Sie sind auf Seite 1von 2

O homem curvado

Se equilibra sobre uma pequena escada

Nas costas um estojo de preciosidades

Talvez sem valor nenhum

O corpo coberto de lama

Que aumenta o seu peso franzino

Mas, pelo menos, ele calça um sapato

Daquela marca americana

Pra sair

A unha com um furo

Efeito do alicate

Da pressão sobre o minguinho

O pedido dos nomes

Em meio ao olhar distraído do homem sisudo

Que talvez denuncie que ele pensa que precisa buscar a filha no colégio

O gesto contorcido do homem do dedo quase chato

Não ameniza os movimentos dispendiosos de quem cumpre a burocrática obrigação

Mas não temos todo tempo do mundo

A menina talvez esteja na saída da escola