Sie sind auf Seite 1von 18

Existem centenas de tipos de máfias: italianas, israelenses,

russas, japonesas, etc. Eleger a pior é virtualmente impossível.


Afinal, para se medir o nível de maldade, corrupção, sordidez,
brutalidade, etc, não existem, a meu ver, base, parâmetros,
escalas.
Porém, no extenso artigo que se segue (que traduzi DAQUI), você
verá uma máfia que é quase esquecida pela História. Não porque
não possui relevância, mas porque essa máfia financia sua
invisibilidade e a impõe a ferro e fogo. Provavelmente, é a mãe
de todas as máfias e, por isto, a verdadeira e mais poderosa de
todas.
Optei por dividir em dois posts por causa tanto da sua extensão
quanto do peso de sua contundência. Mergulhe nesse mundo
obscurecido pela vilania do cerne da hipocrisia humana.
FAB29
A cortina está agora a ser puxada para expor totalmente a máfia
Khazar e seu plano maligno para se infiltrar, tiranizar todo o
mundo e erradicar todas as religiões abraâmicas e permitir
apenas o seu Talmudismo babilônico, também conhecido como
Luciferianismo, Satanismo ou adoração do antigo Baal.
"O real lar dos judeus.
Khazaria, no Cáucaso, onde houve uma conversão em massa
ao Judaísmo no séc. 8.
Esses povos, sem nenhuma conexão com a ancestral "Israel",
subiram para o leste e oeste europeus -
e então, dirigiram-se para os EUA e Israel
para se tornar a atual população judaica.
(para ver a raça humana de joelhos)"
A História Secreta da demoníaca Máfia Khazariana
100-800 AD - uma sociedade incrivelmente má emerge em
Khazaria:
Khazarianos evoluíram para uma nação governada por um rei
depravado, que usava antigas artes negras babilônicas, ocultos
oligarcas servindo como sua corte. Durante este tempo,
Khazarianos tornaram-se conhecidos em países vizinhos como
ladrões, assassinos, bandidos de estrada e, para assumir a
identidade de quem viajava, eles assassinavam, como uma
prática profissional normal e modo de vida.
800 dC - O ultimato é entregue pela Rússia e outras nações
vizinhas:

JUDEUS = A MAFIA KHAZARIANA

Os líderes das nações vizinhas, especialmente a


Rússia, tiveram tantos anos de queixas pelos
cidadãos que, como um grupo, eles entregaram um
ultimato ao rei Khazar. Eles enviaram um
comunicado a ele, dizendo-lhe para escolher uma
das três religiões abraâmicas para o seu povo e
torná-la a religião oficial do Estado, exigindo que
todos os cidadãos khazarianos a praticassem, e
socializar todas as crianças khazarianas para praticar
essa fé.
Ao rei Khazar foi dada uma escolha entre o
Islamismo, o Cristianismo e o Judaísmo. O rei Khazar
escolheu o Judaísmo e prometeu permanecer
dentro dos requisitos estabelecidos pela
confederação circundante de nações lideradas pelo
czar russo. Apesar de seu contrato e promessa, o rei
Khazar e seu círculo íntimo de oligarcas continuaram
praticando o antigo babilônico de magia negra,
também conhecido como Segredo Satânico. Este
satanismo secreto envolve cerimônias ocultas que
caracterizam o sacrifício de crianças; depois de
"sangrá-las", bebendo seu sangue e comendo seus
corações.
O segredo obscuro e profundo das cerimônias
ocultas era que elas foram todas baseadas na antiga
adoração de Baal, também conhecido como o Culto
da Coruja. A fim de enganar a confederação de
nações lideradas pela Rússia que estava assistindo
Khazaria, o rei Khazar fundiu estas práticas de magia
negra-Luciferianas com o judaísmo e criou uma
religião satânico-híbrida secreta, conhecida como
Talmudismo Babilônico. Isto foi transformado para a
religião nacional de Khazaria e alimentou o mesmo
mal pelo que Khazaria foi conhecida por diante.
Infelizmente, os Khazarianos continuaram em seus
maus caminhos, roubando e matando aqueles de
países vizinhos que viajavam através de Khazaria.
Ladrões khazarianos, muitas vezes, tentaram
assumir as suas identidades após terem assassinado
esses visitantes, e tornaram-se mestres de disfarces
e identidades falsas - uma prática que eles têm
continuado até os dias de hoje, junto com suas
cerimônias ocultistas-sacrificiais de crianças, que
são realmente o antigo culto a Baal.
