Sie sind auf Seite 1von 20

Doçaria Conventual

Designa-se por doçaria conventual os doces preparados nos conventos ou mosteiros,


caracterizados por serem, na sua maioria, compostos por grandes quantidades de açúcar e gemas de
ovos. Pensa-se que esta doçaria terá tido origem no século XV, época em que o açúcar entrou na
tradição gastronómica dos conventos, após a colonização da ilha da Madeira, local onde se passou a
cultivar a cana-de-açúcar.
O expoente máximo desta doçaria requintada e imaginativa desenvolveu-se nos conventos
femininos, onde sempre foi comum as freiras intercalarem os momentos de oração com os momentos de
devoção à arte culinária, nela jogando não só muita da sua influência, como da reputação do próprio
convento.
Na obra O Dia do Terramoto de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada, que explorámos em
Área Projecto, é referido, no capítulo XV, “No Convento”, o facto de nos conventos do século XVIII
se confeccionar doçaria requintada. Partindo dessa informação, os alunos do 6.ºB decidiram recolher
receitas da doçaria conventual e compilá-las neste pequeno trabalho. Esperamos que gostem e que,
sobretudo, confeccionem e saboreiem algumas das iguarias seleccionadas…

1
Aletria
Ingredientes:

175 gramas de açúcar


150 gramas de aletria
25 gramas de manteiga
5 gemas
1/2 litro + 1 dl de leite
1 casca de limão
1 pau de canela
1 pitada de sal

Confecção:

Levar 1/2 litro de leite ao lume e fazê-lo ferver. Juntar o sal, a casca do limão, o pau de canela, a
manteiga e o açúcar. Juntar a aletria, partida com as mãos. Mexa e deixe cozer. Dissolva as gemas no decilitro
de leite. Retire a panela do lume e incorpore-lhe a mistura das gemas, deixando cair em fio e mexendo sempre.
Levar ao lume e deixar aquecer bem, sem deixar ferver. Deitar em pratos ou travessas e polvilhar com
canela a gosto.

Barriga de Freira
Ingredientes:

250 gramas de pão-de-ló


500 gramas de açúcar
125 gramas de amêndoa
9 gemas
1 ovo

2
Confecção:

Leva-se o açúcar ao ponto de pasta. Corta-se o pão-de-ló em fatias e dispõe-se numa travessa, cobrindo
com metade do açúcar em ponto.
Pela-se as amêndoas passando-as pela máquina. Em seguida, junta-se ao açúcar restante, deixa-se ferver um
pouco.
Tira-se do lume, deixa-se arrefecer e junta-se as gemas bem batidas com o ovo inteiro. Mistura-se muito
bem e volta ao lume brando. Mexe-se até engrossar. Retira-se a confecção do lume e deita-se por cima das
fatias do pão-de-ló, cobrindo tudo.
Polvilha-se com canela e guarnece-se com cerejas cristalizadas.

Como fazer o ponto de pasta:


Põe-se ao lume um tacho com meio quilo de açúcar dissolvido em meio litro de água. Não se mexe.
Vai-se vendo com a colher de pau. Enquanto a calda escorrer pela colher de pau para o tacho, ainda não
está no ponto. Atinge o ponto quando começa a aderir à colher uma pequena quantidade de calda.

Bolo de Passas com Doce de Frutos

Ingredientes:

1 cálice de aguardente
1 cálice de vinho fino
1 limão
1 pitada de canela em pó
200 gramas de passas
250 gramas de açúcar
250 gramas de farinha c/ fermento
260 gramas de manteiga
4 colheres (sopa) de açúcar queimado
5 colheres (sopa) de doce de frutos
6 ovos

Confecção:
Bata a manteiga com metade do açúcar até obter um creme regular e volumoso. Adicione as gemas,
uma a uma, e bata bem. À parte, misture o açúcar queimado com as passas, a canela, o doce, a aguardente, o

3
vinho e o sumo de limão. Misture os dois preparados e, aos poucos, adicione a farinha peneirada alternando
com as claras, batidas em castelo com o restante açúcar.
Deite numa forma forrada com papel vegetal untado com manteiga. Leve ao forno pré-aquecido a
180° C, durante cerca de 50 minutos. Tire do forno e, passados 10 minutos, desenforme e deixe arrefecer sobre
uma rede.

