Sie sind auf Seite 1von 1

Parte 1 15 de agosto de 2016

Texto Base: Êxodo 20:1-6

Introdução:
Para o líder de célula compreender o que trabalharemos neste estudo:
Entraremos neste mês de agosto com o seguinte tema: “Os 10 mandamentos”. Não é devido a telenovela da
Record (risos), mas a necessidade de encucarmos em nossos liderados que os mandamentos do Senhor não
foram abolidos e precisam ser praticados constantemente em nossas vidas. É uma ordem dEle, logo temos
por obrigação e gratidão, obedecê-lo. Trata-nos espiritualmente e moralmente.
E começaremos com o primeiro e o segundo mandamentos:

“E Deus falou todas estas palavras:


"Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do Egito, da terra da escravidão.
"Não terás outros deuses além de mim.
"Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas
debaixo da terra.
Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás CULTO*, porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus
zeloso, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que
me desprezam,
mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e guardam os meus mandamentos.

*Culto é um conjunto de ritos que se prendem à adoração ou homenagem a divindades em qualquer de suas
formas e em qualquer religião, como também a antepassados, coisas ou outros seres sobrenaturais.

Nosso foco será na direção acerca de que o Senhor (Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo) foi quem nos tirou
de onde caminhávamos, do pecado em que vivíamos e se revelou como nosso único Deus. Porém, inúmeras
vezes agimos como que se tivéssemos vários outros “deuses”, que são ‘criados’ por nós mesmos.
Depositamos nossa confiança, esperança e fé nestes deuses os quais sutilmente alimentamos, nos
esquecendo de Jesus. Mas como identificar um deus criado em nossa vida? E como nos livrar dele?

1 – O que era um ídolo no passado?


No passado, os ídolos eram normalmente deuses criados por homens nas culturas pagãs. Baal e a Astarote
são dois exemplos deles. Homens e mulheres se prostravam em adoração a estes, depositando sua fé e
esperança nestes. Agindo conforme suas crenças de que estes ídolos os direcionavam. Eram imagens
construídas pelas mãos de homens.

2 – E hoje? O que ou quem seriam estes ídolos?


Na atualidade, porém, um ídolo pode ser qualquer coisa. Um computador pode ser adorado, uma pessoa, um
artista, um carro, o dinheiro, a carreira, o status, o sexo, a força, o poder, uma religião, um líder, um animal,
etc. Nunca tivemos tantos ídolos como na atualidade. Os ídolos são quase disfarçados, porém cumprem o
mesmo papel que no passado: tomar o lugar de Deus como O único a ser adorado. E, diga-se de passagem,
Deus proíbe essa prática.

Serão duas perguntas apenas. Mas que vocês podem e devem cutucar e vasculhar, levando-os ao
entendimento que só há um Deus, e nEle fomos resgatados. Só Jesus nos é suficiente.

“Este Jesus é ‘a pedra que vocês, construtores, rejeitaram, e que se tornou a pedra angular’.
Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos
homens pelo qual devamos ser salvos".
Atos 4:11,12

Concluir e orar uns pelos outros

O estudo não pode passar de 30 minutos.