Sie sind auf Seite 1von 4

PARÁBOLAS DE JESUS - MATEUS 7:24—27 Sermão

002 — Os Dois Fundamentos

Este Material é parte de uma série. No final desse estudo você


irá encontrar links para outras parábolas disponíveis no blog.

I. Textos Bíblicos:
Mateus 7:24—27:

24 Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as pratica será
comparado a um homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha;

25 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com


ímpeto contra aquela casa, que não caiu, porque fora edificada sobre a rocha.

26 E todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será
comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia;

27 e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com


ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína.
Lucas 6:47—49:

47 Todo aquele que vem a mim, e ouve as minhas palavras, e as pratica, eu


vos mostrarei a quem é semelhante.

48 É semelhante a um homem que, edificando uma casa, cavou, abriu profunda


vala e lançou o alicerce sobre a rocha; e, vindo a enchente, arrojou-se o rio
contra aquela casa e não a pôde abalar, por ter sido bem construída.

49 Mas o que ouve e não pratica é semelhante a um homem que edificou uma
casa sobre a terra sem alicerces, e, arrojando-se o rio contra ela, logo
desabou; e aconteceu que foi grande a ruína daquela casa.

Introdução:
1. Mateus está escrevendo para Judeus habitando na Palestina e, por este
motivo, ele fala de:

 Rocha

 Areia

 Chuva

 Rios

 Ventos

2. Lucas escreve para os cidadãos do mundo helênico e, por este motivo, ele
fala de:

 Cavou

 Abriu profunda vala

 Lançou o alicerce sobre a rocha

 Arrojou-se o rio

 Terra

 Sem alicerces

II. O Propósito destas Palavras de Jesus:


A. A Importância de Ouvir e Praticar as Palavras de Jesus ou Ouvir e Praticar
a Palavra de Deus.
1. Note a condenação que cai sobre os falsos mestres, alguns muito poderosos,
diga-se de passagem – ver Mateus 7:21—23.

2. Note como Jesus deixou claro que nossas orações e nossa vida diária precisam
ter coerência – ver Mateus 7:10.

B. Os dois tipos de pessoas descritas por Jesus

1. Os que ouvem e praticam as palavras de Jesus – são poucos! – ver Mateus


7:13—14

São comparados a um homem sábio. Sábio e Tolo nas Escrituras não tem nada a
ver inteligência e sim com caráter moral. Tem a ver com o que a pessoa é lá dentro.

O sábio edifica sobre a rocha, o fundamento – Jesus é este fundamento. Não há


outro – ver Atos 4:12 e 1 Coríntios 3:10 – 11.

A obediência se traduz em bênção.

A casa que o sábio constrói protege sua alma: a) No dia da adversidade – Atos 14:22
e Filipenses 1:19; b) No dia da morte – Salmos 116:15; c) No dia do Juízo Final –
João 3:17 – 18.

2. Os que ouvem e não praticam – são muitos!

 Podem até ouvir com atenção – ver Mateus 13:20 -21.

 Não há mudança de vida.

 Vivem de aparências. Parecem sólidos, mas não são de verdade.

 Quem, realmente constrói uma casa na areia na vida real? Ninguém! Isto
torna o ensino de Jesus ainda mais pertinente! Existe uma verdadeira multidão de
pessoas que com relação à vida eterna não fazem outra coisa senão construir na
areia!

3. O Juízo de Deus revelará toda a verdade.

 O Juízo de Deus será completo – Eclesiastes 12:14.

 O Juízo de Deus será severo – “aparta-vos de mim”.

 O Juízo de Deus será desastroso – “foi grande a ruína daquela casa”. Como
uma inundação. Como a tromba d’água que se abateu sobre Caraguatatuba na
década de 60 do século passado. Arrasou, literalmente, inúmero quarteirões.
Conclusão:
1. Todos somos responsáveis – individualmente - por ouvir e praticar a palavra de
Deus.
2. Todos nós, de uma forma ou de outra, estamos envolvidos na construção de uma
casa, seja para nos proteger seja para desabar nas nossas cabeças.

3. Somente os que ouvem e praticam a palavra de Deus serão verdadeiramente


salvos.
4. Temos que ser cheios de boas obras, cheios de bons frutos, cheios de luz e de
manifestações visíveis da influência de Cristo em nossas vidas.

4. Precisamos ser transformados de glória em glória – ver 2 Coríntios 3:18.

5.Quando praticamos os mandamentos de Jesus - nossas obras falam por si


mesmas - e não precisamos clamar “Senhor, Senhor” nem realizar obras
portentosas. Ver Mateus 9:12—13.

6. Qualquer fundamento que não seja Jesus Cristo é vão! É falso. É desilusão.