Sie sind auf Seite 1von 15

Análises de alternativas para

qualificação de assentamentos
precários em locais de fragilidade
ambiental: aplicação da grounded
theory
Analysis of alternatives for qualifying precarious
settlements in environmentally fragile areas: application
of grounded theory

Fernanda da Cruz Moscarelli


Miguel Aloysio Sattler
Beatriz Maria Fedrizzi
Carin Maria Schmitt

Fernanda da Cruz Moscarelli Resumo

A
Escola de Engenharia
Departamento de Engenharia Civil realidade das metrópoles brasileiras e latino-americanas, cercadas de
Universidade Federal do Rio Grande assentamentos precários, muitas vezes localizados em áreas de
do Sul
Av. Osvaldo Aranha, 99 – 3º andar
fragilidade ambiental, tem demandado do Estado uma série de ações
Porto Alegre – RS- Brasil de qualificação, que só se justificam se mantiverem um caráter
Tel.: (51) 3226-7741 sustentável. Este trabalho propõe, através de um estudo de caso, a adaptação da
E-mail: fe_moscarelli@yahoo.com.br
grounded theory para a análise de conexões entre dados ambientais e, assim,
Miguel Aloysio Sattler auxiliar na tomada de decisão em projetos de intervenção. Pôde-se constatar que
Escola de Engenharia foram vencidas algumas dificuldades de análise e processamento das informações,
Departamento de Engenharia Civil
Universidade Federal do Rio Grande uma vez que a identificação da categoria crítica, a sistemática de quebra das
do Sul informações e a organização destas em matrizes permitiram identificar o futuro
Tel.: (51) 3308-3518
E-mail: sattler@ufrgs.br efeito das ações a serem executadas, salientando a abordagem sistêmica desejada
pelos pesquisadores.
Beatriz Maria Fedrizzi
Núcleo Orientado para a Inovação Palavras-chave: Assentamentos precários. Metodologia. Análise sistêmica.
da Edificação
Escola de Engenharia
Universidade Federal do Rio Grande Abstract
do Sul
Av. Osvaldo Aranha, 99 – 3º andar
The reality of the Brazilian and Latin-American metropolitan areas, surrounded
Porto Alegre – RS- Brasil by precarious settlements, often located in environmentally fragile areas, have
Tel.: (51) 3308-3900 demanded from the State a set of qualification actions. However, these are only
E-mail: beatrizfedrizzi@terra.com.br
justifiable if they keep a sustainable character. This paper propose, through a case
Carin Maria Schmitt study, the adaptation of the grounded theory for the analysis of the connections
Escola de Engenharia
Departamento de Engenharia Civil
between environmental data, thus supporting decision making in intervention
Universidade Federal do Rio Grande programs. It was observed that several difficulties related to the analysis and
do Sul processing of information were overcome, since the identification of the critical
Tel.: (51) 3308-3518
E-mail: cschmitt@ufrgs.br category, the systematic breakdown of information and its organization in
matrixes allowed the identification of future consequences of the actions to be
Recebido em 11/04/06
accomplished, stressing the systemic approach aimed by the researchers.
Aceito em 11/03/07 Keywords: Precarious settlements. Methodology. Systemic analysis.

Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 7, n. 1, p. 67-81, jan./mar. 2007. 67


