Sie sind auf Seite 1von 40

Todos os direitos autorais reservados pela RM SISTEMAS.

Proibida a reprodução total ou parcial, bem como a armazenagem em sistema de


recuperação e a transmissão, de qualquer modo ou por qualquer outro meio, seja
este eletrônico, mecânico, de fotocópia, de gravação, ou outros, sem prévia
autorização por escrito da proprietária.
O desrespeito a essa proibição configura uma apropriação indevida dos direitos
intelectuais e patrimoniais da RM SISTEMAS.
Aos infratores se aplicam as sanções previstas nos artigos 122 e 130 da Lei
nº 5.988 de 14 de dezembro de 1973.

RM Labore
13º Salário
Versão 10.40

DEPARTAMENTO DE TREINAMENTO
RM Labore
Rotinas Anuais - 13º Salário

Versão: 10.40

ÍNDICE
Visão Geral do CORPORE RM - Recursos Humanos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .4
Legislação 13º salário (gratificação natalina) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .5
Imposto de Renda sobre Gratificação de Natal (13º salário) . . . . . . . . . . . . . . . .6
Dedução do 13º Salário Calculado sobre Licença Maternidade . . . . . . . . . . . . . .8
Funcionamento do processo no RM Labore . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .12
Cadastros / Eventos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .12
Como é feito o cálculo de médias . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .14
Cadastros / Sindicatos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .15
Opções / Parâmetros / RM Labore / Parâmetros de 13º Salário . . . . . . . . . . . . .21
Processamento - 1a Parcela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .24
Processamento - Segunda Parcela . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .28
Processamento - Diferença de 13º Salário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .30
Exercícios . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .32
ANEXO A . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .33
Códigos de Cálculos Envolvidos no Processamento do 13º salário . . . . . .33
ANEXOS B . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34
Outras Opções de Lançamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34
1ª Parcela com Média Discriminada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34
Pagamento de 13º salário integralmente . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34
Preparação do Sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .34
Guia de INSS Competência 13 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .37
ANEXO C . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .38
13º Salário
4 RM Labore - Versão 10.40

Visão Geral do CORPORE RM - Recursos Humanos

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 5

ANOTAÇÕES Legislação 13º salário (gratificação natalina)


DECRETO Nº 57.155, DE 3 DE NOVEMBRO DE 1965.
https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1950-1969/D57155.htm

Expede nova regulamentação da Lei n.º 4.090, de 13 de julho de 1962,


que instituiu a gratificação de Natal para os trabalhadores, com as
alterações introduzidas pela Lei n.º 4.749, de 12 de agosto de 1965.

Art. 1.º O pagamento da gratificação salarial, instituída pela Lei n.º 4.090,
de 13 de julho de 1962 (LEX, Leg. Fed., 1962, pág. 132), com as alterações
constantes da Lei n.º 4.749, de 12 de agosto de 1965 (LEX, Leg. Fed., 1965,
pág. 1.136), será efetuado pelo empregador até o dia 20 de dezembro de
cada ano, tomando-se por base a remuneração devida nesse mês, de
acordo com o tempo de serviço do empregado no ano em curso.

Parágrafo único. A gratificação corresponderá a 1/12 (um doze avos) da


remuneração devida em dezembro, por mês de serviço, do ano
correspondente, sendo que a fração igual ou superior a 15 (quinze) dias
de trabalho será havida como mês integral.

Art. 2.º Para os empregados que recebem salário variável, a qualquer título,
a gratificação será calculada na base de 1/11 (um onze avos) da soma das
importâncias variáveis devidas nos meses trabalhados até novembro de
cada ano. A esta gratificação se somará a que corresponder à parte do
salário contratual fixo.

Parágrafo único. Até o dia 10 de janeiro de cada ano, computada a parcela


do mês de dezembro, o cálculo da gratificação será revisto para 1/12 (um
doze avos) do total devido no ano anterior, processando-se a correção do
valor da respectiva gratificação com o pagamento ou compensação das
possíveis diferenças.

Art. 3.º Entre os meses de fevereiro e novembro de cada ano, o


empregador pagará, como adiantamento da gratificação, de uma só vez,
metade do salário recebido pelo empregado no mês anterior.

§1.º Tratando-se de empregados que recebem apenas salário variável, a


qualquer título, o adiantamento será calculado na base da soma das
importâncias variáveis devidas nos meses trabalhados até o anterior àquele
em que se realizar o mesmo adiantamento.

§2.º O empregador não estará obrigado a pagar o adiantamento no mesmo


mês a todos os seus empregados.

§3.º A importância que o empregado houver recebido a título de


adiantamento será deduzida do valor da gratificação devida.

§4.º Nos casos em que o empregado for admitido no curso do ano, ou,
durante este, não permanecer à disposição do empregador durante todos os
meses, o adiantamento corresponderá à metade de 1/12 (um doze avos)
da remuneração, por mês de serviço ou fração superior a 15 (quinze) dias.

Art. 4.º O adiantamento será pago ao ensejo das férias do empregado,


sempre que este o requerer no mês de janeiro do correspondente ano.

Art. 5.º Quando parte da remuneração for pago em utilidades, o valor da


quantia efetivamente descontada e correspondente a essas será computado
para fixação da respectiva gratificação.

Art. 6.º As faltas legais e as justificadas ao serviço não serão deduzidas


para os fins previstos no art. 2.º deste Decreto.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
6 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Art. 7.º Ocorrendo a extinção do contrato de trabalho, salvo na hipótese de


rescisão com justa causa, o empregado receberá a gratificação devida, nos
termos do art. 1.º, calculada sobre a remuneração do respectivo mês.

Parágrafo único. Se a extinção do contrato de trabalho ocorrer antes do


pagamento de que trata o art. 1.º, o empregador poderá compensar o
adiantamento mencionado no art. 3.º, com o valor da gratificação devida na
hipótese de rescisão.

Art. 8.º As contribuições devidas aos Institutos de Aposentadoria e Pensões


que incidem sobre a gratificação salarial serão descontadas levando-se em
conta o seu valor total e sobre este se aplicando o limite estabelecido na
Previdência Social.

Parágrafo único. O desconto, na forma deste artigo, incidirá sobre o


pagamento da gratificação efetuado no mês de dezembro.

Art. 9.º O presente Decreto entrará em vigor na data de sua publicação,


revogadas as disposições em contrário (DOU, 4/11/65).

LEI Nº 4.090, DE 13 DE JULHO DE 1962.


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L4090.htm

LEI Nº 4.749, DE 12 DE AGOSTO DE 1965.


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L4749.htm

LEI Nº 7.855, DE 24 DE OUTUBRO DE 1989.


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L7855.htm#art3

LEI DELEGADA Nº 13, DE 27 DE AGOSTO DE 1992.


http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/LDL/Ldl13.htm

Imposto de Renda sobre Gratificação de Natal (13º salário)

O imposto de renda na fonte incidente sobre o 13º salário será calculado de


acordo com as seguintes regras:

a) o valor da gratificação de natal (13º salário) será totalmente tributado por


ocasião da sua quitação, com base na tabela progressiva mensal vigente no
mês da quitação;

b) considera-se mês de quitação o mês de dezembro ou o mês da rescisão


de contrato de trabalho;

c) não haverá retenção na fonte pelo pagamento de antecipações do 13º


salário;

d) o cálculo do imposto, sem prejuízo das isenções previstas na legislação


vigente (art. 39 e 42 do RIR/99), será efetuado em separado dos demais
rendimentos mediante a utilização da tabela progressiva mensal vigente no
mês de quitação. A tributação ocorrerá exclusivamente na fonte;

e) na determinação da base de cálculo do imposto incidente sobre o 13º


salário será admitido as seguintes deduções:

e.(1) a quantia de R$ 137,99* por dependente;

e.(2) a importância paga a título de pensão alimentícia em face


das normas do Direito de Família e em cumprimento de decisão
judicial ou acordo homologado judicialmente, inclusive a
prestação de alimentos provisionais correspondente ao 13°
salário;

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 7

ANOTAÇÕES e.(3) a quantia de até R$ 1.372,81**, correspondente à parcela


isenta dos rendimentos de aposentadoria e pensão,
transferência para a reserva remunerada ou reforma,
correspondente ao 13º salário, pagos pela previdência social da
União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios ou por
qualquer pessoa jurídica de direito público interno, ou por
entidade de previdência privada, no caso de contribuinte com
idade igual ou superior a 65 anos;

e.(4) a contribuição para a previdência social da União, dos


Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, incidente sobre o
13º salário;

e.(5) as contribuições para as entidades de previdência privada


domiciliadas no Brasil e as contribuições para os Fundos de
Aposentadoria Programada Individual (Fapi), cujo ônus tenha
sido do contribuinte, destinadas a custear benefícios
complementares assemelhados aos da Previdência Social;

e.(6) o valor do acréscimo de remuneração proporcional ao valor


da CPMF devida, dos benefícios de prestação continuada e os de
prestação única e dos proventos dos inativos, pensionistas e
demais benefícios, limitados a dez salários mínimos, constantes
dos Planos de Benefício da Previdência Social, de que tratam a
Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, e a Lei nº 8.112, de 11 de
dezembro de 1990;

f) cabe ao sindicato de cada categoria profissional de trabalhador avulso a


responsabilidade pela retenção e o recolhimento do imposto incidente sobre
o 13º salário, no mês de quitação. A base de cálculo do imposto será o valor
total do 13º salário pago pelo sindicato ao trabalhador avulso, no ano;

g) os valores relativos pensão judicial e contribuição previdenciária (oficial e


privada), computados como deduções do 13º salário, não poderão ser
utilizadas para determinação da base de cálculo de quaisquer outros
rendimentos;

h) no caso de pagamento de complementação do 13º salário posteriormente


ao mês de quitação, o imposto deverá ser recalculado sobre o valor total
desta gratificação, utilizando-se a tabela do mês da quitação. Do imposto
assim apurado será deduzido o valor do imposto retido anteriormente;

