Sie sind auf Seite 1von 320

MANUAL DE TREINAMENTO

COLHEITADEIRAS
AXIAL FLOW - SÉRIE 2300

Seção 3B Elétrica
Chassis #’s e posteriores: 2344 – JJC0174360
2366 – JJC0252950
2388 – JJC0267150
2388 – JHF0032176
2388 – HCC0020001
Form 5063 Rev 03/2004
CNH LATINO AMERICANA LTDA  2001 CNH Latino Americana Ltda.
Av. Juscelino K. de Oliveira, 11825 Todos os Direito Reservados
CEP: 81450-903 0- Curitiba – PR – Brasil
Impresso no Brasil
ELÉTRICA

SUMÁRIO

Objetivos, Informações Gerais, Teste Elétrico, Veja Seção “3”


Baterias, Símbolos Elétricos
Painel de Fusíveis, Localização de Componentes, Veja a seção 4002 para o número
Conectores do Terminal de sua máquina

PONTOS DE ATERRAMENTO DA COLHEITADEIRA .............................................................................. 6


FUNÇÕES DOS SOLENÓIDES DO BLOCO DE VÁLVULAS PRINCIPAL .................................................... 7
LOCALIZAÇÃO DOS DIODOS ............................................................................................................. 8
DIODO DE 6 TERMINAIS ---------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8
DIODO DE 3 TERMINAIS ---------------------------------------------------------------------------------------------------------- 8

CIRCUITO DE PARTIDA E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ..................................................................... 10


CIRCUITO DE CARGA ..................................................................................................................... 11
DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA .......................................................................................................... 133
SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ----------------------------------------------------------------------------------- 133

MÓDULO FEEDBACK ...................................................................................................................... 14


BOMBA DE COMBUSTÍVEL .............................................................................................................. 16
PARTIDA A ÉTER ............................................................................................................................ 16
LIMPADORES DO PÁRA-BRISA ........................................................................................................ 18
PAINEL DE INSTRUMENTOS ............................................................................................................. 20
MONITOR DE ROTAÇÃO DOS EIXOS ------------------------------------------------------------------------------------------ 21
TACÔMETRO DIGITAL --------------------------------------------------------------------------------------------------------- 211
INDICADOR DE ALTURA-------------------------------------------------------------------------------------------------------- 21
MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS -------------------------------------------------------------------------------------------- 211

MUDANÇAS NO PAINEL DE INSTRUMENTOS .................................................................................. 222


MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS .................................................................................................... 24
MONITOR DE ROTAÇÃO DOS EIXOS ................................................................................................ 32
SENSORES DE ROTAÇÃO DOS EIXOS ------------------------------------------------------------------------------------------ 36
PROCEDIMENTOS DE TESTE --------------------------------------------------------------------------------------------------- 38

TACÔMETRO DIGITAL..................................................................................................................... 40
DISPLAY ALTURA DA PLATAFORMA ............................................................................................... 43
DISPLAY ALTURA DA PLATAFORMA ---------------------------------------------------------------------------------------- 433
MONITOR DO VOLUME DE RETRILHA --------------------------------------------------------------------------------------- 433

CALIBRAÇÃO .................................................................................................................................. 45
TABELA DOS RAIOS DOS PNEUS ---------------------------------------------------------------------------------------------- 45
CALIBRAÇÃO MODO INSTRUMENTAÇÃO ----------------------------------------------------------------------------------- 466

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 1
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO MODO MONITOR DO EIXO DA TELA ROTATIVA -------------------------------------------------------------48


CALIBRAÇÃO DO MÓDULO DA PLATAFORMA -------------------------------------------------------------------------------50
CALIBRAÇÃO “MODO DE MUDANÇA” -------------------------------------------------------------------------------------- 533
CALIBRAÇÃO DE SOLO --------------------------------------------------------------------------------------------------------55

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA ................................................................. 57


LUZES DE ADVERTÊNCIA ............................................................................................................... 62
CIRCUITO DO RÁDIO ...................................................................................................................... 74
CIRCUITO AUXILIAR DE ENERGIA................................................................................................... 75
ASSENTO PNEUMÁTICO .................................................................................................................. 76
CIRCUITO DO FREIO DE ESTACIONAMENTO .................................................................................... 77
MOTOR PARADO E/OU SEM PRESSÃO HIDRÁULICO PARA LIBERAR FREIO ESTACIONAMENTO ....... 79
CIRCUITO DA ROTAÇÃO DO VENTILADOR DE LIMPEZA ................................................................. 81
CIRCUITO DO MOTOR DE CONTROLE DA ROTAÇÃO DO ROTOR ...................................................... 83
CIRCUITO DA ABERTURA DOS CÔNCAVOS ..................................................................................... 86
SISTEMA DO AR CONDICIONADO ................................................................................................... 90
CONTROLE DE AQUECIMENTO -------------------------------------------------------------------------------------------------95
SOMENTE AR CONDICIONADO -------------------------------------------------------------------------------------------------96
AR CONDICIONADO E DESUMIDIFICADOR -----------------------------------------------------------------------------------97
CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA (ATC) -----------------------------------------------------------------------97
AR CONDICIONADO E DESUMIDIFICADOR -----------------------------------------------------------------------------------98
DIAGNÓSTICOS ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 100

SISTEMA DO AR CONDICIONADO (2000 E POSTERIORES) ............................................................. 102


COMPONENTES DO SISTEMA ------------------------------------------------------------------------------------------------- 107
UTILIZAÇÃO DOS COMPONENTES ------------------------------------------------------------------------------------------- 113
SEQUÊNCIA DE EVENTOS ----------------------------------------------------------------------------------------------------- 115
PRESSURIZAÇÃO DA CABINE ------------------------------------------------------------------------------------------------- 115
VENTILAÇÃO DA CABINE ---------------------------------------------------------------------------------------------------- 116
DESEMBAÇAMENTO ---------------------------------------------------------------------------------------------------------- 118
AQUECIMENTO DA CABINE/AR CONDICIONADO -------------------------------------------------------------------------- 120
CONTROLE DO DESEMBAÇADOR -------------------------------------------------------------------------------------------- 124
CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA (ATC) --------------------------------------------------------------------- 126
INTERRUPTOR DE ALTA PRESSÃO ------------------------------------------------------------------------------------------- 127
INTERRUPTOR DE BAIXA PRESSÃO ------------------------------------------------------------------------------------------ 127
MONITOR ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 127
DIAGNÓSTICOS ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 128
CÓDIGOS DE FALHA ----------------------------------------------------------------------------------------------------------- 128

LUZES, BUZINA E LUZES DE DIREÇÃO (2000 E POSTERIORES)...................................................... 173


BUZINA ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 173
LUZES DO TETO ESQUERDA E DIREITA ------------------------------------------------------------------------------------- 173
®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 2
ELÉTRICA

ACENDEDOR ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 173


FORNECIMENTO DE ENERGIA ------------------------------------------------------------------------------------------------ 173
LUZES DE ADVERTÊNCIA DE PERIGO ---------------------------------------------------------------------------------------- 175
SETAS DE DIREÇÃO------------------------------------------------------------------------------------------------------------ 176
LUZES DE TRABALHO (INTERRUPTOR DE PERIGO DESLIGADO INTERRUPTOR DE LUZ LIGADO) ---------------------- 179
LUZES DE TRÁFEGO (INTERRUPTOR DE PERTIGO LIGADO, INTERRUPTOR DE LUZ DESLIGADO)---------------------- 181

LUZES DE SERVIÇO (OPCIONAL) & BEACON (OPCIONAL) & LUZES DE RÉ ................................... 183
LUZ DE SERVIÇO --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 183
LUZ DE RÉ ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 183
BEACON (OPTIONAL) ---------------------------------------------------------------------------------------------------------- 183

TRAÇÃO TRASEIRA E MOTOR HIDROSTÁTICO VARIÁVEL ............................................................ 184


TRAÇÃO TRASEIRA ------------------------------------------------------------------------------------------------------------ 184
MOTOR HIDROSTÁTICO VARIÁVEL ------------------------------------------------------------------------------------------ 184

OPERAÇÕES DA PLATAFORMA ...................................................................................................... 185


GERAL -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 186
IDENTIFICAÇÃO/LOCALIZAÇÃO/FUNÇÃO DE COMPONENTES ------------------------------------------------------------ 189
UTILIZAÇÃO DOS COMPONENTES ------------------------------------------------------------------------------------------- 192

DISPLAY DE ALTURA DA PLATAFORMA (SE EQUIPADO)............................................................... 193


GERAL -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 196
SEQUÊNCIA DE EVENTOS ----------------------------------------------------------------------------------------------------- 198
OPERAÇÃO MANUAL ---------------------------------------------------------------------------------------------------------- 198
OPERAÇÃO RTC --------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 200
FLOAT--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 204
CONTROLE AUTOMÁTICO, HT ----------------------------------------------------------------------------------------------- 208
AJUSTE DO POTENCIÔMETRO DE ALTURA DA PLATAFORMA 1020 ------------------------------------------------------ 211

OPERAÇÃO DO MOLINETE - MÓDULO DA PLATAFORMA............................................................... 213


CONTROLE DE ROTAÇÃO DO MOLINETE ----------------------------------------------------------------------------------- 213
MODO MILHO ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ 213
OPERAÇÃO MANUAL ---------------------------------------------------------------------------------------------------------- 214
OPERAÇÃO AUTOMÁTICA ---------------------------------------------------------------------------------------------------- 215

DIAGNÓSTICOS - INSTRUMENTAÇÃO E MÓDULO DA PLATAFORMA .............................................. 216


LINK DE COMUNICAÇÃO SERIAL (SCL) ------------------------------------------------------------------------------------ 217
REVISÃO DO HISTÓRICO DE DIAGNÓSTICOS -------------------------------------------------------------------------------- 278

CONTROLES DE ACIONAMENTO DO ALIMENTADOR DE SEPARADOR ............................................. 280


INTERRUPTOR DE ACIONAMENTO DO SEPARADOR ------------------------------------------------------------------------- 280
CIRCUITO DE PRESENÇA DO OPERADOR ------------------------------------------------------------------------------------ 281
INTERRUPTOR DE ACIONAMENTO DO ALIMENTADOR --------------------------------------------------------------------- 281

CONTROLE DO REVERSOR DO ALIMENTADOR .............................................................................. 283


INTERRUPTOR DO ALIMENTADOR NA REVERSÃO -------------------------------------------------------------------------- 283

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 3
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER ) .................................................................... 286


GERAL -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 286
OPERAÇÃO MANUAL (M) ---------------------------------------------------------------------------------------------------- 287
OPERAÇÃO AUTOMÁTICA (A) ----------------------------------------------------------------------------------------------- 287
UTILIZAÇÃO DOS COMPONENTES ------------------------------------------------------------------------------------------- 292
CHICOTE------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ 293
SEQUÊNCIA DE EVENTOS ----------------------------------------------------------------------------------------------------- 294
MODO DE OPERAÇÃO MANUAL --------------------------------------------------------------------------------------------- 294
MODO DE OPERAÇÃO DE AUTO-CENTRALIZAÇÃO ----------------------------------------------------------------------- 296
MODO DE OPERAÇÃO AUTOMÁTICA --------------------------------------------------------------------------------------- 298
MODO DE OPERAÇÃO DE FLUTUAÇÃO -------------------------------------------------------------------------------------- 300

CIRCUITO DE CONTROLE DO MOLINETE ....................................................................................... 305


LEVANTE E DESCIDA DO MOLINETE ---------------------------------------------------------------------------------------- 305
AVANÇO E RECUO DO MOLINETE (OPCIONAL)----------------------------------------------------------------------------- 307
AVANÇO DO MOLINETE ------------------------------------------------------------------------------------------------------ 308

CIRCUITO DE CONTROLE DO DESCARREGADOR ............................................................................ 309


GERAL -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 309
DESCRIÇÃO -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 309
O DESCARREGADOR NÃO SE MOVERÁ NA PARTIDA DA MÁQUINA ------------------------------------------------------ 310
ABRIR O TUBO DE DESCARGA ----------------------------------------------------------------------------------------------- 311
FECHAR DO TUBO DE DESCARGA ------------------------------------------------------------------------------------------- 312

ACIONAMENTO DO SEM-FIM DE DESCARGA ................................................................................. 313


GERAL -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 313
DESCRIÇÃO -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 313

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 4
ELÉTRICA

Aguarde um Minuto… Este símbolo irá prever questão freqüentemente perguntada.

LEMBRE-SE: Este símbolo irá prever anotações que irá prever erros posteriores.

IMPORTANTE: Este símbolo irá prever anotações que você deveria definitivamente
não ignorar.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 5
ELÉTRICA

PONTOS DE ATERRAMENTO NA COLHEITADEIRA

1 Abaixo da Cabine – No centro frontal abaixo 7 Estrutura Lado Esquerdo – No canal da


da cabine logo após a bomba manual da estrutura vertical esquerda logo atrás das
direção. baterias. Também contém ponto principal de
aterramento do chassis.
2 Abaixo da Cabine – Na quina na parte 8 Motor – Bloco do motor é aterrado ao chassis
traseira direita dentro da cabine, pode ser pelo cabo da carcaça do hidro para a
vista removendo o porta copos. Remova o estrutura horizontal logo atrás do motor.
painel lateral da cabine para acesso.
3 Lado de Fora da Cabine – Na quina traseira 9 Caixa do A/C – Abaixo do assento do carona,
direita da cabine. Também tem o principal quina frontal esquerda da caixa de ar. Onde a
ponto de aterramento da cabine para o caixa de ar é parafusada no assoalho da
chassis. cabine.
4 Tanque Graneleiro – Quina traseira direita 10 Acima da Cabine – Acima do forro do teto à
do tanque graneleiro. Logo à direita e abaixo esquerda do painel de relês.
do motor de ajuste da rotação do rotor.
5 Estrutura Lado Direito – Traseira direita da 11 Acima da Cabine - O fio da antena é
colheitadeira logo abaixo do radiador. aterrado atrás do lado esquerdo superior da
luz superior da cabine.
6 Eixo da Direção com Tração – Solenóides
usam o terra por meio do tubo do suporte do
eixo pivô.

NOTA:
Terra Limpo – Passa pelos chicotes diretamente atrás das baterias.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 6
ELÉTRICA

FUNÇÕES DA VÁLVULA HIDRÁULICA PRINCIPAL DE SOLENÓIDES

Levantar Abaixar
Molinete Tomada de Plataforma
Teste da PFC

Abaixar Tomada de
Teste da Levantar
Molinete
Linha de Plataforma
Sinal
Válvula da
Linha de Sinal
Abertura do
Fechamento do
tubo de descarga
tubo de descarga

Avanço do Recuo do
Molinete Molinete
Field Tracker Field Tracker
(inclinação (inclinação
direita) esquerda)

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 7
ELÉTRICA

LOCALIZAÇÃO DOS DIODOS


DIODOS DE 6 TERMINAIS
Painel #17 – Localizado atrás dos conectores principais da cabine abaixo do porta copos do
console direito. Este diodo possui 6 terminais e é usado para enviar um sinal para o painel de
instrumentos quando é alterado as rotações tanto do ventilador quanto do rotor.

Painel #44 – Localizado próximo da válvula principal de solenóides no lado esquerdo da


colheitadeira. Este diodo possui 6 terminais e é usado para enviar um sinal para o solenóide da
linha de sinal quando é usado tanto o avanço/recuo do molinete, elevação do molinete e
abertura/fechamento do tubo de descarga.

DIODOS DE 3 TERMINAIS
Painel #15 – Localizado atrás dos conectores principais da cabine abaixo do porta copos do
console direito. Este diodo possui 3 terminais e é usado para enviar um sinal para o solenóide
do freio de estacionamento para operação de reboque.

Painel #17 – Localizado atrás dos conectores principais da cabine abaixo do porta copos do
console direito. Este diodo possui 3 terminais e é usado para enviar um sinal para módulo da
plataforma quando é ajustado a abertura dos côncavos.

Painel #23 – Localizado no console superior próximo ao banco de relês. Este diodo possui 3
terminais e é uma ligação entre a luz de direção e o interruptor do pisca alerta.

Painel #41 – Localizado atrás dos conectores principais da cabine abaixo do porta copos do
console direito. Este diodo possui 3 terminais e é usado para enviar energia para o solenóide da
linha de sinal quando a plataforma é levantada. Este diodo é apenas usado quando o Field
Tracker é instalado.

Painel #44 – Localizado próximo da válvula principal de solenóides no lado esquerdo da


colheitadeira. Este diodo possui 3 terminais e é usado para enviar um sinal para o solenóide da
linha de sinal quando é usado tanto o avanço do molinete quanto o reversor do alimentador.

Painel #46 – Localizado atrás dos conectores principais da cabine abaixo do porta copos do
console direito. Este diodo possui 3 terminais e é usado para manter o relê habilitador do sem-
fim de descarga energizado quando a energia é fornecida ao circuito.

DIODOS SIMPLES
Painel #12 – Localizado no chicote acima do painel de instrumentos. Usado para sinal Beacon
quando equipado.

Painel #19 – Localizado no chicote do console direito próximo ao módulo da plataforma. Usado
no circuito da luz de advertência do ar condicionado. Máquinas anteriores ao modelo 2000.

Painel #24 – Localizado no console superior próximo ao banco de relês. Este diodo é usado
para operar a luz de advertência na operação de reboque.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 8
ELÉTRICA

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 9
ELÉTRICA

CIRCUITO DE PARTIDA E DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA


GERAL
O circuito de partida e de carga consiste das baterias, bloco de conexões (B+), interruptor de
partida (B+), relê de potência da cabine (B+), relê de acessórios (B+), relê da pressão de óleo
do motor (B+ EOP), interruptor da pressão de óleo do motor, interruptor de acionamento do
rotor, circuito de partida em neutro do hidro, relê do solenóide do motor de partida, motor de
partida e alternador.

SISTEMA DE PARTIDA

Um cabo vermelho marcado “00000” do terminal positivo das baterias é conectado ao terminal
“B” do solenóide do motor de partida. Um fio vermelho (107) do terminal “B” do solenóide do
motor de partida, fornece corrente a um terminal do relê do solenóide do motor de partida.
Quando ao interruptor de partida é girada para a posição ligada, corrente será direcionado para
fora do terminal 5 para o terminal 4 do interruptor de acionamento do rotor. Com o interruptor do
rotor na posição desligada, corrente é direcionado para fora do terminal 5 para o interruptor de
neutro do hidro. Movendo o manche para a posição neutro, os contatos irão fechar no
interruptor de neutro do hidro e direciona a corrente para o relê do solenóide do motor de
partida. Esta corrente irá energizar do relê do solenóide do motor de partida, fechando contato.
Corrente da bateira é direcionado do terminal “B” do solenóide do motor de partida através do
relê do solenóide do motor de partida para o terminal “S” do solenóide do motor de partida. Esta
corrente energizará o motor de partida, fechará o contato, e conectará a corrente da bateria
para o motor de partida. O motor de partida irá então girar o motor.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 10
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CARGA
(Consulte Esquema RAC 6-10800, Página 2-3 & 11)
GERAL
Um alternador de 135 Amp Bosch N1 é usado nas colheitadeiras 2344, 2366 e 2388.

DESCRIÇÃO
Para o alternador funcionar, necessita de uma alimentação de corrente ao circuito do campo ou
do rotor. A corrente para o circuito do campo é alimentada ao relê de potência da cabine, para
evitar que a bateria drene quando a unidade não está funcionando.

Quando o interruptor da chave de partida está na posição ligada, o terminal 3 do interruptor de


partida envia a corrente para o relê de potência da cabine, através de um fio vermelho (132).
Esse fluxo de corrente junto com o terra, cria no relê, um campo magnético que move os pontos
de contato do relê para conectar a corrente do circuito B+ ao circuito de potência chaveada (relê
da cabine) para todo o sistema elétrico da máquina.

O terminal “D+” é usado para excitar o campo e iniciar a carga do alternador. A corrente sai do
terminal “B+” do alternador, flui para o terminal positivo “B” do solenóide do motor de partida e
então para as baterias.

Quando o alternador está operando, é gerada tensão alternada nas bobinas do estator. O
estator é o enrolamento fixo do alternador e consiste de três pares de enrolamentos. Cada
perna do estator requer um conjunto de diodos para transformar a tensão alternada em contínua
que, a seguir, flui para a bateria.

NOTA A rotação para início de carga do alternador é 1300 rpm.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 11
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CARGA
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Páginas 1-2 & 11)
Com corrente alternada a tensão circula de positivo para negativo e retorna para positivo. Para
alimentar corrente continua para a máquina, a saída do estator é alimentada através de diversos
diodos retificadores que só permitem que a parte de tensão positiva de cada ciclo circule para a
bateria, dando assim uma força de corrente contínua pulsada. Esse pulso de tensão ocorre tão
rapidamente que o resultado líquido é o sistema CC de 12 V que aciona o equipamento elétrico.
Essa tensão contínua também circula para os diodos excitadores, para o regulador de tensão e
para a bobina. Esse fluxo extra de corrente para a bobina fortalece ainda mais o campo
magnético, que aumenta a saída de tensão do alternador.

A saída do alternador é controlada pelo regulador de tensão montado na traseira do conjunto.


Ele varia a força do terra para o circuito de campo do rotor para controlar a saída de tensão e de
corrente do alternador. O regulador também conta com um resistor especial que modifica o valor
da resistência quando a temperatura varia, enviando uma tensão mais alta para a bateria em
temperatura mais baixa do que em alta, para evitar sobrecarga. A tensão regulada do alternador
Bosch N1 a 24º C (75º F) é ajustada em 13,4-13,8 Volts.

Se um alternador recebe manutenção, assegure-se de incluir a manutenção da bateria como


parte desse serviço. Se um alternador novo ou que recebeu manutenção for colocado em uso,
as baterias precisam estar em bom estado de carga. As baterias híbridas e isentas de
manutenção atuais podem ficar sobrecarregadas com facilidade. A verificação do nível do fluido,
carga e mesmo a limpeza de detritos da proximidade das baterias assegura seu funcionamento
correto.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 12
ELÉTRICA

DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Páginas 2-4)
SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA
Energia B+ (Bateria) é direcionada para o terminal 1 do interruptor de partida. Quando o
interruptor de partida é girada para posição ACESSÓRIO ou PARTIDA, corrente será
direcionado para o terminal 4 do interruptor de partida criando o circuito de energia B+ (INT.
PARTIDA).

RELÊ DE POTÊNCIA DA CABINE


Com o interruptor de partida na posição de PARTIDA a energia B+ é direcionada do terminal 3
do interruptor de partida para o terminal 86 do relé de potência da cabine energizando a bobina.
A energia B+ é direcionada para o terminal 30 do relé de potência da cabine. Quando o relé é
energizado energia B+ é direcionada para o terminal 87 para criar o circuito de energia B+
(ENERGIA -CHAVEADA). O relé trabalha com 70 ampères.

RELÉ ACESSÓRIOS B+
Energia B+ está disponível no terminal 3 do relé de acessórios. Energia B+ (interruptor de
partida) é direcionado para o terminal 2 do relé de acessórios B+, energizando-o. Relé de
acessórios direciona energia B+ do terminal 5 para criar o circuito de energia B+ (RELÉ-
ACESSÓRIOS).

RELÉ DA PRESSÃO DE ÓLEO DO MOTOR


B+ está disponível no terminal 2 do relé de pressão de óleo do motor B+ (EOP). Por razões de
segurança, nenhuma das funções do bloco de válvulas principal irá funcionar ao menos que o
motor esteja em funcionamento e haja pressão de óleo. Uma vez que o motor esteja
funcionando e exista pressão de óleo do motor, o contato no interruptor de pressão de óleo do
motor se fecha permitindo aterramento ao terminal 1 do relé B+(EOP), energizando o relé.
Energia B+ é direcionado para o terminal 3 do relé B+(EOP), quando energizado esta energia é
direcionada para o terminal 5 para criar o circuito de energia B+(EOP).

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 13
ELÉTRICA

MÓDULO FEEDBACK
GERAL
O módulo feedback é nada mais que uma central de distribuição de energia, onde reúne vários
chicotes em um conector, contendo terminais para uso futuro. Terminais que são agrupadas
juntamente são eletricamente conectadas.

Cavidade Cabo Cavidade Cabo Cavidade Cabo Cavidade Cabo


1 B/W-115C 19 R/O * 37 R-715 55 R/B *
2 B/W-115D 20 P-724 38 R-715 56 R-445
3 B/W-115E 21 P-724 39 R-715 57 P-756A
4 B/W-115F 22 P-724 40 R-715 58 P-756A ESQ
5 LIVRE 23 Y-215 41 LIVRE 59 LIVRE
6 LIVRE 24 LIVRE 42 LIVRE 60 LIVRE
7 B/W * 25 B-200A 43 R-715 61 LB-467
8 B/W-115B 26 B-200B 44 R-715 62 LIVRE
9 LIVRE 27 B-200C 45 LIVRE 63 W-610
10 B/W-115G 28 B-200D 46 LIVRE 64 W-610
11 LIVRE 29 B/W-200C 47 LIVRE 65 P-757
12 LIVRE 30 B/W-200B 48 LIVRE 66 P-757 DIR
13 P-724A 31 B-200E 49 R-445 67 LIVRE
14 P-724B 32 B-200F 50 R-445 68 LIVRE
15 P-724C 33 B-200G 51 P-756A 69 LIVRE
16 P-724D 34 B-200H 52 P-756A 70 W-610
17 Y-215C 35 B/W-200A 53 LIVRE 71 P-757
18 Y-215B 36 LIVRE 54 LIVRE 72 P-757
* Fio presente na máquina somente com plataforma flexível.

B/W = PRETO/BRANCO R/O = VERMELHO/LARANJA R/B = VERMELHO/PRETO


P = ROSA B = PRETO LB = AZUL CLARO
Y =AMARELO R = VERMELHO W = BRANCO

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 14
ELÉTRICA

COMPONENTES DA PARTIDA E CARGA

1. Motor de Partida 2. Alternador 3. Interruptor de Neutro do


Hidro
4. Interruptor de Pressão 5. Bateria 6. Relê do Motor de Partida
de Óleo do Motor

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 15
ELÉTRICA

BOMBA DE COMBUSTÍVEL
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Página 5)

GERAL
Esse circuito consiste de fusível de 20 A (nº 14), módulo feedback, bomba de combustível e fios
e conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
A energia B+ (energia-relé-cabine) é alimentada através de um fio vermelho (138) a um fusível
(nº 14) de 20 A . O fusível recebe a corrente do relé da cabine quando a chave de partida está
na posição LIGADA ou PARTIDA. Do fusível, a corrente é direcionada para o módulo feedback
terminal 63 e saindo do terminal 64 para a bomba elétrica de combustível. Isso proporciona
pressão do combustível mesmo durante a partida do motor. A fiação para a bomba elétrica de
combustível está no chicote localizado no lado traseiro esquerdo da máquina.

PARTIDA A ÉTER

GERAL
Esse circuito consiste de um fusível de 20 A (nº 14), interruptor de éter, solenóide de éter, e os
fios e conectores necessários para complementar o circuito.

DESCRIÇÃO
A corrente se origina do relé da cabine ao girar a chave para posição LIGADA ou PARTIDA,
energizando o fusível nº 14 (20 A) que proporciona corrente para o termina 63 do módulo
feedback e para o terminal 70 do interruptor de éter. Quando o interruptor de éter é pressionado,
a corrente circula do interruptor, através do solenóide de éter. O campo magnético criado pela
corrente que circula através do solenóide de éter aciona um pistão que pressiona o pino do filtro
de éter que é, então, injetado no coletor de admissão para facilitar a partida em períodos de
tempo frios.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 16
ELÉTRICA

COMPONENTE DA BOMBA DE COMBUSTÍVEL E ÉTER

7. Bomba de Combustível 8. Solenóide - Éter

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 17
ELÉTRICA

LIMPADORES DO PÁRA-BRISAS
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Página 6)
LIMPADOR DELUXE, DUAS VELOCIDADES
GERAL
Este circuito consiste de um fusível de 10 A (no. 19), interruptor do limpador deluxe, motor do
limpador deluxe e os fios e conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
Energia B+ (Energia Relé Cabine) é direcionado para o fusível de 10 A (no. 10) quando a
chave de partida é girada para o posição LIGADA ou PARTIDA. Após o fusível, a corrente é
direcionada para os terminais 2 do interruptor de partida e terminal B do motor do limpador. O
interruptor é usado para sinalizar o motor do limpador no modo de operação, a tensão de
operação do motor do limpador vem do terminal B do motor do limpador.

Posição “DESLIGADO"
Quando desligar o motor do limpador, o motor continuará ligado até alcançar a posição PARK.
Um vez na posição PARK, componentes internos abrirão o interruptor momentaneamente que
direciona corrente do terminal B para o terminal P do motor do limpador.

Quando o interruptor está na posição DESLIGADA, corrente é direcionada do terminal P do


motor do limpador para o terminal 7 do interruptor do limpador. O interruptor do limpador une o
terminal 7 e 5 internamente, direcionando corrente fora do terminal 5 por meio de um jump para
ao terminal 6 e para o terminal L do motor do limpador. Quando o motor do limpador alcança a
posição P, a corrente do terminal P do motor é cortada.

Posição “LIGADA”
Quando o interruptor é acionado para a posição LIGADO, corrente flui do terminal 2 para o 6 do
interruptor do limpador e para o terminal L do motor do limpador energizando o motor do
limpador.

Terminais 9 e 10 – fornecem luz de fundo quando o interruptor do farol é acionado para a


posição LIGADO.

NOTA: O fio no terminal 1 do interruptor do limpador não é usado neste momento.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 18
ELÉTRICA

COMPONENTES DO LIMPADOR

1. Motor do Limpador do Pára-Brisas

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 19
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS
O painel de instrumento está localizado no lado direito e é divido em três principais áreas.

• Painel de Instrumentos/Luzes de Advertência


• Monitor de Rotação dos Eixos / Tacômetro Digital, Indicador da Altura da Plataforma
• Monitor de Perdas de Grãos

PAINEL DE INSTRUMENTOS / LUZES DE ADVERTÊNCIA

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 20
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS
MONITOR DE ROTAÇÃO DOS EIXOS MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS
TACÔMETRO DIGITAL
INDICADOR DE ALTURA

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 21
ELÉTRICA

MUDANÇAS NO PAINEL DE INSTRUMENTOS


Abaixo, uma lista das principais diferenças na operação do monitor de rotação dos eixos nas
colheitadeiras série 21/2300.

VARIAÇÃO NA OPERAÇÃO DO SOFTWARE

Versão do Software Abaixo Rev. Rev. Rev.


200 2.05 2.11 2.16
• Quando o operador muda a rotação de operação do
Rotor ou Ventilador, estes pontos de alarme irão
automaticamente ser ajustados a 80% da rotação de X
trabalho quando o motor estiver a 2200 RPM.
• Quando o operador muda a rotação de operação do
Ventilador, estes pontos de alarme irão
automaticamente ser ajustados a 80% da rotação de X X X
trabalho quando o motor estiver a 2200 RPM.
• O circuito da Tela Rotativa teve um acréscimo de
20 a 30 segundos de atraso. Isto irá prevenir X X X X
alarmes falsos devido a variação de rotação da tela
rotativa.
• Quando o operador muda a rotação de operação do
Rotor, estes pontos de alarme irão automaticamente
ser ajustados de 75 a 100% da rotação de trabalho X X X
quando o motor estiver a 2200 RPM. O ajuste de 75
a 100% é feita no modo de calibração (Veja
Calibração da Colheitadeira nesta seção)
• O circuito do Espalhador de Palha e Desligamento
Automático do Alimentador pode ser acionado ou X X X X
desacionado no modo de calibração da máquina.
• O circuito da Tela rotativa e Temperatura do Ar de
Admissão do Motor pode ser acionado ou X X
desacionado no modo de calibração. Um circuito
será acionado enquanto que o outro estiver
desacionado.
• A rotação do motor para acionamento do Rotor era
limitada para acima de 1000 RPM. Agora o X
acionamento está limitado entre 1000 RPM e 2000
RPM. Consulte boletim de serviço NHE SB 068 99.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 22
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 23
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


Painel de Instrumentos:
⇒ Monitor de Perdas de Grãos
• Monitor de Rotação dos Eixos / Tacômetro Digital, Indicador de Altura da Plataforma
• Painel de Instrumentos / Luzes de Advertência

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


O monitor de perdas de grão é um equipamento standard. Está convenientemente localizado na
terceira divisão do painel e opera da mesma maneira que nas séries 2100. A informação
mostrada no monitor pode ser usada para operar a máquina numa velocidade de deslocamento
mais eficiente com uma quantidade de perdas de grãos aceitável. O monitor de perda de grãos
é um monitor baseado na distância. Ele monitora os grão perdidos com relação ao
deslocamento. Ele é, no entanto, muito preciso para velocidades acima de 1,6 km/h. Abaixo de
1,6 km/h o monitor irá reverter (internamento) para o modo básico de tempo. O monitor recebe
informação do sensor de velocidade, no entanto ele conhece a velocidade aproximada da
máquina.

Os sensores monitoram a quantidade de grãos perdidas durante a colheita. Esta informação é


mostrada no medidor do painel.

CONTROLES DO PAINEL
INTERRUPTOR DO MONITOR
O interruptor de 4 posições opera como se segue:

a) Off – Energia no monitor de perdas de grãos cortada.

b) Chaffer – Somente os sensores da peneira são monitorados pelo painel.


Informação de perdas de grãos destes dois sensores é indicado no medidor.

c) Rotor – Somente os sensores do rotor são monitorados no painel. Informação de


perdas de grãos destes dois sensores é indicado no medidor.

d) Both – Todos os quatro sensores são monitorados no painel. Este é modo normal
de operação para o interruptor do monitor.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 24
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


CONTROLE DE POSIÇÃO DO MEDIDOR
Gire o controle no sentido horário ou anti-horário para ajustar a posição do ponteiro do
medidor no mostrador.

CONTROLE SELETOR DE GRÃOS


Gire o controle no sentido horário ou anti-horário para ajustar a sensibilidade do monitor
conforme o tamanho do grão. Grãos pequenos e moles, como trevo e alfafa, requerem
um ajuste mais sensível (ponto menor) do que grãos grandes, como os de milho (ponto
maior).

MEDIDOR
O ponteiro do medidor indica aumento ou diminuição na perda de grãos, com base no
nível aceitável para o qual o monitor foi ajustado. A modificação indicada no medidor é
usada pelo operador como guia sobre como modificar a operação de colheita – aumento
ou diminuição da velocidade e rotações, fazer ajustes.

LUZES INDICADORES DO MONITOR


Os painéis indicadores do sensor têm marcas de 1 a 4. O painel acende e apaga
conforme os grãos batem nos sensores. (Isso diz ao operador que os sensores estão
funcionando). Os painéis 1 e 2 são para os sensores da peneira superior. Os painéis 3 e
4 são para os sensores do rotor.

LEMBRE-SE: A iluminação dos painéis só deve ser usada como uma indicação de que
os grãos estão entrando em contato com os sensores e não para a quantidade real de perda.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 25
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


OPERAÇÃO DO MONITOR -

LEMBRE-SE: A eficiência desse sistema relaciona-se diretamente com o tempo gasto na sua
calibração/ajuste.

1. Ajuste a colheitadeira e a plataforma de acordo com a lavoura a ser colhida.


2. Desligue o monitor de grãos.
3. Opere a máquina no campo na velocidade normal de colheita.
4. Pare a máquina e verifique a quantidade de perda no campo. Se for inaceitável, ajuste a
máquina e tente de novo. Faça isso até a perda de grãos ser aceitável.
5. Ligue agora o monitor. Ajuste o botão de sensibilidade de acordo com o tipo de grão que vai
colher e gire o botão interruptor seletor para monitorar os dois conjuntos de sensores.

EXAMPLO
Milho e Feijão Ponto Grande

Soja e Feijão Ponto Médio

Trevo, Alfafa, Trigo e Cevada Ponto Pequeno

LEMBRE-SE: O teor de umidade das plantas pode requerer que o ajuste da


sensibilidade seja aumentado (sentido horário) ou diminuído (sentido anti-horário).

6. Conforme a máquina trabalha, gire o botão de posição do medidor, para posicionar o


ponteiro do medidor no centro da área verde. Após ter ajustado corretamente o monitor de
perda de grão, o operador pode verificar o medidor durante a colheita.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 26
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


NOTA: Em operação normal o ponteiro do medidor pode subir a escala por algum tempo antes
de retornar ao centro do mostrador verde. Esse tipo de movimento não requer modificação da
velocidade de deslocamento. Se o ponteiro ficar para cima no mostrador, é necessário reajustar
a velocidade de deslocamento da máquina. Se o ponteiro permanecer em cima no mostrador
pare a máquina e verifique o que está acontecendo.

Uma verificação física da perda de grãos deve ser feita na ocasião, para estar seguro de que o
monitor esteja calibrado e funcionando adequadamente.

É normal o aumento de perdas de grãos se a largura de corte da plataforma é reduzida. Se a


colheitadeira não é mantinha cheia a perda de grãos irá aumentar.

COMPARANDO PERDAS NO ROTOR/PENEIRAS


Para comparar a perda do rotor em relação à perda pela peneira superior durante a colheita,
gire o interruptor seletor para ROTOR e depois para CHAFFER (PENEIRA SUPERIOR).
Observe a deflexão do ponteiro do medidor para cada posição. Se a posição do ponteiro indicar
a aumento na perda de grãos, o fluxo de ar ou as peneiras superiores estão ajustadas
incorretamente.

NOTA: Variação nas condições do terreno e da lavoura podem afetar as perdas nos rotor e na
peneira superior.

LEMBRE-SE: Se os suportes do sensor da peneira inferior se enchem de palha e


palhiço durante a operação da máquina, remova os pentes do sensor.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 27
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Página 7-9)
AUTOTESTE DO MONITOR
1. Desligue o interruptor do sensor.
2. Ligue a chave de partida, mas não ligue o motor.
3. Gire o interruptor do sensor para CHAFFER (PENEIRA). Todos os quatro painéis
indicadores se iluminam por aproximadamente 1 segundo e o ponteiro do medidor se
desloca para o lado direito do mostrador e depois volta para o lado esquerdo. Se essa
seqüência não ocorrer, substitua o monitor.

VERIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DO SENSOR


1. Gire o seletor de grãos totalmente no sentido horário.
2. Gire o interruptor do sensor para CHAFFER (PENEIRA).
3. Peça a outra pessoa para dar um leve toque na placa do sensor da peneira superior com um
lápis ou chave de fenda. A luz daquele sensor deve se acender cada vez que a placa do
sensor se acende. Verifique ambos sensores da peneira superior.
4. Repita os passos 1 a 3 para os sensores da gaiola do rotor e com o interruptor dos sensores
girado em BOTH (AMBOS). Se uma luz-piloto não se acender é preciso substituir o sensor
ou reparar o chicote elétrico.
5. Peça a outra pessoa para dar um leve toque num dos sensores. Observe o medidor no
console do monitor. O ponteiro do medidor deve deslocar-se para a direita. Repita esse teste
para todos os quatro sensores de grãos. Se as luzes se acenderem mas o ponteiro do
medidor não se mover para a direita, o console do medidor precisa ser substituído.

Sensor do Rotor Sensor da Peneira

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 28
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Página 7-9)
SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADAS
1. Remova os dois parafusos de fixação do console na estrutura da cabine.
2. Remova o painel de instrumentos do suporte e desconecte o chicote elétrico.
3. Desconecte todos os fios para a coluna do painel de instrumentos. Coloque o conjunto do
painel com a face para baixo (controles virados para baixo) numa bancada. Remova a
tampa traseira inferior e os quatro parafusos para remover o monitor de grãos como uma só
unidade.
4. Gire o monitor de grãos para o lado e remova seus cinco parafusos que fixam o monitor.
5. Substitua as lâmpadas. Verifique o tamanho correto da lâmpada na página de
especificações.

IMPORTANTE: Ao montar o console, assegure-se de que o painel dianteiro e a placa


de circuitos estejam nos rasgos. As tampas do console devem se encaixar sem precisar forçar.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 29
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Página 7-9)
GERAL
O circuito do monitor de grãos consiste no seguinte: monitor de grãos, fusível nº 11 de 10 A,
quatro sensores de perda de grãos (dois para as peneiras e dois para os rotores), sensor de
deslocamento (Km/h), e todos os fios e conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
A energia B+ (relé da cabine) é alimentada ao terminal 11 do monitor de grãos através de um fio
vermelho (200) de um fusível de 10 A (nº 11) quando a chave de partida é girada para a posição
LIGADA.

O terminal 15 recebe corrente a qualquer momento que o interruptor das luzes é acionado. Isto
fornece a luz de fundo para os botões de controle e medidor para operação noturna.

Como o monitor de grãos baseia-se em distância, requer um sinal do transdutor de velocidade


de deslocamento km/h localizado acima da tampa de transmissão. Trata-se de um sensor tipo
relutância conectado no monitor nos terminais 13 e 14. Esse tipo de sensor é fácil de testar.
Uma verificação física da resistência do sensor deve mostrar uma leitura entre 2500-3500 ohms.

Cada um dos sensores do monitor de grãos tem três terminais S, V e G (sinal, tensão e terra). O
terminal 7 do monitor alimenta corrente (12V) a todos os quatro sensores através de fios
vermelhos ao terminal V. O terminal 8 do monitor é fornece terra a todas as placas dos sensores
através dos fios pretos ao terminal G. Quando o material bate nas placas dos sensores de perda
de grãos, um sinal elétrico é enviado de volta ao monitor através de um fio sensor de carga,
terminal S.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 30
ELÉTRICA

MONITOR DE PERDAS DE GRÃOS


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, Página 7-9)
Cada uma das placas de sensor tem seu próprio fio que envia o sinal conectado ao monitor de
grãos como segue:

Sensor do rotor esquerdo Terminal 1, fio LG (205)


Sensor do rotor direito Terminal 2, fio LGB (204)
Sensor da peneira esquerdo Terminal 3, fio LG (203)
Sensor da peneira inferior direita Terminal 4, fio LG (207)

O terminal 9 do monitor de grãos está conectado nos fios de blindagem trançados no chicote
elétrico através do conector nº 1 (terminal 3), para o conector 47 dos sensores da peneira e
através do conector nº 46 até os dois sensores do rotor. Esses fios são aterrados e evitam que
outras interferências elétricas nos sinais que estão sendo retornados ao monitor de grãos a
partir dos sensores de perda de grãos.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 31
ELÉTRICA

MONITOR DE ROTAÇÃO DO EIXO

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 32
ELÉTRICA

MONITOR DE ROTAÇÃO DO EIXO


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 8-10)
Painel de Instrumentos
• Monitor de Perdas de Grãos
⇒ Monitor de Rotação dos Eixos / Tacômetro Digital, Indicador de Altura da
Plataforma
• Painel de Instrumentos / Luzes de Advertência

MONITOR DE ROTAÇÃO DOS EIXOS


O painel de controle da rotação do eixo está convenientemente localizado no meio da coluna de
instrumentos. O monitor de rotação dos eixos é usado para monitorar as seguintes operações
críticas no sistema de colheita:

OPERAÇÕES MONITORADAS

Alimentador Rotor Ventilador de Limpeza


Caixa de Peneira Elevador de Grãos Limpos Elevador de Retrilha
Picador de Palha Espalhador de Palha Tela Rotativa
(somente 2344/66)

O monitor de rotação dos eixos ilumina o painel quando é girado a chave de partida para a
posição LIGADO.

OPERAÇÃO DO MONITOR
Ao girar a chave de partida para a posição LIGADO, o painel de instrumentos passa por um auto
teste de 4 segundos, que consiste no acendimento de todos os indicadores de advertência e
todos os segmentos de cristal líquido do monitor de rotação do eixo, tacômetro e altura da
plataforma de corte (se houver) e disparo de um alarme sonoro.

Todos os painéis de segmentos de cristal líquido se acendem por 4 segundos junto com uma
figura iluminada do contorno da máquina. Após os 4 segundos, os painéis de segmentos de
cristal líquido se apagam mas a figura do contorno da máquina ainda fica visível.

O monitor de rotação do eixo é ativado quando os interruptores do separador e do alimentador


são ligados por 4 segundos no mínimo e a rotação do motor é de 1800 rpm ou maior. O monitor
de rotação do eixo é desativado quando o interruptor de separador ou do alimentador é
desacionado ou a rotação do motor for inferior a 1800 rpm.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 33
ELÉTRICA

MONITOR DE ROTAÇÃO DO EIXO


Se o alarme soar e o display de cristal líquido piscar durante a operação no campo, o operador
poder desligar o alarme sonoro pressionando-se uma vez a tecla ALARM-OFF (DESLIGAR
ALARME). Se essa tecla for novamente pressionada a luz referente permanece acesa enquanto
o motor estiver acima de 1800 rpm. Abaixo de 1800 rpm os segmentos iluminados
desaparecerão do display, mas se o operador aumentar a rotação do motor acima de 1800 rpm,
o alarme soa e os segmentos de cristal liquido piscam. Quando o eixo está girando na rotação
correta os segmentos do display e o alarme ficam desligados. Se a rotação do eixo cair de novo,
o alarme soa e os segmentos do display piscam.

O console de controle de rotação do eixo tem uma função de memória. Um cabo positivo da
bateria fornece corrente ao console de controle mesmo que a chave de partida da máquina
esteja desligada. Se ocorrer falha do sistema, o operador pode “desligar” essa função específica
e continuar operando. Se o problema não for corrigido, a luz se acede e o alarme soa cada vez
que a máquina é acionada com separador e o alimentador ligados e o motor acima de 1800
rpm. Isso é um lembrete ao operador de que a falha não foi corrigida.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 34
ELÉTRICA

MONITOR DE ROTAÇÃO DO EIXO


(Consulte o Esquema RAC6-10800, páginas 8-10)
GERAL
O circuito do monitor de rotação do eixo/tacômetro digital consiste do seguinte: monitor de
rotação do eixo, fusível de 10 A (nº 3), fusível de 10 A (nº 11), alarme sonoro, interruptor do
alimentador, interruptor do separador, nove sensores dos eixos e todos os fios e conectores
necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
ENERGIA
A corrente é alimentada ao painel de instrumentos em 5 terminais diferentes dependendo de
quais interruptores são ligados.

• O terminal 24 recebe corrente constante da bateria através de um fusível de 10 A (fusível nº


3) para a “função de memória” do monitor de rotação do eixo e para indicar as horas do
motor e do separador com a chave de partida desligada.
• O terminal 25 recebe corrente livre através do fusível nº 11 de 10 A, para operação do
monitor, sempre que a chave estiver ligada.
• O terminal 23 (conector 18) recebe a corrente do interruptor de acionamento do rotor sempre
que é ligado.
• O terminal 30 recebe a corrente do interruptor de acionamento do alimentador sempre que
esteja ligado. Ao receber esse sinal de tensão (rotação do motor é maior do que 1800 rpm) o
monitor de rotação do eixo verifica os nove eixos.
• O terminal 1 recebe corrente toda vez que o interruptor das luzes é ligado para luz de fundo
à noite.

ATERRAMENTO
• O terminal 21 do monitor de rotação do eixo está conectado a um terra limpo por um fio
preto (115C) ao módulo feedback (conector 13, terminal 1).

SENSORES INDUTIVOS
Os sensores indutivos criam uma pequena quantidade de tensão durante a operação, onde os
monitores monitoram.

SENSORES MAGNÉTICOS
O monitor de rotação dos eixos monitora a tensão de cada sensor, quando o sensor fecha para
retornar terra a tensão diminui. É por pulso que o monitor usa para determinar a rotação.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 35
ELÉTRICA

MONITOR DE ROTAÇÃO DO EIXO


SENSORES DE ROTAÇÃO DOS EIXOS
O sistema do monitor de rotação dos eixos usam dois diferentes tipos de sensores.

SENSORES INDUTIVOS
O corpo destes sensores contém um imã cercado por enrolamentos. Conforme um roda dentada
gira perto do sensor, seus dentes criam um sinal de pulso que é recebido pelo monitor de
rotação do eixo. Esses sensores são facílimos de testar. Uma verificação física da resistência do
sensor deve indicar uma leitura entre 2500 - 3500 ohms. Há um sensor para cada função nos
seguintes pontos:

SENSORES INDUTIVOS
Eixo Localização
Sensor do Rotor (5V) Frente do rolamento dianteiro do rotor.
Sensor do Ventilador (5V) Lado esquerdo do ventilador.
Sensor do Alimentador (5V) Interior da tampa no lado esquerdo do
alimentador.
Sensor do Espalhador de Na engrenagem do eixo do espalhador de
Palha (5V) palha lado esquerdo.
Sensor de Velocidade (5V) Acima da tampada transmissão.
Sensor RPM do motor (5V) Abaixo da carcaça da PTO.

IMPORTANTE: O sensor de rotação do motor não pode ser testado.

SENSOR INDUTIVO

SENSOR MAGNÉTICO SENSOR MAGNÉTICO

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 36
ELÉTRICA

MONITOR DE ROTAÇÃO DO EIXO


SENSORES MAGNÉTICOS
Existem dois tipos de sensores magnéticos:

Estilo Duplo

O primeiro tipo contém um interruptor de lâminas que é montado numa posição fixa na
máquina. Um imã é fixado nos eixos rotativos na máquina. Quando o imã se aproxima do
corpo do sensor, o campo magnético fecha os contatos das lâminas, assegurando a
continuidade através do interruptor. O monitor de rotação do eixo verifica a rotação dos
eixos pelo número de vezes que os contatos se abrem e fecham no interruptor. Esses
sensores são facílimos de testar. Uma verificação física do interruptor magnético indica a
continuidade através do interruptor quando o imã se aproxima dele. Há um sensor para cada
função nos seguintes pontos: peneira e picador.

SENSORES MAGNÉTICOS
Eixo Localização
Caixa de Peneiras (12V) lado esquerdo atrás das baterias.
Picador (5V) lado esquerdo do eixo do picador.

LEMBRE-SE: O sensor do picador usa um sensor semelhante mas como é de alta


velocidade, não pode ser testado da mesma maneira.

Estilo Simples

O segundo tipo é um conjunto inteiriço. Não há imã separado fixo no eixo. A parte externa
do sensor é fixa e a parte interna gira solidária com o eixo e, portanto, a proteção de
cobertura não é necessária. O sensor é fixo ao eixo com parafuso cabeça allen.

SENSORES MAGNÉTICOS
Eixo Localização
Elevador de Retrilha (12V) Lado esquerdo do sem-fim da retrilha
Elevador de Grãos Limpos Lado esquerdo do sem-fim de grãos limpos
(12V)
Eixo Batedor Coletor de Lado esquerdo do eixo batedor
Pedras (5V)
Tela Rotativa (5V) Base da extremidade do eixo da tela, todos
exceto 2388

LEMBRE-SE: Estes novos estilos de sensores são específicos para diferentes


tamanhos de eixos associados com a máquina.
®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 37
ELÉTRICA

MONITOR DE ROTAÇÃO DO EIXO


(Consulte o Esquema RAC6-10800, páginas 8-10)
Todos os sensores permitem que o monitor de rotação do eixo monitore suas respectivas
rotações. As localizações dos seus terminais são:

Con. 18
Terminal 22 Sinal de terra comum (retorno do sensor)
Terminal 26 Entrada de rotação da caixa de peneira
Terminal 27 Entrada de rotação de grãos limpos
Terminal 28 Entrada da tela rotativa
Terminal 29 Entrada de rotação da retrilha
Terminal 32 Entrada de rotação do espalhador de palha
Terminal 33 Entrada de rotação do picador
Terminal 37 Entrada de rotação do ventilador
Terminal 38 Entrada de rotação do rotor
Terminal 39 Entrada de rotação do alimentador
Terminal 40 Rotação do motor

PROCEDIMENTOS DE TESTE
Estilo Indutivo
• Verifique a resistência no sensor, deverá ser de 2500 a 3500 Ohms
• Ajuste girando o sensor até entrar em contato e retorne 1/4 de volta. Isto dará uma
folga aproximada de 0,030” (0,762mm).