1200 AD - Rússia e as nações vizinhas viram o
suficiente e tomaram medidas:
Em 1200 AD, os russos levaram um grupo de nações
vizinhas à Khazaria e a invadiu, a fim de parar os
crimes khazarianos contra o seu povo, que incluíam
sequestro de suas crianças e menores, para suas
cerimônias de sacrifício de sangue para Baal. O rei
Khazar e sua corte interior de criminosos e
assassinos vieram a ser conhecidos como a Máfia
Khazariana (KM) pelos países vizinhos.
A Máfia Mãe
Os líderes khazarianos tinham uma rede de
espionagem bem desenvolvida através da qual eles
obtiveram aviso prévio e escaparam da Khazaria
para países europeus, a oeste, levando a sua vasta
fortuna em ouro e prata com eles. Eles
desapareceram e se reagruparam, enquanto
assumiam novas identidades. Em segredo, eles
continuaram seus satânicos sacrifícios rituais com
sangue de criança, e confiavam em Baal para dar-
lhes todo o mundo e todas as suas riquezas, como
eles alegaram que ele lhes havia prometido,
enquanto eles se mantivessem sangrando e
sacrificando crianças e bebês para ele.
O rei Khazar e sua corte mafiosa maquinaram uma
vingança eterna contra os russos e as nações
vizinhas que invadiram Khazaria e os tiraram do
poder.
A Máfia Khazariana invade a Inglaterra depois de ser
expulsa por centenas de anos:
Para realizar a sua invasão, eles contrataram Oliver
Cromwell para assassinar o rei Charles I e tornar a
Inglaterra segura para ser tomada novamente. Isso
iniciou as guerras civis inglesas, que se alastraram
por quase uma década, resultando no assassinato
da família real e de centenas da genuína nobreza
inglesa. Foi assim que a cidade de Londres foi alçada
à capital bancária da Europa e foi lançado o início do
Império Britânico.
A Máfia Khazariana (KM) decide se infiltrar e roubar
todo o mundo bancário, usando o babilônico “Black-
Magick”, também conhecido como o babilônico
“Money-Magick”, ou a arte secreta de fazer dinheiro
a partir do nada, também usando o poder da usura
perniciosa para acumular juros:
A KM usou sua vasta fortuna para entrar em um
novo sistema de operação bancária, com base no
negro segredo babilônico “Black-Magick” / “Money-
Magick”, que eles afirmavam ter aprendido com os
espíritos malignos de Baal, em troca de muitos
sacrifícios de crianças a ele.
Esse babilônico “Money-Magick” envolveu a
subestação de certificados de crédito de papel para
os depósitos de ouro e prata, que permitia a
viajantes viajarem com o seu dinheiro de uma
forma que oferecia uma substituição fácil e
poderiam ser facilmente perdidos ou roubados.
Interessante como o próprio problema que foi
iniciado pelos Khazarianos também tinha uma
solução fornecida por eles. Eventualmente, o rei
Khazar e sua pequena corte envolvente se
infiltraram na Alemanha com um grupo que
escolheu o nome "Os Bauers" da Alemanha para
representá-los e continuar seu sistema movido à
maldade de Baal. Os Bauers do Escudo Vermelho,
que patentearam o seu segredo à base de sangue
crianças sacrificadas, mudaram seu nome para
Rothschild (também conhecido como "criança do
refúgio, Satanás").
Família de banqueiros Rothschild
Os Rothschilds, como os homens de frente para a
Mafia Khazariana (KM), se infiltraram e
seqüestraram os bancos britânicos e depois
sequestraram toda a nação de Inglaterra:
Os Bauer / Rothschild tiveram cinco filhos que se
infiltraram e assumiram os bancos europeus e o
Sistema Bancário do centro da cidade de Londres
através de várias espertas operações secretas,
incluindo um relatório falso da vitória de Napoleão
contra os ingleses, quando, na verdade, ele perdeu.
Isto permitiu que os Rothschilds usassem a fraude e
o engano para roubar a riqueza da nobreza inglesa e
da aristocracia rural, que tinha feito investimentos
em negócios com instituições bancárias da cidade
de Londres.
Os Rothschilds estabeleceram um sistema bancário
privado Fiat que se especializou em fazer dinheiro
falso a partir do nada - cobrando usura perniciosa
do povo britânico, usando o que deveria ter sido
seu próprio dinheiro.