Fonte:
http://www.receita.fazenda.gov.br

* Valor referente tabela vigente em 01/2008


** Valor referente tabela vigente em 01/2008

Imposto de Renda na Fonte:


http://www.receita.fazenda.gov.br

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
8 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Dedução do 13º Salário Calculado sobre Licença


Maternidade
INSTRUÇÃO NORMATIVA MPS/SRP Nº 3, DE 14 DE JULHO DE 2005 -
DOU DE 15/07/2005

Seção II
Ocorrência do Fato Gerador

Art. 66. Salvo disposição de lei em contrário, considera-se ocorrido o fato


gerador da obrigação previdenciária principal e existente seus efeitos:

I - em relação ao segurado:

a) empregado e trabalhador avulso, quando for paga, devida ou creditada a


remuneração, o que ocorrer primeiro, quando do pagamento ou crédito da
última parcela do décimo terceiro salário, observado o disposto nos arts.
122 e 123, e no mês a que se referirem as férias, mesmo quando recebidas
antecipadamente na forma da legislação trabalhista;

III - em relação à empresa:

b) no mês do pagamento ou crédito da última parcela do décimo terceiro


salário, observado o disposto nos arts. 122 e 123;

Seção V
Parcelas Não-Integrantes da Base de Cálculo

Art. 72. Não integram a base de cálculo para incidência de contribuições:

V - a parcela do décimo terceiro salário correspondente ao período do aviso


prévio indenizado, paga ou creditada na rescisão do contrato de trabalho;

Salário-família

Art. 112.
§4º Não integram a remuneração, para fins de percepção de salário-família:

I - o décimo terceiro salário;

Seção II - Subseção II
Responsabilidade pelo Pagamento do Benefício e pela Arrecadação da
Contribuição da Segurada

Art. 115. O salário-maternidade em função da licença por parto ou aborto


não-criminoso é pago diretamente pela empresa ou pelo equiparado, à
segurada empregada.

§1º O salário-maternidade pago pela empresa ou pelo equiparado, inclusive


a parcela do décimo terceiro salário correspondente ao período da licença,
poderá ser deduzido quando do pagamento das contribuições sociais
previdenciárias devidas, exceto das destinadas a outras entidades ou
fundos.

§2º Para fins da dedução da parcela de décimo terceiro salário, de que trata
o § 1º, proceder-se-á da seguinte forma:

I - a remuneração correspondente ao décimo terceiro salário deverá ser


dividida por trinta;

II - o resultado da operação descrita no inciso I deverá ser dividido pelo


número de meses considerados no cálculo da remuneração do décimo
terceiro;

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 9

ANOTAÇÕES III - a parcela referente ao décimo terceiro salário proporcional ao período de


licença maternidade corresponde ao produto da multiplicação do resultado
da operação descrita no inciso II pelo número de dias de gozo de licença-
maternidade no ano.

§3º Para efeito de dedução, o valor pago a título de salário-maternidade não


poderá ser superior ao subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do
Supremo Tribunal Federal, conforme dispõe o art. 248 da Constituição
Federal.§ 4º No período de 29 de novembro de 1999 a 31 de agosto de
2003, competia ao INSS o pagamento do salário-maternidade devido à
segurada empregada, desde que requerido até 31 de agosto de 2003,
observados os seguintes procedimentos:

I - as contribuições sociais relativas ao salário-maternidade de


responsabilidade da empresa deviam ser recolhidas juntamente com as
demais contribuições devidas por esta no prazo previsto no art. 94, caso
não tenham sido recolhidas, deverá ser feito o recolhimento em atraso;

II - a responsabilidade pela arrecadação e pelo recolhimento da contribuição


da segurada empregada, era da empresa, relativamente aos dias
trabalhados no início e no término da licença-maternidade, mediante a
aplicação da alíquota correspondente à remuneração mensal integral da
segurada, respeitado o limite máximo do salário de contribuição;

III - quando a remuneração paga pela empresa, proporcional aos dias


trabalhados no mês de início da licença, e o salário de benefício,
proporcional aos dias de licença-maternidade no mês do fim da licença,
correspondiam ao limite máximo do salário de contribuição, a
responsabilidade pelo desconto, previsto no inciso II, era da empresa em
relação aos dias trabalhados no início da licença e do INSS em relação aos
dias de licença no final.

CAPÍTULO VI
DÉCIMO-TERCEIRO SALÁRIO

Art. 119. Décimo-terceiro salário é a gratificação natalina paga pelo


empregador ao segurado empregado, inclusive o doméstico, e pelo tomador
dos serviços ao trabalhador avulso.

§1º A gratificação corresponde a um doze avos da remuneração devida em


dezembro, por mês de serviço no ano correspondente ou fração igual ou
superior a quinze dias de trabalho.

§2º O décimo terceiro salário correspondente aos dias em que o segurado


recebeu benefício de auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão, no
ano, é pago pelo INSS diretamente ao segurado juntamente com a última
parcela do benefício.

§3º O décimo terceiro salário correspondente ao período de licença


maternidade é pago pela empresa diretamente à segurada empregada, na
forma prevista no art. 115.

Seção I
Contribuições Incidentes sobre o Décimo-Terceiro Salário

Art. 120. O décimo terceiro salário integra o salário de contribuição, sendo


devidas contribuições sociais quando do pagamento ou crédito da última
parcela ou na rescisão de contrato de trabalho.

§1º Sobre o valor total do décimo terceiro salário pago, devido ou creditado
ao segurado empregado, inclusive ao doméstico e ao trabalhador avulso,
incidem as contribuições de que trata o art. 77, os incisos I e II do art. 86 e
o art. 87, observado o disposto no inciso I do § 2º e no § 4º, ambos do art.
92.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
10 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES §2º As contribuições incidem sobre o valor bruto da gratificação, sem a


compensação dos adiantamentos pagos, ressalvado o disposto no inciso V
do art. 72.

Art. 121. A contribuição social previdenciária dos segurados empregado,


empregado doméstico e trabalhador avulso, incidente sobre o décimo
terceiro salário, é calculada em separado da remuneração do mês, conforme
disposto no § 2º do art. 7º da Lei nº 8.620, de 1993, mediante a aplicação
da alíquota de oito, nove ou onze por cento, de acordo com a faixa salarial
constante da tabela publicada periodicamente pelo MPS, observados os
limites mínimo e máximo do salário de contribuição e o disposto no § 1º do
art. 77 e no inciso I do § 2º e § 4º do art. 92.

Parágrafo único. A contribuição social previdenciária da segurada relativa


à parcela do décimo terceiro proporcional aos meses de salário-
maternidade, ainda que esse tenha sido pago pelo INSS, no período referido
no § 4º do art. 115, é descontada pela empresa ou pelo empregador
doméstico quando do pagamento da segunda parcela do décimo terceiro
salário, ou na rescisão de contrato de trabalho, incidindo sobre o valor total
do décimo terceiro salário recebido.

Seção II
Prazos de Vencimento

Art. 122. O vencimento do prazo de pagamento das contribuições sociais


incidentes sobre o décimo terceiro salário, exceto no caso de rescisão, dar-
se-á no dia vinte de dezembro, antecipando-se o prazo para o dia útil
imediatamente anterior se não houver expediente bancário neste dia.

Parágrafo único. Caso haja pagamento de remuneração variável em


dezembro, o pagamento das contribuições referentes ao ajuste do valor do
décimo terceiro salário deve ocorrer no documento de arrecadação da
competência dezembro, considerando-se para apuração da alíquota da
contribuição do segurado o valor total do décimo terceiro salário.

Art. 123. Na rescisão de contrato de trabalho, inclusive naquela ocorrida no


mês de dezembro, em que haja pagamento de parcela de décimo terceiro
salário, as contribuições devidas devem ser recolhidas até o dia dois do mês
seguinte ao da rescisão, prorrogando-se o vencimento para o dia útil
subseqüente quando não houver expediente bancário no dia dois.

Art. 124. As contribuições sociais incidentes sobre a parcela do décimo


terceiro salário, proporcional aos meses de salário-maternidade, inclusive
nos casos em que o benefício seja pago diretamente pelo INSS à segurada,
devem ser recolhidas pela empresa ou empregador doméstico, juntamente
com as contribuições relativas ao décimo terceiro salário do ano em que o
benefício foi pago, observado o disposto nos arts. 122 e 123, conforme o
caso.

Seção III
Disposições Especiais

Art. 125. Para o recolhimento das contribuições sociais incidentes sobre o


décimo terceiro salário, deverão ser informados, no documento de
arrecadação, a competência treze e o ano a que se referir, exceto no caso de
décimo terceiro salário pago em rescisão de contrato de trabalho, cuja
competência será a do mês da rescisão.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 11

ANOTAÇÕES TÍTULO III - Seção I


Compensação

Art. 195. No documento de arrecadação relativo ao pagamento das


contribuições incidentes sobre o décimo terceiro salário poderão ser
compensadas importâncias que a empresa tenha recolhido indevidamente,
observado o limite de trinta por cento do total do valor devido à Previdência
Social nesta competência.

