Sie sind auf Seite 1von 32
GestãoGestão dede Grupos/EquipasGrupos/Equipas
GestãoGestão dede Grupos/EquipasGrupos/Equipas
Paulo Renato LOURENÇO
Paulo Renato LOURENÇO
FPCE FPCE FPCE UNIVERSIDADE DE UNIVERSIDADE DE UNIVERSIDADE DE COIMBRA COIMBRA COIMBRA
FPCE
FPCE
FPCE
UNIVERSIDADE DE
UNIVERSIDADE DE
UNIVERSIDADE DE
COIMBRA
COIMBRA
COIMBRA
Paulo Renato LOURENÇO FPCE FPCE FPCE UNIVERSIDADE DE UNIVERSIDADE DE UNIVERSIDADE DE COIMBRA COIMBRA COIMBRA

RoteiroRoteiro

RoteiroRoteiro Page 2
Page 3

Um Projecto….

Um Projecto…. Page 4

Duas “equipas”….

Duas “equipas”…. Page 5
Duas “equipas”…. Page 5

AA EquipaEquipa ee suassuas condiçõescondições dede existênciaexistência

AA EquipaEquipa ee suassuas condiçõescondições dede existênciaexistência Page 6

AA EquipaEquipa ee suassuas forçasforças impulsorasimpulsoras dede basebase

Condições Base InterdependênciaInterdependência AlvoAlvo ComumComum InteracçãoInteracção
Condições Base
InterdependênciaInterdependência
AlvoAlvo ComumComum
InteracçãoInteracção

Page 7

basebase Condições Base InterdependênciaInterdependência AlvoAlvo ComumComum InteracçãoInteracção Page 7

Grupo/EquipaGrupo/Equipa

SistemaSistema TarefaTarefa SistemaSistema SocioafectivoSocioafectivo Page 8
SistemaSistema TarefaTarefa
SistemaSistema SocioafectivoSocioafectivo
Page 8
Page 9

Liderar: Activar e manter as forças impulsoras e reduzir as restritivas

e manter as forças impulsoras e reduzir as restritivas criar condições para gerar e manter energia
criar condições para gerar e manter energia grupal, responsável pela emergência dos subsistemas fundadores de
criar condições para gerar e manter energia grupal, responsável pela
emergência dos subsistemas fundadores de um grupo/equipa, pelo seu
desenvolvimento e eficácia(s)
Page 11

EficáciaEficácia

Multidimensional
Multidimensional

Intersubjectiva

DIMENSÕES (potenciais) DA EFICÁCIA

Page 13

( BEAUDIN & SAVOIE, 1995; SAVOIE & BEAUDIN, 1995)

POLÍTICAPOLÍTICA (leg(legitiitimidmidaadede)) SOCIALSOCIAL (qualidade(qualidade dada experiênciaexperiência
POLÍTICAPOLÍTICA
(leg(legitiitimidmidaadede))
SOCIALSOCIAL
(qualidade(qualidade dada
experiênciaexperiência
grupalgrupal))
TAREFATAREFA
EficáciaEficácia
(rendimento)(rendimento)
PERENIDADEPERENIDADE
(sobrevivência)(sobrevivência)
Page 14

Um líder deve ter presente que….

A Eficácia possui múltiplas dimensões Gerir um grupo é gerir as suas eficácias Todas as
A Eficácia possui múltiplas dimensões
Gerir um grupo é gerir as suas eficácias
Todas as dimensões da eficácia são
importantes (embora possa ser-lhes atribuída importância distinta em
diferentes momentos da vida grupal - por exemplo, em função do nível ou fase
de desenvolvimento do grupo)
Page 16

