Sie sind auf Seite 1von 17

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DE PEDAGOGIA

ALFABETIZAÇÃO
AZENHA, Maria da Graça. Imagens e letras: 372.4 A993i 3.ed
Ferreiro e Luria duas teorias psicogenéticas. São BC/SE
Paulo: Ática, 1995
BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação. 4. ed. São ok
Paulo: Martins Fontes, 2003
BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da ok
linguagem. São Paulo: Hucitec,1992
BRAGGIO, Silva Lúcia Bigonjal. Leitura e 372.4 B813
alfabetização: da concepção mecanicista SE
sociopsicolingüística. Porto Alegre: Artes Médicas,
1992.
BRASÍLIA. Ministério da Educação e Cultura. ok
Parâmetros curriculares nacionais: Língua
Portuguesa. 1997.
CAGLIARI, Gladis Massini; CAGLIARI, Luis Carlos. 372.4 M418d
Diante das letras: A escrita na alfabetização. São BC
Paulo: Mercado das Letras.
FERNANDES, Maria. Os segredos da alfabetização. Valor: R$ 40,02
São Paulo: Cortez, 2008
FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. São Ok
Paulo: Cortez,1988.
FREIRE, Paulo. Educação como prática da Ok
liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.
GONTIJO, Cláudia M. Mendes; SCHWARTZ, 374.7 S399a 3.ed.
Cleonara Maria. Alfabetização: teoria e prática, CEUNES
Curitiba: Sol, 2009. 372.3 C331a 9.ed / BC
GONTIJO, Cláudia Maria Mendes Gontijo. História ok
do ensino da leitura e da escrita
(alfabetização) no Espírito Santo. Vitória, Edufes,
2013
GONTIJO, Cláudia Maria Mendes. A escrita infantil. Ok
São Paulo, Cortez, 2008
GONTIJO, Cláudia Maria Mendes. Alfabetização: a ok
criança e a linguagem escrita. Campinas, SP:
Autores Associados, 2003.
MELO, Orlinda Carrijo. Alfabetização e 374.7 M528a
Trabalhadores: o contraponto do discurso oficial. SE
Campinas: Editora da UNICAMP, 1998.
SILVA, Ezequiel Theodoro da. (Org.). Alfabetização Valor: R$ 24,90
no Brasil: questões e provocações da atualidade.
Campinas, SP: Autores Associados, 2007.
SOARES, Magda. Letramento: um tema em três
gêneros. Belo Horizonte: Autêntica,2001.
SOARES, Magda. Linguagem e escola: uma
perspectiva social. São PAULO: Ática, 1986
VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São
Paulo: Martins Fontes,1991.
VYGOTSKY, L. S. Pensamento e linguagem. São
Paulo: Martins Fontes,1993.
VYGOTSKY, L. S., LURIA, A R. , LEONTIEV,A N.
Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem.
São Paulo: Ícone,2001
DANGIÓ, Meire Cristina dos santos; MARTINS, Ligia
Márcia. A alfabetização sob o enfoque histórico-
crítico: contribuições didáticas. SP, campinas:
Autores associados, 2017.

ARTE E EDUCAÇÃO
BARBOSA, Ana M. A imagem no ensino da arte. São Paulo: Perspectiva, 1991
BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais – Arte. Brasília:
MEC/SEF, 1997.
BRASIL. Ministério da Educação. Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação
Infantil. 3. v. MEC/SEF, 1998
FUSARI, M. F. R. E FERRAZ, M.H.F. Metodologia do Ensino da Arte. São Paulo: Cortez, 1993
IAVELBERG, R. Arte na sala de aula. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995
KISHIMOTO, T. M. O jogo e a educação infantil. São Paulo: Pioneira, 1998
LOWENFELD, V. A criança e sua arte. Rio de Janeiro: Mestre Jou, 1977
PILLAR, A D. Desenho e escrita como sistemas de representação. Porto Alegre: Artes
Médicas, 1996
REVERBEL, O Um caminho do teatro na escola. São Paulo: Scipione, 1989
SANS, P. T. C. Pedagogia do desenho infantil. Campinas: Alínea, 1987
BARBOSA, Ana Mae (Org.) Arte-Educação Contemporânea. Consonâncias Internacionais.
São Paulo: Cortez, 2005.
BITTENCOURT, Cândida A. de Carvalho. Arte e Educação. Da Razão Instrumental à
Racionalidade Emancipatória. São Paulo: Juruá, 2004.
COLI, Jorge. O que é arte? São Paulo: Brasiliense, 2006.
COSTA, Cristina. Questões de arte. A natureza do belo, da percepção e do prazer
estético. São Paulo: Moderna, 1999.
DUARTE JR., João Francisco. Por que arte-educação? Campinas: Papirus, 1991
ECO, Umberto. História da Beleza. São Paulo: Record, 2007.
FUSARI, Maria F. de Rezende; FERRAZ, Maria Heloísa T. Arte na educação escolar.
São Paulo: Cortez, 1993.
GOMBRICH, Ernst. A História da Arte. São Paulo: LTC, 2000
HAAR, Michel. A obra de arte. Rio de Janeiro: DIFEL, 2000.
HUISMAN, Denis. A estética. Lisboa: Edições 70, 1994
HUYGHE, René. O poder da imagem. Lisboa: Edições 70, 1986
KIVY, Peter. Estética: fundamentos e questões de filosofia da arte. São Paulo: Paulus, 2008
MEIRA, Marly. Filosofia da criação. Reflexões sobre o sentido do sensível. Porto Alegre:
Mediação, 2003
PAREYSON, Luigi. Os problemas da estética. São Paulo: Martins Fontes, 1997

FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.
ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. 5.ed. São Paulo: Perspectiva, 2001
CHAUÍ, Marilena et al. Primeira filosofia: lições introdutórias. São Paulo:
Brasiliense, 1984
CHAUÍ, Marilena. Introdução à história da filosofia: dos pré-socráticos a Aristóteles. 2.ed.
rev. ampl. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
CHISHOLM, R. Teoria do conhecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1989
CIVITA, Victor (Ed.). Os pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1972. v.15,
COTRIM, Gilberto. Fundamentos da filosofia: história e grandes temas. 15ed.
São Paulo: Saraiva, 2000
CURY, Carlos Jamil. Educação e contradição: elementos metodológicos para
uma teoria crítica do fenômeno educativo. São Paulo: Cortez, 1989.
DELORS, Jacques et al. Educação: um tesouro a descobrir. São Paulo: Cortez; Brasília: MEC :
UNESCO, 1998 [Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre educação para o
século XXI.]
DEMO, Pedro. Desafios modernos da educação. Petrópolis: Vozes, 1993
DIMENSTEIN, Gilberto. O cidadão de papel: a infância, a adolescência e os
direitos humanos. 3ed. São Paulo: Ática, 1993
DOWBOR, Ladislau. Aspectos econômicos da educação. São Paulo: Ática,
1986.
EVANGELISTA, Ely Guimarães dos Santos. Educação e mundialização. Goiânia: Ed. UFG,
1997.
FORTES, L. Rousseau: da teoria a prática. São Paulo: Ática, 1995.
FREIRE, Paulo. Ação cultural para a liberdade e outros escritos. Rio de Janeiro:
Paz e Terra, 1984
FREIRE, Paulo. Conscientização - teoria e prática da libertação. 3ed. São
Paulo: Moraes, 1980.
FREIRE, Paulo. Ideologia e educação: reflexões sobre a não neutralidade em
educação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1988.
FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 17ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987
FREIRE, Paulo. Por uma pedagogia da pergunta, em coautoria com Antonio
Faundez. 2ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985
FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva. 3ed. São
Paulo: Cortez, 1989.
FULLAT, Octavio. Filosofia da educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.
FURTER, Pierre. Educação e reflexão. 15ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1985.
GADOTTI, Moacir. Educação contra a educação. Rio de Janeiro: Paz e Terra,
1985.
GADOTTI, Moacir. História das ideias pedagógicas. São Paulo: Ática, 1993.
GHIRALDELLI, Paulo. O que é filosofia da educação. Rio de Janeiro: DP&A
Editora, 2003.
GILBERTO, R. As ideias atuais em pedagogia. São Paulo: Martins Fontes,
1986.
GILES, Thomas. Filosofia da educação. São Paulo: EPU, 1993
GRAMSCI, Antônio. Concepção dialética da história. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 1987.
GRAMSCI, Antônio. Os intelectuais e a organização da cultura. 4ed. Rio de Janeiro:
Civilização Brasileira, 1982.
GRANGER, Gilles. Por um conhecimento filosófico. Campinas, SP: Papirus,
1989.
GROSSI, E. P. & BORDIN, J. (Org.). Construtivismo pós-piagetiano. Petrópolis: Vozes, 1993.
GUARESCHY, Pedrinho. Sociologia crítica: alternativa de mudança. 23ed. Porto Alegre:
Mundo Jovem, 1990.
HELLER, Agnes. Filosofia radical. São Paulo: Brasiliense, 1983.
JAPIASSU, H. A pedagogia da incerteza. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980
LE GOFF, Jacques. Os intelectuais na Idade Média. 2. ed., São Paulo: Brasiliense, 1989
LIBÂNEO, J.C. Democratização da escola pública: a pedagogia crítico-social
dos conteúdos. 4ed. São Paulo: Loyola, 1986
LUCKESI, Cipriano. Filosofia da educação. São Paulo: Cortez, 1990.
MATOS, Olgária. Filosofia, a polifonia da razão: filosofia e educação. São Paulo: Scipione,
1997
MENDES, Dorival (org.). Filosofia da educação brasileira. Rio de Janeiro:
Civilização Brasileira, 1983.
MORIN, Edgar. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 2ed. São
Paulo: Cortez; Brasília: UNESCO, 2000.
MORIN, Edgar. Saberes globais e saberes locais. Rio de Janeiro: Garamond, 2000.
NIDELCOFF, Maria Teresa. Uma escola para o povo. 25ed. São Paulo:
Brasiliense, 1984.
NUNES, Benedito. A filosofia contemporânea. São Paulo: Ática, 1991.
PAIN, A. O estudo do pensamento filosófico brasileiro. São Paulo: Convívio,1985.
PEIXOTO, Adão José (Org.). Filosofia, educação e cidadania. Campinas: Alínea, 2001,
POLITZER, Georges et al. Princípios fundamentais da filosofia. São Paulo: Hemus, 1984.
SANTOS, Oder José dos. Pedagogia dos conflitos sociais. Campinas: Papirus, 1992
SAVIANI, Dermeval. Educação do senso comum à consciência filosófica. 7ed. São Paulo:
Cortez, 1986
SAVIANI, Dermeval. Escola e democracia. 21ed. São Paulo: Cortez, 1989
SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. 3ed. São Paulo:
Cortez, 1992
SEVERINO, Antônio J. A antropologia personalista de Emmanuel Mounier. São Paulo:
Cortez, 1984.
SILVA, Franklin Leopoldo e. Descartes: a metafísica da modernidade. São Paulo: Moderna,
1993
SNYDERS, Georges. Correntes atuais da pedagogia. Lisboa: Livros Horizontes, 1988
SUCHODOLSKI, B. A pedagogia e as grandes correntes filosóficas. Lisboa:
Horizonte, 1978.
VASQUEZ, Adolfo Sanches. Filosofia da práxis. 3ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.
VERNANT, Jean-Pierre. As origens do pensamento grego. 12. ed. Rio de Janeiro: Difel, 2002.
WEFFORT, Francisco. Por que democracia?. 2ed. São Paulo: Brasiliense, 1984.
ZILLES, Urbano. Grandes tendências na filosofia do século XX e sua influência no Brasil.
Caxias do Sul, RS: EDUCS, 1987.

FUNDAMENTOS E METODOLOGIA DAS CIÊNCIAS HUMANAS


ARROYO, Miguel. Pátria Amada, Ignorada. Em Aberto,DF,1989,ano 7,n. 37
DIEHL, Asto (org.). O livro didático e o ensino de história em transição. Ed.Ediupf, Passo
Fundo,1999
FONSECA, Selva G. Caminhos da História Ensinada. Papirus, SP, 1994
MARCELINO, Nelson ( org.). Introdução às Ciências Humanas. Papirus, SP.1989
SCHAFF, Adam. História e Verdade. Martins Fontes, SP, 1978
PENTEADO. Heloisa D. Metodologia do Ensino de História e Geografia. Cortez, SP, 1993
NOSELLA, Maria de Lourdes. As Belas Mentiras: a ideologia subjacente aos livros didáticos.
Moraes, SP, 1978
PINSKY, Jaime(org.) O ensino da história e a criação do fato. Contexto, SP, 1988
MICELI, Paulo. O mito do herói nacional. Contexto, SP, 1993
MASCARENHAS, Ângela. As Ciências sociais no ensino fundamental. Revista Solta a Voz,
Cegraf. Goiânia,Dez/1994,n. 5
MASCARENHAS, Ângela. O Não lugar das Ciências Humanas no Ensino Fundamental.
Revista Interação, Cegraf, Goiânia, n.22.
MARX, K. e ENGELS, F. A Ideologia Alemã. Estampa, SP, 1988
ALMEIDA, R. e PASSINI, Elza. Espaço Geográfico: ensino e representação. Contexto, SP, 1994
CAVALCANTE, Lana. Geografia, Escola e construção de conhecimentos. Papirus, SP, 2000
BRUDEL, F. História e Ciências Sociais. Ed. Biblioteca de Ciências Humanas, SP, 1988.
Base Nacional Comum Curricular. MEC, Brasil, 1994.
ALMEIDA, Alfredo Wagner Berno de. A ideologia da decadência. 2. Ed., rev. RJ: Casa 8,
2008.
BLOCH, Marc. Apologia da história ou O ofício do historiador. Prefácio: Jacques Le Goff;
Apresentação à edição brasileira: Lilia Moritz Schwarcz; trad.: André Telles. Rio de Janeiro:
Jorge Zahar Editor, 2001.
BURKE, Peter. A escrita da história: novas perspectivas. Tradução Magda Lopes. 2 ed. São
Paulo: UNESP, 2011
FERREIRA, Marieta de Moraes; AMADO, Janaína (orgs). Usos e abusos da história oral. Rio
de Janeiro: FGV, 2000
LÉVI- STRAUSS, Claude. Antropologia Estrutural. Tradução de Chaim Samuel Katz e Eginardo
Pires, Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1975
FONSECA, Selva Guimarães. Didática e prática de ensino de História. Campinas: Papirus,
2003
FONSECA, Thais Nivia de Lima e. História & ensino de História. Belo Horizonte: Autêntica,
2006
KARNAL, Leandro (Org.). História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas. São
Paulo: Contexto, 2003
SPOSITO, Maria Encarnação Beltrão (Org.). Livros didáticos de História e Geografia:
avaliação e pesquisa. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2006.
CABRINI, C. et al. O ensino de História: revisão urgente. São Paulo: Brasiliense, 1986
JESUS, Nauk de (Org.). Ensino de História: trajetórias em movimento. Cáceres (MT):
UNEMAT, 2007
TEIXEIRA, Lucas Andre. As contribuições da pedagogia histórico-crítica para o ensino de
geografia. Germinal Marxismo e Educação, v. 7, n.1, 2015. Disponível em:
<https://portalseer.ufba.br/index.php/revistagerminal/article/view/12426>
SANTOS, M. Por uma geografia nova: da critica da geografia a uma geografia crítica. 6. Ed.
São Paulo: EDUSP, 2008.
RODRIGUES, José Roberto Gomes. Pedagogia e Ensino de história da Educação. Liber livro,
2012

