Sie sind auf Seite 1von 6

Marco Afazio, de 39 anos, e Marina Acanazi, de 35 anos,

PORTUGUÊS estão internados em estado delicado. Já Mateo Refrigerato, de 35


BLOCO I anos, ainda espera, em estado crítico, por socorro em um
acampamento. Após atingirem o cume, os três sobreviventes
D22 Questão 14 –––––––––––––––––––––––––––◊
Leia o texto abaixo. passaram duas noites com temperaturas entre 20 a 30 graus
abaixo de zero, sem barraca, saco de dormir ou fogareiro.
Outros dois componentes do grupo foram encontrados
mortos. O guia argentino Federico Campanini, de 31 anos, chegou
a ser resgatado, mas não resistiu. A italiana Elena Zenil, de 38
anos, se perdeu dos demais alpinistas antes
de chegar ao cume e também morreu.
A forte tempestade na região e a chegada tardia ao
cume, 16h30 – é recomendado no máximo 14h –, são apontados
O efeito de humor dessa tirinha está como os principais responsáveis pela tragédia.
A) no fato de a esposa ficar fora do brinde. Portal G1. Disponível em: <www.g1.com.br>. Acesso em: 09 jan. 2009.
(P090453A9_SUP)
B) no brinde proposto pelo Hagar no jantar.
(P090454A9) Esse texto é uma
C) na pergunta feita pelo amigo do Hagar. A) carta. B) crônica. C) notícia. D) resenha.
D) na expressão da esposa do Hagar.
D17 Questão 15 –––––––––––––––––––––––––––◊ D10 Questão 18 –––––––––––––––––––––––––––◊
Cajuína Leia o texto Alpinistas italianos são resgatados após
Existirmos, a que será que se destina? atingirem o pico do Monte Aconcágua
Pois quando tu me deste a rosa pequenina
Vi que és um homem lindo e que acaso a sina A função desse texto é
Do menino infeliz não se nos ilumina
A) denunciar uma prática.
Tampouco turva-se a lágrima nordestina B) explicar um fato.
Apenas a matéria vida era tão fina
C) fazer uma descrição.
E éramos olharmo-nos intacta retina
D) noticiar um acidente.
A cajuína cristalina em Teresina.
www.caetano_veloso.cajuina.buscaletra.com.br
D12 Questão 19 –––––––––––––––––––––––––––◊
(P090053CE) No verso “Pois quando tu me deste a rosa
pequenina”, o termo destacado expressa a ideia de
A) causa. B) lugar. C) modo. D) tempo.