ISSN 1415-8876 © 2007, Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído. Todos os direitos reservados.
Introdução
As habitações e toda a infra-estrutura que comumente aplicada na área social, uma
demandam são responsáveis por uma série de possibilidade de aplicação diferenciada daquela
impactos ambientais. Para sua implantação causam usual, determinando sua adaptação à
o desmatamento de áreas verdes, a deposição de especificidade do estudo e exemplificando sua
resíduos de construção, o consumo de água e aplicação no entendimento dos processos
energia e, uma vez habitadas, uma série de ambientais.
resíduos associados a sua plena utilização.
Ações estatais em
Por outro lado, existe um déficit habitacional de
cerca de 6 milhões de habitações1, principalmente assentamentos precários
destinadas à baixa renda. Para tanto, uma série de Depois de décadas de baixos investimentos
ações ou financiamentos tem sido disponibilizada
habitacionais, tem-se verificado no país a retomada
para a construção de habitações de interesse social das construções de habitações voltadas para a
ou melhorias em locais já construídos, como é o população de baixa renda, denominadas de
caso dos assentamentos precários, popularmente
habitação de interesse social. Por muito tempo,
conhecidos como favelas. Essa contradição traz à esses empreendimentos habitacionais foram feitos
luz questionamentos acerca de como construir ou sem nenhuma preocupação com o ambiente do
qualificar um número elevado de habitações com o
entorno ou com os problemas ambientais advindos
mínimo impacto no meio ambiente. de sua construção.
Na busca à resposta para esses questionamentos, os De acordo com Freitas et al. (2001, p. 37), entre
autores deparam-se com uma série de urbanizações
um panorama de 50 conjuntos populares estudados
precárias, alvos futuros de ações de qualificações,
pelo IPT no Estado de São Paulo, predominam as
mas de características de implantação e meio tipologias de casas térreas geminadas ou isoladas e
ambiente de entorno bastante diferenciadas, que
prédios de até 4 ou 5 pavimentos em formato de
demandam uma análise anterior do meio ambiente,
duas lâminas interligadas pela caixa de escada
para uma tomada de decisões adequada. Assim, (prédio com planta em H). Essa implantação tem
este trabalho procura definir uma metodologia
ocorrido independentemente da localização
adequada para subsidiar projetos integrados ao
geográfica, se norte ou sul do país, da orientação
meio ambiente. solar, das situações geológicas, topográficas e
Para tanto, o estudo foi realizado na Ilha Grande culturais.
dos Marinheiros, uma das ilhas pertencentes ao
Assim, esses empreendimentos são responsáveis
Parque Estadual Delta do Jacuí, localizado na
por uma demanda de energia muito superior do
cidade de Porto Alegre, capital do Estado do Rio que aqueles projetados em harmonia com as
Grande do Sul. A ilha tem grande fragilidade
características climáticas. Também demandam
ambiental e sofre constantes riscos de alagamento, grandes movimentações de terra, pois as tipologias
porém possui um assentamento precário altamente citadas são pensadas para terrenos planos, o que
urbanizado.
raramente ocorre em empreendimentos populares.
É importante ressaltar que, desde a criação do Não só a inadequação projeto ao lote é capaz de
Parque, na década de 1970, o local tem sido alvo trazer gastos e impactos ambientais muito
de inúmeros estudos interdisciplinares, de forma superiores, mas também pode ser responsável pela
que os autores tinham à disposição uma série de insalubridade e trazer riscos aos usuários. O solo
informações acerca das características físicas, exposto, sem vegetação, é responsável pelo
hidrológicas, geológicas, climáticas e de infra- agravamento do desconforto térmico,
estrutura, entre outras. Porém, a grande quantidade principalmente de calor, pelo aumento de
de informações tornava crítica sua análise, o que partículas de poeira no ar e, em períodos de chuva,
dificultava o processamento adequado à tomada de por alagamentos, inundação das vias de circulação
decisão. e deslizamento de encostas.
Dessa forma, pareceu pertinente que a metodologia Inúmeros exemplos ilustram esses equívocos,
empregada permitisse a análise e a conexão entre sendo bastante significativos, no panorama de
as informações existentes. Assim, os autores Porto Alegre, os resultados desastrosos desses
reconheceram na Grounded Theory, metodologia inadequados projetos.
O crescimento desordenado das cidades
1
De acordo com FEHAB (2006), os dados do IBGE de 2000 contemporâneas tem se caracterizado pela
demonstram que o déficit habitacional brasileiro é de 6.029.756,
sendo 4.580.147 de habitações nas áreas urbanas e 1.449.609 proliferação de assentamentos humanos precários,
nas áreas rurais.

