Sie sind auf Seite 1von 2

Testamento d.

maura
1. 1. TESTAMENTO PUBLICO ONDE FIGURA COMO OUTORGANTE TESTADOR O SR.
RIZZIERO GUERRA. SAIBAM quantos este virem que aos 19 (dezenove) dias do mês de Setembro
de 2006 (dois mil e seis), nesta Cidade e Comarca de Atibaia, Estado de São Pauto, República
Federativa do Brasil, neste Tabelionato de Notas, perante mim, , Tabelião Designado, bem como
perante as duas testemunhas, idôneas, especialmente convocadas para este solene ato compareceu
OUTORGANTE TESTADOR, o Sr. RIZZIERO como GUERRA , natural de Kiel, Alemanha,
brasileiro naturalizado, industrial, residente e domiciliado neste Município, na Rua Imperador Menji,
nº 441, Samambaia Parque Residencial; o presente, ora identificado, em razão dos documentos
exigidos e exibidos, consignando-se mais que o mesmo é conhecido das testemunhas presentes, as
quais foram por mim identificadas, também, em razão dos documentos exigidos e por elas exibidos,
consignando mais que todos os presentes se declaram conhecidos entre si do que e de tudo dou fé.
Cumpridas as formalidades legais e de praxe, identificados os presentes, então, pelo outorgante
testador me foi dito, de viva e clara voz, em vernáculo, que se acha em seu
2. 2. perfeito juízo, razão, entendimento e no pleno gozo de sua capacidade civil, o que foi por mim e
pelas testemunhas verificado e isto realmente nos pareceu; me foi dito mais, pausadamente, em nossa
língua pátria claramente que, sem quaisquer induzimentos, coação, sugestão ou quaisquer outras
influências, RESOLVEU FAZER O SEU TESTAMENTO E DISPOSIÇÃO DE ÚLTIMA
VONTADE, REVOGATÓRIO DE QUAISQUER OUTROS EVENTUALMENTE FEITOS, o que de
fato ora o faz, declarandome, então sob as penas da Lei, o quanto segue: l-) que seu nome de fato é
RIZZIERO GUERRA, filho de Antonio e de Lorenzetti Albina, ambos já falecidos, 02-) que é natural
de Gallarate, Itália , onde nasceu aos 07 de abril de (1923) do ano de mil novecentos e vinte e três,
deixando consignado que tem estadia definitiva neste País; 03-) que é portador da Cédula de
Identidade RG. 1.276.899- SSP/SP e do CPF/MF 045.424.368-53. (, bem como tem o seu domicilio e
residência na cidade de São Paulo, na Rua Lopes de Azevedo nº 924 – Cidade Jardim, -) que é casado
em primeira núpcias, casamento esse realizado aos 26 de setembro de 1945, na cidade de Milano, sob
o regime das leis italianas, conforme certidão fornecida pelo Consulado Geral da Itáliaregistro 2, parte
II, numero 1423 com a Sra. GIORDANA RODA, que passou a se chamar GIORDANA RODA
GUERRA, nascida na cidade de Milano, aos 21 de janeiro de 1925 – portadora do RG sob nº
1.640.847-0-SSp-SP e do CPF sob nº 003.900.898-34,– que deste consórcio nasceram 10 ( dez) filhos
: - a) , nascida aos quatro dias do mês de do ano de mil
3. 3. novecentos (19), residente e domiciliada na Rua; b)-, nascido aos dezoito de agosto de mil
novecentos e , brasileiro, portador da cédula de identidade RG. -SSP/RS. e do CPF.MF. , residente e
domiciliado na Rua , casado com a Sra., pelo regime de comunhão universal de bens anteriormente a
vigência da Lei 6.515/77; c), nascido de mil novecentos e cinqüenta e um (19), brasileiro, portador da
cédula de identidade RG.SSP/SP., e do CPF.MF. , residente e domiciliado na Rua , nº , São Paulo,
Capital, casado com a Sra. , pelo regime de comunhão parcial de bens, na vigência da Lei 6.515/77;
05-) – Que, em que pese possuir herdeiros necessários, pode livremente, respeitadas as regras contidas
nos artigos 1.576 e 1.721 do Código Civil Brasileiro, dispor até cinqüenta por cento de seu
patrimônio, para depois de seu falecimento, bem como pode ONERAR, GRAVAR, distribuir,
estabelecer regras para uso e gozo e disponibilidade do mesmo. – Posto isto, QUER, REQUER E
DETERMINA que o patrimônio que deixar, quando de seu falecimento, seja distribuído aos legatários
que ora institue, da forma seguinte: Bens: (descrever todos os imóveis – valores, obras de arte, objetos
pessoais de maior estima etc) Que, além de vários outros bens já doados em vida aos filhos – ( saber
se já houve doação de bens para os filhos ou entre os
4. 4. cônjuges) Que, deseja que os 50% que pode livremente dispor, ( artigo 1789 cc) sejam transferidos
para sua esposa,GIORDANA RODA GUERRA - apontando desde já quais os bens, valores e objetos
que deseja apontar como sendo: imóvel residencial, matriculado sob nºs –– junto ao Cartório do
Registro de Imóveis da Comarca,. Do total dos valores em dinheiro, dólares, aplicações,
investimentos e tudo o quanto existir em nome dele, testador, dentro e fora do país onde residem.