Donas Amélias
Ingredientes:

250 gramas de açúcar


4 a 5 gemas de ovos
2 a 3 claras (batidas em neve)
100 gramas de manteiga (derretida e fria)
100 gramas de farinha de milho (o mais peneirada possível)
meia colher (de sopa) de canela em pó
3 colheres (de sopa) de mel de cana
50 gramas de passas
25 gramas de cidrão (picado muito fino)
raspa de meio limão pequeno, 1 pitada de sal e meia colher (de café) de noz--moscada

Confecção:

Bate-se o açúcar com as gemas até formar uma massa presa, juntando-se depois a canela, as passas, o
cidrão, a noz-moscada, a raspa de limão e o sal. Bate-se mais algum tempo, e quando estiver bem ligado, junta-
se a manteiga derretida e fria, de seguida, as claras batidas em neve, e, por último, a farinha e o mel.
Sempre que se junta qualquer dos ingredientes mencionados,
bate-se a massa a fim de os ligar.Vaza-se a massa em pequenas formas (untadas e polvilhadas) e vão ao forno ,
não muito quente, em tabuleiros.Quando cozidos, retiram-se das formas e polvilham-se
com açúcar refinado.

Encharcada do Convento de Santa Clara

Ingredientes:
22 ovos

4
750 gramas de açúcar
canela q.b.

Confecção:

Leva-se o açúcar ao lume com 2 dl de água e deixa-se ferver até fazer ponto de pérola muito fraco.
Entretanto, batem-se as gemas. Estando a calda no ponto, deitam-se-lhe dentro as gemas batidas, lentamente,
em movimentos circulares e através de um passador de rede. Deixa-se cozer a encharcada, espetando-a com
uma espátula, dos lados para o meio, para evitar que ganhe crosta.
Retira-se a encharcada do lume quando os ovos estiverem cozidos, mas ainda com um pouco de calda.
Os ovos ficam com o aspecto de trouxas de ovos partidas em bocadinhos.
Deita-se num prato fundo, polvilha-se com canela e leva-se a encharcada a forno bem quente só para
tostar.

Lampreia de Ovos
Ingredientes para os fios de ovos:
60 gemas
5 claras
1 kg de açúcar

Ingredientes para os ovos moles:


175 gramas de açúcar
12 gemas
1 clara

Ingredientes para a espécie:


250 gramas de amêndoas
açúcar para caramelo
glacê de açúcar branco

Confecção:
Preparam-se 3 dúzias de ovos em fio e 2 dúzias em trouxas, juntado-lhes amêndoas peladas e raladas.
Leva-se em lume brando até engrossar. Para fazer a lampreia: dispõe-se um terço dos fios de ovos na travessa,
até lhes dar forma de lampreia. Por cima da lampreia, deita-se o preparo dos ovos-moles e amêndoa, cobrindo-se
com mais fios de ovos. Ponha as «capas» das trouxas sobre o preparo anterior, sobrepondo-as e moldando-as,
até se parecer com uma lampreia. A cauda terá menos volume que a cabeça. Faça caramelo e deite sobre o corpo

5
da lampreia e, com a glacê de açúcar branco desenhe os olhos, a boca e «escamas» na cauda. Pode, ainda,
colocar cerejas cristalizadas nos olhos e cidrão a imitar a língua.

Morgado de Amêndoas
Ingredientes:

250 gramas de amêndoas


250 gramas de açúcar
meia chávena de chá de doce de chila
1 chávena de fios de ovos (bem cheia)
1 chávena de ovos moles espessos
125 g de açúcar em pó
massa de amêndoa para enfeitar
pérolas prateadas
farinha

Confecção:

Pela-se a amêndoa escaldando-a com água a ferver, enxuga-se com um pano e deixa-se secar ao sol ou em
forno quente com a porta aberta. Depois de seca passa-se a amêndoa 4 ou 5 vezes pela máquina de ralar de
modo a ficar finíssima. Leva-se o açúcar ao lume com 1,5 dl de água e deixa-se ferver até se obter ponto de
pasta. Adiciona-se a amêndoa ralada e, sobre lume muito brando e mexendo sempre, deixa-se cozer até se
aperceber o fundo do tacho, isto é, até fazer ligeiramente estrada. Retira-se o preparado do lume e deita-se
sobre a pedra da mesa previamente polvilhada com farinha ou untada com óleo de amêndoas doces.
Deixa-se a massa de amêndoas arrefecer um pouco e, logo que seja possível mexer-lhe, amassa-se. Este
trabalho faz-se mais facilmente dividindo-se a massa em 3 partes e amassando cada parte separadamente.
Quando pronta, a massa deve ser finíssima. Geralmente deixa-se ficar assim até ao dia seguinte.
Volta a trabalhar-se a massa e retiram-se dois terços de porção. Volta-se um tabuleiro ao contrário,
polvilha-se com farinha e sobre este tabuleiro, que apenas serve de suporte, estende-se a massa em círculo.
Começa-se então a puxar os lados para cima, dando-lhe a forma de uma tigela com os bordos baixos (3 dedos de
altura). No Algarve diz-se que se fez a «alcofa». A massa do fundo deve ficar bastante mais espessa do que a
massa que forma os lados. O esticar e moldar da massa pode ser ajudado com uns pós (poucos) de farinha e as
mãos devem ser lavadas e enxutas várias vezes.
Feita a «alcofa», coloca-se dentro uma camada de doce de chila bem espalhada. Sobre esta dispõem-se os fios de
ovos e finalmente os ovos-moles. A «alcofa» deve ficar bem cheia.
Com a massa que resta molda-se um círculo que servirá de tampa. Este círculo deve ter sensivelmente a

6
espessura do fundo e o diâmetro da «alcofa». Viram-se os bordos das paredes do morgado sobre os ovos moles e
fecha-se o bolo com o círculo de massa. Com uma faca molhada em água (fria ou quente) alisa-se a massa da
tampa na parte do remate, de modo a torná-lo imperceptível. O morgado tem agora a configuração de um queijo
da serra. Espera assim cerca de duas horas.
Tal como se faz ao queijo da serra, contorna-se o morgado com uma tira de pano de 3 dedos de largura e
ata-se para impedir que o morgado abra ao cozer. Pincela-se com clara de ovo.
Leva-se o bolo a forno esperto até adquirir uma cor ligeiramente dourada. A superfície ganha geralmente
algumas bolhas. Retira-se o morgado do forno e deixa-se arrefecer. Bate-se o açúcar em pó (mais vulgarmente
conhecido por açúcar inglês) com um pinguinho de água ou um pouco de clara de ovo, até se obter um
preparado espesso que se aplica com o pincel na parte superior e nos lados do morgado.
Deixa-se secar, não completamente e enfeita-se o morgado com flores ou outros motivos feitos com massa
de amêndoa, pérolas prateadas, e contorna-se com uma franja tripla de papel de seda, de papel cristal e de
papel celofane.

Orelhas de Abade
Ingredientes:

500 gramas de farinha de trigo


8 ovos
60 gramas de manteiga sem sal
15 gramas de fermento de padeiro
óleo q.b. para fritar
mel líquido q.b. ou calda de açúcar
canela em pó q.b.

Confecção:

Amassa-se tudo muito bem e deixa-se levedar durante 2 horas. Passado este tempo deita-se a massa numa
mesa polvilhada com farinha e com o rolo estende-se até ficar muito fina. Corta-se do tamanho que se quiser e
fritam---se em azeite quente, dando-lhe então com um garfo a forma de uma orelha.
Depois de fritos passam-se por mel líquido, ou calda de açúcar e polvilham-se com canela.

Ovos Moles
Ingredientes:
7
500 g de açúcar
26 gemas
canela em pó
Confecção:

Leve ao lume o açúcar com 2,5 dl de água. Deixe ferver até a calda atingir o ponto de pasta. Retire do
lume e deixe arrefecer. Deite as gemas numa tigela e misture-as devagar com um garfo. Incorpore-as na calda e
leve de novo ao lume, misturando constantemente com um batedor manual de varas até as gemas cozerem sem
ferver demasiado. Junte-lhe uma pitada de canela e misture bem.
Coloque o doce numa travessa ou em taças individuais e polvilhe com canela.

Pão-de-Ló
Ingredientes:

250 gramas de açúcar


4 claras
6 gemas
75 gramas de farinha

Confecção:

Bata muito bem os ovos com o açúcar, e vá juntando aos poucos a farinha, continuando sempre a bater.
Leve a cozer ao forno numa forma bem untada com manteiga e forrada de papel.
Retire do forno apenas quando, ao espetar um palito na massa, ele sair seco.