D4 Questão 16 –––––––––––––––––––––––––––◊

No último quadrinho, o rapaz abre um guarda-chuva para


A) desviar-se da tinta
B) evitar os raios solares.
C) facilitar a pintura.
D) sentir menos calor.
D9 Questão 17 –––––––––––––––––––––––––––◊ Ao comparar esses textos, evidenciam-se
Leia o texto abaixo.
A) opiniões embasadas teoricamente.
Alpinistas italianos são resgatados após atingirem o pico do B) pontos de vista contraditórios.
Monte Aconcágua C) posturas reflexivas e profundas
Outros dois integrantes do grupo foram encontrados mortos D) traços de ironia e deboche.
Da agência
Buenos Aires D20 Questão 20 –––––––––––––––––––––––––––◊
No Texto 1, o ponto de exclamação, em suas duas ocorrências,
Dois alpinistas italianos foram resgatados nesta sexta- marca
feira no monte Aconcágua, na Argentina. Eles foram levados, de A) o entusiasmo da autora.
helicóptero, para um hospital na cidade de Mendoza. Outros dois B) o sarcasmo da autora.
integrantes do grupo já haviam sido encontrados mortos na C) a rebeldia da autora.
montanha. D) a superficialidade da autora
Nossa república foi proclamada, mas de um modo
D20 Questão 21 –––––––––––––––––––––––––––◊ insuficiente, como uma esmola. Foi proclamada, não constituída.
Para proclamá-la, bastou um marechal, em cima de um cavalo,
Viagem aos seios de Duília com sua espada, em um dia de novembro no Rio de Janeiro, mas
Aníbal Machado para construí-la são necessários milhões de professores, em
Durante mais de trinta anos, o bondezinho das dez e quinze, que dezenas de milhares de escolas espalhadas por todo o território,
descia do Silvestre, parava como um burro ensinado em frente à durante muitas décadas.
casinha de José Maria, e ali encontrava, almoçado e pontual, o BUARQUE, Cristovam. Os instrangeiros. Rio de Janeiro: Garamond, 2002.
velho funcionário. Fragmento. (P090176A9_SUP)
Um dia, porém, José Maria faltou. O motorneiro batia a sirene. Os
passageiros se impacientavam. Floripes correu aflita a avisar o O fragmento que contém a principal informação desse texto é:
patrão. Achou-o 1de pijama, estirado na poltrona, querendo rir. A) “Quando aqui chegaram, os portugueses traziam bugigangas
- Seu José Maria, o senhor hoje perdeu a hora! Há muito tempo o para os índios.”.
motorneiro está a dar sinal. B) “... a história do Brasil é uma história de esmolas dos
- Diga-lhe que não preciso mais. poderosos para os humildes.”.
A velha portuguesa não compreendeu. C) “... no lugar de um presidente brasileiro, eleito por nosso povo,
- Vá, diga que não vou... Que de hoje em diante não irei mais. tivemos um imperador,...”.
A criada chegou à janela, gritou o recado. E o bondezinho desceu D) “Nossa república foi proclamada, mas de um modo
sem o seu mais antigo passageiro. insuficiente, como uma esmola.”.
Floripes voltou ao patrão. Interroga-o com o olhar.
- Não sabes que estou aposentado? D14 Questão 23 –––––––––––––––––––––––––––◊
-Uê!... População mundial a caminho do empate
- Sim, Floripes. Aposentado. [...] Muito em breve – provavelmente ainda nos próximos
- E que vai fazer agora, patrão? anos –, a metade da humanidade terá apenas filhos suficientes
- Sei lá, Floripes... Sei lá! para repor o seu tamanho. Isto é, grande parte dos casais terá
- Mas o almoço será sempre servido à mesma hora, pois não? entre dois e três filhos, no máximo, o que permitirá apenas a
- Tanto faz. Pode ser às nove e meia, onze, meio-dia ou quando reposição e não o crescimento da população do mundo daquele
você quiser. Minha vida de hoje em diante vai ser um domingão momento. Traduzindo em linguagem demográfica, a taxa de
sem fim... fertilidade da metade do mundo será de 2,1 ou menos. [...]
Debruçado à janela, José Maria olhava para a cidade embaixo e Segundo a ONU, 2,9 bilhões de pessoas, quase a
achava a vida triste. Saíra na véspera o decreto de aposentadoria. metade do total mundial de 6,5 bilhões, vivem em países com 2,1
Trinta e seis anos de Repartição. [...] ou menos de taxa de fertilidade. Para o início da década de 2010,
Que fazer agora? a população mundial está estimada em 7 bilhões e a quantidade
Não mais informar processos, não mais preocupar-se com o nome de pessoas com esta taxa de fertilidade será de 3,4 bilhões.
e a cara do futuro Ministro. A queda da taxa de fertilidade, em nível de reposição,
Pela primeira vez fartava a vista no cenário de águas e montanhas significa uma das mais radicais mudanças na história da
que a bruma fundia. [...] humanidade. Isso tem implicações na estrutura e na vida familiar,
Na rua, um colega veio dizer-lhe que os jornais deram a notícia; mudando o cotidiano das pessoas, mas também em relação às
alguns até com elogios ao velho servidor. O amigo abraçou-o. E políticas públicas em níveis global e local, a serem implementadas
logo recuou com certo espanto: - O seu chapéu, Zé Maria? pelos diferentes países ou sugeridas por instituições como a ONU.
- Ah, não uso mais!... FRANCESCONE, Léa; SANTOS, Regina Célia Bega dos. Carta na escola.
- Felizardo! Vai começar a gozar a vida, hein? Já até parece fevereiro de 2010. Fragmento. (P090421B1_SUP)