Fonte:
http://www010.dataprev.gov.br/sislex/paginas/38/MPS-SRP/2005/3.htm

Atenção:
As informações de legislação constante neste manual são
apenas ilustrativas e servem como orientação. As mesmas
podem ter sofrido alterações ou não possuírem aplicabilidade
por estarem revogadas, por este motivo orientamos que sejam
consultados os órgãos legais para verificarem alterações e
vigências das normas.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
12 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Funcionamento do processo no RM Labore


O 13º salário pode ser pago em até duas parcelas, a todos os empregados
urbanos, rurais e domésticos. A primeira parcela deve ser paga entre os
meses de fevereiro e novembro de cada ano, e a segunda, até o dia 20 de
dezembro.

Os cálculos do 13º salário podem ser baseados apenas no salário dos


funcionários ou também em verbas variáveis com médias e fórmulas
adicionais. O RM Labore fará o cálculo e o lançamento conforme a
parametrização definida no sistema.

Observação:
A definição dos períodos de parcelamento do 13º Salário
dependerá da Convenção Coletiva de Trabalho de cada empresa.
Se na convenção coletiva nada for citado, prevalecerá o
pagamento em duas parcelas.

PARAMETRIZAÇÃO - 13º SALÁRIO - Com Média

Cadastros / Eventos
O valor das médias poderá ser somado ao 13º Salário ou lançado em
eventos isolados.

Se você optou por utilizar MÉDIAS e deseja que estas sejam lançadas
separadas do evento de 13º Salário, será necessário utilizar o recurso
“Grupo da Média“ (pasta “Média” do cadastro de Eventos).

Será necessário criar, através do menu CADASTROS / EVENTOS, os eventos


onde serão lançadas as médias, bem como, os eventos de diferença de 13º
Salário.

Atenção:
Os eventos para o pagamento das médias de 13º salário deverão
ter o código de cálculo 102, o mesmo utilizado no evento para
pagamento da segunda parcela do 13º salário. E os eventos para
o pagamento da diferença de 13º salário deverão ter o código de
cálculo 66.

Exemplos:
 Média de Horas Extras de 13º Salário
 Média de DSR de 13º Salário
 Média de Comissão de 13º Salário

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 13

ANOTAÇÕES

Dica:
Quando a opção “Evento Ultimo Valor” estiver marcada o
sistema repetirá o valor recebido no evento no mês
imediatamente anterior ao cálculo do 13º salário.

Associação dos eventos ao tipo de média:

Nos eventos que incidem em médias, nas pastas “Médias” (a partir da


versão 7.0, no cadastro de eventos ANEXOS) informar em qual grupo
a média do evento deverá ser calculada e lançada.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
14 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Como é feito o cálculo de médias


MÉDIA (Estatística) - É o número obtido somando-se os valores medidos
e dividindo-se a soma obtida pelo número de medições. É usada como
síntese, valor representativo do conjunto de dados. É particularmente útil
em distribuições simétricas. É a região da distribuição de freqüências onde
se concentra a maioria das observações.

Exemplo:

Salário R$ 1257,14
Jornada Mensal 220:00
Salário Hora: Salário/Jornada => 1257,14 / 220 = 5,7142
Hora Extra 75% = 5,7142 + 75% => 5,7142*1,75 = R$ 10,00

Mês/Ano Evento Horas Valor


02/2006 0157 Horas Extras 75% 10:00 R$ 100,00
03/2006 0157 Horas Extras 75% 10:00 R$ 100,00
05/2006 0157 Horas Extras 75% 20:00 R$ 200,00
07/2006 0157 Horas Extras 75% 10:00 R$ 100,00
10/2006 0157 Horas Extras 75% 10:00 R$ 100,00

Numero de meses com horas extras = 5


Soma de horas 60:00
Soma do dos valores R$ 600,00

Média do período de 01/01/2006 a 31/12/2006


Número de mês do período acima: 12 meses
Salário atual R$ 2200,00
Jornada Mensal 220:00
Salário Hora: Salário/Jornada => 2200,00 / 220 = R$ 10,00
Hora Extra 75% = 10,00 + 75% => 10,00*1,75 = R$ 20,00

Cálculo da média por valor será:


(soma dos valores encontrados no período / número de meses
analisados)
R$ 600,00 / 12 = 50,00

Cálculo da média por horas será


(soma das horas encontradas no período / número de meses
analisados)
60:00h / 12 = 5:00h (médias das horas multiplicado pelo valor
das horas com seu percentual, atualmente) 5:00h * R$ 20,00 =
R$ 100,00
Veja que a média por horas considera o salário atual.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 15

ANOTAÇÕES
Cadastros / Sindicatos

Pasta 13º Salário - Subpasta Parâmetros de Médias

Nesta pasta definiremos a forma de cálculo para o 13º salário, que poderá
ser por valor ou por hora. Definiremos também o período a ser considerado
para o cálculo das médias, bem como, alguns parâmetros que influenciarão
nesses cálculos.

Considera ano anterior p/ médias


Selecione essa opção para que meses do ano anterior possam ser
considerados para o cálculo das médias.

Atenção:
De acordo com a CLT, a média de 13º salário pode envolver
apenas eventos relativos ao ano a que se refere o 13º, mas
acordos coletivos podem alterar esta restrição.

Paga média na 1ª parcela


Ao selecionar esta opção o cálculo da 1ª parcela do 13º salário será
acrescido das médias.

Observação:
As médias na 1ª parcela podem ser discriminadas apenas
atraves de fórmulas.

Considera mês atual p/ cálculo da média de 13º


Se essa opção estiver marcada, o sistema considerará os eventos com
incidência em 13º salário e que estiverem na movimentação dos
funcionários no mês do lançamento do 13º salário. Essa opção afetará todas
as rotinas que envolvem o cálculo do 13º salário, sendo elas: 1ª e 2ª Parcela,
Provisão e o resultado de funções de fórmulas.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
16 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Utiliza parâmetros específicos para média de 13º na rescisão


Marcando este parâmetro o sistema disponibilizará a pasta "Média de 13º
Rescisão " onde o usuário poderá definir parametrizações específicas para o
cálculo de média de 13º na rescisão.

Mês atual entra em média se dia < 15


Selecione esta opção para que sistema considere o mês atual para o cálculo
das médias se o dia das férias/rescisão ocorrerem em qualquer dia do mês,
se a opção não for confirmada o sistema só considerará o mês atual para
cálculo das médias se o dia de férias/rescisão for maior que o dia 15.

Mês da admissão entra para o cálculo se admitido até dia __


Nesse campo poderá ser definido o dia limite de admissão para que o mês
em que o funcionário foi admitido entre para o cálculo das médias.

Exemplo:
Se for informado 0 (zero), o mês de admissão NÃO entra no
cálculo.
Se for informado 31, o mês de admissão do funcionário sempre
será considerado no cálculo.

Despreza fórm. base salário


Marcando este campo, o sistema desprezará no cálculo das médias as
fórmulas adicionais cadastradas em OPÇÕES / PARÂMETROS / RM
LABORE.

Mês da rescisão entra em médias


Específico para o lançamento do 13º de rescisão. Selecione esta opção para
que o sistema considere os eventos que incidem férias, 13º salário e aviso
prévio no mês da rescisão para o cálculo da média.

Considera maiores valores para soma


Este parâmetro configura o sistema, de modo que, durante o cálculo de
média, o usuário possa escolher entre os valores obtidos para média de
valor e hora, os dois maiores de cada tipo.

Desconsiderar para contagem o mês em que houver período de férias


igual ou maior a __
Informe o limite de dias para que o período de férias seja desconsiderado no
cálculo da média.

Desconsiderar o mês em que houver período de férias também para


soma dos valores
Marque esta opção caso os valores incidentes no período de férias também
sejam desconsiderados.

Tipo de Cálculo
O tipo marcado nesse campo definirá como será realizado o cálculo da
média.

Média por Hora


O sistema buscará na ficha financeira dos funcionários, o numero de
HORAS de cada evento que compõe média.

Média por Valor


O sistema buscará na ficha financeira dos funcionários, os VALORES
de cada evento que estiver compondo a média.

Sem Média
O sistema não calculará médias de 13º salário para os funcionários
ligados a esse sindicato.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 17

ANOTAÇÕES Número de meses


Através desses campos são definidos os períodos a serem considerados
para o cálculo das médias, ou seja, o número de meses que deve ser
considerado na ficha finanaceira dos funcionários.

Existem três colunas para cada tipo de evento, isso possibilitará que cada
média seja calculada considerando até três períodos diferentes da ficha
financeira e que seja pago o maior valor entre elas.

Maiores Valores
Informe o número de meses para que o sistema busque os maiores valores,
dentro dos meses indicados para o cálculo da média, dos eventos do tipo
valor.

Exemplo:
Considere que o número de meses indicado para a média foi 6
(seis). O sistema buscará nos últimos 6 (seis) meses da ficha
financeira os eventos que participarão do cálculo da média de
13º. No campo "Maiores Valores" foi informado 3 (três) meses.
Neste caso, o sistema verificará quais os 3 (três) meses, dentre
os 6 (seis) informados para a média, que possuem os eventos
com maiores valores, para utilizá-los no cálculo da média.

