Sie sind auf Seite 1von 19

Um armazém de dados é a única

opção para BI?


Sete estilos de integração de dados

Um documento sobre um estudo

da autoria de Kevin Quinn


Kevin R. Quinn Kevin R. Quinn é vice-presidente de marketing de produto da Information
Builders. Kevin tem mais de 24 de experiência na concepção e
implementação de soluções de inteligência comercial e integração
empresarial. Escreveu e publicou muitos artigos e resultados de estudos
sobre arquitectura de informação estratégica.

Nas suas várias funções na Information Builders, Kevin tem ajudado


empresas ao redor do mundo a criarem estratégias de desenvolvimento
de informação que as ajudam a acelerar a tomada de decisões e a
melhorar o desempenho empresarial. Trabalhou com empresas globais
para implementar as melhores práticas para o seu desenvolvimento bem
sucedido.

Kevin formou-se no Queens College em Informática.


Índice

1 Resumo de execução

2 Sete estilos de integração de dados


2 Armazém de dados tradicional
3 Armazém de dados em tempo real
4 Acesso a dados operacionais
5 Integração de informação empresarial (EII)
7 Integração de processo
9 Tecnologia de pesquisa
13 Acesso a dados através de serviços Web

15 Conclusão
Resumo de execução

A maioria das pessoas assumem que o ponto de partida para qualquer projecto de inteligência
comercial (BI) é um armazém de dados. Na realidade, embora os armazéns de dados sejam
importantes para muitos tipos de sistemas analíticos, nem sempre são necessários. Criar um
armazém de dados pode aumentar dramaticamente o custo de um projecto de BI. Pode também
reduzir o valor da informação, ao tornar dados operacionais datados obsoletos, ou até irrelevantes.
A nossa experiência diz-nos que muitos projectos de BI podem obter benefícios de cenários
alternativos de integração de dados.

O público alvo deste documento são os gestores de projecto, de negócios, e de TIs, que são
responsáveis pelas actividades de BI. Se ocupa uma destas posições, gostaríamos de alargar o seu
entendimento de projectos de BI, descrevendo sete técnicas com provas dadas para ter acesso a
dados de BI. Iremos usar exemplos reais de clientes da Information Builders, para demonstrar as
opções de acesso a dados de elevado valor, e elevado retorno que estão à sua disposição.

Os armazéns de dados em si não são o problema. O problema surge quando um armazém de


dados é visto como uma solução para todos os desenvolvimentos de BI, ou existe uma expectativa
de que a simples criação de um armazém de dados leve os utilizadores a usarem a informação.
Os armazéns de dados não devem ser implementados sem um entendimento claro dos desafios
empresarias que resolvem. Antes de criar um armazém de dados, deve também estudar
atentamente potenciais arquitecturas de acesso a dados, para se certificar de escolher o melhor
método para ligar as suas ferramentas de BI aos seus dados.

Este documento descreve armazéns de dados, juntamente com muitas outras opções destinadas
a colocar informação relevante e temporalmente oportuna à disposição dos utilizadores
empresariais. Conforme verá, embora um armazém de dados seja uma boa solução em alguns
casos, muitas aplicações de BI obtêm melhores resultados através da utilização de tecnologias de
integração e de portais, que simplesmente recolhem dados para criação de relatórios à medida
que isso vai sendo necessário.

Nas páginas que se seguem, iremos rever sete formas básicas de integrar e ter acesso a dados, para
resolver vários problemas empresarias:
1. Um armazém de dados tradicional renova-se periodicamente a partir de fontes de produção
de dados
2. Um armazém de dados em tempo real, constantemente actualizado por dados em fluxo
constante a partir de fontes de produção de dados
3. Acesso a dados operacionais, no qual os utilizadores obtêm uma visão em tempo real da
actividade de negócios a partir dos dados e aplicações operacionais
4. Integração de informação empresarial (EII), na qual os utilizadores de BI beneficiam de
agregação em tempo real de dados empresariais através de múltiplas fontes de dados
5. Integração de processo, a qual envolve fornecer informação em tempo real com base num
evento de negócios, ou como parte de um processo de negócios
6. Tecnologia de pesquisa capaz de rapidamente pesquisar conteúdos indexados, para criar
resultados ao estilo do Google a partir de fontes de dados na empresa
7. Serviços web, capazes de expor ou extrair dados de múltiplas fontes de informação,
independentemente dos sistemas operativos, aplicações, ou bases de dados

1 Information Builders
Sete estilos de integração de dados

Armazém de dados tradicional


Os armazéns de dados são importantes para muitos projectos de BI, particularmente quando estão
envolvidos sistemas analíticos. Geralmente envolvem a recolha de dados de múltiplas fontes, para
criar uma fonte de informação agregada para criação de relatório. Um armazém de dados é uma vista
consolidada de dados empresariais, optimizada para relatórios e análises. Os dados e a informação são
extraídos a partir de fontes de produção de dados à medida que são gerados (informação em tempo
real), ou em fases periódicas (informação latente), tornando assim simples e mais eficiente executar
pesquisas sobre esses dados, em vez de ter acesso separado a cada fonte de dados.