68 Moscarelli, F. C.; Satller, M. A.; Fedrizzi, B. M.; Schmitt, C. M.


que, originados por uma série de condições degradações que extrapolam o próprio
causais2, têm demandado novas políticas públicas, empreendimento. O autor defende metodologias de
principalmente voltadas para reassentamentos ou intervenções que fundamentem as alterações no
intervenções de qualificação. entendimento dos processos ambientais.
As ações da Companhia de Desenvolvimento Nesse sentido, Tagnin e Magalhães (2001, p. 19)
Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo salientam que, no caso de ocupações próximas a
(CDHU), de certa forma, exemplificam as ações mananciais, a atitude correta é reorientar novas
perpetuadas pelo Estado na maioria das metrópoles ocupações urbanas para fora desses locais,
brasileiras. De acordo com Denizo et al. (2001, p. pressupondo que não é possível proteger os
70-71), inicialmente, o CDHU trabalhou buscando mananciais contemplando objetivos tão
a erradicação total das favelas, através da remoção diversificados e conflitantes.
da população ou da substituição das moradias3. Porém, a situação real do estudo de caso e,
Mas, posteriormente, o Estado reconheceu os provavelmente, de muitos assentamentos precários
assentamentos precários como objeto de
no Brasil contraria tal recomendação. O local de
intervenção e surgiram as urbanizações integradas, estudo se trata de um assentamento irregular,
que procuravam qualificar urbanisticamente esses localizado em Área de Proteção Ambiental, que
locais.
teve o reconhecimento do direito de permanência
Da mesma forma, uma série de programas aprovado pela Assembléia Legislativa do Estado
federais, estaduais e municipais tem injetado do Rio Grande do Sul.
recursos na revitalização de cortiços, na Assim, as futuras intervenções demandam
recuperação de assentamentos irregulares, ou em
metodologias direcionadas à análise do ambiente e
áreas de risco, e na regularização fundiária desses suas vocações naturais, como linha de raciocínio
assentamentos, uma vez que, segundo
projetual, uma vez que as ações promovidas pelo
Medvedovski (2005, p. 135-136), a gravidade do Estado só se justificam se mantido o seu caráter de
problema habitacional não nos permite descartar as sustentabilidade.
soluções já existentes e a deterioração dos
conjuntos habitacionais já edificados. Trata-se não Inicialmente, são necessários breves comentários
somente de um patrimônio material, como também acerca do local de estudo, primordiais para o
de um patrimônio social de relações humanas entendimento e a aplicação do método.
consolidadas por décadas.
O local de estudo: Ilha Grande
Assim, atualmente, muitos dos procedimentos
técnicos têm buscado uma abordagem integrada dos Marinheiros
entre o meio ambiente e a qualificação desses A Ilha Grande dos Marinheiros, conforme Figuras
espaços. Segundo Freitas et al. (2001), a análise 1 e 2, localiza-se em uma área pertencente ao
comparativa de alternativas projetuais, os Estudos Parque Estadual Delta do Jacuí. O Parque, que
de Impacto Ambiental, a consideração dos abrange aproximadamente 30 ilhas e as regiões
requisitos NBR ISO 14001, entre outros, continentais de características semelhantes,
exemplificam metodologias de consideração do localiza-se em posição limítrofe a uma área
meio ambiente nos projetos de empreendimentos densamente populosa, a cidade de Porto Alegre,
habitacionais ou nas intervenções de qualificação. capital do Estado do Rio Grande do Sul.
A associação do Estado com órgãos de Pesquisa e Pertencente à bacia hidrográfica do Guaíba, o
Universidades tem sido primordial nesse sentido, Delta do Jacuí se localiza à jusante dos rios Caí,
pois, segundo Freitas (2001), projetos mal Sinos, Gravataí e Jacuí (principal canal de
concebidos, a desconsideração dos condicionantes escoamento), sendo seguido pelo Lago Guaíba.
do meio físico, condições precárias de infra- Segundo Menegat e Kirchehein (1998, p. 36), a
estrutura, análise socioeconômica insuficiente, região hidrográfica do Guaíba possui uma área de
entre outros, têm levado a impactos ambientais e 84.763,5 km2 e é a mais densamente habitada do
Estado, concentrando a maior parte das atividades
2
Entre as quais podem ser destacadas as desigualdades sociais, comerciais e industriais.
desemprego, custo elevado do solo urbano, êxodo rural (fruto da
falta de incentivos à agricultura rural de pequeno porte), De formação geológica bastante recente, o local foi
insuficiência habitacional e, finalmente, a desestruturação e a formado por meio de sucessivas transgressões e
falência dos créditos criados pelo Governo no setor de habitação
de interesse social (como o Banco Nacional de Habitação – BNH, regressões marinhas, responsáveis pela não-
extinto por decreto presidencial em 1986). potabilidade das águas subterrâneas e pela
3
Segundo Santana (1987), as remoções caracterizam-se pela predominância de solos instáveis e inadequados à
reocupação do local, em um ciclo interminável, pois, mesmo que
os invasores sejam transferidos para outro loteamento, a área é
novamente invadida por outros.

Análises de alternativas para qualificação de assentamentos precários em locais de complexidade ambiental 69