Entendendo o tipo de cálculo:

Dica:
Podemos definir três períodos diferentes para cálculo de média.
O sistema pagará a maior entre as calculadas.

Exemplo:
12 meses R$ 100, 00
6 meses R$ 120,00
3 meses R$ 90,00
Será pago média dos 6 meses pois esta com maior valor.

Maiores Valores
Informe o número de meses para que o sistema busque os maiores valores,
dentro dos meses indicados para o cálculo da média, dos eventos do tipo
valor.

Se for informado nos campos meses para tipo hora, valor ou referência um
número de meses igual a 6 e no campo de maiores valores for informado 3
meses o sistema verificará nos últimos 6 meses os 3 eventos com maior
valor e fará a media sobre eles.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
18 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Exemplo:

Mês/Ano Evento Horas Valor


01/2006 0157 Horas Extras 75% 02:00 R$ 20,00
02/2006 0157 Horas Extras 75% 30:00 R$ 300,00
03/2006 0157 Horas Extras 75% 10:00 R$ 100,00
05/2006 0157 Horas Extras 75% 20:00 R$ 200,00
07/2006 0157 Horas Extras 75% 10:00 R$ 100,00
10/2006 0157 Horas Extras 75% 01:00 R$ 10,00

Serão considerados os eventos:

Mês/Ano Evento Horas Valor


02/2006 0157 Horas Extras 75% 30:00 R$ 300,00
05/2006 0157 Horas Extras 75% 20:00 R$ 200,00
07/2006 0157 Horas Extras 75% 10:00 R$ 100,00

Habitualidade

Nº de meses p/ análise
Define o um número de meses a serem considerados pelo sistema
para verificar a freqüência do evento, isto é, o número de vezes em que
o evento foi habitual na movimentação do funcionário. Este campo
está diretamente associado ao seguinte.

Nº de meses p/ habitualidade
Aqui pode ser definido o número mínimo de meses que os eventos,
que entrarão para o cálculo das médias, deve constar na ficha
financeira do funcionário para ser considerado pelo sistema para o
cálculo da média.

Correção de Valores
Através destas opções será possível atualizar o valor das médias através de
uma unidade monetária (Moeda).

Corrige valores pelo salário da época


Marque esta opção caso deseje que os eventos dos tipos valor, hora e
dia sejam corrigidos de acordo com o histórico salarial do funcionário
para o cálculo da média.

Corrige valores por tabela de correção


Confirmando este campo, o sistema atualizará os valores dos eventos
que participarão da média de 13º salário de acordo com a "Tabela de
Correção".

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 19

ANOTAÇÕES Observação:
A moeda deve ser previamente registrada/atualizada através do
menu CADASTROS / MOEDAS.

Parâmetros relacionados à afastamentos


Se desejar, defina os afastamentos a serem considerados para dedução na
contagem de meses para cálculo das médias.

Desconsidera o mês em que o funcionário ficar __ dias ou mais


afastado para contagem de meses
Informe nesse campo o número de dias para que o mês não seja
considerado para contagem de tempo no cálculo das médias em caso
de afastamento.

Desconsidera também p/ soma dos valores


Marcando essa opção os valores dos meses desconsiderados na
contagem de meses, também serão desconsiderados no cálculo das
médias.

Pasta 13º Salário / Subpasta Eventos p/ Pag. de Média de 13º Salário


na 2ª Parcela

É importante lembrar que, independentemente dos eventos de média serem


discriminados, é obrigatório informar no Grupo 0 o evento com código de
cálculo 102 - 2ª Parcela de 13º Salário. Os Grupos de 1 a 19 poderão ser
utilizados conforme a necessidade da empresa de detalhar a informação das
médias no pagamento do 13º salário.

Também não podemos esquecer que para cada evento informado (do grupo
0 ao 19) será necessário informar um evento de diferença que será usado
para o lançamento da diferença de 13º salário.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
20 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES

Exemplo de eventos a serem informados para discriminação


das médias:

Grupo 0:
Pagamento: Código de Cálculo 102 - 2ª Parcela de 13º salário
Diferença: Código de Cálculo 66 - Diferença 2ª parcela de 13º
salário
Evento para diferença por dissídio: Código de Cálculo 180
Diferença 13º salário por dissídio

Grupo 1:
Pagamento: Código de Cálculo 102 - Média de Horas Extras de
13º salário
Diferença: Código de Cálculo 66 - Diferença Média de Horas
Extra 13º salário
Evento para diferença por dissídio: Código de Cálculo 180
Diferença Média Horas Extras 13º Salário por dissídio

Grupo 2:
Pagamento: Código de Cálculo 102 - Média de DSR 13º salário
Diferença: Código de Cálculo 66 - Diferença Média de DSR 13º
salário
Evento para diferença por dissídio: Código de Cálculo 180
Diferença Média DSR 13º Salário por dissídio.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 21

ANOTAÇÕES Pasta 13º Salário / Subpasta Outros Parâmetros

Marcando este parâmetro o sistema considerará, no cálculo da 1ª parcela


de 13º salário, as fórmulas adicionais informadas em OPÇÕES /
PARÂMETROS / PARÂMETROS DE 13º SALÁRIO, pasta “Fórmulas
Adicionais”.

Opções / Parâmetros / RM Labore / Parâmetros de


13º Salário

Nesta pasta definiremos os parâmetros gerais do RM Labore utilizados no


cálculo do 13º salário. Estes parâmetros, serão considerados para todos os
funcionários da coligada.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
22 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Utiliza salário atual para 1ª Parcela:


Determina se será utilizado o salário do mês atual para base de cálculo da
1ª parcela de 13º salário.

Com esta opção habilitada o sistema assumirá como base de cálculo da 1º


parcela do 13º, o salário do mês de pagamento desta parcela (normalmente
efetuada em novembro), ao invés de usar o salário do mês anterior como é
feito normalmente. Este parâmetro é utilizado em caso de alteração salarial
no mês de pagamento da 1ª parcela.

Exemplo 1:
Histórico salarial do funcionário:

Data da Mudança Salário


01/02/2006 R$ 1.450,00
01/11/2006 R$ 1.595,00

Com o parâmetro marcado, o sistema assumirá, para o


pagamento da 1ª Parcela do 13º Salário, o salário do mês 11 (R$
1.595,00).
Com o parâmetro desmarcado, será considerado o salário
vigente no mês anterior (R$ 1.450,00).

Exemplo 2:
Histórico salarial do funcionário:

Data da Mudança Salário


01/02/2006 R$ 1.450,00
01/10/2006 R$ 1.595,00

Neste caso, o parâmetro não terá influência no cálculo, pois o


funcionário não teve alteração de salário no mês de novembro
(quando normalmente se paga a 1º parcela).
Será considerado então o salário do mês 10 ( R$ 1.595,00).

Calcula Avos p/1ª Parcela Cons. meses até dezembro


Marcando essa opção o sistema considerará o mês de dezembro no cálculo
do número de avos para os funcionários admitidos após o dia 17 de janeiro
do ano corrente.

Calcula Avos p/1ª Parcela considerando meses até o atual


Habilite esse parâmetro caso deseje que o sistema considere o número de
avos até o mês de pagamento da primeira parcela (normalmente,
novembro), dos funcionários admitidos após o dia 17 de janeiro do ano
corrente.

Fórmula para valor a somar ao 13º


Poderá ser definida uma fórmula cujo resultado será adicionado à base de
cálculo do 13º salário.

Meses de afastamentos por acidente de trabalho reduz avos de 13º


Habilitando este parâmetro o sistema diminuirá os meses de afastamento de
Acidente de Trabalho dos avos de 13º que o funcionário tem direito.

Observação:
Pela lei, os afastamentos por acidente de trabalho não devem
reduzir o número de avos de 13º, porém algumas empresas
podem interpretar de outra forma ou terem previdência privada e
assim não considerar estes afastamentos no cálculo de 13º
salário.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 23

ANOTAÇÕES Bloqueia reversão automática de 13º salário no mês janeiro


Esse parâmetro está relacionado apenas à provisão, ou seja, não influencia
no cálculo para pagamento do de 13º salário.

Estando marcado, no momento da realização da contabilização da provisão


mensal do 13º salário no mês de janeiro, o sistema considerará o valor da
provisão acumulada do mês anterior igual a zero. Portanto, a provisão
mensal do mês de janeiro é a própria provisão acumulada do mês de janeiro.

Ignora eventos que incidem salário


Marcando essa opção o sistema desconsiderará os eventos que incidem em
salário para os cálculos da base de 13º salário.

Paga eventos adicionais na 1ª parcela de 13º salário


Marcando esta opção os eventos adicionais globais de 13º salário serão
considerados no pagamento da 1ª parcela de 13º salário.

Observação:
Os eventos adicionais serão discriminados apenas no
movimento da 2ª parcela de 13º salário.

Evento de código de cálculo 106 inibe o evento de código de cálculo


49
Ao marcar essa opção, toda vez que houver o evento com o código de
cálculo 106 (IRRF 13º calculado pelo usuário) na movimentação do
funcionário o sistema irá zerar o evento de código de cálculo 49 (IRRF
13ºsalário).

