 (um) ano, permitida a reeleição. Art.55º Perderá o mandato o acadêmico que:

I Faltar injustificadamente a três sessões consecutivas para as quais for

convocado;

II Tiver cancelada a sua matrícula na UFVJM;

III Agir de má fé em prejuízo do CA UFVJM ou da UFVJM;

IV Não desempenhar com eficiência as atribuições do seu cargo. Parágrafo único: No caso dos incisos III e IV, a deliberação deverá ser tomada por maioria absoluta da Diretoria do CA UFVJM, cabendo recurso à assembléia Geral.

SEÇÃO IV DAS CHAPAS Art.56º Poderão se inscrever chapas únicas, contendo todos os candidatos aos cargos eletivos ou chapas separadas, desde que preencham o número de candidatos, de acordo com artigo 50, seção I, capítulo V.

CAPÍTULO VI DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS Art.57º As atribuições dos membros da Diretoria que não estiverem especificadas estatutariamente, serão distribuídas pela Diretoria, que levará em consideração sempre à natureza da atribuição. Art.58º Todas as situações não previstas neste Estatuto serão resolvidas em reunião extraordinária do órgão social à qual se refere.

Art.59º Os órgãos sociais, legitimamente eleitos antes da promulgação e da vigência deste Estatuto, cumprirão seus respectivos mandatos, até seu final. Art.60º Revogamse todas as disposições ao contrário. Art.61º O presente Estatuto do CENTRO ACADEMICO DE ECONOMIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI foi aprovado em Assembléia geral no dia 01 de Julho de 2008.

Teófilo Otoni/MG, 21 de Julho de 2008.

Cibelle Cristina de Paula Silva Presidente do C A - UFVJM