urbanização, caracterizando o local de estudo por Outros autores (HAIG, 2004; PANDIT, 2004)
uma situação de complexidade ambiental ímpar. também ressaltam o rigor científico do método,
Porém, de forma contraditória, existem através de sua preocupação na formulação e
análise prévia do problema, como indicadores
aproximadamente 657 famílias4, que, atraídas pela
proximidade do centro de Porto Alegre, vivem na positivos para sua utilização.
Ilha Grande dos Marinheiros. A grande maioria, de Mas foi o exposto por Charmaz (2000) que
forma precária. As Figuras 3 e 4 mostram as suscitou os autores deste estudo a adaptá-la para
precárias habitações e uma das principais esta pesquisa. Segundo Charmaz (2000), a
atividades econômicas, a catação de lixo, o que Grounded Theory não é apenas uma metodologia
acentua a degradação ambiental do local. preocupada com os processos sociais básicos, mas
é principalmente uma metodologia de análise das
Em de 6 de julho de 2004, a Resolução
CONSEMA nº 071/2004 (2004) permitiu que conexões entre eventos. E são exatamente as
futuras intervenções de melhoria habitacional e conexões entre eventos ambientais o foco deste
estudo.
urbana pudessem ser desenvolvidas. O documento
reconhece a acentuada urbanização, determinando Para isso, o método de Strauss e Corbin (1998) foi
a criação de uma Área de Proteção Ambiental nos adaptado, de modo a permitir o conhecimento de
núcleos densamente povoados do Delta, entre estes conexões em processos ambientais, através de
a Ilha Grande dos Marinheiros, permitindo que se comparações e relações entre os dados.
criem condições reais para intervenções de Colaboraram para a escolha desse método o grande
melhoria nos núcleos urbanos existentes. número de informações existentes e o desejo de
aproveitamento máximo delas.
Grounded theory
Estrutura do método
Justificativa da escolha
De acordo com Strauss e Corbin (1998), o método
De acordo com Ichikawa et al. (1999, p. 67), a pode ser dividido em três fases:
Grounded Theory surgiu na década de 1960, criada
(a) open coding;
nos Estados Unidos por Strauss e Corbin,
propondo-se a ser uma estratégia de pesquisa em (b) axial coding; e
que a teoria é gerada a partir dos dados (c) selective coding.
disponíveis, sendo eles entrevistas, observação
direta ou documentos. Visto seu caráter Os autores denominam a primeira etapa de open
qualitativo, foi inicialmente utilizada na área da coding: consiste numa sistematização dos dados
saúde, sendo, posteriormente, ampliada para as mediante sua quebra em partes distintas
ciências humanas e sociais. (categorias). É quando são examinados os dados,
um a um, quando se comparam suas similaridades
Para Charmaz (2000, p. 509), a criação da teoria e diferenças e quando se questiona como o
foi de extrema importância para a comunidade fenômeno é refletido nos dados. Segundo Mertens
científica, pois: (1998, p. 352), é nesta etapa que o pesquisador
(a) incentivou a separação entre teoria e pesquisa; utiliza parte de suas observações, sentenças ou
parágrafos e idéias, e questiona quem, quando,
(b) mostrou que a pesquisa qualitativa é
onde, o quê, como ou quanto e quantos, e os
precursora da mais rigorosa análise quantitativa;
relaciona com o fenômeno em estudo.
(c) questionou afirmações sobre a ilegitimidade e
O segundo passo trata-se da axial coding, análise
a falta de sistemática da pesquisa qualitativa;
na qual os dados já identificados e categorizados
(d) separou a coleta de dados das análises; e são analisados em suas conexões. Nesta etapa é
(e) assumiu que a pesquisa qualitativa pode possível visualizar a complexidade do local de
produzir não somente a descrição de estudos de estudo, o que permite ao pesquisador o
caso, mas também a construção de teorias. conhecimento das condições e do contexto onde
ocorre o fenômeno.

4
De acordo com o Censo Demográfico 2000 (IBGE, 2000), a ilha
foi subdividida em duas unidades censitárias (1295 e 1296), uma
ao sul e outra ao norte. A porção sul continha, na data da
coleta, 310 domicílios, enquanto a porção norte continha 347,
gerando um total de 657 domicílios.

70 Moscarelli, F. C.; Satller, M. A.; Fedrizzi, B. M.; Schmitt, C. M.


Fonte: Menegat, 1998.
Figura 1 – Localização da Ilha Grande dos Marinheiros dentro dos limites do Parque, salientada no
detalhe

Fonte: Secretaria Estadual do Meio Ambiente, 2004


Figura 2 – Ilha Grande dos Marinheiros: área ocupada junto ao canal Furado Grande e delimitação da
zona definida como APA

Figura 3 – Habitação típica da Ilha dos Marinheiros, construída com resíduos

Análises de alternativas para qualificação de assentamentos precários em locais de complexidade ambiental 71


Figura 4 – Principal meio de transporte utilizado pelos catadores

Como etapa final, Strauss e Corbin (1998) análise da pesquisa proposto por Pandit (2004) foi
recomendam uma síntese, chamada de selective aplicado, conforme se segue.
coding, etapa na qual se busca o core, ou seja, a Assim, tendo como fenômeno a ser estudado os
categoria central do estudo. Trata-se de encontrar,
assentamentos precários, o Quadro 1 permite
entre as categorias estudadas, aquela que é central melhor visualização dos procedimentos adotados
ao fenômeno em estudo e relacioná-la com as neste trabalho, sintetizando as etapas e incluindo
demais, construindo um sistema de integração e
os três passos recomendados pela teoria na
relação semelhante à etapa anterior. É o nível mais sistematização dos dados. Sua construção foi de
abstrato da análise. A obtenção desta categoria grande importância na busca das respostas,
central permite a construção de uma linha mestra
mantendo o foco no recorte de pesquisa.
no estudo do fenômeno, explicitando, entre todas
as categorias, a mais significante ao objetivo final. Uma vez delineada a adaptação da metodologia ao
problema e definidos os passos da pesquisa,
Porém, para Ichikawa et al. (1999, p. 67), a
procedeu-se à aplicação do método.
Grounded Theory se processa em cinco fases. A
primeira das fases trata do desenho da pesquisa, Inicialmente, buscou-se identificar, entre as
quando se definem a amostra e as questões básicas informações disponíveis ao estudo, possíveis
da pesquisa. Uma segunda fase trata da coleta de categorias e subcategorias. Sua identificação foi
dados, sendo seguida pelo arranjo e ordenamento realizada pelos autores e partiu do objetivo do
dos dados. A quarta fase trata da análise desses estudo, que é auxiliar na tomada de decisões em
dados, a partir da qual são codificados. projetos de qualificação, e do recorte da pesquisa:
Finalizando, a quinta fase trata do os assentamentos urbanos precários na Ilha Grande
desenvolvimento da teoria. dos Marinheiros. Assim, as informações coletadas
foram organizadas em categorias ou clusters,
Consoante, Pandit (2004) salienta a importância de
conforme a Figura 5.
se proceder à aplicação do método pelo seu design,
pois é aí que se identificam o fenômeno a ser Uma vez determinadas as categorias e
estudado e o porquê, primordiais à definição da subcategorias, passa-se para a próxima etapa, o
categoria central e à construção das teorias. cruzamento das informações. O segundo passo
trata da axial coding. Nesta etapa os dados já
Os autores do presente estudo realizaram uma identificados e categorizados são analisados em
adaptação da metodologia, focando o estudo no suas conexões, procurando-se visualizar a
entendimento das relações ambientais (Axial
complexidade do local de estudo e o conhecimento
Coding) e na identificação das ações prioritárias das condições e do contexto onde ocorre o
(core), e não na construção de teorias, sendo os
fenômeno.
resultados da aplicação válidos somente ao estudo
de caso especificamente tratado neste trabalho. Nesta etapa, os dados já categorizados são
dispostos em matrizes, que possibilitam realizar o
A aplicação do método ao estudo de cruzamento entre todas as informações coletadas.
Na Figura 6, salienta-se a disposição das
caso informações coletadas, que sistematizam o
Utilizando-se das recomendações de Ichikawa et procedimento de cruzamento entre as categorias.
al. (1999), inicialmente os autores se preocuparam
com a identificação do problema de pesquisa e
seus questionamentos. Para tanto, o modelo de

