Sie sind auf Seite 1von 3

Universidade do Estado da Bahia (UNEB)

Unidade Acadêmica de Educação a Distância (UNEAD)


Curso: Licenciatura em Ciências da Computação
Componente curricular: SEMINÁRIO INTEGRALIZADOR VI
Docente Profº Naurelice Melo Semestre: 6º Carga horária: 30h
Discente Ionara Costa da Luz

Atividade Avaliativa 05 - Resumo de Texto Didático

Principais orientações para realização da atividade:


Escolha um dentre os três textos abaixo e elabore um trabalho acadêmico do tipo “Resumo
de Texto Didático”, também conhecido por “Resumo de uma obra como trabalho
acadêmico”; com o mínimo de 30 linhas, digitado com fonte tamanho 12, tipo Arial ou Times
New Roman, entrelinhas 1,5.
Texto 01- “O uso das tecnologias digitais na educação do século XXI”
Texto 02 - “Possíveis articulações entre os conceitos de tecnologia e competências na
formação profissional docente”
Texto 03- “Tecnologias Sociais e Práxis Educativa”

Critérios:
 Devida fundamentação das ideias apresentadas de acordo com as propostas do
conteúdo do texto escolhido (4,0)
 Habilidade de síntese sem comprometer a compreensão da proposta do texto (2,0)
 Após o Resumo, registre sob o título “Algo a mais” o seu posicionamento sobre o texto
interfaceando-o à Licenciatura em Ciências da Computação, ou seja, o que você pensa
sobre a relação entre a proposta do texto e sua formação no âmbito da Licenciatura em
Ciências da Computação? (3,0)

A pontuação desta atividade é de zero a dez, compondo avaliação do Meio 03.

Assinale o texto escolhido:

(x) “O uso das tecnologias digitais na educação do século XXI”


ALBINO, João Pedro; BITTENCOURT, Priscilla Aparecida Santana. O uso das
tecnologias digitais na educação do século XXI. RIAEE – Revista Ibero-Americana de
Estudos em Educação, v.12, n.1, p. 205-214, 2017.

“Possíveis articulações entre os conceitos de tecnologia e


( )
competências na formação profissional docente”
NASCIMENTO, Erlande D Ávila; AZEVEDO, Rosa Oliveira Marins. Possíveis
articulações entre os conceitos de tecnologia e competências na formação profissional
docente. Rev. Brasileira da Educação Profissional e Tecnológica, 2017.

( ) “Tecnologias Sociais e Práxis Educativa”


SOFFNER, Renato Kraide. Tecnologias Sociais e Práxis Educativa. Rev. educ. PUC-
Camp., Campinas, 19(1):57-62, jan./abr., 2014.
Resumo de Texto Didático:
O avanço massivo da tecnologia e da comunicação, onde os computadores, tablets e
smartphones são componentes permanentes e cada vez mais presentes no cotidiano dos
alunos. Vemos que as novas gerações já adquirem a expertise digital desde os primeiros
momentos de suas vidas, muitas vezes, quando a criança chega á vida estudantil carrega
uma grande bagagem digital e tecnológica dificultando em alguns casos a interação com o
professor. A velocidade em que o conhecimento digital é absorvido pelo aluno não é a
mesma do professor, exigindo do docente um esforço maior em sua atualização e uso das
ferramentas tecnológicas no processo educacional ao mesmo tempo em que lida com o
domínio do assunto. A nós futuros docentes, resta não se amedrontar face ao novo, ser
curioso, desbravador e atento às novas tecnologias, diminuindo assim as distâncias entre
educador e educando. Assim, podemos observar que a inclusão das tecnologias na educação
tem consequências tanto para a prática do professor como para os processos de
aprendizagem. Em pleno século XXI, o mundo apresenta mudanças que afetam os mais
diversos setores da sociedade, inclusive o educacional, tais mudanças possibilitam ao
educador uma amplitude de conteúdos, concepções e novos ares para desenvolver e
melhorar as práticas educacionais, a escola de hoje requer um professor mais crítico,
criativo, que participe e que empreenda, seja mais inteiro e com mais consciência
profissional. O educador deste século, figura expressiva nesse contexto, deve contribuir
para a formação de um indivíduo responsável, independente e cidadão, devendo estar atento
à realidade atual, onde o aluno recebe informações a todo instante, devido às facilidades
proporcionadas pelas novas tecnologias da informação e comunicação. Por sua vez, as
tecnologias são importantes, mas apenas se soubermos utilizá-las, e saber utilizá-las não é
apenas um problema técnico, mas também educacional, pois o uso de tecnologias sem a
educação, conhecimentos e sabedoria que permitam organizar o seu real aproveitamento,
levam-nos apenas a fazer mais rápido e em maior escala os mesmos erros. Porque ensinar
não é só responder perguntas, e fazê-lo investigar para criá-las, é propiciar cidadãos para o
futuro, pois desenvolvimento e tecnologia estão andados juntos e acelerados.
Algo a mais...
(O que você pensa sobre a relação entre a proposta do texto e sua formação no
âmbito da Licenciatura em Ciências da Computação? Digite abaixo a sua resposta)
O professor neste século XXI tem que ser aquele que procura oportunidade de crescimento
pessoal e profissional, buscar um caminho para uma educação contínua e frequente, além
de participar de treinamentos que oferecem visões práticas, dominar a tecnologia para ter
como sua aliada em sua prática pedagógica, ter o hábito de ler com frequência textos
relacionados à área de atuação, pois nesses geralmente servem como apoio para a
construção do conhecimento envolvendo professor e aluno. Considerando as novas
tecnologias desse século, o professor de computação, deve desenvolver competências e
habilidades para aplicar a tecnologia em atividades curriculares, na produção de materiais
didáticos pedagógicos, no registro da vida escolar e como via de comunicação com os
alunos, família, escola e sistema, sabendo orientar o educando sobre onde coletar
informação, como tratá-la e como utilizá-la, o educador deve ser o encaminhador da
autopromoção e ao mesmo tempo, ser um conselheiro da aprendizagem dos alunos,
estimulando o trabalho individual e apoiando o trabalho de grupos reunidos por área de
interesses. Pois, o docente que entender e utilizar essas tecnologias como parte integrante
de seu trabalho educacional verá que elas interagem de forma positiva no relacionamento
entre aluno e professor, e assim o docente passa a ser o estimulador e mediador do
conhecimento. Surge então, um elemento no processo do conhecimento formando um tripé:
Aluno - Professor – Tecnologia, que passam a ser fundamentais para a educação nos dias
atuais.