Sie sind auf Seite 1von 10

www.cers.com.

br 1
Capítulo I do Título I da Parte Especial

Crimes contra a vida (arts. 121 a 128)

 Homicídio (art. 121)


 Participação em suicídio (art. 122)
 Infanticídio (art. 123)
 Aborto (arts. 124 a 128)

Homicídio – topografia

Art. 121, caput: homicídio doloso simples


Art. 121, § 1º: homicídio doloso privilegiado
Art. 121, § 2º: homicídio doloso qualificado
Art. 121, § 3º: homicídio culposo
Art. 121, § 4º: causas de aumento para o crime culposo na primeira parte e causas de aumento para o crime doloso
na segunda.
Art. 121, § 5º: perdão judicial
Art. 121, § 6º: causa de aumento de pena quando praticado por milícia privada ou grupo de extermínio
Art. 121, § 7º: causas de aumento de pena exclusivas do feminicídio

Questão: Onde está o homicídio preterdoloso?

Homicídio simples

Art. 121. Matar alguém:

Pena - reclusão, de seis a vinte anos.

Conceito: eliminação da vida humana extrauterina provocada por outrem.

Obs. Vida intrauterina:

Obs. O marco distintivo entre aborto e homicídio é início do parto. Diferentemente do aborto que pode ocorrer a
partir da nidação, o homicídio exige o início do PARTO.

Questão: A partir de que momento tem início o processo de parto?

 Parto normal: tem início como o rompimento do saco amniótico.


 Cesariana: com as primeiras incisões abdominais.

Cuidado! Antes de iniciado o parto pode haver o crime de aborto; começado o parto, se o feto era biologicament e
vivo, pode haver homicídio ou infanticídio. O que irá caracterizar estas praticas delituosas são as circunstancias no
momento da ação. Terminada a vida intrauterina, sem que haja a extrauterina, neste estado de transição positiva -
se o infanticídio.

 Vida intrauterina:
 Vida extrauterina:
 Transição entre intrauterina e extrauteriana:
Consumação:

Questão: Como descobrir se a conduta caracteriza tentativa de homicídio ou lesão corporal?

Modalidade simples: não estão presentes causas de diminuição de pena e nem qualificadoras

Causa de aumento de pena

www.cers.com.br 2
Art. 121 (...)

§ 6º. A pena é aumentada de 1/3 (um terço) até a metade se o crime for praticado por milícia privada, sob o pretexto
de prestação de serviço de segurança, ou por grupo de extermínio.

Homicídio privilegiado

Art. 121 (...)

§ 1º. Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de
violenta emoção, logo em seguida a injusta provocação da vítima, o juiz pode reduzir a pena de um sexto a um
terço.

1. Relevante valor moral


2. Relevante valor social
3. Domínio de violenta emoção, logo em seguida à injusta provocação da vítima

a. Domínio de violenta emoção:

Atenção!

 Domínio de violenta emoção: privilégio (art. 121, § 1º, CP) – causa de diminuição de pena
 Influência de violenta emoção: atenuante genérica (art. 65, III, “c”, CP)

b. Logo em seguida:

c. Injusta provocação da vítima:

Questão: As privilegiadoras comunicam-se aos coautores e partícipes?

www.cers.com.br 3
Homicídio qualificado – art. 121, § 2º, CP

Qualificadoras

 Subjetivas: motivação (art. 121, §2º, I, II, V e VII).


 Objetivas: meio e modo de execução (art. 121, § 2º, III, IV e V).

Homicídio qualificado

§ 2° Se o homicídio é cometido:

I - mediante paga ou promessa de recompensa, ou por outro motivo torpe;

II - por motivo futil;

III - com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa
resultar perigo comum;

IV - à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossivel a defes a
do ofendido;

V - para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime:

Pena - reclusão, de doze a trinta anos.