Estilo Magnético Duplo


• Mova o imã até fechar o contato com o interruptor, o multímetro mostrará circuito
fechado com resistência 40-50 ohms.
• Ajuste o posicionamento do interruptor tão perto do imã quanto possível com o imã
encostando o interruptor conforme ele gira. Folga máxima de 1/8” (3 mm).

Estilo Magnético Simples


• Quando girar o sensor o multímetro mostrará circuito fechado uma vez por volta com
resistência de 40-50 ohms.
• Não é necessário ajuste.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 38
ELÉTRICA

COMPONENTES DE MONITORAMENTO DE ROTAÇÃO DOS EIXOS

9. Sensor da Tela Rotativa, 10. Sensor do Espalhador de 11. Sensor de Rotação do Motor
somente 2344/66 Palha
12. Sensor do Picador 13. Sensor de Perdas da Peneira 14. Sensor de Rotação da
Retrilha
15. Sensor da Caixa de Peneira 16. Sensor de Rotação do 17. Sensor de Perdas do Rotor
Elevador de Grãos Limpos
18. Sensor de Velocidade de 19. Sensor de Rotação do 20. Sensor de Rotação do Rotor
Deslocamento Ventilador
21. Sensor de Rotação do
Alimentador

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 39
ELÉTRICA

TACÔMETRO DIGITAL

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 40
ELÉTRICA

TACÔMETRO DIGITAL
(Consulte o Esquema RAC6-10800, páginas 8-13)
Este tacômetro digital é controlado por um microprocessador e tem dois displays digitais:

• O display superior indica as rotações


Rotação do Rotação do Motor (E) Horas de Motor Área
Ventilador (F)

• O display inferior mostra:


Rotação do Rotor (R) Velocidade de Horas do Rotor Tipo de Área A/ha -
Deslocamento (S) Mensagens de Erro

Rotações
O display superior indica a rotação do motor ENGINE RPM quando a chave de partida é girada
para a posição LIGADA. O operador então pressiona a tecla ENGINE/FAN para alternar a
rotação do motor para a rotação do ventilador. Ao soltar o interruptor, o display continua a
indicar a rotação do ventilador.

O display inferior exibe a velocidade de deslocamento GROUND SPEED quando a chave de


partida é girada para a posição LIGADA. O operador tecla ROTOR/SPEED e aparece a rotação
do rotor. Ao soltar o interruptor o display continua mostrando a rotação do rotor.

NOTA: O display inferior do tacômetro também é usado para exibir várias mensagens quando a
instrumentação ou o módulo da plataforma detecta falhas no sistema.

Horímetro
As horas de operação do motor e do rotor estão incorporadas no tacômetro digital. O operador
tem acesso a essas informações com a chave de partida desligada ou ligada. O botão do
horímetro deve ser acionado. O display superior mostra as horas de serviço do motor e o display
inferior mostra as horas de serviço do rotor.

NOTA: Ao soltar a tecla do horímetro, o display continua a mostrar as horas por quatro
segundos, depois retoma a informação mostrada anteriormente. Se o horímetro for pressionado
novamente durante esse período de quatro segundos, o display pisca os décimos de hora.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 41
ELÉTRICA

TACÔMETRO DIGITAL
(Consulte o Esquema RAC6-10800, páginas 8-13)
Área Colhida
Há um contador de área incorporado no tacômetro digital. Ao apertar o botão correspondente
em "a/ha", aparece a área no visor superior com um "A" para acres e "hA" para hectares no
visor inferior.

O contador de área “AREA COUNTER” acumula os acres ou hectares só quando:

• a largura da máquina é maior que zero


• o alimentador está ligado
• a velocidade mínima de deslocamento é de 1,3 km/h
• a plataforma está pelo menos 5 números abaixo da posição selecionada pelo operador

NOTA: Ao soltar a tecla "a/hA", o visor continua a mostrar os acres durante 4 segundos depois
retoma a. informação exibida anteriormente. Se "a/hA" for pressionado novamente durante esse
período de 4 segundos, o visor mostrará os décimos de acre ou hectare.

Alarme de Sobrecarga do Motor


Quando a rotação do motor cai abaixo do ponto ajustado para alarme do motor (consulte a
calibração) e o rotor está acionado, o alarme sonoro liga e desliga e a rotação do motor piscará
no visor.

Alarme do “Baixo Nível” de Combustível


Quando o nível do combustível cai abaixo do ponto (consulte a calibração) por cinco minutos, o
alarme sonoro funciona por quatro segundos intermitentemente. Também, o display inferior do
tacômetro pisca alternadamente indicando nível baixo “LOW” e combustível “FUEL” por oito
segundos. Isso se repetirá a cada 15 minutos enquanto persistir a condição de baixo nível de
combustível.

Sem-Fim do Descarregador Ligado


Sempre que o interruptor de condutor de descarga mudar de estado, o alarme sonoro soa por
250 milisegundos e o tacômetro exibe as mensagens de condutor de descarga “Unld” e de
rotação do motor/velocidade de deslocamento a intervalos de 1 segundo.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 42
ELÉTRICA

DISPLAY DA ALTURA DA PLATAFORMA


(Consulte o Esquema RAC6-10800, páginas 10-35)
DISPLAY DA ALTURA DA PLATAFORMA
Um display de cristal líquido está localizado abaixo das teclas do tacômetro. O display da altura
da plataforma consiste de um símbolo da plataforma, figuras de setas de subida ↑e descida ↓ e
2 dígitos para indicar a altura relativa para os modos manual, retorno ao corte e controle
automático de altura. Isto também indica a pressão em porcentagem para o modo float
(Consulte a seção Controle da Plataforma para informações adicionais).

MONITOR DO VOLUME DE RETRILHA


(Consulte o Esquema RAC6-10800, páginas 11-13)
O propósito do monitor de retrilha é informar e alertar o operador sobre o volume de retrilha que
a máquina está produzindo. Idealmente a colheitadeira deveria operar com um volume de
retrilha o menor possível.

O monitor de retrilha está localizado no canto superior, à esquerda no display de cristal líquido
do monitor de altura da plataforma. O monitor é um gráfico de barra de oito segmentos que
aumenta da esquerda para a direita conforme aumenta o volume no sem-fim traseiro. Os cinco
primeiros segmentos do gráfico de barras são retângulos, os últimos três são triângulos. Os
primeiros 5 segmentos retangulares são considerados níveis de operação normal da
máquina. Quando o volume de retrilha aumenta para o primeiro segmento triangular o alarme
será ativado (caso o rotor esteja operando e a rotação do motor esteja acima de 1800 rpm) para
informar ao operador sobre o volume excessivo de retrilha. O alarme continuará até o segmento
triangular apagar ou o botão "desligar alarme" ser acionado.

O sensor da retrilha está localizado (instalado) no canto inferior, à direita do tubo do sem-fim de
retrilha. Ele consiste de um potenciômetro com uma alavanca flutuante que acompanha o nível
do volume de retrilha. Conforme o volume de material aumenta a alavanca se move para cima.
O deslocamento da alavanca é indicado no display.

A sensibilidade do monitor de retrilha pode ser ajustada em cinco passos, utilizando o modo de
calibração da zeragem dos côncavos. Para a maioria dos grãos o nível 1 é o mais indicado.
Grãos que possuem resíduos excessivos no volume de retrilha podem ser configurados para
níveis de sensibilidade mais alta. Consulte a o manual de operação para informações
adicionais.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 43
ELÉTRICA

DISPLAY DA ALTURA DA PLATAFORMA


O monitor de retrilha também possui um diagnóstico do circuito elétrico para :

• Curto circuito elétrico para terra, o símbolo do volume de retrilha e todos os segmentos do
gráfico de barra piscam.
• Circuito aberto antes da chave ser ligada, quando a chave for ligada o display permanecerá
apagado.
• Circuito aberto depois da chave ser ligada, o display mostrará volume de retrilha máximo.

LEMBRE-SE: Em circunstâncias em que o sem-fim de retrilha trabalha com volumes


extremamente altos, o monitor pode indicar medidas em níveis contínuos que não representam
o fluxo de material real através da máquina. Isso pode indicar que a alavanca do sensor travou.
Pare a máquina, remove a chave, abra a porta do sem-fim traseiro e inspecione a alavanca do
sensor quanto à liberdade de movimento.

A alimentação do sensor (aproximadamente 10 volts para circuito aberto) é direcionada do


terminal 36 do conector 18 para o terminal B do sensor de volume de retrilha. O sensor de
volume de retrilha é um resistor variável (potenciômetro). O sensor é aterrado através de um
módulo de realimentação 61 terminal E para o terra limpo.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 44
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
As seguintes tabelas abaixo mostram os passos para a calibração do painel de instrumentos e
módulo da plataforma.

Após concluir qualquer um dos procedimentos de calibração relacionados abaixo, qualquer


informação alterada fica armazenada na memória não volátil que pode reter informações
(dados) após desligar a corrente elétrica.

1. Calibração dos Instrumentos (Alarmes) (Painel)


2. Circuito do Monitor do Eixo da Tela Rotativa
3. Calibração do Módulo da Plataforma
4. Calibração do Modo de Mudança (Zeragem da Área) (Painel)
5. Calibrações de Solo (Indicador de Altura, Altura Automática da Plataforma e Flutuação)

Os seguintes botões de toque são usados na calibração dos instrumentos da


colheitadeira e do modo de mudança.
“A” “B” “C”

“A” Botão Rotação Motor/Ventilador


“B” Botão Horímetro
“C” Botão Rotação Rotor/Velocidade Deslocamento
“D” Botão Aumentar Valor
“E” Botão Desligar Alarme
“F” Botão Diminuir Valor

“D” “E” “F”

TABELA DE RAIOS LAMINAR DE PNEUS


RAIO LAMINAR RAIO LAMINAR

PNEUS IN CM PNEUS IN CM
Esteira 11.1 28.2 24.5 X 32 R1 33.4 84.8
18.4 X 38 R1 33.3 84.6 24.5 X 32 R2 33.4 84.8
18.4 X R38 R1 33.1 84.0 30.5L X 32 R1 33.3 84.6
18.4 X 38 R2 33.5 85.1 30.5L X R32 R1 34.0 86.4
18.4 X R42 R1 34.5 87.6 30.5L X 32 R2 34.4 87.4
18.4 X R42 R2 35.7 90.6 30.5L X 32 R3 32.8 83.3
20.8 X 38 R2 35.0 88.9 35.5L X 32 R2 37.7 95.8
20.8 X R42 R1 36.5 92.7 68 X 50.00-32 HF3 32.5 82.5

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 45
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
CALIBRAÇÃO “MODO INSTRUMENTAÇÃO”
A tabela seguinte mostra os passos para o procedimento de calibração do painel de
instrumentos da colheitadeira. Em cada área use as setas, ↑ para aumentar ou ↓ para diminuir
os valores numéricos ou o botão do horímetro para passar para outras opções quando
necessário.

CALIBRAÇÃO DOS ALARMES


Exibição Inicial Descrição Ação
Entre no modo de Calibração dos Pressione e mantenha
Alarmes pressionado os botões ↑ e ↓ ao
mesmo tempo. Gire a chave de
partida para posição ligado. Motor
desligado.

Versão do software Versão momentaneamente


R21.6 mostrado enquanto manter
pressionado os botões das setas.
Ajuste do alarme da rotação do Pressione os botões ↑ ou ↓ para
2300 E motor. aumentar ou diminuir os valores.
ALAr Faixa é de 1900 a 2700 RPM.
Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

Sensibilidade do alarme da Pu Pressione os botões ↑ ou ↓


90 rotação do rotor. para aumentar ou diminuir os
ALAr R Faixa de 75 a 100 % valores de 5 em 5.
Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

Ajuste o sistema de medida.


E “E” para Inglês Pressione o botões ↑ ou ↓ para
OU selecionar
“E” ou “M”.
Ajuste o sistema de medida.
M “M” para Métrico
Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 46
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO DOS ALARMES


Exibição Inicial Descrição Ação
Ajuste o raio do pneu.
E “E” para unidade Inglesa.
30.0 S OU Pressione os botões ↑ ou ↓ para
Ajuste o raio do pneu. aumentar ou diminuir o valor.
M “M” para unidade métrica. (Veja a tabela de raios dos
84.5 pneus).
Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

Pressione os botões da rotação do


Ajuste o alarme do tanque baixo motor e velocidade de
FUEL de combustível na posição
ATUAL do ponteiro,
deslocamento ao mesmo tempo.
As barras irão parar de piscar.
---- OU
Para ajustar um valor numérico Pressione os botões da rotação do
representativo do nível de motor e alarme ao mesmo tempo.
combustível.

Ajuste o alarme do nível baixo de Pressione os botões ↑ ou ↓ para


FUEL combustível. Faixa é de 0 aumentar ou diminuir o valor.
22 (mínimo) a 52 (máximo.)
Para SAIR da calibração a Pressione os botões ↑ e ↓ ao
QUALQUER MOMENTO e salvar mesmo tempo.
os ajustes atuais

LEMBRE-SE: Neste procedimento de calibração pode-se sair em qualquer passo e


todas as alterações serão gravadas. Se as alterações forem feitas e você não quiser salvá-los,
desligue a chave de partida e as alterações não serão gravadas.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 47
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
CALIBRAR “MODO DO MONITOR DO EIXO DA TELA ROTATIVA”
As 2388 não usam o sensor que monitora o eixo da tela rotativa pois é acionado
hidraulicamente.

O painel de instrumentos serão originalmente configurados como uma 2388, o circuito da tela
rotativa inativo. Se o painel de instrumentos reconhece o sinal da tela rotativa após o rotor se
acionado, ele irá se reconfigurar automaticamente para as 2344/66. A próxima vez que o rotor
for acionado, o circuito da tela rotativa será ativada.

Se o painel de instrumentos estiver configurado como uma 2344/66 e for instalado em uma
2388, o circuito da tela rotativa não será automaticamente reconfigurada e desativada. Será
necessário uma reconfiguração manual.

A seguinte tabela mostra os passos para ativar ou desativar o circuito da tela rotativa. Em cada
área use as setas, ↑ ou ↓ para alterar os ajustes ou o horímetro para pular para o próximo
passo.

NOTA Este procedimento não é geralmente necessário e pode não ser usado
freqüentemente.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 48
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
CALIBRAR “MODO DO MONITOR DO EIXO DA TELA ROTATIVA”

CALIBRAÇÃO DO MONITOR DO EIXO DA TELA ROTATIVA


Exibição Inicial Descrição Ação
Entre no Modo de Calibração do Pressione e mantenha
Monitor do Eixo da Tela pressionado os botões ↑ e ↓ ao
Rotativa mesmo tempo. Gire a chave de
partida para posição ligado. Motor
desligado.

Versão do software Versão momentaneamente


r21 .6 mostrado enquanto manter
pressionado os botões das setas.
Ajuste do alarme da rotação do Pressione os botões ↑ ou ↓ para
2300 E motor. aumentar ou diminuir os valores.
ALAr Faixa é de 1900 a 2700 RPM.
Pressione e mantenha
pressionado ambos os botões da
Para entrar no modo para rotação do motor e velocidade de
selecionar os sensores da tela deslocamento. Pressione ambos
rotativa ou monitor ar/ar. os botões ↑ e ↓. Todos os quatro
botões devem ser pressionados e
liberados dentro de 3-4 segundos.

2344 & 2366’s


AIR Selecione “ON” para ativar o
on ou OFF monitor do eixo da tela rotativa e
desativar o monitor de Pressione os botões ↑ ou ↓ para
temperatura ar-ar. alternar entre “ON” e “OFF”.

2388’s
Selecione “OFF” para desativar o
monitor do eixo da tela rotativa e
ativar o monitor da temperatura ar-
ar.
Para SAIR da calibração e salvar Pressione os botões ↑ e ↓ ao
os alterações atuais mesmo tempo.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 49
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
CALIBRAÇÃO DO MÓDULO DA PLATAFORMA
A seguinte tabela mostra o procedimento de calibração. O display inferior do tacômetro é usado
para mostrar os passos da calibração. O interruptor de “SUBIR” a plataforma age como botão
de “SIM” ou “ACEITAR” e avança para o próximo passo. O interruptor de “DESCER” a
plataforma age como botão de “NÃO” ou “ALTERAR”. Siga a tabela para calibrar o módulo da
plataforma. A calibração será necessária somente quando o Módulo da Plataforma, Sensor de
Posição do Alimentador, Sensor do Côncavo, Controle de Posição da Plataforma ou válvula
subir/descer da plataforma é substituído. Também, se os parafusos batentes do côncavo forem
reajustados.

NOTA: Este procedimento não é geralmente necessário durante a pré-entrega.

CALIBRAÇÃO DO MÓDULO DA PLATAFORMA


Exibição Inicial Descrição Ação
Quando calibrar o módulo da plataforma (com a plataforma acoplada ou não na colheitadeira), faça-o
sobre um barranco para obter o curso máximo do alimentador. Os cilindros do alimentador DEVEM
estar totalmente retraídos quando o alimentador estiver abaixado.
Entre no Modo de Calibração do Pressione e mantenha
Módulo da Plataforma pressionado o botões da rotação
do motor e velocidade de
descolamento ao mesmo tempo
enquanto ligar o motor.

Solte ambos os botões


Hdr
Versão do software Versão momentaneamente
r 302 ou superior mostrado

Pressione o interruptor “SUBIR”. Entre no Modo de Calibração


CAL (Interruptor de subida da
plataforma)

Pressione “DESCER” para alterar 0 = Padrão


1 o ajuste
Pressione “SUBIR” para aceitar a
1 = Controle Automático de Altura
2 = Float
alteração. 3, 4 and 5 = Futuro
Veja Nota 7

Pressione “DESCER” para alterar Selecione o número de cilindros


2CYL o ajuste. do alimentador.
Pressione “SUBIR” para aceitar a Veja Nota 2
alteração.

Pressione “DESCER” para alterar Selecione o tipo da plataforma.


hd 1 o ajuste. Hd 1 = grãos 1020, milho
Pressione “SUBIR” para aceitar a hd 2 = Veja Nota 4
alteração. hdE1 = Plataforma Européia
®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 50
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO DO MÓDULO DA PLATAFORMA


Exibição Inicial Descrição Ação
Pressione “SUBIR” para aceitar a Côncavo deve estar fechado para
Conc POSIÇÃO ATUAL com sendo zerar o display. Côncavos podem
“ZERO”. ser fechados na calibração.
Pressione “DESCER” para pular. Veja Nota 6

Gire o botão da “ALTURA” Após alguns segundos o


dn totalmente no sentido anti-horário. alimentador irá DESCER
Pressione “SUBIR” para continuar. totalmente.
Veja Nota 3

Aguarde até os traços Calibrando o sensor de posição do


---- APAGAREM. Isto pode levar mais alimentador, pot controle de altura
de um minuto. e corrente é necessário para
descer a plataforma.

Gire o botão da “ALTURA” Após alguns segundos o


UP totalmente no sentido horário. alimentador irá SUBIR totalmente.
Pressione “SUBIR” para continuar. Veja Nota 3

Aguarde até os traços Calibrando o sensor de posição do


---- APAGAREM. Isto pode levar mais alimentador, pot controle de altura
de um minuto. e corrente é necessário para
descer a plataforma.

Alterne o Interruptor Auto/Manual Pode sair a qualquer momento


CAL do Molinete (Manual / Auto / alternando o interruptor da
Milho) para sair e salvar os ajustes posição auto para manual.
atuais. Veja Nota 5

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 51
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
Notas

1. Quando calibrar o módulo da plataforma (com a plataforma acoplada ou não na


colheitadeira), faça-o sobre um barranco para permitir curso máximo do cilindro. Os cilindros
do alimentador devem ser totalmente retraídos quando abaixados.
2. Selecione “3 Cyl” se o terceiro cilindro for adicionado ou 2 cilindros maiores forem
instalados.
3. Quando a plataforma é abaixada ou levantada, se o interruptor de “SUBIR” ou “DESCER”
é pressionado, a calibração será abortada e a plataforma irá parar.
4. Se a plataforma de grãos é muito sensível, selecione “hd2”. Este ajuste altera a quantidade
do deslocamento da barra de corte requerida antes da colheitadeira responder elevando ou
abaixando a plataforma.
5. Deve-se entrar no modo “Conc” para salvar as alterações feitas anteriormente antes de
alternar o interruptor Auto/Manual do Molinete.
6. Se este passo for executado, o módulo não detectará o sensor de posição do côncavo.

7. O módulo da plataforma com versão do software r300 ou superior irá mostrar a configuração
existente na colheitadeira e não poderá ser alterada.

CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA
O módulo irá avaliar quais opções o sistema tem e irá mostrar os códigos apropriados. Os
códigos são os seguintes.
“0” Esta é a configuração padrão. Controle de Posição Manual da Plataforma,
Retorno ao Corte e Controle Auto/Manual da Rotação do Molinete.
“1” Opção 1: Controle Automático de Altura da Plataforma em adição a configuração
padrão. Este ajuste é determinada pela presença do potenciômetro de
sensibilidade da plataforma.
“2” Opção 2: Controle Float em adição a configuração padrão e opção 1 determina
esta opção (deve ter opção 1 para ter opção 2). Este ajuste é determinado pela
presença do potenciômetro de sensibilidade da plataforma e sensor do float.
“3, 4 & 5” Não deverá ser mostrado na versões posteriores do software.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 52
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
CALIBRAÇÃO “MODO DE MUDANÇA”
O modo de mudança pode se acessada durante o modo de operação normal. A tabela seguinte
mostra os passos do modo de mudança de área do painel de instrumentos.

CALIBRAÇÃO DO MODO DE MUDANÇA

Exibição Inicial Descrição Ação


Entre no Modo de Calibração de Motor ligado.
Mudança Pressione e mantenha
pressionado os botões ↑ e ↓ ao
mesmo tempo.

Traços e ícone do horímetro serão


---- mostrados enquanto manter Solte ambos os botões.
---- pressionado os botões das setas.

Ajuste sensibilidade da retrilha Para avançar para a próxima área.


tAIL 0 = Mesmo que 1 mas sem
1 alarme.
1 = Menos sensível.
4 = Mais sensível.

Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

1234 Um número entre 0 e 9999 estará Para zerar o contador, pressione


A piscando representando acres. os botões da rotação do motor e
velocidade de deslocamento.
ou Veja Nota
1234 hectares se estiver no sistema
hA métrico

Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

E Ajuste largura da plataforma. Pressione os botões ↑ ou ↓ para


25.0 Faixa de 8.0 a 40.0 pés aumentar ou diminuir o valor.

M ou
24.0 a 122.0 decímetro para
76.2 sistema métrico

Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 53
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO DO MODO DE MUDANÇA

Exibição Inicial Descrição Ação


Ajuste a altura da plataforma para Pressione botão de rotação do
ArEA desligar o contador de área. Suba motor de velocidade de
OFF ou desça a plataforma para altura
desejada. O display estará
deslocamento. Display irá parar de
piscar.
piscando. Veja Nota 1

Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

Ajuste alarme do espalhador. Pressione os botões ↑ ou ↓ para


SPdr Se “OFF”, o símbolo será alternar “ON” ou “OFF”.
on constantemente mostrado no
monitor de rotação dos eixos.

Para avançar para a próxima área. Pressione o botão do horímetro.

Ajuste Corte Automático do Pressione os botões ↑ ou ↓ para


AFC Alimentador. alternar “ON” ou “OFF”.
on Se OFF, “AFC” e “OFF” será
momentaneamente mostrado
sempre quando o painel é ligado.

Saia do Modo de Mudança a Pressione os botões ↑ e ↓ ao


qualquer momento. mesmo tempo.

LEMBRE-SE: Se ambos os botões são pressionado novamente, a área total será


recuperado até que sair do modo de mudança.

Nota 1: A altura da plataforma deve estar ao menos de 5 números acima da altura de operação
da plataforma.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 54
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
(Indicador de Altura, Sensor Automático da Plataforma e Sensor do Float)
CALIBRAR “CALIBRAÇÃO DE SOLO”
O procedimento de calibração de solo é usado para calibrar o indicador de altura e opções
possíveis:
• Controle Automático de Altura da Plataforma: calibra o curso total do sensor de altura da
plataforma
• Float: calibra a pressão requerida para elevar a plataforma.
Todas as calibração serão completadas ao mesmo tempo com as seguintes necessidades:
• Quando pronto para realizar a calibração, alterne o interruptor de partida para desligar e
ligue novamente.
Calibração para o sensor float e altura da plataforma serão somente realizados uma vez
alternado.
• Desligue o acumulador.
• Localize uma área plana para abaixar a plataforma.
• Alimentador deve estar desligado.

PLATAFORMAS DE GRÃOS
1. Posicione o interruptor do modo do molinete na posição Auto ou Manual
2. Se equipado com um sensor de altura da plataforma, conecte-o. SE A BARRA DE CORTE
FLEXÍVEL ESTÁ TRAVADA NA POSIÇÃO RÍGIDA NÃO CONECTE O SENSOR DE
ALTURA DA PLTAFORMA.
3. Abaixe a plataforma completamente e mantenha pressionado o interruptor de DESCIDA por
2 segundo após a plataforma encostar no chão.
• Isto irá calibrar o display de altura, irá mostra 2 (5 para Métrico) como sendo nível do
solo. O número indicador de limite superior irá variar com o tamanho do pneu.
• Se equipado com sensor de altura da plataforma o módulo da plataforma irá gravar o
limite de rotação do potenciômetro com a barra flexionada completamente para cima.
4. Levante a plataforma completamente mantendo pressionado o interruptor de SUBIDA.
• Se equipado com o sensor de altura da plataforma a plataforma irá parar de se
mover aproximadamente a 2 pés do solo. O módulo da plataforma irá gravar o limite
de rotação do potenciômetro com a barra do sensor completamente para baixo. Após
alguns segundos a plataforma irá continuar a subir.
• Se equipada com o sensor de pressão float, a plataforma irá parar aproximadamente
a 1 pé do topo. Isto previne o operador de alimentar os cilindros do alimentador com
pressão da reserva de alta pressão. O módulo da plataforma irá gravar a pressão
necessária para elevar a plataforma. O operador terá que liberar o interruptor de
SUBIDA e pressionar a segunda vez para elevar completamente a plataforma.
A operação de calibração do sensor de altura da plataforma e indicador de altura deverá ser
feito novamente apenas se forem feitos ajustes na plataforma ou uma plataforma diferente for
usada.
O sensor float será automaticamente calibrado no primeiro ciclo de LEVANTE após altera a
chave de partida.
®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 55
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO
CALIBRAR “CALIBRAÇÃO DE SOLO”
PLATAFORMAS DE MILHO
1. Posicione o interruptor do modo do molinete na posição Milho.
2. Se equipado com sensor de altura da plataforma, conecte-o.
3. Abaixe a plataforma completamente e mantenha pressionado o interruptor de DESCIDA por
2 segundo após a plataforma encostar no chão.
• Isto irá calibrar o display de altura, irá mostra 4 (10 para Métrico) como sendo nível
do solo. O número indicador de limite superior irá variar com o tamanho do pneu.
• Se equipado com sensor de altura da plataforma o módulo da plataforma irá gravar o
limite de rotação do potenciômetro com a barra do sensor flexionada completamente
para cima..
4. Levante a plataforma completamente mantendo pressionado o interruptor de SUBIDA.
• Se equipado com o sensor de altura da plataforma a plataforma irá parar de se
mover aproximadamente a 2 pés do solo. O módulo da plataforma irá gravar o limite
de rotação do potenciômetro com a barra do sensor completamente para baixo. Após
alguns segundos a plataforma irá continuar a subir.
• Se equipada com o sensor de pressão float, a plataforma irá parar aproximadamente
a 1 pé do topo. Isto previne o operador de alimentar os cilindros do alimentador com
pressão da reserva de alta pressão. O módulo da plataforma irá gravar a pressão
necessária para elevar a plataforma. O operador terá que liberar o interruptor de
SUBIDA e pressionar a segunda vez para elevar completamente a plataforma.

A operação de calibração do sensor de altura da plataforma e indicador de altura deverá ser


feito novamente apenas se forem feitos ajustes na plataforma ou uma plataforma diferente for
usada.

O sensor float será automaticamente calibrado no primeiro ciclo de LEVANTE após altera a
chave de partida.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 56
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 57
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Painel de Instrumentos:
• Monitor de Perdas de Grãos
• Monitor de Rotação dos Eixos / Tacômetro Digital, Indicador de Altura da Plataforma
⇒ Painel de Instrumentos / Luzes de Advertência

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


Geral
Este circuito consiste de dois fusíveis: 10 Amp (# 3), 10 Amp (# 11), um alarme sonoro, três
indicadores analógicos (tensão do sistema, nível de combustível, temperatura do líquido de
arrefecimento do motor), diodo, módulo do nível baixo do líquido de arrefecimento, módulo
feedback, sensores e interruptor para ativação dos indicadores e luzes, e os fios e conectores
necessário para completar o circuito.

Indicador Analógico
Voltímetro Combustível Temperatura de Arrefecimento

Treze luzes de advertência para 2344/2366 e quatorze para a 2388.

Luzes de Advertência
Temperatura Líquido Motor Nível Líquido Arref. do Motor Pressão de Óleo do Motor
Freio de Estacionamento Tensão da Bateria Pressão Refrigerante A/C
Nível do Fluido Hidráulico Temperat. Fluido Hidráulico Tubo de Descarga Aberto
Descarregador Ligado Tanque Graneleiro Módulo da Plataforma
Restrição do Ar de Admissão Temperatura do Ar de
Admissão, somente 2388

Descrição
Energia B+ é fornecido ao terminal 24 dos painel de instrumentos através do fusível de 10 Amp
(# 3), e B+ (Energia chaveada) é fornecida ao terminal C do módulo do nível baixo do líquido
de arrefecimento do motor e ao terminal 25 do painel de instrumentos através de um fusível de
10 Amp (# 11). Circuito interno no painel fornece energia para todos os três indicadores e luzes
de advertência. Um fio terra preto/branco (115C) é conectado do terminal 21 do painel de
instrumentos para um terra limpo. Este terra é usado por um circuito interno ao painel de
instrumentos.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 58
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Indicador de Tensão
Um Voltímetro é usado como um indicador do sistema de carga para verificar o desempenho do
alternador e regulador de tensão. Observando a leitura do voltímetro com o motor parado e a
chave de partida na posição ligado, indica a tensão da Bateria. Verifique o alternador e
regulador de tensão com o motor em marcha lenta e observando o indicador de tensão no
voltímetro. O voltímetro mede a diferença na tensão entre os pólos positivo e negativo da
bateria. Terminal 21 do painel de instrumentos fornece um terra limpo para o voltímetro através
de um fio preto/branco (115C).

Indicador do Nível de Combustível (Todos exceto modelos 2001 - 2388)


Um indicador no painel de instrumentos monitora o nível de combustível quando o interruptor de
partida está na posição ligado. Um fio do terminal 2 do painel de instrumentos conecta o
terminal S (sinal) do indicador do nível de combustível para uma unidade sensora de resistência
variável aterrada. Este sensor está aterrado por um fio preto/branco (115A). Quando o nível de
combustível está alto, a resistência será menor. Quando a resistência for menor no sensor,
maior será a corrente. Isto resultará uma leitura alta do nível de combustível no indicador.

PARA TESTAR: Desconecte o sensor de nível e aterre o fio amarelo. O indicador


deverá se mover para uma leitura de nível alto de combustível.

Nível do Tanque Resistência Aproximada


Vazio 240-260
Meio 100-106
Cheio 29-35

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 59
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Indicador do Nível de Combustível (Somente modelos 2001 - 2388)
O modelo 2001 da 2388 está equipado com um grande tanque de combustível de plástico e
necessita de um novo sensor do nível de combustível. O sensor não utiliza um bóia com um
potenciômetro de resistência variável, mas uma série de interruptores magnéticos e uma bóia
magnética. O sensor fecha contato numa luva de vedação no tanque de combustível, não há
retentores. A luva deve ser substituída toda vez que é feita uma manutenção do sensor.

O indicador no painel de instrumentos monitora o nível de combustível quando o interruptor de


partida está na posição ligada. Terminal 2 do painel de instrumentos conecta o terminal S (sinal)
do indicador do nível de combustível para uma unidade sensora de resistência múltipla aterrada.
Este sensor é aterrado através de um fio preto/branco (115A). Quando o nível de combustível
está alto, a resistência será menor. Quando a resistência for menor no sensor, maior será a
corrente. Isto resultará uma leitura alta do nível de combustível no indicador.

O sensor de combustível foi alterado para


uma unidade de resistência múltipla, ou
seja, uma unidade de resistência variável
que foi usado no passado. A unidade é feita
de uma bóia magnética, nove interruptores
magnéticos e nove resistores.

Conforme a bóia sobe e desce, abre e


fecha os interruptores, alterando a
resistência para o circuito de aterramento.
Apenas o interruptor superior que é
fechado, fornece o caminho para o terra.

PARA TESTAR: O indicador de combustível pode ser testado desconectando e


aterrando o fio verde do sensor. O indicador deve ir a uma alta leitura.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 60
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Indicador de Temperatura do Líquido de Arrefecimento do Motor
Um indicador no painel de instrumentos monitora a temperatura do líquido circulando através do
motor quando a chave de partida está na posição ligada. Um fio do terminal 4 do painel de
instrumento conecta o terminal S (sinal) do indicador de temperatura do líquido de arrefecimento
do motor para um sensor de resistência variável aterrada. O sensor é aterrado através do chassi
da máquina. Quanto maior a temperatura do líquido de arrefecimento, menor a resistência no
sensor. Quanto menor a resistência no sensor maior o fluxo de corrente. Isso é indicado por
uma leitura mais alta no indicador de temperatura do líquido de arrefecimento.

PARA TESTAR: O medidor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor,


desconecte e aterre o fio amarelo do sensor da temperatura do líquido de arrefecimento
do motor. O medidor deve atingir sua leitura máxima. A resistência no sensor deve
diminuir conforme ela é aquecida. Aproximadamente 77 ohms a 225oF (107 oC).

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 61
ELÉTRICA

LUZES DE ADVERTÊNCIA

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 62
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Além dos medidores do painel de instrumentos, há 13 luzes de advertência para a 2344/66 e 14
para a 2388. Essas luzes e sua respectiva fiação elétrica oferecem alarmes visuais e sonoros
que alertam o operador sobre problemas.

PARA TESTAR: As luzes de advertência e o alarme sonoro são ligados ao girar a


chave de partida da posição desligado para ligar motor ou da posição ligado para ligar
motor. Assegure-se de que as luzes de advertência se acendem ao acionar o motor. Se
uma delas ficar apagada, verifique e substitua a lâmpada antes de operar a máquina.

INDICADOR ALARME AUDÍVEL COR DA LUZ


Restrição no Filtro de Ar Alarme, contínuo Vermelho
Corrente do Alternador Nenhum Vermelho
Temperatura do Ar de Nível 1-Alarme de 4 segundos Vermelho
Admissão (2388) Nível 2-Alarme contínuo
Nível 3-Após 30 segundos – alimentador
irá desligar.
Pressão do Óleo do Alarme, contínuo Vermelho
Motor
Temperatura da Água do Alarme, contínuo Vermelho
Motor
Nível da Água do Motor Alarme, contínuo Vermelho
Nível do Fluido Alarme, contínuo; botão DESLIGAR Amarelo
Hidráulico ALARME irá cancelar o alarme.
Temperatura do Fluido Alarme, contínuo; botão DESLIGAR Amarelo
Hidráulico ALARME irá cancelar o alarme.
Tanque Graneleiro Cheio Alarme, contínuo por 4 segundos duas Verde
vezes em um minuto.
Tubo de Descarga Aberto Nenhum Verde
Descarregador Ligado Nenhum Verde
Pressão do Refrigerante Alarme, por 250 milisegundos (pode não Amarelo
do A/C ser usado para 2000)
Freio de Estacionamento Alarme, irá soar por 2 segundos quando o Vermelho
interruptor é acionado. Alarme, contínuo se
velocidade de deslocamento é indicado.
Módulo da Plataforma Nenhum Amarelo

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 63
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Luz de Advertência da Restrição do Filtro de Ar
A luz de advertência para restrição do filtro de ar é acesa sempre que o fluxo de ar através do
filtro é restringida. O painel de instrumentos fornece a alimentação pelo terminal 16 para o
interruptor de restrição do filtro de ar que está localizado no tubo de admissão de ar. O circuito é
aterrado no bloco do motor. Quando isso ocorre, a luz no painel de instrumentos se acende e
toca um alarme sonoro contínuo indicando que o filtro de ar ou o conjunto de admissão precisa
ser limpo.

PARA TESTAR: Anexe o voltímetro entre os terminais do interruptor. O interruptor de


restrição do ar, não deve apresentar qualquer continuidade e é normalmente aberto. O
interruptor deve fechar sob uma pressão de vácuo de aproximadamente 0,9 psi (6,2 kPa,
0,062 bar).

Luz de Advertência do Alternador


A luz de advertência do alternador é iluminado sempre que a chave de partida é ligada e o
alternador não está carregando. O terminal D+ do alternador age como terra quando o
alternador não está carregando. Isso proporciona um aterramento através do terminal 6 do
painel do instrumentos. Esse aterramento permite que a luz de advertência do alternador seja
iluminada. Quando o motor está em operação e o alternador fornecendo corrente, a saída D+ do
alternador apresenta tensão positiva. Sem o aterramento a luz de advertência do alternador
permanece desligado.

LEMBRE-SE: Se a tensão do sistema for menor do que 9,8 volts DC os sinais "Lo" e
"SYS" ficam piscando no display digital. O alimentador, separador e o monitor de rotação dos
eixos serão desligados.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 64
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 35-36)
Luz de Advertência da Temperatura do Ar de Admissão
A 2388 possui um alarme de temperatura da admissão de ar e um sistema de desligamento
automático do alimentador para proteger o motor de sobreaquecimento devido à carga
excessiva ou ao fluxo de ar restrito. O sensor de temperatura, que é instalado na tubulação da
admissão de ar, monitora a temperatura do ar. Se a temperatura do ar na admissão alcançar
temperaturas inaceitavelmente altas, a luz de alerta no painel de instrumentos se acenderá e um
alarme soará. Existem 3 níveis de alerta para informar o operador sobre essa situação.

O módulo da plataforma monitora o sensor de temperatura do ar. O módulo da plataforma envia


então o sinal de temperatura para a instrumentação através de um circuito de conexão SCL (link
de comunicação serial)

A fim do radiador de ar receba mais materiais estranhos sem entupimento, o radiador foi
alterado de 4 linhas de tubos para 3 linhas a partir dos chassis HCC0020001. O ponto de ajuste
do limite do alarme da temperatura também foi alterado no módulo da plataforma. Portanto a
versão do software do módulo da plataforma foi alterado para este novo ponto de ajuste de
temperatura, para proporcionar o alarme no tempo correto. A versão do software do módulo da
plataforma foi alterado para "3.02".

Se um novo radiador de 3 linhas for instalado em uma máquina, o módulo da plataforma com
versão de software 3.02 deve também ser usado. O radiador de 4 linhas permanecerá no
sistema de peças.

Nível de Versão do Versão do Versão do


Advertência Software Software Software
3.01 3.02 3.10
1 154F 68C 170F 77C 190F 88C
2 163F 73C 175F 79C 195F 91C
3 Após 30 segundos “Hot” “Fdr” “OFF”

1. O primeiro nível irá iluminar a luz e soar o alarme por 4 segundos.


2. Se a temperatura do motor continua a subir, o segundo nível irá iluminar a luz e um alarme
contínuo irá soar.
3. Se o segundo nível é mantido ou exceder 30 segundos ou mais, o alimentador irá
automaticamente desligar para proteger o motor. O painel de instrumentos irá então indicar
“Hot” “Fdr” “OFF”. Após deixar o motor resfriar, o interruptor do alimentador deve ser
desligado e ligado para continuar a colheita.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 65
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 35-36)
Luz de Advertência da Temperatura do Ar de Admissão, cont.
O sensor de temperatura é um resistor variável que é sensível à temperatura. Este é alimentado
(aproximadamente 8 volts em circuito aberto) a partir do terminal 29 do conector 20 do módulo
da plataforma para o terminal A do sensor. A tensão do sinal (aproximadamente 4,5 volts,
dependendo da temperatura) retorna pelo terminal B do sensor para o terminal 37 do conector
20 no módulo da plataforma. O aterramento para as luzes de advertência da temperatura do ar
provêm do terminal 10 do painel de instrumentos para o terminal 12 do conector 21 no módulo
da plataforma. Quando o nível 3 de advertência for alcançado, o módulo da plataforma sinaliza
para o painel de instrumentos (através de uma conexão SCL) para interromper a alimentação do
terminal 18 do painel de instrumentos que alimenta o solenóide de acionamento do alimentador,
desacionando o alimentador.

IMPORTANTE: Se aparecer um curto-circuito ou um circuito aberto no circuito de


temperatura do ar de admissão, será mostrado um código de erro "S4" no painel de
instrumentos e o alimentador será desligado. Este erro pode aparecer também para
temperaturas muito baixas.

PARA TESTAR: Conecte um multímetro entre os terminais da sensor de temperatura e


meça sua resistência. O sensor deve ter uma resistência de 10-12K ohms a temperatura
ambiente. A resistência será menor se aquecido ou maior se resfriado. Se a temperatura
estiver muito baixa, a resistência aumentará para 55KOhm, condição na qual o painel de
instrumentos irá ler como circuito aberto e mostrará o código de erro "S4".

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 66
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Luz de Advertência da Pressão de Óleo do Motor
Essa luz-piloto se acende com a chave de partida ligada e se o motor não estiver funcionando.
O interruptor contém dois contatos, um para a luz de advertência da pressão e é normalmente
fechado (N/F), e outra para ativar o relé para pressão de óleo do motor e é normalmente aberto
(N/A). Os contatos do pressostato do óleo do motor ficam normalmente fechados até forma-se
pressão do óleo. Isso proporciona uma conexão à terra no terminal 9 conector 18 do painel de
instrumentos. Essa conexão à terra permite que a luz de advertência de pressão do óleo do
motor se acenda assim como proporciona um alarme sonoro. Quando o motor é acionado e a
pressão do óleo atinge 7 psi, os contatos dentro do pressostato se abrem, desconectando o
terra que apaga a luz e o alarme sonoro. O interruptor irá agora fechar para posição (N/A) e
conectando o terra ao relé de pressão de óleo do motor ativando-o.

PARA TESTAR: Conecte o multímetro entre os terminais do interruptor. O pressostato


do motor,

Terminal Condição do Circuito Pressão


A N/A Fecha
B N/F Abre
C Fio comum Altera a aprox. 7 PSI

Luz de Advertência da Temperatura do Líquido de Arrefecimento do Motor


Quando a temperatura do líquido de arrefecimento no bloco do motor atinge 112°C (235°F), os
contatos no interruptor de temperatura da água se fecham, proporcionando um aterramento, ao
terminal 8 conector 18 do painel de instrumentos. Esse aterramento permite que a luz de
advertência do líquido de arrefecimento do motor se acenda e ative o alarme sonoro.

PARA TESTAR: O interruptor de temperatura do líquido de arrefecimento do motor


não deve apresentar continuidade com o terra, normalmente aberto. Conecte um
multímetro entre o terminal e o corpo do interruptor. Deve ser mostrado uma leitura de
(O.L.) no multímetro. O interruptor deve fechar a aproximadamente 112°C (235°F), o
multímetro deve mostrar continuidade (baixa resistência).

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 67
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)
Luz de Advertência do Baixo Nível do Líquido de Arrefecimento
O nível do líquido de arrefecimento no radiador é monitorado por um módulo de baixo nível do
líquido de arrefecimento e uma sonda de nível. O módulo encontra-se perto do banco de
fusíveis e reles na cabine, debaixo do console de serviço direto. Energia B+ (energia
chaveada) alimenta corrente ao fusível 11, de 10 A, quando a chave de partida está na posição
ligada. Essa corrente alimenta o terminal C do módulo de baixo nível do líquido de arrefecimento
e ao terminal 25 do conector 18 do painel de instrumentos. O terminal E do módulo de baixo
nível do líquido de arrefecimento é conectado ao terra limpo do módulo feeedback (conector 13)
no terminal 3. O sensor do nível do líquido de arrefecimento está montada no radiador, e
conectado ao módulo de baixo nível do líquido de arrefecimento.

Quando o sensor do nível está imerso no líquido de arrefecimento, há uma resistência ao terra
através do líquido. Se o nível do líquido desce para um nível inseguro, a ponta da sonda fica
exposto ao ar. Com a sonda exposta ao ar não há continuidade com o terra. O circuito está
aberto e a resistência se torna muito alta e sinaliza o terminal D do módulo de baixo nível do
líquido de arrefecimento. Após um atraso de 5-7 segundos, a mudança do sinal faz o módulo do
baixo nível do líquido de arrefecimento aterrar seu terminal B. Isso proporciona um aterramento
ao terminal 7 conector 18 do painel de instrumentos. Esse aterramento permite que a luz de
advertência do baixo nível do líquido de arrefecimento acenda e acione o alarme sonoro.

LEMBRE-SE: O botão de Desligar o alarme pode ser usado para cancelar o alarme sonoro.

PARA TESTAR: No módulo do baixo nível do líquido de arrefecimento, desconecte o


fio amarelo da sonda. Gire a chave de partida para a posição ligado. Após um atraso de
5-7 segundos a luz de advertência do nível do líquido de arrefecimento se acende.

Luz de Advertência do Nível do Fluido Hidráulico


Quando o nível do óleo hidráulico no reservatório fica baixo, os contatos internos do interruptor
do nível do fluido hidráulico se fecham, proporcionando um terra limpo, através de um fio
preto/branco (115 A). Esse aterramento fica, então, disponível no terminal 15 conector 18 do
painel de instrumentos, e permite o que a luz de advertência do nível do fluido hidráulico se
acenda e soe um alarme. Uma seta está estampada no sextavado do interruptor.

LEMBRE-SE: O botão de Desligar o alarme pode ser usado para cancelar o alarme sonoro.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 68
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13)

Luz de Advertência do Nível do Fluido Hidráulico

PARA TESTAR: É preciso remover o interruptor de nível do fluido hidráulico do


reservatório. Esse interruptor magnético simples tem uma seta estampada na parte
sextavada, que deve estar para cima quando instalado no reservatório. Conecte o
multímetro entre os dois terminais. Uma leitura de resistência infinita (O. L.) deve
aparecer no multímetro. Quando o interruptor é empurrado no sentido oposto da seta, o
multímetro deve indicar continuidade (baixa resistência).

Luz de Advertência da Temperatura do Fluido Hidráulico


Quando o fluido hidráulico se aquece acima de 101 ºC (214 ºF), os contatos do terminal do
interruptor de temperatura do óleo se fecham, proporcionando uma ligação à terra ao terminal
14 conector 18 do painel de instrumentos, que permite que a luz de advertência da temperatura
do fluido hidráulico se acenda e soe um alarme.

PARA TESTAR: Conecte um multímetro entre os terminais do interruptor. Uma leitura


de resistência infinita (O. L.) deve aparecer no multímetro. Quando o interruptor fecha a
aprox. 101 ºC, o multímetro deve indicar continuidade (baixa resistência).

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 69
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13 & 18)
Luz de Advertência do Tanque do Graneleiro Cheio
O interruptor do tanque graneleiro é um interruptor de proximidade normalmente aberto com um
braço atuador com um imã. Conforme o tanque vai se enchendo, esse braço atuador é
empurrado para cima, posicionando o imã próximo do interruptor de proximidade. O campo
magnético faz os contatos se fecharem dentro do interruptor, o que aterra o terminal 12 conector
18 do painel de instrumentos, para a luz e o alarme sonoro.

Para desligar o alarme sonoro, o operador deve desligar o alimentador ou descarregar o tanque
graneleiro.

NOTA: Este alarme sonoro irá soar por quatro segundos a cada 30 segundos se o tanque
graneleiro estiver cheio e o interruptor do alimentador estiver ligado.

PARA TESTAR: Conecte um multímetro entre os terminais do interruptor. Uma leitura


de resistência infinita (O. L.) deve aparecer no medidor. Quando o interruptor for
pressionado, ele deve fechar e o multímetro deve mostrar continuidade (baixa
resistência).

Luz de Advertência do Tubo de Descarga Aberto


Quando o operador pressiona o interruptor para abrir o tubo de descarga, este sai de seu apoio.
O interruptor limitador de fechamento do tubo de descarga (interruptor normalmente fechado) se
fecha para aterrar a luz indicadora do tubo de descarga aberto conector 18 terminal 11 no painel
de instrumentos. O interruptor limitador de fechamento fornece um caminho para o terra a fim de
fechar o tubo de descarga.

PARA TESTAR: O interruptor limitador de fechamento do tubo de descarga é


normalmente fechado e é mantido na posição aberto quando o tubo de descarga está
em seu apoio. Conecte o multímetro entre os terminais do interruptor. Um leitura de
resistência infinita (O.L.) deve ser observado no multímetro quando o tubo está no apoio,
(braço do interruptor está pressionado) quando o tubo está fora do apoio (interruptor
liberado) ele deverá fechar, o multímetro deve mostrar continuidade (baixa resistência).

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 70
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11-13 & 44-46)
Luz de Advertência do Descarregador Ligado
Quando o operador pressiona o interruptor de acionamento do descarregador e o tubo de
descarga estiver aberto, energia é fornecido ao conector 18 terminal 17 do painel de
instrumentos para fornecer energia à luz de advertência do descarregador ligado.

NOTA: A instrumentação soará um alarme por 250 milisegundos. Também, o display irá
alternar "Unld" e “rotação do motor ou velocidade de deslocamento” a uma taxa de 1 segundo
até o circuito do descarregador ser desacionado.

PARA TESTAR: O indicador do descarregador LIGADO é controlado pelo relé


alternador do descarregador. Alterne o interruptor de acionamento do descarregador e
ao mesmo tempo use um multímetro para verificar a tensão no terminal da luz
indicadora. A tensão deverá ciclar alternando o botão de acionamento do descarregador.

Luz de Advertência do A/C


(Consulte o Esquema Correto seguindo o Modelo/Ano, páginas 11-13 & 18-20)
Os interruptroes de alta e baixa pressão são normalmente abertos durante a operação para
proteger o sistema de pressão do refrigerante do ar condicionado. Para todos as máquinas de
1999 e anteriores.

• O interruptor de baixa pressão é um interruptor normalmente fechado (N/F), ele abre abaixo
da pressão de trabalho.
• O interruptor de alta pressão é um interruptor normalmente aberto (N/A), ele fecha quando a
pressão excede à pressão de trabalho.
• Para modelos 2000 e posteriores, consulte a seção do ar condiconado para informação
adicional, os interruptores de pressão trabalhando diferentemente.
Se um dos interruptores se fecha, energia é enviado através do fio laranja (804A) através do
terminal 20 do painel de instrumentos para iluminar a luz de advertência do A/C. Este sinal
sinaliza o módulo do A/C para interromper a energia à embreagem do compressor.

PARA TESTAR: Os interruptores de pressão do A/C, conecte as pinças de um


multímetro entre os terminais dos interruptores em uma bancada. (modelo anteriores ao
2000)

• Interruptor de baixa pressão (N/F) deve apresentar continuidade (baixa resistência).


Quando o interruptor for pressurizado a aproximadamente 4 PSI, ele abre, uma
leitura de resistência infinita (0L) será mostrado no multímetro.
• Interruptor de alta pressão (N/A) deve apresentar resistência infinita (0L). Quando o
interruptor for pressurizado a aprox. 400 PSI, ele deve fechar, o multímetro deve
apresentar continuidade (baixa resistência).
®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 71
ELÉTRICA

PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 11)
Luz de Advertência do Freio de Estacionamento
Quando a pressão no circuito do freio de estacionamento cai abaixo de 260 psi, os contatos no
interruptor irão fechar, fornecendo terra ao conector 18 terminal 19 do painel de instrumentos.
Este terra permite que a luz do freio de estacionamento acenda e o alarme soe.

O interruptor de pressão do freio de estacionamento pode ser ativado por:


• O operador aplicando o freio de estacionamento
• A pressão regulada estar excessivamente baixa

NOTA: O alarme irá soar continuamente se um sinal da velocidade de deslocamento é enviado


à instrumentação. Por outro lado, o alarme somente soará por dois segundos quando o
interruptor é acionado.