outro homem, disse, interpretando a ausência do chapéu como o (P090423B1) No trecho “Isso tem implicações na estrutura e
na...” ( . 11), o pronome destacado retoma
primeiro passo para um programa de rejuvenescimento.
A) quantidade de pessoas.
MACHADO, Aníbal. Viagem aos seios de Duília. In: Os cem melhores contos B) queda da taxa de fertilidade.
brasileiros da década. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. C) história da humanidade.
D) cotidiano das pessoas.
No trecho “...o bondezinho das dez e quinze...” (l. 1), o narrador
usou a palavra bonde no diminutivo para exprimir D6 Questão 24 –––––––––––––––––––––––––––◊
A) admiração. B) carinho. C) desapreço. D) ironia.
A opinião dos autores desse texto se manifesta em:
D21 Questão 22 –––––––––––––––––––––––––––◊ A) “... a metade da humanidade terá apenas filhos suficientes
para repor o seu tamanho.”. ( . 1-2)
História em esmolas B) “... grande parte dos casais terá entre dois e três filhos, no
Quando aqui chegaram, os portugueses traziam máximo, o que permitirá apenas a
bugigangas para oferecer aos índios. Desde então, a história do reposição...”. ( . 2-3)
Brasil é uma história de esmolas dos poderosos para os humildes. C) “... quase a metade do total mundial de 6,5 bilhões, vivem em
Ao mesmo tempo em que matavam os índios, os países com 2,1 ou menos de taxa de
colonizadores distribuíam esmolas para eles. A independência fertilidade.”. ( . 6-7)
também foi uma esmola: no lugar de um presidente brasileiro, D) “A queda da taxa de fertilidade, em nível de reposição,
eleito por nosso povo, tivemos um imperador, filho do rei da significa uma das mais radicais mudanças na história da
metrópole. humanidade.”. ( . 10-11)
A libertação dos escravos foi incompleta como uma
esmola: não distribuíram as terras, não
colocaram seus filhos na escola. Deram-lhes uma esmola de liberdade.
D17 Questão 25 –––––––––––––––––––––––––––◊ Mestre Camdell; Urien, o professor de Música; Lara, uma maga
frágil e enigmática, e o austero Kieran de Scyllix, o guardião das
Leia o texto abaixo. águias que mantém um forte elo místico com os moradores do
Internetês: modismo ou real influência sobre a escrita? Castelo.
[...] Nosso estudo investe neste último questionamento, Enquanto se habitua à nova vida e descobre em Kieran
por trabalharmos com a hipótese de que os usuários do Orkut um poço de sentimentos confusos e turbulentos, uma exigência do
sabem adequar-se ao contexto e ao ambiente em que praticam o Conselho de Guerra das Terras Férteis põe em risco a vida e a
exercício da escrita de forma que não prejudica nem a norma culta, liberdade das águias. Com o apoio de Kieran, Anna lutará para
nem o desempenho escolar. preservá-las, desvendando uma trama de conspiração e segredos
Sobre isso, Caiado (2007) acredita que o internetês afeta que envolvem importantes magos do Castelo.
os adolescentes que ainda não têm total domínio sobre a língua Disponível em: <http://www.contosfantasticos.com.br/>. Acesso em: 10 jun. 2011.
padrão. Assim como Komesu (2005) que também acredita que em (P090124C2_SUP)
parte o internetês impede o aluno do reconhecimento das normas (P090124C2) De acordo com esse texto, infere-se que Anna de
aprendidas na escola. [...] Bryke é
Contudo, Araújo (2007) e Xavier (2005) não apontam A) confusa. B) corajosa. C) encrenqueira. D) enigmática.