72 Moscarelli, F. C.; Satller, M. A.; Fedrizzi, B. M.; Schmitt, C. M.


ETAPAS ATIVIDADES
FASE 1: PLANEJAMENTO DA PESQUISA
Revisão da literatura técnica (identificando lacunas Questão: como intervir em núcleos urbanos existentes e
de conhecimento): assentamentos precários, precários, buscando a sustentabilidade?
construção sustentável, qualificação das favelas
Seleção de caso único: tempo disponível para o Escolha não aleatória: proximidade, complexidade,
estudo (1 ano), caso complexo que possui todos os relevância histórica (interesse político), possibilidade de
critérios relevantes à pesquisa ação de intervenção no local
FASE 2: COLETA DE DADOS
Coleta de dados: fontes secundárias Formar banco de dados
Sistematizar os clusters: categorias e subcategorias Analisar os dados coletados individualmente, por grupos e
subgrupos
FASE 3: ORDENAÇÃO DOS DADOS
Ordenar os dados de forma coerente Dispor os dados de forma a facilitar o cruzamento. Uso de
matriz para verificação das inter-relações, garantindo
transparência
FASE 4: ANÁLISE
Buscar explicitar as relações e verificar quais Estudar as inter-relações, verificando se válidas e seu grau
categorias ou subcategorias se tornam mais de importância ao fenômeno
relevantes ao objetivo final
Eleger a categoria crítica Utilizar a categoria mais crítica como core da análise,
cruzando os demais dados com ela
Identificar quais são as áreas que requerem Buscar sistematizar as relações e esboçar uma linha mestra
prioridade de intervenção e direcionar rumos do core
FASE 5: CONTRIBUIÇÕES
Buscar resultados finais Sistematizar as principais verificações e contribuições a
futuros estudos
Adaptação: Pandit, 2004.
Quadro 1 – Fases da aplicação da Grounded Theory ao estudo

Figura 5 – Open coding – categorização

Análises de alternativas para qualificação de assentamentos precários em locais de complexidade ambiental 73


Figura 6 – Sistema gráfico de representação das variáveis na matriz

Figura 7 – Representação gráfica da hierarquia das interinfluências

Verifica-se, conforme a figura, que as informações Assim, de acordo com Strauss e Corbin (1998), a
e o cruzamento destas são obtidos através do selective coding deve buscar o core do estudo, ou
sentido de leitura da matriz: seja, a categoria central. Trata-se de encontrar,
(a) as informações coletadas a respeito de cada entre as categorias estudadas, aquela que é mais
categoria obedecem a uma disposição transversal e importante ou demanda solução mais urgente para
a sustentabilidade das ações de intervenção.
são destacadas na cor preta; e
(b) os cruzamentos entre informações obedecem a Tal categoria deve ser relacionada com as demais,
uma disposição vertical, de cima para baixo. construindo um sistema de integração, ou seja, a
verificação da conseqüência de cada ação.
Posteriormente, são identificados os cruzamentos Segundo Borgatti (2005), a descoberta do core
que trazem considerações mais relevantes para a permite a construção de uma linha mestra ou a
tomada de decisões projetuais. Conforme a Figura storyline. Trata-se de relacionar a categoria central
7, esses cruzamentos são identificados pela cor com todas as demais, construindo-se uma linha de
cinza, resultando numa breve hierarquia de co-relações que sintetiza as principais constatações
importância. Nota-se que grande parte dos verificadas no estudo.
cruzamentos não possui qualquer relevância ao
Dessa forma, a metodologia foi adaptada e
objetivo final e, portanto, é desconsiderada na
última etapa. aplicada ao local de estudo, resultando em uma
série de recomendações. É importante ressaltar que