Cadastro do Funcionário e Ficha Financeira

O sistema verifica no cadastro do funcionário os afastamentos para


contagem dos avos de 13º. Caso o funcionário tenha menos de 15 (quinze)
dias de trabalho no mês ele não terá direito ao avo (salvo nos casos de
afastamento por acidente de trabalho e doença ocupacional). Os 15
primeiros dias de afastamento são considerados como dias trabalhados, ou
seja, o afastamento começa a ser considerado a partir do 16º dia.

O sistema verifica também na ficha financeira a existência de faltas (evento


com código de cálculo 8).

Caso ele tenha mais de 15 faltas no mês ele perde direito ao avo de 13º
salário referente àquele mês. Nos meses de admissão e demissão esse
calculo é proporcionalizado, ou seja, se o funcionário tem 15 dias
trabalhados no mês e 1 falta ele perde o direito a esse avo.

Contagem dos Avos

Cada mês onde se tenha trabalhado 15 ou mais dias é considerado como 1


avo de 13º salário.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
24 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Processamento - 1a Parcela


Após a realização ou conferência de toda a parametrização necessária será
possível realizar o lançamento do 13º salário.

Para isso devemos acessar o menu MOVIMENTOS / FOLHA DE


PAGAMENTO / LANÇAMENTOS AUTOMÁTICOS / DÉCIMO TERCEIRO
SALÁRIO.

Observação:
O ideal é que seja definido no RM Labore um período específico
para realização do lançamento do 13º salário.

Chapa / Nome
Se você desejar efetuar o lançamento do 13º salário para apenas um
funcionário, digite a sua chapa ou clique no campo “Nome” para selecionar
o nome do funcionário.

Código de Quebra
Informe a quebra pretendida ou aceite a default (padrão), que é o código de
quebra mestre informado nos parâmetros globais do sistema.

Seleção de Funcionários
Através desse botão será possível definir o escopo de lançamento desejado.
Serão disponibilizadas as seguintes opções:

 Situação do Funcionário;
 Tipo de Funcionário;
 Código de Recebimento;
 Fórmula de Seleção;
 Filtro.

Dica:
 Para marcar, clique nas opções desejadas.
 Para selecionar vários itens consecutivamente, mantenha
pressionada a tecla <SHIFT> e clique no primeiro e no último
item a serem selecionados.
 Para selecionar alternadamente, mantenha pressionada a tecla
<CTRL> e clique em cada item desejado.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 25

ANOTAÇÕES Tipo de lançamento


Aqui deverá ser definido o tipo de lançamento desejado:

1ª Parcela;
2ª Parcela;
Diferença de 13º Salário.

O campo “Ajustar 1ª Parcela” ficará marcado como padrão, caso a primeira


parcela esteja sendo lançada e funcionará da seguinte forma:

Considere a seguinte situação:

Um funcionário está saindo de férias no mês de abril e está recebendo


juntamente às férias, a 1ª Parcela do 13º salário. Nesse mês o salário desse
funcionário era de R$ 1.300,00, então o valor recebido como adiantamento
de 13º salário foi de R$ 650,00.

No mês de agosto, o salário desse funcionário foi reajustado para R$


1.430,00.

No mês de novembro está sendo processado o lançamento da 1ª parcela do


13º salário para todos os funcionários com a opção “Ajustar 1ª Parcela"
marcada.

Então, esse lançamento será realizado da seguinte forma no envelope do


funcionário em questão:

1ª Parcela de 13º Salário (provento, com código de cálculo 9) com o valor de


R$ 715,00 (pagamento da 1ª parcela considerando o salário atual do
funcionário – R$1.430,00)
Adiantamento de 13º Salário (desconto, com código de cálculo 35) com o
valor de R$ 650,00 (valor pago no mês de abril junto com as férias
considerando o salário da época – R$1.300,00)

Se a opção “Ajusta 1ª Parcela” não estivesse marcada, o sistema teria


verificado que o evento de 1ª Parcela de 13º Salário já havia sido lançado
anteriormente e não teria feito o ajuste.

Lança códigos fixos


Marque esta opção para que os códigos fixos relacionados ao 13º salário
sejam lançados no movimento de 2ª parcela de 13º salário. Este parâmetro
é utilizado principalmente para o lançamento do evento de pensão
alimentícia sobre o 13º salário o qual deverá ser previamente informado no
cadastrado no funcionário.

Debug de Cálculo
Ao selecionar esta opção será gerado um arquivo do tipo texto com a
memória de cálculo do 13º salário.

Debug de Média
Ao selecionar esta opção será gerado um arquivo do tipo texto com a
memória de cálculo das médias de 13º salário.

Log de erros
Ao selecionar esta opção será gerado um arquivo do tipo texto com os erros
que por ventura possam ser apresentados.

Atenção:
Até a competência novembro as opções “1ª parcela” e “Ajustar
1ª Parcela” permanecerão marcadas por padrão. Na
competência dezembro, ao abrir essa tela, já estará marcada a
opção “2ª Parcela”. Mas em qualquer momento essa opções
poderão ser alteradas.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
26 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Situações a observar para funcionários admitidos em janeiro e para


afastados durante o ano:

1 - No caso de funcionários comissionistas, será efetuado o cálculo da


média ou será considerado o mínimo garantido informado no cadastro de
sindicatos.

2 - Para funcionários admitidos até 17 de janeiro (inclusive), o sistema


calculará metade (50%) do salário contratual percebido no mês anterior
ao do pagamento do 13º salário.

3 - Para funcionários admitidos após 17 de janeiro, o sistema calculará o


número de avos a que o funcionário tem direito (da admissäo até o mês
anterior ao pagamento) e pagará a metade do total encontrado.

4 - Para funcionários afastados por acidente de trabalho, o 13º será pago


integralmente. Para descontar o 13º pago pela previdência, deverá ser
lançado na movimentaçäo do mes de dezembro, o evento de desconto com
Código de Cálculo 101 (13º Pago pela Previdência) com o valor de 13º pago
pela previdência. O evento com Código de Cálculo 101 é um evento de
“Desconto” tipo “Valor”. O valor informado neste codigo de cálculo será
deduzido também da base de cálculo do 13º salário para o cálculo do IRRF
e INSS.

5 - Na geração do SEFIP a opção “SEFIP 13º” não poderá ser confirmada


pois a primeira parcela de 13º será gerada junto com a movimentação da
folha mensal do mês de novembro.

6 - Para funcionários afastados pela previdência, o 13º salário será pago


somente sobre os avos aos quais o funcionário terá direito. As incidências
do FGTS, INSS, IRRF serão somente sobre o valor pago pelo sistema ao
funcionário.

7 - Para funcionárias que tiveram dias de afastamento por licença


maternidade durante o ano o sistema calculará o valor normalmente (como
é calculado para os demais funcionários), porém na guia de INSS e no SEFIP
os valores referente ao valor do 13º salário pago pela previdência serão
calculados da seguinte forma:

Soma dos eventos de código de cálculo 102 (ou código de cálculo 48 no


caso de rescisão) / nº de avos que estão sendo pagos / 30 * Número de dias
de afastamento dentro do ano.

Os valores sobre os dias de afastamento por licença maternidade não


aparecerão na movimentação e nem na folha analítica, para que seja
impresso na folha analítica deverá ser utilizado o recurso de fórmulas.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 27

ANOTAÇÕES Conferência dos Valores

Após o lançamento da primeira parcela a movimentação do funcionário


estará com os seguintes dados:

Veja que o número de avos está como 12. Isso é correto, visto que o cálculo
é referente metade de 12 avos.

Na figura abaixo podemos observar o mesmo cálculo com ajuste (Opção


“Ajustar 1ª Parcela” marcada) onde um funcionário recebeu anteriormente o
evento de código de cálculo 9 com valor R$ 1.330,33. Agora, com o salário
reajustado, o valor da 1ª parcela seria de R$ 1.496,99, o que gerou a
diferença de R$ 166,66. Esse lançamento não gera recolhimento de FGTS
em duplicidade pois o evento 0035 (código de cálculo35) estorna FGTS.

Observação:
Sobre a primeira parcela (entenda-se como primeira parcela todo
pagamento de 13º salário pago fora da competência 12 a
funcionários não demitidos) não existe recolhimento de INSS e
IRRF (conforme legislação vigente).

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
28 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Processamento - Segunda Parcela


Em dezembro, realizaremos o mesmo processo, mas desta vez, para o
lançamento da 2ª parcela do Décimo Terceiro Salário.

Atenção:
Os eventos que devem influenciar no cálculo do 13º salário
deverão ser lançados previamente no movimento dos
funcionários.

Situações a observar:

1 - Na competência Dezembro o sistema selecionará como “Tipo de


lançamento” a opção “2ª Parcela”.

2 - Para funcionários afastados pela previdência, o 13º será pago somente


sobre os avos aos quais o funcionário tem direito. As incidências de FGTS,
INSS, IRRF serão somente sobre o valor pago pelo sistema ao
funcionário.

3 - Para funcionárias que tiveram dias de afastamento por licença


maternidade durante o ano o sistema calculará o valor normalmente (como
é calculado para os demais funcionários), porém na guia de INSS e no SEFIP
os valores referentes ao valor do 13º salário pago pela previdência serão
calculados da seguinte forma:

Soma dos eventos de código de cálculo 102 (ou código de cálculo48 caso
venha a ser rescisão) / nº de avos que estão sendo pagos / 30 * Número de
dias de afastamento dentro do ano.