consequências negativas no que se refere à aprendizagem da
escrita ideal, pois consideram o internetês como uma modificação D6 Questão 41 –––––––––––––––––––––––––––◊
das ínguas naturais. Acreditam que os alunos conseguem
Nesse texto, há uma opinião no trecho:
adequar-se à escrita dos gêneros sem prejudicar a aprendizagem
A) “... romance fantástico de Ana Lúcia Merege, é um lugar
das normas gramaticais...
especial.”. (ℓ. 1)
ALMEIDA, Anna Larissa et alii. Disponível em: B) “Apesar de sua juventude, Anna de Bryke aceita o desafio...”.
<http://www.julioaraujo.com/chip/internetes.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2010. (ℓ. 5)
(P090430B1_SUP) C) “Aprende os princípios da Magia da Forma e do
(P090430B1) No trecho “Contudo, Araújo (2007) e Xavier Pensamento...”. (ℓ. 6)
(2005)...” ( . 8), o termo destacado estabelece, com o parágrafo D) “Com o apoio de Kieran, Anna lutará para preservá-las,...”. (ℓ.
anterior, uma relação de 12)
A) adição. B) conclusão. C) consequência. D) oposição.
D5 Questão 42 –––––––––––––––––––––––––––◊
D6 Questão 26 –––––––––––––––––––––––––––◊
É verdade, o skate é um dos esportes radicais mais
Vulcões praticados no mundo e não é só por crianças e adolescentes não!
Quando um vulcão entra em erupção, dele sai um [...]
material derretido de cor avermelhada. Mas como é que pinta a Parece que tudo começou na Califórnia – Estados
lava? Unidos, em um dia nublado, com um grupo de surfistas entediados
A lava vem do magma, que por sua vez vem daquela porque não podiam surfar, então, resolveram improvisar uma
camada da Terra chamada manto. [...] tábua pequena com rodinhas de patinete adaptadas e começaram
No manto, o magma encontra-se em altíssimas a brincar com ela. [...]
temperaturas... O magma contém muitos gases e tem pouca Ainda na década de 50, [...] o primeiro skate foi fabricado
mobilidade. A consistência dele é igual a de um brigadeiro. e comercializado em série. [...] A partir da década de 60, algumas
Quando o magma atinge a superfície, já está mais fluido, que nem novidades: acontece o primeiro campeonato de skate [...] e em
um doce de leite que acaba de sair do fogo. Na superfície, os 1965 um campeonato de skate é transmitido na TV pela primeira
gases do magma escapam para a atmosfera. Podemos dizer vez.
então que a lava é o magma sem os gases e sob a pressão do ar Na década de 70, a maior novidade foi a invenção da
atmosférico. roda de poliuretano, em 1972, fato que revolucionou a história do
C.H.C. n. 23, SBPC, ago./set. 1991. Fragmento. (P060055B1_SUP)
skate. Esse tipo de roda dava mais segurança e poderia ser usada
(P060056B1) Notrecho “... como é que pinta a lava?”, a palavra em vários tipos de terreno. [...] Nesta década surgiram também
destacada significa outras modalidades: slalom, downhill, freestyle e vertical.
A) aparece. B) colore. C) derrete. D) pressiona O skate na década de 80 foi caracterizado por uma
explosão de rampas de madeira feitas pelos próprios skatistas em
PORTUGUÊS ruas, praças e quintais de casa. [...] A década de 90 é marcada
pela profissionalização do esporte [...]. A partir de 2000,
BLOCO II acontecem grandes shows e competições de skate.
D2 Questão 40 –––––––––––––––––––––––––––◊ Disponível em: <http://www.smartkids.com.br/especiais/evolucao-skate.html>.
Acesso em: 16 set. 2014. Fragmento. (P080033G5_SUP)