74 Moscarelli, F. C.; Satller, M. A.; Fedrizzi, B. M.; Schmitt, C. M.


os resultados obtidos neste estudo (as (a) o número de vezes em que a categoria
contribuições) são aplicáveis somente no local abastecimento de água resultou em um cruzamento
estudado, porém a metodologia pode ser reaplicada importante, sendo grifado na cor cinza; e
(validação) em casos similares. A aplicação do
(b) o grau de importância desses cruzamentos na
método e breves comentários acerca dos resultados identificação de soluções.
são apresentados a seguir.
Dessa forma, a interpretação das conexões ocupou
Aplicação e breves resultados uma parte bastante significativa no estudo, pois
identificou a importância que a categoria principal
A aplicação do método passou, inicialmente, pela foi ocupando no conjunto das análises e para a
seleção das informações relevantes ao estudo, pois sustentabilidade de qualquer intervenção a ser
é a partir delas que são definidas as categorias. realizada no local. Como resultado principal desta
Esta etapa se deparou com uma série de estudos etapa, identificou-se como core a categoria
realizados, desde levantamentos geológicos do abastecimento de água.
período que abrange a criação do Parque, em 1976,
até estudos recentes sobre as características da O método propõe ainda que, posteriormente à
ocupação urbanizada no local. Assim, de acordo identificação, o core seja analisado novamente
com o Quadro 2, foram definidas as categorias. diante daquelas categorias de maior expressão nas
conexões. Assim, a categoria abastecimento de
Depois, tais categorias foram organizadas, água foi analisada através das categorias que
inicialmente em uma única matriz e, estariam associadas ao abastecimento de água para
posteriormente, quebradas em 50 submatrizes, o local de estudo:
visando facilitar a leitura e o manuseio. A Figura 8
apresenta a disposição das 26 categorias e (a) águas superficiais;
subcategorias (variáveis) dentro da matriz única e (b) águas subterrâneas: quebradas entre aquelas
sua subdivisão nas 50 pequenas matrizes. Verifica- provenientes do lençol freático, superficial, ou
se que a quebra da matriz não impede a análise provenientes do subsolo, profundas; e
entre todas as categorias.
(c) água de chuva (precipitação).
Após a construção do sistema, o estudo procurou a
Verificou-se que as águas subterrâneas são
conexão entre as informações coletadas. Assim, as
salobras e não potáveis, devido à grande
categorias foram analisadas em cada uma das 50
quantidade de sólidos em suspensão. Da mesma
submatrizes. É importante ressaltar que, entre as
forma, as águas superficiais não podem ser
50 pequenas matrizes construídas, apenas 25
utilizadas para consumo, diretamente ou com
resultaram interessantes ao objetivo do estudo,
simples filtragem, pois se encontram poluídas pela
podendo ser acessadas, na íntegra, no trabalho que
atividade industrial e deposição de resíduos
originou este artigo (MOSCARELLI, 2005).
orgânicos, provenientes de toda a região
Na Figura 9 exemplifica esta fase do estudo. metropolitana.
Observa-se, nesta figura, correspondente à
Outro fator agravante é que não existe área
submatriz nº 13, que se encontram dispostas e
disponível na Ilha Grande dos Marinheiros para
numeradas, no sentido horizontal e vertical, as
instalação de uma estação de tratamento de água
categorias a serem cruzadas5. Também se observa
(ETA). As cotas mais elevadas se localizam sobre
que, grifados na cor preta, estão os dados coletados
o dique marginal, que é bastante estreito e
acerca de cada categoria cruzada, sendo as demais
urbanizado, e as demais áreas não poderiam ser
informações correspondentes aos cruzamentos. É
utilizadas, pois constituem banhados (com elevado
importante salientar que, na submatriz analisada,
impacto ao ecossistema).
somente os efeitos das características de solo sobre
as águas subterrâneas pareceram pertinentes ao O abastecimento atual, que é realizado
objetivo final e, portanto, aparecem grifados na cor semanalmente por um caminhão-pipa, é
cinza. insustentável e precário, fato que aumenta a
dependência sobre um sistema viário inadequado,
Posteriormente a esta análise, procedeu-se à
e, tratando-se de uma ilha, as redes de distribuição
interpretação e à identificação dos principais
de água proveniente do continente são onerosas e
resultados e da categoria central ou core. Para
impactantes ao ecossistema, uma vez que
obter tal constatação, os autores basearam-se em
necessitariam atravessar os diversos canais e,
dois aspectos:
possivelmente, cruzar as demais ilhas que fazem
parte do Delta do Jacuí.
5
Categoria nº 6: geomorfologia; categoria nº 7: solo; categoria
Também foi verificada a possibilidade de
nº 8: águas subterrâneas; categoria nº 9: águas superficiais. utilização da água da chuva, pois as análises

Análises de alternativas para qualificação de assentamentos precários em locais de complexidade ambiental 75


mostraram que a pluviosidade é elevada por Com essas observações, a Figura 10 sintetiza tais
grande período do ano, tornando possível sua constatações ante s conexões obtidas na axial
utilização. Porém, também apresenta dificuldades. coding, construindo uma relação de causa/efeito,
O pH é inadequado ao consumo e o simples denominada linha mestra ou storyline.
armazenamento em cisternas permite somente usos
voltados à limpeza.