Estes valores sobre os dias de afastamento por licença maternidade não


aparecerão na movimentação e nem na folha analítica. Para que eles sejam
impressos na folha analítica, deverá ser utilizada uma fórmula de cálculo.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 29

ANOTAÇÕES Conferência dos valores

Após o lançamento da 2ª parcela, a movimentação do funcionário estará


com os seguintes dados:

Podemos verificar que o sistema lançou o evento de código de cálculo 102


– 2ª Parcela de 13º Salário com o valor integral do salário e lançou o evento
de código de cálculo 35 – Adiantamentos 13º salário com o valor pago na
1a parcela. Também pode-se verificar que as médias foram discriminadas
(conforme parametrização do sindicato estuda anteriormente). E com base
nessas verbas foram calculados o INSS e Imposto de Renda de 13º.

Veja abaixo como ficaria o lançamento sem a discriminação das médias:

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
30 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES Situações a observar:

1 - Para os funcionários comissionista, será efetuado o cálculo da média ou


será considerado o mínimo garantido do sindicato.

2 - Quando houver funcionários afastados por acidente de trabalho deverá


ser lançado um evento de Salário Pago na Previdência, (desconto, valor, com
código de cálculo 101), onde deverá ser informado o valor que o funcionário
recebeu no período que esteve afastado (Lembrando que este valor do 13º
salário pago pela previdência, deverá ser apurado junto ao funcionário).

3 - O lançamento do desconto de pensão alimentícia poderá ser feito através


do lançamento de códigos fixos, lembrando que o evento deverá ter código
de cálculo 120 (Pensão Alimentícia sobre 13º salário).

4 - Quando o funcionário possuir outro emprego deverão ser seguidas as


seguintes orientações:

a) Criar um evento para lançamento do INSS 13º Outro Emprego (base


de cálculo, valor, com código de cálculo 144 - INSS 13º salário outro
emprego). O referido evento deverá ser lançado na movimentaçãos
funcionários com o valor do INSS, caso este já tenha sido descontado
na outra empresa, caso contrário deverá ser lançado o evento com
código de cálculo 83 - Base INSS 13º outro emprego, onde o sistema
efetuará a proporcionalização dos valores a serem descontados.

b) Criar um evento para o lançamento da base de INSS 13º outro


emprego (base de cálculo, com código de cálculo 83). O referido
envento deverá ser informado na movimentação do funcionário com o
valor da base de incidência de INSS do outro emprego para que os
valores a serem descontados sejam proporcionalizados.

5 - Na geração do SEFIP (referente ao pagamento da 2ª Parcela do 13º


Salário, até o dia 20 de dezembro) deverá ser marcada a opção “SEFIP 13º”.
Informe o percentual de INSS recolhido pela empresa. Este SEFIP não gera
recolhimento de FGTS, pois ele é utilizado apenas para declaração do valor
de INSS de 13º salário que foi pago pela empresa na guia de GPS 13..

Processamento - Diferença de 13º Salário


A diferença de 13º salário pode ocorrer quando o funcionário tiver reajuste
salarial no mês dezembro e já tiver recebido o 13º com o salário anterior. E
também quando no fechamento da folha de dezembro ocorrer o lançamento
de eventos que influenciam no cálculo das médias como horas extras e
comissões.

Esta diferença poderá ser paga na competência dezembro ou janeiro.


Confira os procedimentos necessários para o lançamento em janeiro.

Exemplos:
 Ocorrer movimentação ou alteração salarial antes de pagar
o 13º Salário
Neste caso apenas deverá efetuar tais alterações e processar
MOVIMENTO / FOLHA DE PAGAMENTO / LANÇAMENTO
AUTOMÁTICO / DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 31

ANOTAÇÕES  Ocorrer movimentação ou alteração salarial após o


pagamento do 13º Salário
Neste caso deverá criar um novo período, antes de efetuar o
aumento salarial, podendo já estar com toda a movimentação do
mês de Dezembro digitada e logo em seguida processar o
cálculo da diferença de 13º Salário.

 Após a liberação da competência para JANEIRO


Deverá cadastrar um novo evento Provento/Valor com código de
cálculo 66 e incidência em INSS FOLHA, ao marcar a opção
“Diferença de 13º Salário” aparecerá o campo para informar o
evento de diferença. Neste campo, o sistema apresentará
somente o evento com código de cálculo 66 com incidência em
INSS FOLHA.

Situações a observar:

Todos os eventos de médias deverão estar cadastrados no sindicato


conforme estudamos anteriormente.

Você também pode optar pelo pagamento da diferença de 13º em Janeiro,


o sistema não discriminará os valores de médias e reunirá todos os valores
no evento de diferença.

Ao processar a diferença de 13º salário no mês de Dezembro o sistema


assumirá o evento com código de cálculo 66 – Diferença de 13º Salário
cadastrado no Grupo 0, no campo “Evento de Diferença” do cadastro de
sindicatos , caso o evento não esteja cadastrado o sistema assumirá o
primeiro evento cadastrado código de cálculo 66 na tabela de eventos.

Somente nos meses de dezembro e janeiro é possível pagar a diferença de


13º salário, exceto em caso de dissídio coletivo.

Apenas no caso de pagamento da diferença por dissídio, a opção "Sim" do


campo “Dissídio” deverá ser selecionada. Para os demais casos, aceite a
seleção defaut ("Não"). Quando a base estiver em uma competência diferente
de dezembro ou janeiro este parâmetro estará desabilitado, ou seja,
indisponível para ser alterado. Porque nos meses de fevereiro a novembro,
somente a diferença de 13º por dissídio pode ser paga.

Ao calcular a diferença em janeiro, se existir alguma média discriminada, o


sistema lançará toda a diferença no evento com o código de cálculo 66.

Para o cálculo de diferença por dissídio de 13º salário deverá ser utilizado o
código de cálculo 180 - Diferença de 13º salário por dissídio.

Somente é possível informar a chapa de um funcionário demitido para o


cálculo da diferença de 13º salário se a opção “Sim” do campo “Dissídio”
estiver marcada.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
32 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES  Exercícios

1) Estamos em Novembro/2006 e trabalhando com regime competência.

2) O cálculo do 13º para os funcionários filiados ao SINDADOS será com


média por hora, devendo ser pago o melhor valor de média entre os 6 e 3
últimos meses, tanto para eventos do tipo valor quanto para o tipo hora.
Lembrando que as médias serão discriminadas no envelope do funcionário.
Para aqueles filiados ao Sindicato do Comércio, será sem média.

3) O pagamento da 1ª parcela do 13º salário, será considerado o salário de


outubro e o número de avos até dezembro, deve ser efetuado no dia 25/11,
sendo que a diferença da 1ª parcela também deve ser paga àqueles que já
receberam este provento no decorrer do ano vigente.

4) Após o processamento da folha e a emissão dos relatórios normais, o


período deve ser encerrado.

5) A 2ª parcela do 13º deve ser paga na data de 20/12, considerando o mês


atual para os cálculos de média. Devendo ser observado todas as situações
apresentadas durante o ano, ou seja, (Licença maternidade, afastamento
pela previdência)

6) Durante o processamento normal da folha, deverá ser considerado que,


no mês de Dezembro, os funcionários Dênio Pereira e Maria Conceição
fizeram 6 Horas Extras a 50% cada um e receberam também o evento
Gratificação. O funcionário Marcelo Costa, por sua vez, deverá receber 4
Horas Extras a 100%.

7) Deverá ser efetuado o pagamento da diferença de 13º Salário.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 33

ANOTAÇÕES ANEXO A
Códigos de Cálculos Envolvidos no Processamento do 13º
salário

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
34 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES ANEXOS B
Outras Opções de Lançamento

1ª Parcela com Média Discriminada


1º Passo
Cadastrar a seguinte fórmula em "CADASTRO / FÓRMULAS"
Código A0020
Título : Média na 1ª Parcela
Texto: CALCMED(2) / 2

2º Passo
Cadastrar o seguinte evento em "CADASTRO / EVENTOS"
Código: 1
Provento, Valor, com Código de Cálculo 9, incide FGTS, informar a fórmula
criada no passo 1.

3º Passo
Acesse o módulo "Cadastro / Sindicatos", pasta "13º Salário". Desmarque a
opção "Paga média na 1ª Parcela".

4º Passo
Execute o pagamento da primeira parcela através do módulo "Movimento /
Folha de Pagamento / Lançamentos Automáticos / Décimo Terceiro Salário".

5º Passo
Acessar o módulo "Movimento / Folha de Pagamento / Lançamentos
Automáticos / Grupo de Eventos" e criar um grupo de eventos informando o
evento criado no passo 2.

6º Passo
Lance o Grupo de Eventos.

Pagamento de 13º salário integralmente em meses


anteriores a dezembro (Com discriminação da média)
Para o pagamento da 2ª parcela antecipadamente, deve-se observar que os
encargos de INSS e IRRF serão recolhidos para os órgãos competentes
apenas no mês de Dezembro (mes da quitação). Isso se deve ao fato de que
o pagamento ocorrido em novembro ou em outros meses anteriores ao mês
de dezembro são antecipações (adiantamento). VEJA NOTA PRESENTE NO
FINAL DO ROTEIRO.

Preparação do Sistema
1º Passo
Módulo "Cadastro / Eventos"
Deverá existir na base de dados eventos cadastrados com os seguintes
códigos de cálculo: 09, 35, 49, 58, 66, 83, 101, 102, 103, 106, 144, 171 e
172.