Esta foi a arte negra do babilônico “Money-Magick”;
eles alegaram para confidentes que tais tecnologia e
poder do dinheiro secreto foram fornecidos a eles
por Baal, por causa de seus freqüentes
sangramentos de crianças e sacrifícios rituais para
Baal.
Uma vez que eles tinham se infiltrado e seqüestrado
o sistema bancário britânico, eles sexuaram com a
Realeza britânica e se infiltraram e seqüestraram
completamente toda a Inglaterra e todas as suas
instituições principais. Alguns especialistas
acreditam que os Rothschilds assassinaram os
membros da Família Real, encenando procriações
ilícitas e adúlteras secretamente geridas com os
seus próprios homens khazarianos, a fim de
substituir a Realeza pelos seus próprios
pretendentes ao trono.
A Máfia Khazariana (KM) empreendeu um esforço
internacional para erradicar reis que governavam
pelo direito divino de Deus Todo-Poderoso:
Porque a KM alega ter uma parceria pessoal com
Baal (também conhecido como o diabo, Lúcifer,
Satanás), por causa dos seus sacrifícios a ele, ela
odeia qualquer rei que governe sob a autoridade do
Deus Todo-Poderoso, porque a maioria sente a
responsabilidade de certificar-se que seu próprio
povo está protegido de infiltrados e traidores;
"Inimigos dentro dos portões".
Em 1600, a KM assassinou a Realeza britânica e a
substituiu por suas próprias falsificações. Em 1700,
eles assassinaram a Realeza francesa. Logo antes
Primeira Grande Guerra, assassinou o arquiduque
austríaco Francisco Ferdinando para iniciá-la. Em
1917, eles reuniram o seu exército KM, os
bolcheviques, e se infiltraram e roubaram a Rússia,
assassinando o czar e sua família a sangue frio, à
baioneta no peito de sua filha favorita, e roubaram
todo o ouro, prata e tesouros de arte da Rússia.
Logo antes da Segunda Grande Guerra, eles
assassinaram a Realeza austríaca e alemã. Em
seguida, eles se livraram da Realeza chinesa e
enfraqueceram o governo japonês.
Ódio intenso da máfia Khazariana a qualquer um
que professe a fé em um Deus além do seu deus
Baal os motivou a assassinar reis e realeza, para se
certificarem que estes nunca iriam governar. Eles
têm feito o mesmo com presidentes americanos -
executando operações secretas sofisticadas para
enfraquecê-los.
"Estes são os dois únicos presidentes
que sempre tentaram acabar com o cartel
bancário do Federal Reserve.
O que mais eles têm em comum?"
Se isso não funcionasse, a KM os assassinava, como
eles fizeram para McKinley, Lincoln e JFK. A KM quer
eliminar quaisquer governantes fortes ou
funcionários eleitos que se atrevem a resistir ao seu
poder babilônico “Black-Magick” ou ao seu poder
secreto adquirido com a implantação de sua rede de
compromisso humano.
Os Rothschilds criaram o narcotráfico internacional
em nome da KM:
Os Rothschilds, então secretamente, correram o
Império Britânico e trabalharam um plano maligno
para recuperar as enormes quantidades de ouro e
prata que os britânicos estavam pagando para a
China por sua seda de alta qualidade e especiarias
que não estavam disponíveis em nenhum outro
lugar.
Os Rothschilds, por meio de sua rede de
espionagem internacional, tinham ouvido falar do
ópio turco e suas características de formação de
vício. Eles implantaram uma operação secreta para
comprar ópio turco e vendê-lo na China, infectando
milhões de pessoas com o vício do ópio ruim, que
trouxe de volta o ouro e a prata para os cofres
Rothschild, mas não ao povo britânico.
Os vícios de ópio criados por vendas de ópio
Rothschild para a China prejudicaram tanto a China
que ela entrou em guerra em duas ocasiões para
pará-los. Estas guerras ficaram conhecidas como as
Rebeliões Boxer ou as Guerras do Ópio.
O dinheiro dos Rothschilds adquirido com a venda
de ópio era tão grande que eles se tornaram ainda
mais viciados no dinheiro fácil do que os
dependentes de opiáceos estavam para o ópio.
Os Rothschilds eram a fonte de financiamento por
trás da criação das colônias americanas,
incorporando a Hudson Bay Company e outras
empresas comerciais para explorar o Novo Mundo
das Américas. Foi Rothschild que ordenou o
extermínio em massa e genocídio dos povos
indígenas da América do Norte para permitir a
exploração dos vastos recursos naturais do
continente.