Armazém de dados

Sistemas operacionais

Despacho Facturação Suporte

Carregamento massivo
durante a noite
Combinar dados de
Armazém múltiplos sistemas
de dados num armazém de dados.

Um armazém de dados recolhe dados de uma ou mais fontes numa base periódica programada (por
exemplo, diariamente, semanalmente, mensalmente).

Existem muitas razões sólidas para criar um armazém de dados, incluindo as seguintes:
■ Para reduzir a sobrecarga num sistema de processamento de transacções, ou numa aplicação de
produção, apresentando os dados a uma base de dados de relatórios
■ Para reduzir a complexidade dos dados, e colocá-los num formulário que seja adequado
para relatório
■ Para manter e analisar dados históricos que deixem de estar acessíveis em aplicações operacionais

Por exemplo, a Moneris Solutions, o principal fornecedor tecnológico de processamento de cartões


de crédito do Canadá, criou um armazém de dados para permitir aos comerciantes verem dados
de vendas diárias e históricas. Os programadores usaram tecnologia de integração de dados da
iWay Software, uma empresa da Information Builders, para extrair dados dos sistemas de pontos de
vendas e sistemas de transacções com cartões em três centros de dados, e carregá-los num
armazém de dados baseado num servidor do tipo Microsoft SQL Server.

A Moneris mantém o equivalente a três meses de transacções e 24 meses de resumo de dados no


seu armazém de dados, o qual está desenhado dimensionalmente para acelerar as actividades de
relatório e análise. A empresa descarrega todos os dias para o armazém de dados cerca de cinco
milhões de linhas de informação de novas transacções, para suportar uma base de comerciantes
de mais de 300.000 clientes. É um exercício massivo de acesso a dados, resumo e entrega dos

2 Sete estilos de integração de dados


mesmos, e um armazém de dados é uma forma ideal de fornecer a informação de que os clientes
precisam. Estes comerciantes usam o WebFOCUS para criarem relatórios parametrizados, tais como
o registo diário de autorização, a declaração mensal de comerciante, e resumo empresarial diário,
criando relatórios acerca de lojas individuais, bem como incluindo informação resumida para
reflectir operações maiores.

Armazém de dados em tempo real


Ao passo que actualizar o armazém de dados Merchant Direct é suficiente para os clientes da
Moneris, algumas empresas requerem dados mais actualizados. Por exemplo, os serviços de apoio
a clientes frequentemente precisam de dados actualizados acerca dos clientes que ligam a solicitar
assistência. Nunca foi transferido de um funcionário para outro, porque o primeiro não tinha à
disposição a informação correcta a seu respeito? Muitas destas transferências ocorrem porque os
funcionários de apoio a clientes não conseguem ter acesso a dados actualizados, especialmente
quando estão envolvidos múltiplos produtos e serviços. Por exemplo, uma empresa de
telecomunicações pode comercializar serviços de telefone fixo, serviços de telemóvel, serviços de
Internet, e serviços de TV, exigindo que os funcionários consultem muitas fontes de dados
diferentes por forma a entenderem plenamente o relacionamento total do cliente com a empresa.

Algumas empresas tentam resolver este problema migrando dados dos clientes de múltiplos
sistemas para um armazém de dados central, sobre o qual os funcionários de apoio a clientes
podem efectuar pesquisas para obterem informação sobre as actividades dos clientes. Mas manter
a informação actualizada é um desafio. Pode ligar para pôr uma questão acerca do seu tarifário de
telemóvel, e alguns minutos depois enviar uma mensagem a solicitar mais informação sobre uma
nova função da qual o funcionário de apoio a clientes lhe falou. Quanto tempo demorará a
empresa a actualizar os registos de clientes numa base de dados que todos os funcionários de
apoio a clientes possam consultar?

Este problema reflecte um verdadeiro dilema de uma empresa de comunicações Norte Americana.
Esta empresa criou um armazém de dados que acumula dados de cinco fontes operacionais
diferentes todas as noites. Copiavam dados para o armazém de dados de forma automática no final
de cada dia. Esta arquitectura era adequada para a maior parte das questões dos clientes, excepto
nos casos em que as questões dos clientes implicavam várias chamadas e mensagens de e-mail
durante o mesmo dia. Estas questões por vezes obrigavam a ter acesso a dados de vários sistemas
operacionais diferentes. Para obter a informação, os funcionários de apoio a clientes tinham de
transferir a chamada para outros funcionários, atrasando a resolução das chamadas e aumentado
os custos do apoio a clientes.

Para resolver a situação, esta empresa de telecomunicações usou a tecnologia de integração iWay
da Information Builders, para criar um fluxo constante de dados para o armazém de dados –
resultando em que novos registos fossem adicionados de imediato. Actualmente, assim que novos
dados são introduzidos em qualquer destes cinco sistemas operacionais, esses dados são extraídos,
transformados, e carregados num repositório em tempo real que inclui informação acerca de
contas de clientes, facturas, encomendas, produtos, historial de apoio, e muito mais. Os
funcionários de apoio a clientes têm sempre informação actualizada ao minuto, acerca de contas e
questões de clientes, e os clientes não são transferidos de um departamento para outro.