2º Passo
Parametrizar nos sindicatos ("CADASTRO / SINDICATOS") os eventos de
médias. Eles são obrigatórios no grupo 0 do sindicato.

Eventos a serem cadastrados na pasta "13º Salário", subpasta "Eventos para


pagamento de médias de 13º na rescisão".

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário 13º Salário
35 RM Labore - Versão 7.1.0 RM Labore - Versão 10.40 35

ANOTAÇÕES Grupo 0
Pagamento: código de cálculo 48 - 13º salário rescisão
Diferença: código de cálculo 97 - Dif. 13º salário rescisão
Eventos a serem cadastrados na pasta "13º Salário", subpasta "Eventos para
pagamento de 2ª parcela de 13º Sal." do Sindicato.

Grupo 0
Pagamento: código de cálculo 102 - 2ª parcela de 13º salário
Diferença: código de cálculo 066 - Dif. 2ª parcela de 13º salário

3º Passo
Cadastrar as seguintes fórmulas através do módulo "Cadastro/ Fórmulas".
Código: COLIGADA
Título: COLIGADA
Texto: COLIGADACORRENTE
Código: CHAPA
Título: CHAPA
Texto: CHAPA

4º Passo
Acessar o módulo "Utilitários / Consultas SQL" e cadastrar a consulta SQL
abaixo:
Código: 13SALARIO
Título: 13º salário pago durante o ano
Texto: SELECT SUM(VALOR) VALOR FROM PFFINANC (NOLOCK), PEVENTO
(NOLOCK), PPARAM (NOLOCK)
WHERE PFFINANC.CODCOLIGADA=PEVENTO.CODCOLIGADA
AND PPARAM.CODCOLIGADA=PFFINANC.CODCOLIGADA
AND PEVENTO.CODIGO=PFFINANC.CODEVENTO
AND PFFINANC.CHAPA=:FRM_CHAPA
AND PEVENTO.CODIGOCALCULO='9'
AND PFFINANC.MESCOMP<>PPARAM.MESCOMP
AND PFFINANC.ANOCOMP=PPARAM.ANOCOMP
AND PFFINANC.CODCOLIGADA=:FRM_COLIGADA

5º Passo
Cadastrar as seguintes fórmulas através do módulo "Cadastro / Fórmulas".

Observação:
As fórmulas não consideram o meses de admissão caso o
número de dias trabalhados sejam inferiores a 15 dias.

Código da 1ª fórmula: A0011


Título: AVOS 13 SALÁRIO INTEGRAL EM MESES ANTERIORES A
DEZEMBRO
Texto: NROAVOS13+ABS(MES-12)

Código da 2ª fórmula: A0012


Título: 13 SALÁRIO INTEGRAL EM MESES ANTERIORES A DEZEMBRO
Texto: execsql('13SALARIO');
(RC/12)*(NROAVOS13+ABS(MES-12))-resultsql('13SALARIO','valor')

Código da 3ª fórmula: A0016


Título: MEDIA DE 13 SALÁRIO INTEGRAL EM MESES ANTERIORES A
DEZEMBRO
Texto:execsql('13SALARIO');
(CALCMED(2)/12)*(NROAVOS13+ABS(MES-12))

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
36 RM Labore - Versão 10.40

ANOTAÇÕES 6º Passo
Criar as fórmulas abaixo através do módulo "Cadastro / Fórmulas".
Código: A0013
Título: INSS DE ANTECIPAÇÃO DE 13º SALARIO
Texto: TI(FOR('A0012')+FOR('A0016'))

Código: A0014
Título: IRRF DE ANTECIPAÇÃO DE 13º SALÁRIO
Texto: DECL BCALC; SETVAR(BCALC,FOR('A0012')+FOR('A0016'));
TR(BCALCTI(BCALC))

Código: A0015
Título: DESCONTO DE INSS E IRRF ANTECIPADO
Texto: MV(15,ANO,'8003')+MV(15,ANO,'8002')

7º Passo
Cadastrar os seguintes eventos em "Cadastro / Eventos".

Código do 1º evento: 8001


Descrição: Adiantamento de 13º Salário
Provento/Valor, com Código de Cálculo 09. Incide FGTS e RAIS
No campo "Fórmula valor" informar a fórmula de código A0012.
No campo "Fórmula Referência" informar a fórmula de código A0011.

Código do 1º evento: 8005


Descrição: Média de adiantamento de 13º Salário
Provento/Valor, com Código de Cálculo 09. Incide FGTS e RAIS
No campo "Fórmula valor" informar a fórmula de código A0016.
No campo "Fórmula Referência" informar a fórmula de código A0011.

Código do 2º evento: 8002


Descrição: INSS 13º Salário (antecipado)
Desconto/Valor, sem Código de Cálculo.
No campo "Fórmula valor" informar a fórmula de código A0013.

Código do 3º evento: 8003


Descrição: IRRF 13º Salário (antecipado)
Desconto/Valor, sem Código de Cálculo.
No campo "Fórmula valor" informar a fórmula de código A0014.

Código do 4º evento: 8004


Descrição: Desconto de INSS13º e IRRF13º (antecipado)
Provento/Valor, sem Código de Cálculo.
No campo "Fórmula valor" informar a fórmula de código A0015.

8º Passo
Para realizar o lançamento você deverá lançar os eventos 8001, 8002, 8003
e 8005 através do módulo "Movimento / Folha de Pagamento / Lançamentos
Automáticos / Grupo de Eventos".

Procedimento a ser realizado na competência dezembro:

9º Passo
Lançar, através do módulo "Movimento / Folha de Pagamento / Lançamentos
Automáticos / Grupo de Eventos" o evento 8004 (criado no passo 5).

10º Passo
Na competência Dezembro deverá efetuar o processamento de 13º Salário
normalmente através do módulo "Movimento / Folha de Pagamento /
Lançamentos Automáticos / Décimo Terceiro Salário".

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 37

ANOTAÇÕES 11º Passo


Efetuar a geração do SEFIP e de todas as guias.

Observação:
Lembramos que ao emitir a DIRF, os valores de IRRF e o INSS do
funcionário irão aparecer na competência Dezembro.

Atenção:
O recolhimento do INSS de 13º salário e IRRF de 13º salário
devem ocorrer em dezembro pois a legislação de IRRF (texto
abaixo) informa que o IRRF deve ser calculado no ato da quitação
e na verdade a quitação só ocorre em dezembro pois podem
ocorrer diferenças salariais, diferenças de médias e até mesmo
de tabelas de cálculo o que acarretaria problemas no cálculo da
diferença de INSS e IRRF.

O INSS só é aceito no SEFIP da competência 13 (veja manual do


SEFIP). Se recolhido anteriormente não será possível a geração
deste SEFIP automaticamente na competência de dezembro.

Lembramos que, ao emitir a DIRF, o IRRF e o INSS do funcionário


aparecerá na competência Dezembro.

Guia de INSS Competência 13


Quando é processado o módulo de geração da Guia de INSS da competência
13 o sistema considera para a base de INSS dessa guia os eventos de 13º
salário que foram pagos na competência de dezembro para funcionários não
demitidos, e para funcionários demitidos os valores de 13º (exceto a
indenização) desde que a demissão tenha data anterior ao dia 20 de
dezembro.

Nesta guia não são recolhidos os valores de autônomos nem valores da


folha normal.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
38 RM Labore - Versão 10.40

ANEXO C
CORPORE RM Recursos Humanos
RM Labore (Folha de Pagamento)
Objetivo:
Capacitação dos profissionais ligados às atividades do Departamento Pessoal (movimentação
da folha de pagamento)
Conteúdo:
 Parâmetros de Cálculo do Sistema
 Movimentação Mensal (Grupo de Eventos, Adiantamento Salarial, Processamento da Folha
Mensal, Vale Transporte, Descontos e Adiantamentos, Entradas de Dados, Liberação de
Competência).
 Diferença Salarial, Recálculo, Bloqueio do Recálculo e Licença Maternidade.
 Alterações Cadastrais, Alteração Global de Salários, Férias e Escala de Férias.
 Importação de Dados, Rescisão, Cancelando uma Rescisão, Rescisão Complementar.
 Empréstimo, Pensão Alimentícia e 13º Salário.
 Parâmetros do 13º Salário. (Lançamento do 13º Salário)
 Parâmetros de Rescisão (Cálculo da Rescisão, Rescisão Coletiva, e Rescisão Complementar)
 Parâmetros de Férias (Cálculo de Férias, Cálculo da Diferença de Férias, e Férias Coletivas).
 Emissão de Relatórios Oficiais (SEFIP, Geração do FGTS, Guias de INSS, Geração de CAGED),
Geração do Histórico de Provisões, Visualização do Histórico de Provisões.

RM Vitae (Gestão Recursos Humanos)


Objetivo:
Capacitação dos profissionais ligados às atividades do Departamento de Recursos
Humanos nos processos do sistema.
Conteúdo:
 Montagem do Currículo;
 Cadastro de Pessoas;
 Definição de Características Pessoais (Habilidades);
 Cadastros de Cargos e Funções;
 Plano de Carreira e Organograma;
 Tabelas Salariais;
 Recrutamento e Seleção de Pessoal;
 Controle de Treinamentos;
 Avaliação de Desempenho;
 PPRA - Programa de Proteção a Riscos Ambientais;
 EPIs - Equipamento de Proteção Individual;
 Acidente de Trabalho;
 Proteção Contra Incêndio;
 PCMSO - Programa de Controle Médico e Segurança Ocupacional.