FUNDAMENTOS E METODOLOGIA DAS CIÊNCIAS NATURAIS


ARROYO, Miguel. Pátria Amada, Ignorada. Em Aberto,DF,1989,ano 7,n. 37
COLLARES, Cecília A. L., MOYSÉS, M. A. Preconceitos no cotidiano escolar: ensino e
medicamentalização. São Paulo: Cortez, 1996.
SANTOS, Maria Ângela. Biologia Educacional. 4ª ed., São Paulo: Ática, 1998.
AMARAL, I. Os currículos do ensino fundamental para as escolas brasileiras. São Paulo: ed.
Autores Associados, 1998
BIZZO, Nélio. Ciências: fácil ou difícil? São Paulo: Ed.Ática, 2000
FRANCALANZA, Hilário (org). O ensino de ciências no primeiro grau. São Paulo: Atual, 1996.
GOMÉZ, A.I.P. Compreender e transformar o ensino. Porto Alegre: Artmed, 1998.
HERNÁNDEZ, Fernando. Transgressão e mudança na educação. Os projetos de trabalho.
Porto Alegre: ArtMed, 1998
NARDI, Roberto (org). Questões atuais no ensino de ciências. São Paulo: escrituras Editora,
1998. (educação para a ciência)
OLIVEIRA; Daisy Lara. Ciências nas salas de aula. Porto alegre: Mediação, 1997. (cadernos
de educação básica, v. 2)
REIGOTA, Marcos. O que é educação ambietal. São Paulo: Brasiliense, 2001. (coleção
primeiro passos, 292)
WEISSMAMN, Hilda (org). Didática das ciências naturais. Contribuições e relfexões. Porto
Alegre: ArtMed, 1998.
XAVIER, Maria Luisa Merino (org). O ensino nas séries iniciais: das concepções teóricas às
metodologias. Porto Alegre: Mediação, 1997. (cadernos de Educação Básica, v. 1)

FUNDAMENTOS E METODOLOGIA DE LÍNGUA PORTUGUESA PARA O ENSINO


FUNDAMENTAL
BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec,1992.
GERALDI, Wanderlei. O texto na sala de aula. Cascavel: Assoeste,1985
GIL NETO, Antônio. A produção de textos na escola. São Paulo: Loyola, 1998.
LYONS, John. Linguagem e lingüística. Rio de Janeiro: Guanabara,1981
SAUSSURE, Ferdinand de. Curso de lingüística geral. São Paulo: cultrix,1974.
ZILBERMAN, Regina. A literatura infantil na escola. São Paulo: Global,1994.
GERALDI, Wanderlei (org.). Aprender e ensinar com textos de alunos. São Paulo:
Cortez,1998.
ILARI, Rodolfo. Lingüística e o ensino da língua portuguesa. São Paulo: Martins Fontes,1992.
LAJOLO, Marisa. Do mundo da leitura à leitura do mundo. São Paulo: Ática, 1989
MARINHO, Marlene e SILVA, Ceris Ribas da (orgs.). Leituras do professor. São Paulo:
Mercado Aberto, ALB, 1998.
ORLANDI, Eni Pulcinelli. O que é lingüística. São Paulo: Brasiliense, 1986.
PROUST, Marcel. Sobre a leitura. Campinas: Pontes,2001
FERREIRO, Emília; TEBEROSKY, Ana. Psicogênese da língua escrita. Porto Alegre: Artes
Médicas, 1999
JOLIBERT, J. Formando crianças produtoras de textos. Porto Alegre: Artmed, 1994
ANTUNES, Irandé. Lutar com Palavras. Coesão e Coerência. São Paulo. Parábola. 2005
ANTUNES, Irandé. Aula de Português. Encontro e Interação. São Paulo. Parábola. 2005.
ANTUNES, Irandé. Muito além da gramática: por um ensino de línguas sem pedras no
caminho. São Paulo. Parábola. 2007.
ANTUNES, Irandé. A Língua de Eulália: novela sociolingüística. São Paulo. Contexto. 2001
ANTUNES, Irandé. Lingüística da Norma. São Paulo. Parábola Editorial, 2003
CABRAL, Loni Grimm e GORSKI, Edair. Lingüística e Ensino. Florianópolis. Insular. 1998
DIONISIO, Angela Paiva et alii. Gêneros Textuais e Ensino. Rio de Janeiro. Lucerna, 2002.
MARCUSCHI, L.A; XAVIER, A. C. Hipertexto e Gêneros Digitais. Rio de Janeiro. Lucerna. 2005.
MORAIS, A.G. de (org.) O aprendizado da ortografia. Belo Horizonte: Ceale/Autêntica. 1999
MORAIS, A.G. de (org.). Ortografia: ensinar e aprender. São Paulo: Ática. 1998. NEVES, Mª
Helena de M. Gramática na Escola. São Paulo. Contexto. 2001.
RAMOS, Jânia M. O espaço da oralidade na sala de aula. São Paulo. Martins Fontes, 1997
SOLÉ, Isabel. Estratégias de leitura. Trad. Claudia Schilling. Porto Alegre. Artemed. 1998
TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Gramática e Interação: uma proposta para o ensino de gramática.
São Paulo. Cortez. 2006
Pesquisar um livro de Português EM?

FUNDAMENTOS E METODOLOGIA DE MATEMÁTICA


AGUIAR, João Serapiã. Jogos para o ensino de conceitos. Leitura e escrita na pré-escola. São
Paulo: Papirus, 1998
CENTURIÓN, Marília. Conteúdo e Metodologia da Matemática. Número e Operação. São
Paulo, Ed.Scipione, 1994.
GIARDINETTO, José Roberto Boettger (2013). A concepção marxista de cultura e suas
implicações para a Educação Matemática. In: VI Congresso iberoamericano de educação
matemática, Uruguai, Montevidéu, Anais eletrônicos...., pp 7599-7606, Actas del VII CIBEM.
DUHALDE, Maria Eliana. Encontros iniciais com a matemática: contribuições à educação
infantil .Trad. Maria Cristina Fontana. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998
FAYOL, Michel. A criança e o número: da contagem à resolução de problemas.Trad. Rosana
Severino de Leoni . Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.
KAMII, CONSTANCE. A criança e o número. Campinas, Papirus, 27 ed, 2000
KISHIMOTO, T.M. O jogo e a educação infantil. São Paulo, Pioneira, 1994.
PARRA, Cecília. Didática da matemática: reflexões psicopedagógicas: Trad. Juan. A Dovens.
Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.
SILVA, Eleuza de Melo. O ensino-aprendizagem das operações matemáticas básicas nas
quatro primeiras séries do ensino fundamental. Goiânia: MEEB/FE/UFG, 1995. (Dissertação
de Mestrado)
AGUIAR, João Serapiã. Jogos para o ensino de conceitos. Leitura e escrita na pré-escola.São
Paulo: Papirus, 1998
CENTURIÓN, Marília. Conteúdo e Metodologia da Matemática. Número e Operação. São
Paulo, Ed.Scipione, 1994.
DANTE, Luiz Roberto. Didática da resolução de problemas. São Paulo: Ática, 2000.
DUARTE, Ana Lúcia e CASTILHO, Sônia, F. da R. Metodologia da Matemática. Belo Horizonte
Virgília, 3 vol., 1983.
DUHALDE, Maria Eliana. Encontros iniciais com a matemática: contribuições à educação
infantil .Trad. Maria Cristina Fontana. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998
KAMII, Constance. Desenvolvendo a Aritmética: Implicações da Teoria de Piaget. Campinas,
Papirus, 1998.
MOYSES. Lúcia. Aplicações de Vigotsky à educação matemática. Campinas: Papirus, 2000
PARRA, Cecília. Didática da matemática: reflexões psicopedagógicas: Trad. Juan. A Dovens.
Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.
Pesquisar um livro de Matemática EM?