Ficam legados, ainda, as alfaias guarnecedoras de ditos prédios residenciais (moveis,prataria, quadros,
eletro domésticos, eletro eletrônicos, rouparia de cama, mesa e banho, talheres e tudo o mais que os
guarnecem) Que, na hipótese de falecimento da legatária, esposa do ora outorgante, antes dele (
testador) os bens, ora apontados, deverão ser imediatamente indicados à todos,sem nenhuma exceção,
O artigo 1848 – estabelece que salvo se houver justa causa, não
5. 5. pode o testador estabelecer clausula de inalienabilidade e outros sobre os bens da legítima. –
(sumula 49 do STF) Fica, desde já instituído TESTAMENTEIRA», a Sra. GIORDANA RODA
GUERRA, brasileira, casada, portadora da Cédula de Identidade RG. , residente e domiciliada na Rua
,Bairro a qual servirá, independentemente de prestação de caução ou fiança, dando-a por abonado em
Juízo ou fora dele, BEM COMO ESTIPULA O PRAZO DE l (HÜM) ANO, PARA A CONCLUSÃO
DO INVENTÁRIO, , bem como para administrar todos os bens, enquanto viva a legatária Sra. já
qualificada, , rogando ao testamenteiro que aceite o presente e seja fiel cumpridor destas disposições
de última vontade, como neste Instrumento se contém e declara. Finalmente, pelo outorgante testador,
ante as já mencionadas testemunhas a tudo presentes do princípio ao fim, me foi dito, em vernáculo,
de viva e clara voz que dava como de fato
6. 6. e efetivamente ora dá por feito e concluído o seu testamento e disposição de última vontade,
rogando ao testamenteiro ora instituído, à JUSTIÇA deste País, bem como às dignas autoridades que a
compõe que dêem inteiro cumprimento ao mesmo, como nele se contém e declara, por ser esta
realmente sua última vontade. Roga mais, à JUSTIÇA, que na falta ou impedimento do testamenteiro
instituído, nomeie pessoa idônea a fim de ser dado cumprimento aos termos deste Instrumento
Testamentário como nele se contém e declara. Assim o declarou na presença das testemunhas.
Ratificando, fica expressamente consignado neste instrumento que, para mim Tabelião Designado e
para as testemunhas, a tudo presente, nos pareceu que o outorgante testador, encontra-se, realmente,
em seu perfeito juízo, razão e entendimento. Por isso, a seu pedido lavrei o presente Instrumento
Público de Testamento, bem como a seu pedido o li em voz alta e clara, achou em tudo conforme as
suas declarações e vontade, aceitou, outorgou e assina juntamente com as duas testemunhas a tudo
presente do início ao fim e que são: o Sr. brasileiro, casado, motorista, portador da Cédula de
Identidade RG. e do CPF. MF. residente e domiciliado nesta cidade, na Rua e, brasileiro, da Cédula
de Identidade RG. SSP/SP e do CPF. MF. residente e domiciliado nesta cidade, na Rua as presentes,
capazes, as quais foram identificadas na forma de início mencionado. Fica expressamente consignado
que foram cumpridas todas as regras e formalidades determinadas em Lei, em especial as
determinações emanadas do Artigo 1.864, Incisos I à III do Novo Código Civil Brasileiro.
7. 7. e efetivamente ora dá por feito e concluído o seu testamento e disposição de última vontade,
rogando ao testamenteiro ora instituído, à JUSTIÇA deste País, bem como às dignas autoridades que a
compõe que dêem inteiro cumprimento ao mesmo, como nele se contém e declara, por ser esta
realmente sua última vontade. Roga mais, à JUSTIÇA, que na falta ou impedimento do testamenteiro
instituído, nomeie pessoa idônea a fim de ser dado cumprimento aos termos deste Instrumento
Testamentário como nele se contém e declara. Assim o declarou na presença das testemunhas.
Ratificando, fica expressamente consignado neste instrumento que, para mim Tabelião Designado e
para as testemunhas, a tudo presente, nos pareceu que o outorgante testador, encontra-se, realmente,
em seu perfeito juízo, razão e entendimento. Por isso, a seu pedido lavrei o presente Instrumento
Público de Testamento, bem como a seu pedido o li em voz alta e clara, achou em tudo conforme as
suas declarações e vontade, aceitou, outorgou e assina juntamente com as duas testemunhas a tudo
presente do início ao fim e que são: o Sr. brasileiro, casado, motorista, portador da Cédula de
Identidade RG. e do CPF. MF. residente e domiciliado nesta cidade, na Rua e, brasileiro, da Cédula
de Identidade RG. SSP/SP e do CPF. MF. residente e domiciliado nesta cidade, na Rua as presentes,
capazes, as quais foram identificadas na forma de início mencionado. Fica expressamente consignado
que foram cumpridas todas as regras e formalidades determinadas em Lei, em especial as
determinações emanadas do Artigo 1.864, Incisos I à III do Novo Código Civil Brasileiro.