Sie sind auf Seite 1von 3

Introdução às Ciências Econômicas - Prof. Carlos Alberto Reis - Notas de Aulas – Segundo bimestre - 2010.

1
Aula 19/04/2010

Bibliografia:
Introdução ao Manual de Economia
Diva Benevides e outros - Ed. Saraiva.
É recomendável a aquisição da bibliografia indicada.

4 - Funcionamento do Mercado

4.1 Introdução

Atualmente, muito se fala sobre o mercado: que o mercado determina isso ou aquilo, que o
mercado não permite que um governo tome uma ou outra medida, etc... Neste contexto, o que
buscamos entender é:

O que é o mercado?
Como ele funciona?

4.2 Teoria Elementar da Demanda

Visão simplificada do problema

Demanda Individual

Quantidade de determinado bem ou serviço que o consumidor deseja adquirir em certo período
de tempo.

2 elementos principais

 Desejo de adquirir
 Fluxo por unidade de tempo
A teoria da demanda é derivada de hipóteses sobre a escolha do consumidor entre diversos bens
que seu orçamento permite adquirir.

Dado um nível de renda, o consumidor procurará distribuir seu orçamento (renda) entre os
diversos bens e serviços de forma a alcançar a melhor combinação possível, ou seja, aquela que
lhe trará maior nível de satisfação.

Principais determinantes da demanda individual:

 Preço do bem
 Preços dos outros bens
 Renda do consumidor
 Gosto ou preferência do indivíduo

1
Introdução às Ciências Econômicas - Prof. Carlos Alberto Reis - Notas de Aulas – Segundo bimestre - 2010.1

Matematicamente,

Dx = f(Px, P1, P2, ..., Pn-1, R, G)

Onde

 Dx = a demanda do bem x;

 Px = o preço do bem x;

 Pi = o preço dos outros bens, i=1, 2,..., n-1

 R = renda

 G = preferências

Para estudar a influência de cada fator sobre a demanda é necessário fazer uma simplificação,
que é considerar cada efeito, cada variável, separadamente, fazendo a hipótese de que tudo o
mais permaneça constante.

Esta hipótese é também conhecida como a cláusula do coeteris paribus.

Assim, considerando que a quantidade demandada depende apenas do preço do bem, teríamos
que:

Dx = f(Px) :Tudo o mais permanecendo constante

4.2.1 Relação entre a quantidade demandada e o preço do bem

- Normalmente a relação é inversa entre o preço do bem e a quantidade demandada deste bem.

Quando o preço do bem cai, este fica mais barato em relação a seus concorrentes e, portanto, os
consumidores deverão aumentar seu desejo de comprá-lo. Além disso, quando o preço do bem
cai, o agente fica mais rico em termos reais, e aumenta suas demandas. Logo:

Px Dx

Px Dx

2
Introdução às Ciências Econômicas - Prof. Carlos Alberto Reis - Notas de Aulas – Segundo bimestre - 2010.1
Curva de Demanda

Curva mostrando a relação entre o preço do bem e a quantidade desse bem que o consumidor
está disposto a adquirir em certo período de tempo, tudo o mais constante.

Um ponto na curva nos mostra a combinação de preço e quantidade.

Logo, a curva de demanda nos dá o conjunto de todas as combinações possíveis entre preços e
quantidades.