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO
ARIÈS, Philipe. História Social da Criança e da Família. Rio de Janeiro, Zahar, 1981;
BURKE, Peter. A Escrita da História: novas perspectivas. Trad. Magda Lopes. São Paulo:
UNESP,1992.
CAMBI, Franco. História da Pedagogia. São Paulo: UNESP, 1999.
CUNHA, Luiz Antonio. Educação e Desenvolvimento Social no Brasil. Francisco Alves, Rio de
Janeiro, 1988.
FRANÇA, Leonel. O Método Pedagógico dos Jesuítas. Livraria Agir Ed., RJ, 1952.
GAIOFATTO, Nadia. História e História da Educação: O debate teórico - Metodológico atual.
In: Educação e Sociedade. Campinas: CEDES, N0 73, 2000, pág.262 a 266.
HOBSBAWM, Eric. Sobre História. São Paulo: Companhia da Letras, 2001.
LE GOFF, Os Intelectuais na Idade Média. São Paulo: editora Brasiliense, 1995
LOPES, Eliane Marta Teixeira. Origem da Educação Pública. Loyola, São Paulo, 1981.
MARROU, Henri-Irénée. História da Educação na Antiguidade. São Paulo: EPU, 1990.
BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Educação Popular. São Paulo: Brasiliense, 1984.
GERMANO, José Willington. Estado Militar e Educação no Brasil - 1964-1985.
UNICAMP/Cortez, São Paulo, 1993.
LEMME, Paschoal. O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova e suas repercussões na
realidade educacional brasileira. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos. Brasília, v. 65,
no. 150, maio/agosto de 1984.
LOPES, Eliane Marta Teixeira e outros (org.) 500 anos de educação no Brasil. Belo
Horizionte: Ed. Autêntica, 2000
PAIVA, Vanilda . Educação Popular , Educação de Adultos. Loyola, São Paulo, 1973.
ROMANELLI, Otaíza de Oliveira F. História da Educação no Brasil (1930-1945), Vozes,
Petrópolis, 1994.
ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da educação e da Pedagogia. 2. ed. São Paulo:
Moderna, 2000.
GHIRALDELLI JÚNIOR, Paulo. História da Educação Brasileira. 2. ed. rev. São Paulo: Cortez,
1995.
ROMANELLI, O. de O. História da Educação no Brasil. 36 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.
SAVIANI, D. História das Idéias Pedagógicas no Brasil. 3 ed. Campinas, SP: Autores
Associados, 2010.
GADOTTI, Moacir. História das idéias pedagógicas. 8. ed. São Paulo, SP: Ática, 1999.
SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 18. ed., rev.
Campinas: Autores Associados, 2009
SAVIANI, D.; LOMBARDI, J. C. (orgs.). História, educação e transformação - Tendências e
perspectivas para a educação pública no Brasil. São Paulo, SP: Autores Associados, 2011.
CARNOY, Martin. Educação, Economia e Estado; base e superestrutura, relações e
mediações. São Paulo:Cortez, 1987
GAL, Roger. História da Educação. São Paulo: Martins Fontes, 1989
GILES, T. R. História da Educação. São Paulo:EPU, 1987
LOPES, Eliane Marta. Perspectivas Históricas da Educação. São Paulo:Ática, 1989
MARROU, H.I. História da Educação na Antiguidade. São Paulo:Ed. USP, 1973
TARDIF, Maurice; GAUTHIER, Clermont. A Pedagogia: Teorias e práticas da Antiguidade aos
nossos dias. Ed. Vozes.
CAMBI, Franco. História da Pedagogia. São Paulo, Ed. Unesp, 1999.
BÖHM, Winfried. A história da pedagogia. De Platão a atualidade. Ed. Conceito. 2010
PILETTI, Cluadino; PILETTI, Nelson. História da Educação: De Confúcio a Paulo Freire. Ed.
Contexto. 2012
MANACORDA, Mario Alighiero. História da Educação. Da Antiguidade aos nossos Dias. Ed.
Cortez, 2010.