PARA TESTAR: O interruptor de pressão do freio de estacionamento é um interruptor


normalmente fechado (N/F). Conecte um multímetro entre os terminais do interruptor.
Uma leitura de continuidade (baixa resistência) deve ser observada quando a pressão no
sistema estiver de 260 psi. Quando a pressão no interruptor subir acima de 260 psi, o
interruptor abre. O multímetro deve mostrar resistência infinita (O.L.)

Luz de Erro do Módulo da Plataforma


Quando um falha é detectada nos sistemas de levante da plataforma ou acionamento do
molinete, uma luz de advertência irá piscar e um código de erro será enviado no display digital.
O sistema do módulo da plataforma proporciona a luz, mas não o alarme sonoro.

PARA TESTAR: O módulo da plataforma controla a luz de advertência através de


uma comunicação SCL.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 72
ELÉTRICA

COMPONENTES DO PAINEL DE INSTRUMENTOS E LUZES DE ADVERTÊNCIA

22. Sensor do Nível do Líquido 23. Sensor do Nível de 24. Sensor de Temperatura do
Combustível Líquido de Arrefecimento
de Arrefecimento
25. Interruptor de Temperatura 26. Interruptor de Temperatura 27. Interruptor do Nível do
do Nível do Líquido de do Fluido Hidráulico Fluido Hidráulico
Arrefecimento
28. Interruptor do Nível do
Tanque Graneleiro

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 73
ELÉTRICA

CIRCUITO DO RÁDIO
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 14)
GERAL
Esse circuito consiste de dois fusíveis: um de 10 A (nº 3) e um de 10 A (nº 8), o rádio, dois auto
falantes, a antena e todos os fios e conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
A corrente se origina do relé de acessório quando a chave de partida é girada para a posição
ligada. Essa corrente é alimentada por um fusível de 10 A (nº 8) que proporciona corrente ao
rádio conector 117 terminal 4. Deste conector, os sinais são enviados aos auto falantes pelos
códigos de fios mostrados. A antena é conectada num conector na lateral do rádio e aterrada no
chassi por uma cinta de aterramento.

Corrente não chaveada da bateria também é alimentada ao rádio a partir de um fusível de 10 A


(fusível 3) para o rádio conector 117 terminal 7. Essa alimentação é para o circuito da memória
do sintonizador eletrônico. O rádio propriamente dito funciona se esse circuito estiver aberto
mas as funções da estação pré–selecionada e o relógio perdem sua memória. O fusível nº 3
também alimenta corrente ao circuito do painel de instrumentos.

A tempos o radio apresenta interferência estática para certas frequências. Há um número


possível de causas:

1. Uma antena mal aterrada pode ser uma causa. Limpe todos os pontos de
aterramento da antena.
2. O módulo da plataforma com versão do software 3.01 e superior possui uma
proteção adicional para prevenir estática, isto auxiliará algumas máquinas.
3. Tente realocar o terra do rádio no módulo feedback a um terminal de terra limpo.

LEMBRE-SE: Quando substituir ou instalar rádios consulte os Boletins de Serviço,


muitos têm sido escritos pertinentes aos kits de chicote para conversão.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 74
ELÉTRICA

CIRCUITO DE POTÊNCIA AUXILIAR


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 4)
GERAL
Esse circuito consiste de dois fusíveis (nº 4 e 9), um conector de potência auxiliar e todos os
fios e conectores necessários para completar o circuito. O operador deve fornecer o fusível com
a capacidade correta para o componente elétrico que está sendo utilizado (máximo 20 A).

DESCRIÇÃO
A corrente flui do circuito B + livre, para o fusível nº 4 que envia corrente para o terminal 2 do
conector auxiliar (5). A corrente também circula do circuito de acessório B+ para o fusível nº 9,
que alimenta corrente para o terminal 1 do conector auxiliar (5). O terminal 3 do conector é
aterrado através de um fio preto/branco (115F). O cliente ou o técnico podem, então, instalar o
chicote apropriado, usando o conector de potência auxiliar (peça nº 187103 A1) se for
necessário corrente B + ou de acessório para completar o circuito para o rádio amador, ou
telefone celular. O operador ou o técnico devem, então, colocar o fusível de capacidade
apropriada.

PEÇA # 187103A1

Terminal Cabo
1. Vermelho/Amarelo, chaveado 12V
2. Vermelho, não chaveado 12 V
3. Preto, Terra

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 75
ELÉTRICA

ASSENTO PNEUMÁTICO
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, página 15)
GERAL
O circuito do assento pneumático consiste do fusível nº 6, de 15 A, do interruptor do assento
pneumático, motor pneumático, e todos os fios e conectores necessários para completar o
circuito.

DESCRIÇÃO
A corrente B+ (chaveada) é fornecida ao ser girada para posição “LIGADA” ou
“ACCESSÓRIO”. A corrente circula através do fusível nº 6, de 15 A, que alimenta corrente ao
interruptor do assento, terminal A. Quando o interruptor do banco é acionado, a corrente é
enviada ao motor pneumático. Isso faz a bolsa de ar inflar e suspender o banco. O motor
pneumático é aterrado ao terminal B que também é conectado no acendedor de cigarros.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 76
ELÉTRICA

CIRCUITO DO FREIO DE ESTACIONAMENTO


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 15 & 22)
INFORMAÇÃO
O circuito do freio de estacionamento é desaplicado pelo sistema eletro-hidráulico e aplicado por
mola e, por isso, o sistema eletro-hidráulico sempre deve ser acionado para manter-se
desaplicado.

GERAL
O circuito consiste de um fusível de 10 A, nº 24, interruptor de freio de estacionamento, luz do
freio de estacionamento, painel de instrumentos, interruptor do freio de emergência (lado direito
e esquerdo), solenóide do freio de estacionamento e todos os fios e conectores necessários
para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
Energia B+ (EOP) é fornecida quando o interruptor de pressão de óleo do motor é fechado. A
corrente é direcionada para o fusível nº 24 (10 A) e depois para o terminal 5 do interruptor do
freio de estacionamento.

POSIÇÃO DESACIONADA, (FREIO LIBERADO)


Quando o freio de estacionamento está na posição
“DESACIONADO” a corrente circula através do terminal 5 ao 7 do
interruptor de freio de estacionamento. A corrente então é
direcionada para um interruptor do freio de emergência e para
outro interruptor do freio de emergência em série.
Corrente é direcionada através dos contatos fechados do
interruptor do freio de estacionamento para o terminal B do diodo
de três terminais. O diodo permitirá que a corrente flua para o
terminal A do solenóide do freio de estacionamento, enquanto evita que a corrente alimente de
volta ao interruptor do pisca alerta. Esta corrente ao terminal A energiza o solenóide e o terminal
B é aterrado através do fio B(117) e módulo de realimentação (#63) terminal B para o terra
chassi pelo terminal A.

IMPORTANTE: Se o pedal do freio for pressionado até o fundo, o interruptor do freio


de emergência (N/F) é acionado, interrompendo a corrente que alimentava o solenóide do freio
de estacionamento e acionando o freio de estacionamento aplicado pela mola.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 77
ELÉTRICA

CIRCUITO DO FREIO DE ESTACIONAMENTO


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 15 & 11)
POSIÇÃO ACIONADA, (FREIO ACIONADO)
Com o interruptor do freio de estacionamento acionado, a corrente circula através do terminal 5
ao 1. Nessa posição, o terminal 1 não tem fios fixados, de modo que existe um circuito aberto e,
assim, o solenóide do freio de estacionamento não é energizado.

Também está incorporado no sistema o interruptor de pressão, onde monitora a pressão para
desacoplar o pacote de freios. A luz de advertência do freio de estacionamento é aterrado
através deste interruptor do conector 18 terminal 19 no painel de instrumentos para o terminal A
do interruptor de pressão. O interruptor de pressão é um interruptor normalmente fechado (N/F)
que abre quando a pressão no freio de estacionamento está acima de 250±10 PSI. Quando a
pressão do freio cai abaixo desta pressão, o interruptor fecha fornecendo terra do terminal B
para a luz de advertência.

LEMBRE-SE: O freio de estacionamento está sempre aplicado com o motor desligado


ou o interruptor do freio de estacionamento acionado.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 78
ELÉTRICA

MOTOR DANIFICADO E/OU SEM PRESSÃO DE ÓLEO PARA LIBERAR O FREIO DE


ESTACIONAMENTO
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 15, 22 & 24)
Em caso que a máquina ter que ser movida mas o motor não pode ser ligado, existe um
procedimento para liberar o freio de estacionamento para que a máquina possa ser rebocada
para o local desejado.

1. Corrente deve ser fornecida para o solenóide do freio de estacionamento. Isso é necessário
para evitar que a pressão, que é fornecida para os pistões do freio, não possa voltar para o
sistema hidráulico. Há uma válvula de retenção de 5 psi para isso.

a) A chave de partida deve ser LIGADA.


b) O interruptor do freio de estacionamento
deve ser desaplicado.
c) Uma segunda energia deve ser
fornecida para o interruptor do pisca
alerta quando aplicado na posição para
reboque. Acione o interruptor do pisca
alerta na posição de reboque segurando
para cima a trava do interruptor.

2. Bombeie no pedal esquerdo do freio até apagar a luz do freio de estacionamento. Com um
ligeiro vazamento de pressão a luz pode ser acesa e o freio de estacionamento ser
acionado novamente, podendo ser novamente necessário bombear com o pedal esquerdo
do freio.

A máquina pode ser deslocada para a posição desejada. Se a alimentação for desligada o freio
de estacionamento será acionado novamente. Isso pode ser efetuado com um dos seguintes
passos:

• Acionando o interruptor do freio de estacionamento


• Desacionando o interruptor do pisca alerta da posição de reboque

IMPORTANTE
CUIDADO
Se a máquina estiver em terreno inclinado ela poderá descer.
Use os procedimentos de reboque em um terreno plano ou calce as rodas.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 79
ELÉTRICA

MOTOR FUNDIDO E/OU SEM PRESSÃO DE ÓLEO PARA LIBERAR O FREIO DE


ESTACIONAMENTO
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 15, 22 & 24)
INFORMAÇÃO
O circuito do freio de estacionamento é alimentado pelo circuito EOP (pressão de óleo do motor)
portanto é necessária uma alimentação secundária. O circuito será alimentado através do
interruptor de alerta.

GERAL
O circuito consiste de um fusível de 20 ampères (#2), interruptor do freio de estacionamento, luz
do freio de estacionamento, painel de instrumentos, solenóide do freio de estacionamento, pisca
alerta, interruptor do pisca alerta, diodos e todos os cabos e conectores necessários para
completar o circuito.

DESCRIÇÃO
A corrente é fornecida pelo fio B+ através do fusível de 20 ampères (#2). A corrente vai para a
unidade do pisca terminal 2 onde se divide e continua para o interruptor do pisca alerta terminal
3.

POSIÇÃO DE REBOQUE, (FREIO LIBERADO)


Posicionando o interruptor do pisca alerta para a posição de reboque, conecta a corrente do
terminal 3 para o terminal 1. O interruptor do pisca alerta terminal 1 direciona corrente para o
interruptor do freio de estacionamento terminal 6.

Há um diodo entre o interruptor do pisca alerta e o interruptor do freio de estacionamento para


que:
• os piscas de alerta sejam ativados enquanto a chave de alerta esta em posição de
reboque.
• o circuito do pisca alerta serve para ativar o modo de operação de reboque do freio
de estacionamento.

Quando o interruptor do freio de estacionamento está desacionado, os terminais 6 e 8 são


conectadas mandando corrente do interruptor de alerta o terminal A do diodo. O diodo é usado
para impedir a alimentação do circuito B+ (EOP). O terminal C do diodo manda a corrente para
o solenóide do freio de estacionamento, energizando-o.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 80
ELÉTRICA

CIRCUITO DA ROTAÇÃO DO VENTILADOR


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 16 & 17)
GERAL
O interruptor do ventilador controla a rotação do ventilador de limpeza ajustando a abertura
entre as duas meia polias de acionamento responsável pela variação de rotação tocado por um
motor elétrico reversível. O circuito de rotação do ventilador consiste dos seguintes
componentes: um fusível de 30 A (n.º 16), interruptor de rotação do ventilador, diodo, motor
elétrico de ajuste da rotação do ventilador e todos os fios e conectores necessários para
completar o circuito.

DESCRIÇÃO
A corrente se origina do B+ (Relé de Potência da Cabine) ao girar a chave de partida para a
posição “LIGADA”. A corrente circula no fusível n.º 16, 30 A que proporciona corrente ao
interruptor de rotação do rotor terminal 4, terminal 3 do interruptor de rotação do ventilador e
terminal 3 do interruptor de abertura/fechamento dos côncavos.

AUMENTO DE ROTAÇÃO
Corrente
Quando o interruptor de rotação do ventilador é mantido na posição de “aumentar”, a
corrente circula através do terminal 3 ao terminal 1 do interruptor de rotação do
ventilador. Um jump está conectado dos terminais 1 ao 8. Isso permite que a corrente
circule para o terminal A do motor de ajuste de rotação do ventilador e para o terminal D
do diodo. A corrente fornecida ao terminal D do diodo é direcionado do terminal C para o
painel de instrumentos conector 18 terminal 35 para ativar o display da rotação (Consulte
a nota A).

Terra
Os terminais 2 e 4 estão conectados internamente no interruptor. Uma passagem ao
terra é encontrada do terminal B do motor do ventilador para o terminal 2 do interruptor
de rotação do ventilador através do terminal 4 para o terra chassis. O motor de rotação
do ventilador fecha as duas meia polias variadora de rotação, aumentando a rotação do
ventilador. Sua rotação aumenta até que o operador solte o interruptor ou o bloco
rosqueado atinja o batente de alta rotação (Consulte a NOTA B).

NOTA "A" A atuação do interruptor de rotação do ventilador no modo “aumentar” ou “diminuir”


exibe a rotação do ventilador no painel de instrumentos. Ao soltar o interruptor de rotação do
ventilador, o display continua a mostrar a rotação do ventilador por quatro segundos, depois
retorna à informação dada anteriormente.

NOTA "B" O motor de rotação do ventilador está protegido por uma embreagem deslizante
para o caso do bloco rosqueado do mecanismo de ajuste atingir os batentes de alta ou baixa
rotação.
®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 81
ELÉTRICA

CIRCUITO DA ROTAÇÃO DO VENTILADOR


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 16 & 17)
DIMINUIR ROTAÇÃO
Corrente
Quando o interruptor de rotação do ventilador é mantido na posição de “diminuir”, a
corrente circula através do terminal 3 ao terminal 7 do interruptor de rotação do
ventilador. Um jump é conectado aos terminais 7 e 2. A corrente é então direcionada
para o terminal B do motor elétrico do ventilador. A corrente é também direcionada para
o terminal E do diodo. Do terminal E a corrente circular através do diodo para o terminal
C, e em seguida até o terminal 35 do painel de instrumentos (Consulte a nota A).

Terra
Os terminais 4 e 8 são conectados internamente no interruptor. Uma passagem para
terra é encontrado no terminal B do motor do ventilador, para o interruptor de rotação do
ventilador terminal 1 para terminal 8, e para o terminal 4 do terra chassi. Sua rotação
diminui até que o operador solte o interruptor ou até que o bloco rosqueado atinja o
batente da baixa rotação (Consulte a nota B)

NOTA "A" A atuação do interruptor de rotação do ventilador no modo “aumentar” ou “diminuir”


exibe a rotação do ventilador no painel de instrumentos. Ao soltar o interruptor de rotação do
ventilador, o display continua a mostrar a rotação do ventilador por quatro segundos, depois
retorna à informação dada anteriormente.

NOTA "B" O motor de rotação do ventilador está protegido por uma embalagem deslizante
para o caso do bloco rosqueado do mecanismo de ajuste atingir os batentes de alta ou baixa
rotação.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 82
ELÉTRICA

CIRCUITO DA ROTAÇÃO DO ROTOR


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 16 & 17)
GERAL
O motor do rotor controla a rotação do rotor na máquina, ajustando a distância entre as duas
metades de uma polia de acionamento de rotação variável. Interruptores limitadores previnem
danos às roscas o rotor está girando a uma alta rotação ou em baixa rotação. O circuito do
motor do rotor consiste dos seguintes componentes : um fusível de 30 A (fusível n º 16),
interruptor de ajuste de rotação do rotor, diodo, interruptor limitador de máxima e interruptor
limitador de mínima, motor reversível e todos os fios e conectores necessários para completar o
circuito.

DESCRIÇÃO
A corrente se origina na ignição B+ (chaveada) quando a chave de partida é girada para a
posição ligada. A corrente circula para o fusível n º 16, de 30 A, que propicia a corrente para o
interruptor de rotação do rotor terminal 4. Também, a corrente é fornecida ao terminal 3 do
interruptor de rotação do ventilador e ao terminal 3 do interruptor de posição do côncavo.

AUMENTO DE ROTAÇÃO
Corrente
Quando o interruptor de rotação do rotor é mantido na posição de aumentar, a corrente
circula através do terminal 4 ao terminal 2 do interruptor de rotação do rotor. A corrente
que vem do terminal 2 está disponível ao terminal 7 do interruptor de rotação do rotor
através de um jump. A corrente também é alimentada ao terminal A do diodo. A corrente
no terminal A do diodo pode, então, circular através do terminal C até o terminal 35
conector 18 do painel de instrumentos (Consulte a nota).

Terra
O aterramento do motor de variação da rotação do rotor é direcionada do terminal B do
interruptor de rotação do rotor terminal 1. Os terminais 1 e 3 estão conectados
internamente. O aterramento é direcionado do terminal 3 para o interruptor limitador de
máxima rotação do rotor o que fornece terra do motor para o terra chassis do tanque
graneleiro. O motor do rotor fecha as duas meia polias variadoras da rotação,
aumentando a rotação do rotor. Sua rotação aumenta até que o operador solte o
interruptor ou o interruptor limitador de máxima rotação se abra cortando a corrente para
o motor.

NOTA: Ambos os interruptores de limite são normalmente fechados.

NOTA: A atuação do interruptor de rotação do rotor no modo aumentar ou diminuir exibe a


rotação do ROTOR no painel de instrumentos. Ao soltar o interruptor de rotação do motor,
display continua a mostrar a rotação do rotor por quatro segundos, depois retorna à informação
dada anteriormente.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 83
ELÉTRICA

CIRCUITO DA ROTAÇÃO DO ROTOR


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 16 & 17)
DIMINUIR ROTAÇÃO
Corrente
Quando o interruptor de rotação é mantido na posição de diminuir, a corrente circula do
terminal 4 ao terminal 8 do interruptor de rotação do rotor. A corrente que vem do
terminal 8 está disponível ao terminal 1 do interruptor de rotação do rotor através jump. A
corrente é direcionada ao terminal B do motor do rotor. A corrente é também fornecida
ao terminal B do diodo. A corrente no terminal B do diodo pode, então, circular através
do terminal C o terminal 35 conector 18 do painel de instrumentos.

Terra
O aterramento do motor do rotor é direcionado do terminal A para o terminal 2 do
interruptor de rotação do rotor. Os terminais 2 e 7 são conectados através de um jump.
Os terminal 7 e 5 do interruptor de rotação do rotor estão conectados internamente. O
terra é direcionado do terminal 5 para o interruptor de limite mínimo do rotor, fornecendo
um terra para do motor para o terra chassi do tanque graneleiro. O motor do rotor abre
as duas meia polias variadora de rotação diminuindo a rotação do rotor. A rotação
diminui até que o operador libere o interruptor ou o interruptor de limite mínimo abra
interrompendo o circuito de aterramento para o motor.

NOTA: Ambos os interruptores de limite são normalmente fechados.

NOTA: A atuação do interruptor de rotação do rotor no modo aumentar ou diminuir exibe a


rotação do ROTOR no painel de instrumentos. Ao soltar o interruptor de rotação do motor,
display continua a mostrar a rotação do rotor por quatro segundos, depois retorna à informação
dada anteriormente.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 84
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 85
ELÉTRICA

CIRCUITO DO AJUSTE DOS CÔNCAVOS


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 16 & 17)
GERAL
O interruptor de ajuste da posição do côncavo ajusta a folga entre o côncavo e o rotor,
ajustando o mecanismo de posição do côncavo com um motor reversível. O circuito de ajuste da
posição do côncavo consiste dos seguintes componentes: um fusível nº 16 de 30 A, interruptor
de ajuste do côncavo, diodo, potenciômetro da posição do côncavo, motor de ajuste do
côncavo, módulo da plataforma, display do painel de instrumentos e todos os fios e conectores
necessários para completar o circuito.

O sensor de posição do côncavo que vai conectado ao módulo da plataforma, envia


informações ao operador sobre a posição do côncavo. A informação é enviada do módulo da
plataforma para uma conexão SCL para os painel de instrumentos. O display indica uma faixa
de 0 a 10, sendo que 10 é a abertura máxima e 0 a mínima.

DESCRIÇÃO
A corrente se origina da ignição B+ (chaveada) quando a chave de partida é girada para a
posição ligada. A corrente circula para um fusível de 30 (fusível 16) que fornece corrente ao
terminal 3 do interruptor de posição do côncavo.

ABRIR CÔNCAVO
Corrente
Quando o interruptor de posição do côncavo é mantido na posição de aumentar, a
corrente circula através do terminal 3 ao terminal 1 do interruptor. A corrente é
direcionada para o terminal A do motor de ajuste do côncavo e para o terminal A do
diodo. O diodo direciona corrente do terminal C para o terminal 5 conector 20 do módulo
da plataforma.

Terra
O terra é direcionado do terminal B do motor de ajuste para o terminal 2 do interruptor de
ajuste do côncavo. Terminais 2 e 4 do interruptor de ajuste são conectados internamente
no interruptor. Terminal 4 é conectado ao terra chassi. O motor de ajuste gira a
engrenagem do mecanismo de ajuste do côncavo, o qual abre o côncavo. A abertura irá
aumentar até que o operador libere o interruptor ou o mecanismo atinja o final de curso.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 86
ELÉTRICA

CIRCUITO DO AJUSTE DOS CÔNCAVOS


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 16 & 17)
FECHAR CÔNCAVO
Corrente
Quando o interruptor de posição do côncavo é pressionado na posição de diminuir, a
corrente é direcionada do terminal 3 para o terminal 7 do interruptor. Corrente é
direcionado para o terminal B do motor de ajuste do côncavo. Corrente é também
direcionado para o terminal B do diodo, o qual direciona corrente do terminal C para o
módulo da plataforma conector 20 terminal 5 para ativar o display do painel de
instrumentos.

Terra
O terra é direcionado do terminal A do motor de ajuste para o terminal 1 & 8 do
interruptor de ajuste do côncavo. Terminais 4 e 8 do interruptor de ajuste do côncavo
estão conectados internamente no interruptor a fim de aterrar o terminal 4 para o terra
chassis. O motor de ajuste do côncavo gira a engrenagem do mecanismo de ajuste do
côncavo, onde fecha o côncavo. A abertura diminui até que o operador libere o
interruptor ou se o mecanismo atinge o batente.

NOTA: O motor de ajuste do côncavo é protegido por uma embreagem deslizante, quando o
mecanismo de ajuste do côncavo atinge o curso final pela abertura máxima ou quando o
côncavo entra em contato com os batentes, ou seja, côncavos fechados.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 87
ELÉTRICA

CIRCUITO DO AJUSTE DOS CÔNCAVOS


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 16 & 17)
POSIÇÃO DO CÔNCAVO
O potenciômetro de posição do côncavo está conectado ao módulo da plataforma, conector 20,
para enviar informação ao painel de instrumentos.
• Terminal A do potenciômetro está conectado ao terminal 22 do módulo da plataforma
- Corrente.
• Terminal B do potenciômetro está conectado ao terminal 27 do módulo da plataforma
- Sinal.
• Terminal C do potenciômetro está conectado ao terminal 28 do módulo da plataforma
- Retorno.

Conforme o operador ajusta a abertura do côncavo, corrente do diodo é direcionado para o


conector 20 terminal 5 do módulo da plataforma. Isto permitirá que a posição do côncavo seja
mostrado no painel de instrumentos (0 a 10). Informação é enviado do módulo da plataforma
para o painel de instrumentos pela conexão SCL.

O potenciômetro da posição do côncavo recebe energia (aprox. 5 V) do módulo da plataforma.


O potenciômetro retorna sinal de aprox. 0,5V para completar o circuito e efetuar o auto teste do
potenciômetro. Um sinal de posição do côncavo é enviado do potenciômetro (uma tensão entre
o fornecimento e retorno) para o módulo da plataforma.

O potenciômetro da posição do côncavo é calibrado durante os procedimentos de calibração da


plataforma. Se os côncavos forem deixados abertos durante o procedimento de calibração, o
painel de instrumentos irá mostrar aquela posição como sendo 0. O painel de instrumentos não
mostra números negativos, assim, quando o côncavo é fechado o painel irá mostrar um código
“Con" “Err”.

Exemplo: Côncavo ajustado para #5 durante a calibração


• O display irá mostrar 0
• Quando o côncavo é fechado abaixo do ajuste #5
• Um código “Con” “Err” será mostrado no display

LEMBRE-SE: O operador não irá receber uma leitura de número negativo abaixo de 0.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 88
ELÉTRICA

CIRCUITO DO AJUSTE DOS CÔNCAVOS

29. Motor Elétrico de Ajuste 30. Motor Elétrico de Ajuste 31. Interruptor de Limite de
da Rotação do Rotor de Rotação do Rotor Alta do Rotor
32. Interruptor de Limite de 33. Motor Elétrico de Ajuste
Baixa do Rotor do Côncavo

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 89
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO


(Consulte o esquema RAC 7-85450, páginas 18-20)
SISTEMA DO AR CONDICIONADO CASE, MODELOS 1999 E ANTERIORES
O sistema H.V.A.C da série 2300 irá operar nos cinco modos:

• Pressurização da Cabine
• Ventilação
• Aquecimento
• Ar Condicionado
• Controle Automático de Temperatura (ATC)

MOTOR DO PRESSURIZADOR
A finalidade do motor do pressurização é manter a cabine pressurizada para prevenir que o pó
entre na cabine O motor do pressurizador irá funcionar toda vez que o circuito do relé de
pressão de óleo do motor B+ (EOP) for ativado. O operador não controla esta operação nem
sentir a circulação de ar dentro da cabine. O motor do pressurizador (localizado sob o assento
do passageiro) puxa o ar do lado de fora da cabine através do filtro de ar da cabine. A cabine
deve ser pressurizado a um mínimo de 0,5 pol de água. O filtro de ar da cabine principal está
localizado atrás da porta de acesso ao lado direito do tanque graneleiro.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 90
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


CONTROLE DA VENTILAÇÃO
A ventilação compreende o ar não condicionado da cabine sugado através de um
evaporador/aquecedor e soprado através dos pontos de ventilação da cabine (ar que o operador
pode sentir) Para ar ambiente, o interruptor H/AC/ATC estará na posição “H” e o controle de
temperatura HVAC será girado no sentido anti-horário depois da posição de 9 h. O controle do
ventilador será utilizado para controlar o volume de ar forçado para fora dos pontos de
ventilação de ar da cabine. A velocidade do ventilador é continuamente variável desde uma
posição Desligado (totalmente no sentido anti-horário) até Alta (totalmente no sentido horário).
Aposição Desligado também desligará o aquecedor e/ou o ar condicionado se um ou ambos
estiverem ligados. O motor do ventilador está localizado sob o assento do operador. O filtro de
recirculação está localizado atrás do assento do operador.

CONTROLE DO AQUECEDOR
O calor para o condicionamento da cabine é feito pelo aquecimento prévio do ar antes que o
mesmo seja soprado pelos seus pontos de ventilação. O interruptor H/AC/ATC está na posição
“H”. O mínimo de aquecimento é proporcionado aproximadamente na posição de 9 h. O máximo
de aquecimento é proporcionado na posição correspondente ao giro total no sentido horário.
Quanto mais o controle de temperatura HVAC é girado no sentido horário, mais aumenta a
temperatura do ar. A temperatura do ar da cabine será monitorada no núcleo do aquecedor,
pelo sensor do evaporador, e será mantida conforme o ajuste do botão de controle. Esta não
será a verdadeira temperatura da cabine, mas a do núcleo do aquecedor.

AR CONDICIONADO
O ar condicionado da cabine é feito pela refrigeração prévia do ar antes que o mesmo seja
soprado pelos seus pontos de ventilação. O interruptor H/AC/ATC será movido para a posição
central (A/C). O botão de controle de temperatura será girado no sentido anti-horário depois da
posição de 9 h. Se a temperatura da cabine ficar muito fria, o controle de temperatura pode ser
girado no sentido horário, para sugar um pouco de calor do ar. O acionamento do aquecimento
juntamente com o condicionamento de ar também é conhecido como desumidificação do ar. A
temperatura da cabine será monitorada no núcleo do evaporador, pelo sensor do evaporador, e
será mantida conforme o ajuste do botão de controle. Esta não será a verdadeira temperatura
da cabine, mas a do núcleo do evaporador.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 91
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA (ATC)
O condicionamento do ar da cabine é feito pela refrigeração prévia do ar antes que o mesmo
seja soprado pelos seus pontos de ventilação. O interruptor H/AC/ATC será movido para a
posição ATC. O controle de temperatura será inicialmente girado par a posição de 11 h. Se a
temperatura da cabine ficar muito baixa, o controle de temperatura deve ser girado no sentido
horário, para suar um pouco de calor do ar. Se a temperatura na cabine ficar muito alta, o
Controle de Temperatura deve ser girado no sentido anti-horário, para sugar um pouco do frio
do ar. Em operação ATC, o tempo para a estabilização da temperatura da cabine pode chegar a
20 minutos. A temperatura da cabine será monitorada no filtro de recirculação por uma sonda de
temperatura e será mantida no nível ajustado pelo Controle de Temperatura. Esta será a
verdadeira temperatura da cabine, e não a do evaporador do A/C.

A velocidade do ventilador será automaticamente alterada quando o modulo do A/C sentir a


necessidade de mudança de temperatura.

Para que o sistema responda melhor aos efeitos do sol na temperatura da


cabine, existem três Sensores solares na cabine, para monitorar a intensidade
solar. Quando a intensidade do sol aumentar, o módulo do A/C sentirá uma
alteração de tensão no circuito dos Sensores Solares e aumentará a saída do
sistema de ar condicionado antes do comando da Sonda de Temperatura. Após
uma breve pausa, a Sonda de Temperatura sentirá a alteração na temperatura da cabine e a
controlará.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 92
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


(Consulte o Esquema RAC 7-85450, páginas18-20)
GERAL
Este circuito consiste de 3 fusíveis, um interruptor de 3 posições, interruptor do H/A/ATC,
Sensor da Válvula do Aquecedor, o Potenciômetro de controle de velocidade do ventilador, o
potenciômetro de Controle de Temperatura, o Sensor de Temperatura do Evaporador, o Sensor
de Temperatura da Cabine, três Sensores Solares na cabine, Motor da válvula do Aquecedor,
Motor do Pressurizador, Motor do Ventilador, Embreagem do Compressor do A/C, sensor de
pressão baixa do A/C, sensor de pressão alta do A/C, Relé do A/C e Módulo do A/C.

DESCRIÇÃO
Existem três fontes de alimentação: Relé B+ da cabine nos fusíveis 13 e 17 e B+ do sensor de
pressão de óleo B+ (EOP) no fusível 22.

B + DO RELÉ DE PRESSÃO DE ÓLEO DO MOTOR


O relé envia a alimentação por um fio Vermelho (139) para um fusível de 15A (22)
através de um fio Vermelho (540) para energizar o motor do pressurizador. O motor é
ligado à massa do chassi por meio de um fio Preto (200)

B + Relé da Cabine
Do relé da cabine, a energia flui através de um fio vermelho (138), vai para um fusível de
15A (13). Em seguida flui em duas direções através de um fio vermelho (800) para o
interruptor H/AC/ATC terminal 3 e também par ao terminal 1 do conector 23 do módulo
A/C.

B + Relé da Cabine
Do relé da cabine, a energia, através de um fio laranja (138), vai para um fusível de 30A
(17). Em seguida sai por um fio vermelho (820) para o terminal 5 do módulo de
realimentação. A alimentação depois passa pelo terminal 6 ao motor do ventilador por
meio de um fio vermelho (820). O motor do ventilador está conectado por meio de um fio
preto (820) ao terminal 2 do conector 22 do módulo do A/C. A alimentação é aplicada ao
terminal 3 do conector 22 do modulo do A/C por meio de um fio vermelho (820) do
terminal 11 do módulo de realimentação.

MOTOR DE PRESSURIZAÇÃO DA CABINE


O motor de pressurização da cabine recebe alimentação do circuito B+ (EOP) por meio de um
fio vermelho (139), fusível 22 e fio vermelho (450). A alimentação está disponível sempre que a
pressão de óleo do motor fecha o sensor de pressão correspondente. O motor do pressurizador
está ligado à massa por meio do fio preto (200) ao terminal 34 no módulo de realimentação.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 93
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


(Consulte o Esquema RAC 7-85450, páginas18-20)

CONTROLE DA VELOCIDADE DO VENTILADOR


O potenciômetro de Controle de Velocidade do Ventilador e o módulo do A/C controlam o motor
do Ventilador.

O módulo A/C, conector 24 terminal 3, envia energia por meio de um fio laranja (827B) ao
potenciômetro de Controle de Velocidade do Ventilador, terminal B. À proporção que o
potenciômetro do ventilador é girado, uma tensão de sinal será enviada do terminal C do
potenciômetro por meio de um fio laranja (827C) ao conector 24, terminal 10 do módulo do A/C.
O módulo do A/C fará a modulação por largura de pulso no aterramento ao motor do Ventilador
através de um fio preto (820) do conector 22 terminal 2.

A velocidade do motor do ventilador é controlada diretamente, enquanto estiver nos modos de


aquecimento ou ar condicionado, e o módulo do A/C controla automaticamente a velocidade
máxima de rotação do ventilador quando o sistema estiver sendo operado no automático.

Falha no Circuito Resposta do Módulo do A/C


Falha no Controle de Se o circuito de controle de velocidade do ventilador falhar, a saída
Velocidade do do motor do ventilador irá estacionar na metade da velocidade.
Ventilador
Falha no circuito do Se ocorrer uma condição de sobrecarga superior a 30 A, o módulo irá
motor do ventilador desligar o ventilador durante 10 segundos. O módulo do A/C tentará
ligar o ventilador mais duas vezes em um intervalo de 10 segundos
entre as tentativas. Se o módulo continuar a registrar uma
sobrecarga superior a 30 A em cada tentativa sucessiva, o ventilador
será definitivamente DESLIGADO. Se o controle de velocidade do
ventilador for DESLIGADO e, em seguida LIGADO, o controlador
tentará novamente ligar o ventilador por mais três vezes.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 94
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


(Consulte o Esquema RAC 7-85450, páginas18-20)
CONTROLE DE AQUECIMENTO
Controle de Temperatura
A temperatura é controlada pelo potenciômetro de Controle de Temperatura. O mínimo de
aquecimento é proporcionado aproximadamente na posição de 9 h. O máximo de aquecimento
é proporcionado aproximadamente na posição correspondente ao giro total no sentido horário.

O módulo do A/C, conector 24 terminal 4, envia energia através de um fio laranja (809B) ao
potenci6ometro de Controle de Temperatura, terminal B. ã proporção que o Controle de
Temperatura é girado, uma tensão de sinal é enviada do terminal C do potenciômetro através de
um fio laranja (809C) ao conector 24, terminal 9, do módulo do A/C. O módulo do A/C controlará
o Motor da Válvula do Aquecedor.

Falha no Circuito Resposta do Módulo do A/C


Falha no Circuito de Se o circuito de controle de temperatura falhar e o interruptor do A/C
Controle de estiver na posição desligado, o aquecimento irá estacionar a 60% do
Temperatura nominal.
Se o circuito de controle de temperatura falhar e o interruptor do A/C
estiver na posição A/C, o módulo irá assumir a temperatura de 120C
no núcleo do evaporador e o aquecimento será DESLIGADO.
Se o circuito de controle de temperatura falhar e o interruptor do A/C
estiver no modo ATC, o controle de temperatura irá assumir a
temperatura de 200C.

Motor da Válvula de Aquecimento


A saída do módulo do A/C, conector 23, terminal 2, fio laranja (805), ou terminal 3, fio preto
(805) (dependendo da rotação) controla o Motor da Válvula do Aquecedor, que abre ou fecha a
borboleta na válvula do aquecedor. A polaridade do Motor da Válvula do Aquecedor é comutada
alterar o sentido de rotação da válvula borboleta. O Sensor da Válvula do Aquecedor
(potenciômetro) sente a posição da borboleta. A alimentação vem do conector 24. O sinal do
Sensor da Válvula do Aquecedor retorna ao módulo do A/C no terminal 5 do conector 24.

Após a partida, o sensor de Posição da Válvula do Aquecedor será automaticamente calibrado


depois que o aquecimento for solicitado. A válvula borboleta ficará totalmente fechada e o sinal
correspondente do sensor é enviado ao módulo do A/C. Em seguido, a válvula borboleta será
totalmente aberta e o sinal correspondente do sensor é enviado ao módulo do A/C, assim
calibrando os dois pontos.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 95
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


(Consulte o Esquema RAC 7-85450, páginas18-20)
APENAS O AR CONDICIONADO
O A/C é controlado pelo módulo do A/C e é acionado quando o interruptor do A/C é colocado na
posição central (A/C). Isto diminuirá a temperatura do ar que sai pelas frestas da cabine.

Quando o interruptor do A/C é colocado na posição central (apenas A/C) os terminais 3 e 5 são
internamente conectados. A alimentação sai pelo terminal 5 através de um fio laranja (807) para
o terminal 41 do módulo de realimentação. A alimentação, nesse caso, estará disponível nos
terminais 42, 47 3 48. O terminal 42 fornece alimentação através de um fio laranja (807) ao
conector 24, terminal 2 do módulo do A/C, dizendo-lhe que o operador está solicitando o A/C.

O módulo do A/C irá verificar a condição dos interruptores de pressão antes que a embreagem
do compressor do A/C seja acionada. O terminal 47 fornece energia através de um fio laranja
(807) ao terminal 3 do Relé do A/C ao terminal A do interruptor de Pressão Baixa do A/C. Este
interruptor é ajustado para fechar (é do tipo NA) quando a pressão do sistema de A/C cair
abaixo de 4 psi (o interruptor está aberto quando o sistema do A/C está totalmente carregado).
A alimentação também vai do terminal 48 através de um fio laranja (807) ao terminal “B” do
interruptor de Pressão Alta do A/C (é do tipo N/A). Este interruptor é ajustado para fechar a uma
pressão superior a 400 psi (em um sistema normal o interruptor está normalmente aberto). Os
dois interruptores precisam estar abertos antes do módulo do A/C acionar o compressor. Se
algum interruptor fechar, um sinal será enviado ao módulo do A/C, conector 24, terminal 12.

Exemplo O interruptor de Pressão Alta fecha devido ao acúmulo de sujeira no condensador.

• O interruptor de pressão alta enviará alimentação através de um fio laranja (804) ao módulo
de realimentação, terminal 53, de onde sairá para os terminais 59, 54 e 60. Do terminal 60,
através de um fio laranja (804), a alimentação irá para o conector 24, terminal 12 do módulo
do A/C. Quando o módulo receber esta alimentação, ele não permitirá o acionamento do
compressor.
• O módulo de realimentação enviará tensão do terminal 59 através de um fio laranja (804) e
de um diodo à instrumentação, para informar o operador que o sistema do A/C apresentou
um defeito e que precisou ser desligado.
• Do módulo de realimentação, a tensão sairá pelo terminal 54 através de um fio laranja (804)
para o relé do A/C, terminal 2, energizando-o. Há um circuito travado dos terminal 2 e 5.
Quando o relé é energizado será conectado os terminais 3 e 5. A fonte de alimentação do
terminal 3 manterá o relé acionado até o operador reacionar o interruptor do A/C, que
interromperá a alimentação para o terminal 3.

O módulo, então, compara a posição do interruptor de controle de temperatura e o sinal do


interruptor de temperatura, para checar se já necessidade de acionar a embreagem do A/C,
Caso necessário, o módulo envia alimentação do conector 23, terminal 5, através de um fio
laranja (803) para o solenóide da embreagem do compressor.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 96
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


(Consulte o Esquema RAC 7-85450, páginas18-20)
AR CONDICIONADO E DESUMIDIFICAÇÃO
Aproximadamente da posição de 9 h até totalmente no sentido horário, ocorre um controle de
desumidificação quando tanto o A/C e o aquecimento estiverem ligados ao mesmo tempo. Na
posição mínima, o ajuste do A/C será diminuído em 3,9 °C para compensar o aquecimento
acrescentado pelo circuito do aquecedor. Para manter a temperatura, o compressor do A/C é
LIGADO e DESLIGADO a uma frequência não superior a quatro vezes por minuto (o tempo
mínimo desligado é de 10 segundos). O compressor será novamente ligado quando a
temperatura subir 3,3 °C acima do valor ajustado. A faixa de temperatura será de 1,1 °C até
19,2 °C.

CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA (ATC)


O módulo do A/C monitorará a temperatura atual da cabine e a intensidade do sol para manter a
temperatura da cabine com maior precisão do que o sistema normal de ar condicionado.

Consulte a seção Apenas Ar Condicionado para obter mais informações sobre as operações
com A/C.

No modo ATC (automático), a alimentação sai do terminal 2 do interruptor H/AC/ATC através de


um fio laranja (808) para o conector 24, terminal 1, do módulo do A/C, sinalizando a solicitação
para o ATC (controle automático de temperatura). Aproximadamente 4,5 V (circuito aberto)
também são enviados ao conector 23, terminal 6, do módulo através de um fio laranja (811)
para o sensor de temperatura da cabine.

O módulo do A/C então compara o sinal vindo do sensor de temperatura da cabine no conector
23, terminal 6, do módulo, com um sinal composto pelos três sensores solares e o ajuste do
controle de temperatura. O módulo do A/C então alterará adequadamente o ajuste da válvula do
aquecedor e/ou o acionamento do compressor do A/C e/ou a velocidade do ventilador, para
manter a temperatura solicitada pelo operador (ajustada no potenciômetro de controle de
temperatura).

NOTA Na operação ATC, o tempo para a estabilização da temperatura da cabine pode


chegar a 20 minutos. Da mesma forma, uma alteração no ajuste da temperatura da cabine não
causará mudanças imediatas. O sistema precisa de alguns minutos para se adaptar ao novo
ajuste. Em temperatura extremas, a capacidade de aquecimento ou refrigeração do ATC não
será melhor do que a operação normal de aquecimento ou condicionamento de ar.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 97
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


(Consulte o Esquema RAC 7-85450, páginas18-20)
AR CONDICIONADO E DESUMIDIFICAÇÃO

Falha no Circuito Resposta do Módulo do A/C


Fechamento do Se o compressor do A/C estiver ligado e o interruptor de alta
Interruptor de ou baixa pressão fechar por 0,5 segundo, a alimentação para
Pressão do A/C a embreagem do compressor, vindo do módulo do A/C, será
interrompida. A embreagem do A/C poderá ser novamente
acionada pelo operador, quando este posicionar o interruptor
do A/C para a posição desligado e em seguida para ATC ou
A/C, desde que o interruptor de alta ou baixa pressão retorne
à condição ABERTA quando a embreagem do compressor for
desativada.
Sensor de Se o circuito do sensor de temperatura do evaporador indicar
Temperatura do a existência de um circuito ABERTO (resistência elevada), a
Evaporador Aberto alimentação para a embreagem do compressor do A/C, vindo
do módulo do A/C, será interrompida, para evitar o
congelamento do núcleo do evaporador.
Falha do Módulo do Em caso de falha do módulo do A/C, a válvula do aquecedor e
A/C o compressor do A/C desligarão. O motor do ventilador irá
para plena velocidade.
Falha no Circuito do Se o circuito do sensor solar falhar devido a um circuito
Sensor Solar ABERTO (resistência elevada), as alterações na intensidade
solar não afetarão o ajuste do controle de temperatura. Se o
circuito do sensor solar falhar devido a um curto para o terra
(baixa resistência), o módulo do A/C ajustará a temperatura
como os sensores estivessem expostos à intensidade solar
total. Obs. Em modo A/C, este circuito não exerce qualquer
efeito sobre a operação do módulo do A/C.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 98
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 99
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)


SOLUÇÕES DE PROBLEMAS
FALHA NA PRESSÃO DO A/C
Se o compressor do A/C estiver ligado e algum dos sensores de pressão do A/C fechar durante
0,5 segundo, o compressor do A/C será DESLIGADO. Se o interruptor de pressão do A/C abrir
novamente, o interruptor H/AC/ATC precisa ser desligado e em seguida para ligado para acionar
novamente o compressor do A/C. A luz de advertência do A/C continuará acesa até o operador
acionar o interruptor LIGAR/DESLIGAR.

FALHA NO MÓDULO
Se o módulo falhar, a válvula do aquecedor e o compressor do A/C serão desligados. O motor
do ventilador irá para a condição de velocidade máxima.

LEITURAS NORMAIS DE TENSÃO NO SISTEMA


Terminal do Operação Leituras Normais
Módulo do A/C Chave de Partida na Posição
LIGADO e
Conector Localização
do Terminal
22 1 Terra chassis
2 Girar botão de velocidade do Tensão variável dependendo da
ventilador velocidade do ventilador
3 Recebe tensão do ventilador
23 1 Recebe tensão do ventilador
2 Girar botão de controle da temp. Envia tensão 0,0 ou do sistema
3 Girar botão de controle da temp. Envia tensão 0,0 ou do sistema
4 Terra Limpo
5 Interruptor A/C ligado e controle de Envia tensão do sistema
temp. totalmente no sentido anti-
horário
6
24 1 Interruptor A/C na posição ATC Recebe tensão do sistema
2 Inter. A/C na posição ATC ou A/C Recebe tensão do sistema
3 Girar botão de controle do ventilad. Envia aprox. .6 – 3,7V
4 Girar botão de controle do ventilad. envia aprox. .6 – 3,2 V
5 Depende da posição da válv água Recebe 0,5 – 4,5V
6
7 Recebe aprox. 0,5v
8 Envia 4,5V
9 Recebe aprox. 0,5v
10 Recebe aprox. 0,5v
11 Ilumina um sensor de cada vez Envia 0,5 – 3,7V
12 Fazer jump no conector do sensor Recebe tensão do sistema
de pressão

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 100
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO (H.V.A.C.)

34. Embreagem do 35. Interruptor de Alta 36. Interruptor de Baixa


Compressor do A/C Pressão do A/C Pressão do A/C
37. Módulo do A/C 38. Motor do Ventilador 39. Sensor/Medidor Válvula
do Aquecedor
40. Motor do Pressurizador 41. Sensor de Temperatura 42. Interruptor A/C
do Evaporador
43. Potenciômetro Controle 44. Potenciômetro Controle
da Ventilador de Temperatura

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 101
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
(Consulte o Esquema RAC6-10800, páginas 18-20)
SISTEMA H.V.A.C., MODELO 2000 E POSTERIORES
O sistema H.V.A.C. na série 2300 irá operar nos seguintes modos:

• Pressurização da Cabine
• Ventilação
• Desembaçador
• Controle Automático de Temperatura (ATC)

MOTOR DO PRESSURIZADOR
A finalidade do motor do pressurização é manter a cabine pressurizada para prevenir que o pó
entre na cabine O motor do pressurizador irá funcionar toda vez que o circuito do relé de
pressão de óleo do motor B+ (EOP) for ativado. O operador não controla esta operação nem
sentir a circulação de ar dentro da cabine. O motor do pressurizador (localizado sob o assento
do passageiro) puxa o ar do lado de fora da cabine através do filtro de ar da cabine. A cabine
deve ser pressurizado a um mínimo de 0,5 pol de água. O filtro de ar da cabine principal está
localizado atrás da porta de acesso ao lado direito do tanque graneleiro. Veja teste da pressão
da cabine posteriormente nesta seção.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 102
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
CONTROLE DE VENTILAÇÃO
Ventilação é o ar da cabine sendo soprado do interior da cabine, através do filtro de
recirculação, através do evaporador/aquecedor e soprado para fora das janelas de ar da cabine
(ar que o operador pode sentir). O interruptor de controle do ar condicionado estará na posição
“O”, desligando o modo de controle automático de temperatura. O controle de temperatura terá
nenhum efeito no sistema, o módulo ATC irá fechar completamente a válvula de água. O
controle da ventilação será usado para controlar o volume de ar sendo soprado pelas janelas de
ar da cabine. A velocidade do vento é infinitamente variável da posição totalmente anti-horária
para a posição totalmente horária. O motor do ventilador está localizado sob o assento do
operador. O filtro de recirculação está localizado atrás do assento do operador.

O motor do ventilador irá responder em uma das duas situações:


1. Se o interruptor do ar condicionado está na posição “O” ANTES da chave de ignição ser
ligada, o motor irá ventilar segundo ajuste do potenciômetro da ventilação.
2. Se o interruptor do ar condicionado estiver na posição “O” APÓS a chave de ignição ser
ligada, o motor do ventilador irá PARAR. Para acionar o motor do ventilador, o
potenciômetro de controle da ventilação deve ser girada aproximadamente a 30o em
qualquer direção. Uma vez que o motor do ventilador for ativado, a velocidade pode ser
ajustada na ventilação desejada.

DESEMBAÇADOR
Desembaçador é usado para limpar o pára-brisa usando o ar condicionado para diminuir a
umidade no ar e usando o aquecedor para aquecer o ar suficiente para secar os vidros. O
interruptor do ar condicionado será movido para a posição do desembaçador (desenho do pára-
brisa). O potenciômetro de controle de temperatura pode ser ajustado para qualquer ajuste. Se
a temperatura da cabine estiver muito baixa, o controle de temperatura pode ser girado no
sentido horário para aquecer o ar. A temperatura da cabine será monitorado pelo sensor de
temperatura do ar da cabine, e será mantido a temperatura ajustada pela válvula do aquecedor.
Enquanto estiver funcionando o desembaçador, o compressão irá operar continuamente, ao
menos que o sensor do evaporador detecte temperatura muito baixa e início de congelamento.

O módulo ATC irá controlar automaticamente a velocidade do motor do ventilador para manter a
temperatura desejada. Será normal uma temperatura baixa na ignição, quando a temperatura
do motor ainda estiver baixa. Se o operador reduzir a ventilação até o motor aquecer, o módulo
ATC irá desativar o modo automático da velocidade do ventilador. O interruptor do ar
condicionado terá que ser posicionado para a posição “O” e novamente para a posição
para reativar a ventilação automática.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 103
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA (ATC)
Ar condicionado resfria ou aquece o ar da cabine antes de ventilar. O interruptor do ar
condicionado será movido para a posição “A”. Quando o interruptor está nesta posição, a letra
“A” irá aparecer no display de temperatura indicando que o sistema está operando no modo
“Automático”. O operador irá ajustar o potenciômetro de temperatura para a temperatura
desejada. O display irá mostrar a temperatura desejada, não a temperatura atual da cabine. A
faixa de trabalho do sistema ATC será de 160–320C (610–890F). Se a temperatura estiver muito
baixa, o potenciômetro da temperatura pode ser girado no sentido horário para aumentar a
temperatura. Se a temperatura estiver alta, o potenciômetro de temperatura pode ser girado no
sentido anti-horário para diminuir a temperatura. Na operação ATC pode levar alguns minutos
para estabilizar a temperatura da cabine. A temperatura da cabine será monitorada do filtro de
recirculação da cabine pelo sensor de temperatura e será mantida na temperatura ajustada.
Uma vez que a temperatura da cabine estabilizar, o módulo irá mantê-lo dentro de +/- 10C (20F)
controlando a velocidade do ventilador, válvula da água e o compressor se necessário. Esta
será a atual temperatura do ar da cabine e não a temperatura do evaporador do A/C.

IMPORTANTE: É extremamente importante


que a área do filtro de recirculação atrás do assento do
operador não seja obstruída ou tampada.