3 Information Builders
Armazém de dados em tempo real

Sistemas operacionais

Transacção Transacção

Facturação Marketing

Armazém de dados Um armazém de dados


em tempo real com transacções actualizadas
uma de cada vez.

Neste cenário, o armazém de dados é actualizado em simultâneo com os sistemas operacionais, um


registo de cada vez.

Esta é uma arquitectura complicada? Não, se tiver as ferramentas de integração certas, não é.
A iWay monitoriza as transacções à medida que vão sendo efectuadas por cada um dos sistemas
operacionais, e depois efectua actualizações correspondentes em tempo real no armazém de
dados, transpondo a informação num formato comum ao longo do percurso. Consequentemente,
as actualizações a qualquer dos sistemas operacionais são reflectidas no armazém de dados no
prazo de cinco minutos após a interacção com qualquer cliente, independentemente de qual o
meio que o cliente usar para contactar a empresa. A empresa de telecomunicações também usou
o WebFOCUS para criar um portal de inteligência comercial para mostrar os dados – uma janela
com dados actualizados em tempo real, que permite aos funcionários estarem actualizados sobre o
historial de cada conta.

Acesso a dados operacionais


Conforme vimos, sistemas analíticos de BI geralmente efectuam acesso a um armazém de dados.
Fornecem aos utilizadores uma excelente visão de eventos e entidades passadas, mas não de
actuais processos empresariais, que se encontram em decurso. Os sistemas operacionais de
inteligência comercial, por contraste, fornecem aos utilizadores visão em tempo real de eventos
empresariais à medida que ocorrem, tais como envio de encomendas para clientes,
encaminhamento de peças através de uma linha de montagem, ou envio de relatórios de
problemas para funcionários de apoio a clientes.

A tecnologia de integração é importante para os sistemas de BI, tanto operacionais como


analíticos, mas de formas diferentes. Aplicações analíticas de BI, dependem das ferramentas de
extracção, transformação, e carregamento (ETL) para manterem o armazém de dados actualizado,
talvez uma vez por dia ou por semana. As aplicações de operacionais de BI geralmente obtém a
informação a partir de um processo de fluxo de trabalho automático, ou directamente a partir de
sistemas de produção. Existe menos latência entre a ocorrência de um evento e o reconhecimento
do sistema de BI do acontecimento desse evento, permitindo aos utilizadores empresariais terem
acesso a informação actualizada.

4 Sete estilos de integração de dados


Acesso a dados operacionais

Sistemas operacionais

Os relatórios são gerados directamente a partir dos sistemas operacionais (ou por vezes uma cópia
exacta do sistema operacional).

Por exemplo, o RBC Royal Bank fornece em tempo real informação do estado de empréstimos, aos
seus clientes com empréstimos baseados em activos(ABL). Os empréstimos baseados em activos
são uma forma flexível de fornecer capital de trabalho às empresas em rápido crescimento ou de
grande rendimento. A instituição que empresta o capital aprova renovadas linhas de crédito
garantidas por activos a receber e por inventário. A principal diferença entre um empréstimo
baseado em activos, e um empréstimo comercial tradicional é o controlo; a entidade que
empresta tem de avaliar continuamente a evolução e o estado dos riscos do cliente. Isto permite-
lhes maximizar a disponibilidade da margem de quem solicita o empréstimo, com base no valor
intrínseco dos seus activos actuais.

Para efectuar os cálculos de ABL, o RBC considera mais de um milhão de facturas por mês, juntamente
com extensos relatórios de inventário. Usam o sistema iWay para traduzir este fluxo constante de
dados em informação significativa que possa ser directamente introduzida no sistema de relatório de
empréstimos do tipo ABL. Isto fornece aos clientes uma visão em tempo real do estado dos seus
empréstimos – actualizado ao milissegundo. Se o grupo de operações actualizar os dados, estes são
mostrados imediatamente, de forma que o cliente obtém sempre a informação mais actualizada.

Graças a esta arquitectura de relatório em tempo real, os clientes do RBC com empréstimos
baseados em activos podem ver a sua posição de base para cálculo de empréstimo, balanços de
empréstimos em dívida, composição de risco, e listagens de contas inelegíveis, através de um sítio
web seguro e encriptado.

Integração de informação empresarial (EII)


Quando uma aplicação operacional de BI tem acesso a múltiplas fontes de informação, geralmente
referimo-nos a ela como integração de informação empresarial (EII). Esta arquitectura permite aos
sistemas de BI pesquisarem em múltiplas aplicações empresariais, e aceitar eventos de múltiplas fontes,
tais como as de apoio ao relacionamento com o cliente, a cadeia de fornecimento, e transacções de
vendas. Estas pesquisas federadas podem propagar informação proveniente de qualquer fonte –
transacções ERP em tempo real, dados de armazém de dados, e sistemas de “business-to-business” –
e disponibilizá-la aos gestores de linha, executivos, ou processos de negócios automáticos.