Feminicídio

VI - contra a mulher por razões da condição de sexo feminino:


VII – contra autoridade ou agente descrito nos arts. 142 e 144 da Constituição Federal, integrantes do sistema pri-
sional e da Força Nacional de Segurança Pública, no exercício da função ou em decorrência dela, ou contra seu
cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau, em razão dessa condição:

Pena - reclusão, de doze a trinta anos.

I - mediante paga ou promessa de recompensa, ou por outro motivo torpe

www.cers.com.br 4
Motivo torpe: repugnante, vil, imoral.

 Interpretação analógica:
 Paga ou promessa de recompensa:

Questão: A paga ou promessa de recompensa atinge tanto o mandante quanto o executor do crime ou apenas o
executor?

O reconhecimento da qualificadora da "paga ou promessa de recompensa" (inciso I do § 2º do art. 121) em relação


ao executor do crime de homicídio mercenário não qualifica automaticamente o delito em relação ao mandante,
nada obstante este possa incidir no referido dispositivo caso o motivo que o tenha levado a empreitar o óbito alheio
seja torpe. STJ. 6ª Turma. REsp 1.209.852-PR, Rel. Min. Rogerio Schietti Cruz, julgado em 15/12/2015 (Info 575).

Questão: A paga ou a recompensa tem que ter natureza patrimonial?

Motivo fútil (inc. II): banal, insignificante, desproporcional.

Questão: Ausência de motivo é sinônimo de motivo fútil?

III - com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa
resultar perigo comum

 Meio insidioso: a pessoa vai ser enganada.


 Meio cruel: sofrimento exagerado e desnecessário na vítima.
 Meio que possa resultar perigo comum: expõe número indeterminado de pessoas a risco
 Venefício

Conceito de veneno: É qualquer substância (vegetal, animal ou mineral) que em contato com o organismo pode
levar a morte

Atenção:

Obs.

 Veneno empregado de forma sub-reptícia:


 Veneno utilizado com conhecimento da vítima, proporcionando um sofrimento exagerado:

Tortura: é meio cruel.

 Homicídio qualificado pela tortura: art. 121, § 2º, inc. III, CP


 Tortura qualificada pela morte: art. 1º, § 3º, da Lei n. 9.455/97

www.cers.com.br 5
IV - à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defes a
do ofendido.
V - para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime
 Conexão teleológica:
 Conexão consequencial:

Obs1.
Obs2.
Obs3.

Feminicídio

VI - contra a mulher por razões da condição de sexo feminino:


o
§ 2 -A Considera-se que há razões de condição de sexo feminino quando o crime envolve:

I - violência doméstica e familiar;


II - menosprezo ou discriminação à condição de mulher.

Femicídio x Feminicídio

 Femicídio: matar uma mulher


 Feminicídio: matar uma mulher em razão da condição de sexo feminino.
Causas de aumento de pena exclusivas para o feminicídio (art. 121, § 7º).

a) se o crime o ocorre durante a gestação ou nos 3 meses posteriores ao parto.


b) vítima menor de 14 anos, maior de 60 anos ou com deficiência.
c) na presença de descendente ou ascendente da vítima.

Questão: O transexual pode ser vítima de feminicídio?

1C – Geneticamente, o transexual não é mulher, logo, estaria fora dessa proteção especial conferida pela lei.
2 C – Se houve alteração cirúrgica das características sexuais, de modo irreversível, pode ser vítima do feminicídio,
inclusive porque, em tal hipótese, a jurisprudência admite a retificação do registro civil.

www.cers.com.br 6
Atenção! A qualificadora do feminicídio é considerada de natureza objetiva pelo STJ. (REsp 1.707.113/MG e HC
430.222/MG)

Homicídio funcional

VII – contra autoridade ou agente descrito nos arts. 142 3 144 da Constituição Federal, integrantes do sistema pri-
sional e da Força Nacional de Segurança Pública, no exercício da função ou em decorrência dela, ou contra seu
cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau, em razão dessa condição.