O Castelo das Águias, de Ana Lúcia Merege Qual é o tema desse texto?
O Castelo das Águias, romance fantástico de Ana Lúcia A) A construção de rampas de madeira.
Merege, é um lugar especial. Localizado nas Terras Férteis de B) A história do skate.
Athelgard, região habitada por homens e elfos, abriga uma C) A invenção da roda.
surpreendente Escola de Magia, onde os aprendizes devem se D) A profissionalização de um esporte.
iniciar nas artes dos bardos e dos saltimbancos antes de qualquer
encanto ou ritual. D11 Questão 43 –––––––––––––––––––––––––––◊
Apesar de sua juventude, Anna de Bryke aceita o desafio O maior de todos os presentes
de se tornar a nova Mestra de Sagas do Castelo. Aprende os
Era noite. [...] Como sempre acontece em noites de
princípios da Magia da Forma e do Pensamento e tem a
tempestade, a energia acabou. Eu, criança ainda, só poderia estar
oportunidade de conhecer pessoas como o idealizador da Escola,
nervoso e muito assustado; o que me levava a perguntar a todo C) Zé Lelé lhe ajudasse a descer do galho.
instante: D) Zé Lelé também subisse no galho.
− Pai, quando a luz vai voltar?
− Em breve, meu filho − dizia meu pai [...]. D23 Questão 45 –––––––––––––––––––––––––––◊
Deixando-me sozinho por uns instantes, foi até o quarto A linguagem utilizada no trecho “Num fica aí parado!” é
e voltou de lá com algo na mão. Reconheci logo o pequeno objeto: A) científica. B) coloquial. C) formal. D) técnica.
era uma caixa de madeira escura que ele mantinha em sua
escrivaninha. [...] D19 Questão 46 –––––––––––––––––––––––––––◊
− O tempo passa rápido, não é, filho? − ele perguntou. História da hora
− Passa, papai; que nem flecha, né? Ele já estava alguns minutos atrasado. A namorada dele
− Pois é. Hoje você já está com dez anos e já é quase havia pedido que ele estivesse lá no relógio do shopping às oito
um homem, não é? horas em ponto porque a sessão começaria às oito e quinze.
− Sim, papai. O chefe dele pediu para que ele terminasse um serviço.
− Pois, então, é hora de lhe passar esse presente. Mesmo ele correndo para dar tempo de fazer tudo, ele acabou se
Naquele momento, ele me entregou a caixa de madeira, atrasando na hora de sair do trabalho. Quando ele se deu conta,
[...] quando me fez jurar que eu jamais a abriria sem o seu já eram sete e quarenta e cinco. Imediatamente ele se lembrou de
consentimento. [...] que o estacionamento onde estava o carro dele fechava às
Vinte anos se passaram. A misteriosa caixa se manteve dezenove e trinta da noite. Mesmo tendo perdido a hora, ele foi
em meu poder. Sempre que eu passava por uma situação difícil correndo para ver se dava tempo de ele ainda pegar o carro. Tarde
[...], eu me recordava daquela noite de tempestade com papai. A demais!
doença de meu filho caçula foi o pior de todos os momentos. [...] O tiozinho do estacionamento disse ao rapaz da
Até que um dia, finalmente, meu filho recebeu alta do tratamento. relojoaria vizinha que ele não poderia esperar por mais ninguém.
Nesse dia meu pai, estando em nossa casa para nos felicitar pela Ele tinha que fechar o estabelecimento na hora certa por conta de
melhora, me pediu: um compromisso importantíssimo que ele tinha às oito horas da
− Filho, você ainda tem aquela caixa? Pode apanhá-la, noite lá no centro da cidade.
por favor? Ele olhou para o relógio. Já eram sete e cinquenta e oito.
Corri até o segundo andar da casa e voltei como uma Ele resolveu ligar para a namorada e dizer a ela que, infelizmente,
flecha para a sala. Ele me disse: apesar de ele ter corrido contra o relógio, ele não conseguiria
− Agora você já pode abrir. chegar a tempo de assistir ao filme que ela há tantos dias esperava
Nervoso, eu atendi ao seu comando. Fiquei atordoado ver.
por alguns segundos. [...] Ela deu um tempo e pensou. Depois, num gesto de
− Esse é o maior tesouro de um homem. E, hoje, vejo extrema compreensão, disse ao rapaz: Tudo bem, amor!
que esse homem está bem na minha frente! Não vai faltar tempo e nem oportunidade para que, no
Aquela velha caixa não possuía nenhuma pedra futuro, a gente possa
preciosa, nenhum objeto valioso. Na verdade, ela estava vazia. assistir a esse filme da hora.
Mas através dela percebi que já havia ganhado o meu maior
presente: o autocontrole de saber aguardar pelo momento certo; a SILVA, Edson Rodrigues. Disponível em:
paciência do saber esperar. <http://recantodacronica.blogspot.com.br/2010/10/texto-cronica-historia-da-hora-
cronicas.html>. Acesso em: 17 nov. 2015. (P091379H6_SUP)

