Sie sind auf Seite 1von 1

Anorexia Nervosa e Bulimia Nervosa são dois dos transtornos alimentares mais comumente reconhecidos

clinicamente identificados entre as pessoas, representando dois terços dos casos individuais afetados. Essas pessoas
são excessivamente atentas em engordar e fazem restrições extremas em seus planos alimentares, a fim de evitar o
ganho de peso. Se houver uma falha em manter sua dieta da maneira esperada devido a alguma razão, eles ficam
muito irritados, perturbados e atingem um estado psicologicamente perturbado. Embora esses dois termos pareçam
muito semelhantes entre si, existem muitas diferenças entre eles. A principal diferença entre Anorexia Nervosa e
Bulimia Nervosa é que a Anorexia Nervosa envolve a fome de propósito, enquanto a Bulimia Nervosa é caracterizada
por compulsão alimentar seguida de purgação.
O que é Anorexia Nervosa? Anorexia Nervosa é um tipo de transtorno alimentar em que indivíduos
afetados tendem a evitar alimentos devido ao medo de ganhar peso. Embora exista uma predominância significativa
na população feminina, os adolescentes são conhecidos por serem a faixa etária mais vulnerável. As principais
características clínicas dessa condição incluem pensamentos ansiosos a respeito de engordar, vendo-se obesos,
mesmo que estejam emaciados, e recusando-se a manter um peso corporal ideal para a idade e a altura. As pessoas
que sofrem desse distúrbio tentam perder peso de várias maneiras extremas, como exercício prolongado para queimar
gordura, evitar alimentos que contenham carboidratos e gorduras, usar laxantes ou diuréticos e cortar alimentos em
pequenos pedaços, o que reduz a ingestão total de alimentos. Além disso, pessoas anoréxicas são consideradas
perfeccionistas e introvertidas a maior parte do tempo e têm um histórico de manter relações ruins com os outros.
Frequentemente sofrem de baixa autoestima, ansiedade e depressão. Mais importante, quando as pessoas ao seu redor
questionam sobre o estranho padrão de refeições e comportamento, elas tendem a se tornar extremamente rudes,
irritadas e irritadas. Portanto, eles geralmente são reservados sobre seus estilos de vida e preferem ficar sozinhos e
isolados.
Embora a causa exata da Anorexia Nervosa ainda não tenha sido identificada, acredita-se que seja um distúrbio
associado à cultura, ocupação, história familiar, relacionamento, eventos negativos na vida e situações estressantes.
O que é Bulimia Nervosa? Bulimia refere-se a um distúrbio alimentar que é caracterizado por compulsão alimentar
(comer uma grande quantidade de alimentos em um curto período de tempo), que é seguido pela purga, a fim de
evitar o ganho de peso. Adolescentes e mulheres são o grupo de pessoas mais afetado. Bulimia muitas vezes começa
durante o início dos anos vinte e duram até a idade adulta como um distúrbio crônico. As principais causas são
conhecidas como história familiar positiva, questões sociais e traços de personalidade. Um paciente é mais vulnerável
a ter a doença se os membros da família são obesos ou têm distúrbios alimentares. Alguns outros fatores que
favorecem esta condição incluem carreira que enfatiza sobre o tamanho do corpo (bailarina, modelos), o desejo de
imitar pessoas de mídia que têm corpos esbeltos, perfeccionismo (querendo que a vida seja perfeita e se preocupe
com coisas pequenas) ou eventos estressantes da vida. Pessoas com bulimia são muito conscientes sobre seu peso e
forma do corpo, e eles tentam manter planos de dieta rigorosa para perder peso. Mas quando ficam com fome ao
longo do tempo depois de um longo período de fome, eles tendem a comer compulsivamente. Mas os sentimentos de
vergonha, culpa, angústia e preocupação com o ganho de peso acabarão por fazê-los desaparecer.
Eles também podem tentar usar laxantes, enemas e diuréticos. Esses indivíduos afetados geralmente não são magros,
mas são normais em tamanho corporal.
As principais conseqüências da doença incluem distúrbios gengivais, cárie dentária e perda de esmalte dentário
devido ao ácido na boca, como resultado de vômitos freqüentes, osteoporose (devido à purgação), problemas renais,
problemas cardíacos e até a morte.