POLITICAS EDUCACIONAIS E EDUCAÇÃO BÁSICA


CURY, Carlos R. Jamil. LDB – Lei de Diretrizes e Bases da educação. (Lei 9.394/96). 4 ed. –
Rio de Janeiro: DP&A, 2001.
CURY, Carlos R. Jamil. Legislação educacional brasileira. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
DOURADO Luiz F. , PARO, V. H (orgs.) Políticas públicas e Educação Básica. São Paulo: Xamã,
2001.
LIBÂNEO, José C., OLIVEIRA, João F., TOSCHI, Mirza Seabra. Educação Escolar: políticas,
estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2003.
LIMA, Licínio C. A escola como organização educativa. São Paulo: Cortez, 2001.
OLIVEIRA, Romualdo Portela de. Organização do ensino no Brasil – níveis e modalidades na
Constituição Federal e na LDB. São Paulo: Xamã, 2002
GENTILLI, P. A. A.; SILVA, T. T. da (orgs.). Neoliberalismo, qualidade total e educação: visões
críticas. 13. Ed. – Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.
LIBÂNEO, J. C.; OLIVEIRA, J. F. de.; TOSCHI, M. S. Educação Escolar: políticas, estrutura e
organização. 10 ed. São Paulo: Cortez, 2011.
SAVIANI, D. A nova lei da educação: trajetória, limites e perspectivas. 11. Ed. Campinas, SP:
Autores Associados, 2008.
SAVIANI, D. Política e educação no Brasil: o papel do Congresso Nacional na legislação do
ensino. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2006. 162 p. (Coleção educação contemporânea).
SHIROMA, E. O.; MORAES, M. C. M de; EVANGELISTA, O. Política Educacional. 4. ed., Rio de
Janeiro: Lamparina, 2007.
AZEVEDO, J. M. L. de. A educação como política pública. 3. ed. São Paulo: Autores
Associados, 2004. 78 p. (Polêmicas do nosso tempo).
BOBBIO, N.; MATTEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário de política. 5.ed. Brasília: Edunb,
2000. 2 v. ISBN 85-230-0308-8
OLIVEIRA, D. A.; ROSAR, M. de F. F. (Org.). Política e gestão da educação. 3. ed. Belo
Horizonte, MG: Autêntica, 2010. 178 p
SAVIANI, D. Escola e democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre
educação e política. 35.ed. rev. Campinas: Autores Associados, 2002. 94 p
ALTHUSSER, Louis. Aparelhos Ideológicos de Estado. São Paulo: Graal/Biblioteca de Ciências
Sociais, 2003.
BOTH, Ivo José. Municipalização da Educação: uma contribuição para um novo paradigma
de gestão do ensino fundamental. Campinas-SP: Papirus, 1997
CANDAU, Vera Maria (org). Sociedade, Educação e Cultura(s). Petrópolis: Vozes, 2003
GRAMSCI, Antônio. Concepção Dialética da História. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira,
1987. Disponível on-line em http://pt.scribd.com/doc/78561822/GRAMSCIAntonio-
Concepcao-dialetica-da-historia
GRAMSCI, Antônio. Intelectuais e a Organização da Cultura. São Paulo: Civilização Brasileira,
1989. Disponível on-line em http://ebooksgratis.com.br/livros-ebooksgratis/tecnicos-e-
cientificos/sociologia-os-intelectuais-e-a-organizacao-da-culturaantonio-gramsci/
PERRENOUD, Phillippe. A Pedagogia na Escola das Diferenças. Porto Alegre: Artmed, 2001
SAVIANI, Dermeval. Sistema de Educação: subsídios para a conferência nacional de
educação. Brasília, DF: 2009. Disponível em
http://conae.mec.gov.br/images/stories/pdf/conae_dermevalsaviani.pdf
SAVIANI, Dermeval. PDE-Plano de Desenvolvimento da Educação: uma análise crítica das
políticas do MEC. Campinas: Autores Associados, 2009.
SOUZA, Ângelo Ricardo; GOUVEIA, Andréa Barbosa; TAVARES, Tais Moura (orgs) Políticas
Educacionais: conceitos e debates. Curitiba: Aprris, 2012.
TOMMASI, L; WARDE, M., HADDAD, S. (Orgs.) O Banco Mundial e as políticas educacionais.
São Paulo, Cortez, 1999.
SOUZA, D. B. e FARIA, L. C. M. Descentralização, municipalização e financiamento da
Educação no Brasil pós-LDB. Rio de Janeiro: DP& A, 2003.
FERREIRA, Eliza Bartolozzi; OLIVEIRA, Dalila Andrade.(org.) Crise da Escola e Políticas
Educativas. Belo Horizonte: Autêntica, 2009
GENTILI, Pablo.(org.) Pedagogia da Exclusão: Crítica ao Neoliberalismo em Educação.
Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2002.
MARTINS, Paulo de Sena. O Financiamento da Educação Básica como Política Pública.
Revista Brasileira de política e Administração da Educação. Porto Alegre, V.26, 2010.
DOURADO, Luis Fernandes.(Org.) Políticas e Gestão da Educação no Brasil: Novos Marcos
Regulatórios? São Paulo: Xamã, 2009.
SAVIANE, Demerval. Sistema Nacional de Educação: Conceito, papel histórico e obstáculos
para sua construção no Brasil. ANPED, trabalho encomendado, 2009. Captura em
WWW.anped.org.br, dia 26 de junho de 20011
BRASIL. Constituição Federal Brasileira. 1988.
BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 1996.
CASASSUS, Juan. Escola e Desigualdade. Brasília: Plano, 2002
CUNHA, Luiz Antônio. Educação e desenvolvimento social no Brasil. Rio de Janeiro,
Francisco Alves, 1979.
DAVIES, Nicholas. Legislação Educacional Federal Básica. São Paulo: Cortez, 2004.
FÁVERO, Osmar (org.). A educação nas constituintes brasileiras 1823 - 1988. São Paulo,
Autores Associados, 1996
FÁVERO, Osmar & SEMERARO, Giovanni (orgs). Democracia e construção do público no
pensamento educacional brasileiro. Petrópolis: Vozes, 2002.
OLIVEIRA, Dalila (org) Gestão Democrática da Educação: desafios contemporâneos.
Petrópolis-RJ: Vozes, 1997.
TEIXEIRA, Anísio. Educação é um direito. 2ª edição. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1996.
VALENTE, Ivan. Plano Nacional de Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.

PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO
ANTUNES, Mitsuko A.M. A psicologia na educação: algumas considerações. Cadernos USP,
São Paulo, p.97-112, 1991.
LEONTIEV, Alexis. O Desenvolvimento do psiquismo. Ed. Horizonte. 1978
BETTELHEIM, Bruno. A psicanálise dos contos de fadas. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1979.
BITTAR. Mona e GEBRIN, Virgínia S. O papel da psicologia da educação na formação de
professores. Educativa. Goiânia, v. 2, p.7-12, jan./dez. 1999
BOCK, Ana M, FURTADO, Odair e TEIXEIRA, Maria de Lourdes T. Psicologias: uma introdução
ao estudo da psicologia São Paulo, Saraiva, 1991.
D’ANDREA, Flávio F. Desenvolvimento da personalidade. São Paulo, Difel, 1984
FREUD, Sigmund. Um estudo autobiográfico /O mal-estar da civilização/ Novas lições de
psicanálise In: Obras completas. Rio de Janeiro, Imago, 1976.
GOULART, Iris B. Psicologia da educação. Petrópolis, Vozes, 1987.
MOREIRA, Paulo R. Psicologia da Educação: interação e individualidade.São Paulo,FTD, 1994
MIRANDA, Marília G. de O processo de socialização da criança na escola. LANE, Silvia.
Psicologia Social: o homem em movimento. São Paulo, Brasiliense, 1984.
MIRANDA, Marília G Psicologia do desenvolvimento. A construção do homem como ser
individual. Educativa. Goiânia, v.2, p. 45-62, jan./dez. 1999.
MIZUKAMI, Maria G.N. Ensino: as abordagens do processo. São Paulo, EPU, 1986
RAMOS, Graciliano. Infância. Mestres da Literatura Contemporânea. Rio de Janeiro: Ed.
Record, 1995
ROUDINESCO, Elizabeth. Por que a psicanálise? Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2000.
SKINNER, B. F. Ciência e comportamento humano. Brasília, Edunp, 1970
SKINNER, B. F. Sobre o behaviorismo. São Paulo, Cultrix, 1974
ALENCAR, Eunice Soriano de. (org.) Novas contribuições da Psicologia aos processos de
ensino e aprendizagem. São Paulo, Cortez, 1992.
CARRAHER, Terezinha Nunes. Aprender pensando. Petrópolis, Vozes, 1990.
CÓRIA-SABINI, M. Aparecida. Psicologia aplicada à educação. São Paulo, EPU, 1986.
COUTINHO, Maria Tereza da C. e MOREIRA, Mércia. Psicologia da Educação. Belo Horizonte,
Ed. Lê, 1998
COUTINHO, Maria Tereza da C. e MOREIRA, Mércia e PALACIOS, Jesús e MARCHESI, Alvaro.
Desenvolvimento psicológico e educação. V.1. Porto Alegre, Artes Médicas, 1995.
DANTAS, Pedro da Silva. Para conhecer Wallon: uma psicologia dialética. São Paulo,
Brasiliense, 1993.
DAVIS, Claudia e OLIVEIRA, Zilma. Psicologia da Educação. São Paulo, Cortez, 1990.
LURIA, A. R. Curso de psicologia geral. Rio de Janeiro, Civ. Brasileira, 1979.
PIAGET, J. A psicologia da criança. Rio de Janeiro, Bertrand Editora, 1994.
PIAGET, J. Seis estudos de Psicologia. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1982.
RAPPAPORT, Clara R, FIORI, Wagner da R. e DAVIS, Claudia. Teorias do desenvolvimento.
São Paulo, EPU, 1981. 4 v.
VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo, Martins Fontes, 1992.
VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo, Martins Fontes, 1988.
WALLON, Henri. Psicologia e educação da infância. Coletânea. Lisboa, Estampa, 1973.
WALLON, Henri. Origens do caráter na criança. São Paulo, Nova Alexandria, 1995.
MARTINS, Ligia; ABRANTES, Angelo Martins; FACCI, Marilda Gonçalves. Periodização
histórico-cultural do desenvolvimento psíquico: do nascimento à velhice. Campinas, Ed.
Associados, 2015
LEONTIEV, Alexis. Psicologia e Pedagogia: Bases psicológicas da Aprendizagem e do
Desenvolvimento. Ed. Centauro, 2007
LURIA, A. R. A Construção da mente. Ed. Cone, 2014.
LURIA, A.R. A Mente e a Memória. Ed. Martins Fontes, 2006
BARBOSA, Maria Valéria; MILLER, Stela; MELLO, Suely Amaral. Teoria histórico-Cultural:
Questões fundamentais para a Educação Escolar. Marília, Editora: Cultura Acadêmica
MOLON, Susana Inês Molon. Subjetividade e Constituição do sujeito em Vygotsky. 5ªed,
Editora Vozes, 2011.
FONTANA, R. (org.) Psicologia e trabalho pedagógico. São Paulo: Editora Saraiva, 1998
COLL, C. (Org.). Psicologia da Educação. Porto Alegre: Artmed, 2004
ARANTES, V. A. (org.) Afetividade na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo:
Summus, 2003.
ANTUNES, Celso. As inteligências múltiplas e seus estímulos. 3.ed. Campinas, SP: Papirus,
1998.
CALLIGARIS, C. A adolescência. São Paulo: Publifolha. 2000.
CUNHA, Marcus Vinícius. Psicologia da Educação. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
PATTO, Maria Helena. A produção do fracasso escolar – histórias de submissão e rebeldia.
São Paulo: Queiroz, 1996.
ANDRADE, Eduardo Lucas. Psicanálise e Educação: Contribuições da Psicanálise à
Pedagogia. Editora Artigo A, 2017, 126p.
VOLTOLINI, Rinaldo. Educação e Pscicanálise. Editora Zahar, 2011, 84p.
ASSIS, Arbida Luiza Arminando. Influências da Psicanálise na Educação. Editora
Intersaberes, 2013, 100p.