MATIAS, Fabiano de Oliveira dos Santos. Disponível em:


<http://www.letraseeartes.com.br/2011/01/tres-bons-exemplos-de-textos- Nesse texto, no trecho “Quando ele se deu conta,...” (ℓ. 4-5), a
narrativos.html>. Acesso em: 24 nov. 2014. Fragmento. (P090076H6_SUP)
expressão destacada significa
O trecho desse texto que comprova a presença de um narrador- A) fazer um cálculo. B) pagar uma dívida.
personagem é: C) perceber algo. D) ter capacidade.
A) “Como sempre acontece em noites de tempestade, a energia
acabou.”. (ℓ. 1) D11 Questão 47 –––––––––––––––––––––––––––◊
B) “Deixando-me sozinho por uns instantes, foi até o quarto...”. (ℓ. Amplexo
6) Mãe, me dá um amplexo?
C) “Pois, então, é hora de lhe passar esse presente.”. (ℓ. 13) A pergunta pega Cinira desprevenida. Antes que possa
D) “Esse é o maior tesouro de um homem.”. (ℓ. 25) retrucar, ela nota o dicionário na mão do filho, que completa o
pedido:
D4 Questão 44 –––––––––––––––––––––––––––◊ – E um ósculo também.
Leia o texto abaixo. Ainda surpresa, a mulher procura no livro a definição das
duas estranhas palavras. E encontra. Mateus quer apenas um
abraço e um beijo.
Conversa vai, conversa vem, Cinira finalmente se dá
conta de que o garoto, recém-apresentado às classes gramaticais
nas aulas de Português, brinca com os sinônimos. “O que vai ser
de mim quando esse tiquinho de gente cismar com parônimos,
homônimos, heterônimos e pseudônimos?”, pensa ela, misturando
as estações. [...] E emenda:
De acordo com esse texto, o garoto pendurado no galho da – Para com essa bobagem, menino!
árvore desejava que – Ah, mãe, o que é que tem? Você nunca chamou
A) Zé Lelé conversasse com ele. cachorro de cão? E casa de residência? E carro de automóvel?
B) Zé Lelé jogasse futebol.
– É verdade, mas... Mas a verdade é que Cinira não tem D3 Questão 50 –––––––––––––––––––––––––––◊
uma boa resposta. Uma vida melhor que a encomenda
– E meu nome é Mateus – continua o rapaz. – Só que [...] Domingo passado, comentei sobre o documentário
você me chama de Matusquela. Eu Maior, em que Rubem Alves também participou [...]. Entre
– Ei, isso não vale. Matusquela é apelido carinhoso. [...] outras coisas, ele contou que certa vez um garoto se aproximou
– A professora disse que aprender palavras é como dele para perguntar como havia planejado sua vida para chegar
ganhar roupas e guardar numa gaveta. Quando a gente precisa onde chegou, qual foi a fórmula do sucesso. Rubem Alves
delas, tira de lá e usa. Cada uma serve para uma ocasião, por mais respondeu que chegou onde chegou porque tudo que havia
esquisita que pareça. Igual à querê-querê roxa que você me deu planejado deu errado.
no último aniversário. Lembra? Planejar serve para colocar a pessoa em movimento. Se
Como esquecer? Cinira nem se dá ao trabalho de não houver um objetivo, um desejo qualquer, ela acabará
consultar o dicionário. Sabe que a explicação para essa última esperando sentada que alguma grande oportunidade caia do céu,