5 Information Builders
Integração de informação empresarial (EII), refere-se à agregação em tempo real de dados
empresariais através de múltiplas fontes de dados Apresenta dados distribuídos como se existissem
numa única localização. Isto distingue-o de outros tipos de tecnologias de acesso de dados, visto
que os dados não são permanentemente mudados nem copiados para uma nova localização ou
base de dados. Os dados originais permanecem intactos.

EII

Sistemas operacionais

Despacho Facturação Suporte

Combinar dados de
múltiplos sistemas
na altura de criar
um relatório.

A tecnologia EII combina dados de várias fontes, as quais podem incluir sistemas operacionais e
armazéns de dados.

Uma das principais transportadoras aéreas canadianas usou esta arquitectura para criar uma
aplicação de BI que ajuda os trabalhadores da manutenção a identificar desvios. Em vocabulário de
transportadoras aéreas, “desvios” refere-se a questões de manutenção de aviões, incluindo
encontrar peças para reparações. Anteriormente, mesmo questões triviais de manutenção, tais
como mesas de costas de cadeira avariadas, ou o estofo rasgado de uma cadeira, impediam que a
transportadora vende-se esses lugares nos seus voos, reduzindo assim as suas receitas e os seus
lucros. Mas os trabalhadores da manutenção nem sempre eram avisados a tempo, visto que a
informação necessária para ordenar estas reparações estava espalhada por três aplicações
diferentes. A transportadora precisava de informação em tempo real para reparar estes aviões entre
um voo e outro.

À primeira vista poderia parecer que integrar dados de três aplicações diferentes num armazém de
dados iria satisfazer os requisitos. Após análise cuidada dos requisitos, a transportadora compreendeu
que poderia gerar uma pesquisa federada para ter acesso aos dados de todas estas fontes em
simultâneo. Não precisam de construir um armazém de dados para manter esta informação.

6 Sete estilos de integração de dados


Os programadores usaram o WebFOCUS para criar um relatório que combina dados de três fontes
operacionais: o sistema de manutenção primário, que mantém informação acerca de lugares e
outros problemas no avião; o sistema de inventário de peças, que contém informação acerca da
localização das peças suplentes necessárias; e o sistema de encaminhamento do avião, que
contém informação de horários. Este relatório único informa os trabalhadores da manutenção
acerca de que aviões precisam de peças em que locais, permitindo-lhes resolver cada problema tão
rápido quanto possível.

Com base neste relatório, a transportadora pode tratar dos problemas de manutenção de uma
forma célere, aumentando as vendas de lugares e melhorando a rentabilidade. O pessoal de
manutenção usa o WebFOCUS para listar todos os desvios que requeiram atenção. Podem gerar
relatórios normais ou parametrizados que listam o tipo, localização, e destino de cada avião
afectado, juntamente com um catálogo das peças disponíveis. Este sistema federado não só
simplifica a identificação das peças necessárias, mas também se tornou uma importante
ferramenta de gestão de desempenho para avaliar as actividades de cada equipa de manutenção,
em questões tais como identificar, classificar, e resolver desvios.

Integração de processo
Ao passo que os utilizadores a usarem a base de dados ou a executarem um relatório geralmente
iniciam sistemas analíticos de BI, o processo de negócios em si acciona sistemas de BI guiados por
processos. Por exemplo quando um sistema de introdução de encomendas recebe uma
encomenda, ou um processo de fabrico actualiza uma lista de materiais, estes eventos podem
notificar outras aplicações no interior da empresa. Em alguns casos, aos utilizadores é pedido que
façam comentários, talvez para relacionar eventos com dados obtidos de outras partes de um
processo de negócios. Noutros casos, não existem quaisquer comentários de utilizadores.

iWay é uma tecnologia chave por trás destas aplicações, porque permite às aplicações vigiar
eventos, detectá-los, propagá-los, e determinar que acções tomar de acordo com condições que
foram anteriormente definidas. Definir condições e alertas permite ao processo de BI comunicar
com sistemas de transacções e ser accionado por eventos que ocorram nesses sistemas. Pode
definir uma regra para enviar uma mensagem quando as condições atingirem um limite
predefinido, tal como quando o inventário desce abaixo de determinado nível, ou estão disponíveis
novos dados de vendas.

Existem três categorias básicas de integração de processo:


■ Alertas em tempo real
■ BI guiada por processos
■ Integração transaccional

Em todos os três casos, a aplicação de BI adquire dados antes de ser carregada numa base de dados.

7 Information Builders
Integração de processo

Integração de processo Sistema operacional

Ouvinte
Facturação

Alerta em tempo real

Telefone

É feito o acesso aos dados à medida que ocorre o evento de negócios, e é disponibilizado mesmo
antes de entrar na base de dados. Os destinos da entrega podem ser quaisquer equipamentos
(computador, telefone, ou telemóvel) ou até outra parte de um processo.