Pão de Rala
Ingredientes:
500 gramas de açúcar
3 dl de água
500 gramas de amêndoa
250 gramas de doce de chila
farinha q.b.
250 gramas de fios de ovos

8
24 gemas
1 limão (raspas)
meia chávena de ovos moles

Confecção:

Leva-se o açúcar e a água ao lume, e quando obtiver o ponto de fio, junta-se a amêndoa pelada e raspada.
Mantém-se em lume brando até obter uma massa espessa, e juntam-se, já fora do lume, as gemas e a raspa da
casca de limão. Leva-se novamente a lume brando, e retira-se do lume quando obtiver o ponto de estrada.
Deixa-se arrefecer e estende-se em forma de rodela, com um rolo e um pouco de farinha, sobre um fundo
amovível. No centro dispõem-se, em monte e em camadas sucessivas, os fios de ovos e a chila, previamente
incorporada nos ovos-moles. Cobre-se, puxando a massa e dá-se-lhe o feitio de broa. Unta-se um tabuleiro,
polvilha-se com farinha e coloca-se nele o pão de rala, para o levar a cozer em forno médio. Tira-se do tabuleiro
apenas quando estiver completamente frio.

Papos de Anjo
Ingredientes:

12 gemas
400 gramas de açúcar
1 copo 1/2 de água
margarina para untar as forminhas

Confecção:

Passe as gemas por uma peneira. Bata com a batedeira por 20 minutos. Enquanto isso, unte 12
forminhas com a manteiga. Use um pincel. Encha as forminhas até metade e leve ao forno, em banho-maria,
por 20 minutos.
Faça uma calda em ponto de fio com o açúcar e a água. Retire os doces das formas e coloque-os dentro da
calda. Deixe cozinhar em lume brando por uns 20 minutos. Retire do lume e deixe arrefecer. Coloque os doces
numa compoteira e cubra com a calda. Eles também podem ser fervidos até que a calda seque quase totalmente.
Deverão ser colocados ao sol para secar. Com esse procedimento eles ficam "crocantes" por fora e
deliciosamente húmidos por dentro. Deverão ser colocados ao sol para secar. Com esse procedimento eles ficam
"crocantes" por fora e deliciosamente húmidos por dentro.

9
Pastéis do Lorvão
Ingredientes:

460 gramas de açúcar


120 g de miolo de amêndoa
3 dl de água
12 gemas e 2 claras
2 colheres de sopa de farinha
raspa de 1 limão
1 colher de chá de manteiga
canela a gosto

Confecção:

Leva-se o açúcar e a água ao lume a fazer ponto de espadana; depois junta-se-lhe a amêndoa passada
pela máquina e a seguir a farinha. Mexe-se sempre, retira-se do lume (deve ferver pouco tempo) e deixa-se
arrefecer, juntando-se depois as gemas e as claras batidas. Por fim, junta-se o limão e a canela. Deita-se este
doce em forminhas mal cheias, untadas de manteiga e polvilhadas com farinha. Levam-se a cozer ao forno.

Pastéis de Nata
Ingredientes da Massa :

1 pitada de sal
250 gramas de
manteiga
300 gramas de farinha
água q.b.

Ingredientes do Recheio :

10
5 dl de natas
9 colheres (sopa) de açúcar
9 gemas

Confecção:

Misture a farinha e o sal, diluído na água, ligando bem os ingredientes. Divida a margarina em três
porções. Estenda a massa, espalhe sobre ela uma das porções da margarina e enrole; repita esta operação mais
duas vezes até se esgotar a margarina e deixe repousar durante 20 minutos. Corte a massa em fatias, com cerca
de 2 cm de espessura, e cubra com elas as formas para pastéis; para tal, coloque uma fatia em cada forma e
espalhe depois a massa com o polegar.
Entretanto, prepare o recheio. Leve ao lume, em banho-maria, as gemas batidas com o açúcar e as
natas até o preparado engrossar. Deixe arrefecer e deite 1 colher (sobremesa) de recheio em cada forma. Leve as
formas ao forno, durante cerca de 25 minutos, até os pastéis ficarem cozidos e tostados.

Pescoço de Freira
Ingredientes:

500 gramas de açúcar


500 gramas de amêndoa ralada
50 gramas de manteiga
14 gemas de ovos
folhas de obreia
manteiga q.b.
300 gramas de açúcar (para a calda)

Confecção:

Leve o açúcar a ponto de pérola e depois misture a amêndoa ralada, a manteiga e as gemas de ovos. Leve
novamente ao lume para as gemas cozerem e depois deixe arrefecer a massa. Humedeça folhas de obreia com
clara de ovo, recheie e enrole.
Faça uma calda com açúcar e água até atingir o ponto de pasta. Passe os pescoços de freira por esta calda
e deixe secar em cima de uma tábua de madeira untada com manteiga.