Enquanto o sistema estiver operando no modo “Automático” a letra “A” será mostrada no display
do ar condicionado. Se a temperatura da cabine está sendo mantida, mas o operador decide
alterar o volume de ar, poderia ser feito ajustando manualmente o potenciômetro do ventilador,
assim, o sistema irá sair do modo automático. A letra “A” não será mais mostrada. O sistema irá
tentar manter a temperatura desejada com o volume de ar selecionado pelo operador. Para
reativar o modo automático para o motor do ventilador, o interruptor do ar condicionado deve ser
posicionado para a posição “O” e novamente para a posição “A”.

A posição do potenciômetro do ventilador não tem efeito na velocidade em que o motor irá
operador quando a letra “A” estiver sendo mostrada.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 104
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA (ATC), CON'T
Se o potenciômetro da temperatura é girada para o sentido totalmente horário, nas marcas com
traços, a display irá indicar temperatura acima de 320C (900F), o compressor do A/C será
desativado e a válvula de água será totalmente aberta. O sistema irá sair do modo automático e
a letra “A” não será mostrada no display. Este será o máximo aquecimento. Quando o
potenciômetro é girado para o sentido anti-horário, fora das marcas com traços, o modo
automático será reativado.

Se o potenciômetro da temperatura é girada para o sentido totalmente anti-horário, nas marcas


com traços, a display irá indicar temperatura abaixo de 150C (600F), a válvula de água será
completamente fechada e o compressor do A/C estará operando direto. O sistema irá sair do
modo automático e a letra “A” não será mostrado no display. Este será o máximo resfriamento.
Quando o potenciômetro é girado no sentido horário fora das marcas com traços, o modo
automático será reativado.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 105
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
CONSOLE SUPERIOR

1 Controle do Ventilador 2 Interruptor do A/C


3 Controle da Temperatura 4 Visor da Temperatura

COMPONENTES ABAIXO DO ASSENTO DO OPERADOR

1 Motor do Ventilador 2 Módulo (PWM) 3 Trocador de Calor


4 Módulo ATC 5 Válvula da Água 6 Interruptor Baixa Pressão
7 Válvula de Expansão 8 Pressurizador 9 Sensor Temp da Cabine
10 Sensor de Temp do Trocador de Calor

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 106
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
COMPONENTES DO SISTEMA
Motor do Pressurizador
A cabine é mantida pressurizada para expulsar pó ou sujeira com o motor do pressurizador. O motor do
pressurizador irá operar sempre que houver pressão de óleo no motor, o operador não tem controle sobre a
operação do motor do pressurizador. A cabine deve estar pressurizado a um mínimo de 0,5” de Água de
pressão. A pressão pode ser verificada com um manômetro que é usado para verificar a pressão blow-by do
motor (compressão), consulte os procedimentos de teste nesta seção ou no manual de serviço.
Localização: Sob o assento do passageiro e na parede esquerda da cabine.

Interruptor do A/C
O operador ajusta o módulo ATC para o modo de operação desejado, por meio do interruptor do A/C. O
interruptor possui três posições:
"O" = DESLIGADO, o motor do ventilador pode ser operador, mas o ar não será condicionado.
"A" = Automático, o sistema irá aquecer ou resfriar conforme necessário para manter a temperatura na
cabine.
" " = Desembaçador, o sistema irá operar o compressor do A/C todo tempo e aquecer o ar.
Localização: No console superior.

Potenciômetro de Controle de Temperatura


O controle de temperatura permite o operador a controlar a temperatura do ar sendo ventilado. Girando o
potenciômetro no sentido horário irá aumentar a temperatura do ar e girando no sentido anti-horário, a
temperatura irá diminuir. O potenciômetro de controle de temperatura possui resistência de 10K ± 10% ohms.
Localização: No console superior.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 107
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
COMPONENTES DO SISTEMA, CON'T
Display
O display fornece informação ao operador sobre o desempenho do sistema.
• Ele fornece a leitura da temperatura da cabine selecionada pelo operador. Pode ser ajustado
para oC ou oF, fazendo ou partindo um fio do chicote. O conector está localizado sob o assento
do passageiro, consulte o boletim de serviço NHE SB 049 99.
• Será mostrado a letra “A”, quando o sistema estiver operando no modo automático.
• Quando a letra “A” não estiver mostrado no motor do ventilador DEVE ser controlado
manualmente e o modo automático irá apenas controlar a válvula de água e compressor,
enquanto que tenta manter a temperatura ajustada.
• É mostrado um símbolo do pára-brisas quando o sistema estiver no modo do Desembaçador.
• É mostrado um símbolo de um livro quando o sistema não está operando corretamente. É
também mostrado um código de falha para auxiliar o técnico a realizar os reparos.

Localização: - No console superior próximo ao interruptor do limpador do pára-brisa.
- Conector de conversão (oC ou oF ) está sob o assento do passageiro.

CONSOLE SUPERIOR

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 108
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
COMPONENTES DO SISTEMA, CON'T
Potenciômetro de Controle da Velocidade do Ventilador
O controle da velocidade do ventilador proporciona o operador controlar a velocidade do motor do ventilador.
Girando o potenciômetro para o sentido horário, irá aumentar a velocidade do ventilador, produzindo maior
fluxo de ar, girando o potenciômetro para o sentido anti-horário, irá reduzir o fluxo de ar.

Se o interruptor do A/C estiver na posição “A”, a posição do potenciômetro não terá efeito sobre a velocidade
do ventilador. O módulo ATC irá aumentar ou diminuir a velocidade do ventilador conforme necessário para
manter a temperatura desejada na cabine. Se o potenciômetro for ajustado, o módulo irá desativar o modo
automático de controle do motor do ventilador. O motor do ventilador irá apenas operar no modo manual se a
letra “A” não é mostrada no display. O interruptor do A/C deve ser posicionado para a posição “O” e novamente
para a posição “A” para reativar o modo de operação automático do motor do ventilador. O controle automático
de temperatura irá sempre ser operado independente se a letra “A” for mostrada ou não. O controle do
ventilador é um potenciômetro de 10K ± 10% ohms.

Quando operado no modo ATC ou Desembaçador, o ventilador irá fazer a velocidade aumentar para cada 1oC
(2oF) de diferença que há entre o ponto de ajuste da temperatura e a temperatura atual da cabine, monitorada
pelo sensor de temperatura da cabine.

Se o sensor do evaporador monitorar uma temperatura no evaporador abaixo de 26oC (80oF), e o sistema está
demandando calor, a velocidade do ventilador não irá aumentar até que a temperatura do evaporador seja
aumentada.
Localização: No console superior.

Motor do Ventilador
O motor do ventilador é usado para recircular o ar na cabine, através do trocador de calor e envia o ar no interior
da cabine. O motor do ventilador não drena ar de fora da cabine. Ar é drenado através do filtro de recirculação
localizado atrás do assento do operador. O ventilador é um motor de velocidade variável, controlado pelo
módulo ATC e módulo PWM. O motor é controlado através de um circuito aterrado ao motor.

IMPORTANTE: Para operação apropriada do filtro de recirculação atrás do assento do


operador, DEVE ser mantido limpo e livre de obstruções.
Localização: Atrás do assento do operador, na frente do evaporador.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 109
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
COMPONENTES DO SISTEMA, CON'T

Módulo ATC
O módulo ATC é usado para controlar todo o sistema HVAC. Todos
os sinais de entrada são direcionados ao módulo ATC e todas as saídas
são controladas pelo módulo. O módulo irá comparar o ponto de ajuste
da temperatura contra o sensor de temperatura da cabine a cada 0,5
segundos e fazer o ajuste conforme necessário.
Localização: Sob o assento do passageiro montado no lado
esquerdo da caixa do evaporador.

Módulo PWM
O módulo PWM (Modulação de Largura de Pulso) controla o circuito aterrado do motor do ventilador, variando
o volume de ar enviado no interior da cabine. O módulo ATC controla o módulo PWM.
Localização: Sob o assento do operador, no lado direito do motor do
ventilador.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 110
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
Válvula de Água
A válvula de água controla o fluxo do líquido de arrefecimento do motor no trocador de calor. Quando o
operador necessita mudar a temperatura, o módulo ATC irá ativar a válvula de água. A válvula de água não é
uma válvula by-pass de fluxo como o sistema HVAC anterior usado, ele irá desligar completamente. No topo da
válvula de água há um círculo indicador que irá girar conforme a válvula de água é operada, dando uma
indicação que a válvula de água está operando. Não há modo de calibração da válvula, conforme é usado no
sistema HVAC das série 21/2300 anteriores.
Localização: Sob o assento do passageiro

Sensor de Temperatura da Cabine


O sensor de temperatura da cabine monitora o ar de retorno conforme flui através do filtro de recirculação. Ele
envia um sinal para o módulo ATC indicando a temperatura atual da cabine. É um conector fêmea. Veja
procedimentos de teste posteriormente nesta seção.
Localização: Sob o filtro de recirculação.

Sensor de Temperatura da Cabine Sensor de Temperatura do Evaporador

Sensor de Temperatura do Evaporador


O sensor do evaporador monitora a temperatura no trocador de calor. O módulo ATC usa um sinal para
controlar o compressor do A/C para prevenir que o evaporador congele. A localização do sensor no núcleo do
evaporador é muito crítico. O sensor DEVE ser localizado a 300 mm do lado esquerdo da caixa de ar, entre a
segunda e terceira linha inferior dos tubos, inserido completamente a um ângulo 90o com ângulo de inclinação
para baixo de 45o. É um conector macho. Veja procedimentos de teste posteriormente nesta seção.
Localização: Inserida no núcleo do evaporador.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 111
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
Interruptor de Baixa Pressão
O interruptor de baixa pressão monitora a pressão do refrigerante no lado de sucção do sistema do A/C. Se a
pressão cair um sinal será enviado para o ATC para desativar o compressor. O interruptor de baixa pressão deve
enviar 4 sinais dentro de um período de 60 segundos antes do módulo ATC desligar o compressor. É um
interruptor N.A. e de cor verde. O interruptor será fechado durante a operação normal.
Localização: Sob o assento do passageiro.

Interruptor de Alta Pressão


O interruptor de alta pressão monitora a pressão do refrigerante no lado de descarga do compressor do sistema
do A/C. Se a pressão aumentar acima do ponto de ajuste do interruptor de pressão, um sinal será enviado para o
ATC para desativar o compressor. O interruptor de alta pressão deve enviar 2 sinais dentro de um período de 60
segundos antes do módulo ATC desligar o compressor. É um interruptor N.F. e de cor preta. O interruptor estará
fechado durante a operação normal.
Localização: No compartimento do motor próximo ao compressor.

Relé do Compressor
O relé do compressor é usado para abrir ou fechar o circuito (3-4 Amperes) na embreagem do compressor. O
módulo ATC controla o relé.
Localização: No painel de fusíveis lado direito.

Filtro de Recirculação
O filtro de recirculação é um filtro tipo esponja que é usado para filtrar o ar sendo drenado no evaporador. É
muito importante para a operação normal do sistema ATC, que a área do filtro não seja obstruída a fim de que o
motor do ventilador possa drenar o ar através do evaporador.
Localização: Atrás do assento do operador.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 112
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
COMPONENTES DO SISTEMA, CON'T

USO DOS COMPONENTES


Modo de Operação Pressurização Ventilação Desembaçador Aquecimento
A/C

Componente
Motor do Pressurizador X X X X
Interruptor do A/C X X X
Potenciômetro de Temperatura X X
Display X X
Motor do Ventilador X X X
Pot. Velocidade do Ventilador X X X
Módulo ATC X X X
Módulo PWM X X X
Válvula de Água X X
Sensor de Temperatura da Cabine X X
Sensor do Evaporador X X
Interruptor de Baixa Pressão X X
Interruptor de Alta Pressão X X
Relé do Compressor X X
Display X X

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 113
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 114
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
SEQUÊNCIA DE EVENTOS
PRESSURIZAÇÃO DA CABINE

Interruptor de
Pressão de Óleo do
Motor

Relé (EOP)

Motor do
Pressurizador

Pressurização da cabine capta ar através do filtro da cabine e descarrega sob o assento do passageiro. O operador não
sentirá a presença do fluxo de ar.

O operador pode posicionar o interruptor do A/C a qualquer uma das três posições.
O operador liga o motor da máquina e quando o interruptor de pressão de óleo do motor se fecha, a luz
indicadora de pressão de óleo do motor irá se apagar e um aterramento é fornecido ao relé B+ (EOP).
Quando o relé B+ (EOP) fecha, tensão será fornecida ao motor do pressurizador.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 115
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
VENTILAÇÃO DA CABINE

Interruptor do A/C Sensor de Temp. do


Evaporador

Pot. de Controle de Sensor de Temp. do


Temperatura Ar da Cabine

Pot de Controle da Interruptor de Baixa


Ventilação Pressão

Interruptor de Alta
Pressão

Módulo ATC

Display Válvula da Água Relé do Módulo PWM


Compressor

Temperatura do Ar Compressor A/C Motor Ventilador


da Cabine

Modo de Operação

Códigos de Falha

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 116
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
VENTILAÇÃO DA CABINE
Ventilação da cabine é ar não condicionado fluindo no interior da cabine, ar que o operador pode sentir.

1 O operador posiciona o interruptor do A/C na posição “O”.


2 O operador gira a chave de partida para posição ligada.
3 O módulo ATC irá monitorar a posição do interruptor do A/C para determinar como deve ser a operação.
4 O módulo ATC irá fechar totalmente a válvula de água.
5 O motor do ventilador irá operar nas seguintes maneiras:
a) Se o interruptor do A/C está posicionada em “O” ANTES da chave de partida ser girada para a
posição ligada, o ventilador irá funcionar. O operador pode ajustar a velocidade do vento conforme
necessário.
b) Se a chave de partida for posicionada para a posição LIGADA e em seguida o interruptor do A/C for
posicionada em “O”, o motor do ventilador não irá funcionar. Posicionando o interruptor do A/C na
posição “O”, o operador está sinalizando o módulo ATC para desligar totalmente o sistema. O motor
do ventilador não irá funcionar até que o potenciômetro do ventilador seja girado aproximadamente
a 30 o para acioná-lo, e então o operador pode ajustar a velocidade do vento conforme necessário.
6 O motor do ventilador pode ser ajustado até toda a faixa de ajuste.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 117
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
DESEMBAÇAMENTO DO VIDRO

Interrptor do A/C Sensor Temp. do


Evaporador

Pot. Controle da Sensor Temp. do Ar


Temperatura da Cabine

Pot. Controle da Interruptor de Baixa


Ventilação Pressão

Interruptor de Alta
Pressão

Módulo ATC

Display Válvula da Água Relé do Módulo PWM


Compressor

Temperatura do Ar Compressor A/C Motor do Ventilador


da Cabine

Modo de Operação

Códigos de Falha

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 118
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

DESEMBAÇAMENTO DO VIDRO,
Desembaçamento do Vidro é ar condicionado fluindo no interior da cabine, com o objetivo de limpar o vidro da
umidade e embaçamento.

1. O operador liga o motor e a chave de partida está na posição ligada.

2. O operador posicionado o interruptor do A/C na posição " ".


3. O módulo ATC irá monitorar a posição do interruptor do A/C para determinar como deverá ser operador.

4. O módulo ATC irá iluminar o display. O display irá mostrar o símbolo " " para informar o operador
de que o modo ATC está funcionando.
5. O módulo ATC irá acionar o compressor do A/C, este irá operar todo o tempo ao menos que o sensor do
evaporar monitorar que o evaporador está congelando. Esta operação irá remover a umidade do ar.
6. O módulo ATC irá monitorar o ajuste da temperatura e posição da válvula de água para manter a
temperatura desejada.
7. O display irá mostrar a temperatura ajustada pelo operador por meio do potenciômetro de ajuste da
temperatura.
8. O módulo ATC irá automaticamente controlar o motor do ventilador enviando sinal ao módulo PWM.
9. Se o operador alterar a velocidade do vento, o módulo ATC irá habilitar o controle do motor do
ventilador. O sistema irá ainda automaticamente acionar o compressor do A/C e regular a válvula de
água a fim de manter a temperatura desejada, usando a velocidade do vento ajustada pelo operador.

O interruptor do A/C deve ser posicionado em “O” e em seguida para " " antes do motor do
ventilador ser controlado automaticamente.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 119
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
AR CONDICIONADO/AQUECIMENTO NA CABINE

Interruptor do A/C Sensor Temp.


Evaporador

Pot. Controle de Sensor Temp. Ar


Temperatura Cabine

Pot. Controle da Interruptor de Baixa


Ventilação Pressão

Interruptor de Alta
Pressão

Módulo ATC

Display Válvula de Água Relé do Módulo PWM


Compressor

Temperatura do Ar Compressor do A/C Motor do Ventilador


da Cabine

Modo de Operação

Códigos de Falha

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 120
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
AQUECIMENTO/AR CONDICIONADO, "A"
Aquecimento/Ar Condicionado é ar condicionado fluindo no interior da cabine, com o objetivo de manter a
temperatura da cabine constante. Faixa de temperatura mostrada de 160C to 310C

1. O operador liga o motor e a chave de partida está na posição ligada.

2. O operador posicionar o interruptor do A/C em "A".


3. O módulo ATC irá monitorar a posição do interruptor do A/C para determinar o modo de operação.
4. O módulo ATC irá iluminar o display. O display mostrará o símbolo “A” para informar o operador que
está operando no modo ATC.
5. O módulo ATC irá monitorar o ajuste da temperatura e determinar se o compressor do A/C, válvula de
água e/ou motor do ventilador deve ser regulada para manter a temperatura da cabine desejada pelo
operador usando o controle de temperatura.
6. O módulo ATC irá monitorar a temperatura da cabine, usando o sensor de temperatura da cabine
localizado abaixo do filtro de recirculação.
7. O módulo ATC irá monitorar a temperatura do evaporador, usando o sensor do evaporador para prevenir
que o mesmo se congele.
8. Se o operador alterar a velocidade do ventilador, o módulo irá habilitar o controle da velocidade do
ventilador. O sistema irá ainda regular automaticamente o compressor e válvula de água a fim de manter
a temperatura desejada, usando a velocidade do ventilador ajustada pelo operador. O interruptor do A/C
deve ser posicionado em “O” e novamente em “A” antes do motor do ventilador ser controlado
automaticamente.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 121
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 18-20)
FORNECIMENTO DE ENERGIA
B + RELÉ DE PRESSÃO DE ÓLEO DO MOTOR
O relé envia energia através do fio R(139) para um fusível de 15 A (# 22) e fio R (540) e
conector 86 terminal B para energizar o motor do pressurizador da cabine. O motor é
aterrado ao chassi por um fio B (200)

B + Relé da Cabine
Do relé da cabine, energia flui através de um fio R(138) para um fusível de 15 A (# 13).
Energia então flui em duas direções através de um fio R(800):
• Para o relé do compressor terminal 2 e 3
• Através do conector 109 terminal R para o módulo ATC conector 24 terminal D3.

B + Relé da Cabine
Do relé da cabine, energia flui através de um fio R(138) para um fusível de 30 A (# 17).
Energia então flui através de um fio R (820A) pelo conector 109 terminal K para:
• O filtro do motor do ventilador, terminal A
• Através do fio R (820) para o motor do ventilador, terminal A
• Através do fio R (820) para o módulo PWM conector 116 terminal A

ATERRAMENTOS
Aterramento para o motor do ventilador está localizado no lado frontal esquerdo
da carcaça do evaporador, parafusado em um dos parafusos de fixação da
carcaça.

O módulo ATC está aterrado através do terminal E3 para o conector 109 terminal
J, para o chassis através do aterramento abaixo da cabine.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 122
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 18-20)

VENTILAÇÃO
Para os componentes usados consulte a tabela de uso dos componentes.

ENERGIA
Tensão é fornecida:
Para o módulo PWM ao conector 116 terminal A para ativar o módulo
Para o motor do ventilador terminal A para operar o motor
Para o módulo ATC ao conector 24 terminal D3

ATERRAMENTO
Aterramento é:
Do motor do ventilador para o módulo PWM conector 116 terminal D
Do módulo PWM conector 116 terminal C para o chassis
Do potenciômetro de controle do ventilador terminal C para o módulo ATC conector 24
terminal F3

O módulo ATC, terminal E1, envia tensão ao potenciômetro de controle da ventilação terminal B.
Conforme o potenciômetro é girado, a tensão é fornecida para o terminal C e para um circuito de
aterramento comum do módulo ATC terminal F3. O módulo ATC monitora a variação de tensão
do potenciômetro de controla da ventilação para determinar a posição do controle.

O módulo ATC irá enviar um sinal do terminal F1, para o módulo PWM conector 116 terminal B.
O módulo PWM irá pulsa um aterramento de acordo com o sinal recebido do módulo ATC.

O motor do ventilador será controlado manualmente quando o interruptor do A/C está na


posição “O”, e manualmente ou automaticamente quando o interruptor estiver na posição "A" ou
" ".

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 123
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 18-20)
CONTROLE DE DESEMBAÇAMENTO
Para os componentes usado consulta a tabela de uso dos componentes.

Fornecimento de Tensão:
Através do fusível 17 para o filtro de ruído terminal A, módulo PWM no conector 116
terminal A para ativar o módulo, e terminal A do motor do ventilador para operar o motor.
Através do fusível 13 para o módulo ATC no terminal D3 e o relé do compressor do A/C
terminal 2 e 3.

Aterramento
Aterramento é:
Do motor do ventilador para o módulo PWM conector 116 terminal D
Do módulo PWM conector 116 para o chassis
Do potenciômetro de controle do ventilador terminal C para o módulo ATC terminal F3
Do módulo ATC para o chassis

O interruptor do A/C recebe tensão no terminal 7 do módulo ATC terminal A2. Quando o
interruptor é posicionado para a posição de desembaçamento um conexão é feita do terminal 7
para o terminal 5. Terminal 5 do interruptor do A/C é aterrado através do módulo ATC terminal
F3. Quando a tensão chega no módulo ATC terminal A2, o módulo sabe que o operador
selecionou o modo de desembaçamento de operação.

O módulo ATC terminal A1 fornecerá um aterramento para o relé do compressor do A/C terminal
1. O relé irá ativar, fechar os contatos entre os terminais 3 e 5. Tensão da bateria será fornecida
para a embreagem do compressor. O compressor estará funcionando todo o tempo sem
respeitar a temperatura da cabine, somente o sensor de temperatura do evaporador pode
sinalizar o módulo ATC para desacoplar a embreagem se a temperatura do evaporador
aproximar do nível de congelamento. Esta operação irá abaixar o nível de umidade do ar da
cabine. O ar que flui na cabine será frio.

O módulo ATC, terminal B1, envia tensão ao sensor do evaporador terminal A. Conforme a
temperatura do sensor altera, altera a resistência do sensor. A tensão fornecida do terminal A irá
passar ao terminal B. O terminal B é um fio de aterramento comum ao chassi. O módulo ATC
usa uma variação de tensão no terminal B1 do módulo para controlar o aterramento que é
fornecido do terminal A1 do módulo ao relé do compressor terminal 1.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 124
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
CONTROLE DE DESEMBAÇAMENTO, CON'T
O módulo ATC, terminal D2 envia tensão para o potenciômetro de controle de temperatura
terminal B. Conforme o potenciômetro é girado, o fornecimento de tensão do terminal B passará
para o terminal C. O terminal C é fio de retorno comum ao módulo ATC terminal F3. Quando o
potenciômetro é girado, o fornecimento de tensão no terminal D2 irá varia, e esta variação é o
sinal de tensão que o módulo ATC usa para determinar o ajuste do controle de temperatura.
Aquecimento mínimo é fornecido a aproximadamente 10 horas do potenciômetro. Aquecimento
máximo é fornecido na posição totalmente horária do potenciômetro.

O módulo ATC monitora o sensor de temperatura da cabine para determinar a posição


requerida da válvula de água para manter a temperatura desejada. O módulo ATC, terminal C2,
envia tensão para o sensor de temperatura da cabine, terminal A. Conforme a temperatura do
sensor muda, a resistência também muda. O fornecimento de tensão do terminal A irá passar ao
terminal B. O terminal B é um fio aterrado comum com o chassis. O módulo ATC usa a variação
de tensão no módulo terminal C2 para determinar a correta posição da válvula de água e
velocidade do motor do ventilador.

O módulo ATC irá controlar o motor da válvula do aquecedor conforme necessário para manter
a temperatura correta. A válvula do aquecedor conector 25 terminal 10 recebe um fornecimento
de tensão do módulo ATC conector 115 terminal L. A válvula de água é aterrada através do
conector 25 terminal 7. O módulo ATC terminal E2 envia um sinal de tensão variável para a
válvula do aquecedor no conector 25 terminal 8. A válvula do aquecedor gira até que a posição
da válvula alcance o sinal sendo recebido do módulo ATC.

O módulo ATC enviará um sinal do terminal F1, para o módulo PWM conector 116 terminal B. O
módulo PWM irá pulsar um aterramento para o motor do ventilador de acordo com o sinal
recebido do módulo ATC.

Se o operador desejar uma maior ventilação, o potenciômetro do ventilador pode ser


manualmente ajustado. Uma vez que a velocidade do ventilador for manualmente ajustado, o
módulo ATC irá somente tentar manter a temperatura selecionada operando a válvula do
aquecedor. O módulo ATC, terminal E1, envia tensão ao potenciômetro de controle da
ventilação terminal B. Conforme o potenciômetro é girado, a tensão flui para o terminal C para
um circuito aterrado comum no módulo ATC terminal F3. O módulo ATC monitora a variação da
tensão fornecida para o potenciômetro de controle da ventilação para determinar a posição do
potenciômetro.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 125
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 18-20)
CONTROLE AUTOMÁTICO DE TEMPERATURA (ATC)
Módulo ATC monitora a temperatura atual da cabine para manter a temperatura na cabine. A
diferença entre o Desembaçador e modo ATC é que o módulo ATC irá ciclar a embreagem do
A/C e/ou válvula de água conforme necessário para manter a temperatura da cabine
selecionada.

O interruptor do A/C recebe tensão no terminal 1 do módulo ATC terminal B2. Quando o
interruptor é posicionado para “A”, uma conexão é feita do terminal 5 para o terminal 1. Terminal
1 do interruptor é aterrado através do módulo ATC terminal F3. Quando a Tensão chega no
módulo ATC terminal B2, o módulo reconhece que o operador selecionou o modo ATC de
operação.

LEMBRE-SE: Na operação ATC, pode tomar alguns minutos para a temperatura da


cabine estabilizar na temperatura ajustada. Também, quando é alterada o ajuste de
temperatura, o temperatura da cabine não irá mudar imediatamente.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 126
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 18-20)
INTERRUPTOR DE ALTA PRESSÃO
O interruptor de alta pressão do A/C é um interruptor normalmente fechado. Um sinal do módulo ATC terminal D1 é
enviado ao terminal B do interruptor de alta pressão. Terminal A do interruptor de alta pressão está conectada ao terra
chassis. Quando a pressão no sistema excede 400 PSI, o interruptor de alta pressão irá abrir e a tensão no terminal D1
no módulo ATC irá aumentar devido à perda de aterramento. Isto sinaliza ao módulo que uma alta pressão ocorreu no
sistema. Se a condição se repetir duas vezes em um minuto, o módulo ATC irá travar o relé do compressor cortando o
aterramento pelo terminal A1 e irá mostrar o código de erro 01. O código de erro irá piscar no display com o ponto de

ajuste da temperatura atual e o símbolo irá aparecer no display.

INTERRUPTOR DE BAIXA PRESSÃO


O interruptor de baixa pressão do A/C é um interruptor normalmente aberto e irá fechar quando o sistema estiver
operando normalmente. Um sinal do módulo ATC terminal C1 é enviado ao terminal A do interruptor de baixa
pressão. Terminal B do interruptor de baixa pressão está conectada ao terra chassis. Quando a pressão no sistema cai
abaixo de 4 PSI, o interruptor de baixa pressão irá abrir e a tensão no terminal C1 no módulo ATC irá aumentar
devido à perda de aterramento. Isto sinaliza ao módulo que uma baixa pressão ocorreu no sistema. Se a condição se
repetir quatro vezes em um minuto, o módulo ATC irá travar o relé do compressor cortando o aterramento pelo
terminal A1 e irá mostrar o código de erro 02. O código de erro irá piscar no display com o ponto de ajuste da

temperatura atual e o símbolo irá aparecer no display.

UNIDADE DO DISPLAY
O display é alimentado pelo módulo ATC conector 115 terminal H e aterrado através do módulo ATC conector 115
terminal J. O módulo ATC envida dados através do conector 115 terminal G. O dado não pode ser testado.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 127
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 18-20)
DIAGNÓSTICOS
O sistema do ar condicionado proporciona ao técnico informação útil sobre a condição através de dois métodos
diferentes
Código de Falhas
Quando algum código de falha ocorrer, o módulo ATC irá mostrar um código de falha no display. O técnico
pode usar os códigos de falha para ajudar a diagnosticar a falha rapidamente.

Teste de Componentes
Quando algum componente falha, eles não irão operar normalmente. Esta operação deve ajudar a guiar o técnico
ao componente que falhou.

CÓDIGO DE FALHAS
O módulo ATC fornece ao operador códigos de falha se um componentes ou circuito não está operando
corretamente. O código de falha será mostrado no display e irá piscar. Se mais de uma falha ocorrer ao mesmo
tempo, os códigos de falha serão mostrados em ordem numérica. Os códigos de falha desaparecem quando o
problema é corrigido e o módulo ATC não bloquear uma função. Consulte a tabela de códigos de falha para maiores
informações.
CÓDIGO DE FALHAS
Código MODO DE
CAUSA
Falha FALHA
01 Interruptor de alta pressão do A/C aberto - 2 vezes em 60 segundos Embreagem do
(Módulo ATC perdeu sinal de terra no terminal D1) Compressor
Desengatada
02 Interruptor de baixa pressão do A/C aberto - 4 vezes em 60 segundos Embreagem do
(Módulo ATC perdeu sinal de terra no terminal C1) Compressor
Desengatada
03 Condição de sobrecarga no ventilador, este código não está Ventilador está
atualmente sendo usado e não deveria ser mostrado. travado
04 Falha no potenciômetro do ventilador (resistência superior a 11KΩ) Ventilador
permanecerá na
velocidade máxima
05 Falha no potenciômetro de controle da temperatura (resistência Controle da temperat.
superior a 11K Ω) permanecerá a 200C
(680F)
08 Falha no sensor de temperatura da cabine (alta resistência). Este Controle da
código de falha pode ser temporariamente mostrado quando a temperatura
temperatura é inferior a -180C (00F) ou menor. permanecerá a 200C
NOTA Pode ser mostrado em climas extremamente frios. (680F)
10 Falha no sensor de temperatura do evaporador (alta resistência ) o Compressor não
módulo A/C está recebendo sinal de -180C (00F) ou menor. engatará
NOTA Pode ser mostrado em climas extremamente frios.
11 Falha no sensor de temperatura do evaporador (baixa resistência), o Compressor não
módulo A/C está recebendo sinal de 820C (1800F). engatará
Este código irá apagar se os valores do sensor cair abaixo de 820C
(1800F). Isto poderia ser um curto circuito no circuito do sensor do
evaporador.
®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 128
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "01"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
O1 Interruptor de pressão alta do A/C aberto (o módulo perde sinal de Compressor
terra no terminal D1) Desengatado

INTERRUPTOR DE
ALTA PRESSÃO

Módulo ATC parte 1

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 129
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "01"

Circuito de Operação Normal


Quando o interruptor de alta pressão é conectado e o ¾ Terminal B tem aprox. 0,0 volts
circuito está operando apropriadamente ele PRECISA ¾ Terminal A tem um terra direto do chassis
ser FECHADO. É um interruptor N.A Deve encontrar no
conector do interruptor.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento

Passo 1 A tensão do circuito ¾ Se há tensão, execute o teste de resistência do interruptor de


Desconecte o interruptor aberto deve ser aprox 5,0 alta pressão
de alta pressão e usar a volts. ¾ Se Não…
verificação por tensão do Deixe o interruptor desconectado para o teste.
chicote elétrico no Verifique a tensão no terminal 4 do conector 41.
terminal B Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
conector 41 e o terminal B do interruptor.

Não Desconectar o Conector 1.


Verificar a tensão no terminal 24 do conector 1.
Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
conector 1 e o conector 41.

Não Desconectar o Conector 109.


Verificar a tensão no terminal B do conector 109.
Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
conector 109 e o conector 1.

Não Desconectar o Conector 24.


Verificar a tensão no conector 24, terminal D1.
Se a tensão for encontrada, repara a fiação entre o
conector 24 e o conector 109.

¾ Se não houver tensão no terminal D! do conector 24,


substituir o módulo ATC
Reconectar Todos os Conectores.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 130
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "01"

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA, motor DESLIGADO.

Passo 1
Desconecte o interruptor Com o gás R134a pressão ¾ Se o multímetro não mostrar continuidade "OL", remova o
de pressão alta e verifique abaixo de 400 psi, o interruptor e verificar novamente. Se o multímetro ainda não
a resistência entre os multímetro deve mostrar mostrar continuidade, substituir o interruptor. O gás R134a
terminais A e B. um valor menor que 0,5Ω não irá escapar.
de resistência.
¾ Se o interruptor não der continuidade, vá para o Passo 2.

Passo 2
Verifique a resistência O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver acima de 1 ohm, vá para o Passo 3.
entre o terminal A do mostrar resistência menor
chicote e o terra chassi que 1 ohm.

Passo 3
O multímetro deve ¾ Se a resistência estiver correta, reparar a fiação entre o
Desconecte o conector mostrar resistência menor terminal 3 do conector 41 e o terminal A do interruptor de
41. Verifique a que 1 ohm. pressão.
resistência entre o ¾ Se a resistência for acima de 1 ohm, vá para o Passo 4.
terminal 3 do chicote e o
terra chassi.

Passo 4
Desconecte o conector 1. O multímetro deve ¾ Se a resistência estiver correta, reparar a fiação entre o
Verifique a resistência mostrar resistência menor terminal 22 do conector 1 e o terminal 3 do conector 41.
entre o terminal 22 que 1 ohm. ¾ Se a resitê3ncia estiver acima de 1 ohm, verificar a fiação
macho do anteparo e o entre o conector 1 e o parafuso de aterramento da cabine
terra chassi. localizado no anteparo da cabine abaixo do porta copos.

Informação Adicional
¾ Verificar por quebra nos fios do interruptor do corpo do interruptor de pressão alta. Vibração no suporte do chicote.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 131
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "02"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
O2 Interruptor de pressão baixa do A/C Aberto (o módulo não recebe Compressor
sinal de massa do terminal C1) Desengatado

INTERRUPTOR DE
BAIXA PRESSÃO

Módulo ATC parte 1

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 132
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "02"

Circuito de Operação Normal


Quando o interruptor de baixa pressão é conectado e o ¾ Terminal A tem aprox. 0,0 volts
circuito está operando apropriadamente ele PRECISA ¾ Terminal B tem aterramento direto do chassis
ser FECHADO. É um interruptor N.F. Deve encontrar no
conector

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento

Passo 1 A tensão do circuito ¾ Se houver tensão, execute o teste de resistência do


Desconectar o interruptor aberto deve ser interruptor de baixa pressão.
de baixa pressão e aproximadamente 5,0 ¾ Se Não…
verificar a tensão no volts. Deixar o interruptor desconectado para o teste.
chicote no terminal A
Não Desconectar o Conector 24.
Verificar a tensão no conector 24, terminal C1.
Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
terminal C1 do conector 24 e o terminal A do
interruptor.

¾ Se não houver tensão no terminal C1 do conector 24,


substituir o módulo ATC.
Reconectar Todos os Conectores.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 133
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "02"

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de resistência
Com a chave DESLIGADA, motor DESLIGADO

Passo 1
Desconectar o interruptor Com a pressão do gás ¾ Se a leitura da resistência for menor que 1 ohm, vá para o
de baixa pressão e use um R134a acima de 4-6 psi, Passo 2.
terminal do interruptor o multímetro deve
para verificar a mostrar continuidade, ¾ Se a resistência for acima de 1 ohm e o sistema de pressão
resistência entre os menos do que 1 ohm. R134a estiver acima de 20 PSI, substituir o interruptor.
terminais A e B.

Passo 2
Verifique a resistência O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver correta, substituir o módulo ATC.
entre os terminais B do mostrar resistência menor ¾ Se a leitura for superior a 1 ohm, vá para o Passo 3.
chicote elétrico e o terra que 1 ohm.
chassis.

Passo 3
Desconecte o conector O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver correta, reparar a fiação entre o terminal
109. Verifique a mostrar resistência menor B do interruptor de baixa pressão e o terminal J do conector
resistência entre o que 1 ohm. 109.
termina fêmea J do ¾ Se a leitura estiver acima de 1 ohm, verificar o fio terra entre
chicote elétrico e o terra o terminal J do conector 109 e o terra chassi.
chassi

Informação Adicional
¾ Quando as temperaturas estiverem abaixo de -1oC (30oF) este código poderá aparecer. Alterne novamente o
interruptor do A/C para reativar o sistema.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 134
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "03"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
Condição de Sobrecarga no Ventilador da Cabine, esta condição não é O ventilador
O3 atualmente usada e não deve aparecer. estará desligado

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 135
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "04"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
04 Falha no potenciômetro de controle de velocidade em um modo O ventilador irá
aberto (alta resistência) travar na
velocidade
máxima

Potenciômetro de
Velocidade do
Ventilador

Módulo ATC parte 1

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 136
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "04"

Circuito de Operação Normal


Quando o potenciômetro de controle do ventilador é ¾ Terminal B tem aprox.
conectado e o circuito está operando apropriadamente 0,0 volts quando girado sentido totalmente anti-
deve ser encontrado o conector do potenciômetro. horário.
3,0 volts quando girado sentido totalmente horário.
¾ Terminal C tem aterramento direto do chassi.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de Tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar
funcionando.

Passo 1 A tensão de operação do ¾ Se houver tensão, execute o teste de resistência do


NÃO DESCONECTE O circuito deve ser potenciômetro.
CONECTOR 109. aproximadamente ¾ Se Não…
Fazer uma conexão
dentro do terminal H do 0,0 volts quando girado Não Desconecte o Conector 24.
conector 109 e terra sentido totalmente anti- Verifique a tensão no conector 24, terminal E1.
chassi. horário. Se a tensão for encontrada, repara a fiação entre o
conector 24 e o terminal H do conector 109.
3.0 quando girado sentido
totalmente horário. ¾ Se não houver tensão no terminal E1 do conector 24,
substituir o módulo ATC.
NOTA: Se ao verificar a Reconectar Todos os Conectores.
tensão do circuito aberto
no potenciômetro de
controle do ventilador,
dever ser de aprox 8,0
volts.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 137
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "04"

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA.

Passo 1
Desconectar o conector O multímetro deve ¾ Se a leitura não estiver correta, substituir o potenciômetro,
109. Verificar a mostrar uma faixa de consultar Passo 2.
resistência entre os resistência conforme o
terminais fêmea H e S do potenciômetro for girado.
chicote elétrico. Faixa aprox.
0-10K ohms.

Passo 2
Verificar a resistência O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver correta, verificar Passo 3
entre os terminais B e C mostrar uma faixa de ¾ Se a leitura de resistência não aumentar ou diminuir
do potenciômetro macho aprox. 0-10K ohms. suavemente enquanto o potenciômetro for girado, substitua o
enquanto girar o potenciômetro.
potenciômetro em toda
sua faixa.

Passo 3
Verificar a continuidade O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver correta, verifique Passo 4.
entre o conector fêmea B mostrar resistência menor ¾ Se a leitura estiver acima de 2 ohms, repara o fio entre o
do chicote do que 1 ohm. terminal H do conector 109 e o terminal B do conector 109 e
potenciômetro para o o terminal B do conector do chicote do potenciômetro.
terminal H do conector
109.

Passo 4
Verificar a continuidade O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver acima de 2 ohms, reparar o fio entre o
entre o conector fêmea A mostrar resistência menor terminal S do conector 109 e o terminal C do conector do
do chicote do que 1 ohm. chicote do potenciômetro.
potenci6ometro para o
terminal S do conector
109.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 138
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "05"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
05 Falha do potenciômetro do controle de temperatura em um modo Temperatura
aberto ou fora da faixa (alta resistência) irá travar em
200C (680F)

Potenciômetro de
Controle de
Temperatura

Módulo ATC parte 1

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 139
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "05"

Circuito de Operação Normal


Quando o potenciômetro de controle de temperatura é ¾ Terminal B tem aprox.
conectado e o circuito está operando apropriadamente deve 0,0 volts quando girado sentido totalmente anti-
ser encontrado o conector do potenciômetro. horário.
3,0 volts quando girado sentido totalmente horário.
¾ Terminal C tem aterramento direto do chassi.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento

Passo 1 A tensão de operação do ¾ Se há tensão, execute o teste de resistência.


NÃO DESCONECTE O circuito deve ser ¾ Se Não…
CONECTOR 109. aproximadamente
Fazer uma conexão Não Desconectar o Conector 24.
dentro do terminal T do 0,0 volts quando girado Verifique a tensão no conector 24.
conector 109 e o terra sentido totalmente anti- Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
chassi. horário. conector 24 e o terminal T do conector 109.

3,0 volts quando girado ¾ Se não houver tensão no terminal D2 do conector 24,
sentido totalmente substituir o módulo ATC.
horário. Reconectar Todos os Conectores.

NOTA: Se verificar a
tensão do circuito aberto
no potenciômetro do
controle do ventilador,
deve ser de
aproximadamente 8,0
volts.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 140
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "05"

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA

Passo 1
Desconectar o conector O multímetro deve ¾ Se a leitura não estiver correta, substituir o potenciômetro,
109. Verificar a mostrar uma faixa de consultar Passo 2.
resistência entre os resist6encia conforme o
terminais Fêmea T e S do potenciômetro é girado.
chicote elétrico. Faixa aprox.
0-10K ohms.

Passo 2
Verificar a resistência O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver correta, verifique Passo 3
entre os terminais B e C mostrar uma faixa de ¾ Se a leitura não aumentar ou diminuir suavemente enquanto
do potenciômetro macho aprox. 0 a 10K ohm o potenciômetro for girado, substitua-o.
enquanto girar o
potenciômetro em toda
sua faixa.

Passo 3
Verificar a continuidade O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver correta, verifique Passo 4.
entre o conector fêmea B mostrar resistência menor ¾ Se a leitura estiver acima de 2 ohms, repara o fio entre o
do chicote elétrico do a 1 ohm. terminal T do conector 109 e o terminal B do conector do
potenci6oemtro para o chicote do potenciômetro.
terminal T do conector
109.

Passo 4
Verificar continuidade O multímetro deve ¾ Se a leitura estiver acima de 2 ohms, reparar o fio entre o
entre o conector fêmea C mostrar resistência menor terminal S do conector 109 e o terminal C do conector do
do chicote elétrico do a 1 ohm. chicote do potenciômetro.
potenciômetro para o
terminal S do conector
109.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 141
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "08"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
08 Falha no Sensor de Temperatura da Cabine em modo Aberto. (alta Temperatura
resistência) irá travar em
NOTE Pode ser mostrado durante climas extremamente frios 200C (680F)

Módulo ATC parte 1

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 142
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "08"

Circuito de Operação Normal


Quando o sensor de temperatura da cabine é conectado e o ¾ Terminal A tem aprox. 0,5 volts a 21 oC (70oF).
circuito está operando apropriadamente deve ser encontrado ¾ Terminal B tem aterramento direto do chassi.
no conector do sensor

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento.

Passo 1 A tensão do circuito ¾ Se há tensão, execute o teste da resistência.


Desconectar o conector aberto deve ser aprox. 5,5
do sensor. Fazer uma volts. ¾ Se Não…
conexão entre o terminal
A do conector macho do Não Desconectar o Conector 24.
chicote do sensor e o Verificar a tensão no conector 24, terminal C2.
terra chassi. Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
conector 24 e o terminal A do conector do chicote
elétrico do sensor.

¾ Se não houver tensão no terminal C2 do conector 24,


substituir o módulo ATC.
Reconectar Todos os Conectores.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 143
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "08"

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA

Passo 1
Desconectar o conector O multímetro deve ¾ Se a leitura não estiver correta, substituir o sensor de
do sensor. Verificar a mostrar uma resistência temperatura.
resistência entre os de 20-25K a 70oF
terminais A e B do (21.1oC). ¾ Se a leitura estiver correta, consultar Passo 2.
sensor.

Passo 2
Verificar a resistência O multímetro deve ¾ Se a leitura da resistência não estiver correta, reparar o fio.
entre os terminais B do mostrar menos do que 1
chicote elétrico e o massa ohm.
do chassi.

Informação Adicional
¾ Se segurar com a mão a sonda do sensor, a resistência diminuirá já que a sonda irá aquecer.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 144
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "10"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
10 Falha no sensor de temperatura do Evaporador (alta resistência), Compressor
o módulo ATC está recebendo um sinal de 00F (-370C) ou mais não engatará
frio.
NOTA: Pode ser mostrado durante climas extremamente frios.

Módulo ATC parte 1

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 145
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "10"

Circuito de Operação Normal


Quando o sensor do evaporador é conectado e o circuito ¾ Terminal A tem aprox. 0,5 volts
está operando apropriadamente deve ser encontrado no ¾ Terminal B tem aterramento direto do chassi.
conector do sensor
Nota Interruptor do A/C na posição “0”

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento

Passo 1 A tensão do circuito ¾ Se não houver tensão, execute o teste de resistência.


Desconectar o conector aberto deve ser de aprox.
do sensor. Fazer uma 5,5 volts. ¾ Se Não…
conexão entre o terminal
A do sensor e o massa do Não Desconectar o Conector 24.
chassi. Verificar a tensão no conector 24, terminal B1.
Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
conector 24 e o terminal A do conector do chicote
elétrico do sensor.

¾ Se não houver tensão no terminal B1 do conector 24,


substituir o módulo ATC.
Reconectar Todos os Conectores.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 146
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "10"

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA

Passo 1
Desconetar o conector do O multímetro deve ¾ Se a leitura não estiver correta, substituir o sensor de
sensor. Verificar a mostrar uma resistência temperatura.
resistência entre os de 20-25K a 70oF
terminais A e B do (21.1oC). ¾ Se a leitura estiver correta, consultar Passo 2.
sensor.

Passo 2
Verificar a resistência O multímetro deve ¾ Se a leitura não estiver correta, reparar o fio.
entre os terminais macho mostrar resistência
B do sensor e o terra inferior a 1 ohm.
chassi

Informação Adicional
É MUITO importante o modo de instalação do sensor. O sensor precisa ser inserido de forma que a ponta da sonda seja
inserida em:
¾ Um ângulo de 45o descendo na traseira do núcleo do evaporador.
¾ Entre os segundo e terceiro tubos 2.36" (60mm) a partir do fundo do evaporador.
¾ 11.8" (300mm) a partir da parede esquerda do compartimento do A/C.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 147
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "11"


Código MODO
Falha CAUSA FALHA
Falha no Sensor de Temperatura do Evaporador (baixa resistência), o Compressor não
11 módulo ATC está recebendo um sinal de 1800F (820C). Este código engatará
apagará se o valor do sensor cair abaixo de 1800F (820C). Isto pode ter
sido um curto circuito do sensor do evaporador.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 148
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "11"


Quando o sensor do evaporador é conectado e o circuito ¾ Terminal A tem aprox. 0,5 volts
está operando apropriadamente deve ser encontrado no ¾ Terminal B tem aterramento direto do chassi.
conector do sensor.
Nota Interruptor do A/C na posição “0”.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisar estar em
funcionamento.

Passo 1 A tensão do circuito ¾ Se há tensão, execute o teste de resistência.


Desconectar o conector aberto deve ser aprox. 5,5
do sensor. Fazer uma volts. ¾ Se Não…
conexão entre o terminal
A do sensor e o terra Não Desconectar o Conector 24.
chassi Verificar a tensão no conector 24, terminal B1.
Se a tensão for encontrada, reparar a fiação entre o
conector 24 e o terminal A do conector do chicote do
sensor.

¾ Se não houver tensão no terminal B1 do conector 24,


substituir o módulo ATC.
Reconectar Todos os Conectores.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 149
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

CÓDIGO DE FALHA "11"

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de resistência
Com a chave DESLIGADA

Passo 1
Desconetar o conector do O multímetro deve ¾ Se a leitura não estiver correta, substituir o sensor de
sensor. Verificar a mostrar uma resistência temperatura.
resistência entre os de 20-25K a 70oF
terminais A e B do (21.1oC). ¾ Se a leitura estiver correta, consultar Passo 2.
sensor.

Passo 2
Verificar a resistência O multímetro deve ¾ Se a leitura não estiver correta, reparar o fio.
entre os terminais macho mostrar resistência
B do sensor e o terra inferior a 1 ohm.
chassi.

Informação Adicional
É MUITO importante o modo de instalação do sensor. O sensor precisa ser inserido de forma que a ponta da sonda seja
inserida em:
¾ Um ângulo de 45o descendo na traseira do núcleo do evaporador.
¾ Entre os segundo e terceiro tubos 2.36" (60mm) a partir do fundo do evaporador.
¾ 11.8" (300mm) a partir da parede esquerda do compartimento do A/C.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 150
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO, (HCC0020001 E POSTERIORES)


COMPONENTES DE TESTE
A seguintes páginas irá promover métodos de teste e diagnósticos para componentes do sistema que não possuem
códigos de falha.

PROCEDIMENTOS DE TESTE
1 Motor do Ventilador
2 Válvula de Água
3 Relé do Compressor
4 Interruptor do A/C
5 Display de Temperatura
6 Pressurização da Cabine

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 151
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #1
MOTOR DO VENTILADOR
SINTOMAS
O motor do ventilador não opera a qualquer velocidade. Veja Informação
Adicional ao final do teste.

Módulo ATC
parte 1

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 152
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #1
Motor do Ventilador
Circuito Operando Normalmente
Quando o motor do ventilador está operacional o seguinte ¾ Através do terminais do motor aprox.___ohms
resultado de teste deveria ser encontrado. ¾ Terminal A; 12 volts
¾ Terminal B; massa

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave ligada, motor não necessita estar
funcionando.
Passo 1
Desconecte o conector do Deverá ter 12 volts. ¾ Se houver tensão, vá para o passo 2
motor do ventilador e
verifique a tensão no terminal ¾ Se não houver tensão:
A do chicote fêmea. 1. Verifique por 12 volts no filtro de ruído fêmea terminal
A.
2. Verifique por 12 volts no conector 109 terminal macho
terminal K.
Passo 2
Desconecte o conector do O motor do ¾ Se o motor do ventilador funcionar, vá para o passo 3.
motor do ventilador. Usando ventilador deverá ¾ Se o motor do ventilador não funcionar, substitua-o.
um fio jump apropriado, funcionar.
forneça 12 volts ao terminal A
do motor do ventilador e um
terra ao terminal B.
Passo 3
Desconecte o conector 116 do Com o interruptor ¾ Se a tensão está correta, verifique a resistência.
PWM e verifique a tensão do do A/C na posição ¾ Verifique a continuidade do fio do módulo ATC terminal F1
módulo ATC ao chicote fêmea “O” a tensão deverá e PWM terminal B.
terminal B. ser aprox ___a___ ¾ Se o fio estiver bom, substitua o módulo ATC.
conforme o
potenciômetro de
controle do
ventilador é girado.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 153
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #1
MOTOR DO VENTILADOR
Teste Resultados Se Não, Faça Isto
Teste de resistência
Com a chave desligada.

Passo 1
Desconectar o conector do Deve haver aprox. ¾ Se a resistência não estiver correta, substituir o motor do
motor do ventilador e verificar ___ ohms ventilador
a resistência entre os terminais ¾ Se a resistência estiver correta, ira para o Passo 3.
A e B do interruptor do motor

Passo 2
Desconectar o conector do Não deve haver ¾ Se a resistência estiver acima de 1 ohm, reparar a fiação.
motor do ventilador e verificar meias do que 1 ohm ¾ Se a resistência estiver abaixo de 1 ohm, substituir o PWM.
a continuidade entre o de resistência
terminal B do chicote e o
terminal D do conector 116 do
PWM.