Por exemplo, vamos dizer que um cliente encomenda 50 engenhocas através da sua loja online.
A aplicação de BI poderá enviar um alerta em tempo real para verificar se existe stock suficiente
para satisfazer essa encomenda. Uma aplicação de BI guiada por processos não só verifica o
inventário, mas também toma a decisão de o renovar, enviando uma mensagem para o fornecedor.
A integração de transacções é idêntica, mas neste caso uma transacção de base de dados acciona
o evento. Por outras palavras, basta enviar a encomenda para a base de dados, para que accione
um alerta para verificar o stock disponível, juntamente com uma mensagem para o fornecedor,
para que renove o inventário.

Os três cenários de integração estão relacionados de perto, visto que envolvem o fornecimento de
informação em tempo real com base num evento de negócios, ou como parte de um processo de
negócios As mensagens são geradas, vigiadas e interpretadas de forma que as aplicações possam
tomar as acções necessárias.

Por vezes este tipo de cenário de integração é referido como vigilância de actividades de negócios
(BAM). Mas qualquer que seja a designação usada, envolve vigiar eventos relacionados com
processos de negócios, tais como transacções EDI, actividade de fluxo de mensagens, actividade de
FTP, de e-mail, transacções de bases de dados, e actualizações de bases de dados. Muito poucos
produtos de inteligência comercial conseguem monitorar e interpretar estes eventos em tempo
real. O WebFOCUS é uma excepção, graças em, parte à sua relação próxima com a iWay.

Considere a IPC, o maior grupo de uma organização de compras para farmácias independentes nos
Estados Unidos. Em 2006, quando a entidade U.S. Food and Drug Administration (FDA) anunciou
que os vendedores de medicamentos a grosso teriam de controlar a qualidade de todos os
produtos farmacêuticos vendidos em farmácias de retalho, a IPC teve de criar um ambiente de
funcionamento em tempo real, por forma a controlar cada frasco de medicamentos que passasse
pelos seus armazéns.

8 Sete estilos de integração de dados


A IPC usou o iWay para seguir a informação e actualizar os sistemas de informação associados.
Agora, quando vendedores de medicamentos a grosso enviam dados de produtos para a IPC, o
sistema de seguimento de medicamentos da IPC associa-os automaticamente a uma nota de
encomenda. O iWay faz a correspondência entre a nota de encomenda e um aviso de envio, e
depois envia um e-mail de confirmação da transacção. Depois do vendedor por grosso verificar
que está listado o fabricante correcto, o iWay actualiza também a base de dados farmacêutica.
Graças a este fluxo de negócios automatizado, a IPC sabe a qualidade exacta dos medicamentos
que adquiriu mesmo antes de estes chegarem à porta do armazém. Agora podem fornecer esta
informação às suas farmácias individuais, cumprindo assim o requisito da FDA.

A IPC planeia usar o WebFOCUS para expandir as suas capacidades de relatórios operacionais,
criando relatórios de pesquisa sobre as entregas de medicamentos por região, bem como fornecer
resumos de inventário a farmácias individuais. Agora que a iWay está a controlar os seus processos
de negócios, a actual actividade de encomendas, o estado de envio de encomendas, e os níveis de
inventário são sempre listados nestes relatórios.

Muitas instituições estatais e locais confiam na integração de processos para facilitar a colaboração
entre instituições. Por exemplo, o Departamento de Saúde da Cidade de Nova York (DoH)
desenvolveu um sistema de primeira resposta para ajudar os hospitais, trabalhadores de serviços
de emergência, e os Centros de Controlo e Prevenção de Doenças, a vigiarem pro-activamente o
surto de doenças. Quase três dúzias de hospitais de Nova York fornecem regularmente dados de
pacientes ao DoH, o qual usa o iWay e o WebFOCUS para combinar e analisar a informação. Não
existe tempo para introduzir os dados num armazém de dados tradicional, muito menos esperar
que os trabalhadores de cuidados de saúde vão procurá-los. Estes são problemas em tempo real, e
exigem uma solução em tempo real. A mesma parceria de partilha de dados aplica-se ao sistema
de emergência da cidade , 911 (equivalente ao 112 em Portugal). Visto que a informação provém
de ambas as fontes, o DoH usa ferramentas de inteligência comercial para detectar tendências que
indiquem o núcleo de uma doença em bairros específicos, e depois enviar imediatamente
mensagens às autoridades adequadas.

Tecnologia de pesquisa
Todos conhecemos as vantagens e as capacidades das tecnologias de pesquisa. Mas poucas
empresas descobriram quão poderosa esta tecnologia pode ser no contexto de aplicações de BI.
O problema é que os motores de pesquisa são concebidos para indexar e seguir páginas Web, não
necessariamente transacções de bases de dados. Descubra o iWay Enterprise Index, que entra
nestes fluxos de informação, transforma-os num formato utilizável, e prepara-os para pesquisar por
utilizadores finais. Este processo liberta informação que antes estava confinada em sistemas de
informação proprietários – e sem necessidade de armazém de dados.