Diferentes cenários de funcionamento de equipa…

AA equipaequipa estáestá muitomuito centradacentrada nono responsável.responsável. OsOs memmembrosbros
AA equipaequipa estáestá muitomuito centradacentrada nono responsável.responsável. OsOs memmembrosbros procuramprocuram obterobter oo seuseu apoioapoio ee perceberperceber quaisquais osos
comportamentoscomportamentos maismais valorizados.valorizados. AsAs relaçõesrelações estabelestabelecidasecidas entreentre osos membrosmembros sãosão cuidadosascuidadosas ee cordiais,cordiais, emboraembora
superficiaissuperficiais ÉÉ rararara aa manifestaçãomanifestação dede divergênciasdivergências entreentre osos membrosmembros dodo grupo.grupo. Vive-Vive-sese umum climaclima que,que, porpor vezes,vezes,
conduzconduz aa algumaalguma euforia,euforia, poispois todostodos sese percebempercebem comocomo iguaisiguais
ÉÉ visívelvisível aa diferençadiferença entreentre osos membrosmembros dada equipa.equipa. CadaCada membromembro
ÉÉ visívelvisível aa diferençadiferença entreentre osos membrosmembros dada equipa.equipa. CadaCada membromembro dada equipaequipa procuraprocura fazerfazer valervaler asas suassuas idideias/posiçõeseias/posições
mesmomesmo queque issoisso impliqueimplique entrarentrar emem confrontoconfronto comcom oo rresponsávelesponsável ouou comcom osos outrosoutros membros,membros, oo queque aconteceacontece comcom
frequência.frequência. AA equipaequipa funcionafunciona muitomuito comcom basebase emem subsubgrupos,grupos, constituídosconstituídos porpor membrosmembros queque têmtêm afinidadesafinidades entreentre si.si.
EstabelecemEstabelecem--sese relaçõesrelações dede confiançaconfiança entreentre osos membmembrosros dada
EstabelecemEstabelecem--sese relaçõesrelações dede confiançaconfiança entreentre osos membmembrosros dada equipaequipa ee entreentre estesestes ee oo responsável.responsável. ÉÉ crescrescentecente aa
percepçãopercepção dede interdependênciainterdependência porpor parteparte dosdos membrosmembros dada equipa,equipa, bembem comocomo oo esforçoesforço dede aceitaçãoaceitação ee integintegraçãoração dasdas
diferenças.diferenças. OO climaclima éé distendidodistendido ee aa comunicaçãocomunicação estáestá centradacentrada sobresobre aa tarefa,tarefa, osos objobjectivos,ectivos, ee aa melhormelhor formaforma dede osos
alcançaralcançar cooperativamente.cooperativamente. OsOs papéispapéis dede cadacada umum sãosão ((rere)aj)ajustadosustados (se(se necessário).necessário).
AA percepçãopercepção dede interdependênciainterdependência entreentre osos membrosmembros dada equipaequipa éé
AA percepçãopercepção dede interdependênciainterdependência entreentre osos membrosmembros dada equipaequipa éé claraclara ee valorizada.valorizada. OO climaclima éé dede elevadaelevada confiançaconfiança ee aa
diferençadiferença entreentre osos membrosmembros estimulaestimula oo envolvimentoenvolvimento ee aa cooperação.cooperação. CadaCada membromembro dada equipaequipa conhececonhece ee aceaceitaita oo
papelpapel ee aa influênciainfluência queque possuipossui nana mesma.mesma. AsAs divergdivergênciasências contribuemcontribuem positivamentepositivamente parapara oo desempenhodesempenho dada equipa,equipa,
aa qualqual estáestá emem condiçõescondições dede funcionarfuncionar comcom intervençintervençãoão mínimamínima dodo responsável.responsável.

FOCUS DAS PREOCUPAÇÕESDO GRUPO

DiferentesDiferentes fasesfases dede desenvolvimentodesenvolvimento

MIDG (Miguez & Lourenço, 2001)

Inclusão Aceitação de diferenças (re)Normalização AnsiedadeAnsiedade DependênciaDependência
Inclusão
Aceitação de diferenças
(re)Normalização
AnsiedadeAnsiedade
DependênciaDependência
SuperficialidadeSuperficialidade
CoesãoCoesão fusionalfusional
IndividualidadeIndividualidade
DiferençaDiferença
CompetiçãoCompetição
InsatisfaçãoInsatisfação
ParticipaçãoParticipação PositivaPositiva
EnvolvimentoEnvolvimento
PartilhaPartilha
((Re)ajustamentoRe)ajustamento
AutoAuto--regulaçãoregulação
CooperaçãoCooperação
ConfiançaConfiança
DiversidadeDiversidade IntegradaIntegrada
Fraco
SOCIOAFECTIVO
Forte

Page 18

Fraco

TAREFA FOCUS DAS PREOCUPAÇÕES DO GRUPO

Forte

Page 19

Page 19

LIDERAR:LIDERAR: QUEQUE QUALIDADES/COMPORTAMENTOSQUALIDADES/COMPORTAMENTOS DEVEDEVE UMUM LÍDERLÍDER POSSUIR?POSSUIR?