INFÂNCIA E EDUCAÇÃO
ARCE, Alessandra. Friedrich Froebel – O pedagogo dos jardins de infância. Petrópolis, RJ:
Vozes, 2002.
ARIÈS, Philipe – História Social da Criança e da Família – 2º ed, R.J: Guanabara, 1986
CHAETEAU, Jean. Os grandes Pedagogistas. S.P: Companhia. Editora Nacional, 1978.
CHARLOT, Bernard. A mistificação Pedagógica Realidades Sociais e Processos Ideológicos
na Teoria da Educação. R.J Guanabara, 1986
DEWEY, Jonhn, Experiência e Natureza; Vida e Educação. Trad. Murilo Otávio R.P. Leme,
Anísio S. Teixeira. S.P.: Abril Cultural, 1980. Os Pensadores.
FREITAS, Marcos Cesar (org). História Social da Infância no Brasil, S.P: Cortes, 1999.
KOHAN, Walter. A Infância – Entre Educação e Filosofia. Belo Horizonte: Autentica, 2003
KRAMER, Sonia. A política do pré-escolar no Brasil . A arte do disfarce. 3º ed., R.J.: Dois
Pontos, 1987.
KUHLMANN JR, Moisés. Infância e Educação Infantil – uma abordagem histórica. Porto
Alegre: mediação, 1998.
MARCÍLIO, Maria Luiza. História Social da Criança Abandonada. S.P.: Hucitec Ltda, 1998.
MERISSE, Antonio ... ( et.al ). Lugares da Infância – reflexões sobre a historia da criança na
fábrica, creche e orfanato. S.P.; Arte & Ciência, 1997.
PACHECO, Elza Dias (org). Televisão, Criança Imaginário e Educação. Campinas, S.P.:
Papirius, 1998.
PRIORI, Mary Del (org) . História das Crianças no Brasil, S.P.: Contexto, 1999.

SOCIOLOGIA DA EDUCAÇÃO
Adorno, Theodor et.al. Temas básicos de Sociologia. São Paulo. Cultrix. 1973.
Bottomore, Tom. et.al. História da análise sociológica. Rio de Janeiro Zahar. 1980
Cohn, Gabriel. Para ler os clássicos. Rio de Janeiro. Livros técnicos e científicos. 1988.
Durkheim, Emile. As regras do método sociológico. São Paulo. Nacional. 1978.
Lowy, Michael. Ideologias e Ciência Social. São Paulo. Cortez. 1990.
Marx, Karl e Engels, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo. Ciências Humanas. 1979.
Weber, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. Brasília. Ed. UNB. 1981.
Bourdieu, Pierre. Coleção os Grandes Cientistas Sociais. São Paulo. Àtica. 1985.
Bourdieu, Pierre e PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de
ensino. Rio de Janeiro. Francisco Alves. 1975.
Durkheim, Emile. Educação e Sociologia. São Paulo. Melhoramentos. 1973.
Foracchi, Marialice e Martins, José de Souza(org). Sociologia e Sociedade. Rio de Janeiro.
Livros Técnicos e Científicos. 1977.
Gramsci, Antonio . Os intelectuais e a organização da cultura. Rio de Janeiro. Civilização
brasileira. 1991.
Tura, Maria de Lourdes Rangel (org). Sociologia para educadores. Rio de Janeiro. Quartet.
2002.
Weber, Max. Ensaios de Sociologia. Rio de Janeiro. Guanabara. 1982.
FREITAG, Bárbara. Escola, Estado & Sociedade. São Paulo: Centauro, 7ª edição revista, p.
33-47.
MANNHEIM, Karl e STEWART. W.A C. Introdução à Sociologia da Educação: São Paulo:
Cultrix, 1978, 4ª ed
PETITAT, André. Produção da Escola/Produção da Sociedade. Porto Alegre: Artes Médicas,
1994
GOMES, Cândido Alberto. A Educação em Perspectiva Sociológica. Coleção Temas Básicos
de Educação e Ensino. 2ª Ed. Editora pedagógica e Universitária LTDA, São Paulo. SP. 1989
LAKATOS, Eva Maria. Sociologia Geral
GIROUX, Henry. Escola crítica Cultural. Coleção Polêmicas do Nosso Tempo. Cortez.
GOHN, Maria da Glória. Movimentos Sociais e Educação. Coleção Questões de Nossa Época,
Cortez Editora.
ADORNO, T.W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995
WEBER, Max. Burocracia
MARX, Karl. O Capital
SILVA, Tomaz Tadeu da. O que produz e o que reproduz em educação – ensaios de
sociologia da educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992, capítulo 1, p. 13-28
GADOTTI M. Concepção Dialética da Educação. Capitulo IV Editora Cortez 1988
MARX, K. Formações econômicas pré-capitalistas. Rio de Janeiro: Paz e Terra
MARCUSE, H. Razão e Revolução. Rio de Janeiro: Paz e Terra, p. 219-293, 1978.
IANNI, Octávio. A sociologia e o mundo moderno. Tempo Social, Revista de Sociologia, USP,
São Paulo, v. 1, n. 1, p. 7-27, 1992.
WEBER, Max. Ensaios de sociologia. Rio de janeiro: Zahar, 1979
ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo: Martins Fontes,1990
FERNANDES, Florestan. (1966). Educação e sociedade no Brasil. São Paulo: Dominies/Edusp.
SANTOS, Boaventura de Souza. Um discurso sobre as ciências. Editora Cortez, 8ª ed, 2018,
109p.
SANTOS, Boaventura. A crítica da razão indolente: Contra o desperdício da experiência.
Editora Cortez, 2013, 416p.