O iWay Enterprise Index potencia um novo produto de BI, chamado WebFOCUS Magnify, o qual
permite aos utilizadores pesquisar conteúdos dinâmicos de inteligência comercial, para além de
fontes de dados estruturadas e não estruturadas. Rapidamente pesquisa conteúdos indexados,
para criar resultados ao estilo do Google a partir de fontes de dados na empresa A partir de uma
página de pesquisa normal, pode seguir ligações para executar relatórios e ter acesso à informação.

9 Information Builders
Pesquisa

Transacção electrónica Sistema operacional

Transformar transacção em HTML

Transacção Ouvinte

Pesquisa
Motor
Despacho Facturação Suporte

Relatório

Uma versão enriquecida de cada transacção é enviada para um motor de pesquisa em formato HTML,
em concertação com o sistema operacional. Pesquisas posteriores ligam transacções a relatórios que
irão revelar mais informação necessária.

O que é que isto tem de especial? A grande vantagem está na abrangência: esta tecnologia
permite-lhe localizar dados através de aplicações e bases de dados díspares, mesmo quando não
sabe aquilo que procura. O iWay Enterprise Index consegue transformar transacções de base de
dados em páginas Web, e depois enviar essas páginas para um motor de pesquisa. Pesquisas
posteriores irão fornecer não apenas os habituais resultados de páginas Web, mas também revelar
informação guardada em páginas Web transaccionais, as quais o iWay cria de imediato. Estas
páginas Web especiais contêm ligações especiais para as fontes de bases de dados originais, bem
como para os relatórios relevantes, revelando novas perspectivas sobre os elementos sobre os
quais está a efectuar pesquisas.

Vamos ilustrar isto com um exemplo. Desde 11 de Setembro de 2001, os agentes da autoridade
entenderam a importância de partilhar informação entre bases de dados locais, estatais, e federais.
Fizeram grandes progressos com aplicações de BI que conseguem combinar e aceder a dados de
muitas fontes diferentes. Mas, tal como muitas soluções de BI, estas aplicações assumem que sabe
aquilo que está a procurar, antes de elaborarem um relatório ou efectuarem uma pesquisa.
Infelizmente, não é sempre assim que os agentes da autoridade trabalham.

Com o WebFOCUS Magnify, uma simples pesquisa de uma matrícula poderá revelar transacções
através de múltiplas fontes de dados e organizações governamentais. O Magnify indexa as
transacções através de múltiplas fontes de dados, e depois permite chegar a essas fontes de dados
para encontrar informação relacionada – sem ter de criar um armazém de dados nem juntar bases
de dados. Uma simples pesquisa em páginas Web indexadas revela registos de base de dados que

10 Sete estilos de integração de dados


ajudam o utilizador a avaliar a informação. Os resultados da pesquisa podem provir de três ou
quatro bases de dados diferentes, juntamente com referências a transacções, tais como registos de
violações de transferências. É fácil ligar esses resultados ao relatório do WebFOCUS que apresenta
uma história do proprietário registado do veículo.

Esta progressão é ilustrada pelas imagens a seguir. Na Figura 1, um agente da autoridade introduz
uma parte de uma matrícula (YOR) na caixa de pesquisa do Magnify, no topo da página. Isto
produz uma lista de transacções de base de dados, que inclui esta parte da matrícula (à direita) e
uma lista das fontes de dados associadas (à esquerda).

Figura 1.

Na Figura 2, o agente clicou na fonte de dados (Data Source) para ver os registos da base de dados
dos quais estes resultados derivaram. O agente encontrou oito registos na base de dados Incident
and Criminal, e cinco registos na base de dados Vehicle Registration, juntamente com um relatório
Officer Activity Report acerca de uma ofensa específica.

11 Information Builders
Figura 2.

Na Figura 3, o agente clica em Arrest History (historial de detenções) para reduzir mais os resultados
da pesquisa. Isto faz surgir o registo completo do incidente em questão.

Figura 3.

12 Sete estilos de integração de dados


O Magnify leva a tecnologia de pesquisa um passo mais adiante. Começa-se com pesquisas em
estilo livre, ao estilo do Google, e depois aprofundam-se as transacções e bases de dados
associadas para encontrar informação adicional.

Os funcionários de apoio a clientes poderiam usar este mesmo tipo de tecnologia para investigar um
problema. O sistema de facturação, sistema de marketing, sistema de envio de encomendas, e
sistema de registo de encomendas, poderiam todos referenciar o mesmo cliente. Basta introduzir um
número de cliente ou um número de telefone, para obter registos de actividade do cliente, de forma
que o funcionário possa encontrar informação adicional relacionada com o problema do cliente.

Acesso a dados através de serviços Web


Outra forma importante de ter acesso a dados é através de um serviço Web. O adaptador de
serviço web da Information Builders consegue tratar dados provenientes de um serviço web na
Internet, como se os dados estivessem guardados numa tabela relacional. Isto resolve muitos
problemas diferentes sem recurso a um armazém de dados. Por exemplo, um responsável de
compras poderá precisar de rever o inventário de um fornecedor, preços, e opções de entrega, para
determinar que itens deve encomendar. Se essa informação estiver disponível como um serviço
Web, esse responsável pode reuni-la num único relatório e tomar uma decisão instantânea de
renovar o stock. Independentemente dos sistemas operativos subjacentes, aplicações ou bases de
dados, o serviço Web pode fazer com que todos os dados aparentem a mesma proveniência.

