Sie sind auf Seite 1von 2

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

Disciplina: Ecologia Básica (BB081)


Professor: Marcos B. Carlucci DATA: / /

AULA PRÁTICA 1: Condições ambientais e recursos

Vários fatores abióticos estão presentes no ambiente e influenciam o funcionamento, a


ocorrência e a sobrevivência dos organismos vivos em determinados locais. Tais fatores ou condições
ambientais podem ser, por exemplo: a temperatura, a umidade relativa do ar, o pH, a salinidade e a
concentração de um dado poluente. Os recursos disponíveis no ambiente natural podem ser de origem
abiótica ou biótica e, embora também influenciem a ocorrência e a sobrevivência dos organismos vivos
em determinados locais, diferentemente das condições ambientais, são os fatores consumidos e/ou
utilizados pelos organismos. O conjunto de recursos e condições ambientais locais define o hábitat de
cada organismo (ou espécie), ou seja, os locais que reúnem as características adequadas para o
estabelecimento de um dado organismo. Neste sentido, podemos considerar que a combinação de
condições e recursos favoráveis define também como os organismos se desenvolverão e se estes
poderão se reproduzir com sucesso em determinado lugar, sendo o seu nicho ecológico, o conjunto de
todas as necessidades e tolerâncias de um organismo. Em resumo, o hábitat se refere a um local e o
nicho a um conceito ecológico.
Quando observamos os organismos em campo, em seus ambientes naturais, percebemos
muitas características (morfológicas, fisiológicas, comportamentais, etc.) que revelam adaptações
destes organismos ao ambiente em que se encontram, resultantes fundamentalmente de processos
evolutivos de longo prazo. Tais características podem ainda apresentar variações entre organismos na
mesma espécie devido à influência de variações ambientais momentâneas, refletindo a plasticidade
fenotípica das espécies. Como exemplo, é comum observarmos árvores da mesma espécie que
apresentam folhas com a coloração verde um pouco mais escura quando crescem em áreas
sombreadas, ou um pouco mais claras quando expostas ao sol pleno.
O objetivo desta aula é, através da tomada de dados básicos do ambiente físico, compreender
as variações de tais fatores, bem como as implicações disto para a ocorrência dos organismos. Para
tanto, cada grupo de cinco estudantes deverá se posicionar em um ambiente, de acordo com as
informações do professor. Três grupos vão iniciar a tomada de medidas na área de mata sombreada e
dois outros grupos na área de campo aberto, alternado-se as áreas conforme os procedimentos abaixo
descritos.

Procedimentos:

1. Caracterização de fatores físicos do ambiente


Os grupos deverão tomar algumas medidas das características físicas como temperatura,
umidade relativa do ar em dois ambientes, um em mata sombreada e um em campo aberto ensolarado,
conforme indicado nas duas tabelas abaixo. Além disto será avaliada a variação da luminosidade
pontual. A partir dos dados coletados, cada grupo calculará a média dos valores de cada variável, de
modo a se compreender como os fatores físicos podem variar dentro de um mesmo ambiente e entre os
dois ambientes.

1.1) Temperatura, umidade relativa do ar e luminosidade


Dados de temperatura são tomados por termômetro (em geral em graus Celsius), a umidade
relativa do ar pelo termo-higrômetro (em %). Posicionar cada aparelho nas diferentes alturas (ao nível
do solo, a um metro acima do solo e a um metro acima do solo sob um arbusto), tomar as medidas de
cada fator a cada 15 minutos e anotar os valores.
Temperatura e Umidade relativa
Ambiente de sombra
14:00 14:15 14:30
Temp Umid Temp Umid Temp Umid
Ao nível do solo
A 1m do solo
A 1m do solo/sob um arbusto

Ambiente de sol
14:15 14:30 14:45
Temp Umid Temp Umid Temp Umid
Ao nível do solo
A 1m do solo
A 1m do solo/sob um arbusto

Além disto, medir a luminosidade pelo luxímetro (em lux ou fotocandle) no ambientes de sombra em um
único horário, observando as diferenças de luminosidade pontuais

Luminosidade

Luminosidade sombra Luminosidade sol


Ao nível do solo
A 1 m do solo
A 1 m do solo, sob um arbusto

2) Descrição do substrato nos diferentes ambientes


Estabelecer uma área no solo na sombra e outra no sol e escavar com cuidado para:
2.1. Caracterizar a camada superficial, quanto à espessura, grau de umidade e natureza dos detritos.
2.2. Remover a camada superficial e escavar verticalmente, observando atentamente as mudanças de
coloração, textura, presença de raízes, umidade, material orgânico e etc. Esquematizar e caracterizar
cada camada (incluindo a espessura).

3) Interação do organismo com o ambiente físico


Cada grupo deverá escolher um organismo foco em cada ambiente (sol e sombra), caracterizar o
indivíduo (grupo taxonômico, tamanho, forma de vida, características morfológicas marcantes, etc.).
Observe ainda:
3.1) Quais as condições ambientais e recursos que provavelmente estão associados a estes
organismos? Enumerar e explicar.
3.2) Existem características que sugerem adaptação ao hábitat em que se encontram? Explicar.