provocação está no verbete camiseta. possivelmente por merecimento cósmico.
ALENCAR, Marcelo. Disponível em:
<http://acervo.novaescola.org.br/fundamental-1/amplexo-634320.shtml>. Acesso
É preciso querer alguma coisa – já alcançar é facultativo,
em: 19 nov. 2015. Fragmento. (P090629H6_SUP) explico por quê.
Uma vez determinado o rumo a seguir, entra a melhor
A história desse texto tem início quando parte: abrir-se para os acidentes de percurso. Você que sonha em
A) a mãe percebe o dicionário na mão do garoto. ser um Rubem Alves, é possível que já tenha começado a escrever
B) a mãe procura as palavras estranhas no dicionário. num blog (parabéns, pôs-se em ação). No entanto, esses escritos
C) o garoto faz brincadeiras com o uso dos sinônimos. podem conduzi-lo a um caminho que não estava nos planos.
D) o garoto lembra do presente do último aniversário. Dependendo do conteúdo, seus posts podem levá-lo a um convite
para lecionar no interior, [...] a estagiar com um tio engenheiro, a
D9 Questão 48 –––––––––––––––––––––––––––◊ fazer doce pra fora, a pegar a estrada com um amigo e acabar na
Nada contra a gíria, bródi Costa Rica, onde conhecerá a mulher da sua vida e com ela abrirá
O professor de Português é sempre o primeiro que se uma pousada, transformando-se num empresário do ramo da
pergunta se a gíria é maléfica, benéfica ou indiferente. “A língua hotelaria.
corre risco com a abundância e a difusão da gíria?”, perguntam os Não é assim que as coisas acontecem, emendando uma
mais preocupados. circunstância na outra?
Não, a língua não corre riscos. Corre risco quem não A vida está repleta de exemplos de arquiteta que virou
sabe o lugar que a gíria deve ocupar. estilista, [...] estudante de Letras que virou maquiadora, publicitário
Muitas vezes, a gíria é o oxigênio da língua, o fruto mais que virou chef de cozinha, professor que virou dono de pet shop,
rápido e imediato da criatividade linguística de um povo. economista que virou fotógrafo. Tem até gente que almejava ser
Frequentemente baseada em metáforas (relações de economista, virou economista, fez uma bela carreira como
semelhança), a gíria tem forte poder de síntese. Usar a palavra economista e morreu economista. A vida é surpreendente.
“bagaço” para manifestar o estado em que se encontra uma Ariano Suassuna largou a advocacia aos 27 anos, João
pessoa ou um objeto dá bem a dimensão do poder de síntese e do Ubaldo também se formou em Direito, mas nem chegou a exercer
caráter metafórico dessa linguagem. o ofício, e Rubem Alves teve até restaurante. Tudo que dá errado
Então tudo bem com o uso da gíria? Vale em qualquer pode dar muito certo . A vida joga os dados, dá as cartas, gira a
situação? Não, não e não. Ela tem uso limitado. Certamente você roleta: a nós, cabe apenas continuar apostando.
MEDEIROS, Martha. Disponível em:
não imagina que um determinado grupo social possa usar sua gíria <http://cadeomeuabraco.blogspot.com.br/>. Acesso em: 22 jul. 2014. Fragmento.
em qualquer situação ou lugar. (P090472H6_SUP)