Informação Adicional
¾ Se uma condição de sobrecarga for detectada, o módulo desligará o motor do ventilador por 10 segundos, tentar então
ligar o ventilador duas vezes com um intervalo de 10 segundos entre as tentativas. Se uma condição de sobrecarga
ainda existir, o ventilador será TRAVADO.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 154
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #2
VÁLVULA DE ÁGUA
SINTOMA
Ao ajustar a temperatura para um valor maior, a cabine não aquece. O controle
de temperatura verifica se está OK.
NOTA Consulte INFORMAÇÕES ADICIONAIS para operações do sistema.

Módulo ATC
parte 1

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 155
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #2
VÁLVULA DE ÁGUA
Circuito em Operação Normal
Quando a válvula de água estiver em operação, os seguintes ¾ Terminal 7 para massa; menos que 1 ohm
resultados de teste devem ser encontrados enquanto o ¾ Terminal 8; deve ser tensão variável de aprox.
potenciômetro do controle de temperatura for girado. 9,3 volts quando girado totalmente sentido anti-
horário.
1,2 volts quando girado totalmente sentido horário
ao ajustar o controle de temperatura
¾ Terminal 10; deve ter tensão quando a chave estiver
ligada.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento.

Passo 1
Desconectar o conector da Deve haver aprox. ¾ OK, ir para Passo 3
válvula de água e verificar a 11,0 volts.
tensão no terminal 10 fêmea. ¾ NÃO OK, ir para Passo 2

Passo 2
Desconectar o conector 115 do Deve haver aprox. ¾ OK, reparar a fiação do terminal L do conector 115 para o
módulo ATC. Verificar a 11,0 volts. terminal 10 da válvula de água.
tensão no terminal L do
módulo. ¾ NÃO OK, substituir o módulo ATC.

Passo 3
NÃO desconectar o conector Deve haver 1,2-9,3 ¾ OK, ir para verificação de resistência.
da válvula de água. Monitorar baseado na posição ¾ NÃO OK, verificar a continuidade do fio do terminal E2 do
sinal de tensão no terminal 8. do controle de módulo ATC e o terminal 8 da válvula de água.
temperatura ¾ O fio está OK, substituir o módulo ATC.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 156
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #2
VÁLVULA DE ÁGUA
Teste Resultados Se Não, Faça Isto
Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA.

Passo 1
Desconectar o conector da Deve haver menos ¾ OK, substituir a válvula de água.
válvula de água e verificar a que 1 ohm de ¾ NÃO OK, reparar a fiação entre a válvula de água e terra do
continuidade entre o terminal resistência. chassi.
7 do chicote da válvula de
água e o terra chassi.

Informação Adicional
Quando a chave de contato é colocada na posição LIGADA, a válvula de água deve girar para a posição que corresponda
com o potenciômetro do controle de temperatura. Na parte superior da válvula de água está um eixo redondo entalhado
que deve ser observado para que se possa verificar as operações das válvulas.

Ajustar o controle de temperatura totalmente no sentido horário e girar a chave de contato para a posição LIGADO. A
válvula de água girará levemente no sentido horário e retornará totalmente no sentido anti-horário. Ajustar o controle de
temperatura e a válvula de água deve seguir com o ajuste.

Válvula de Água

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 157
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #3
RELÉ DO COMPRESSOR
SINTOMAS
Quando no modo ATC ou Desembaçador, o compressor não engatará.

Módulo ATC
parte 1

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 158
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #3
RELÉ DO COMPRESSOR
Circuito em Operação Normal
Quando o interruptor do A/C estiver posicionado para o ¾ Terminal 2 & 3 do relé, 12 volts
DESMBAÇADOR, os seguintes resultados do teste de ¾ Terminal 1 do relé, aterrado através do módulo ATC.
tensões devem ser encontrados. ¾ Terminal 5 do relé, 12 volts
NOTA Se o relé ou a embreagem do compressor podem ser
ouvidos fechando ao alternar o interruptor do A/C, salte
para o Passo 1 do teste de resistência.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento.

Passo 1
Remover um relé de um ¾ OK, instalar um novo relé.
sistema que esteja operando e
instalar no lugar do relé do ¾ NÃO OK, seguir com os procedimentos de teste.
compressor.

Passo 2
Remova o relé do soquete. Deve haver 12 volts. ¾ OK, ir para o teste de resistência
Verifique a tensão nos
terminais 2 e 3. ¾ NÃO OK,
verifique fusível #13,
reparar os fios entre o soquete do relé e o fusível #13

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 159
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #3
RELÉ DO COMPRESSOR
Teste Resultados Se Não, Faça Isto
Teste de Resistência
Com a chave LIGADA, o interruptor do A/C em
DESEMBAÇAR

Passo 1
Remover o relé o seu soquete. Deve haver ¾ OK, verificar o circuito de acionamento do compressor
Verificar por terra chassi no resistência inferior a ¾ NÃO OK, ir para o passo 2.
terminal 1 1 ohm.

Passo 2
Desconectar o conector 109 e Deve haver ¾ OK, ir para o passo 3.
verificar a continuidade entre resistência inferior a
o terminal 1 do soquete do relé 1 ohm. ¾ NÃO OK,
e o terminal C do conector Reparar a fiação, ir para o passo 3.
109.
Reconectar o conector 109
Passo 3
Desconectar o conector 24 no Deve haver ¾ OK, Posicionar o interruptor do A/C em “A” e o ajuste de
módulo ATC e verificar a resistência inferior a temperatura para frio máximo. E retornar para a etapa 1.
continuidade entre o soquete 1 1 ohm.
do relé e o terminal A1 do ¾ NÃO OK, reparar fiação.
conector 24.
Reconectar o conector 24

Informação Adicional

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 160
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #4
INTERRUPTOR DO A/C
SINTOMA
O sistema não muda os modos de operação.

Módulo ATC
parte 1

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 161
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #4
INTERRUPTOR DO A/C
Circuito em Operação Normal
Quando o interruptor do A/C estiver colocado na posição ¾ Terminal 1 e 7 do interruptor deve ter __ Volts
DESEMBAÇAR ou A/C, os seguintes resultados de teste ¾ Terminal 5 do interruptor deve estar aterrado através
devem ser encontrados do módulo do A/C.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento.

Passo 1
Não desconectar quaisquer Tensão normal 5,0 ¾ OK, ver o teste de resistência.
conectores. Usar um V.
multímetro para verificar a ¾ NÃO OK, ver o teste 2.
tensão nos terminais L e M do
conector 109 com o
interruptor do A/C na posição
“O”.

Passo 2
Usar um multímetro para Tensão normal 5,0 ¾ OK, reparar o chicote entre os conectores 24 e 109.
verificar a tensão nos V.
terminais A2 e B2 do conector ¾ NÃO OK, substituir o módulo do A/C.
24.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 162
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #4
INTERRUPTOR DO A/C
Teste Resultados Se Não, Faça Isto
Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA,

Passo 1
Desconectar o conector 109 e Interruptor do A/C ¾ OK, ir para passo 2.
usar a extremidade do terminal na posição “O” o
macho e verificar a resistência multímetro deve ler ¾ NÃO OK, o interruptor do A/C terá que ser removido do
entre os terminais M e S “OL”. painel superior para determinar se o problema está no
enquanto alternar para a chicote entre o interruptor e o conector 109.
posição “DESEMBAÇAR”. Interruptor do A/C
na posição
“DESEMBAÇAR”
o multímetro deve
ler resistência
inferior a 1 ohm.
Passo 2
Desconectar o conector 109 e Interruptor do A/C ¾ OK, ir para passo 3.
usar a extremidade do terminal na posição “O” o
macho e verificar a resistência multímetro deve ler ¾ NÃO OK, o interruptor do A/C terá que ser removido do
entre os terminais L e S “OL”. painel superior para determinar se o problema está no
enquanto alternar para a chicote entre o interruptor e o conector 109.
posição “A”. Interruptor do A/C
na posição “A” o
multímetro deve ler
resistência inferior a
1 ohm.
Passo 3
Desconectar o conector 24 no Deve mostrar ¾ OK, substituir o módulo ATC.
módulo ATC e verificar a resistência inferior a
continuidade do terminal F3 e 1 ohm. ¾ NÃO OK, reparar o chicote entre os conectores 24 e 109
o terminal fêmea S do
conector 109. Reconectar todos os conectores.

Informação Adicional

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 163
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #5
DISPLAY DE TEMPERATURA
SINTOMA
O sistema não muda os modos de operação.
NOTA, Veja Informações Adicionais para este teste.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 164
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #5
DISPLAY DE TEMPERATURA
Circuito em Operação Normal
Quando o display de temperatura estiver em correto ¾ Terminal B, 0,1 Volts
funcionamento, o seguinte deve ser encontrado no conector ¾ Terminal A, 5,0 Volts.
23. ¾ Terminal C, 4,7 Volts

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com a chave LIGADA, o motor não precisa estar em
funcionamento.

Passo 1
Não desconectar quaisquer Tensão normal 5 V. ¾ OK, ver o teste de resistência.
conectores. Usar um
multímetro para verificar a ¾ NÃO OK, ver o teste 2.
tensão no terminal V do
conector 109
Passo 2
Usar um multímetro para Tensão normal 5 V. ¾ OK, reparar o chicote entre os conectores 115 and 109
verificar a tensão no terminal
H do conector 115. ¾ NÃO OK, substituir o módulo ATC.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 165
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #5
DISPLAY DE TEMPERATURA
Teste Resultados Se Não, Faça Isto
Teste de Resistência
Com a chave DESLIGADA,

Passo 1
Desconectar o conector 109 e Deve haver ¾ OK, ir para o passo 2.
conector 23. Verificar a resistência inferior a
continuidade entre os 1 ohm em cada par ¾ NÃO OK, repare o chicote entre o conector 109 e 23.
terminais: de terminais.
¾ UeB Reconectar o conector 109
¾ VeA
¾ WeC
Passo 2
Desconectar o conector 115 e Deve haver ¾ OK, ir para Informação Adicional
conector 23. Verificar a resistência inferior a
continuidade entre os 1 ohm em cada par ¾ NÃO OK, reparar o chicote entre os conectores 109 e 115.
terminais: de terminais.
¾ JeB Reconectar o conector 115 e 23
¾ HeA
¾ GeC

Informação Adicional
O problema poderia se a unidade do display ou o módulo ATC. Se o display não funcionar de maneira alguma, tentar um
novo módulo ATC. Se somente estiver faltando partes dos símbolos, tentar uma nova unidade do display.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 166
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #6
PRESSURIZAÇÃO DA CABINE
SINTOMA
Dentro da cabine já sujeira e o filtro de ar está obstruído.

Manômetro para Verificação da Pressão da Cabine

Ventilador do Ventilador do
Pressurizador Pressurizador
não está em está em
funcionamento funcionamento

Disponha uma mangueira limpa, (1/4" - 3/8") e posicione através da porta da cabine.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 167
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
TESTE DO COMPONENTE #6
PRESSURIZAÇÃO DA CABINE
Circuito em Operação Normal
A cabine deve manter uma pressão mínima de 0,5" H2O, ¾ Verifique pressão da Cabine.
para evitar que a poeira e sujeira sejam sugados para dentro.

Teste Resultados Se Não, Faça Isto


Teste de fornecimento de tensão
Com o motor em funcionamento, a luz de advertência
da pressão de óleo do motor DEVE ESTAR
DESLIGADA.
Passo 1
Remova o filtro de ar da Pressão normal deve ¾ OK, reinstale o filtro de ar da cabine e verifique novamente.
cabine. Instalar o manômetro e ser de pelo menos Pelo novo teste, a condição do filtro de ar da cabine será
verificar a pressão da cabine. 0,5" H2O. verificada.

¾ NÃO OK, ir ao passo 2.


Passo 2
Verificar se o ventilador do O ventilador deve ¾ OK, ver passo 3
pressurizador da cabine está funcionar sempre ¾ NÃO OK, Verifique o circuito elétrico do motor do
em funcionamento. NÃO POR que a luz de pressão ventilador.
A MÃO NA CALHA DE do óleo do motor
DESCARGA DO estiver
VENTILADOR. DESLIGADA.
Passo 3 Pontos para inspeção,
Verificar vazamentos de ar na Não deve haver ¾ Ao redor dos pedais, a espuma do assoalho deve ter contato
cabine enquanto o ventilador vazamento de ar da com o fundo da cabine.
do pressurizador da cabine cabine. ¾ Ao redor dos tubos coletores de ar conforme vão para a
estiver em operação. coluna frontal da cabine, as espumas devem ter vedação bem
justa.
¾ Verificar se as portas da cabine fecham completamente.
¾ Verificar a vedação de qualquer equipamento adicional
montado na cabine que possam ter sidos montados à
máquina.

Informação Adicional
Verificar se todas as conexões e mangueiras entre o filtro de ar da cabine e a cabine estão intactas, sem restrição ao fluxo
de ar tampouco permitindo a entrada de poeira e sujeira.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 168
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
LEITURAS NORMAIS DE TENSÃO DO SISTEMA NO CONECTOR 24 DO MÓDULO DO A/C
Terminal do Função Tensão do Leituras Normais
Módulo do A/C Chave de Partida na posição Circuito
LIGADO Aberto
Localização Fio #
do Terminal
A1 O-814 Fornece terra ao relé da embreagem 0,0 Volts (AC Ligado)
do compressor 12 Volts (AC Desligado)
A2 O-807 Envia tensão para o interruptor do 5 Volts 0,0 Volts com o
A/C interruptor na posição
DESEMBAÇAR
A3 B-GRD 1 Terra
B1 O-810 Envia tensão para o sensor do 5 Volts 0,5 V a 21,1oC a tensão
Evaporador cairá conforme aumentar
a temperatura no sensor
B2 O-808 Envia tensão ao interruptor do A/C 5 Volts 0,0 Volts com o
interruptor na posição
“A”
B3 B-GRD 2 Terra
C1 O-804 C Envia tensão ao interruptor de 5 Volts 0,0 volts quando o
Pressão Baixa sistema está operando
normalmente.
C2 O-811 C Envia tensão ao sensor de 5 Volts 0,5 a 21,1oC a tensão
temperatura da Cabine. cairá conforme aumentar
a temperatura no sensor.
C3 B-GRD 9 Terra
D1 O-815 Envia tensão ao interruptor de 5 Volts 0,0 volts quando o
Pressão Alta sistema está operando
normalmente.
D2 O-809 B Envia tensão ao potenciômetro de 6 Volts Calor Máximo 3,0 V
controle de temperatura. Frio Máximo 0,0 V
D3 R-800 Fonte de alimentação chaveada 12V
E1 O-827 B Envia tensão ao potenciômetro de 6 Volts Velocidade Máx. 3,0 V
controle do ventilador. Velocidade Mín. 0,0 V
E2 O-806 C Monitora a posição da válvula de Calor Máximo 3,0 V
água Frio Máximo 0,0 V
E3 B-GRD 3 Terra
F1 O-827 C Envia sinal de tensão ao módulo Velocidade Máx. 4,0 V
PWM Velocidade Mín. 0,0
F2 B-GRD 4 Terra
F3 B-812 Retorne de massa do potenciômetro
de controle de temperatura, pot.
controle do ventilador, interruptor do
A/C.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 169
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)
SOLUÇÕES DE PROBLEMAS
O módulo ATC oferece ao operador códigos de falha se um componente ou circuito não estiver
funcionamento corretamente. O código de erro será mostrado no display de temperatura e ficará
intermitente com a temperatura da cabine. Consultar a tabela de códigos de falha no final desta
seção.

LEITURAS NORMAIS DE TENSÃO NO SISTEMA

Terminal do Num. Função Tensão do Leituras


Módulo ATC Fio Chave de Partida Circuito Normais
na posição Aberto
LIGADO
Conector Localização
115 do Terminal

Terminal G W-801 W Envia dados ao Não pode ser


5 display checado. Aprox. 4,3-
4,8 Volts
NO H O-801 Envia energia ao 5 Volts 5 Volts
display
ATC J B-801 B Terra do display
K B-800 2 Terra para 5 Volts 5 Volts quando não
B converter de 0C to estiver conectado
0
F
L O-805 Envia tensão à 9 Volts 9 Volts
válvula de água

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 170
ELÉTRICA

SISTEMA DE AQUECIMENTO VENTILAÇÃO AR CONDICIONADO,


(HCC0020001 E POSTERIORES)

34. Embreagem do Compressor 35. Interruptor de Alta Pressão 36. Interruptor de Baixa Pressão
do A/C do A/C do A/C
37. Módulo do A/C 38. Motor do Ventilador 39. Sensor/Medidor Válvula do
Aquecedor
40. Motor do Pressurizador 41. Sensor de Temperatura do 42. Interruptor A/C
Evaporador
43. Potenciômetro Controle da 44. Potenciômetro Controle de 45. Módulo PWM
Ventilador Temperatura

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 171
SISTEMA ELÉTRICO

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-172
SISTEMA ELÉTRICO

ACENDEDOR DE CIGARROS, BUZINA E LÂMPADAS DO TETO(2000 e anterior)


(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
GERAL
Este circuito consiste de um fusível (1) de 10 A, módulo de retorno, buzina, interruptor de
sinalização/buzina, luz do teto esquerda, luz do teto direita, interruptor da porta, acendedor de
cigarros e os fios e conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
Alimentação originada do B+ através de um fio R(162) para um fusível de 10 A (1). Continuação
através de um fio R(715) para o terminal 37 do módulo de retorno. Alimentação então deixa os
terminais.
• 38 para a buzina
• 43 para a luz do teto lado esquerdo
• 44 para a luz do teto lado direito
• 40 para o interruptor da porta para as luzes do teto
• 39 para o acendedor de cigarros

BUZINA
Alimentação originada do terminal 38 passa através de um fio R(715) para a buzina. Neste
momento a buzina não está em funcionamento Fio A B (892) está ligado à buzina e também ao
terminal 31B do interruptor da buzina/sinaleira direcional. Este interruptor é um interrupto
momentâneo que quando pressionado, conecta o terminal 31B com o 31 fornecendo um massa
através de um fio V(178) e B(200) para o massa do chassi permitindo o funcionamento da
buzina.

LUZ DE TETO ESQUERDA & DIREITA


Alimentação originada dos terminais 43 e 44 passam através de um fio R(715) para a luz do teto
esquerda. Os interruptores de luz do teto estão conectados as luzes do teto e estes possuem
interruptores em três posições (LIGADO, DESLIGADO E PORTA). Nas posições DESLIGADAS
não há conexão para as luzes do teto esquerda & direita, elas permanecem DESLIGADAS.
Quando os interruptores estão na posição LIGADO, alimentação contínua acende as luzes do
teto esquerda & direita. Quando o interruptor está na posição PORTA , a cada vez que a porta
for aberta o interruptor da porta fecha contato e a alimentação é fornecida a partir do interruptor
da porta através do fio V(716) para acender as luzes de teto do esquerda & direita. Os contatos
do interruptor da porta se abrem quando a porta fecha e as luzes do tetoDESLIGAM. Um massa
é fornecido através do fio B(716).

ACENDEDOR DE CIGARROS
Alimentação do terminal 39 existente é direcionada através de um fio R(715) para o acendedor
de cigarros. Um fio A B (200) fornece o massa. Pressionar o acendedor de cigarros para ativá-
lo. Um elemento dentro do acendedor de cigarros esquentará e após alguns segundos ele
pulará para indicar que está aquecido na temperatura correta.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-173
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
GERAL
O circuito do sistema de iluminação consiste do seguinte:
Oito fusíveis: 4 fusíveis (15 A) (7; 26; 31 e 32), 4 fusíveis (20 A) (2; 27; 28 e 29), interruptor de
luz, iluminação de fundo para os interruptores do painel superior, iluminação de
fundo para os interruptores do console direito, seis relés (relé dos holofotes
laterais, relé de corte da sinaleira direcional, relé de perigo, relé das luzes de
trabalho auxiliares, relé da luzes de trabalho esquerdas, relé das luzes de trabalho
direitas, relé da luz de serviço), interruptor da buzina/sinaleira direcional, interruptor
LIGA/DESLIGA da luz, interruptor da luz da peneira, unidade do pisca-pisca,
temporizador da iluminação de saída, módulo de luz, módulo de diodo, seis
lâmpadas halógenas ajustáveis (4 holofotes, 2 luzes de trabalho ALTO/BAIXO), 2
luzes de trabalho (1 do tanque graneleiro, 1 do descarregador), luzes de
advertência dianteira e traseira, holofotes laterais direito e esquerdo (opcional),
luzes para após o corte direitas e esquerdas (opcional), holofote traseiro (opcional),
luzes traseiras, luz da peneira, luzes externas traseiras, relé do sinalizador e luz do
sinalizador (se equipado) e todos os fios e conectores necessários para completar
o circuito.

FONTES DE ALIMENTAÇÃO
A energia não-chaveada B+ é alimentada: (todos os interruptores na posição desligada)
• Para o interruptor de sinal através de um fio R(141) para um fusível de 15A (26) para um
fio R(750) para o terminal 49A do interruptor de sinaleira direcional.
• Para aunidade do pisca-pisca e interruptor de da luz de perigo através de um fio R(162)
para um fusível 20A (2) através de um fio R(751) para o terminal 2 da unidade de pisca-
pisca e terminal 3 do interruptor da luz de perigo.
• Para o relè de luzes de trabalho auxiliares através de um fio R(140) para um fusível de
20A (29) através de um fio R(783) para o terminal 3 do relé de luzes de trabalho auxiliares.
• Para o interruptor de luz através de um fio R(130) para um fusível de 15A (31) para um fio
R(780) para o terminal 5 no interruptor de luz.
• Para o relé do holofote lateral através de um fio R(130) para um fusível de 15A (32). Esta
alimentação é direcionada para fora de um fio R(792) para o terminal 3 do relé dos holofotes
laterais.
• Para o relè de luzes de trabalho esquerda através de um fio R(141) para um fusível de
20A (27) através de um fio R(782) para o terminal 3 do relé de luzes de trabalho esquerda.
• Para o relé de luzes de trabalho direita através de um fio R(140) para um fusível de 20A
(28) através de um fio R(792) para o terminal 3 do relé de luzes de trabalho direita.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-174
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
LUZES DE ADVERTÊNCIA DE PERIGO
Perigo "DESLIGADO"

A alimentação de B+ passa através de um fio R(162) para um fusível de 20A (2) através de um fio R(751)
para o terminal 2 da unidade do pisca-pisca e terminal 3 do interruptor de perigo.

Os terminais 6 e 8 são conectados, permitindo o uso das luzes do farol


ALTO e das luzes de trabalho quando se usam os faróis.

Perigo "LIGADO"
Quando o operador pressionar o interruptor de perigo "LIGADO", as
luzes de perigo piscarão. O interruptor de perigo conecta os terminais
3 e 5. A alimentação do terminal 5 é enviada através de um fio P(758)
ao terminal 2 do relé de perigo, energizando-o e para o terminal 1. Um diodo é usado para evitar que a
energia desacione o freio de estacionamento. A unidade do pisca-pisca enviará então energia
intermitente dos:

• terminais 5 através de um fio P(756A) para o terminal 51 do módulo de retorno. Entretanto a


alimentação será dividida para o terminal 52 da luz de advertência superior esquerda,
terminal 57 para a luz de advertência traseira esquerda, terminal 58 para as luzes de
advertência frontais esquerda. O terminal 51 também é divido para o terminal A do módulo
diodo para energizar a lâmpada do indicadora do interruptor de perigo.

• terminais 7 através de um fio P(757) para o terminal 65 do módulo de retorno. Entretanto a


alimentação será dividida para o terminal 71 da luz de advertência superior direita, terminal
72 para a luz de advertência traseira direita, terminal 66 para as luzes de advertência frontais
direita. O terminal 65 também é divido para o terminal B do módulo diodo para energizar a
lâmpada do indicadora do interruptor de perigo.

O relé de perigo é ligado ao massa no terminal 1 até o terminal 28 do módulo de retorno através de um fio
B(200). Quando o relé de perigo é energizado, a alimentação intermitente do diodo do pisca-pisca é
enviada para o relé de perigo no terminal 5 através de um fio P(759). Os terminais 5 e 3 são conectados
juntos enviando através de um fio P(752) para o terminal 9 do interruptor de perigo de acendimento
intermitente da luz indicadora.

Perigo "REBOQUE"
A posição de reboque é usada para permitir ao operador desacionar manualmente o freio de
estacionamento. Uma aba de travamento deve ser pressionada para entrar na posição de reboque, isto
impede a entrada acidental nesta posição. Os terminais 3 e 1 serão conectados enviando a alimentação
através de um fio LB(396) para um diodo que acionará as luzes de advertência e para o terminal 6 do
interruptor do freio de estacionamento. Sua operação será tratada em operação do freio de
estacionamento.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-175
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
SINALEIRAS DIRECIONAIS
A operação do interruptor da sinaleira direcional é influenciada pelas posições dos interruptores
de perigo e do farol.
• Se os interruptores de perigo e do farol forem DESLIGADOS o interruptor da sinaleira
direcional funcionará normalmente.
• Se o interruptor de perigo for LIGADO o interruptor da sinaleira direcional funcionará
normalmente.
• Se os interruptores de perigo e do farol forem LIGADOS o interruptor da sinaleira direcional
funcionará normalmente
• Se o interruptor do farol for LIGADO o interruptor da sinaleira direcional será usado para
ligar as luzes laterais do tanque graneleiro quando movido para a posição de curva à direita.
A posição de curva à esquerda funcionará normalmente.

A alimentação do interruptor da sinaleira direcional é fornecida a partir do B+ através de um fio


R(141) para um fusível de 15A (26) para um fio R(750) para o terminal 49A do interruptor da
sinaleira direcional. Os terminais L ou R não são conectados ao terminal 49A.

Sinaleira Direcional (Curva à Direita)


Quando o operador empurra a alavanca da buzina/sinaleira direcional para uma curva à direita,
a alimentação é enviada do terminal L através de um fio P(756) para o terminal 3 do relé de
corte da sinaleira direcional. O terminal 3 é conectado ao terminal 4 enviando a alimentação
através de um fio P(756A) para o terminal 5 da unidade do pisca-pisca e para o terminal 51 do
módulo de retorno. O terminal 51 também é conectado ao terminal A do módulo diodo através
de um fio P(756A). O terminal C do módulo diodo é conectado ao interruptor de perigo através
de um fio P(759) para energizar a luz indicadora do interruptor de perigo.

O módulo de retorno então envia alimentação continuamente para os terminais 57 e 58. A


alimentação do terminal 52 passa através de um fio P(756A) para a luz de advertência superior
esquerda. A alimentação do terminal 57 passa através de um fio P(756A) para a luz de
advertência traseira esquerda. A alimentação do terminal 58 passa através de um fio P(756A)
para a luz de advertência dianteira esquerda.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-176
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
Sinaleira Direcional (Curva à Direita), continuação
A unidade do pisca-pisca envia alimentação intermitente para os terminais 3 e 7. A
alimentação intermitente para o terminal 3 passa através de um fio P(755) para a luz indicadora
direita. A alimentação intermitente também é enviada do terminal 7 através de um fio P(757)
para o terminal 65 do módulo de retorno. O módulo de retorno então envia alimentação para os
terminais 65, 66, 71 e 72. A alimentação intermitente do terminal 65 passa através de um fio
P(757) para o terminal B do módulo de diodo. Since the diode module is already receiving a
steady supply of power at the diode’s terminal A, the intermittent power being received at the
diode module terminal B has no effect on the hazard indicator lamp. A alimentação intermitente
do terminal 66 passa através de um fio P(757) para a luz de advertência direita (acendendo a luz
intermitentemente). A alimentação do terminal 71 passa através de um fio P(757) para a luz de
advertência superior direita (acendendo a luz intermitentemente). A alimentação do terminal 72
passa através de um fio P(757) para a luz de advertência traseira direita (acendendo a luz
intermitentemente). O terminal 4 na unidade do pisca-pisca é ligado ao massa através do
módulo de retorno nos terminais 33 a 25 até o massa do chassi por um fio preto (200).

SINALEIRAS DIRECIONAIS (CURVA À ESQUERDA)


Quando o operador puxa a alavanca da buzina/sinaleira direcional para trás para uma curva à
esquerda, a alimentação é enviada do terminal R através de um fio P(757) para o terminal 7 da
unidade do pisca-pisca, o terminal 65 do módulo de retorno e o terminal B do módulo de diodo.
O módulo de diodo envia alimentação contínua através de um fio P(759) para energizar a luz
indicadora do interruptor de perigo.

O módulo de retorno então envia alimentação para os terminais 66, 72 e 71. A alimentação do
terminal 71 passa através de um fio P(757) para a luz de advertência superior esquerda. A
alimentação do terminal 72 passa através de um fio P(757) para a luz de advertência traseira
direita (acendendo a luz continuamente). A alimentação do terminal 66 passa através de um fio
P(757) para a luz de advertência dianteira direita (acendendo a luz continuamente).

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-177
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
Sinaleira Direcional (Curva à Direita), continuação
A unidade do pisca-pisca envia alimentação intermitente para os terminais 5 e 6. A
alimentação intermitente para o terminal 6 passa através de um fio P(754) para a luz indicadora
esquerda. A alimentação intermitente também é enviada do terminal 5 através de um fio
P(756A) para o terminal 51 do módulo de retorno. O módulo de retorno então envia alimentação
para os terminais 51, 52, 57 e 58. A alimentação intermitente do terminal 51 passa através de
um fio P(756A) para o terminal A do módulo de diodo. Since the diode module is already
receiving a steady supply of power at the diode’s terminal B, the intermittent power being
received at the diode module terminal A has no effect on the hazard indicator lamp. A
alimentação intermitente do terminal 58 passa através de um fio P(756A) para a luz de
advertência esquerda (acendendo a luz intermitentemente). A alimentação do terminal 52 passa
através de um fio P(756A) para a luz de advertência superior esquerda (acendendo a luz
intermitentemente). A alimentação do terminal 57 passa através de um fio P(756A) para a luz de
advertência traseira esquerda (acendendo a luz intermitentemente). O terminal 4 na unidade do
pisca-pisca é ligado ao massa através do módulo de retorno nos terminais 33 a 25 até o massa
do chassi por um fio preto (200).

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-178
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
LUZES DE TRABALHO (INTERRUPTOR DE PERIGO “DESLIGADO” INTERRUPTOR DE LUZ
“LIGADO”)
Quando o interruptor de luz é colocado na posição "LIGADO" (luzes de trabalho), a alimentação
é fornecida através de um fio R(130) para um fusível de 15 A (31). A partir de um fusível 31, um
fio R(780) fornece alimentação ao terminal 5 do interruptor de luz. O terminal 1 fornece
alimentação para o interruptor de perigo, luz do interruptor de luz, relé de perigo, relés de luzes
de trabalho direita e esquerda. Alimentação originada do terminal 1 passa através de um fio
P(724A) para o terminal 6 do interruptor de perigo. Com o interruptor na posição "DESLIGADO",
a alimentação então passa do terminal 8 através e um fio P(722) para as luzes de trabalho ALTA/
BAIXA (farol alto) e também para o terminal 2 do relé de luzes de trabalho auxiliares. Os
terminais 3 e 5 do relé agora são comuns. A alimentação para o terminal 3 do relé das luzes de
trabalho auxiliares é fornecida a partir da alimentação de B+ através de um fio R(140) para um
fusível de 20A (29). A alimentação pode então passar através de um fio R(783) para o terminal
3 do terminal 5 através de dois fios V(784) que alimentam as luzes para após o corte direita e
esquerda (opcional), holofote traseiro (opcional), luz do tanque graneleiro e luz do
descarregador. Alimentação no terminal 2 do relé das luzes de trabalho auxiliares também
passa através de um fio P(722) para o terminal 2 do relé de corte da sinaleira direcional. Os
terminais 3 e 5 do relé agora são comuns.

OBSERVAÇÃOPara energizar os holofotes laterais direito e esquerdo (opcional) o operador


DEVE empurrar o interruptor da sinaleira direcional "para frente" (curva à direita) para
completar o circuito.

Alimentação para alimentar o relé do holofote lateral é originada do relé de ignição B+. A
alimentação passa através de um fio R(141) para um fusível de 15A (26) para outro fio R(750)
para o terminal 49A do interruptor de sinaleira direcional/buzina. O operador deve pressionar o
interruptor da sinaleira direcional para frente (curva à direita) conectando o terminal 49A ao
terminal L do interruptor. Alimentação então passa através de um fio P(756) para o terminal 3 do
relé de corte da sinaleira direcional. Alimentação passa do terminal 5 através de um fio V(791)
para o terminal 2 do relé dos holofotes laterais, alimentando-os. A alimentação para o terminal 3
do relé dos holofotes laterais é fornecida a partir da alimentação de B+ através de um fio R(130)
para um fusível de 15A (32). A alimentação do fusível 32 passa através de um fio R(792) para o
terminal 3 do relé dos holofotes laterais para o terminal 5 através de um fio V(794) para o
terminal A do módulo de junção 64. A alimentação pode então passar dos terminais B e C para
os holofotes laterais direito e esquerdo.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-179
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).

Também do terminal 1 do interruptor de luz, a alimentação passa através de um fio rosa (724A)
para o terminal 13 do módulo de retorno que é conectado aos terminais 14 e 14. O terminal 14
do modo de retorno fornece alimentação através de um fio rosa (724B) para o terminal 4 do relé
de perigo. Terminais 4 & 3 são comuns no relé de perigo, então a alimentação passa do terminal
3 através de um fio rosa (752) para o terminal 9 no interruptor de perigo. Isto fornece luz de
fundo para o interruptor. A alimentação também passa através de um fio de ligação rosa (724B)
para terminais 2 do relé das luzes de trabalho esquerda e direita alimentando-os. Os terminais 3
e 5 do ambos relés agora são comuns. A alimentação para o terminal 3 do relé das luzes de
trabalho esquerda é fornecida pela alimentação B+ através de um fio vermelho (141) para um
fusível de 20A (27). A alimentação pode então fluir através de um fio vermelho (782) para o
terminal 3 e do terminal 5 através de dois fios rosa(707) que alimentam as luzes traseiras
esquerda, central esquerda e luzes de trabalho externas. A alimentação para o terminal 3 do relé
das luzes de trabalho direita é fornecida pela alimentação B+ através de um fio vermelho (140)
para um fusível de 20A (28). A alimentação pode então fluir através de um fio vermelho (792)
para o terminal 3 e do terminal 5 através de dois fios rosa(708) que alimentam as luzes traseiras
direita, central direita e luzes de trabalho externas. O terminal 15 do módulo de retorno fornece
alimentação através de um fio rosa (724C) para o terminal 9 do interruptor para fornecer luz de
fundo.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-180
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).
LUZES DE ESTRADA (INTERRUPTOR DE PERIGO "LIGADO" E INTERRUPTOR DA LUZ
"DESLIGADO")
Quando o interruptor de luz é colocado na posição "LIGADO" (luzes de estrada), a alimentação
é fornecida através de um fio vermelho (130) para um fusível de 15 A (31). A partir do uso de
fusível 31, um fio vermelho (780) fornece alimentação ao terminal 5 do interruptor de luz. O
terminal 1 fornece alimentação para o interruptor de perigo, luz do interruptor de luz, relé de
perigo, relés de luzes de trabalho direita e esquerda. Alimentação originada do terminal 1 passa
através de um fio rosa (724A) para o terminal 6 do interruptor de perigo que está na posição
"LIGADO". A alimentação então passa do terminal 4 através de um fio rosa (721) para as luzes
de trabalho esquerda e direita (farol baixo). A alimentação também do terminal 1 do interruptor
de luz passa através de um fio rosa (724A) para o terminal 13 do módulo de retorno. A
alimentação do terminal 13 é fornecida aos terminais 14 e 15. O terminal 14 do módulo de
retorno fornece alimentação através de um fio rosa (724B) para o terminal 4 do relé de perigo. A
alimentação não pode passar através do relé porque ele está energizado. Entretanto, a
alimentação pode passar através de um fio rosa (724B) no terminal 4 do relé de perigo. Esta
alimentação é fornecida aos terminais 2 das luzes de trabalho direita e esquerda alimentando-
os. Os terminais 3 e 5 do ambos relés agora são comuns. A alimentação para o terminal 3 do
relé das luzes de trabalho esquerda é fornecida pela alimentação B+ através de um fio vermelho
(141) para um fusível de 20A (27). A alimentação pode então fluir através de um fio vermelho
(782) para o terminal 3 e do terminal 5 através de dois fios rosa(707) que alimentam as luzes
traseiras esquerda, central esquerda e luzes de trabalho externas. A alimentação para o terminal
3 do relé das luzes de trabalho direita é fornecida pela alimentação B+ através de um fio
vermelho (140) para um fusível de 20A (34). A alimentação pode então fluir através de um fio
vermelho (792) para o terminal 3 e do terminal 5 através de dois fios rosa(708) que alimentam a
luz traseira, central direita e luzes de trabalho externas.

O terminal 15 do módulo de retorno fornece alimentação através de um fio rosa (724C) para o
terminal 9 do interruptor de luz para fornecer luz de fundo.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-181
SISTEMA ELÉTRICO

SISTEMA DE ILUMINAÇÃO

45. Holofote Traseiro 46. Luz do Descarregador 47. Sinaleiras traseiras


48. Luz de Advertência Traseira Direita 49 Luz de Advertência Traseira 50. Luz de Serviço Direita
Esquerda
51. Luz de Serviço do Motor 52. Luz de Serviço Esquerda 53. Luz do Tanque Graneleiro
54. Holofote Lateral Esquerdo 55. Holofote Lateral Direito 56. Luz de Pós-Corte Esquerda
57. Luz de Pós-Corte Direita 58. Buzina 59. Luzes do Teto
60. Luz de Advertência Dianteira 61. Luz de Advertência Dianteira 62. Luzes de Trabalho ALTO/BAIXO
Direita Esquerda
63. Luzes de Trabalho Esquerdas 64. Luzes de Trabalho Direitas

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-182
SISTEMA ELÉTRICO

LUZES DE SERVIÇO (OPCIONAIS) & FAROL (OPCIONAL) & ILUMINAÇÃO DE RÉ

(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 7-85450, páginas 18 - 20).


ILUMINAÇÃO DE SERVIÇO
Geral
Este circuito consiste de um fusível 15A (7), lâmpadas de serviço do motor direita e esquerda
(código da lâmpada #127813A1) e os fios e conectores necessários para completar o circuito.

Descrição
A alimentação é fornecida do B+ (Interruptor de Luz) através de um fio R(131) para um fusível
15A (7) para o terminal A do módulo de junção 60. A alimentação passará dos terminais B, C e D
através de um fio V(797) para as luzes de serviço do motor esquerda e direita. Each light has it’s
own individual ON/OFF switch.

(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 6-10800, páginas 25 e 28)

ILUMINAÇÃO DE FUNDO
Geral
Este circuito consiste de um fusível (nº 31) de 20 A, interruptor de luz, módulo de retorno, luzes
do painel superior, painel de instrumentos, luz de projeção do console direito e os fios e
conectores necessários para completar o circuito.

Descrição
A alimentação é fornecida pelo interruptor de luz através de um fio P(724A) para o terminal 13
do módulo de retorno. A alimentação passará dos terminais 20 & 22. O terminal 20 fornece
alimentação através de um fio P(724) para a luz de projeção do console direito e para o terminal
1 da luz de fundo do painel de instrumentos. O terminal 22 fornece alimentação através de um
fio P(724G) para a luz de fundo do painel superior.

(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 6-10800, página 12).


SINALIZADOR (OPCIONAL)
Esta opção é usada principalmente nos países Europeus para sinalizar quando a colheitadeira
estiver com o tanque cheio de grãos. Este circuito consiste de um fusível de 15 A (7), relé do
farol (localizado no console superior e enviado junto com a colheitadeira) e os fios e conectores
necessários para completar o circuito.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-183
ELÉTRICA

TRAÇÃO TRASEIRA E MOTOR HIDROSTÁTICO VARIÁVEL


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, página 29)
GERAL
Se a colheitadeira está equipada com a tração traseira e/ou motor hidro variável, os interruptor
para acionamento dos sistemas estão localizados no console direito da cabine. Os circuitos da
tração e do motor hidro consistem dos seguintes componentes: interruptor da tração, solenóide
da válvula da tração, interruptor do motor hidro variável, solenóide da válvula do motor hidro
variável, interruptor limitador da terceira marcha, um fusível de 15A (22) e todos os fios e
conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
A alimentação é fornecida do B+(EOP) quando o motor está em funcionamento e há pressão de
óleo. A alimentação é fornecida para um fusível 15A (22), a alimentação então é direcionada
para o interruptor limitador da terceira marcha (N/F) localizado no quadrante da terceira marcha.
Isto cortará a alimentação para o interruptor da tração e interruptor do motor hidro variável
sempre que a transmissão estiver engatada na terceira marcha. Isto foi feito para segurança de
operação em vias expressas.

TRAÇÃO TRASEIRA
Quando o interruptor da tração traseira estiver na posição LIGADO, a tração traseira é ativada.
Alimentação do terminal 5 do interruptor é direcionada do terminal 1 para o solenóide da tração
na válvula de controle Equa-Trac II, alimentando-o e acionando a tração traseira. O solenóide
está aterrado no eixo traseiro.

MOTOR HIDROSTÁTICO VARIÁVEL


Quando o interruptor do motor hidro variável está na posição ALTA, o motor hidrostático
trabalhará na velocidade ALTA. Alimentação no terminal 5 do interruptor do motor é direcionada
do terminal 1 para o solenóide do motor na válvula de controle do motor hidro energizando-o.
Um fio A B (117) fornece o terra para o solenóide do motor hidro variável.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 184
ELÉTRICA

OPERAÇÕES DA PLATAFORMA

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 185
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
GERAL
O módulo da plataforma é um microprocessador que controla os circuitos de subida e descida
da plataforma e controles do acionamento do molinete. O módulo da plataforma recebe corrente
dos controles ajustados pelo operador e dos sensores de monitoramento do sistema para
determinar a reação da plataforma. O módulo da plataforma possuir 4 modos de operação:
Manual (M), Retorno ao Corte (RTC), Float e Controle Automático de Altura (HT). O modo de
operação é determinado pela posição do interruptor do modo de controle da plataforma. Os
modos de controle Automático de Altura e Float são opcionais. A colheitadeira deve ser
equipada com o opcional Controle Automático de Altura antes de adicionar o opcional Float.

LEMBRE-SE: O Painel deve receber sinal de rotação do motor para operação da


plataforma.

OPERAÇÃO MANUAL (M)


Na posição manual, quando o interruptor de levantamento/abaixamento da plataforma é
acionado, a plataforma levanta ou abaixa até o interruptor ser desativado

RETORNO AO CORTE (RTC)


No modo R. T. C. , o operador pode ajustar a altura de corte da plataforma, usando o
potenciômetro de controle de altura no console do operador. A plataforma permanece na altura
ajustada até que o operador reposicione manualmente a altura da plataforma. A altura de corte
deve estar acima do nível do solo. O operador pode alterar a altura da plataforma quando a
plataforma for abaixada.

SOBRECARGA NO MODO RTC


Se um obstáculo for encontrado durante a operação, e enquanto a plataforma estiver
trabalhando no modo RTC, o módulo da plataforma pode momentaneamente entrar em um
modo de operação diferente (HT, ou Float se equipado) para ultrapassar este obstáculo. Isto
apenas ocorrerá se o módulo da plataforma registrar que a máquina está configurada com a
opção de Controle Automático de Altura ou Float e o sistema estiver funcionando (isto é, o
potenciômetro do Controle Automático de Altura conectado. Não desconecte o sensor de altura
da plataforma quando estiver usando a plataforma 1020 na posição travada ou rígida). Após o
obstáculo ser ultrapassado, a módulo retornará para o modo RTC.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 186
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
CONTROLE AUTOMÁTICO DE ALTURA (HT)
A função do Controle Automático de Altura (HT) é manter uma altura da plataforma pré-
selecionada, enquanto mantém a barra de corte em contato com o solo, seguindo as alterações
do contorno do solo automaticamente sem ajuda do operador. Este sistema reage muito
rapidamente que o operador não poderia fazê-lo manualmente, e permite ao operador
concentrar-se com outras operações da máquina. Este sistema foi usado primeiramente para
colheita de soja, embora possa ser usado para outras culturas que necessite corte em contato
com o solo.

CONTROLE FLOAT (FLOAT)


A função do Float é manter uma pressão ao solo pré-selecionada da plataforma. Este sistema é
usado no mercado Europeu para colheita de cereal e soja, embora possa ser usado para outras
culturas onde é necessário corte em contato com o solo.

IMPORTANTE: Não tente operar o Field Tracker no modo Float. O modo Float não
permite levantar rápido o suficiente para prevenir que a plataforma se deforme no solo.

CONTROLE DA ROTAÇÃO DO MOLINETE


O módulo da Plataforma também controla a rotação do molinete. Ele opera em um dos três
modos.
• No Modo Manual a rotação do molinete é manualmente controlado pelo Potenciômetro do
Controle de Rotação do Molinete onde está localizado no console do operador.
• No Modo Automático a rotação irá aumentar ou diminuir conforme a velocidade de
deslocamento. O operador ajusta o potenciômetro de Controle da Rotação do Molinete para
ajustar às condições de colheita.
• No modo Milho o circuito do molinete ficará desativado e não operará.

O modo de operação é determinado pela posição do Interruptor Seletor de Rotação do Molinete.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 187
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
IDENTIFICAÇÃO E LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 188
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
IDENTIFICAÇÃO/LOCALIZAÇÃO/FUNÇÃO DOS COMPONENTES
Interruptor de Controle da Plataforma
Está localizado no centro do manche e está identificado por um símbolo da plataforma com
setas para cima (+) e para baixo (-). Sua função permite ao operador subir e abaixar a
plataforma.
Potenciômetro de Controle da Velocidade de Subida da Plataforma
Está localizado abaixo do descansa braço direito do operador e está identificado por uma seta
para cima. Sua função é controlar a velocidade de subida da plataforma e trabalha em todos os
modos de operação da plataforma. Sentido totalmente anti-horário é para velocidade lenta,
sentido totalmente horário é para velocidade rápida. Em muitas condições de operação o
Potenciômetro da Velocidade de Subida deve ser ajustado para permitir um tempo de
levantamento de 4 a 5 segundos da posição mais baixa à posição mais alta da plataforma.
Potenciômetro de Controle da Velocidade de Descida da Plataforma
Está localizado abaixo do descansa braço direito do operador e está identificado por uma seta
para baixo. Sua função é controlar a velocidade de descida da plataforma e trabalha em todos
os modos de operação da plataforma. Sentido totalmente anti-horário é para velocidade lenta,
sentido totalmente horário é para velocidade rápida. Em muitas condições de operação o
Potenciômetro da Velocidade de Descida deve ser ajustado para permitir um tempo de descida
de 4 a 5 segundos da posição mais baixa à posição mais alta da plataforma.
Interruptor do Modo de Controle da Plataforma
Está localizado na porção dianteira do console do operador próximo ao interruptor de
acionamento da plataforma. É um interruptor de quatro posições identificado por um símbolo da
plataforma com seta para cima e para baixo. Sua funções é para selecionar o modo de
operação desejada da plataforma. Os modos são Manual, RTC, Float e Controle Automático de
Altura.
Potenciômetro de Controle da Posição da Plataforma
Está localizado logo ao lado direito do Interruptor do Modo de Controle da Plataforma. Está
também identificado por um símbolo da plataforma com setas para cima e para baixo e sua
função é usada em:
• Modo RTC: para ajustar a altura da plataforma sobre o solo.
• Modo Controle Automático de Altura: para ajustar o trabalho da barra de corte em uma faixa
6 polegadas de flutuação.

Potenciômetro de Controle de Sensibilidade da Plataforma


Está localizado logo ao lado direito do Potenciômetro de Controle da Posição da Plataforma.
Está identificado por um símbolo com setas em movimento e sua função é usada em:
• Modo de Controle Automático de altura: para ajustar a velocidade da reação da plataforma
para o sinal do sensor de altura da plataforma.
• Modo Float: para ajustar a quantidade de peso da plataforma que é suportada pelo
cilindros de levante.
®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 189
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
IDENTIFICAÇÃO/LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 190
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
IDENTIFICAÇÃO/LOCALIZAÇÃO/FUNÇÃO DOS COMPONENTES
Potenciômetro de Posição da Plataforma
Está localizado ao lado esquerdo do alimentador. Sua função é indicar ao módulo da
plataforma:
• A faixa de operação da plataforma.
• A atual altura do alimentador/plataforma.
• Fornecer dado para o Display da Altura da Plataforma.

Potenciômetro do Sensor de Altura da Plataforma


Está localizado atrás ao lado esquerdo da plataforma de grãos ou na linha central da plataforma
de milho. Sua função é fornecer massa de volta ao Módulo da Plataforma.

Sensor Float da Plataforma


Está localizado nas linhas do cilindros de levante logo em frente do eixo e é um transdutor de
pressão hidráulica. A função do sensor do float é fornecer informação da pressão no circuito do
cilindro de levante para o Módulo da Plataforma.

Interruptor Seletor da Velocidade do Molinete


Está localizado na porção da frente do console do operador e sua função é para selecionar o
modo de operação do molinete. Os modos são: Manual, Automático e Milho.

Potenciômetro do Controle de Velocidade do Molinete


Está localizado logo à direita do Interruptor Seletor de Velocidade do Molinete. Sua função é
usada em conjunto com o Interruptor Seletor de Velocidade do Molinete em:
• Posição AUTOMÁTICO para controlar a taxa de rotação do molinete (taxa 0:85 a 3:5) com
relação à velocidade de deslocamento da colheitadeira.
• Posição MANUAL para controlar manualmente a rotação do molinete independente da
velocidade de deslocamento da colheitadeira.
• Posição MILHO não há função.

Potenciômetro de Controle de Velocidade Mínima do Molinete


Está localizado abaixo do descansa braço e está identificado por um símbolo do molinete. Sua
função no modo automático é para ajustar a rotação mínima do molinete quando a colheitadeira
está para parar.

Módulo da Plataforma
Está localizado próximo ao banco de fusíveis e relés abaixo do console direito. Sua função é
controlar a posição do alimentador e a rotação do molinete baseado nas informações fornecidas
por todos os componentes listados acima.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 191
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
USO DOS COMPONENTES
Modo de Operação Manual RTC Float HT

Componente
Interruptor Modo Plataforma X X X
Controle de Altura da Plataforma X
Controle de Sensibilidade da Plataforma X X
Velocidade de Descida X X X X
Velocidade de Subida X X X X
Interruptor Controle da Plataforma X X X X
Potenciômetro Posição do Alimentador X X X X
Potenciômetro Altura Plataforma X
Plataforma com Float X

NOTA O sensor de posição da plataforma é apenas usado para controlar a altura no display e operação da plataforma
durante operação Manual e RTC – mas sempre controlará o limite inferior do deslocamento da plataforma durante
qualquer operação. Se a operação da plataforma não funcionar corretamente, o sensor de posição do alimentador pode
estar danificado.

HISTÓRICO DO MÓDULO
Versão da Plataforma 3.00 3.01 3.02
Configuração da plataforma não pode ser alterado, X X X
selecionando float, HT. Módulo determina a configuração.
Quando o potenciômetro da plataforma está conectado a X X X
chave de partida não terá que ser ligada.
Quando realizar a calibração de solo para plataformas de X X X
grão e milho, o módulo irá manter ambos os valores. É
básico na posição do interruptor do modo do molinete.
Corrigido a leitura do display de altura nas máquinas X
equipadas de série. (máquinas sem controle automático)
Adicionado filtro para o módulo para ajudar a eliminar X X
interferência do Rádio.
Adicionado sensor de temperatura do ar de admissão do X X
motor.
Aumentado faixa de temperatura do radiador de ar para X
novo desenho do radiador.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 192
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
DISPLAY DA ALTURA DA PLATAFORMA
Um display de cristal líquido (LCD) da altura da plataforma está localizado abaixo dos botões do
tacômetro digital. Este dá ao operador um número de referência da altura da plataforma. Listado
abaixo estão quatro modos de operação separados do módulo da plataforma e leituras
correspondentes.

