Sie sind auf Seite 1von 16

SIMULADO 03

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO


Esse documento é uma simulação que usa os mesmos padrões da Prova Prático-Profissional aplicada pela Fundação Getúlio Vargas

DIREITO CIVIL
PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL

SEU CADERNO
INFORMAÇÕES GERAIS

Além deste caderno de rascunho contendo o


enunciado da peça prático-profissional e das quatro  Verifique se a disciplina constante da capa deste caderno
questões discursivas, você receberá do fiscal de sala: coincide com a registrada em seu caderno de textos
definitivos. Caso contrário, notifique imediatamente o fiscal
 um caderno destinado à transcrição dos textos
da sala, para que sejam tomadas as devidas providências.
definitivos das respostas.
 Confira seus dados pessoais, especialmente nome, número
de inscrição e documento de identidade e leia atentamente
as instruções para preencher o caderno de textos definitivos.
TEMPO  Assine seu nome, no espaço reservado, com caneta
esferográfica transparente de cor azul ou preta.
 5 horas é o tempo disponível para a realização da
 As questões discursivas são identificadas pelo número que se
prova, já incluindo o tempo para preenchimento
situa acima do seu enunciado.
do caderno de textos definitivos.
 Não será permitida a troca do caderno de textos definitivos
 2 horas após o início da prova é possível retirar-se
por erro do examinando.
da sala, sem levar o caderno de rascunho.
 Para fins de avaliação, serão levadas em consideração
 1 hora antes do término do período de prova é
apenas as respostas constantes do caderno de textos
possível retirar-se da sala levando o caderno de
definitivos.
rascunho.
 A FGV coletará as impressões digitais dos examinandos na
lista de presença.
 Os 3 (três) últimos examinandos de cada sala só poderão sair
NÃO SERÁ PERMITIDO juntos, após entregarem ao fiscal de aplicação os documentos
que serão utilizados na correção das provas. Esses examinandos
 Qualquer tipo de comunicação entre os examinandos.
poderão acompanhar, caso queiram, o procedimento de
 Levantar da cadeira sem a devida autorização do
conferência da documentação da sala de aplicação, que será
fiscal de sala.
realizada pelo Coordenador da unidade, na Coordenação do
 Portar aparelhos eletrônicos, tais como bipe,
local de provas. Caso algum desses examinandos insista em sair
walkman, agenda eletrônica, notebook, netbook,
do local e aplicação antes de autorizado pelo fiscal de
palmtop, receptor, gravador, telefone celular,
aplicação, deverá assinar termo desistindo do Exame e, caso
máquina fotográfica, protetor auricular, MP3,
se negue, será lavrado Termo de Ocorrência, testemunhado
MP4, controle de alarme de carro, pendrive, fones
pelos 2 (dois) outros examinandos, pelo fiscal de aplicação da
de ouvido, Ipad, Ipod, Iphone etc., bem como
sala e pelo Coordenador da unidade de provas.
relógio de qualquer espécie, óculos escuros ou
quaisquer acessórios de chapelaria, tais como  Boa prova!
chapéu, boné, gorro etc., e ainda lápis, lapiseira,
borracha e/ou corretivo de qualquer espécie.
 Usar o sanitário ao término da prova, após deixar
a sala.

‘‘Qualquer semelhança nominal e/ ou situacional presente nos enunciados das questões é mera coincidência’’
*ATENÇÃO: ANTES DE INICIAR A PROVA, VERIFIQUE SE TODOS OS SEUS APARELHOS ELETRÔNICOS FORAM
ACONDICIONADOS E LACRADOS DENTRO DA EMBALAGEM PRÓPRIA. CASO A QUALQUER MOMENTO DURANTE A REALIZAÇÃO
DO EXAME VOCÊ SEJA FLAGRADO PORTANDO QUAISQUER EQUIPAMENTOS PROIBIDOS PELO EDITAL, SUAS PROVAS PODERÃO
SER ANULADAS, ACARRETANDO EM SUA ELIMINAÇÃO DO CERTAME.
-------------------------------------------------------------------------
PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL
João e Maria, ambos brasileiros e solteiros, residentes em Florianópolis, Estado de Santa Catarina, se
conheceram e namoraram durante 8 anos. Logo após o rompimento da relação, Maria descobriu estar
grávida de João, com 12 semanas de gestação. Ao receber a notícia da gravidez, João negou-se reconhecer
o filho e disse que não queria mais contato com Maria, terminando o relacionamento. Negou-se, inclusive, a
contribuir com os custos gestacionais, embora João tivesse boa condição financeira, já que é empresário do
ramo hoteleiro, sendo proprietário de um Hotel. Maria, estudante de turismo, não tinha condições de
sustentar sozinha a gestação, pois estava desempregada e o plano de saúde tinha alto custo. Após realizar a
primeira consulta, bem como exames iniciais do pré-natal, Maria foi informada pela obstetra que sua
gravidez tinha algumas complicações, que exigiram cuidado especiais durante todo o período gestacional.
Apavorada com a situação, Maria resolve procurar você, na condição de advogado, para o fim de obter
orientação jurídica. Com o fim de buscar a tutela jurídica adequada para que Maria consiga levar a gestação,
você solicita que ela traga provas da existência da relação entre a cliente e João. Duas semanas após, Maria
comparece ao seu escritório de posse de ata notarial elaborada pela Tabeliã de Notas de Florianópolis, com
declarações de amigos comuns do ex-casal, dando conta da existência de relacionamento entre João e Maria
durante 8 anos. Trouxe também documentos e fotografias, todos conferindo suficientes indícios de que a
paternidade da criança que Maria espera é de João. Maria trouxe, ainda, comprovantes das despesas com
alimentação especial, assistência médica e psicológica, exames complementares, medicamentos e demais
prescrições preventivas e terapêuticas indispensáveis, a juízo do médico, bem como orçamento para
internações e parto. De posse de tais documentos e informações, você deve elaborar a peça judicial
adequada, perante o juízo da Vara de Família, objetivando garantir que Maria tenha condições financeiras
de manter a gravidez e assegurar que a criança, após nascer, tenha condições de sobreviver. (Valor: 5,00)
Obs.: o examinando deve fundamentar suas respostas. A mera citação do dispositivo legal não confere
pontuação.