CATEGORIAS SUBCATEGORIA
- temperatura
- umidade
- ventos
- insolação
ABIÓTICOS
- precipitação
- geomorfologia
- solo
- águas subterrâneas (subsolo profundo e freático)
- águas superficiais
- fauna
BIÓTICOS - flora
- importância das áreas úmidas
INFRA-ESTRUTURA - abastecimento de água
- abastecimento de energia
- resíduos (líquidos, sólidos)
- transporte (rodoviário e fluvial)
- uso do solo
ANTRÓPICOS - densificação
- grau de deterioração
DE PAISAGEM
- não-parque (desafetação)
LEGAIS6 - parque
- área de proteção ambiental (APA)
Quadro 2 – Categorias e subcategorias

6
Durante a realização deste estudo, eram ainda discutidas as propostas jurídicas para solucionar as contradições no local de estudo.
Assim, o estudo analisou as variáveis jurídicas diante dessas hipóteses.

76 Moscarelli, F. C.; Satller, M. A.; Fedrizzi, B. M.; Schmitt, C. M.


Figura 8 – A matriz geral e as 50 submatrizes geradas a partir dela

Análises de alternativas para qualificação de assentamentos precários em locais de complexidade ambiental 77


Figura 9 – Matriz 13, exemplo da axial coding

78 Moscarelli, F. C.; Satller, M. A.; Fedrizzi, B. M.; Schmitt, C. M.


Figura 10 – Definição da linha mestra em torno da categoria central – abastecimento de água

Análises de alternativas para qualificação de assentamentos precários em locais de complexidade ambiental 79


Considerações finais Por fim, as recomendações feitas para o local de
estudo constituem um balizamento para futuras
Pode-se extrair do estudo completo, de onde se propostas de qualificação ao local, constituindo um
originou este artigo, uma série de conclusões e produto secundário deste trabalho, e devem ser
recomendações para ações de qualificações em apresentadas em futuros artigos.
assentamentos precários. Porém, como o foco do
artigo é relatar a adaptação e a aplicação da Referências
Grounded Theory para a tomada de decisão em
BORGATTI, S. Introduction to Grounded
projetos de qualificação, as considerações finais
Theory. Disponível em:
apresentadas dizem respeito somente ao método
<http://www.analytictech.com/mb870/introtoGT.ht
empregado no referido estudo.
m>. Acesso em: 11 set. 2005.
Uma vez vencidas as dificuldades de análise e o
processamento das informações para a tomada de CHARMAZ, K. Grounded Theory: objectivist and
decisão, com a identificação do core, apontado constructivist methods. In: DENZIN, N.;
pela Grounded Theory, foi possível a construção LINCOLN, Y. S. (Org.). The handbook of
da linha mestra que orienta as ações primordiais a qualitative research. California: Sage, 2000.
serem aplicadas nos assentamentos precários da
DENIZO, V.; SOUZA, M. C. P., BARTIÉ, M.
Ilha dos Marinheiros.
Ação em favela no contexto da política
É importante relatar que, no início da pesquisa, os habitacional do estado de São Paulo. In:
autores pressupunham que a deposição de resíduos SEMINÁRIO DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS
provenientes da atividade econômica de catação de IPT: assentamentos urbanos precários, 1., 2002,
lixo parecia ser, entre todas as categorias, a mais São Paulo. Anais... São Paulo: Instituto de
problemática para a sustentabilidade local. Porém, Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo
como resultado da aplicação do método, pôde-se S.A. - IPT, 2002.
verificar que a categoria abastecimento de água,
conjuntamente a toda a gama de categorias FEHAB. Déficit habitacional no déficit
relacionadas diretamente a ela, se constituía na habitacional no Brasil: municípios selecionados e
ação prioritária a ser empreendida. microrregiões geográficas. Disponível em:
<www.fehab.com.br>. Acesso em: 20 dez. 2006.
A sistemática de quebra das informações e a
organização destas em matrizes também FREITAS, C. G. L. (Coord.); BRAGA, T. O.;
permitiram a identificação dos efeitos das ações a BITAR, O. Y.; FARAH, F. Habitação e meio
serem implementadas, salientando o caráter ambiente. São Paulo: Instituto de Pesquisas
sistêmico da metodologia utilizada, característica Tecnológicas – IPT, 2001.
fundamental buscada pelos pesquisadores.
HAIG, B. D. Theory as scientific method.
Os autores perceberam que, apesar de complexa, a Disponível em:
etapa de quebra das informações em categorias <http://www.ed.uiuc.edu/EPS/PES-
(open coding) é de grande importância, pois ela Yearbook/95_docs/haig.html>. Acesso em: 15 jun.
orienta a adequação dos resultados obtidos no final 2004.
da terceira etapa ao objetivo da pesquisa.
Percebeu-se que, se forem eleitas categorias pouco IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE
relevantes ou inadequadas, os resultados também GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo
não serão significantes. Isso foi percebido em Demográfico 2000. Rio de Janeiro, 2000.
relação à categoria fatores legais, que não se
mostrou pertinente na maioria dos cruzamentos. ICHIKAWA, E. Y.; SANTOS, L. W.;
Conclui-se que, apesar de sua importância, as BONAZINA, M. C. R. Interpretativa ou
restrições jurídicas não estão adequadamente funcionalista?: o caráter ambivalente da Grounded
contempladas nesta aplicação da Grounded Theory. Educação Brasileira, Conselho de
Theory, necessitando outra forma de análise, Reitores das Universidades Brasileiras (CRUB):
provavelmente com a sobreposição de layers. Brasília, v. 21, n. 43, jul./dez. 1999.