CURRÍCULO E AVALIAÇÃO
APPLE, Michael. Currículo e Poder. Porto Alegre: Artes Médicas, 1989.
MALANCHEN, Julia. Cultura, conhecimento e currículo. Contribuições da pedagogia
histórico-crítica. Campinas, Ed. Autores Associados. 2015
APPLE, Michael W. Política Cultural e Educação. São Paulo: Cortez, 2000.
BERNSTEIN, Basil. A estruturação do discurso pedagógico. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996.
FORQUIN, J. C. (org.). Escola e Cultura. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. 2a
Ed. São Paulo: Paz e Terra, 1993.
GIROUX, Henry A. Os professores como intelectuais: rumo a uma pedagogia crítica da
aprendizagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
GIROUX, Henry A. Cruzando as fronteiras do discurso educacional: novas políticas em
educação. Porto Alegre: Artmed, 1999.
HERNÀNDEZ, Fernando e VENTURA, Montserrat. A organização do Currículo por Projetos
de Trabalho. Porto Alegre: Artmed, 1999.
MOREIRA, Antônio Flávio (org.). Currículo: questões atuais. Campinas, SP: Papirus, 1997.
SACRISTAN, J. Gimeno. A educação obrigatória: seu sentido educativo e social. Porto Alegre:
Artmed, 2001.
SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de Identidade: uma introdução as teorias de currículo.
Belo Horizonte: Autêntica, 2000.
YOUNG, Michael F. D. O Currículo do Futuro: da nova sociologia da educação a uma teoria
crítica do aprendizado. Campinas, SP: Papirus, 2000
ZABALA, Antoni. Enfoque globalizador e pensamento complexo: uma proposta para o
currículo escolar. Porto Alegre: Artmed, 2002.
ZABALZA, Miguel A. Planificação e Desenvolvimento Curricular na Escola. 2a Ed. Lisboa: Ed.
Asa, 1994.
MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa. Currículo, Cultura e Sociedade. Ed. Cortez, 2011
LOPES, Alice Cassimiro; MACEDO, Elizabeth. Teorias de Currículo, Ed. Cortez, 2011
ARROYO, Miguel Gonzalez. Currículo, território em disputa, Ed Vozes, 2011
SACRISTAN, Gimeno. O Currículo: Uma reflexão sobre a prática, Ed. Penso, 2017
LOPEZ, Alice Cassimiro. Currículo e epistemologia. 2007
DUARTE, Newton. Os conteúdos escolares e a ressureição dos mortos: Contribuição à
teoria histórico-crítica do currículo. Campinas, Ed. Autores Associados, 2016
ZOTTI, Solange Aparecida. Sociedade, educação e currículo no Brasil, Campinas, Ed. Autores
Associados, 2004
DIDÁTICA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES
CANDAU, Vera Maria. Reinventar a escola. Petrópolis: Vozes, 2000.
CANDAU, Vera Maria. Didática, currículo e saberes escolares. Rio de Janeiro: DP&A, 2000
CANDAU, Vera Maria. Ensinar e aprender: sujeitos, saberes e pesquisa. Rio de Janeiro:
DP&A, 2000.
CUNHA, Maria Isabel da. O bom professor e sua prática. Campinas: Papirus, 1989.
ONTANA, Roseli A Cação. Como nos tornamos professoras? Belo Horizonte, MG, Autêntica,
2000.
GHIRALDELLI, Paulo. Didática e teorias educacionais. Rio de Janeiro: DP&A, 2000.
VEIGA, Ilma P. A. (Org.) Repensando a Didática. Campinas: Papirus, 1989.
VEIGA, Ilma P. A. (Org.) Projeto político - pedagógico da escola. Campinas: Papirus, 1995.
VEIGA, Ilma P. A. (Org.) Didática: o ensino e suas relações. Campinas: Papirus, 1996.
VEIGA, Ilma P. A. (Org.) Técnicas de ensino – Por que não? Campinas: Papirus, 1997.
CANDAU, Vera Maria (Org). A Didática em questão. Petrópolis: Vozes, 1997.
LIBÂNEO, J. C. Didática. São Paulo: Cortez, 2004.
VEIGA, I. P. A. (Org). Técnicas de ensino: novos tempos, novas configurações. Campinas:
Papirus, 2006
COMÊNIO, J. A. A Didática Magna. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
MASETTO, M. Didática: a aula como centro. 4.ed. São Paulo: FTD, 1997
SACRISTÁN, J. G.; PÉREZ GÓMEZ, A. I. Compreender e transformar o ensino. Artmed, 1998
ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Tradução de Ernani F. da Rosa. Porto Alegre:
Artes Médicas, 1998.
CORDEIRO, Jaime. Didática. São Paulo: Contexto, 1. ed. 3. reimpressão, 2009.
LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 5 ed. Revista e
ampliada. Goiânia: MF Livros, 2008.
LUCKESI, C. C. Avaliação da aprendizagem escolar. 16 ed. São Paulo: Cortez, 2005.
RAYDT, Regina Célia Cazaux. Curso de Didática Geral. 8. ed. São Paulo. Editora: Ática, 2006.
327p.
GASPARIN, João Luiz. Uma didática para a pedagogia histórico-crítica, Campinas, 5ª ed, Ed.
Autores Associados, p. 2009
MARSIGLIA, Ana Carolina. A prática pedagógica histórico-crítica na educação infantil e
ensino fundamental. Campinas, Ed. Autores Associados, 2011.
MIRANDA, Simão. Estratégias didáticas para aulas criativas. Ed. Papirus, 2016

EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E MIDIAS


BIANCHETTI, Lucídio. Da chave de fenda ao laptop – tecnologia digital e novas qualificações:
desafios à educação. Petrópolis: Vozes, Unitrabalho e UFSC., 2001.
FERRÉS, Joan. Televisão e educação. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.
FERRÉS, Joan. Vídeo e educação. 2a. ed., Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.
GRINSPUN, Mirian P. S. (Org.). Educação tecnológica – desafios e perspectivas. São Paulo:
Cortez, 1999.
MORAES, Denis de (org.). Por uma outra comunicação – mídia, mundialização e poder. Rio
de Janeiro: Record, 2003.
PENTEADO, Heloísa (org.). Pedagogia da comunicação: teorias e práticas. São Paulo: Cortez,
1998.

GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO


ALBORNOZ. Suzana. O que é trabalho. 6a. ed., São Paulo: Brasiliense, 1998. Coleção
Primeiros Passos.
ANTUNES, Ricardo. Adeus ao trabalho – ensaios sobre as metamorfoses do mundo do
trabalho. 6a. ed., São Paulo: Cortez, 1999.
ANTUNES, Ricardo. Os sentidos do trabalho – ensaio sobre a afirmação e a negação do
trabalho. 2a. ed., São Paulo: Boitempo, 2000.
FERREIRA, Naura C. (org.) Gestão democrática da educação; atuais tendências, novos
desafios. São Paulo: Cortez, 2001.
LIBÂNEO, J. C., OLIVEIRA, J. F de, TOSCHI, M. S. Organização e gestão da escola – teoria e
prática. 3a. ed., Goiânia: Alternativa, 2001.
NÓVOA, Antonio (coord.). As organizações escolares em análise. Lisboa: Dom Quixote, 1995
OLIVEIRA, Dalila Andrade (org.). Gestão democrática da educação – desafios
contemporâneos. Petrópolis: Vozes, 1997.
OLIVEIRA, Carlos Roberto de. História do trabalho. 4a. ed., São Paulo: Ática, 1998. Série
Princípios.
PARO, Vitor H. Administração escolar – introdução crítica. São Paulo: Cortez, 1988.
PARO, Vitor H. Por dentro da escola pública. São Paulo: Xamã, 1996.
VEIGA, Ilma P. e Resende, Lúcia M. Gonçalves (orgs.). Escola: espaço do projeto político-
pedagógico. Campinas, SP: Papirus, 1998.
PARO, Vitor Henrique. Gestão Democrática da Escola Pública. Cortez, 2016
PARO, Vitor Henrique. Gestão Escolar, democracia e qualidade de ensino, Ed. Intermeios,
2018
LÜCK, Heloisa. A gestão participativa na escola, Ed. Vozes, 11ª ed.