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 2
01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 3
31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 4
61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 5
91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 6
121

122

123

124

125

126

127

128

129

130

131

132

133

134

135

136

137

138

139

140

141

142

143

144

145

146

147

148

149

150

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 7
QUESTÃO 1
Tício possui dívidas no valor de R$1.000.000,00 e patrimônio no valor de 1.300.000,00. Tício, na iminência de
vencerem as dívidas, beneficia Caio pela doação de bem imóvel no valor de R$700.000,00 e isso acaba por
desfalcar seu patrimônio de forma tal que suas dívidas passam a superar os ativos. Analise esta situação e
responda:
a) Existe algum vício neste negócio jurídico? Qual? (Valor 0,60)
b) O que os credores podem fazer com relação ao negócio celebrado? (Valor 0,65)
Obs.: o(a) examinando(a) deve fundamentar as respostas. A mera citação do dispositivo legal não confere
pontuação.

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 8
01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 9
QUESTÃO 2
Marisa e Julia (mãe e filha) foram assistir a um espetáculo do circo “M”. Estavam acomodadas em cadeiras
plásticas no último nível de arquibancada que tombou para trás, causando a queda de ambas de uma altura
de três metros. Marisa caiu com sua filha Julia nos braços e sofreu lesão na coluna lombar, o que demandou
a necessidade de imobilização da região por 6 meses, utilização de colete ortopédico e sessões de fisioterapia.
Marisa tem provas do ocorrido e de todas as despesas médicas, que somaram a importância de R$5.000,00.
Marisa é profissional liberal e ficou impossibilitada de exercer suas atividades e sem receber remuneração por
6 meses, período em que ficou com parte da coluna imobilizada.
a) Como deverá responder o Circo “M”? (Valor 0,65).
b) Quais os danos sofridos por Marisa? (Valor 0,60).
Obs.: o(a) examinando(a) deve fundamentar as respostas. A mera citação do dispositivo legal não confere
pontuação.

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 10
01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 11
QUESTÃO 3
Após 12 anos residindo em uma propriedade rural, de modo manso, pacífico e ininterrupto, Zezinho resolveu
ceder os direitos possessórios ao seu filho Joãozinho. Zezinho trabalhou durante esses anos na propriedade
de 80 hectares, tornando-a produtiva e residindo na mesma. Passados mais 5 anos, Joãozinho pretende agora
usucapir a área, porém conta com apenas 5 anos de posse própria, além de ter o contrato de cessão de direitos
de seu genitor.
Diante do caso:
a) É possível a cumulação das posses no presente caso? (Valor 0,65).
b) Seria possível o manejo de usucapião no caso e, se positivo, qual espécie seria aplicável? (Valor 0,60).
Obs.: o(a) examinando(a) deve fundamentar as respostas. A mera citação do dispositivo legal não confere
pontuação.

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 12
01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 13
QUESTÃO 4
Guilherme, conduzindo seu automóvel Fusca, 1969, se envolveu em um acidente de trânsito com Nidal. Diante
dos prejuízos sofridos e entendendo que Nidal agira com culpa (já que estava em alta velocidade e invadiu a
preferencial), Guilherme propõem Ação de Conhecimento, formulando pedidos de indenização por danos
materiais e morais. Diante do fato de que na audiência de conciliação não houve acordo, começou a fluir o
prazo de contestação de Nidal. Levando em consideração que Nidal tem seguro completo do seu veículo,
pergunta-se:
a) Que tipo de providência processual (e em qual prazo) pode tomar Nidal para garantir seu direito de
regresso contra a seguradora? Explique e cite os fundamentos legais. (Valor 0,70)
b) Se Nidal, nos autos do processo promovido contra ele por Guilherme, não tomar nenhuma medida
processual, perderá seu direito de regresso contra a seguradora? Explique e cite o fundamento legal? (Valor
0,55)
Obs.: o(a) examinando(a) deve fundamentar as respostas. A mera citação do dispositivo legal não confere
pontuação.

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 14
01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

XXIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO – PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL – DIREITO CIVIL


Página 15

Verwandte Interessen