Em outras palavras, muitas vezes a gíria não é coletiva. Nesse texto, a expressão “caia do céu” (ℓ. 7-8) foi usada para
Não abrange toda a sociedade. Não há linguagem científica A) ironizar o comportamento das pessoas sonhadoras.
baseada em gíria. Não há linguagem jurídica baseada em gíria. B) mostrar a mudança repentina de atitude das pessoas.
Não se escreve contrato em gíria. E não há dicionário universal de C) reforçar o sentimento de passagem repentina do tempo.
gíria. D) sugerir a inércia das pessoas para atingir um objetivo.
E é aí que mora o perigo: se você limitar sua linguagem
à gíria, pode ficar viciado e acabar perdendo de vista a necessária D7 Questão 51 –––––––––––––––––––––––––––◊
referência que o padrão formal da língua impõe. Alimentação na infância afeta a saúde até a vida adulta
Em uma dissertação de vestibular, o uso de gíria é Biscoitos, bolachas e bolos fazem parte da alimentação
impensável. Nada contra a gíria, bródi, mas tudo tem seu tempo e de mais da metade dos bebês brasileiros, com menos de dois
seu lugar.NETO, anos. Já os refrigerantes e sucos artificiais estão no cardápio de
Pasquale Cipro. Folha de S. Paulo. 18 jan. 1999. Folhateen, p. 5.
*Adaptado: Reforma Ortográfica. (P090264C2_SUP)
um terço das crianças da mesma faixa etária. É o que indicam os
dados da última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), feita pelo
Esse texto é Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados
A) um artigo de opinião. ainda nesse ano.
B) um relato de experiência. O endocrinologista Sérgio Vêncio [...] alerta sobre o
C) uma entrevista. consumo destes produtos com alto teor de açúcar e gorduras.
D) uma resenha. “Este tipo de alimento deve ser evitado em qualquer fase da vida,
mas os efeitos podem ser ainda mais devastadores se consumido
D17 Questão 49 –––––––––––––––––––––––––––◊ desde cedo. Pesquisas demonstram que o peso do indivíduo até
No trecho “... se você limitar sua linguagem à gíria,...” (ℓ. 17), o os 5 primeiros anos de vida tem grande influência sobre o peso na
termo destacado estabelece relação de vida adulta”, explica.
A) causa. B) concessão. C) condição. D) consequência.
De acordo com o especialista, o consumo desse tipo de
alimento nesta idade parte da própria família, já que o bebê não
sabe ainda discernir entre as comidas. “A criança não conhece o
doce ou a gordura, nunca sentiu o gosto, então não tem porque os
pais iniciarem este hábito. Assim, quando começarem a socializar
com crianças da mesma idade, terão menor fascínio pelo lanche
com baixo teor nutritivo do amigo”, exemplifica o médico.
O problema é que o sobrepeso é um fator de risco para
diversas doenças como diabetes, hipertensão e doença
cardiovascular. “Alterações que por muitos anos eram
essencialmente do adulto, e mais comumente do idoso, estão
afetando também as crianças. É o caso da diabetes tipo II, por
exemplo.”, lamenta Dr. Sérgio.
[...]Disponível em: <http://migre.me/spZhR>. Acesso em: 16 dez. 2015. Fragmento.
(P090771H6_SUP)

Nesse texto, o trecho que traz a informação principal é:


A) “Biscoitos, bolachas e bolos fazem parte da alimentação de
mais de metade dos bebês brasileiros,...”. (ℓ. 1-2)
B) “‘Pesquisas demonstram que o peso do indivíduo até os 5
primeiros anos de vida tem grande influência sobre o peso na
vida adulta’,...”. (ℓ. 8-10)
C) “‘A criança não conhece o doce ou a gordura, nunca sentiu o
gosto, então não tem porque os pais iniciarem este hábito.’”. (ℓ.
12-14)
D) “O problema é que o sobrepeso é um fator de risco para
diversas doenças como diabetes, hipertensão e doença
cardiovascular.”. (ℓ. 16-17)

D13 Questão 52 –––––––––––––––––––––––––––◊

Esses dois textos dão dicas de como


A) combater os efeitos do estresse.
B) comparar as formas de estresse.
C) diferenciar as causas do estresse.
D) identificar os sintomas de estresse.