Os Rothschild também seguiram o mesmo modelo
de negócios no Caribe e no sub-continente asiático
da Índia, resultando no assassinato de milhões de
pessoas inocentes.
Os Rothschilds iniciaram o comércio internacional
de escravos, uma empresa que viam estes seres
humanos seqüestrados como meros animais - uma
visão que os Khazarianos iriam impor a todas as
pessoas do mundo que não faziam parte do seu
círculo do Mal, que alguns chamaram a "Velha
Nobreza Negra":
O próximo grande projeto dos Rothschild era
começar o tráfico de escravos em todo o mundo, a
compra de escravos de chefes tribais trapaceiros na
África, que trabalharam com eles para seqüestrar
membros de tribos concorrentes para a venda como
escravos.
Os comerciantes de escravos Rothschild, em
seguida, levaram esses escravos seqüestrados em
seus navios, em células apertadas, para a América e
o Caribe, onde foram vendidos. Muitos morreram
no mar devido às condições ruins.
Os banqueiros Rothschild aprenderam desde cedo
que a guerra era uma ótima maneira de duplicar o
seu dinheiro em um curto espaço de tempo,
emprestando dinheiro para ambos os lados em
conflito. Mas, a fim de ter suas coletas garantidas,
eles tiveram de obter legislações fiscais, o que
poderia ser usado para forçar o pagamento.
O falsificado setor privado dos Banksters Fiat da KM
Rothschild tramou uma vingança eterna contra os
colonos americanos e da Rússia, que os ajudou a
perder as guerras revolucionárias:
Quando os Rothschilds perderam a Revolução
Americana, eles culparam o czar da Rússia e os
russos por ajudarem os colonos, bloqueando navios
britânicos. Eles juraram vingança eterna sobre os
colonos americanos, da mesma forma que tinham
feito quando os russos e seus aliados esmagaram
Khazaria em 1000 AD.
Os Rothschilds e sua oligarquia inglesa que os
rodeava tramaram maneiras de retomar a América,
e isso se tornou sua principal obsessão. Seu plano
favorecia a criação de um banco central americano,
caracterizado pelo babilônico Money-Magick e a
falsificação secreta.
A KM Rothschild tentou retomar a América em
1812, em nome da máfia Khazariana, mas não
conseguiu, mais uma vez por causa da interferência
russa:
Esta falha enfureceu a KM Rothschild e ela, mais
uma vez, planejou uma vingança eterna contra
ambos (os russos e os colonos norte-americanos) e
um plano para se infiltrar e roubar ambas as nações,
tomar posse, tiranizar e, em seguida, assassinato
em massa de ambas as nações e sua população.
As tentativas da KM para a criação de um banco
central americano privado são bloqueadas pelo
presidente Andrew Jackson, que a chamou de
"satânica" e prometeu mandá-los para fora, pela
Graça e Poder de Deus Todo-Poderoso.
Os banksters Rothschild se reagruparam e
continuaram suas tentativas secretas para instalar
seu próprio banco babilônico “Money-Magick”
dentro da América.
O perfeito fantoche Rothschild
Finalmente, em 1913, a KM Rothschild conseguiu
estabelecer uma praça de armas importante dentro
da América - e um vil inimigo de todos os
americanos entrou pelas portas da América:
Em 1913, a KM Rothschild foi capaz de estabelecer
uma praça de armas, subornando membros
trapaceiros, traidores do Congresso, para passar a
ilegal, inconstitucional Lei do Federal Reserve na
véspera de Natal sem o quórum necessário. A lei foi,
então, assinada por um trapaceiro, um comprado
Presidente, que era um traidor para a América,
como os membros do Congresso que votaram nele.
A KM Rothschild, em seguida, criou um sistema de
tributação ilegal nos Estados Unidos:
A KM colocou um sistema fiscal ilegal,
inconstitucional no local, a fim de certificar-se de
que os americanos teriam de pagar pelos gastos de
alto nível USG, aprovado por um subornado e torto
Congresso e fantoches presidenciais, posto em
prática pela campanha financeira da corrupta KM.
É fácil para a KM angariar dinheiro suficiente para
eleger alguém que ela queira, porque quando você
controla um banco, que é um grande falsificador
secreto, você tem todo o dinheiro feito por você
para o que você deseja. Mais ou menos, ao mesmo
tempo em que criou seu sistema fiscal ilegal nos
Estados Unidos, ela também subornou membros do
Congresso para aprovar o Internal Revenue Service,
que é a sua agência de arrecadação privada,
constituída em Porto Rico.