MODO MANUAL
O display irá mostrar um número e na lateral uma plataforma e a
palavra “HEIGHT” abaixo do símbolo (conforme mostrado ao lado
direito). Quando o operador seleciona um dos botões de subir/descer
a correspondente seta subir/descer irá aparecer. A seta irá
desaparecer quando o botão for liberado. Este número não
corresponde à altura da plataforma, mas somente um número de
referência que é determinado pela rotação do sensor de posição do
alimentador.

CONTROLE AUTOMÁTICO DE ALTURA E RETORNO AO CORTE


O display irá mostrar um número e na lateral uma plataforma e a
palavra “HEIGHT” abaixo do símbolo (conforme mostrado ao lado
direito).
• O indicador do Controle Automático de Altura terá um
ponto decimal no número, normalmente 0,5-6,0.
• RTC terá um número inteiro.
Símbolos para cima e para baixo serão continuamente mostrados
após o interruptor de controle da plataforma for pressionado para a
posição ABAIXAR. Isto indica ao operador que o modo automático foi
ativado.

FLOAT
O display mostrará um número (porcentagem do peso da plataforma
sobre o solo), na lateral uma plataforma e a palavra “HEIGHT” abaixo
do símbolo (conforme mostrado ao lado direito). A leitura normal será
de o totalmente fora do solo e 50, com a plataforma totalmente no
solo. Símbolo da seta para baixo será continuamente mostrado após o
botão subir/descer for pressionado para a posição ABAIXAR. Isto
indica ao operador que o modo automático foi ativado.

IMPORTANTE Quando uma nova ou diferente plataforma for acoplada na


colheitadeira, o display da altura da plataforma precisa ser calibrado. Consulte os
procedimentos da Calibração de Solo desta seção.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 193
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
O módulo da plataforma usa entradas destes potenciômetros como ponto de controle para
determinar a taxa de subida ou descida ou rotação do molinete. O módulo da plataforma então
fornece uma variação Modulação de Largura de Pulso (PWM) para controlar a tensão média e
corrente para os solenóides de levante ou descida ou solenóide de acionamento do molinete.

MODULAÇÃO DE LARGURA DE PULSO (PWM)


Largura de Pulso é o comprimento de tempo (normalmente em milisegundos) um sinal tipo-
pulso fica neste estado (1000 milisegundos são igual a 1 segundo). O estado ativado é o nível
de tensão que causa o mecanismo acionar. A tabela abaixo desenha uma largura de pulso de 3
milisegundos DESLIGADO (desativado) e 2 milisegundos LIGADO (ativado).

3 Volt/Div

1 Milisegundo / Div.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 194
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
Modulação de Largura de Pulso (PWM) altera a largura do pulso de um sinal sobre um período
de tempo para controlar um mecanismo (solenóides, motores, etc.). Por exemplo a rotação do
molinete da colheitadeira pode aumentar ou diminuir. Para cumprir esta tarefa, a distância que o
solenóide do molinete move o carretel primário é relacionado à média da corrente através das
ondas. Quanto maior a corrente, mais rápido o molinete gira. (desenhado na seguinte tabela).

12 volts Campo Cheio


(rápido)
0 volts

12 volts Campo Médio


0 volts

12 volts Campo Menor


(lento)
0 volts

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 195
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 30-36)
GERAL
Este circuito consiste de um fusível de 15 A (# 21, controles da plataforma / molinete /
descarregador pg 46), fusível de 10 A (# 18), fusível de 10 A (# 12), interruptor de pressão de
óleo do motor, relé de pressão de óleo do motor, relé habilitador da plataforma, interruptor do
controle automático de altura, interruptor da rotação do molinete, interruptor de controle da
plataforma, módulo da plataforma, solenóides de levante e descida da plataforma, solenóide de
acionamento do molinete, potenciômetros de controle da posição da plataforma, rotação mínima
do molinete, taxa do molinete, taxa de levante, taxa de descida, sensibilidade da plataforma,
altura da plataforma, posição do alimentador, e sensor float da plataforma e chicotes e
conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
Corrente origina-se do B+ do interruptor de partida. Quando a chave é girada para a posição
LIGADA:
• Corrente é direcionada do terminal 3 para ativar o Relé de Potência da Cabine. Corrente B+
do terminal 30 do relé é então conectado ao terminal 87. B+ (corrente Relé da Cabine) é
direcionado para um fusível de 10 A (# 12). O fusível #12 fornece corrente para o conector 21
terminal 14 do módulo da plataforma, o terminal B do interruptor do controle automático de
altura da plataforma e terminal 3 do interruptor da rotação do molinete. (veja esquema página
2, 3).
• Corrente origina-se do B+ (Relé de Potência da Cabine) para um fusível de 10 A (#18), para
o terminal 3 do Relé Habilitador da Plataforma. (veja esquema página 16, 32).
• Corrente também origina-se do B+ para o terminal 3 do Relé de Pressão de Óleo do Motor.
Quando o motor é ligado e a pressão de óleo sobre acima 7 psi, o Interruptor de Pressão de
Óleo do Motor permite um aterramento para o Relé de Pressão de Óleo do Motor ativando o
relé. Corrente B+ no terminal 3 do relé é conectado ao terminal 5 onde agora alimenta o
circuito B+ (EOP). O circuito B+ (EOP) alimenta o fusível 15 A (# 21), para o interruptor de
controle da plataforma. (veja esquema página 46, 45, 41).

Terra limpo é fornecido para o conector 21 terminal 1 do Módulo da Plataforma para o módulo
feedback conector 13 terminal 8. (veja esquema página 8, 1)

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 196
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 30-36)
Quando o módulo da plataforma recebe corrente no terminal 14 do conector 21, entra em modo
auto teste, verificando a condição do circuito elétrico do módulo. O módulo:
• Não deve indicar qualquer entrada de corrente do interruptor subida/descida da plataforma
ao terminal 2 e 10 do conector 21, o interruptor deve estar aberto (N/A).
• Verifica o Interruptor do Controle Automático de Altura (Interruptor do modo), curto circuito e
envio de múltiplos sinais para o módulo da plataforma ao mesmo tempo.
• Verifica os circuitos completos para os seguintes sensores: Controle de Posição da
Plataforma, Rotação Mínima do Molinete, Taxa do Molinete, Taxa de Subida, Taxa de
Descida, Posição do Alimentador, Altura da Plataforma (se conectado) e Sensor Float da
Plataforma (se equipado).
• Verifica a conexão SCL para o painel de instrumentos.
Se qualquer das condições acima não forem encontradas, o módulo da plataforma irá enviar um
código de erro no display do painel de instrumentos.

Corrente é enviado do módulo do terminal 3 do conector 21 para o terminal 2 do Relé habilitador


da Plataforma. Esta corrente energiza a bobina do relé, conectando os terminais 3 & 5 do relé.
Corrente do terminal 3 pode agora fluir do terminal 5 em duas direções para:
• Terminal 7 do conector 21 do módulo da plataforma. Terminal 7 do módulo da plataforma
indica ao módulo que o relé está acionado.
• Terminal A do módulo de realimentação conector # 73. Corrente ao terminal A é conectado
ao terminal B, C & D. Terminal:
• B envia corrente para o solenóide de acionamento do molinete e para o terminal 16 do
conector 21 no módulo da plataforma.
• C envia corrente para o solenóide de levante da plataforma e para terminal 11 do
conector 21 no módulo da plataforma.
• D envia corrente para o solenóide de descida da plataforma e para o terminal 15 do
conector 21 no módulo da plataforma.

Quando a corrente está presente a cada um dos terminais 11, 15, 16 do conector 21, o módulo
sabe se há curto ou circuito aberto. Se um curto ou circuito aberto existir, o módulo da
plataforma irá remover a corrente do terminal 3 do conector 21, desativando o Relé Habilitador
da Plataforma e comunicando um código de erro ao painel de instrumentos. Se todos as
condições do circuito forem aceitas, corrente do terminal 3 conector 21 é mantida e o Relé
Habilitador da Plataforma permanece energizado.

LEMBRE-SE O módulo fornece um aterramento individual conforme necessário para


ativar um determinado circuito.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 197
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
SEQUÊNCIA DOS EVENTOS
OPERAÇÃO MANUAL

Interruptor de
Controle de Posição Controle da
da Plataforma Plataforma

Controle de
Sensibilidade

Controle da Taxa de
Subida
Solenóide de
Levante
Controle da Taxa de
Descida Módulo da Plataforma
Solenóide de
Descida
Sensor de Posição da
Plataforma

Sensor de Posição do
Alimentador Interruptor do Modo da
Plataforma Ajustado
para
Sensor do Float Operação Manual

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 198
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
SEQUÊNCIA DOS EVENTOS
MODO MANUAL
1. O operador pressiona o interruptor de controle da plataforma para abaixar a plataforma, informando o
módulo da plataforma quando operar.
2. O módulo da plataforma verifica o interruptor do modo da plataforma para determinar como deve operar.
3. O módulo da plataforma verifica o potenciômetro de controle da taxa de descida para determinar a
velocidade de descida da plataforma.
4. O módulo da plataforma fornece um terra controlado para o solenóide de descida e a plataforma desce,
baseado no potenciômetro da taxa de descida.
5. O operador libera o interruptor de controle da plataforma quando a plataforma alcança a altura desejada.

LEVANTE E DESCIDA MANUAL DA PLATAFORMA


O operador pode subir ou descer a plataforma manualmente acionando o Interruptor de
Controle da Plataforma quando o motor estiver ligado e o circuito B+(EOP) estiver ativado. A
instrumentação deve estar mostrando rotação do motor antes da plataforma subir ou descer.

LEVANTE DA PLATAFORMA
O operador pressiona o Interruptor de Controle da Plataforma para subir conectando os
terminais C e 4 internamento no interruptor. Isto envia corrente para o terminal 10 do módulo da
plataforma conector 21. O módulo então fornece terra internamento no módulo do terminal 11
do conector 21 para o solenóide de levante da plataforma. (veja esquema páginas 41, 31). A
velocidade de subida da plataforma é ajustada com o Controle da Taxa de Subida (sob o
descansa braço).

DESCIDA DA PLATAFORMA
O operador pressiona o Interruptor de Controle da Plataforma para descer conectando os
terminais C e 2 internamente no interruptor. Isto envia corrente para o terminal 2 do módulo da
plataforma conector 21. O módulo então fornece terra internamente no módulo do terminal 15
conector 21 para o solenóide de descida da plataforma. (veja esquema páginas 41, 31). A
velocidade de descida da plataforma é ajustada com o Controle da Taxa de Descida (sob o
descansa braço).

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 199
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
SEQUÊNCIA DOS EVENTOS
OPERAÇÃO RTC

Interruptor de
Controle de Posição Controle da
da Plataforma Plataforma

Controle de
Sensibilidade

Controle da Taxa de
Subida
Solenóide de
Levante
Controle da Taxa de
Descida Módulo da Plataforma
Solenóide de
Descida
Sensor de Posição da
Plataforma

Sensor de Posição do
Alimentador Interruptor do Modo
da Plataforma
Ajustado para
Sensor do Float Operação RTC

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 200
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
SEQUÊNCIA DOS EVENTOS
CONTROLE AUTOMÁTICO
No modo Automático há três tipos de controle:
Retorno ao Corte
Controle do Float
Controle Automático de Altura

RTC
1. O operador pressiona o interruptor de controle da plataforma para abaixar a plataforma,
informando o módulo da plataforma quanto à operação.
2. O módulo da plataforma verifica o acionamento do alimentador através da conexão SCL para
o painel de instrumentos para determinar se pode ser realizada uma operação automática.
3. O módulo da plataforma verifica se o interruptor de controle está liberado na quantidade de
tempo correto para permitir uma operação automática.
4. O módulo da plataforma verifica o interruptor do modo da plataforma para determinar como
deve ser operado.
5. O módulo da plataforma verifica o controle de posição da plataforma para determinar a altura
que o operador deseja que a plataforma trabalhe.
6. O módulo da plataforma verifica o sensor de posição do alimentador para determinar qual a
altura atual da plataforma e quando alcança a posição do ajuste do controle de posição da
plataforma.
7. O módulo da plataforma verifica o potenciômetro de controle da taxa de descida para
determinar a velocidade em que a plataforma deve descer.
8. O módulo da plataforma fornece um aterramento controlado para o solenóide de descida e a
plataforma desce. Quando o sensor de posição do alimentador alcança o ajuste do controle de
posição da plataforma, o módulo da plataforma irá cortar o aterramento para o solenóide.
9. Se o operador fizer uma alteração no ajuste do controle de posição da plataforma, o módulo
da plataforma irá automaticamente reposicionar a plataforma até que o sensor de posição do
alimentador alcance o novo ajuste do controle de posição da plataforma.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 201
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 30-36)

MODO RETORNO AO CORTE (ALIMENTADOR ACIMA DO AJUSTE DO CONTROLE DE POSIÇÃO DA


PLATAFORMA)
O operador seleciona o modo Retorno ao Corte no interruptor do Modo de Controle da
Plataforma. Terminais B & L são conectados internamente no interruptor. Corrente é então
enviado para o terminal 8 do conector 21 do módulo da plataforma para ativar o circuito do RTC
no módulo. Esta tensão sinaliza o módulo da plataforma qual modo de operação o operador
selecionou. (O módulo da plataforma possui dois conectores no módulo, conectores 20 & 21).

LEMBRE-SE Os interruptores do Alimentador e Rotor devem estar na posição ligado para operar no
modo Retorno ao Corte.

A plataforma deve estar acima do ajuste de Controle da Posição da Plataforma. Para entrar no
modo Retorno ao Corte o operador deve momentaneamente (≤ 1,3 segundos) pressionar o
Interruptor do Controle da Plataforma para Abaixar. A plataforma irá abaixar até o sinal de
tensão do sensor de posição do alimentador alcançar o ajuste de controle da posição. Se o
interruptor é segurado na posição de abaixar por mais de 1,3 segundos, o módulo da plataforma
irá automaticamente entrar no modo Manual.

Se o Controle de Posição da Plataforma é ajustado para operação normal acima do solo e o


sensor Float está presente, a plataforma irá operar em RTC. Em um terreno alagado, a
plataforma pode entrar em contato com o solo. O módulo irá automaticamente entrar no Modo
Float e a plataforma irá subir para manter o ajuste do Controle de Sensibilidade da Plataforma.
Após passar este terreno, a plataforma irá não mais estar em contato com o solo, e a plataforma
irá automaticamente abaixar para tentar manter o ajuste do Controle de Sensibilidade da
Plataforma. Quando a plataforma abaixa para o ponto e alcançar o ajuste anterior do RTC, o
mesmo irá automaticamente voltar para a operação do RTC.

O sensor de posição do alimentador nunca irá permitir que a plataforma vá abaixo do


limite inferior que foi estabelecido durante o procedimento de calibração da plataforma,
consulte a calibração da colheitadeira.
(Isto não é o procedimento de calibração de solo)

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 202
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 30-36)
MODO RETORNO AO CORTE (ALIMENTADOR ACIMA DO AJUSTE DO CONTROLE DE POSIÇÃO DA
PLATAFORMA)
Se o Interruptor de Controle da Plataforma for acionado para subir, o módulo da plataforma irá
entrar no modo Manual. Para acionar novamente o modo RTC, o interruptor deve ser acionado
momentaneamente para descer e a plataforma irá retornar para altura ajustada pelo Controle de
Posição da Plataforma.

Se o interruptor da plataforma for acionado para descer com a mesma abaixo da altura ajustada
pelo Controle de Posição da Plataforma em RTC, o sistema irá entrar no modo Manual. Para
retornar para RTC, a plataforma deve ser levantada acima do ajuste do Controle de Posição da
Plataforma. Em seguida deve ser acionado para descer a plataforma momentaneamente, irá
automaticamente retornar a plataforma para o ajuste do Controle de Posição da Plataforma.

Terminais 15 e 21 do módulo da plataforma conector 20 permitem o módulo da plataforma a


comunicar com o display de altura do painel de instrumentos através de uma conexão SCL.

Enquanto a plataforma está sendo operada no modo RTC, o operador pode reajustar a altura da
plataforma a qualquer momento reajustando o controle de posição da plataforma.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 203
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
SEQUÊNCIA DOS EVENTOS
FLOAT

Interruptor de
Controle de Posição Controle da
da Plataforma Plataforma

Controle de
Sensibilidade

Controle da Taxa de
Subida
Solenóide de
Levante
Controle da Taxa de
Descida Módulo da Plataforma
Solenóide de
Descida
Sensor de Posição da
Plataforma

Sensor de Posição do
Alimentador Interruptor do
Modo da
Plataforma
Sensor do Float Ajustado para
Operação Float

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 204
SISTEMA ELÉTRICO

CONTROLADOR DO COLETOR
SEQÜÊNCIA DE EVENTOS
FLUTUAÇÃO
1. O operador pressiona o interruptor de controle do coletor para abaixar o coletor dizendo ao
controlador do coletor quando operar.
2. O controlador do coletor verifica o engate do alimentador através da SCL (comunicação
serial) para o coluna "A" para determinar se uma operação automática pode ser
desempenhada.
3. O controlador do coletor verifica se o interruptor de controle do coletor está liberado na
quantidade correta de tempo para permitir a operação automática.
4. O controlador do coletor verifica o interruptor do modo do coletor para determinar sua
operação.
5. O controlador do coletor muda a unidade do mostrador de altura na coluna "A" para mostrar
uma leitura percentual, mostrando o percentual de peso que o coletor está deslocando do
solo.
6. O controlador do coletor verifica o ajuste do controle de sensibilidade para determinar a
pressão que deve ser deixada nos cilindros de elevação para ajudar a suportar o coletor.
7. O controlador do coletor verifica o sensor de flutuação para determinar a pressão atual que
está nos cilindros do alimentador.
8. O controlador do coletor verifica o potenciômetro de controle da taxa de abaixar para
determinar a velocidade de abaixar do coletor.
9. O controlador do coletor fornece um massa controlado para o solenóide de abaixar e elevar
do coletor.
10. Quando a pressão nos cilindros de elevação combinam com o ajuste do controle de
sensibilidade, o controlador do coletor descontinuará o circuito de massa para o solenóide.
11. Se o operador fizer uma mudança para o ajuste do controle de sensibilidade, o controlador
do coletor automaticamente reposicionará o coletor até que o sensor de flutuação combine
com o novo ajuste do controle de sensibilidade.
12. Se enquanto estiver se movendo através do campo, a pressão mudar nos cilindros de
elevação, o controlador do coletor reposicionará a elevação ou abaixamento do coletor até
que a pressão do cilindro combine uma vez mais com o controle de sensibilidade.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-205
SISTEMA ELÉTRICO

CONTROLADOR DO COLETOR
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 6-10800, páginas 30 -36)
CONTROLE DE FLUTUAÇÃO (OPCIONAL)

O controle de flutuação usa o Controle de Sensibilidade do Coletor, o Interruptor do Modo de


Controle do Coletor e um sensor de Flutuação. O Controle de Sensibilidade do Coletor ajustará
a pressão de operação (flutuação) do coletor. O Sensor de Flutuação percebe mudanças na
pressão hidráulica do cilindro de elevação do alimentador conforme o coletor entra em contato
com o solo.

SENSOR DE FLUTUAÇÃO
QUADRO DE PRESSÃO VERSUS TENSÃO DE SAÍDA

Tensão de saída (VCC) +/- 2% Pressão


0,48 volts 0 P.S.I.
2,00 volts 500 P.S.I.
3,50 volts 1000 P.S.I.
5,00 volts 1500 P.S.I.
6,50 volts 2000 P.S.I.
7,95 volts 2500 P.S.I.

O sensor de Flutuação está conectado ao módulo de controle do coletor nos terminais 20, 11 &
33 do conector 20. O terminal 11 é um alimentação de tensão de 8 volts CC (+/- 10%). O
terminal 33 é o sinal & o terminal 20 é o retorno.

O Mostrador de Altura do Coletor mostrará um número relativo que representa a quantidade de


peso do coletor que está sendo carregado pela colheitadeira.

Exemplo 0 = nenhuma pressão do solo, colheitadeira está carregando todo o peso do coletor
50 = maior pressão do solo, colheitadeira não está carregando qualquer peso do
coletor (programa r300 ou posterior).

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-206
SISTEMA ELÉTRICO

CONTROLADOR DO COLETOR
(Consultar o Diagrama Esquemático RAC 6-10800, páginas 30 -36)
CONTROLE DE FLUTUAÇÃO (OPCIONAL)
No modo de Flutuação, o controlador do coletor usa o Controle de Sensibilidade do Coletor para ajustar a
pressão do cilindro de elevação do alimentador que o sistema hidráulico mantém. Desta forma, este
ajusta a quantidade de pressão do solo através do coletor. Um ajuste mais baixo do Controle de
Sensibilidade do Coletor resultará em uma pressão mais alta mantida e menos pressão de contato do
solo. Um ajuste mais alto do Controle de Sensibilidade do Coletor resultará em uma pressão mais baixa
mantida e mais pressão de contato do solo. Uma vez que seja definido o Controle de Sensibilidade do
Coletor, se a pressão do circuito do cilindro de elevação do alimentador diminuir (coletor suportado pelo
solo), o módulo de controle do coletor ativará o solenóide de Elevação para elevar o coletor e restabelecer
o ajuste do Controle de Sensibilidade do Coletor. Se a pressão do circuito do cilindro de elevação do
alimentador aumentar (coletor suportado pela colheitadeira), o módulo de controle do coletor ativará o
solenóide de Abaixamento para abaixar o coletor e restabelecer o ajuste do Controle de Sensibilidade do
Coletor.

OBSERVAÇÃO: A taxa na qual o coletor eleva ou abaixa é potencialmente limitada pelos


ajustes do Controle da Taxa de Elevação e Abaixamento.

O operador seleciona o modo de Controle de Flutuação no interruptor do Modo de Controle do


Coletor. Terminais B & M são comuns no interruptor. A alimentação é então enviada para o
terminal 6 do conector 21 do módulo do controle do coletor para ativar o circuito de Flutuação no
controlador.

LEMBRETE O alimentador e separador devem estar na posição "LIGADO" para que a


função Flutuação funcione.

Com o coletor elevado, para entrar no modo de Flutuação, o operador deve momentaneamente
pressionar por (≤ 1,3 segundos) o Interruptor de Controle do Controlador para a posição Abaixar (-). O
coletor abaixará permitindo ao coletor ter contato com o solo no ajuste de pressão estabelecido com o
Controle de Sensibilidade do Coletor. O indicador de altura mostrará “0” até que o coletor entre em
contato com o solo. Se o interruptor for mantido na posição Abaixar por 1,3 segundos ou mais, o
controlador do coletor automaticamente irá para o modo Manual. O controlador do coletor
automaticamente irá elevar ou abaixar o coletor para manter o ajuste do Controle de Sensibilidade do
Coletor baseado no sinal do sensor de Flutuação do circuito do cilindro de pressão do alimentador.

Se o operador acionar a função Elevar, o controlador do coletor colocará o sistema no modo Manual.
Para retornar ao modo de Flutuação, o operador seleciona momentaneamente função abaixar por (≤ 1,3
segundos ) e o coletor retornará ao modo de Flutuação. Se o Interruptor do Controle do Coletor for
mantido por 1,3 segundos ou mais, o controlador do coletor automaticamente irá para o modo Manual, ou
tente abaixar até que o interruptor desative.

O sensor de posição do alimentador nunca permitirá ao coletor ir abaixo do limite que foi
estabelecido durante o procedimento de calibração do coletor, consulte Calibração da
Colheitadeira anterior nesta seção.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-207
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
SEQUÊNCIA DOS EVENTOS
CONTROLE AUTOMÁTICO DA PLATAFORMA, HT

Interruptor de
Controle de Posição Controle da
da Plataforma Plataforma

Controle de
Sensibilidade

Controle da Taxa de
Subida
Solenóide de
Levante
Controle da Taxa de
Descida Módulo da Plataforma
Solenóide de
Descida
Sensor de Posição da
Plataforma

Sensor de Posição do
Alimentador Interruptor do
Modo da
Plataforma
Sensor do Float Ajustado para
Operação HT

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 208
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
SEQUÊNCIA DOS EVENTOS
OPERAÇÃO DO CONTROLE AUTOMÁTICO DE ALTURA, HT
1. O operador pressiona o interruptor de controle da plataforma para abaixar a plataforma, informando
ao módulo da plataforma quanto à operação.
2. O módulo da plataforma verifica o acionamento do alimentador através da conexão SCL para o
painel de instrumentos determinar se uma operação automática pode ser realizada.
3. O módulo da plataforma verifica se o interruptor de controle da plataforma é liberada no tempo
correto.
4. O módulo da plataforma verifica o interruptor do modo da plataforma para determinar como deve ser
operado.
5. O módulo da plataforma verifica o controle de posição da plataforma para determinar onde a
plataforma deve parar.
6. O módulo da plataforma verifica o sensor de posição da plataforma (na plataforma) para determinar
onde a barra de corte está atualmente localizada e quando alcança a mesma posição do controle de
posição da plataforma.
7. O módulo da plataforma verifica o ajuste do potenciômetro da taxa de descida para determinar a
velocidade de descida.
8. O módulo da plataforma fornece aterramento controlado para o solenóide de descida e a plataforma
desce. Quando o sensor de posição da plataforma (na plataforma) alcança o ajuste do controle de
posição da plataforma, o módulo da plataforma irá descontinuar o circuito de aterramento para o
solenóide.
9. Se o operador fizer alterações no controle de posição da plataforma, o módulo irá automaticamente
reposicionar a plataforma até que o sensor de posição da plataforma (na plataforma) alcance o
ajuste do controle de posição da plataforma.
10. Se o sinal do sensor de posição da plataforma muda durante a operação no campo, o módulo da
plataforma irá verificar o controle de sensibilidade para determinar o quanto a barra de corte pode
mover antes que o módulo suba ou desça a plataforma.
11. O módulo da plataforma irá levantar ou descer a plataforma até que a posição do sensor de posição
da plataforma seja o mesmo do ajuste do controle de posição da plataforma.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 209
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 30-36)

CONTROLE AUTOMÁTICO DE ALTURA


A proposta do Controle Automático de Altura é manter uma altura pré-selecionada acima do
solo, seguindo as alterações no contorno do solo rapidamente e automaticamente sem
assistência do operador. Este sistema é usado para corte de soja e culturas onde a barra de
corte deve estar baixo e copiar o contorno do terreno.

O potenciômetro do controle automático de altura estabelece um ponto de referência ao módulo


da plataforma. O potenciômetro sinaliza o módulo, o módulo compara o sinal do potenciômetro
de Altura da Plataforma com o ponto de referência estabelecida pelo potenciômetro de Controle
de Posição da Plataforma. O Controle de Sensibilidade da Plataforma estabelece a quantidade
de alteração no sinal do potenciômetro da Altura da Plataforma antes que os solenóides de
Levante ou Descida da Plataforma sejam energizados.

LEMBRE-SE Se a colheitadeira estiver ligada e o chicote do potenciômetro de Altura


da Plataforma for desconectada no alimentador, o interruptor de partida não precisa ser
desligado e ligado para o módulo reconhecer o potenciômetro de altura da plataforma (Software
r300 ou superior).

O operador seleciona o modo HT no interruptor do Modo de Controle da Plataforma. Terminais


B & H estão conectados internamente no interruptor. Corrente é enviada para o terminal 5 do
conector 21 do módulo da plataforma para acionar o circuito do Controle de Altura Automático
no módulo.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 210
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA
AJUSTE DO POTENCIÔMETRO DE ALTURA DA PLATAFORMA 1020
A posição de montagem do potenciômetro da Altura da Plataforma é feita por um pino localizado
no corpo do potenciômetro e um rasgo na chapa de montagem.

Com a plataforma completamente ABAIXADA no solo e as sapatas empurradas totalmente para


cima, o braço do potenciômetro da Altura da Plataforma deve estar na posição indicada abaixo.

Se o braço do potenciômetro da Altura da Plataforma necessitar reposicionamento:

1. Afrouxe os parafusos de fixação do suporte. NÃO solte ou desloque o potenciômetro da


chapa de montagem.
2. Mova a chapa para cima ou para baixo conforme necessário para alterar para o ângulo do
braço mostrado acima.

NOTA Calibração de Solo é necessário para o potenciômetro da plataforma, após realizar


qualquer ajuste mecânico.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 211
ELÉTRICA

CALIBRAÇÃO DO POTENCIÔMETRO DE ALTURA DA PLATAFORMA


A fim de que o sistema do Controle Automático de Altura das colheitadeiras série 2300
funcionem apropriadamente, as plataformas de grão 1020 e plataformas de milho série 2000
DEVEM ser conectados e CALIBRADOS.

LEMBRE-SE Calibre o potenciômetro da plataforma sempre que ocorrer:

• A primeira vez que a plataforma de grãos ou milho for conectada a uma colheitadeira série
2300.

• Após qualquer ajuste no potenciômetro de Altura da Plataforma.

• Se o potenciômetro de Altura da Plataforma for substituído.

• Após qualquer ajuste ou substituição do tubo sensor, apalpadores, braço, ligação ou cabos
na plataforma de grãos 1020.

Para Calibrar o potenciômetro de Altura da Plataforma,


Consulte os procedimentos de Calibração de Solo.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 212
ELÉTRICA

OPERAÇÃO DO MOLINETE - MÓDULO DA PLATAFORMA


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 30-36)
CONTROLE DE ROTAÇÃO DO MOLINETE
O controle de rotação do molinete é standard nas colheitadeiras. O Controle de Rotação do Molinete
possui três modos de operação: Manual, Automático e Milho (Desligado).
♦ O interruptor Seletor de Rotação do Molinete é usado para selecionar o modo de operação do
Molinete.
♦ O Controle de Rotação do Molinete é usado para selecionar a rotação do molinete (modo Manual)
ou taxa do molinete para a velocidade de deslocamento da colheitadeira (modo Automático).

MODO MANUAL
No modo Manual, girando o Controle de Rotação do Molinete, o módulo modula por pulso a massa ao
solenóide de acionamento do molinete na válvula de acionamento do molinete. Quanto maior a largura de
pulso modulado à válvula de acionamento do molinete, maior será o campo magnético criado no
solenóide. Este campo magnético move o carretel primário na válvula de acionamento do molinete.
Consulte a seção de hidráulica para uma explicação de como a válvula de acionamento trabalha. A
rotação selecionada irá se manter constante e não irá variar com a velocidade da colheitadeira. Se a
plataforma de grãos é equipada com o Controle Automático de Altura, será necessário a calibração do
potenciômetro de controle de altura.

CONTROLE AUTOMÁTICO DE ROTAÇÃO


O Controle Automático da Rotação do Molinete é para alterar a rotação do molinete proporcionalmente à
alteração da velocidade de deslocamento. Um molinete que está girando muito devagar ou rápido é
ineficiente e tende a causar perda excessiva por debulha precoce. O modo automático também incorpora
uma função de rotação mínima do molinete que permite que o molinete gire quando a colheitadeira não
está se movendo. Esta função permite que o molinete alimente a palha na plataforma sem necessidade
do operador mover o interruptor Seletor da Rotação do Molinete para o modo Manual. Se a plataforma de
grãos está equipada com o Controle Automático de Altura, será necessária calibração do potenciômetro
de controle de altura.

MODO MILHO
A função milho é para informar ao módulo da plataforma que não há Molinete a ser acionado, e o módulo
da plataforma não ativa o solenóide de acionamento do molinete. Se a plataforma de milho está equipada
com o Controle Automático de Altura, será necessária calibração do potenciômetro de controle de altura.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 213
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA – OPERAÇÃO DO MOLINETE


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 30-36)

MODO MILHO
O operador seleciona a posição Milho no Interruptor Seletor de Rotação do Molinete.

Corrente é fornecida do B+ (corrente chaveada) para o fusível de 10 A (#12). O fusível


direciona a energia para o terminal 3 do interruptor do molinete. Quando selecionado em modo
milho o terminal 3 e 7 são conectados internamente no interruptor. Energia é direcionado para o
conector 20 terminal 30 do módulo da plataforma. Isto indica para o módulo da plataforma para
operar no modo milho, não acionando o solenóide de acionamento do molinete.

OPERAÇÃO MANUAL
O operador seleciona o modo Manual no Interruptor Seletor do Molinete. Terminais 3 e 5 são
conectados internamente no interruptor. Nesta posição, não há comunicação para módulo da
plataforma, no entanto, o módulo da plataforma entende que está no modo Manual. O
potenciômetro de Controle da Rotação do Molinete é conectado para o módulo da plataforma ao
conector 20 terminal 18, 13 e 25.

O operador aciona o Interruptor do Alimentador para posição ligado. O módulo da plataforma


então modula a massa para o Solenóide de Acionamento do Molinete baseado no ajuste do
potenciômetro de Controle da Rotação do Molinete. Gire o potenciômetro do Controle da
Rotação do Molinete para o sentido horário para aumentar a rotação do molinete e anti-horário
para diminuir a rotação do molinete. Neste modo, a rotação do molinete não irá mudar
automaticamente quando a velocidade de deslocamento da máquina muda.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 214
ELÉTRICA

MÓDULO DA PLATAFORMA – OPERAÇÃO DO MOLINETE


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 30-36)

OPERAÇÃO AUTOMÁTICA
O operador seleciona o modo Automático no Interruptor Seletor do Molinete. Terminais 3 e 1
são conectados internamente no interruptor. Nesta posição do interruptor, corrente é
direcionado para o terminal 9 do conector 21 no módulo da plataforma para ativar o circuito da
Rotação Automática do Molinete no módulo.

O potenciômetro do Controle de Rotação do Molinete é conectado ao módulo da plataforma no


conector 20 terminais 18, 13 e 25.

O potenciômetro do Controle de Rotação Mínima do Molinete é conectado ao módulo da


plataforma no conector 20 terminais 24, 14 e 26.

Desde que a rotação do molinete seja proporcional à velocidade de deslocamento, o módulo da


plataforma necessita de um sinal do sensor de velocidade de deslocamento na transmissão.
Este é um sensor do tipo relutância e está conectado ao painel de instrumentos conector 18
terminais 31 e 22. O sinal é compartilhado com o módulo da plataforma através da conexão de
comunicação serial (SCL).

O operador posicionando o Interruptor do Alimentador para a posição ligado e com a


colheitadeira em movimento, gira o Controle da Rotação do Molinete. A taxa da rotação do
molinete é ajustável de 0,85 a 3,5:1. Conforme a velocidade de deslocamento é aumentada ou
diminuída, a rotação do molinete aumentará ou diminuirá com a velocidade de deslocamento é
mantida na mesma taxa. O módulo da plataforma compara o sinal da velocidade da máquina
com o ajuste do Controle de Rotação do Molinete. A posição do Controle de Rotação do
Molinete é usado como ponto de referência.

O Controle de Rotação Mínima do Molinete ajusta a rotação mínima que o molinete gira para
baixa ou sem velocidade de deslocamento. A faixa do Controle de Rotação Mínima do Molinete
é de 0 a 6,4 km/h. Se o Controle de Rotação Mínima do Molinete é ajustado totalmente para o
sentido anti-horário, a rotação do molinete será zero sem velocidade de deslocamento. Se o
Controle de Rotação do Molinete é ajustado na taxa de 1:1 (não mostrado no controle) e o
potenciômetro da Rotação Mínima do Molinete for ajustada a 4,8 km/h, o molinete manteria uma
taxa de 4,8 km/h independente se a velocidade de deslocamento cair abaixo de 4,8 km/h. Se o
Controle de Rotação do Molinete é ajustado a uma taxa de 2:1 e o potenciômetro da Rotação
Mínima do Molinete é ajustada para 4,8 km/h, o molinete manteria uma taxa de 4,8 km/h
independente se a rotação cair abaixo de 2,4 km/h.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 215
ELÉTRICA

DIAGNÓSTICOS – INSTRUMENTAÇÃO E MÓDULO DA PLATAFORMA


Diagnósticos da Instrumentação
Listados abaixo estão os códigos de falha listados para o módulo da plataforma e circuitos da
instrumentação.

Tecla travada
Em modo de operação normal, se uma das três teclas superiores ficar continuamente travada
na posição acionada por oito segundos, o ícone mostrado referente a essa tecla piscará.

Se uma tecla de seta indicar partida, as teclas para cima “UP” ou para baixo “DOWN” piscarão
por oito segundos. Caso contrário esse erro é ignorado.

Se a tecla de alarme desligado “ALARM OFF” ficar


presa, “ALARM ON/OFF” piscará no display do
tacômetro por oito segundos. Esse erro só é
mostrado na partida ou quando uma função de
rotação monitorada do tacômetro/eixo determinar que
o alarme precisa ser ligado.

Se uma tecla fica presa em “ON”, a seta de descer


“DOWN” (direita) funciona como tecla presa em “ON”.

Baixa Tensão
Se for detectada baixa tensão (9,8 V ou menos) “LO” e “SYS” piscarão no display do tacômetro.
As saídas do alimentador e do separador assim como o monitor de rotação do eixo serão
desativadas na máquina.

Erro de Memória
Se for detectado um erro de memória, um desses três códigos “rEg” , “Err” e “Err” ou “Err2” e
“Err” piscam no display do tacômetro. O separador do alimentador, monitor de rotação do eixo e
módulo da plataforma serão desativados.

Circuito da Bobina do Separador


Se houver uma condição de excesso de corrente ou um circuito aberto, “SEP” e “Err” piscam no
display do tacômetro. As saídas do separador e do alimentador serão desligadad. O erro é
apagado e não aparece quando o interruptor de ativação do separador “SEPARATOR ENABLE”
estiver desligado “OFF”.

Circuito da Bobina do Alimentador


Se existir uma condição de excesso de corrente ou de circuito aberto “Fdr” e “Err” piscam no
display do tacômetro e a saída do alimentador é desligada. O erro é apagado e não aparece
quando o interruptor de ativação do alimentador “FEEDER ENABLE” estiver desligado “OFF”.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 216
ELÉTRICA

DIAGNÓSTICOS – INSTRUMENTAÇÃO E MÓDULO DA PLATAFORMA


CONEXÃO DE COMUNICAÇÃO SERIAL
Essa comunicação existe entre o módulo da plataforma e o painel de instrumentos. A
informação é enviada através da conexão com diferentes séries de sinais de tensão. Cada sinal
tipicamente possui um período ligado e desligado e é transmitida um por vez.

SINAIS ENVIADOS ATRAVÉS DO LINK DE COMUNICAÇÃO SERIAL (SCL)


• Sinal de velocidade de deslocamento para
sincronização do molinete.
• Sinal do separador e alimentador para operação
em HT e Float.
Do Painel de Instrumentos ao • Erro de memória na instrumentação, Desativa o
Módulo da Plataforma módulo, separador e alimentador.
• Sinal das teclas de calibração.
• Rotação do motor para permitir que a plataforma
suba ou desça
• Monitor da tela rotativa.
• Uso na unidade inglesa ou métrica.
• Código Falhas do módulo da plataforma.
• Posição do Côncavo.
• Pressão da plataforma no modo Float em
Do Módulo da Plataforma ao Painel porcentagem.
de Instrumentos • Display de disagnósticos e calibração do módulo
da plataforma.
• Advertência da temperatura do ar de admissão do
motor.

Se a instrumentação não recebe dados do módulo da plataforma, um código de falha “SCL” e


“Err” será mostrado.

CÓDIGOS DE FALHA
Quando uma falha é detectada pelo módulo da plataforma, a luz de advertência da plataforma
no painel acende e desliga e um Código de Falha é enviado para o painel de instrumentos, Uma
mensagem de erro será mostrado no lugar da velocidade de deslocamento ou rotação do rotor.
As letras “Hdr” e um código 2 ou 3 serão intermitentemente mostrados. A seguinte tabela explica
as falhas que existem no sistema de Controle da Plataforma quando os seguintes código são
mostrados. Eles estão listados da maior prioridade à menor prioridade num total de 38 possível
códigos. Quando mais de uma falha ocorrer simultaneamente, somente a de maior prioridade
será enviada através do link de comunicação serial (exemplo: um código HALT).

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 217
ELÉTRICA

DIAGNÓSTICOS – INSTRUMENTAÇÃO E MÓDULO DA PLATAFORMA


Código MODO
Erro CAUSA FALHA
Hb0 Todos os circuitos dos solenóides abertos ou em curto à terra ou Halt
contatos de relé não abriram ou bobina do relê com falha (Verifique se o
fusível que alimenta o circuito está queimado)
HC1 Calibração incompleta ou problema de memória Halt

HCO Controlador da plataforma descalibrado Halt

Hd0 Circuito aberto/curto à terra – falha do circuito do solenóide de Halt


abaixamento
Hd1 Curto para 12V – falha do circuito do solenóide de abaixamento Halt

Hd2 Curto para 12V – acionamento do solenóide de abaixamento (módulo) Halt


(5)
Hh0 Não usado Halt

Hr0 Circuito aberto/curto à terra – falha do circuito do solenóide do molinete Halt

Hu0 Aberto/curto à terra – falha do circuito do solenóide de levantamento (1). Halt

Hu1 Curto para 12V – falha do circuito do solenóide de levantamento Halt

Hu2 Curto para 12V – acionamento do solenóide de levantamento (módulo) Halt


(5)
b1 Contato dos relés com defeito na posição fechada (relé habilitador da Limp2
plataforma)
C2 Falha do circuito de monitoramento (módulo) (5) Limp2

E0 Alta tensão de alimentação da bateria Limp2

E1 Perda de tensão regulada interna. Verifique o chicote do sensor float e Limp2


de altura. Isto poderia ser mostrado como E5 ou E8
r1 Curto para 12V – falha do circuito do solenóide de acionamento do Limp2
molinete
r2 Curto para 12V – falha do acionamento do molinete (módulo) (5) Limp2

SCL Não há conexão de comunicação serial da instrumentação (2) Limp2 (halt)

S4 Curto Aberto ou Fechado – Falha no circuito da temperatura Ar/Ar. Limp2


Alimentador desligado e alarme ligado. (7 & 8)
P0 Aberto/Curto – falha do circuito do Controle de Posição da Plataforma Limp1

A0 Falha do circuito do interruptor Seletor de Modo Limp1

S0 Falha do circuito do sensor de posição do alimentador Limp1

A1 Falha do circuito do interruptor de levantar/abaixar momentâneo D3

h1 Não usado D2

h2 Não usado D2

S1 Falha do circuito do sensor de altura da plataforma (3) D2


S2 Falha do circuito do sensor float D2

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 218
ELÉTRICA

Código MODO
Erro CAUSA FALHA
L0 Falha do circuito das luzes (luz –piloto âmbar no painel de instrumentos) D1
L1 Circuito aberto/curto – falha do circuito da lâmpada Ar/Ar D1 (7)
L2 Curto para 12 volts – falha no circuito da lâmpada Ar/Ar D1 (7)
L3 Curto para 12 volts – acionamento da lâmpada Ar/Ar D1 (7)
P1 Circuito aberto/curto - falha do circuito de controle de sensibilidade .
• Para float – a sensibilidade será 25% da faixa de pressão. D1 (4)
• Para altura automática – a sensibilidade será de 75%
P2 Circuito aberto/curto – falha do circuito de controle de rotação do D1 (4)
molinete. A velocidade do molinete assumirá 33% e a relação de 1:1
como valor padrão
P3 Aberto/curto – falha do circuito de controle de rotação para diminuir D1 (4)
rotação. A porcentagem de abaixamento será de 10%
P4 Circuito aberto/curto – falha do circuito de controle de levantamento. A D1 (4)
porcentagem de levantamento será de 85%
P5 Circuito aberto/curto – falha do circuito de controle da velocidade D1 (4)
mínima do molinete. A porcentagem de velocidade mínima do molinete
será de 9%
P6 Não usado D1 (4)
S3 Falha do circuito do sensor de posição do côncavo D1

NOTAS

1. No Modo de Calibração, circuito do relé aberto fornece o mesmo erro.


2. Se falhar momentaneamente, alternando o interruptor do alimentador desligando e ligando,
pode recuperar as operações que necessitam de informação da conexão de comunicação
serial.
3. “Hdr” e “S1” serão mostrados momentaneamente quando o painel for ligado, se o sensor de
altura da plataforma não for detectada.
4. O valor padrão relacionado é usado se a falha ocorreu na partida, do contrário, o último valor
válido será usado.
5. Anteriores à versão “r300” do software.
6. Se o sensor detectar falha (não conectado) na partida, este erro se auto corrigirá se
detectado (conectado) posteriormente. Isto é apenas válido para condição de falha na
partida (9).
7. Códigos somente para máquinas equipadas com Ar/Ar (Alarme da tela rotativa desligado).
8. Este erro será somente reconhecido se apresentar após 30 segundos após a partida.
9. Versão do software “r300 ou superior”.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 219
ELÉTRICA

DIAGNÓSTICOS – INSTRUMENTAÇÃO E MÓDULO DA PLATAFORMA


A definição para os modos de falha está a seguir:

Modo Descrição do Modo


Falha
Halt = Todas as bobinas solenóides estão desativadas. Todos os controles de
acionamento da plataforma do molinete estão inoperantes.

Limp2 = Controle de Posição Manual somente.

Limp1 = Altura da Plataforma e/ou Controle de Float, como padrão para Controle de
Posição Manual.

D3 = Graduação 3: Controle de Posição Manual desativado: RTC apenas usando


o controle de posição da plataforma para mover o alimentador.

D2 = Graduação 2: O modo de operação ao qual a falha está associada está


desativado mas pode ser operado nos outros modos.

D1 = Graduação 1: O sistema pode continuar operando, entretanto, a função que


falhou será desativada.

Também, ocorre a falha do modo “Halt” se a falha do modo “Limp” e uma falha do interruptor
“Subida/Descida” ocorre ao mesmo tempo. Aparece um código de 3 dígitos consistindo de um
“F” e o código de falha do modo “Limp” de dois dígitos serão mostrados.

Se a tecla de alarme desligado “ALARM OFF” no painel de instrumentos for acionada enquanto
aparece a mensagem de erro da PLATAFORMA, a mensagem será ocultada e km/h ou rotação
do rotor aparecem de novo. De qualquer modo, o indicador amarelo do módulo da plataforma
será iluminado. Se a tecla de alarme desligado “ALARM OFF” for pressionada quando uma
mensagem de erro da PLATAFORMA estiver ocultada, a mensagem será mostrada novamente.
Também se for enviado um erro de prioridade mais alta, nova mensagem de erro da plataforma
será mostrado.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 220
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 221
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERROS "AO"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA

A0 Circuito do interruptor do Seletor de Modo com defeito. Limp 1

Conector 21
Localizado no
Módulo da
Plataforma

Módulo de Controle da
Plataforma Localizado no
canto traseiro esquerdo
do painel inferior de
L = RTC Interruptor fusíveis.
M = Flutuação Automático de
H = Automático Altura da Plataforma
(Interruptor de Conector 7 Localizado Certificar do uso de
Modo) sob o assento do conector de 16
passageiro pinos.

Conector 10 (Verde)
Localizado sob o assento
do passageiro

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-222
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERROS "AO"

Circuito em Operação Normal


Quando o Interruptor Automático da Plaraforma estiver NENHUM.sinal para Manual
conectado e o circuito está operando Terminal 8 somente para RTC
apropriadamente deve ser encontrado SOMENTE UM Terminal 6 somente para Flutuação
sinal de tensão do sistema de bateria no conector 21 do Terminal 5 somente para Controle Automático
módulo da plataforma:

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o fornecimento
de tensão

Com a chave "LIGADA",


o motor não precisar
estar em
funcionamento.

Etapa 1
Desconectar o conector
7e verificar a tensão da Tensão da Bateria
bateria nos terminais nos Terminais.
fêmea: 4 5 6
Se houver tensão em qualquer terminal, fazer o mesmo
Botão em Manual: 0,0V 0,0V 0,0V teste no interruptor para determinar se é um problema do
interruptor ou do chicote elétrico.
Botão em RTC 12V 0,0V 0,0V Se houver tensão em mais de um terminal, fazer o mesmo
Botão em Flutuação 0,0V 12V 0,0V teste no interruptor para determinar se é um problema do
Botão em HT 0,0V 0,0V 12V interruptor ou do chicote elétrico.
Desempenhar o mesmo teste no conector 21 do
controlador do coletor e terminais 5, 6 e 8.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-223
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERROS "A1"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA

A1 Falha momentânea no circuito do interruptor de Subida/Descida. D3

Conector 9 (Preto)
Localizado sob o lado
Inferior Levantar direito do console

Para o terminal 6 pg do Para o terminal 5 pg do


conector 38 do Interruptor conector 38 do Interruptor Conector 21
de Controle do Coletor 41 de Controle do Coletor 41 Localizado no
Módulo da
Plataforma

Descer
Interruptor
Módulo de Controle da
de Controle Plataforma Localizado no
da Platafoma canto traseiro esquerdo
do painel inferior de
fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 16
Levantar pinos.

Para o terminal 12 pg do
Módulo da Platafrma
conector 9 do Módulo de (Parte 1)
Controle da Plataforma 31

Para o terminal 11 pg do
conector 9 do Módulo de
Controle da Plataforma 31 Conector 48 & 49 (Cinza)
Para o Fusível 17 Via módulo de junção Localizado sob o
pg. 45 lado direito do console

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-224
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERROS "A1"

Circuito em Operação Normal


Quando o interruptor estiver conectado e o circuito Terminal 11 tem 0,0 volts
não estiverativo NÃO se deve encontrar tensão de Terminal 12 tem 0,0 volts
bateria no conector 9.

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o fornecimento de
tensão

Com a chave na posição


"LIGADO", o motor
deve estar
funcionando, então
haverá pressão de
óleo.
Etapa 1 Quando o interruptor do Se não há tensão, desempenhar o mesmo teste no
Desconectar o conector controle da plataf. não conector 21.
9 e verificar sinais de estiver ativo, não deve
tensão do interruptor haver tensão em Se houver tensão em qualquer terminal, desempenhar
nos terminais fêmea 11 qualquer terminal. o mesmo teste no conector 48.
e 12.
Etapa 2 Quando o interruptor do Se não há tensão, reparar o chicote elétrico entre o
Desconectar o conector controle da plataf. não conector 48 e o 9.
48 e verificar sinais de estiver ativo, não deve
tensão do interruptor haver tensão em Se houver tensão em qualquer terminal, substituir o
nos terminais macho 5 e qualquer terminal. interruptor.
6.
Etapa 3 Quando o interruptor do Se não houver tensão, substituir o módulo de controle
Desconectar o conector controle da plataf. não do coletor.
21 e verificar sinais de estiver ativo, não deve
tensão do interruptor haver tensão em Se houver tensão em qualquer terminal, reparar o
nos terminais fêmea 10 qualquer terminal. chicote elétrico entre o conector 9 e o 21.
e 2.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-225
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "b1"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Contatos do relé falharam fechados. (relé de habilitação do
b1 coletor)
Limp2

Conector 21
Localizado no
Conector 2 Localizado do Módulo da
lado direito da cabine, Plataforma
atrás da porta de serviço.
Módulo de junção
73 Localizado no
lado esquerdo da
cabine próximo á
válvula hidráulica Módulo de Controle da
PlataformaLocalizado no
principal. canto traseiro esquerdo
do painel inferior de
fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 16
pinos.

Módulo da Plataformado Coletor


Relé de Habilitação da (Parte 1)

Plataforma Localizado no
painel de fusíveis do lado
direito.