Serviços Web

Serviço Serviço Serviço


Web Web Web

Acesso aparente
de uma tabela
relacional.

Os resultados de relatórios são obtidos a partir da combinação de dados de uma ou mais fontes de
dados e de serviços Web. Os serviços Web são tratados como tabelas relacionais.

13 Information Builders
Outras empresas precisam de combinar os seus próprios dados internos com informação externa,
tal como comparar informação do cliente com informação demográfica externa, e assinalá-la num
mapa. Com o novo adaptador iWay Services Web Adapter, pode juntar dados de um sistema
interno com dados demográficos provenientes da Internet, talvez usando uma coluna de código
postal como um ponto de similaridade.

Noutras situações, os programadores criaram serviços Web para extrair um subconjunto de


informação de uma aplicação ou uma base de dados interna, permitindo a múltiplos departamentos
ter acesso aos seus próprios conjuntos de dados. Por exemplo, o departamento de marketing poderá
precisar de aprofundar a pesquisa sobre certas partes de um sistema de vendas ou de finanças. Um
serviço Web pode revelar apenas os dados pertinentes.

Esta flexibilidade é especialmente importante no mundo actual em que a actividade de fabrico é


altamente distribuída, e uma empresa pode escolher contratar as tarefas de produção e montagem
com vários parceiros, fábricas, ou fabricantes do produto completo. Consideremos o caso da
Guardian Industries Corp., um dos principais fabricantes de vidro tipo “float glass” e de outros
produtos em vidro. A Guardian e os seus afiliados fabricam vidro em 24 fábricas em 14 países.
A empresa seleccionou o WebFOCUS porque pode assim trabalhar com uma arquitectura
orientada para serviços (SOA) e porque preserva a hierarquia da informação representada em
objectos de relatórios.

A Guardian publica serviços Web a partir das suas aplicações de planeamento de recursos
empresariais (ERP), e passa a informação para o WebFOCUS. O WebFOCUS consome os serviços e
gera relatórios pertinentes para cada departamento e fornecedor. Para integrar os seus sistemas de
informação, a Guardian usa o WebFOCUS ReportCaster, através da sua API, para automaticamente
gerar e imprimir relatórios usando o sistema ERP. Isto permite ao sistema ERP criar e manter
documentos como objectos discretos que estão acessíveis a muitos tipos de aplicações. A Guardian
pode portanto trocar informação de forma segura, tanto dentro como fora da empresa, sem a
sobrecarga de desenvolver e manter um armazém de dados.

14 Sete estilos de integração de dados


Conclusão

As organizações podem criar armazéns de dados por razões que não sejam inteiramente válidas.
Frequentemente ouvimos o seguinte:
■ A minha solução de inteligência comercial precisa de um armazém de dados
■ Preciso de obter dados para mais de uma aplicação, portanto primeiro é necessário um armazém
de dados para combinar tudo
■ Preciso de um armazém de dados porque essa é a nossa estratégia de elaboração de relatórios, e
todos os nossos sistemas de BI precisam de um armazém de dados

Conforme os exemplos deste estudo demonstram, existem muitas formas de aceder a dados para
análise e criação de relatórios. Sugerimos que analise cada necessidade empresarial para entender
se um armazém de dados, ou se outro tipo de método de acesso à informação, representa a
melhor solução para o seu caso. Tente sempre identificar o melhor método no início de um
projecto, e não assuma que um armazém de dados é a solução correcta antes de avaliar todas as
outras opções.