Logo depois, eles montaram o Federal Bureau of
Investigation (FBI) para proteger seus banksters,
para servir às suas necessidades de acobertamento
e impedi-los de nunca serem processados por seus
rituais de sacrifício de crianças e redes de pedofilia;
e serve também como uma operação secreta Intel
em seu nome.
Note que o FBI não tem nenhuma carta oficial, de
acordo com a Biblioteca do Congresso, e não tem o
direito de existir ou emitir contracheques.
HelenFerreira

Kelly Perdigao
11 de novembro às 21:05 ·

PORQUE PERDERÃO?
Porque eles querem ir muito longe e muitos
inimigos demais.
A facção nazi de Khazarian assumiu o controle
da Europa, Japão e Estados Unidos após o
ataque da bandeira falsa de 11 de setembro
de 2001 em Nova York. Esta facção é liderada
por George Bush Sr., David Rockefeller (que
morreu desde então) e seus lacaios.
Seu plano era reduzir a população mundial em
90% por meio da fome, doenças e guerras.
Foram fornecidas provas suficientes disso a
várias agências policiais, militares e de
inteligência em todo o mundo.
Uma vez que a aquisição nazista dos Estados
Unidos foi concluída com as eleições roubadas
por George Bush Jr. no ano 2000, o governo
dos Estados Unidos tentou nos matar
lançando armas biológicas, incluindo incluindo
SARS, gripe aviária, Ebola POR, etc.
Para organizar a fome nas massas, eles
lançaram culturas de várias doenças, na
esperança de devastar a produção agrícola.
Eles também pagaram agricultores ao redor
do mundo, com generosos subsídios para
produzir "bioetanol" em vez de produzir
alimentos.
Isso levou a 33 países famintos, o que foi
interrompido apenas quando um denunciante
do Banco Mundial apontou que eram os
subsídios para bioethanols que eram
responsáveis por isso.
Este grupo também tentou iniciar uma guerra
nuclear com incidentes fabricados na Coréia
do Norte, Irã, Síria, e assim por diante. Agora
eles estão tentando fazer o mesmo no Mar da
China Meridional, oferecendo a Austrália,
ASEAN, Japão e Coreia em prêmios para a
China, se eles começaram uma guerra
mundial.
Este escritor foi convidado a se juntar à cabala
nazista por agentes trabalhando para Henry
Kissinger e David Rockefeller. Eles explicaram
que era necessário matar 90% dos seres
humanos, a fim de "salvar o meio ambiente". "
Eles também explicaram que a maioria dos
seres humanos não produzia nada útil e eram
"valores mais baixos". A qualidade genética da
raça humana poderia ser melhorada ao se
livrar dessas "bocas inúteis", explicaram.
Os membros deste grupo são os descendentes
de uma tribo de pastores chamada Hyksos,
que dominaram a arte de escravizar humanos
há milhares de anos. Eles fazem isso
controlando seus alimentos e seu acesso à
informação do conhecimento e monopolizando
a violência organizada (exércitos, policiais,
serviços secretos, etc.).
A verdadeira razão pela qual eles queriam
matar 90% da população era, que tinham
medo de perder o controle do planeta,
enquanto grupos como chineses, muçulmanos
e hindus, que não estavam sob seu controle ,
continuaram a crescer, tanto na população
como no poder.
Os Hyksos adoram um ser de cabra com uma
cauda bifurcada, e que tem sido conhecida ao
longo dos anos sob nomes como Set, Baal,
Marduk, Lucifer, Satanás, e assim por diante.
Eles também praticam sacrifícios humanos, às
vezes em larga escala, sob a forma de uma
guerra mundial pré-organizada.
Provavelmente não há mais de um milhão de
membros neste grupo, mas ocupam postos de
controle em muitas instituições de governo,
finanças, religião, mídia, etc. e isso, em todo o
mundo.
Muitos deles são rotulados erroneamente
como judeus. Para proteger os inocentes,
chamamos-lhes a máfia Khazariane. Os chefes
dos membros de alto escalão deste grupo já
receberam o preço de uma tonelada de ouro
cada, e a lista de seus nomes foi oficialmente
publicada.
Os Khazarians agora estão reduzidos a alguns
grupos de controle em Washington DC, Nova
York, Arábia Saudita, Israel e alguns estados
mal-intencionados.
BF