QUEQUE QUALIDADES/COMPORTAMENTOSQUALIDADES/COMPORTAMENTOS DEVEDEVE UMUM LÍDERLÍDER POSSUIR?POSSUIR? Page 20

FOCUS DAS PREOCUPAÇÕESDO GRUPO

FOCUS DA INTERVENÇÃO DO LÍDER

Liderar:Liderar: articulararticular fasesfases ee estilosestilos

FOCUS DA INTERVENÇÃO DO LÍDER

Page 21

Forte

TAREFA

Fraco

Fraco ← RELAÇÃO → Forte F1F1 E1E1 F2F2 E2E2 F3F3 E3E3 F4F4 E4E4 Fraco ←
Fraco ←
RELAÇÃO
→ Forte
F1F1
E1E1
F2F2
E2E2
F3F3
E3E3
F4F4
E4E4
Fraco ← FOCUS DAS PREOCUPAÇÕES DO GRUPO →
Forte
Fraco ←
RELAÇÃO
→ Forte

TAREFA

SínteseSíntese GlobalGlobal dodo ModeloModelo ConceptualConceptual

EstilosEstilos dede GestãoGestão Estruturador Transformador Orientador Interactivo
EstilosEstilos dede GestãoGestão
Estruturador Transformador Orientador Interactivo
ForçasForças ImpulsorasImpulsoras dede BaseBase Inclusão EficáciaEficácia Aceitação de diferenças Ansiedade
ForçasForças
ImpulsorasImpulsoras
dede BaseBase
Inclusão
EficáciaEficácia
Aceitação de diferenças
Ansiedade
Dependência
Superficialidade
(re)Normalização
Social
Desejo de
Inclusão
Euforia colectiva
Tarefa
Coesão fusional
Individualidade
Groupthink
Diferença
•Alvo comum
percepcionado e
valorizado
Imagem
Competição
Inquietação
Partic. Positiva
Perenidade
Insatisfação
Envolvimento
Partilha
Auto-regulação
(Re)ajustamento
Interdependência
Cooperação
Confiança
•Percepção de
Interdependência
Diversidade Integrada
Fraco ← FOCUS DAS PREOCUPAÇÕES DO GRUPO → ForteForte
TAREFA
•Interacção Regular
ProcessosProcessos (em(em desenvolvimento)desenvolvimento)
Comunicação, Decisão, Coesão,
Conflitos, Liderança, Normas….
FOCUS DAS PREOCUPAÇÕESDO GRUPO
SOCIOAFECTIVO → ForteForteFracoFraco
Page 23
Page 24
Page 25
Page 26
O líder deve acreditar que a expressão (e a gestão) da diferença constitui um processo
O líder deve
acreditar que a
expressão (e a gestão)
da diferença
constitui um
processo chave na
vida grupal e…
Deve ser digno da
CONFIANÇA nele
depositada
prenato@fpce.uc.pt FPCE FPCE FPCE UNIVERSIDADE UNIVERSIDADE UNIVERSIDADE DE COIMBRA DE COIMBRA DE COIMBRA Page
prenato@fpce.uc.pt FPCE FPCE FPCE UNIVERSIDADE UNIVERSIDADE UNIVERSIDADE DE COIMBRA DE COIMBRA DE COIMBRA
prenato@fpce.uc.pt
FPCE
FPCE
FPCE
UNIVERSIDADE
UNIVERSIDADE
UNIVERSIDADE
DE COIMBRA
DE COIMBRA
DE COIMBRA
FPCE FPCE FPCE UNIVERSIDADE UNIVERSIDADE UNIVERSIDADE DE COIMBRA DE COIMBRA DE COIMBRA Page 28