15 Information Builders
Escritórios de Vendas e Consultadoria
América do Norte Europa ■ Finlândia InfoBuild Oy
■ Alemanha Information Builders (Deutschland) Vantaa 358-207-580-840
Estados Unidos
Dusseldorf 49-211-523-91-0 ■ Grécia Applied Science
■ Atlanta,* GA (770) 395-9913
Eschborn* 49-6196-77576-0 Atenas 30-210-699-8225
■ Baltimore, MD Professional Services:
Munique 49-89-35489-0 ■ Guatemala IDS de Centroamerica
(703) 247-5565
Estugarda 49-711-7287288-0 Guatemala City 502-2361-0506
■ Boston,* MA (781) 224-7660
■ Bélgica* Information Builders Belgium ■ Gulf Status Al-Hisn Al-Waqi (AJAS)
■ Channels, (800) 969-4636
■ Bahrain ■ Kuwait ■ Oman
■ Charlotte, NC Professional Services: Bruxelas 32-2-7430240
■ Qatar ■ Yemen ■ Unires Arab Emprates
(704) 494-2680 ■ Espanha Information Builders S.A.
Barcelona 34-93-4526385 Riyadh 996-1-4412664
■ Chicago,* IL (630) 971-6700
Bilbau 34-94-4255015 ■ Índia* Amtex Systems Inc.
■ Cincinnati,* OH (513) 891-2338
Madrid* 34-91-710-22-75 Chennai 91-44-42177082
■ Dallas,* TX (972) 490-1300
■ França* Information Builders France S.A. ■ Israel NESS A.T. Ltd.
■ Denver,* CO (303) 770-4440
Paris 33-14-507-6600 Tel Aviv 972-3-5483638
■ Detroit,* MI (248) 641-8820
■ Holanda* Information Builders ■ Itália NessPRO Italy S.p.A.
■ Federal Systems,* DC (703) 276-9006
(Netherlands) B.V. Génova 39-010-64201-224
■ Hartford, CT (860) 249-7229
Amesterdão 31-20-4563333 Milão 39-02-2515181
■ Houston,* TX (713) 952-4800
■ Portugal Information Builders Portugal Turin 39-011-5513-211
■ Los Angules,* CÁ (310) 615-0735
Lisboa 351-217-217-491 ■ Japão K.K. Ashisuto
■ Minneapolis,* MN (651) 602-9100
■ Reino Unido* Information Builders (UK) Ltd. Osaka 81-6-6373-7113
■ New York,* NY Sales: (212) 736-7928
Londres 44-845-658-8484 Tokyo 81-3-5276-5863
Professional Services: (212) 736-4433, ex. 4443
■ Suíça Information Builders Switzerland AG ■ Jordânia Al-Hisn Al-Waqi (AHAW)
■ Orlando,* FL (407) 804-8000
Dietlikon 41-44-839-49-49 Riyadh 996-1-4412664
■ Phoenix, AZ (480) 346-1095
■ Malásia Elite Software Technology Sdn Bhd
■ San Jose,* CA (408) 453-7600
Kuala Lumpur 60-3-21165682
■ Seattle, WA (206) 624-9055
Representantes ■ Noruega InfoBuild Norway
■ St. Louis,* MO (636) 519-1411 ■ África do Sul Fujitsu Services (Pty.) Ltd. Oslo 47-23-10-02-80
■ Washington,* DC Sales: (703) 276-9006
Joanesburgo 27-11-2335911 ■ Polónia/Europa Central e de Leste InfoBuild SP.J.
Professional Services: (703) 247-5565 ■ Arábia Saudita Al-Hisn Al-Waqi (AHAW) Varsóvia 48-22-657-00-14
■ Zona intermédia do Atlântico
Riyadh 996-1-4412664 ■ Singapura
New Jersey* Sales: (973) 593-0022 ■ Áustria Raiffeisen Informatik Consulting GmbH Automatic Identification Technology Ltd.
Philadelphia,* PA Sales: (610) 940-0790
Viena 43-12-1136-3870 Singapura 65-6286-2922
Pittsburgh, PA Sales: (412) 494-9699 ■ Brasil InfoBuild Brazil Ltda. ■ Suécia InfoBuild AB
Canadá São Paulo 55-11-3285-1050 Kista 46-735-24-34-97
Information Builders (Canada) Inc. ■ China ■ Tailândia Datapro Computer Systems Co. Ltd.
■ Calgary (403) 538-5415 InfoBuild China, Inc. Bangkok 662-679-1927, ext. 200
■ Montreal* (514) 421-1555 Shanghai 86-21-5080-5432 ■ Taiwan Galaxy Software Services
■ Ottawa (613) 233-0865 Rongji Software Technology Co., Ltd. Taipei 886-2-2586-7890
■ Toronto* (416) 364-2760 Beijing 86-10-5873-2031 ■ Venezuela InfoServices Consulting
■ Vancouver (604) 688-2499 ■ Coreia do Sul Unitech Infocom Co. Ltd. Caracas 58-212-763-1653
Seoul 82-2-2026-3100
México ■ Dinamarca InfoBuild AB
Information Builders Mexico Kista 46-735-24-34-97 Número grátis
■ México City 52-55-5062-0660
■ Egipto Al-Hisn Al-Waqi (AJAS) ■ Informação de vendas, ISV, VAR, e SI
Riras 996-1-4412664 (800) 969-4636

Austrália ■ Etiópia MKTY IT Services Plc


Information Builders Pty. Ltd. Addis Ababa 251-11-5501933
* Instalações de formação nestes locais.
■ Melbourne* 61-3-9631-7900
■ Federação Russa FOBOS Plus Co., Ltd.
■ Sydney* 61-2-8223-0600 Moscovo 7-495-124-0810
■ Filipinas Beacon Frontline Solutions, Inc.
Makati City 63-2-750-1972

Escritórios centrais: Two Penn Plaza, New York, NY 10121-2898 (866)297-4929 DN7505700.0308-PT
iwaysoftware.com info@iwaysoftware.com
Para contactos internacionais +1(212) 736-4433
Copyright © 2008 by iWay Software. Todos os direitos reservados. Patente pendente. [71] Todos os produtos e nomes de produtos
mencionados nesta publicação são marcas comerciais, ou marcas comerciais registadas das suas respectivas empresas.