EDUCAÇÃO ESPECIAL
BRASIL. Decreto nº 3.956/01. Convenção Interamericana para a Eliminação de Todas as
Formas de discriminação contra as Pessoas Portadoras de Deficiência, Brasília, DF,
2001.
MAZZOTTA, Marcos J. S. Educação especial no Brasil. História e políticas Públicas. São
Paulo: Cortez, 1996
PACHECO, José e outros. Caminhos para a inclusão: um guia para o aprimoramento da
equipe escolar. Porto Alegre: Artmed, 2007
DRAGO, Rogério. Inclusão na Educação Infantil. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2011.
DRAGO, Rogério. Síndromes: conhecer planejar e incluir. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2012.
GLAT, Rosana; PLETSCH, Marcia Denise. Inclusão Escolar de alunos com necessidades
especiais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2011
MENDES, Geovana M. Lunardi, BUENO, José Geraldo Silveira, SANTOS, Roseli Albino.
Deficiência e escolarização: novas perspectivas de análise. São Paulo: Junqueira Marin,
2008.
NUERNBERG, A. H. Contribuições de Vigotski para educação de pessoas com deficiência
visual. Psicologia em Estudo,v. 13, n. 2., 2008. p. 307-316.
PADILHA, Ana Maria L. Práticas Pedagógicas na Educação Especial. São Paulo: FAPESP,
2001.
PACHECO, José [etal.]. Caminhos para a inclusão: um guia para o aprimoramento da
equipe escolar. Porto Alegre: Artmed, 2007.
PLETSCH, Márcia Denise. Repensando a inclusão escolar: diretrizes políticas, práticas
curriculares e deficiência intelectual. Rio de Janeiro: Nau, 2010.
AQUINO, Júlio G. (Org.). Diferenças e preconceitos. São Paulo: Summus, 1998.
FIGUEIREDO, Rita Vieira de (Org.). Escola, Diferença e Inclusão. Fortaleza: Edições UFC,
2010.
SILVA, Tomaz Tadeu da. Identidade e diferença. Petrópolis: Editora Vozes, 2000.
SILVA, S.; VIZIM, M. Educação Especial: múltiplas leituras e diferentes significados.
Campinas: mercados das letras, 2001.
PADILHA, Anna Maria Lunardi. Práticas pedagógicas na educação especial: A capacidade de
significar o mundo e a inserção cultural do deficiente mental. Campinas,4ª ed, Ed. Autores
Associados, 2002.
JANNUZZI, Gilberta de Martino. A educação do deficiente no Brasil. 3ª edição, Campinas,
Ed. Autores Associados, 2012
SCHMIDT, Carlo. Autismo, Educação e Transdisciplinaridade. Papirus, 2013.
COLL, César; MARCHESI, Álvaro; PALACIOS, Jesus. Desenvolvimento pscicológico e
educação. Transtorno de desenvolvimento e necessidades educativas especiais. Vol. 3, Ed,
Penso, 2004.
THOMPSON, Travis. Conversa franca sobre autismo. Guia para pais e cuidadores. Papirus,
2014.

ANTROPOLOGIA E EDUCAÇÃO
AUGÉ, Marc. O sentido dos outros: atualidade da antropologia. Petrópolis, Rj; Vozes, 1999.
AUGÉ, Marc. Não lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. Campinas-
SP, Papirus, 1994
CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1. artes de fazer. Petrópolis: Rio de Janeiro:
Vozes, 1994.
GEERTZ, Clifford. Nova luz sobre a antropologia. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2001
LAPLANTINE, François. Aprender antropologia. 7a ed. São Paulo: Brasiliense, 1994.
LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 10a ed. Rio de Janeiro, Zahar,
1995.
MAUSSS, Marcel. Antropologia. São Paulo, Ática, 1979
OLIVEIRA, Roberto Cardoso. Sobre o pensamento antropológico. Rio de Janeiro, Tempo
Brasileiro, Brasília CNPq
ROCHA, P. Guimarães. O que é etnocentrismo. 11 ed. São Paulo, Brsiliense, 1994 prática
educativa: como ensinar –Trad.: Ernani F. da F. Rosa – Porto Alegre: ArtMed, 1998.
FREITAS, Renan Springer. Sociologia do conhecimento e pensamento evolutivo; Bauru, SP:
EDUSC/ANPOCS, 2002.
CARDOSO, Ruth (org). A aventura antropológica: teoria e pesquisa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996. (pp
127-40)

ABORDAGENS SÓCIO-HISTÓRICAS EM EDUCAÇÃO


MARX, Karl. Manuscritos econômicos filosóficos. São Paulo, Boitempo, 2010
IGLESIAS, Francisco (org). Caio Prado Junior. São Paulo, Ática, 1982
FREYRE, Gilberto. Casa-grande e senzala: Formação da família brasileira sob o regime da
economia patriarcal, 48ª edição
HOLANDA, Sérgio Buarque. Raízes do brasil, 26ª edição, São Paulo, Companhia das letras
FERNANDES, Florestan. Revolução burguesa no Brasil.
FAUSTO, Boris. História do Brasil
RIBEIRO, Darcy. O Povo brasileiro. A formação e o sentido do Brasil. Ed. Global, 2014
JUNIOR, Caio Prado. Formação do brasil Contemporâneo, 2011
CUNHA, Euclydes. Os sertões, 2018.
LUNA, Francisco Vidal. História econômica e social do Brasil, Saraiva, 2017
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é método Paulo Freire. São Paulo: Brasiliense, 2003
BRASIL/MEC. Proposta curricular para educação de jovens e adultos. Introdução. Vol. 1.
Brasília; MEC, 2002.
CLÍMACO, Veríssima Dilma Nunes. Educação e currículo na educação de jovens e adultos.
In: Transversalidades: Revista da Faculdade de Educação Santa Terezinha. Imperatriz:
FEST, vol. 1, nº 1, 2008.
SOARES, Brandão; GIOVANETTI, Maria Amélia; GOMES, Nilma Lino.(org) Diálogos na
educação de jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2006
FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. São Paulo, Paz e Terra, 1996
MAGLAIVE, G. Ensinar adultos. Portugal, Porto editora, 1995
FAVERO, Osmar. Uma pedagogia da participação. São Paulo: Autores Associados, 2006.
FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Cortez Editora, 1987.

EDUCAÇÃO, DIVERSIDADE E CIDADANIA


GUSMÂ O, Neusa et al. Diversidade, cultura e educação. São Paulo: Biruta, 2009. TRINDADE,
Azolida L e
SANTOS, Rafael. Multiculturalismo as mil e uma faces da escola. Rio de Janeiro: DP&A
Editora, 1999.
MEAD, Margaret. Sexo e temperamento. São Paulo, Perspectiva, 1984.
CORREA, Mariza. “Repensando a família patriarcal no Brasil (notas para o estudo das
formas de organização familiar no Brasil). Colcha de retalhos. São Paulo: Brasiliense. 1982.
GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar Ed.,

MOVIMENTOS SOCIAIS E PROCESSSOS EDUCATIVOS

EDUCAÇÃO, POBREZA E DESIGUALDADE SOCIAL


GUIMARÃES-IOSIF, Ranilce. Educação, pobreza e desigualdade no Brasil: impedimentos
para a cidadania global emancipada. Brasília: Liber Livro, 2009