Obs1. O crime tem que ser praticado contra autoridade ou agente descrito no art. 142 e 144 da CF.

 Art. 142: Forças Armadas


 Art. 144: órgãos de segurança pública

Obs2. Integrantes do sistema prisional e da Força Nacional de Segurança Pública

Sistema prisional:

Força Nacional de Segurança Pública:

3. Contra seu cônjuge, companheiro ou parente consanguíneo até terceiro grau

Questão: Matar filho adotivo de policial em razão desse parentesco configura o homicídio qualificado com base no
art. 121, § 2º, inc. VII?

1C - Não, pois isso caracteriza analogia “in malam partem” que deve ser corrigido rapidamente pelo legislador.
2C - Sim, por meio de uma interpretação teleológica e sistemática, já que a CF equipara filho adotivo ao filho con-
sanguíneo (art. 227, § 6º, CF).

4. Não basta a vítima ser uma das pessoas descritas. A motivação do crime deve ter relação com o cargo. O crime
tem que ser praticado no exercício da função ou em razão dela.

Homicídio funcional

 Requisito objetivo:
 Requisito subjetivo:

Cuidado!

5. O art. 129 do CP (lesão corporal funcional) foi alterado nos mesmos termos, porém, ao invés de servir como
qualificadora passou a ser uma causa de aumento de pena para os crimes de lesão corporal leve, grave, gravíss ima
e seguida de morte.

www.cers.com.br 7
Questão: Admite-se o homicídio qualificado-privilegiado?

Cuidado com pegadinhas!

 Homicídio contra a mãe:


 Homicídio contra o pai:
 Homicídio praticado por grupo de extermínio:
 Homicídio praticado por milícia privada:

Causas de aumento do homicídio (majorantes) – art. 121, § 4º, CP

Causas de aumento de pena


º
Art. 121,§ 4 . No homicídio culposo, a pena é aumentada de 1/3 (um terço), se o crime resulta de inobservância de
regra técnica de profissão, arte ou ofício, ou se o agente deixa de prestar imediato socorro à vítima, não procura
diminuir as consequências do seu ato, ou foge para evitar prisão em flagrante. Sendo doloso o homicídio, a pena é
aumentada de 1/3 (um terço) se o crime é praticado contra pessoa menor de 14 (quatorze) ou maior de 60 (sessenta)
anos.

Obs1.
Obs2.
Obs3.

www.cers.com.br 8
Questão: Considerando que o juiz poderá aumentar a pena de um terço se o homicídio resulta de inobservância de
regra técnica de profissão, arte ou ofício, no termos do art. 121, § 4º, 1ª parte, pergunta-se: qual a diferença entre a
imperícia e a inobservância de regra técnica de profissão, arte ou ofício?

Art. 121, § 4º. No homicídio culposo, a pena é aumentada de um terço, se o crime resulta de inobservância de regra
técnica de profissão, arte ou ofício, ou se o agente deixa de prestar imediato socorro à vítima, não procura diminuir
as consequências do seu ato, ou foge para evitar a prisão em flagrante. Sendo doloso o homicídio, a pena é au-
mentada de um terço, se o crime é praticado contra pessoa menor de 14 anos ou maior de 60 anos.

 Imperícia:
 Inobservância de regra técnica, arte ou ofício:

Ex1. Médico ortopedista que mata o paciente ao realizar uma cirurgia cardíaca:
Ex2. Médico cardiologista que mata o paciente por não seguir as regras básicas de uma cirurgia do coração:

Questão: O homicídio praticado contra índio não integrado sofrerá aumento de pena em um terço.

( ) Certo ( ) Errado

Atenção! Art. 59 do Estatuto do Índio – causa de aumento de pena para vítima índio não integrado.

“Art. 59. No caso de crime contra a pessoa, o patrimônio ou os costumes, em que o ofendido seja índio não integrado
ou comunidade indígena, a pena será agravada de um terço.”

www.cers.com.br 9
www.cers.com.br 10