11
Pudim do Abade de Priscos
Ingredientes:

500 gramas de açúcar para o pudim


200 gramas para o caramelo
1 pau de canela
1 casca de limão
50 gramas de toucinho fresco
15 gemas
1 cálice de vinho do Porto

Confecção:

Com o açúcar faz-se um caramelo com que se reveste interiormente uma forma de pudim que tenha tampa.
Deita-se o açúcar, a canela, a casca de limão e o toucinho cortado em tirinhas num recipiente, rega-se com
5 dl de água, leva-se ao lume e deixa-se ferver até fazer ponto de fio. Fora do lume, retiram-se da calda a
canela e a casca de limão e juntam-se as gemas desfeitas no vinho. Deita-se o preparado na forma, tapa-se e
leva-se a cozer no forno bem quente, em banho-maria, durante cerca de 1 hora. Deixa-se o pudim arrefecer e
desenforma-se ainda um pouco morno.

Queijadas de Requeijão
Ingredientes para o recheio:
500 gramas de requeijão
3 ovos inteiros
3 gemas
375 gramas de açúcar
50 gramas de manteiga
2 colheres (sopa) de farinha
1 colher (chá) de canela

Ingredientes para a massa:


125 gramas de farinha
1 ovo
meia colher (sopa) de manteiga
meia colher (sopa) de banha

12
Confecção:
Prepara-se a massa trabalhando os ingredientes citados e amassando-os com cerca de 0,5 dl de água tépida
temperada com sal. Depois de trabalhada, bate-se muito bem a massa e deixa-se repousar.
Passa-se o requeijão pelo passador e, mexendo muito bem, junta-se-lhe os restantes ingredientes. Com a
ajuda do rolo, estende-se a massa muito fina.
Desta massa cortam-se rodelas com cerca de 8 cm de diâmetro, com as quais se forram forminhas de queques
untadas e polvilhadas. Enchem-se com recheio de requeijão e levam-se a cozer em forno moderadamente quente.
Nota:Com os ingredientes indicados para o recheio pode fazer-se um bolo grande.

Toucinho-do-Céu
Ingredientes:
500 g de açúcar
125 g de amêndoas
125 g de doce de chila
20 gemas de ovos
2 colheres de sopa de farinha
margarina

Confecção:
Pelam-se e ralam-se as amêndoas. Leva-se o açúcar ao lume com um copo de água e deixa-se ferver até se
obter o ponto de fio. Junta-se o doce de chila e deixa-se ferver mais 2 a 3 minutos. Adicionam-se as amêndoas
raladas, que devem estar bem enxutas, e leva-se novamente ao lume para fazer um ponto de estrada muito
fraco (o fundo do tacho deve ver-se muito rapidamente). Retira-se o doce do lume e, depois de arrefecer um
pouco, juntam-se as gemas, que engrossarão um pouco sobre o lume, sem que no entanto o doce ferva. Deixa-se
arrefecer ligeiramente. Unta-se com margarina e polvilha-se com farinha um forma rectangular ou quadrada,
com cerca de 1,5 litros de capacidade. Espalha-se uma colher de farinha sobre o fundo da forma e deita-se
dentro o doce. Polvilha-se a superfície com a outra colher de farinha e leva-se a cozer em forno bem quente. O
toucinho-do-céu está cozido quando se lhe introduzir uma faca e esta sair quente e limpa. Desenforma-se.
Sacode-se o excesso de farinha, corta-se o toucinho-do-céu em fatias, passam-se por açúcar pilé e guardam-se
numa caixa forrada com papel de seda recortado com a tesoura.

Torta de Laranja
Ingredientes:

13
10 ovos
o mesmo peso dos ovos em açúcar
2 colheres de sopa de farinha maizena (amido de milho)
raspa da casca de 2 laranjas
sumo de 2 laranjas

Confecção:
Liga-se o forno a uma temperatura média. Unta-se um tabuleiro com margarina, forra-se de papel
vegetal e volta-se a untar com margarina. Batem-se todos os ingredientes com um garfo até formar bolhas.
Vaza-se no tabuleiro e leva-se ao forno, subindo nessa altura a temperatura do forno.
Quando começa a cheirar a cozido, testa-se com um palito, se o palito sair seco a massa está cozida. Numa
mesa coloca-se um pano limpo e polvilha-se com açúcar, vira-se por cima a torta e retira-se de imediato o papel
vegetal. Enrola-se a torta com a ajuda do pano e deixa-se assim repousar dentro do pano por algum tempo
antes de transferir para uma travessa para não se partir.