RM Vitae (Gestão Recursos Humanos)


Objetivo:
Capacitação dos profissionais ligados às atividades do Departamento de Recursos
Humanos nos processos do sistema.
Conteúdo:
 Montagem do Currículo;
 Cadastro de Pessoas;
 Definição de Características Pessoais (Habilidades);
 Cadastros de Cargos e Funções;
 Plano de Carreira e Organograma;
 Tabelas Salariais;
 Recrutamento e Seleção de Pessoal;
 Controle de Treinamentos;
 Avaliação de Desempenho;
 PPRA - Programa de Proteção a Riscos Ambientais;
 EPIs - Equipamento de Proteção Individual;
 Acidente de Trabalho;
 Proteção Contra Incêndio;
 PCMSO - Programa de Controle Médico e Segurança Ocupacional.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 39

CORPORE RM Recursos Humanos


RM Chronus (Automação de Ponto)
Objetivo:
Proporcionar rapidez e segurança na apuração do ponto das empresas.
Conteúdo:
 Cadastro de calendários, feriados e horários.
 Realiza os cálculos referentes às horas dos funcionários
 Configuração do layout de importação das batidas e Funções de relógio de Ponto.
 Parametrização (horário, pagamento de horas trabalhadas, adicional noturno, nona hora, horas
extras, controle de carência de atraso, extra autorizado, feriados, compensação de atrasos, faltas
e Banco de Horas).
 Tabela de horários com cadastramento de jornadas, intervalos de refeição e descanso.
 Tratamento de horários rígidos com ou sem tolerâncias, horários flexíveis e semi-flexíveis, com
compensação de faltas e atrasos.
 Histórico dos funcionários, como ficha financeira, banco de horas e ficha de abonos.
 Controle Visitantes, Crachás Provisórios e Refeitório.

Contabilização do RM Labore (RM Labore x RM Saldus)


Objetivo:
Capacitação do usuário nas integrações da Folha de pagamento com a contabilidade.
Conteúdo:
 Paramêtros do RM Saldus
 Histórico Padrão
 Plano de Contas Contábeis
 Plano de Contas Gerenciais
 Encargos Contábeis
 Agrupamento de Contas Contábeis
 Agrupamento de Contas Gerenciais
 Histórico Provisões
 Histórico Encargos
 Lançamentos Contábeis
 Contabilização por Funcionário
 Contabilização por Seção
 Contabilização por Centro de Custo

CORPORE RM Administrativo
RM Nucleus (Faturamento, Estoque e Compras)
Objetivo:
Capacitação do usuário nas movimentações de Compras, Estoque e Faturamento.
Conteúdo:
 Processo Completo de Compras / Entradas (Nota Fiscal de Entrada, Etc.)
 Processo Completo de Vendas / Saídas (Pedido do Cliente, Nota Fiscal de Saída)
 Processo Completo de Movimentação de Estoque (Transferências de Estoque, Inventário, Baixa
para uso e Consumo e Outros).
 Reajuste de Preços
 Grade Numerada
RM Saldus (Contabilidade Gerencial)
Objetivo:
Capacitação do usuário nas movimentações Contábeis.
Conteúdo:
 Lançamentos (Inclusão/Alteração e Manutenção de Lançamentos)
 Verificação de Débito x Crédito
 Retrospectiva de Saldos Centro de Custos/Contábil - Relatórios
 Manutenção de Lotes
 Lançamentos Automáticos
 Geração de Lançamentos Automáticos
 Orçamentos (Manutenção de Orçamentos e Zerar Orçamentos).
 Acompanhamento Orçamentário - Relatório
 Transferências de Grupos Contábeis
 Instrução Normativa
 Liberação do Período
 Relatórios (Listagens de Lançamentos, Plano de Contas, Balancete, Razão, Livro Diário, etc).

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
40 RM Labore - Versão 10.40

CORPORE RM Administrativo
RM Liber (Escrituração Fiscal)
Objetivo:
Capacitação do usuário nas movimentações Fiscais.
Conteúdo:
 Lançamentos
 Períodos de Apuração
 Manutenção de Lançamentos de Entradas, Saídas e Outros Débitos/Créditos
 Lançamentos em Lotes
 Rotinas Legais (Convênio ICMS, Apuração ICMS/ISS, Declaração de IPI, IRRF, etc).
 Outros Tributos(PIS, Cofins, etc).
 Utilitários (Lançamentos Inversos, Encerrar Períodos Apuração, Duplica Natureza, etc.).
 Relatórios Fiscais
 Emissão de Livros Fiscais

RM Fluxus (Controle Financeiro)


Objetivo:
Capacitação do usuário nas movimentações do contas a pagar, contas a receber, cobrança
e tesouraria.
Conteúdo:
 Manutenção de Lançamentos (Inclusão, Alteração, Exclusão, Cancelamento, Baixa, Alteração
Globais, etc).
 Fluxo de Caixa
 Faturar Lançamentos
 Cheques
 Extrato de Caixa
 Aplicação Financeira, Adiantamento, Orçamentos, Nota de Crédito e Imposto de Renda.

RM Bonum (Controle Patrimonial)


Objetivo:
Capacitação do usuário no Controle e Movimentações Patrimoniais.
Conteúdo:
 Consistência de Bens
 Cadastro de Ocorrências e Ocorrências Automáticas.
 Movimentações (Cálculo Nova Tabela de Índice, Recálculo para 2ª Moeda, Recálculo Geral e
Alteração de Campos dos Bens, etc).
 Relatórios (Razão Auxiliar, Contabilização, Instrução Normativa, etc).

Integrações CORPORE RM Administrativo


( RM Nucleus x RM Fluxus / RM Nucleus x RM Saldus / RM Fluxus x RM Saldus )

Objetivo:
Capacitação do usuário nas integrações dos Departamentos Administrativo, Financeiro e
Contábil.
Conteúdo:
 Parametrização dos Tipos de Movimentos para integração Financeira e Contábil no RM Nucleus
 Parametrização da integração contábil no RM Fluxus
 Cadastro de Eventos Contábeis
 Cadastro dos defaults contábeis

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida
13º Salário
RM Labore - Versão 10.40 41

CORPORE RM Projetos
RM Solum (Gerenciamento de Obras e Projetos)
Objetivo:
Capacitação do Usuário para utilização de diversos setores da Empresa na elaboração de
Orçamentos, Planejamento e Acompanhamento de Projetos.
Conteúdo:
 Elaboração de um Orçamento Completo
 Cotação de preços dos insumos na unidade orçada ou na unidade de compra.
 Cálculo do Custo Horário de Equipamentos e de Mão-de-obra.
 Cronograma Previsto x Real x Medido.
 Cronograma Desembolso
 PERT - (Técnica de Avaliação e Revisão de Programas)
 Integração com o MS Project/Excel
 Apropriação de Insumos/Composição
 Medição (Reajuste, Realinhamento, Retenções/Adiantamentos) de Contratos.
 Aditivos de Contratos
 Medição Via PALM
 Concorrência Eletrônica

CORPORE RM Educacional
RM Classis (Gestão Educacional)
Objetivo:
Capacitação dos profissionais ligados às atividades de Secetaria e Tesouraria da instituição
de ensino.
Conteúdo:
 Cadastros de Alunos e Professores;
 Matrícula, Rematricula e Enturmação;
 Cadastro de Histórico;
 SOE;
 Cadastro de Notas por aluno, por prova, por etapa etc.
 Cálculo de médias;
 Controle de materiais escolares;
 Plano de Pagamento das mensalidades;
 Lançamentos financeiros;
 Cobrança;
 Impressão dos principais relatórios.

CORPORE RM Produção
RM Factor (Planejamento e Controle da Produção)
Objetivo:
Auxiliar a montagem da linha de produção, da engenharia do produto, o seqüenciamento
das etapas e a carga da fábrica, contemplando o PCP (Planejamento e o Controle da
Produção).
Conteúdo:
 Otimização do uso de recursos físicos e financeiros - produção a custo mínimo, com amplo
controle de processos e gerenciamento minucioso de rotinas administrativas
 Avaliação de desempenho e correção de desvios
 Dimensionamento da interferência de variáveis, possibilitando a previsão de resultados em dife-
rentes condições ambientais, humanas e estruturais através de caminho crítico
 Fornecimento de informações detalhadas, com ágil atendimento ao cliente, fácil
 Cumprimento de prazos e garantia de qualidade dos serviços prestados
 Controle de manutenção preventiva e corretiva
 Acompanhamento de ordens de serviço
 Integração com Faturamento e Recursos Humanos
 Acompanhamento de índices de produtividade / serviços
 Total controle da inadimplência
CORPORE RM Manutenção
RM Officina (Manutenção e Assistência Técnica)
Objetivo:
Capacitação do usuário nas movimentações e análises dos processos de assistência
técnica e manutenções em geral.
Conteúdo:
 Operações (Manutenção/Movimentos, Agendamento de Serviços, Status da Oficina, Contratos de Manutenção,
Acompanhamento de Processos, Propostas, Análise de Movimentos, Problemas, Atendimento, etc)
 Mão-de-Obra (Cronograma Pessoal, Desempenho Individual, Desempenho Mensal, Acompanhamento
na Oficina e Ocupação de Mão-de-Obra, etc) análises através de gráficos e relatórios.

Treinamentos TOTVS: o caminho certo para o seu sucesso profissional


Reprodução Proibida