Assim, entende-se que a escolha do método MEDVEDOVSKI, N. S. Diretrizes especiais para


atendeu às expectativas por sua adaptação ao tipo regularização urbanística, técnica e fundiária de
de dados e ao problema de pesquisa, e, conjuntos habitacionais populares. In: Coletânea
principalmente, quanto aos resultados esperados, habitare: inserção urbana e avaliação pós-
pois permitiu identificar as ações prioritárias e as ocupação (Apo) da habitação de interesse social. v.
conexões entre os dados analisados. 1. Disponível em

80 Moscarelli, F. C.; Satller, M. A.; Fedrizzi, B. M.; Schmitt, C. M.


<http://habitare.infohab.org.br/pdf/publicacoes/arq RESOLUÇÃO CONSEMA nº 071/2004, de 26 de
uivos/84.pdf>. Acesso em: 29 mar. 2005. outubro de 2004. Dispõe sobre o estabelecimento
de prazo de trinta dias para recebimento de
MENEGAT, Rualdo (Org.). Atlas Ambiental de propostas escritas relativas a redefinição e ao
Porto Alegre. Porto Alegre: Ed. reenquadramento do Parque Delta do Jacuí, e dá
Universidade/UFRGS, 1998. outras providências. Secretaria Estadual do Meio
MENEGAT, R.; KIRCHHEIN, R. E. Águas Ambiente. Porto Alegre: 26 de outubro de 2004.
subterrâneas e mapas de aqüiferos. In: Disponível em: <http://www.sema.rs.gov.br>.
MENEGAT, R. Atlas Ambiental de Porto Acesso em: 2 maio 2004.
Alegre. Porto Alegre: Ed. Universidade/UFRGS, SANTANA, M. J. A. Transferência de
1998. tecnologia para a população de baixa renda
MOSCARELLI, F. C. Aplicação do método visando a autoconstrução. 1987. Dissertação
baseado em danos para análise de alternativas e (Mestrado em Engenharia) - Escola de Engenharia
tomada de decisão em assentamentos precários de São Carlos, Universidade de São Paulo, São
com complexidade ambiental: o caso da Ilha Carlos, 1987.
Grande dos Marinheiros, Delta do Jacuí, Porto SECRETARIA ESTADUAL DO MEIO
Alegre/RS. 2005. 180 f. Dissertação (Mestrado) - AMBIENTE. Departamento de Unidades de
Programa de Pós-graduação em Engenharia Civil, Conservação. Proposta para redefinição dos
Escola de Engenharia, Universidade Federal do limites do Parque Estadual Delta do Jacuí.
Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005. Disponível Porto Alegre, 2004.
em:
<http://sabix.ufrgs.br/ALEPH/CALY65PN23FQP STRAUSS, A. L.; CORBIN, J. Basics of
NYPDYEC4ME447H6RE964NBJJ5P8L6MR9UL qualitative research: techniques and procedures
VYX-26898/file/service- for developing Grounded Theory. 2. ed. California:
0?P01=000516367&P02=0021&P03=TAG>. SAGE, 1998.
Acesso em: 09 abr. 2007.
TAGNIN, R. A.; MAGALHÃES, E. de W. O
PANDIT, N. R. The Creation of theory: a recent tratamento da expansão urbana na proteção
application of the grounded theory method. The aos mananciais: o caso da Região Metropolitana
Qualitative Report, v. 2, n. 4, Dec. 1996. de São Paulo. São Paulo: Boletim Técnico da
Disponível em: Escola Politécnica da USP, Departamento de
<http://www.nova.edu/ssss/QR/QR2- Engenharia de Construção Civil, 2001. Disponível
4/pandit.html>. Acesso em: 22 out. 2004. em:
<http://publicacoes.pcc.usp.br/PDF/BTPCC278.pd
f>. Acesso em: 5 dez. 2006.

Análises de alternativas para qualificação de assentamentos precários em locais de complexidade ambiental 81