Toucinho-do-Céu de Murça
Ingredientes:
500 g de açúcar
125 g de amêndoas
125 g de doce de chila
20 gemas de ovos
2 colheres de sopa de farinha
margarina

Confecção:

Pelam-se e ralam-se as amêndoas. Leva-se o açúcar ao lume com um copo de água e deixa-se ferver até se
obter o ponto de fio. Junta-se o doce de chila e deixa-se ferver mais 2 a 3 minutos. Adicionam-se as amêndoas
raladas, que devem estar bem enxutas, e leva-se novamente ao lume para fazer um ponto de estrada muito
fraco (o fundo do tacho deve ver-se muito rapidamente). Retira-se o doce do lume e, depois de arrefecer um
pouco, juntam-se as gemas, que engrossarão um pouco sobre o lume, sem que no entanto o doce ferva. Deixa-se
arrefecer ligeiramente. Unta-se com margarina e polvilha-se com farinha um forma rectangular ou quadrada,
com cerca de 1,5 litros de capacidade. Espalha-se uma colher de farinha sobre o fundo da forma e deita-se
dentro o doce. Polvilha-se a superfície com a outra colher de farinha e leva-se a cozer em forno bem quente. O
toucinho-do-céu está cozido quando se lhe introduzir uma faca e esta sair quente e limpa. Desenforma-se.

14
Sacode-se o excesso de farinha, corta-se o toucinho-do-céu em fatias, passam-se por açúcar pilé e guardam-se
numa caixa forrada com papel de seda recortado com a tesoura.

Trouxas-de-Ovos
Ingredientes:
18 gemas
2 claras
1 kg de açúcar
3 dl de água

Confecção:
Leva-se o açúcar ao lume com 3 dl de água e deixa-se ferver até fazer ponto de fio. Entretanto, passam-se
as gemas por um passador fino e misturam-se com as claras, apenas para ligar os dois elementos. Estando o
açúcar em ponto de fio, retira-se o tacho do lume, deita-se imediatamente no meio um pouco de mistura de ovos
(um cálice pequeno). Leva-se o tacho a lume forte, e com uma escumadeira retira-se a placa logo que os ovos
tenham coagulado. Coloca-se a placa de ovos sobre uma peneira, a escorrer. Borrifa-se a calda com água fria,
sempre que for necessário para manter a densidade do xarope, e coze-se toda a mistura de ovos do mesmo modo.
Para armar as trouxas, sobrepõem-se duas placas, ficando a parte brilhante virada para baixo. Aparam-se os
lados com uma faca e colocam-se as aparas sobre o meio das placas. Enrolam-se as trouxas na forma
tradicional. Servem-se regadas com calda de açúcar.

Sardinhas Doces de Trancoso


Ingredientes da massa:

1 ½ chávena de chá com azeite


250g de farinha de trigo
2 ovos
1 ½ colher de chá com canela
1 pitada de sal fino
água q.b. para amassar
raspa de meio limão

15
Ingredientes para o recheio:

300gramas de açúcar
8 gemas batidas
200 gramas de miolo de amêndoa pelada
Água q.b.

Ingredientes para a cobertura:


5oo gramas de açúcar
1 tablete de chocolate de cobertura (400g)
1lt de água

Confecção da massa:

Coloque a farinha num alguidar com a canela, aqueça o azeite e a água (a ferver) e deite-os assim sobre a
farinha, para a escaldar, e mexa imediatamente muito bem com uma colher de pau. Junte os ovos e comece a
amassar. Acrescente um ovo se a massa estiver muito espessa, caso contrário acrescente farinha, até obter uma
massa fofa e moldável. Faça uma bola, embrulhe-a num pano e deixe descansar.

16
Índice

Aletria

Barriga de Freira

Bolo de Passas com Doce de Frutas

Donas Amélias

Encharcada do Convento de Santa Clara

Lampreia de Ovos

Morgado

Orelhas de Abade

Ovos Moles

Pão-de-Ló

Pão de Rala

Papos de Anjo

Pastéis do Lorvão

Pescoço de Freira

Pudim do Abade de Priscos

Sardinhas Doces

Torta de Laranja

Toucinho do Céu

Trouxas de Ovos

17
18
19
20