Para B+ Via
Para Relé de Para Relé de
fusível 16.
Corte do Sem Abertura do
pg. 45
Fim Descarregador
pg. 46 pg. 45

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-226
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "b1"


Circuito em Operação Normal
Quando o relé está no lugar e a chave de contato Terminal 7 tem 0,0 volts
estáDESLIGADA não deve haver tensão no
conector 21 do módulo da plataforma:

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o fornecimento
de tensão

Com a chave
"DESLIGADA" e
"LIGADA" os
resultados do teste
devem ser o mesmo,
o motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1 Terminal 2 Tensão
Remover o coletor Deve haver 0,0 volts. 1. Se houver tensão, desconectar o conector 21 e
habilita o relé e verificar novamente o terminal 2.
verifica a tensão no Nenhum tensão, substituir o módulo do
terminal 2. controle do coletor.
Se houver tensão, reparar o chicote elétrico
entre o terminal 2 e o terminal 3 do conector
21.
Etapa 2 Terminal 5 Tensão
Remover o coletor Deve haver 0,0 volts. 1. Se não houver tensão, instalar um novo relé.
habilita o relé e 2. Se houver tensão, desconectar o conector 21 e
verifica a tensão no verificar novamente o terminal 5.
terminal 5. Nenhum tensão, substituir o módulo da
plataforma.
Verificar o chicote elétrico entre o módulo do
controle do coletor e o terminal 5.
Se houver tensão, desconectar o conector 2,
um dos solenóides pode estar em curto para
12 volts.
Se houver tensão, verificar o chicote elétrico
entre o conector 2 e o terminal 5 do relé.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-227
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERROS "E"


Código MODO DE
de Erro CAUSA FALHA
Se o sistema exibir um código de erro de E1, E5 ou E8, é Interromper
geralmente devido a uma tensão de alta amperagem do
controlador do coletor e no sensor de flutuação, sensor de altura
do coletor ou circuito do sensor de posição do alimentador. Uma
tensão de alta amperagem baixará a tensão no controlador do
coletor e produzirá um código de erro. Pode ser uma causa por
NÃO ter um sensor de flutuação no lugar e o plugue tiver
coletado umidade e em curto.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-228
Hb0
Código
de Erro
Conector 56 Localizado na
válvula hidráulica principal Conector 2 Módulo de junção 73 Localizado no lado
Localizado no lado direito da esquerdo da cabine próximo á válvula
cabine, atrás da porta de serviço. hidráulica principal.

Conector 21 Localizado
montagem de 1999)
no Módulo da
Plataforma

Módulo de Controle da
Plataf. Localizado no canto
traseiro esquerdo do painel
inferior de fusíveis.
CAUSA

Certificar do uso de
conector de 16 pinos.

Módulo da Plataforma (Parte 1)

Relé de
Habilitação
CÓDIGO DE ERRO "Hb0"

da Plataforma

Para B+ Via
Todos os circuitos do solenóide abertos ou em curto com o massa ou

Para Relé de Corte


circuito da bobina do relé com defeito ou contatos do relé abertos com

do Sem Fim fusível 16 pg.


falha. (Verifique se o fusível 16 está queimado na pré montagem de 1999 e fusível 18 na

Relé de Abertura do
16
pg. 46 Descarregador
Solenóide de
Elevação do Solenóide de Solenóide de pg. 45
Coletor 6,5 ohms Abaixamento do Acionamento do
Coletor 6,5 ohms Molinete 6,5 ohms
FALHA
MODO DE

Interromper

3B-229
01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300
SISTEMA ELÉTRICO
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO CODE " HbO"

Circuito em Operação Normal


Quando o sistema estiver conectado e o circuito Terminal 11 tem 12 volts contínuo
estiver operando apropriadamente deve-se Terminal 15 tem 12 volts contínuo
encontra no conector 21 Terminal 16 tem 12 volts contínuo
Terminal 7 tem 12 volts contínuo
Terminal 3 tem 12 volts contínuo

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave na
posição "LIGADO", o
motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1
Instalar um adaptador Aproximadamente 2 Se NÃO houver tensão no terminal 3, substituir o
CAS2112 do chicote segundos após girar a módulo de controle do coletor.
elétrico no conector chave de contato, Se NÃO houver tensão no terminal 7, mas
21 do modulo da deve ser visto um HOUVER tensão nos terminais 11, 15, 16, e 3,
plataforma e momentâneo pico de verificar o fio entre o terminal 5 do relé de
verificar os picos de tensão. habilitação e o terminal 7 do conector 21 do
tensão nos terminais controlador do coletor.
3, 7, 11, 15 e 16. Se NÃO houver tensão no terminal 11, 15 e 16,
mas HOUVER tensão nos terminais 3 e 7, verificar
Ter o voltímetro o fio entre o terminal 5 do relé de habilitação e o
conectado a um dos terminal A do módulo de junção 73.
terminais por vez e Se NÃO houver tensão nos terminais 11, 15, 16 e
massa do chassi. 7, mas HOUVER tensão no terminal 3, ir para a
Girar a chave de etapa 2.
contato para a
posição "LIGADO".
Etapa 2
Remover o coletor Deve haver 12 volts Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
habilita o relé e Se não houver tensão, substituir o fusível e
verifica a tensão no verificar novamente.
terminal 3. Número de fusíveis pode ser diferente entre
modelos de diferentes anos.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-230
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hb0"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Etapa 3
Ter o voltímetro Aproximadamente 2 Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
conectado ao segundos após, deve Se não houver pico de tensão, instalar um
terminal 2 e massa ser visto um adaptador CAS 2112 do chicote elétrico no
do chassi. Girar a momentâneo pico de terminal 3 do conector 21 e verificar novamente a
chave de contato para tensão. tensão de vinda do controlador do coletor.
a posição "LIGADO". Se houver tensão, verificar o chicote elétrico
enter o terminal 2 do relé e o terminal 3 do
conector 21.
Se não houver tensão, substituir o módulo da
plataforma.
Etapa 4
Irá o sem fim do Isto verificará o circuito do massa para o relé de
descarregamento habilitação.
balançar

Leitura de resistência Se a resistência for baixa, ir para a próxima etapa.


Usar um ohmímetro deve ser de menos do Se a resistência for alta, verificar o fio do terminal
para verificar o massa que 2,0 ohms. 1 para o relé de abertura do Descarregador.
do relé de habilitação
do coletor do terminal
1 para o massa do
chassi.
Etapa 5
Substituir o relé de
habilitação e verificar
as operações.

Informações Adicionais
Há uma possibilidade de um chicote elétrico ruim para pelo menos 2 solenóides em algum lugar
após o módulo de junção 73, possivelmente o conector 56, mas muito improvável com este código
de erro.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-231
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hd*"


Código MODO DE
de Erro CAUSA FALHA
Aberto/em curto com o massa - circuito do solenóide de descida Interromper
Hd0 com defeito.
Em curto com 12 volts - circuito do solenóide de descida com Interromper
Hd1 defeito.
Em curto com 12 volts - dispositivo do solenóide de descida. Interromper
Hd2 (controlador)
Versão anterior do programa "r300 ou posterior".

Conector 2 Localizado do
lado direito da cabine, atrás Conector 21
Localizado no
da porta de serviço. Módulo da
Plataforma

Módulo de Controle da
Plataf. Localizado no canto
traseiro esquerdo do painel
inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
Módulo de junção 73 Localizado conector de 16 pinos.
no lado esquerdo da cabine
próximo á válvula hidráulica
principal. Módulo da Plataforma
Parte 1 )

Conector 56 Localizado
na válvula hidráulica
principal

Solenóide de Abaixamento
do Coletor 6,5 ohms

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-232
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hd*"

Circuito em Operação Normal


Quando o sistema estiver conectado e o circuito Terminal 15 tem 12 volts contínuo
estiver operando apropriadamente deve-se
encontra no conector 21

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o fornecimento
de tensão

Com a chave na
posição "LIGADO", o
motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1
Verificar a tensão no Não deve haver tensão.
modulo de junção 73
terminal "D".

Se não houver tensão, substituir o


Ter o voltímetro Aproximadamente 2
barramento.
conectado aos segundos após girar a
Verificar a condição dos contatos entre o
terminais e massa chave de contato,
barramento e o terminal do fio.
do chassi. Girar a deve ser visto um
Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
chave de contato para momentâneo pico de
a posição "LIGADO". tensão.
Etapa 2
Desconectar o Aproximadamente 2 Se houver tensão no terminal 5 do conector fêmea 56.
conector 56 e verificar segundos após girar a Se não houver tensão, reparar o chicote
a tensão do terminal chave de contato, elétrico entre o terminal 5 do conector 56 e o
5. deve ser visto um terminal "D" do módulo de junção 73.
momentâneo pico de Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
tensão.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-233
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hd*"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Etapa 3
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, substituir o
conector 56 e verificar solenóide.
a resistência através Se a resistência estiver correta, ir para a próxima
do solenóide inferior etapa.
nos terminais macho Reconectar o conector 56.
5 e 11 com um
ohmímetro.
Etapa 4
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, reparar o
conector 2 e verificar chicote elétrico entre o terminal 11 do conector 56
a resistência através Esta leitura pode ser e o terminal 2 do conector 2.
do solenóide inferior 6-8 devido à fiação Se a resistência estiver correta, ir para a próxima
nos terminais fêmea 2 adicional no circuito etapa.
e 4 com um testado. Reconectar o conector 2.
ohmímetro.
Etapa 5
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, reparar o
conector 21 e verificar chicote elétrico entre o terminal 2 do conector 2 e
a resistência através Esta leitura pode ser o terminal 15 do conector 21.
do solenóide inferior 6-8 devido à fiação Se a resistência estiver correta, substituir o
nos terminais fêmea adicional no circuito módulo de controle.
15 e 7 com um testado.
ohmímetro.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-234
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hr"


Código MODO DE
de Erro CAUSA FALHA
Aberto/em curto com o massa - circuito do solenóide do molinete Interromper
Hr0 com defeito.
Em curto com 12 volts - falha do circuito do solenóide de Limp2
r1 acionamento do molinete.
Em curto com 12 volts - dispositivo de acionamento do molinete. Limp2
r2 (controlador)
Versão anterior do programa "r300 ou posterior". (5)

Conector 2 Localizado do Conector 21 Localizado


lado direito da cabine, atrás Módulo da
da porta de serviço. Plataforma

Módulo de Controle da
Plataf. Localizado no
canto traseiro esquerdo do
painel inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
Módulo de junção 73 conector de 16
Localizado no lado esquerdo pinos.
da cabine próximo á válvula
hidráulica principal. Módulo de Controle do Coletor (Parte 1)

Conector Solenóide
Localizado no solenóide

Solenóide de Acionamento
do Molinete 6,5 ohms

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-235
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hr*"

Circuito em Operação Normal


Quando o sistema estiver conectado e o circuito Terminal 16 tem 12 volts contínuo
estiver operando apropriadamente deve-se
encontra no conector 21

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o fornecimento
de tensão

Com a chave na
posição "LIGADO", o
motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1
Verificar a tensão no Não deve haver tensão.
modulo de junção 73
terminal "B".

Se não houver tensão, substituir o


Ter o voltímetro Aproximadamente 2
barramento.
conectado aos segundos após girar a
Verificar a condição dos contatos entre o
terminais e massa chave de contato,
barramento e o terminal do fio.
do chassi. Girar a deve ser visto um
Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
chave de contato para momentâneo pico de
a posição "LIGADO". tensão.
Etapa 2
Desconectar o Aproximadamente 2 Se não houver tensão, reparar o chicote
conector no solenóide segundos após girar a elétrico entre o conector solenóide e o
de acionamento do chave de contato, terminal "B" do módulo de junção 73.
molinete e verificar a deve ser visto um Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
tensão no terminal momentâneo pico de Reconectar o conector.
fêmea "A". tensão.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-236
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hr*"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Etapa 3
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, substituir o
conector do solenóide solenóide.
e verificar a Se a resistência estiver correta, ir para a próxima
resistência através etapa.
do solenóide de Reconectar o conector
acionamento do
molinete nos
terminais macho "A" e
"B" com um
ohmímetro.
Etapa 4
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, reparar o
conector 2 e verificar chicote elétrico entre o terminal "B" do conector do
a resistência através Esta leitura pode ser solenóide e o terminal 2 do conector 3.
do solenóide de 6-8 devido à fiação Se a resistência estiver correta, ir para a próxima
acionamento do adicional no circuito etapa.
molinete nos testado. Reconectar o conector 2.
terminais fêmea 3 e 4
com um ohmímetro.
Etapa 5
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, reparar o
conector 21 e verificar chicote elétrico entre o terminal 2 do conector 3 e
a resistência através Esta leitura pode ser o terminal 16 do conector 21.
do solenóide de 6-8 devido à fiação Se a resistência estiver correta, substituir o
acionamento do adicional no circuito módulo de controle.
molinete nos testado.
terminais fêmea 16 e
7 com um
ohmímetro.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-237
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hu*"


Código MODO DE
de Erro CAUSA FALHA
Aberto/em curto com o massa - circuito do solenóide de subida Interromper
Hu0 com defeito.
No Modo de Calibração, o circuito aberto do relé dá o mesmo
erro.
Em curto com 12 volts - falha do circuito do solenóide de Interromper
Hu1 elevação.
Em curto com 12 volts - dispositivo do solenóide de Interromper
Hu2 abaixamento. (controlador)
Versão anterior do programa "r300 ou posterior".

Conector 2 Localizado do
lado direito da cabine, atrás
Conector 21 Localizado
da porta de serviço. Módulo da
Plataforma

Módulo de Controle da Plataf.


Localizado no canto traseiro
esquerdo do painel inferior de
fusíveis.

Certificar do uso de
Módulo de junção 73 conector de 16 pinos.
Localizado no lado esquerdo
da cabine próximo á válvula
hidráulica principal. Módulo da Plataforma (Parte 1)

Conector 56
Localizado na válvula
hidráulica principal

Solenóide de
Elevação do
Coletor 6,5 ohms

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-238
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hu*"

Circuito em Operação Normal


Quando o sistema estiver conectado e o circuito Terminal 11 tem 12 volts contínuo
estiver operando apropriadamente deve-se
encontra no conector 21

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave na
posição "LIGADO", o
motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1
Verificar a tensão no Não deve haver tensão.
modulo de junção 73
terminal "C".

Se não houver tensão, substituir o


Ter o voltímetro Aproximadamente 2
barramento.
conectado aos segundos após girar a
Verificar a condição dos contatos entre o
terminais e massa chave de contato,
barramento e o terminal do fio.
do chassi. Girar a deve ser visto um
Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
chave de contato para momentâneo pico de
a posição "LIGADO". tensão.
Etapa 2
Desconectar o Aproximadamente 2 Se houver tensão no terminal 5 do conector fêmea 56.
conector 56 e verificar segundos após girar a Se não houver tensão, reparar o chicote
a tensão do terminal chave de contato, elétrico entre o terminal 4 do conector 56 e o
4. deve ser visto um terminal "C" do módulo de junção 73.
momentâneo pico de Se houver tensão, ir para a próxima etapa.
tensão.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-239
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "Hu*"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Etapa 3
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, substituir o
conector 56 e verificar solenóide.
a resistência através Se a resistência estiver correta, ir para a próxima
do solenóide inferior etapa.
nos terminais macho Reconectar o conector 56.
4 e 10 com um
ohmímetro.
Etapa 4
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, reparar o
conector 2 e verificar chicote elétrico entre o terminal 10 do conector 56
a resistência através Esta leitura pode ser e o terminal 2 do conector 1.
do solenóide inferior 6-8 devido à fiação Se a resistência estiver correta, ir para a próxima
nos terminais fêmea 1 adicional no circuito etapa.
e 4 com um testado. Reconectar o conector 2.
ohmímetro.
Etapa 5
Desconectar o Deve haver 6-7 ohms. Se a resistência não estiver correta, reparar o
conector 21 e verificar chicote elétrico entre o terminal 2 do conector 1 e
a resistência através Esta leitura pode ser o terminal 11 do conector 21.
do solenóide inferior 6-8 devido à fiação Se a resistência estiver correta, substituir o
nos terminais fêmea adicional no circuito módulo de controle.
11 e 7 com um testado.
ohmímetro.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-240
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "L*"


Somente no modelo 2388
Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/em curto com o massa - Circuito da lâmpada ar/ar com D1 (7)
L1 defeito.
Curto com 12 volts - Circuito da lâmpada ar/ar com defeito. D1 (7)
L2
Curto com 12 volts - Dispositivo da lâmpada ar/ar com defeito. D1 (7)
L3

Conector 21
Temperatura do Ar do Localizado no
Módulo da Plataforma
Coletor de Admissão

Para o terminal 10 pg do
conector 18 do Painel de
Instrumentos 11
Módulo de Controle do
Coletor Localizado no canto
traseiro esquerdo do painel
inferior de fusíveis.

Conector 18 Localizado Certificar do uso de


na parte superior do conector de 16
painel de instrumentos. pinos.

Módulo de Controle do Coletor (Parte 1)

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-241
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "L*"


Somente no modelo 2388
Circuito em Operação Normal
Quando o sistema estiver conectado e o circuito Terminal 10 não terá tensão
estiver operando apropriadamente deve-se
encontra no conector 18

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave na
posição "LIGADO", o
motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1
Desconectar o Deve haver menos do Se a resistência estiver alta, reparar o fio ou
conector 18 e 21 e que 1,0 ohm de terminais.
usar um ohmímetro resistência. Se a resistência estiver baixa, verificar a
para verificar a lâmpada nos instrumentos.
resistência entre o
terminal 12 do
conector 21 e o
terminal 10 do
conector 18.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-242
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "LO"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Circuito da lâmpada com defeito. (luz âmbar de advertência no D1
L0 painel de instrumentos)

Lâmpada do Código
Conector 21 Localizado
de Erro do Coletor
no M'ódulo da
Plataforma

Para o terminal 13 pg do
conector 18 do Painel de
Instrumentos 11

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro
esquerdo do painel inferior de
fusíveis.

Conector 18 Localizado na Certificar do uso de


parte superior do painel de conector de 16 pinos.
instrumentos.

Módulo da Plataforma (Parte 1)

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-243
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "LO"

Circuito em Operação Normal


Quando o sistema estiver conectado e o circuito Terminal 13 não terá tensão
estiver operando apropriadamente deve-se
encontra no conector 18

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave na
posição "LIGADO", o
motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1
Desconectar o Deve haver menos do Se a resistência estiver alta, reparar o fio ou
conector 18 e 21 e que 1,0 ohm de terminais.
usar um ohmímetro resistência. Se a resistência estiver baixa, verificar a
para verificar a lâmpada nos instrumentos.
resistência entre o
terminal 4 do conector
21 e o terminal 13 do
conector 18.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-244
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "SCL"


Ligação de Comunicação Serial
Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Perda de comunicação entre a Coluna "A" e o módulo da Interrom
SCL Plataforma. per
Se for falha momentânea, girar o alimentador para DESLIGADO e LIGADO recuperará as
operações, requerendo informação da ligação da comunicação serial.

Conector 20 Localizado
no Módulo da Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro
esquerdo do painel inferior de
fusíveis.

Conector 19 Localizado na parte Certificar do uso de


superior da Coluna de instrumentos. conector de 37 pinos.

Saída SCL
Entrada SCL
Blindagem

Módulo de Controle do Coletor (Parte 3)

Painel de Instrumentos (Link Serial)

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-245
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE ERRO "SCL"

Circuito em Operação Normal


Quando o sistema está conectado e o circuito Verificar o fusível que alimenta o controlador da
está operando adequadamente a plataforma.
instrumentação e o controlador da plataforma Pré-'99 Fusível 10
comunica-se através do Link de Comunicação Pós-'99 Fusível 12
Serial.

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto

Com a chave na
posição "LIGADO", o
motor não precisa
estar em
funcionamento.
Etapa 1
Verificar a fiação entre
os dois controladores.

Desconectar os
conectores 19 e 20. Deve haver menos de
Verificar a resistência 1 ohm de resistência Caso a resistência esteja alta, repare o
entre o terminal "A" do chicote elétrico ou os terminais entre os
conector 19 e o conectores 19 e 20.
terminal 15 do Caso a resistência esteja correta, passe para
conector 20 a etapa seguinte.

Etapa 2
Verificar a resistência Deve haver menos de Caso a resistência esteja alta, repare o
entre o terminal "B" do 1 ohm de resistência chicote elétrico ou os terminais entre os
conector 19 e o conectores 19 e 20.
terminal 21 do Substituir o módulo de controle da plataforma.
conector 20.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-246
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P0"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/em curto - Circuito de Controle de Posição da Plataforma Limp1
P0 com defeito.

Conector 20 Localizado
no Módulo da Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro
esquerdo do painel inferior de
fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Conector 8 Localizado
sob o assento do
passageiro

Módulo de Controle do Coletor (Parte 3)


Conector de controle
Localizado no console
do lado direito

Controle de Posição da
Plataforma (Pot)

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-247
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P0"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal 10 tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando adequadamente você O terminal 11 tem um valor de tensão entre os
deve encontrar no conector 8 terminais 10 e 12.
O terminal 12 tem aproximadamente 0,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.

Etapa 1 Se houver tensão, executar um teste de


Desconectar o resistência do potenciômetro.
conector 8 e verificar A tensão do circuito
a tensão no terminal aberto deve ser
10 macho. aproximadamente 8 Desconectar o conector 8 para o teste.
volts. 1. Instalar o chicote elétrico do adaptador CAS 2115
para a caixa de ligações externas entre o
controlador da plataforma e o conector 20.
Verificar a tensão no terminal 34.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 8 e o conector 20.

2. Caso não haja tensão no terminal 34 do conector


20, substituir o módulo do controlador da
plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-248
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P0"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver
Caso a leitura de Ohm esteja correta, verificar a etapa
conector 8 e verificar 1000±10% ohms.
2.
a resistência entre o
terminal 10 fêmea e o
Caso a leitura de Ohm não esteja correta, desconectar
terminal 12 da
o sensor no console do lado direito e teste o
extremidade do
potenciômetro entre "A" e "C".
potenciômetro.
Caso a leitura não esteja correta, substituir o
potenciômetro
Caso o teste do potenciômetro seja bom,
reparar o chicote elétrico entre o conector 8 e
o potenciômetro.
Etapa 2 Deve haver aumentos Caso a operação seja suave, verificar a etapa 3.
Verifique a resistência e diminuições Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
entre os terminais consistentes e suaves consistentes, substituir o potenciômetro.
fêmea 10 e 11 e girar na resistência à Caso não haja reparo na leitura, repare o
o botão do medida que o botão é chicote elétrico entre o conector 8 e o
potenciômetro girado. potenciômetro.

Etapa 3 Reparar o chicote elétrico conforme necessário.


Reconectar o Caso os resultados
conector 8 e o não sejam os
conector do sensor e mesmos, há um
desconectar o problema no chicote
conector 20. Executar elétrico entre o
o mesmo teste nos conector 8 e o
terminais 34 a 12 do conector 20. Reconectar Todos os Conectores.
conector 20 e nos
terminais 34 a 7 do
chicote elétrico.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-249
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P1"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/em curto - Circuito de Controle da Sensibilidade com defeito.
P1 • Para Flutuação - A sensibilidade deverá ser de 25% da faixa de D1
pressão.
• Para a Altura da Plataforma - A sensibilidade deverá ser de 75%.
O padrão listado é usado se ocorrer uma falha na partida, do contrário,
o último valor válido será usado

Conector 20
Localizado no
Controlador da
Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
do painel inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Conector 8 localizado
sob o assento do
passageiro

Módulo da Plataforma (Parte 3)


Conector de controle
Localizado no console do
lado direito

Controle de Sensibilidade
da Plataforma

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-250
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P1"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o circuito O terminal 1 tem aproximadamente 0,5 volts
está operando adequadamente você deve encontrar O terminal 2 tem um valor de tensão entre os terminais
no conector 8 1 e 3.
O terminal 3 tem aproximadamente 4,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.

Etapa 1 Se houver tensão, executar um teste de


Desconectar o A tensão do circuito resistência do potenciômetro.
conector 8 e verificar aberto deve ser
a tensão no terminal 3 aproximadamente 8 Desconectar o conector 8 para o teste.
macho. volts. Instalar o chicote elétrico do adaptador CAS 2115 para
a caixa de ligações externas no conector 20 do
controlador da plataforma. Verificar a tensão no
terminal 17.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 8 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 17 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-251
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P1"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver Caso a leitura de Ohm esteja correta, verificar a etapa
conector 8 e verificar 2500±10% ohms. 2.
a resistência entre o
terminal 1 fêmea e o Caso a leitura de Ohm não esteja correta, desconectar
terminal 3 da o sensor no console do lado direito e teste o
extremidade do potenciômetro entre "A" e "C".
potenciômetro. Caso a leitura não esteja correta, substituir o
potenciômetro
Caso o teste do potenciômetro seja bom, reparar o
chicote elétrico entre o conector 8 e o potenciômetro.
Etapa 2 Deve haver aumentos Caso a operação seja suave, verificar a etapa 3.
Verificar a resistência e diminuições Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
entre os terminais consistentes e suaves consistentes, substituir o potenciômetro.
fêmea 1 e 2 e girar o na resistência à Caso não haja reparo na leitura, repare o
botão do medida que o botão é chicote elétrico entre o conector 8 e o
potenciômetro girado. potenciômetro.
Etapa 3
Reconnect connector Caso os resultados Reparar o chicote elétrico conforme necessário.
8 and the sensor não sejam os
connector and mesmos, há um
disconnect connector problema no chicote
20. Perform the same elétrico entre o
test at connector 20 conector 8 e o
terminals 31 to 17 and conector 20.
terminals 31 to 4 of
the harness. Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-252
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P2"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/Fechado - Falha no circuito do Controle de Velocidade de Taxa/ D1
P2 Molinete. Velocidade da Taxa/Molinete carregará o padrão para 33%
da velocidade do molinete e 1:1 para taxa de velocidade.
O padrão listado é usado se ocorrer uma falha na partida, do contrário,
o último valor válido será usado.

Conector 20
Localizado no
Módulo da
Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
do painel inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Conector 8 localizado
sob o assento do
passageiro

Módulo da Plataforma (Parte 3)


Conector de controle
Localizado no console do
lado direito

Controle de Relação do
Molinete (Pot)

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-253
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P2"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal 16 tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando adequadamente você O terminal 17 tem um valor de tensão entre os
deve encontrar no conector 8 terminais 16 e 18.
O terminal 18 tem aproximadamente 0,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.

Etapa 1 Se houver tensão, executar um teste de resistência do


Desconectar o A tensão do circuito potenciômetro.
conector 7 e verificar aberto deve ser
se há diversos sinais aproximadamente 8,0 Caso não haja tensão, instalar o chicote elétrico do
de tensão vindo da volts. adaptador CAS 2115 para a caixa de ligações externas
chave no terminal no conector 20 do controlador da plataforma. Verificar
fêmea: a tensão no terminal 18.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 8 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 18 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-254
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P2"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver Caso a leitura de Ohm esteja correta, verificar a etapa
conector 8 e verificar 2500±10% ohms. 2.
a resistência entre o
terminal 16 fêmea e o Caso a leitura de Ohm não esteja correta, desconectar
terminal 18 da o sensor no console do lado direito e teste o
extremidade do potenciômetro entre "A" e "C".
potenciômetro. Caso a leitura não esteja correta, substituir o
potenciômetro
Caso o teste do sensor seja bom, reparar o
chicote elétrico entre o conector 8 e o
potenciômetro.

Etapa 2
Verifique a resistência Deve haver aumentos Caso a operação seja suave, verificar a etapa 3.
entre os terminais e diminuições Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
fêmea 16 e 17 e girar consistentes e suaves consistentes, substituir o potenciômetro.
o botão do na resistência à Caso não haja reparo na leitura, repare o
potenciômetro medida que o botão é chicote elétrico entre o conector 8 e o
girado. potenciômetro.

Etapa 3
Reconnect connector Caso os resultados Reparar o chicote elétrico conforme necessário.
8 and the sensor não sejam os
connector and mesmos, há um
disconnect connector problema no chicote
20. Perform the same elétrico entre o
test at connector 20 conector 8 e o
terminals 18 to 25 and conector 20.
terminals 18 to 13 of
the harness. Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-255
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P3"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/em curto - Circuito de Controle da Taxa de Descida com D1
P3 defeito. A Taxa de Descida deverá ser de 10%.
O padrão listado é usado se ocorrer uma falha na partida, do
contrário, o último valor válido será usado.

Conector 20
Localizado no
Controlador da
Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
do painel inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Conector 8 localizado
sob o assento do
passageiro

Módulo da Plataforma (Parte 3)


Conector de controle
Localizado no console do
lado direito

Controle da Taxa de
Abaixar

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-256
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P3"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal 4 tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando adequadamente você O terminal 5 tem um valor de tensão entre os
deve encontrar no conector 8 terminais 4 e 6.
O terminal 6 tem aproximadamente 0,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.

Etapa 1 Se houver tensão, executar um teste de resistência do


Desconectar o A tensão do circuito potenciômetro.
conector 8 e verificar aberto deve ser
a tensão no terminal 4 aproximadamente 8 Desconectar o conector 8 para o teste.
macho. volts. Caso não haja tensão, instalar o chicote elétrico do
adaptador CAS 2115 para a caixa de ligações externas
no conector 20 do controlador da plataforma. Verificar
a tensão no terminal 16.
Caso NÃO haja tensão, reparar a fiação entre
o conector 8 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 16 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-257
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P3"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver Caso a leitura de Ohm esteja correta, verificar a etapa
conector 8 e verificar 2500±10% ohms. 2.
a resistência entre o
terminal 4 fêmea e o Caso a leitura de Ohm não esteja correta, desconectar
terminal 6 da o sensor no console do lado direito e teste o
extremidade do potenciômetro entre "A" e "C".
chicote elétrico. Caso a leitura não esteja correta, substituir o
potenciômetro
Caso o teste do potenciômetro seja bom, reparar o
chicote elétrico entre o conector 8 e o
potenciômetro.
Etapa 2
Verificar a resistência Deve haver aumentos Caso a operação seja suave, verificar a etapa 3.
entre os terminais e diminuições
fêmea 4 e 5 e girar o consistentes e suaves Caso a leitura de Ohm não esteja correta, desconectar
botão do na resistência à o sensor no console do lado direito e testar o
potenciômetro medida que o botão é potenciômetro entre "A" e "B".
girado.
Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
consistentes, substituir o potenciômetro.
Caso o teste do potenciômetro seja bom, reparar o
chicote elétrico entre o conector 8 e o
potenciômetro.
Etapa 3
Reconectar o Caso os resultados Reparar o chicote elétrico conforme necessário.
conector 8 e o não sejam os
conector do sensor. mesmos, há um
Desconectar o problema no chicote
conector 20 e elétrico entre o
executar o mesmo conector 8 e o
teste nos terminais 16 conector 20.
a 35 do conector 20 e
nos terminais 16 a 3 Reconectar Todos os Conectores.
do chicote elétrico.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-258
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P4"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/em curto - Circuito de Controle da Taxa de Subida com D1
P4 defeito. A Taxa de Subida deverá ser de 85%.
O padrão listado é usado se ocorrer uma falha na partida, do
contrário, o último valor válido será usado.

Conector 20
Localizado no
Módulo da
Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
do painel inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Conector 8 localizado
sob o assento do
passageiro

Módulo da Plataforma (Parte 3)


Conector de controle
Localizado no console do
lado direito

Elevar Controle de
Relação

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-259
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P4"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal 7 tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando adequadamente você O terminal 8 tem um valor de tensão entre os
deve encontrar no conector 8 terminais 7 e 9.
O terminal 9 tem aproximadamente 0,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.
Etapa 1
Desconectar o A tensão do circuito Se houver tensão, executar um teste de resistência do
conector 8 e verificar aberto deve ser potenciômetro.
a tensão no terminal 7 aproximadamente 8
macho. volts. Desconectar o conector 8 para o teste.
Caso não haja tensão, instalar o chicote elétrico do
adaptador CAS 2115 para a caixa de ligações externas
no conector 20 do controlador da plataforma. Verificar
a tensão no terminal 23.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 8 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 23 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-260
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P4"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver Caso a leitura de Ohm esteja correta, verificar a etapa
conector 8 e verificar 2500±10% ohms. 2.
a resistência entre o
terminal 7 fêmea e o Caso a leitura de Ohm não esteja correta, desconectar
terminal 9 da o potenciômetro no console do lado direito e testar o
extremidade do potenciômetro entre "A" e "C".
potenciômetro. Caso a leitura não esteja correta, substituir o
potenciômetro
Caso o teste do potenciômetro seja bom,
reparar o chicote elétrico entre o conector 8 e
o potenciômetro.
Etapa 2 Deve haver aumentos
Verifique a resistência e diminuições Caso a operação seja suave, verificar a etapa 3.
entre os terminais consistentes e suaves Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
fêmea 7 e 8 e girar o na resistência à consistentes, substituir o potenciômetro.
botão do medida que o botão é Caso não haja reparo na leitura, repare o
potenciômetro girado. chicote elétrico entre o conector 8 e o
potenciômetro.
Etapa 3
Reconectar o Caso os resultados Reparar o chicote elétrico conforme necessário.
conector 8 e o não sejam os
conector do sensor e mesmos, há um
executar o mesmo problema no chicote
teste nos terminais 23 elétrico entre o
a 36 do conector 20 e conector 8 e o
nos terminais 23 a 8 conector 20.
do chicote elétrico.
Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-261
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P5"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/em curto - Circuito de Controle da Rotação Mínima do D1
P5 Molinete com defeito. A Rotação Mínima do Molinete será de 9%.
O padrão listado é usado se ocorrer uma falha na partida, do
contrário, o último valor válido será usado.

Conector 20
Localizado no
Controlador da
Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
do painel inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Conector 8 Localizado
sob o assento do
passageiro

Módulo da Plataforma (Parte 3)


Conector de controle
Localizado no console do
lado direito

Controle de Velocidade do
Molinete Min. (POT)

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-262
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P5"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal 13 tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando adequadamente você O terminal 14 tem um valor de tensão entre os
deve encontrar no conector 8 terminais 13 e 15.
O terminal 15 tem aproximadamente 0,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.
Etapa 1
Desconectar o A tensão do circuito Se houver tensão, executar um teste de resistência do
conector 8 e verificar aberto deve ser potenciômetro.
a tensão no terminal aproximadamente 8
13 macho. volts.
Desconectar o conector 8 para o teste.
Caso não haja tensão, instalar o chicote elétrico do
adaptador CAS 2115 para a caixa de ligações externas
no conector 20 do controlador da plataforma. Verificar
a tensão no terminal 24.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 8 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 24 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-263
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "P5"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver Caso a leitura de Ohm esteja correta, verificar a etapa
conector 8 e verificar 2500±10% ohms. 2.
a resistência entre o
terminal 13 fêmea e o Caso a leitura de Ohm não esteja correta, desconectar
terminal 15 da o potenciômetro no console do lado direito e testar o
extremidade do potenciômetro entre "A" e "C".
potenciômetro. Caso a leitura não esteja correta, substituir o
potenciômetro
Caso o teste do potenciômetro seja bom,
reparar o chicote elétrico entre o conector 8 e
o potenciômetro.
Etapa 2
Verifique a resistência Deve haver aumentos Caso a operação seja suave, verificar a etapa 3.
entre os terminais e diminuições Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
fêmea 13 e 14 e girar consistentes e suaves consistentes, substituir o potenciômetro.
o botão do na resistência à Caso não haja reparo na leitura, repare o
potenciômetro medida que o botão é chicote elétrico entre o conector 8 e o
girado. potenciômetro.
Etapa 3
Reconnect connector Caso os resultados Reparar o chicote elétrico conforme necessário.
8 and the sensor não sejam os
connector and mesmos, há um
perform the same test problema no chicote
at connector 20 elétrico entre o
terminals 24 to 26 and conector 8 e o
terminals 24 to 14 of conector 20.
the harness.
Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-264
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "r*"

Código MODO DE
de Erro CAUSA FALHA
Aberto/em curto com o massa - circuito do solenóide do molinete Interromper
Hr0 com defeito.
Em curto com 12 volts - falha do circuito do solenóide de Limp2
r1 acionamento do molinete.
Em curto com 12 volts - dispositivo de acionamento do molinete. Limp2
r2 (controlador) (5)

Vide Falha Código "Hr*"

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-265
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "SO"

Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Circuito do Sensor de Posição do Alimentador com defeito. Limp1
SO

Conector 20
Localizado no
Controlador da
Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
Conector 2 Lado direito do painel inferior de fusíveis.
da cabina atrás da porta
de serviço
Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Para Circuito AFS terminal 4


do conector 92

Módulo da plataforma (Parte 3)


Conector do sensor localizado no
lado superior direito da câmara de
alimentação

Sensor de Posição do
Alimentador

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-266
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "SO"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal "A" tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando adequadamente você O Terminal "B" tem um valor de tensão entre
deve encontrar no conector do sensor .... os terminais "A" e "C".
O terminal "C" tem aproximadamente 0,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.

Etapa 1
Desconectar o A tensão do circuito Se houver tensão, executar um teste de resistência do
conector do sensor e aberto deve ser sensor.
verificar a tensão no aproximadamente 8
terminal "A" fêmea da volts. Deixar o sensor desconectado para o teste.
extremidade do Desconectar o conector 2 e verificar se há tensão no
chicote elétrico. conector da cabina no terminal 7.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector do sensor e o conector 2.

Caso não haja tensão, instalar o chicote elétrico do


adaptador CAS 2115 para a caixa de ligações externas
no conector 20 do controlador da plataforma. Verificar
a tensão no terminal 1.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 2 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 1 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-267
SISTEMA ELÉTRICO

FALHA CÓDIGO "SO"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver Caso a leitura de Ohm não esteja correta, substituir o
conector do sensor e 1000±10% ohms. sensor
verificar a resistência
entre o terminal "A"
macho e "C" da
extremidade do
sensor.
Etapa 2
Verificar a resistência Deve haver aumentos Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
entre os terminais "A" e diminuições consistentes, substituir o sensor.
e "B" machos e girar o consistentes e suaves
braço do sensor na resistência à
medida que o braço
se move.
Etapa 3
Reconectar o Caso os resultados Reparar o chicote elétrico conforme necessário.
conector do sensor e não sejam os
executar o mesmo mesmos, há um
teste no conector 2 e problema no chicote
no conector 20 do elétrico entre este
chicote elétrico. teste e o local do teste
anterior. Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais
O sensor da posição do alimentador tem um procedimento de configuração que depende da
posição de montagem dos acionamentos finais.
Ocasionalmente o parafuso de fixação que faz a retenção do sensor na articulação se
desprenderá.
O sensor pode estar emperrando no suporte do sensor.
Caso o fio que vai para o circuito AFS estiver encurtado no chassi, ele deve aparecer no
controlador da plataforma que o fio 409C estava aberto criando o código de falha também.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-268
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S1"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
SI Circuito do Sensor de Altura da Plataforma com defeito. Interrom
"Hdr" e "S1" piscam momentaneamente na partida se o sensor per
de altura da plataforma não for detectado.

Conector 20
Localizado no
Controlador da
Plataforma

Conector 2
Localizado no lado direito da
cabine, atrás da porta de serviço. Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
do painel inferior de fusíveis.

Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Conector 54
Localizado na extremidade superior
da luva da mangueira do alimentador

Módulo da Plataforma

Conector do Sensor Localizado no


suporte do acoplador da mangueira
do alimentador

Sensor de Altura da
Plataforma

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-269
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S1"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal "A" tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando adequadamente você O Terminal "B" tem um valor de tensão entre
deve encontrar no conector do sensor .... os terminais "A" e "C".
O terminal "C" tem aproximadamente 0,5 volts

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.
Etapa 1
Desconectar o A tensão do circuito Se houver tensão, executar um teste de resistência do
conector do sensor e aberto deve ser sensor.
verificar a tensão no aproximadamente 8
terminal "A" macho da volts. Deixar o sensor desconectado para o teste.
extremidade do Desconectar o conector 54 e verificar a tensão do
chicote elétrico. terminal "A" macho.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector do sensor e o conector 54.

Desconectar o conector 2 e verificar se há tensão no


conector da cabina no terminal 13.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 54 e o conector 2.

Instalar o chicote elétrico do adaptador CAS 2115 para


a caixa de ligações externas no conector 20 do
controlador da plataforma. Verificar a tensão no
terminal 10.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 2 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 10 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-270
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S1"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver Caso a leitura de Ohm não esteja correta, substituir o
conector do sensor e 1000±10% ohms. sensor
verificar a resistência
entre o terminal "A"
macho e "C" da
extremidade do
sensor.
Etapa 2
Verificar a resistência Deve haver aumentos Caso as leituras de ohm não sejam suaves e
entre os terminais "A" e diminuições consistentes, substituir o sensor.
e "B" machos e girar o consistentes e suaves
braço do sensor na resistência à
medida que o braço
se move.
Etapa 3
Reconectar o Caso os resultados Reparar o chicote elétrico conforme necessário.
conector do sensor e não sejam os
executar o mesmo mesmos, há um
teste no conector 54, problema no chicote
2 e 20 do chicote elétrico entre este
elétrico. teste e o local do teste
anterior. Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais
Caso o teste do circuito da posição da plataforma seja OK, houve uma situação quando o circuito
do Sensor de Posição do Alimentador causou o código de falha "S1". Verificar o código de falha
"SO".
Caso os dois fios 407B e 407C estejam quebrados, não haverá código de falha, e o circuito não
funcionará. Ele forneceria o código momentaneamente quando a chave for ligada.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-271
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S2"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
S2 Falha no circuito do Sensor de Flutuação D2

Conector 20
Localizado no
Controlador da
Plataforma

Conector 1 Módulo da Plataforma


Lado direito da cabina, Localizado no canto traseiro esquerdo
atrás da porta de serviço do painel inferior de fusíveis.
Conector 33
Lado direito da cabina,
atrás da porta de serviço
Certificar do uso de
conector de 37 pinos.

Módulo da Plataforma (Parte 3)

Conector do Sensor Localizado no


sensor no coletor da mangueira do
cilindro de elevação do alimentador

Sensor de Flutuação da
Plataforma

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-272
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S2"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o Aterramento do sensor do Terminal "A"
circuito está operando adequadamente você O terminal "B" tem aproximadamente 8 volts
deve encontrar no conector do sensor .... O terminal "C" tem tensão variável

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.

Etapa 1
Desconectar o A tensão do circuito Se houver tensão, executar um teste de resistência do
conector do sensor e aberto deve ser sensor.
verificar a tensão no aproximadamente 8
terminal "B" fêmea da volts. Deixar o sensor desconectado para o teste.
extremidade do Desconectar o conector 33 e verificar a tensão do
chicote elétrico. terminal "A" macho.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector do sensor e o conector 54.

Desconectar o conector 1 e verificar se há tensão no


conector da cabina no terminal 7.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 54 e o conector 2.

Instalar o chicote elétrico do adaptador CAS 2115 para


a caixa de ligações externas no conector 20 do
controlador da plataforma. Verificar a tensão no
terminal 11.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 2 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 11 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-273
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S2"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver 28k±10% Caso a leitura de Ohm não esteja correta, substituir o
conector do sensor e ohms. sensor
verificar a resistência
entre o terminal "C"
macho e "A" da
extremidade do
sensor.
Etapa 2
Verificar a resistência Deve haver 28k±10% Caso a leitura de Ohm não esteja correta, substituir o
dos terminais "C" e ohms. sensor
"B" machos.
Etapa 3
Verificar a resistência Deve haver 38k±10% Caso a leitura de Ohm não esteja correta, substituir o
entre os terminais "A" ohms. sensor
e "B" machos.

Etapa 4 Reparar o chicote elétrico conforme necessário.


Reconectar o
conector do sensor e
executar o mesmo
teste no conector 54,
2 e 20 do chicote
elétrico. Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais
Caso não haja sensor de flutuação instalado e o plugue absorve umidade, ele pode fechar o
controlador da plataforma, e a operação da plataforma pode variar. Em controladores "A4" e
versões anteriores, ele pode fornecer um código E5.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-274
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S4"


Código MODO
de Erro CAUSA DE
FALHA
Aberto/em curto - Circuito de temperatura ar/ar com defeito. Limp2
S4 Alimentador desativado e campainha ligada.
1. Códigos somente para máquinas equipadas com Ar/Ar
(alarme da tela de ar programado "DESLIGADO").
2. Este será reconhecido somente se persistir 30 segundos
após a partida.
Usado somente em software versão r300 ou mais recente

Temp. do ar Sensor
Conector 20
do Coletor Localizado no
Controlador da
Plataforma

Módulo da Plataforma
Localizado no canto traseiro esquerdo
do painel inferior de fusíveis.

Conector 41
Localizado no
Conector 1
compartimento do motor, Certificar do uso de
Localizado no lado direito da
próximo ao reservatório conector de 37 pinos.
cabine, atrás da porta de
hidráulico
serviço.

Módulo da Plataforma (Parte 3)

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-275
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S4"

Circuito em Operação Normal


Quando o potenciômetro está conectado e o O terminal "A" tem aproximadamente 4,5 volts
circuito está operando em temperatura O terminal "B" tem aproximadamente 0,5 volts
ambiente você deve encontrar no conector do
sensor ....

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Testar o
fornecimento de
tensão

Com a chave
"LIGADA", o motor
não precisar estar em
funcionamento.
Etapa 1
Desconectar o A tensão do circuito Se houver tensão, executar um teste de resistência do
conector do sensor e aberto deve ser sensor.
verificar a tensão no aproximadamente 8
terminal "A" fêmea da volts. Deixar o sensor desconectado para o teste.
extremidade do Desconectar o conector 41 e verificar a tensão do
chicote elétrico. terminal 12 macho.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector do sensor e o conector 41.

Desconectar o conector 1 e verificar se há tensão no


conector da cabina no terminal 69.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 41 e o conector 1.

Instalar o chicote elétrico do adaptador CAS 2115 para


a caixa de ligações externas no conector 20 do
controlador da plataforma. Verificar a tensão no
terminal 29.
Caso haja tensão, reparar a fiação entre o
conector 2 e o conector 20.

Caso não haja tensão no terminal 29 do conector 20,


substituir o módulo do controlador da plataforma.

Reconectar Todos os Conectores.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-276
SISTEMA ELÉTRICO

CÓDIGO DE FALHA "S4"

Teste Resultados Caso Não, Fazer Isto


Teste de resistência

Etapa 1
Desconectar o Deve haver 12k±10% Caso a leitura de Ohm não esteja correta, substituir o
conector do sensor e ohms. sensor
verificar a resistência
entre o terminal "A"
macho e "B" da
extremidade do
sensor.
Etapa 2
Aquecer a A resistência deve ser Caso a leitura de Ohm não diminuir quando aquecer,
extremidade do inferior a 1000 ohms. substituir o sensor.
sensor enquanto
monitorar os terminais
"A" e "B".
Etapa 3
Reconectar o A resistência deve ser Caso a leitura de Ohm não esteja correta, reparar o
conector do sensor e inferior a 1000 ohms. chicote elétrico, conforme necessário.
executar o mesmo .
teste no conector 41,
1 e 20 do chicote
elétrico.

Reconectar Todos os Conectores.

Informações Adicionais
Caso a temperatura do ar esteja baixa, próximo a -15°C, a resistência através do sensor pode
estar alta o suficiente para fazer com que pareça que o circuito está aberto, fornecendo o código
S4.

01/2001 COLHEITADEIRA AXIAL FLOW® SÉRIE 2300


3B-277
ELÉTRICA

DIAGNÓSTICOS DA INSTRUMENTAÇÃO E MÓDULO DA PLATAFORMA


REVISÃO DO HISTÓRICO DE FALHAS
O módulo da plataforma amarzena os últimos dez erros que tem diagnosticado (se o módulo
tem 10 códigos na memória e diagnostica mais uma falha no circuito, o primeiro código na
memória será apagado). Para ver estes erros, o seguinte fluxograma irá explicar o procedimento
para rever o histórico de falhas.

Ligar o motor enquanto segura

Interruptores ao mesmo tempo

Alterne O Interruptor Auto/Manual Pode sair a qualque momento


do Molinete para sair e salvar os alternando o interruptor da
CAL ajustes atuais posição de auto para manual.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 278
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 279
ELÉTRICA

CONTROLES DE ACIONAMENTO DO ALIMENTADOR E SEPARADOR


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 30, 37-38)
INTERRUPTOR DE ACIONAMENTO DO SEPARADOR
Geral
O interruptor de acionamento do separador controla o acionamento do separador energizando o
solenóide na válvula de controle. O circuito de acionamento do separador consiste dos
seguintes componentes: um fusível de 10 A (# 12), interruptor de acionamento do separador,
solenóide de acionamento do separador, e todos os fios e conectores necessários para
completar o circuito.

Descrição
Energia origina do B+ (Energia chaveada) quando o interruptor de partida é girada para a
posição ligado. Corrente é fornecida através de um fusível de 10 A (# 12) para o interruptor da
rotação do molinete, interruptor do assento e interruptor do separador, nos terminais 3. Quando
o interruptor de acionamento do separador é alternado para a posição ligado, corrente é
direcionado do terminal 1 para o interruptor do alimentador terminal 3, e para o terminal 23
(separador acionado) do painel de instrumentos. O painel de instrumentos irá direcionar a
corrente do terminal 34 (acionamento do separador) para o terminal A do solenóide de
acionamento do separador. Um terra é fornecido através de um fio preto (118) do terra chassis.

LEMBRE-SE A rotação do motor deve estar acima de 1000 RPM e a instrumentação


deve ser capaz de mostrá-lo antes que o separador seja acionada. O display do tacômetro irá
alternar “Spd” e “Incr”. O interruptor deve ser alternado de ligado para desligado e então para o
posição ligado após a rotação do motor ser aumentado acima de 1000 RPM. Na máquinas
modelo 2000 a rotação do motor deve também estar abaixo de 2000 RPM para acionar o
separador. Consulte o Boletim de Serviço NHE SB 068 99.

NOTA: Este sinal é também usado para desativar as Lâmpadas de Serviço e Escravo, ativando
o Monitor de Rotação dos Eixos e Monitor de Produtividade.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 280
ELÉTRICA

CONTROLES DE ACIONAMENTO DO ALIMENTADOR E SEPARADOR


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 30, 37-38)
CIRCUITO DE PRESENÇA DO OPERADOR
Este sistema permite operação do alimentador, plataforma e acionamento do molinete somente
quando o operador estiver sentado. Se o operador deixa o assento por mais de 7 segundos,
todas as operações automáticas da plataforma, alimentador, plataforma e acionamento do
molinete serão automaticamente desligados e permanecerão desligados até resetar.

Para resetar as operações automáticas da plataforma, alimentador, plataforma e acionamento


do molinete, o operador deve estar sentado com o motor ligado. Alterne o interruptor de
acionamento do alimentador para posição desligado e então retorne para a posição ligado
para acionar todas as funções.

Descrição
Circuito de Presença do Operador
Corrente é fornecido através do fusível de 10 A (# 12) para o interruptor da rotação do
molinete, interruptor do separador e interruptor do assento terminal A. O interruptor do
assento é um interruptor momentâneo normalmente aberto (N/A). O operador deve sentar
no assento para fechar os contatos momentaneamente para direcionar a corrente para o
conector 18 terminal 5 do painel de instrumentos.

LEMBRE-SE Corrente no terminal 5 informa a instrumentação que o operador


está sentado no assento. Esta corrente DEVE estar presente ANTES que o interruptor do
alimentador seja posicionado na posição LIGADO.

INTERRUPTOR DE ACIONAMENTO DO ALIMENTADOR


Geral
O interruptor do alimentador controla o acionamento do alimentador energizando um solenóide
na válvula do alimentador e freio de estacionamento. O operador DEVE estar sentado no
assento ANTES de acionar o interruptor do alimentador para a posição LIGADO. O circuito do
alimentador consiste dos seguintes componentes: interruptor do alimentador, interruptor do
separador, painel de instrumentos, solenóide de acionamento do alimentador, e todos os fios de
conectores necessário para completar o circuito.

Descrição
Interruptor do Alimentador
A corrente de acionamento do alimentador é fornecida através do interruptor do separador, o
qual deve ser acionado a fim de fornecer a energia para o interruptor do alimentador. Corrente
origina-se do interruptor do separador terminal 1, uma vez que o interruptor do separador for
posicionado para a posição LIGADO, é direcionado ao terminal 3 do interruptor do alimentador.
Quando o interruptor do alimentador é posicionado na posição LIGADO, corrente é direcionado
do terminal 3 para o terminal 1 do painel de instrumentos conector 18 terminal 30. Veja nota
acima.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 281
ELÉTRICA

CONTROLES DE ACIONAMENTO DO ALIMENTADOR E SEPARADOR


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 30, 37-38)
INTERRUPTOR DO ALIMENTADOR, CONT.