Gerindo ao “ritmo” do DG

ESTRUTURAÇÃOESTRUTURAÇÃO

ESTRUTURADORESTRUTURADOR

do DG ESTRUTURAÇÃOESTRUTURAÇÃO ESTRUTURADORESTRUTURADOR Dimensões da eficácia mais “relevantes”:

Dimensões da eficácia mais “relevantes”:

Social/Perenidade

UtilizeUtilize oo sistemasistema “tarefa”“tarefa” parapara desenvolverdesenvolver oo ““sociosocio--afectivoafectivo””

Ansiedade Dependência Superficialidade Coesão fusional

Explique os propósitos da Equipa

Explicite as fronteiras de influência da equipa

Estabeleça objectivos (utilize cronogramas,

etc.)

Explicite regras e procedimentos

(tarefas, comportamentos, reuniões e sua duração, etc)

Explicite os papéis e o contributo de cada um

Encoraje a participação e a diferença

Page 29
Page 29

Gerindo ao “ritmo” do DG

Gerindo ao “ritmo” do DG REENQUADRAMENTOREENQUADRAMENTO TRANSFORMADORTRANSFORMADOR Dimensões da eficácia mais

REENQUADRAMENTOREENQUADRAMENTO

TRANSFORMADORTRANSFORMADOR

Dimensões da eficácia mais “relevantes”:

Social/Perenidade

UtilizeUtilize oo sistemasistema “tarefa”“tarefa” parapara desenvolverdesenvolver oo ““sociosocio--afectivoafectivo””

Individualidade

Diferença

Competição

Insatisfação

Promova diferentes pontos de vista e encoraje a crítica, mas peça alternativas.

Mantenha-se focado no tempo e nos objectivos comuns

Valorize o indivíduo e as suas contribuições para o grupo (não oponha o

“eu” ao “nós”)

Permita que a divergência possa emergir, arbitre-a e recentre-a na tarefa

Promova o respeito pelos diferentes estilos e valores pessoais

possa emergir, arbitre-a e recentre-a na tarefa Promova o respeito pelos diferentes estilos e valores pessoais

Page 30

Gerindo ao “ritmo” do DG

REESTRUTURAÇÃOREESTRUTURAÇÃO

ORIENTADORORIENTADOR

do DG REESTRUTURAÇÃOREESTRUTURAÇÃO ORIENTADORORIENTADOR Dimensões da eficácia mais “relevantes”:

Dimensões da eficácia mais “relevantes”:

Tarefa/Reputação

UtilizeUtilize oo sistemasistema ““sociosocio--afectivoafectivo”” parapara potenciarpotenciar oo sistemasistema “tarefa”“tarefa”

Participação Positiva Envolvimento Partilha (Re)ajustamento

Use um estilo mais de apoio assente em relações de confiança

Desafie o grupo para conduzir a análise e resolução dos desacordos

(seja, sobretudo, mediador)

Mostre confiança nas capacidades cooperativas do grupo

Estimule e incentive a partilha e “partilhe a liderança” (delegue)

nas capacidades cooperativas do grupo Estimule e incentive a partilha e “partilhe a liderança” (delegue) Page

Page 31

Gerindo ao “ritmo” do DG

REALIZAÇÃOREALIZAÇÃO

INTERACTIVOINTERACTIVO

do DG REALIZAÇÃOREALIZAÇÃO INTERACTIVOINTERACTIVO Dimensões da eficácia mais “relevantes”:

Dimensões da eficácia mais “relevantes”:

Tarefa/Reputação

UtilizeUtilize oo sistemasistema ““sociosocio--afectivoafectivo”” parapara potenciarpotenciar oo sistemasistema “tarefa”“tarefa”

Auto-regulação Cooperação Confiança Diversidade Integrada

Possibilite à equipa a escolha do “seu próprio caminho”

Reforce a “mais-valia” cooperativa do grupo

Estimule e monitorize rotinas de auto- avaliação da equipa (tempo de reflexão)

Mostre que sente que o “grupo é

capaz” (confie e envolva o grupo em projectos de maior dimensão e mais desafiantes)

que o “grupo é capaz” (confie e envolva o grupo em projectos de maior dimensão e