Sie sind auf Seite 1von 1

Created by Unlicensed Version Erro

Dolo

Espécies Coação

Lesão

Estado de perigo
Ocorre quando a manifestação de vontade do agente não
corresponde ao intimo e vedrdadeiro intento do agente.
Vício de consentimento
1 (vontade)
Detecta-se mácula na vontade declarada, exteriorizando divergência
entre a vontade que se percebe e o real desejo do declarante.
Defeitos
A vontade é exteriorizada em conformidade com a intenção do agente. No entanto,
há uma deliberada vontade de prejudicar terceiro ou burlar a lei, motivo pelo qual o
2 vício não é interno, mas externo, de alcance social.
Vícios sociais

Espécia Fraude contra credores

A simulação é causa de nulidade no negócio jurídico, nos termos do art. 167 do CC.

É disciplinado a partir do art. 138, CC.

Art. 138. São anuláveis os negócios jurídicos, quando as declarações de vontade


emanarem de erro substancial que poderia ser percebido por pessoa de diligência
normal, em face das circunstâncias do negócio.

O erro é causa de anulaçãodo negócio jurídico (o erro, se


Created by Unlicensed Version substancial, torna o negócio jurídico anulável).

O erro é um estado de espírito positivo, é uma falsa


representação positiva da realidade (falsa percepção
da realidade), em outras palavras, uma atuação positiva
Negócio Juídico Erro em equívoco; ao passo que a ignorância é um
estado de espírito negativo, traduzindo desconhecimento
Erro x Ignorância
(completo desconhecimento da realidade).

No erro o agente incorre sozinho em lapso, sem qualquer


ação de terceiro ou da parte contrária. Se houver indução
ao erro, caracteriza-se dolo.

Recai sobre circunstâncias e aspectos relevantes


(principais) do negócio que se celebra.

Constitui a causa determinante do ato.


Erro essencial
Se o declarante tivesse o conhecimento da realidade,
não celebraria o negócio. Logo, o erro deve ser a causa
1) Erro sobre o negócio e( rror in negotio): incide
essencial na estrutura da declaração negocial
do negócio.
manifestada. A parte imagina ter celebrado um negócio, mas celebrou um outro.

2) Erro sobre o objeto error


( in corpore): é o mais comum;
incide sobre as características ou identidade de objeto do negócio;
Espécies de erro
substancial 3) Erro sobre a pessoa (error in persona): incide sobre o declarante (ex.: celebrar
contrato com o irmão gêmeo idêntico daquele com quem se pretendia celebrar).

4) Erro sobre a quantidade (error in quantitate): concerne quanto a


quantidade do objeto da negociação.

Created by Unlicensed Version