O painel de instrumentos verificar a corrente no terminal 5. Se há corrente no terminal 5,


corrente é direcionado do terminal 18 para o módulo feedback conector 13 terminal 61 e
para o solenóide de acionamento do alimentador energizando-o. Se a colheitadeira é
equipada com Flutuação Lateral, o módulo feedback conector 13 terminal 67 direciona
corrente ao Relé Habilitador de Inclinação da Plataforma

IMPORTANTE Quando verificar por acionamento do separador ou alimentador que


não parece estar acionado tão rápido quando o interruptor de acionamento é posicionado para a
posição LIGADO, necessita diagnóstico apropriado para determinar se há realmente um
problema. Quando o interruptor de acionamento é posicionado na posição LIGADO, a
instrumentação assegura-se em fazer a verificação dos sistemas da colheitadeira antes de
fornecer corrente para os solenóides de acionamento.

Para testar apropriadamente o sistema


1. Conecte o Voltímetro nos fios do solenóide de acionamento em questão.
2. No acionamento é determinado o comprimento de tempo entre o movimento do
interruptor até a instrumentação da corrente direcionada ao solenóide. Este tempo
não pode ser alterado, mas deveria ser de aprox. 1-3 segundos.
3. Determine a quantidade de tempo entre a energia presente no solenóide até o
acionamento ser feito.
♦ Acionamento do alimentador, deve acionar rapidamente após a corrente
alcançar o solenóide.
♦ Uma sobrecarga no acumulador deve proporcionar acionamentos rápidos ou
vice-versa. Acionamento normal deve ser de aprox. 1-3 segundos.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 282
ELÉTRICA

CONTROLES DO REVERSOR DO ALIMENTADOR


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 30, 37-38)
INTERRUPTOR DO REVERSOR DO ALIMENTADOR
Geral
O uso do reversor do alimentador permite ao operador desembuchar de forma fácil e seguro o
alimentador e plataforma sem deixar a cabine. O circuito do reversor consiste dos seguintes
componentes: interruptor do alimentador, relé do reversor, motor do reversor e todos os fios e
conectores necessários para completar o circuito.

Descrição
Corrente da bateria é conectado ao terminal B do solenóide do motor do reversor por um fio
vermelho “0000”. Outro fio vermelho fornece corrente direto da bateria para o relé do reversor do
alimentador.

Corrente B+ (EOP) é então fornecido através de um fusível de 10 A (# 23) para o módulo


feedback conector 13 terminal 49. Corrente é então direcionada do terminal 56 do módulo
feedback ao terminal 4 do interruptor de acionamento do alimentador.

O interruptor do alimentador deve ser levantado e mantido na posição recuado. Corrente é


agora direcionado do terminal 4 para o terminal 5 do interruptor do alimentador. Corrente é
direcionado para o relé do reversor. Esta corrente energiza o relé do reversor, causando com
que os contatos se fechem. Corrente da bateria é então direcionada pelo relé do reversor ao
terminal “S” do solenóide do motor do reversor. Esta corrente irá energizar o solenóide de
partida e irá conectar a corrente ao motor do reversor. O motor do reversor então gira o
alimentador no sentido contrário.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 283
ELÉTRICA

CONTROLES DE ACIONAMENTO DO ALIMENTADOR E SEPARADOR

72. Solenóide de Acionamento 73. Solenóide de Acionamento 74. Solenóide do Freio de


do Separador do Alimentador Estacionamento
75. Interruptor do Assento 76. Motor do Reversor do 77. Relé do Reversor do
Alimentador Alimentador
78. Solenóide do Acumulador 79. Interruptor Segurança do
Freio

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 284
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 285
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 38-42)
GERAL

Field Tracker é uma marca registrada da H.C.C. Inc. e é um dispositivo que permite que a
plataforma da colheitadeira (plataforma de milho série 1000/2000, e/ou plataforma de grãos

1020) acompanhe o contorno do terreno independentemente da máquina. O Field Tracker
pode ser usado em conjunto com o Controle Automático de Altura ou independentemente. Este
sistema é usado primeiramente para colheita de soja, colheita de milho, ou qualquer cultura
onde seja necessário corte próximo ao solo.


O Field Tracker possui dois modos de operação: Manual e Automático. O modo de operação
é determinado pela posição do interruptor Manual/Auto.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 286
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 38-42)
OPERAÇÃO MANUAL (M)

Quando o Field Tracker está no modo Manual, a plataforma pode ser manualmente inclinada
para esquerda ou direita em qualquer momento dentro do curso da plataforma, se necessário,
utilizando o interruptor do Controle da Plataforma localizado no manche. Quando o interruptor
de Controle da Plataforma for liberado, a plataforma permanecerá na mesma posição durante
toda a faixa de operação do alimentador até o interruptor do Controle da Plataforma seja
novamente ativado. O modo manual é usado quando a plataforma é operada sobre o solo e o
módulo do Field Tracker não é necessário.

OPERAÇÃO AUTOMÁTICA (A)


O Interruptor do Rotor e Alimentador devem estar ligados no modo Automático. O modo
Automático possui dois diferentes modos de operação dentro da faixa de operação do
alimentador: Auto Centralização e Flutuação.

• Modo de Auto Centralização nivela a plataforma com relação à colheitadeira (geralmente


quando a plataforma estiver totalmente erguida). A altura onde isto ocorre é ajustável para
permitir condições de lavoura diferentes (acidentado ou plano), basta ajustar a altura de
acionamento do Interruptor de Centralização da Plataforma. Se a Auto Centralização ocorre
a um altura de colheita baixa em um terreno acidentado, a plataforma pode ser danificada.
Se a Auto Centralização ocorre a uma altura de operação alta num solo plano, a plataforma
deve ser levantada mais, porém, será necessário maior tempo de operação. A Auto
Centralização ocorrerá se o chicote do Field Tracker estiver conectado ou não.

• O modo de Flutuação inclina automaticamente a plataforma para esquerda ou direita dentro


da faixa de operação, conforme necessário, para copiar o terreno. A Flutuação ocorre abaixo

do ponto de ativação da Auto-Centralização. O chicote do Field Tracker deve estar

conectado para este modo. Se o chicote do Field Tracker não estiver conectado neste
modo, o alimentador/plataforma sempre irá inclinar totalmente para a esquerda e manterá o
sistema hidráulico sob demanda até a plataforma ser levantada para a posição de
acionamento da Auto Centralização.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 287
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )


Identificação/Localização/Funcionamento dos Componentes
Interruptor de Centralização do Alimentador
A função do Interruptor de Centralização do Alimentador é para ativar o Modo de Auto
Centralização no Modo Automático (somente) baseado na altura do alimentador. O interruptor é
conectado para operação normalmente aberto.
Localização: Montado no lado esquerdo traseiro do alimentador.

Potenciômetro da Auto Centralização


O potenciômetro é conectado com uma haste que é pivotada na máscara no Field Tracker. A
função do Potenciômetro da Auto Centralização é enviar um sinal elétrico através do Relé de
Centralização (energizado) para o Módulo do Field Tracker informando a posição da máscara.
Localização: Montado no lado frontal esquerdo do alimentador próximo à máscara do
Field Tracker.

Solenóide de Inclinação à Esquerda, (Anti-horário)


A função do Solenóide de Inclinação à Esquerda é para acionar a válvula hidráulica para
direcionar o óleo hidráulico para a extremidade do cilindro do Field Tracker na máscara do Field
Tracker. O Solenóide da Válvula da Linha de Sinal deve também ser energizado antes do
cilindro do Field Tracker inclinar.
Localização: Montado no lado esquerdo inferior (sentado no banco do operador) no
bloco de válvulas principal.

Solenóide de Inclinação à Direita, (horário)


A função do Solenóide de Inclinação à Direita é para acionar a válvula hidráulica para direcionar
o óleo hidráulico para outra extremidade do cilindro do Field Tracker na máscara do Field
Tracker. O Solenóide da Válvula da Linha de Sinal deve também ser energizado antes do
cilindro do Field Tracker inclinar.
Localização: Montado no lado direito inferior (sentado no banco do operador) no bloco
de válvulas principal.

Solenóide da Válvula da Linha de Sinal


A função do Solenóide da Válvula da Linha de Sinal é permitir a comunicação da pressão da
linha de sinal ao compensador da bomba PFC com o solenóide ativado.
Localização: Montado no lado direito, terceiro de cima para baixo no bloco de válvulas
principal.

Interruptor de Inclinação Direito/Esquerdo


O interruptor de Inclinação Direito/Esquerdo está interligado com o Interruptor de Controle da
Plataforma (subida/descida) O interruptor de Inclinação Direito/Esquerdo é usado para
posicionar manualmente a plataforma para direita ou esquerda. Este interruptor irá comandar o
Modo Automático quando o sistema do Field Tracker estiver funcionando.
Localização: Montado no manche.
®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 288
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )


Identificação/Localização/Funcionamento dos Componentes
Interruptor Manual/Automático
Pressione para frente para operar o Field Tracker no Modo Automático. Pressione para trás para
operar o Field Tracker no Modo Manual.
Localização: Montado no console lado direito.

Potenciômetro de Controle do Balanço


Este controle é usado para nivelar a plataforma quando o Field Tracker está no Modo
Automático. Girando o controle para o sentido horário irá abaixar o lado direito da plataforma.
Girando o controle para o sentido anti-horário irá abaixar o lado esquerdo da plataforma. Este
potenciômetro foi alterado de 2,5 K ohms para 1 K ohms (identificados com os fio brancos com
listras pretas) para o modelo 2000 para proporcionar melhor controle de operação de balanço. O
potenciômetro pode ser alterado nas máquinas antigas para permitir um ajuste mais fino para o
balanço da plataforma. A plataforma deve estar em contato com o solo. Consulte o boletim de
serviço NHE SB 050 99.
Localização: O Controle de Balanço está localizado ao lado direito do Interruptor
Auto/Manual.

Potenciômetro de Controle de Sensibilidade


Este controle é usado para ajustar a taxa com a qual o Field Tracker irá reagir à mudanças no
terreno quando o Field Tracker estiver no Modo Automático. Gire o controle no sentido horário
para aumentar a sensibilidade. Gire o controle no sentido anti-horário irá diminuir a
sensibilidade.
Localização: O Controle de Sensibilidade está localizado ao lado direito do Controle de
Balanço

Potenciômetro de Controle de Resposta


O controle de Resposta ajusta a velocidade em que o Field Tracker irá inclinar a plataforma
quando estiver no Modo Automático. Girando o controle no sentido horário irá aumentar a
resposta. Girando no sentido anti-horário irá diminuir a resposta. Tipicamente os melhores
resultados de operação ocorrem quando o Controle de Resposta está ajustado próximo ao
ajuste máximo.
Localização: O Controle de Resposta está localizado ao lado direito do Controle de
Sensibilidade.

Módulo do Field Tracker


O Módulo do Field Tracker é responsável para operar o Field Tracker baseado nas informações
de ajustes realizados pelo operador na cabine e sinais elétricos recebidos na plataforma (modo
Auto Centralização) e potenciômetros esquerdo e direito da plataforma.
Localização: Montados no banco de fusíveis e relés abaixo do console direito.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 289
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )


Identificação/Localização/Funcionamento dos Componentes
Relé de Centralização
O relé é energizado quando o Interruptor de Centralização do Alimentador está fechado
(plataforma erguida). A função do Relé de Centralização é para:
1.) Conectar sinal elétrico vindo do Potenciômetro da Auto-Centralização para o Módulo do
Field Tracker quando o Interruptor de Centralização da Plataforma está fechado (Modo Auto-
Centralização)
2.) Conectar sinal elétrico vindo dos potenciômetros lado esquerdo e direito da plataforma ao
Módulo do Field Tracker quando o Interruptor de Centralização do Alimentador estiver aberto
(Modo Automático). O Relé de Centralização sempre será energizado ao mesmo tempo em
que o Relé de balanço é energizado.
Localização: No banco de relés traseiro abaixo do console direito.

Relé de Balanço
O relé é energizado quando o Interruptor de Centralização do Alimentador está fechado
(plataforma erguida). A função do Relé de Balanço é para:
1.) Conectar sinal elétrico vindo do Módulo Resistor para o Módulo do Field Tracker quando o
Interruptor de Centralização do Alimentador é fechado (Modo Auto-Centralização, plataforma
erguida).
2.) Conectar sinal elétrico vindo do Potenciômetro de Controle de Balanço para o Módulo do
Field Tracker quando o Interruptor de Centralização do Alimentador é aberto (Modo
Automático, plataforma abaixado). O Relé de Balanço sempre será energizado ao mesmo
tempo que o Relé de Centralização é energizado.
Localização: No bloco de relés traseiro abaixo do console direito.

Relé Habilitador de Inclinação Automático


O Relé Habilitador de Inclinação Automático é energizado quando o Interruptor do Rotor e
Alimentador está fechado (Rotor e Alimentador acionados). A função do Relé Habilitador de
Inclinação Automática é para ativar o Sistema do Field Tracker quando o Interruptor do
Alimentador estiver fechado e o Interruptor Auto/Manual na posição Auto.
Localização: No bloco de relés traseiro abaixo do console direito.

Relé de Inclinação à Direita


O Interruptor de Inclinação Direita/Esquerda no manche (em Modo Manual ou Automático)
energiza o Relé de Inclinação à Direita quando o Interruptor de Inclinação Direita/Esquerda é
acionado para direita. A função do Relé de Inclinação à Direita é para enviar corrente através do
Diodo para o Solenóide da Válvula da Linha de Sinal e Solenóide de Inclinação à Direita.
Localização: No bloco de relés traseiro abaixo do console direito.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 290
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )


Identificação/Localização/Funcionamento dos Componentes
Relé de Inclinação à Esquerda
O Relé de Inclinação à Esquerda é energizado pelo Interruptor de Inclinação Direita/Esquerda
no manche (Modo Manual ou Automático), quando o Interruptor de Inclinação Direita/Esquerda
é acionado para esquerda. A função do Relé de Inclinação à Esquerda é para enviar corrente
através do Módulo para o Solenóide da Válvula da Linha de Sinal e Solenóide de Inclinação à
Esquerda.
Localização: No bloco de relés traseiro abaixo do console direito.

Diodo
A função do Diodo é para:
• Prevenir ambos o solenóides de inclinação Esquerdo e Direito serem acionados ao mesmo
tempo.
• Enviar corrente para o Solenóide da Válvula da Linha de Sinal no bloco de válvulas principal
para informar o compensador para entrar em reserva.
Quando acionado manualmente pelo interruptor de Inclinação Direita/Esquerda (Modo Manual)
ou Módulo do Field Tracker (Modo Automático)
Localização: No chicote abaixo do porta copos atrás do banco de fusíveis e relés.

Módulo Resistor
A função do Módulo Resistor é enviar um sinal elétrico fixo para o Módulo do Field Tracker
quando o Relé de Balanço é energizado. Quando isto ocorre, o Potenciômetro de Controle do
Balanço está desativado.
Localização: No chicote abaixo do porta copos atrás do banco de fusíveis e relés.

Potenciômetro Esquerdo da Plataforma


A função do Potenciômetro Esquerdo da Plataforma é para informar a posição da extremidade
esquerda da plataforma ( relativa ao solo ) para o Módulo do Field Tracker quando está no Modo
Automático. Potenciômetro é de 4 K Ohms.
Localização: Montado na extremidade esquerda da plataforma.

Potenciômetro Direito da Plataforma


A função do Potenciômetro Esquerdo da Plataforma é para informar a posição da extremidade
direita da plataforma ( relativa ao solo ) para o Módulo do Field Tracker quando está no Modo
Automático. Potenciômetro é de 4 K Ohms.
Localização: Montado na extremidade direita da plataforma.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 291
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )

USO DO COMPONENTE

Modo de Operação Manual Manual Auto Auto Automático


Centralização Centralização

Componente
Interruptor de Controle da Plataforma X X
Relé de Inclinação Esquerdo X X
Relé de Inclinação Direito X X
Diodo X X X X
Solenóide de Inclinação Direito X X X X
Solenóide de Inclinação Esquerdo X X X X
Módulo do Field Tracker X X X
Interruptor Auto/Manual X X X
Relé Habilitador X X X
Relé de Centralização X X X
Relé de Balanço X X X
Potenciômetro da Auto Centralização X X
Interruptor Limitador do Alimentador X X
Módulo Resistor X X
Potenciômetro de Controle de Resposta X X X
Potenciômetro de Controle do Balanço X
Potenciômetro de Controle da Sensibilidade X
Potenciômetro Dir Esq Field Tracker X

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 292
ELÉTRICA

INCLINAÇÃO DA PLATAFORMA (FIELD TRACKER )


CHICOTE
Adaptador do Chicote
Somente usado com potenciômetros do Field Tracker (em qualquer lugar) que possua conector
Packard de três terminais. O adaptador do chicote é necessário devido ao último estilo do
conector do potenciômetro (após 1995 para os potenciômetros da plataforma e após 1997 para
potenciômetro da auto-centralização) não conectar diretamente ao Chicote do Field Tracker da
Plataforma (Packard versus Deutsch) e o potenciômetro anterior ler de forma oposta do
potenciômetro atual. O Adaptador do Chicote é instalado entre o potenciômetro antigo (com
conector Packard) e o conector Deutsch do Chicote do Field Tracker. O adaptador do chicote
está configurado como se segue:

CONECTOR DEUTSCH COR DO FIO CONECTOR PACKARD


TERMINAL A Laranja TERMINAL C
TERMINAL B Verde Claro TERMINAL B
TERMINAL C Preto TERMINAL A

Nota: As cores dos fios entre o Adaptador do Chicote e o chicote do Field Tracker da
plataforma não casam. Um erro de montagem da fábrica é para ter um adaptador do chicote
conectado com os fios A-A, B-B, C-C.

Chicote da Plataforma
O chicote da plataforma conecta ambos os sensores da plataforma para a colheitadeira na
carcaça do alimentador. É comum errar a instalação do chicote na plataforma. Quando
observando o chicote, um dos três terminais do conector possui dois fios marrons e um possui
dois fios laranjas. Os fios marrons DEVEM conectar no sensor lado esquerdo da plataforma e o
fio laranja DEVE conectar no sensor lado direito da plataforma.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 293
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
SEQÜÊNCIA DE EVENTOS
MODO DE OPERAÇÃO MANUAL

Interruptor de
Interruptor Controle da
Auto/Manual Plataforma

Diodo da Linha de
Sinal Solenóide da
Válvula de Sinal

Relé de Inclinação à
Direita
Solenóide de
Inclinação à Direita
Relé de Inclinação à
Esquerda Módulo do Field Tracker
Solenóide de
Inclinação à
Esquerda

MODO DE OPERAÇÃO MANUAL


1. O operador pressiona o interruptor de controle da plataforma para inclinar a plataforma,
energizando o relé de inclinação da plataforma direito ou esquerdo.
2. O relé de inclinação da plataforma irá fornecer corrente para o solenóide de inclinação.
3. O relé de inclinação da plataforma irá fornecer corrente ao diodo. O diodo irá enviar a
corrente para a válvula de sinal acionando a bomba PFC. O diodo previne que a tensão volte
a alimentar o relé de inclinação oposto.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 294
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
MODO DE OPERAÇÃO MANUAL
Descrição
Uma fonte de corrente é recebida do relé de pressão do óleo, portanto, o motor deve estar
funcionando para alimentar corrente para o Módulo do Field Tracker. Um fio vermelho 139
alimenta a corrente para o fusível nº 23 de 10 A, conector 13. Do conector 13 a corrente é
fornecida para:

1.) O Interruptor de Centralização do Alimentador a partir do conector 13 terminal 50.


2.) O módulo do Field Tracker do conector 13 terminal 55.
3.) O relé de Inclinação Esquerdo terminal 3 do conector 13 terminal 55. Corrente é também
fornecida para o terminal 3 do relé de Inclinação à Direita.
Energia também é fornecida para o terminal C do Interruptor de Controle da Plataforma do
fusível 21 de 15 Amp.

Inclinação Manual à Esquerda


Para inclinar a plataforma para a esquerda, o lado esquerdo do interruptor manual é
pressionado. A corrente do terminal C do interruptor de inclinação manual é enviada através de
um fio amarelo/vermelho para o terminal 2 do relé de inclinação à esquerda, energizando-o. O
terminal 1 nos relés de inclinação à esquerda, inclinação à direita, habilitador de inclinação,
centralização e balanço, estão todos aterrados no chassi, através de um fio terra preto comum.
A corrente então circula do terminal 3 saindo do terminal 5 no relé de inclinação à esquerda
através de um fio vermelho, para o terminal 15 (inclinação à esquerda) conector 79 no Módulo
do Field Tracker. Uma emenda no fio amarelo também envia a corrente para o solenóide de
inclinação à esquerda energizando-o. Corrente também é fornecido ao terminal 5 do relé de
inclinação à esquerda, indo ao terminal A do diodo, seguindo para o terminal C até o solenóide
da válvula da linha de sinal.

Inclinação Manual à Direita


Para inclinar a plataforma para a direita, o lado direito do interruptor manual é pressionado. A
tensão do terminal C do interruptor de inclinação manual é enviada através de um fio verde
claro/vermelho para o terminal 2 do relé de inclinação à direita, energizando-o. O terminal 1 nos
relés de inclinação à esquerda, inclinação à direita, habilitador de inclinação, centralização e
balanço, estão todos aterrados no chassi, através de um fio terra preto comum. A corrente então
circula do terminal 3, saindo do terminal 5 no relé de inclinação à direita através de um fio verde
claro para o terminal 14 do conector 79 no módulo do Field Tracker. Uma emenda no fio verde
claro também envia a corrente para o solenóide de inclinação à direita, acionando-o.
Corrente também é direcionado do terminal 5 do relé de inclinação à direita e vai para o terminal
B do Diodo seguindo para o terminal C do Solenóide da Válvula da Linha de Sinal.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 295
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
MODO DE OPERAÇÃO DE AUTO CENTRALIZAÇÃO

Interruptor Manual
Interruptor de da Plataforma
Centralização da
Plataforma

Potenciômetro de
Interruptor
Auto Centralização
Auto/Manual

Relé Habilitador

Relé de Inclinação à
Solenóide da
Direita Módulo do Field Tracker Válvula de Sinal

Relé de Inclinação à
Esquerda Solenóide de
Inclinação Direita

Solenóide de
Inclinação Esquerda

Relé de
Centralização Diodo

1a. Ação
Relé de Balanço
2a. Ação
3a. Ação
4a. Ação
Módulo Resistor

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 296
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
MODO DE OPERAÇÃO DE AUTO CENTRALIZAÇÃO
1. O operador aciona o interruptor Auto/Manual para posição AUTO.
2. O módulo do field tracker envia tensão para o interruptor Auto/Manual e verifica a
tensão indo através do interruptor Auto/Manual e relé Habilitador. Quando a tensão é
alcançada no terminal 13 do módulo do field tracker, ele informa o módulo para alterar
o modo de operação.
3. O operador pressiona o interruptor manual da plataforma para elevar a plataforma,
fechando o interruptor do alimentador.
4. Fechando o interruptor de centralização do alimentador, alimenta os relés de
centralização e balanço, deixando o módulo do field tracker receber sinal do módulo
resistor ao terminal 5 e do potenciômetro de centralização ao terminal 8.
5. O módulo do field tracker compara o sinal de tensão do módulo resistor em relação ao
potenciômetro de centralização.
6. O módulo do field tracker energiza o solenóide correto direito ou esquerdo para
inclinar a plataforma na direção necessária para fazer a tensão do potenciômetro de
centralização alcançar a tensão do módulo resistor.
7. O módulo do field tracker enviará tensão ao diodo. O diodo enviará tensão para a
válvula de sinal para acionar a bomba PFC. O diodo previne que a tensão de
alimentação volte para o relé de inclinação oposto.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 297
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
MODO DE OPERAÇÃO AUTOMÁTICA
Modo Automático de Habilitação
Com o Interruptor Auto/Manual no Modo Auto, o interruptor do Rotor e do Alimentador na
posição ligado, o Relé habilitador de Inclinação é energizado (terminal 3-5 conectados). Energia
é fornecida do terminal 11 conector 79 do Módulo do Field Tracker é direcionado ao Interruptor
Auto/Manual (terminal 1-5 conectado) e Relé Habilitador de Inclinação (terminal 3-5) e de volta
para o Módulo do Field Tracker (terminal 13).

Modo Automático de Auto-Centralização (Alimentador Erguido)


O Módulo do Field Tracker (terminal 9) direciona tensão para o terminal C do conector 87 do
Potenciômetro da Auto-Centralização, através dos terminal C-A do potenciômetro e retorna para
o Módulo do Field Tracker no terminal 7 conector 79. Tensão é também direcionada para ambos
os Potenciômetros de Sensibilidade, onde não é usado quando o alimentador estiver na posição
erguida.

O Módulo do Field Tracker terminal 6 direciona tensão ao terminal C do Potenciômetro de


Balanço, através dos terminais C-A do potenciômetro e retorna ao Módulo do Field Tracker
terminal 4. O Módulo Resistor (terminais A, B) também recebem tensão do Potenciômetro de
Balanço através de um jump.

Energia do fusível 23 está disponível através do Interruptor de Centralização do Alimentador


para o terminal 2 do Relé de Centralização e terminal 2 do Relé de Balanço. O Relé de
Centralização fecha contato do terminal 5 para o 3 internamente. O sinal elétrico do
Potenciômetro de Auto-Centralização (do terminal B) então indica a posição do alimentador
através do Relé de Auto-Centralização (terminais 5-3) para o Módulo do Field Tracker terminal 8
do conector 79. O Relé de Balanço também conecta os terminais 5 a 3 internamente. O Módulo
Resistor (terminal C) indica uma tensão fixa de sinal elétrico da centralização (é necessário
centralizar o alimentador) através do Relé de Balanço (terminais 5-3) para o Módulo do Field
Tracker terminal 5 conector 79.

O Módulo do Field Tracker ativa o Solenóide de Inclinação à Direita (através do terminal 14) ou
Solenóide de Inclinação à Esquerda (através do terminal 15) conforme necessário. Quando os
solenóides de Inclinação Direita ou Esquerda são ativados, corrente é também direcionada para
o Solenóide da Linha de Sinal do Relé de Inclinação (terminal %). O diodo é usado para acionar
o sistema hidráulico. Quando o valor do sinal do Potenciômetro de Auto-Centralização indica o
mesmo valor elétrico do Módulo Resistor, o Módulo do Field Tracker desativa o solenóide de
Inclinação Direito ou Esquerdo e o Solenóide da Linha de sinal e a plataforma está centralizada
na colheitadeira.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 298
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 299
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
MODO DE OPERAÇÃO DE FLUTUAÇÃO

Interruptor Manual
da Plataforma
Potenciômetro de
Controle de Balanço

Pot. Controle de
Interruptor
Sensibilidade
Auto/Manual

Pot. Controle de
Resposta Relé Habilitador

Pot. Sensor Direito Solenóide da


da Plataforma Módulo do Field Tracker Válvula de Sinal

Pot. Sensor Solenóide de


Esquerdo da Inclinação Direita
Plataforma

Solenóide de
Inclinação Esquerda

Relé de
Centralização Diodo
a
1 . Ação
2a. Ação
Relé de Balanço 3a. Ação
4a. Ação

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 300
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
MODO DE OPERAÇÃO DE FLUTUAÇÃO
1. O Operador aciona o interruptor Auto/Manual para posição AUTO.
2. O módulo do field tracker envia tensão para o interruptor Auto/Manual e verifica a
tensão indo através do interruptor Auto/Manual e relé Habilitador. Quando a tensão é
alcançada no terminal 13 do módulo do field tracker, ele informa o módulo para alterar
o modo de operação.
3. O operador pressiona o interruptor manual da plataforma para abaixar a plataforma,
abrindo o interruptor de centralização do alimentador.
4. Abrindo o interruptor limitador do alimentador desenergiza os relés de centralização e
balanço, deixando o módulo do field tracker receber sinal do potenciômetro do
controle de balanço ao terminal 5 e dos potenciômetros dos sensores direito e
esquerdo da plataforma ao terminal 8.
5. O módulo do field tracker compara o sinal de tensão do potenciômetro de controle de
balanço contra o sinal de tensão combinado dos potenciômetros direito e esquerdo da
plataforma.
6. Quando a tensão do potenciômetro direito ou esquerdo da plataforma altera devido à
mudança do relevo, o módulo do field tracker irá verificar o ajuste do potenciômetro
de controle da sensibilidade para saber a que diferença de tensão entre o ajuste de
controle de balanço e potenciômetro direito ou esquerdo da plataforma é necessário
para inclinar a plataforma.
7. Quando a tensão do potenciômetro direito ou esquerdo da plataforma altera devido à
mudança do relevo, o módulo do field tracker deve inclinar a plataforma, irá verificar o
ajuste do potenciômetro de controle de resposta para saber o fluxo hidráulico
necessário para inclinar a plataforma a uma velocidade desejada.
8. O módulo do field tracker energiza o solenóide correto direito ou esquerdo para
inclinar a plataforma na direção necessária para fazer a tensão do potenciômetro
direito ou esquerdo da plataforma alcançar a tensão do potenciômetro do controle de
balanço.
9. O módulo do field tracker enviará tensão ao diodo. O diodo enviará tensão para a
válvula de sinal para acionar a bomba PFC, O diodo previne que a tensão de
alimentação volte para o relé de inclinação oposto.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 301
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
MODO DE OPERAÇÃO DE FLUTUAÇÃO
Modo de Flutuação (Alimentador Abaixado)
Dependendo do ponto de ativação do Interruptor de Centralização do Alimentador, o Interruptor
abre, cortando o fornecimento de corrente ao Relé de Centralização (terminal 2) e Relé de
Balanço (terminal 2).

O Relé de Balanço é desenergizado, interrompendo um sinal elétrico do Módulo Resistor para o


Módulo do Field Tracker. Os terminais 3-4 do Relé de Balanço estão agora conectados. O
Módulo do Field Tracker terminal 6 direciona tensão ao terminal C do Potenciômetro de
Balanço, através dos terminais C-A do potenciômetro e retorna ao Módulo do Field Tracker no
terminal 4 do conector 79. O Módulo Resistor (terminais A,B) também recebem sinal de tensão
do Potenciômetro de Balanço através de um jump, onde não tem função neste momento. O
sinal elétrico do Potenciômetro de Balanço do terminal B é agora direcionado através do Relé
de Balanço (terminais 4-3) para o Módulo do Field Tracker (terminal 5). O reconhecimento do
sinal elétrico do Módulo do Field Tracker é agora baseado na posição do Potenciômetro de
Controle de Balanço.

O Relé de Centralização é desenergizado, interrompendo o sinal elétrico do Potenciômetro da


Auto Centralização para o Módulo do Field Tracker. Os terminais 3-4 do Relé de Centralização
são agora conectados. Os Potenciômetros de Sensibilidade agora são usados para ajustar a
quantidade de movimento do sensor, necessário, (como resultado das mudanças do terreno)
antes que o Módulo do Field Tracker reaja.

Módulo do Field Tracker terminal 9 fornece referência de tensão alta para o Potenciômetro da
Sensibilidade terminal 2. O Módulo do Field Tracker terminal 7 fornece referência de tensão
baixa para o Potenciômetro da Sensibilidade terminal 4. A tensão alta é direcionada através do
chicote do Field Tracker para o chicote do Field Tracker da Plataforma terminal C (DB) do
conector 81. A tensão alta é então direcionada para o potenciômetro direito da plataforma
terminal A. A tensão baixa é conectada através do Chicote do Field Tracker para o Chicote do
Field Tracker da Plataforma terminal A (O) do conector 81. A tensão baixa é conectada através
de um jump para o potenciômetro esquerdo da plataforma conector terminal C, B.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 302
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)
Modo de Flutuação (Alimentador Abaixado)
O sinal elétrico do Potenciômetro Esquerdo da Plataforma terminal A é direcionado para o
Chicote do Field Tracker da Plataforma, conector 81 terminal B (Marrom). O sinal elétrico do
Potenciômetro Direito da Plataforma terminal B é direcionado para o Chicote do Field Tracker da
Plataforma conector 81 terminal B (Marrom). O sinal combinado dos potenciômetros direito e
esquerdo no conector 81 é então direcionado para o Relé de Centralização terminal 4 e envia o
sinal elétrico da posição da plataforma através do Relé de Centralização (terminal 4-3) para o
Módulo do Field Tracker terminal 8.
O Módulo do Field Tracker ativa o Solenóide de Inclinação Direito (através do terminal 14) ou
Solenóide de Inclinação Esquerdo (através do terminal 15). A corrente do Solenóide de
Inclinação Direito ou Esquerdo também é direcionado para o Solenóide da Linha de Sinal para o
Relé de Inclinação (terminal 5) apropriado para o Diodo para acionar o sistema hidráulico.
Quando o sinal elétrico combinado dos potenciômetros direito e esquerdo da plataforma indica o
mesmo sinal elétrico do Potenciômetro de Balanço (no terminal 5 do Módulo do Field Tracker), o
Módulo do Field Tracker desativa o solenóide de inclinação direito ou esquerdo e Solenóide da
Linha de Sinal (até ambos os valores dos sensores direito ou esquerdo da plataforma alterar).

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 303
ELÉTRICA

FIELD TRACKER 
(Consulte o Esquema RAC 6-10800 páginas 39-42)

Diagnóstico Rápido do Field Tracker


Faça no Field Tracker: Então o seguinte estará funcionado:
Incline manualmente para a esquerda com o Função do Interruptor de Inclinação Esquerda
motor ligado, separador e alimentador Relé de Inclinação para Esquerda
desligado. Diodo (se o sistema hidráulico fica sob
demanda quando totalmente inclinado)
Solenóide da Válvula de Sinal (se o sistema
hidráulico fica sob demanda quando
totalmente inclinado)
Solenóide de inclinação para esquerda
Chicote relacionado
Incline manualmente para a direita com o Função do Interruptor de Inclinação Direita
motor ligado, separador e alimentador Relé de Inclinação para Direita
desligado. Diodo (se o sistema hidráulico fica sob
demanda quando totalmente inclinado)
Solenóide da Válvula de Sinal (se o sistema
hidráulico fica sob demanda quando
totalmente inclinado)
Solenóide de inclinação para direita
Chicote relacionado
Auto Centralização quando o alimentador Relé Habilitador de Inclinação Automática
está tolamente levantado com o motor ligado, Interruptor Auto/Manual
alimentador e separador ligados. Interruptor de Centralização do Alimentador
Relé de Centralização
Relé de Balanço
Módulo Resistor
Potenciômetro de Auto Centralização
Módulo do Field Tracker
Chicote relacionado
Presença de Massa quando o Alimentador Potenciômetro do Controle de Balanço
está totalmente levantado com o motor Potenciômetro do Controle de Resposta
ligado, alimentador e separador ligados. Potenciômetro de Sensibilidade Frontal
Potenciômetro de Sensibilidade Traseiro
Potenciômetro Esquerdo da Plataforma
Potenciômetro Direito da Plataforma
Incline numa direção e o sistema hidráulico Sistema é operacional exceto para
entra em demanda em um modo automático componente aberto ou com falha no modo
afetado.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 304
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CONTROLE DO MOLINETE


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 43 & 44)
LEVANTE E DESCIDA DO MOLINETE
Geral
Este circuito consiste de um fusível de 15 A (# 21), interruptor de pressão de óleo do motor,
quatro relés, interruptor de controle do molinete, solenóides do bloco principal, e todos os fios e
conectores necessários para completar o circuito.

Descrição
Corrente origina-se do relé de pressão de óleo do motor, quando motor é ligado e há pressão de
óleo no motor. Esta corrente é alimentada do B+ (EOP) para o fusível de 15 A (# 21) o qual
fornece corrente:
• Para o terminal central do interruptor de controle do molinete.
• Corrente é também alimentada para os terminais 3 do relé habilitador de abertura e
fechamento do tubo de descarga, relé de avanço do molinete, relé de descida do molinete,
relé de levante do molinete e relé de recuo do molinete.

Por razões de segurança, nenhuma das funções do bloco de válvulas principal irá operar a
menos que o motor esteja ligado e haja pressão de óleo no motor.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 305
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CONTROLE DO MOLINETE


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 43 & 44)
LEVANTE DO MOLINETE
Para levantar o molinete
Para levantar o molinete, o operador pressiona e mantêm pressionado o interruptor de controle
do molinete na posição de subida. Um contato no interruptor de inclinação do molinete direciona
corrente para o relé de subida do molinete terminal 2, energizando-o. Os contatos internos do
relé fecham-se, direcionando a corrente do terminal 3 para o terminal 5. Corrente do terminal 5 é
direcionado para o módulo de realimentação 71 terminal A. A corrente é então direcionada para
dois terminais separados:
• Corrente do terminal C flui para o terminal D do diodo. Corrente pode então fluir do terminal
C do diodo para o solenóide da válvula da linha de sinal, energizando-o.
• Corrente sai do terminal B do módulo de realimentação para o solenóide de levante do
molinete energizando-o.

Ambos os solenóides da linha de sinal e levante do molinete devem ser energizados para elevar
hidraulicamente o molinete. Os solenóides de levante e descida do molinete tem um terra em
comum através do módulo de realimentação 70 para o terra chassis.

DESCIDA DO MOLINETE
Para descer o molinete
Para descer o molinete o operador aciona o interruptor de descida do molinete. Um contato no
interruptor do molinete direciona corrente ao terminal 2 do relé de descida do molinete,
energizando-o. O contato interno do relé se fecha, direcionando corrente do terminal 3 para
terminal 5. Corrente do terminal 5 é direcionado para o solenóide de descida do molinete. A
válvula da linha de sinal não é usada, o molinete desce por gravidade.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 306
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CONTROLE DO MOLINETE


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 43 & 44)
AVANÇO E RECUO DO MOLINETE
Geral
Este circuito consiste de um fusível de 15 A (# 21), interruptor de pressão de óleo no motor, 4
relés, interruptor de inclinação do molinete, solenóide do bloco de válvulas, e todos os fios e
conectores necessários para completar o circuito.

Descrição
Corrente origina-se do relé de pressão de óleo do motor, quando o motor é ligado e há pressão
de óleo. Esta corrente é alimentada do B+ (EOP) para o fusível 15 a (# 21) o qual fornece
corrente:
• Para o centro do terminal do interruptor de controle do molinete.
• Corrente é também alimentada para os terminais 3 do relé habilitador de abertura e
fechamento do tubo de descarga, relé de avanço do molinete, relé de descida do molinete,
relé de levante do molinete e relé de recuo do molinete.

Por razões de segurança, nenhuma das funções do bloco de válvulas principal irá operar a
menos que o motor esteja ligado e haja pressão de óleo no motor.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 307
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CONTROLE DO MOLINETE


(Consulte os Esquemas RAC 6-10800, páginas 43 & 44)
AVANÇO DO MOLINETE
Para Avançar o Molinete
Para avançar o molinete o operador pressiona o interruptor de controle para a direita. Um
contato no interruptor de avanço do molinete envia corrente ao terminal 2 do relé de avanço do
molinete, energizando-o. Os contatos internos do relé fecham-se, direcionando a corrente do
terminal 3 para o terminal 5. Corrente do terminal 5 é direcionado para o módulo de
realimentação 75 terminal A. A corrente é então direcionada para dois terminais separados do
módulo de realimentação:
• Corrente do terminal C flui para o terminal F do diodo. Corrente pode então fluir do terminal
C do diodo para o solenóide da válvula da linha de sinal, energizando-o.
• Corrente sai do terminal B do módulo de realimentação para o solenóide de avanço do
molinete, energizando-o.

Ambos os solenóides da válvula da linha de sinal e avanço do molinete devem ser energizados
para avançar hidraulicamente o molinete. Os solenóides de avanço e recuo do molinete e da
válvula da linha de sinal tem em comum o terra vindo do módulo de realimentação 72 do terra
chassis.

Para Recuar o Molinete


Para recuar o molinete o operador pressiona o interruptor de controle para a esquerda. Um
contato no interruptor de recuo do molinete envia corrente ao terminal 2 do relé de recuo do
molinete, energizando-o. Os contatos internos do relé fecham-se, direcionando a corrente do
terminal 3 para o terminal 5. Corrente do terminal 5 é direcionado ao terminal D do módulo de
realimentação 75. A corrente é então direcionada para dois terminais separados do módulo de
realimentação:
• Corrente do terminal F flui para o terminal E do diodo. Corrente pode então fluir do terminal
C do diodo para o solenóide da válvula da linha de sinal, energizando-o.
• Corrente sai do terminal C do módulo de realimentação para o solenóide de recuo do
molinete, energizando-o.

Ambos os solenóides da válvula da linha de sinal e recuo do molinete devem ser energizados
para recuar hidraulicamente o molinete.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 308
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CONTROLE DO DESCARREGADOR


(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)

O interruptor do tubo de descarga está localizado no manche. Ele permite ao operador abrir e
fechar o tubo de descarga sem tirar a mão do manche.
O interruptor possui três posições
• Fechar
• Neutro
• Abrir

GERAL
Esse circuito consiste do fusível nº 21 de 15 A, interruptor de pressão do óleo do motor, relé de
duplo contato do tubo de descarga, relé de abertura do tubo de descarga, relé de fechamento
do tubo de descarga, relé habilitador do tubo de descarga, relé de corte do tubo de descarga,
interruptor de abertura e fechamento do tubo de descarga, luz indicadora do tubo aberto,
interruptor limitador de abertura do tubo de descarga, interruptor limitador de fechamento do
tubo de descarga, solenóides das válvulas hidráulicas e todos os fios e conectores necessários
para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
A corrente é fornecida do relé de pressão de óleo motor quando o motor está ligado e há
pressão de óleo do motor. Essa corrente B+ (EOP) é alimentada através do fusível nº 21 de 15
A, fornece a corrente para o terminal 3 do relé de dupla ação do tubo de descarga. A corrente
então é alimentada ao terminal 2 do interruptor do tubo de descarga e do relé do sem-fim do
descarregador.

Por razões de segurança, nenhuma das funções do bloco de válvulas hidráulicas funcionará a
menos que o motor esteja funcionando e haja pressão de óleo.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 309
ELÉTRICA

CIRCUITO DO DESCARREGADOR
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)
TUBO DE DESCARGA NÃO MOVERÁ ATÉ LIGAR A COLHEITADEIRA
Por exemplo, se a colheitadeira é ligada e o interruptor do tubo de descarga está na posição de
abertura ou fechamento, o relé habilitador do tubo de descarga irá prevenir o movimento do
tubo. O interruptor do tubo de descarga deve ser acionado para a posição NEUTRO para
energizar e travar o relé habilitador do tubo de descarga. Então o operador pode abrir ou fechar
o tubo de descarga.

CIRCUITO “NEUTRO” DO DESCARREGADOR


O interruptor do tubo de descarga está localizado no lado direito do manche e recebe energia
B+ (EOP) no terminal 2. Com o interruptor do tubo de descarga na posição “NEUTRO” ou na
posição central, a corrente é direcionada dos terminais 2 ao terminal 3 do interruptor do tubo de
descarga e ao terminal 5 do interruptor do tubo de descarga. Como o interruptor está em
NEUTRO, os terminais 5 e 4 estão conectados, a corrente pode então circular do terminal 4
para o terminal 2 do relé habilitador do tubo de descarga. O terminal 1 é aterrado no chassi
energizando-o. Quando o relé habilitador é ativado tomam-se dois caminhos:

• Um jump conecta os terminais 2 e 5 que mantém o relé de ativação do tubo de descarga


travado-o energizado. Agora se o interruptor do tubo de descarga for posicionada para
abrir ou fechar o tubo, energia será descontinuada do terminal 4 do interruptor do tubo
de descarga, o relé irá manter-se travado até que energia B+ (EOP) seja descontinuada.
• A corrente no terminal 5 pode agora circular para o terminal 3 do relé de fechamento do
tubo de descarga, e relé de abertura do tubo de descarga.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 310
ELÉTRICA

CIRCUITO DO DESCARREGADOR
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)
PARA ABRIR O TUBO DE DESCARGA
Para abrir o tubo de descarga, o operador aciona o interruptor do tubo de descarga para abrir.
Esse interruptor está localizado no lado direito do manche. A corrente no terminal 2 do
interruptor do tubo de descarga pode agora circular através do terminal 1 e através de um fio ao
terminal 2 do relé de abertura do tubo de descarga. Como o terminal 1 do relé é aterrado no
chassi, este fica agora energizado. A corrente no terminal 3 pode agora circular através do
terminal 5 até o interruptor limitador de abertura do tubo de descarga (N/F). A corrente pode
então fluir através do interruptor limitador de abertura do condutor de descarga até o terminal D
do conector 74. Energia então é direcionado para dois terminais separados:

• Do terminal F a corrente flui para o terminal B do diodo. A corrente é direcionada ao


terminal C do diodo até o solenóide da válvula da linha de sinal, energizando-o.
• A corrente também é enviada do terminal E ao solenóide de abrir o tubo de descarga,
energizando-o. O módulo de diodos evita acionamentos múltiplos de solenóides.

O condutor de descarga abrirá até que o interruptor limitador do tubo de descarga seja aberto
por um suporte do cotovelo do tubo de descarga, cortando corrente para os solenóides. O
interruptor limitador de abertura do tubo de descarga mantém a bomba hidráulica em reserva de
alta pressão quando não necessário.

Quando o condutor de descarga sai do seu apoio, o interruptor limitador de fechamento do tubo
de descarga (normalmente aberto) se fecha permitindo aterramento para o terminal 11 da luz de
abertura do tubo de descarga “unloader out” no painel de instrumentos. O interruptor limitador
de fechamento do tubo de descarga fornece aterramento para o relé de fechamento do tubo de
descarga para poder retornar o condutor de descarga para a posição fechada. O painel de
instrumentos fornece energia para a luz indicadora.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 311
ELÉTRICA

CIRCUITO DO DESCARREGADOR
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)
PARA FECHAR O TUBO DE DESCARGA

Para fechar o tubo de descarga, o operador aciona o interruptor do tubo de descarga para
fechar. Esse interruptor está localizado no lado direito do manche. A corrente no terminal 2 do
interruptor do tubo de descarga pode agora circular através do terminal 3 e através de um fio ao
terminal 5. Devido o interruptor estar posição de fechar, o terminal 5 é conectado ao terminal 6,
direcionando corrente para o terminal 2 do relé de fechamento do tubo de descarga. Terminal 1
do relé é conectado ao interruptor de limite de fechamento do tubo de descarga (N/F). Os
contatos internos do interruptor de limite fecham-se, completando o caminho elétrico do terra
chassi. Devido ao relé de fechamento do tubo de descarga estar energizado, os terminais 3 e 5
são comuns. Corrente é direcionado para o terminal A do módulo de realimentação 74. Corrente
então flui para dois terminais separados do módulo de realimentação:

• Do terminal C a corrente flui para o terminal A do diodo. A corrente é direcionada ao


terminal C do diodo até o solenóide da válvula da linha de sinal, energizando-o.
• A corrente também é enviada do terminal B do módulo de realimentação para o
solenóide de fechar o tubo de descarga, energizando-o. O módulo de diodos evita
acionamentos múltiplos de solenóides.

O tubo de descarga irá fechar até que o tubo encoste no apoio abrindo o interruptor de limite de
fechamento. Quando o interruptor de limite abre, o terra para o relé de fechamento do tubo de
descarga e luz indicador do tubo ABERTO é perdido, desenergizando o relé e desligando a luz.
Desenergizando o relé, corta a corrente para o solenóide de fechamento do tubo o qual
mantém a bomba hidráulica de entrar na reserva de alta pressão quando não necessário.

NOTA Quando o tubo de descarga alcança a abertura total, o interruptor de limite do abertura
do tubo irá fechar. O interruptor de limite completa o circuito da corrente para os solenóides de
abertura do tubo assim que o tubo possa ser fechado posteriormente.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 312
ELÉTRICA

CIRCUITO DO DESCARREGADOR
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)
ACIONAMENTO DO SEM-FIM DE DESCARGA
O circuito de acionamento do sem-fim do tubo de descarga é acionado por um interruptor
localizado na parte inferior do manche. Para acionar eletricamente/hidraulicamente o sem-fim do
tubo de descarga, pressione e libere o interruptor momentaneamente. Para desacionar o sem-
fim do tubo de descarga, pressione e/ou libere momentaneamente o interruptor novamente.
Quando o sem-fim do tubo de descarga é acionado, a luz do sem-fim acionado é iluminado e no
painel irá piscar “Unld”.

O acionamento do sem-fim do tubo descarga foi desenvolvido para não ser acionado quando o
tubo estiver no apoio, nem irá funcionar antes do motor ser ligado. A única vez que o sem-fim
deve ser acionar é quando o tubo de descarga esteja fora do apoio antes de pressionar o
interruptor de acionamento do sem-fim no manche.

GERAL
Este circuito consiste de um fusível de 15 A (# 21), relé do descarregador, relé de corte do
descarregador, relé habilitador do sem-fim, diodo, interruptor de abertura/fechamento do tubo de
descarga, luz do sem-fim ligado, interruptor limitador de fechamento do tubo de descarga,
solenóides da bloco de válvulas e fios e conectores necessários para completar o circuito.

DESCRIÇÃO
Corrente origina-se do relé de pressão de óleo do motor, quando o motor é ligado e há pressão
de óleo. Esta corrente alimentada do B+ (EOP) através do fusível de 15 A (# 21) fornece
corrente ao terminal 3 do relé do descarregador, terminal 2 do relé de abertura e fechamento do
tubo de descarga, e interruptor do sem-fim do descarregador.

Por razões de segurança, nenhuma das funções do bloco de válvulas hidráulicas funcionará a
menos que o motor esteja funcionando e haja função de óleo.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 313
ELÉTRICA

CIRCUITO DO DESCARREGADOR
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)
SEM-FIM DE DESCARGA LIGADO (TUBO DE DESCARGA ABERTO)
O interruptor de acionamento do sem-fim do tubo de descarga é um interruptor de simples
contato (N/A). Para acionar o sem-fim, o interruptor deve ser pressionado e liberado.

Quando o interruptor do sem-fim é pressionado e liberado, a corrente é direcionada do


interruptor do sem-fim para o terminal 8 do relé do descarregador, relé de corte do sem-fim e
diodo.
• Relé do descarregador, para alternar os contatos para direcionar a corrente do terminal 3
para o terminal 1. Este relé pode apenas ser “pulsado” por atuação momentânea do
interruptor do sem-fim do tubo de descarga. Um vez que o relé do descarregador é
“pulsado”, ele permanece nesta posição até pulsar novamente. Este é um relé de
travamento mecânico, alternando de Ligado ou Desligado com cada ativação.
• Relé de corte do sem-fim, para ativar o Relé de Corte do Sem-Fim para que o sem-fim
não acione enquanto o operador manter pressionado o botão de acionamento do sem-
fim. Terminal 8 do relé do descarregador direciona corrente ao terminal 2 do relé de corte
do sem-fim. Terminal 1 é conectado ao terra chassi. Os contatos internos fazem com que
os terminais 3 e 5 se fechem, prevenindo qualquer fluxo de corrente ao solenóide de
acionamento do sem-fim enquanto o operador mantém pressionado o interruptor de
acionamento do sem-fim do tubo de descarga.
• Diodo, para fornecer corrente para acionar o Relé Habilitador do Sem-Fim. Corrente do
relé de corte do sem-fim terminal 2 também é direcionado para o terminal A do diodo de
três terminais. O diodo direciona corrente do terminal C para o relé habilitador do sem-
fim terminal 2.
• O relé habilitador do sem-fim recebe terra no terminal 1 através do interruptor do limite
de fechamento do tubo de descarga, o sem-fim deve estar fora do apoio antes do relé
energizar. O relé habilitador é usado para parar o acionamento do sem-fim quando o
sem-fim está no apoio com a liberação do interruptor de acionamento do sem-fim.
Quando o relé é ativado, uma conexão interna é fechada entre os terminais 3 de 5. Esta
conexão fornece um caminho futuro para a corrente de acionamento do sem-fim e um
circuito de trava para relé habilitador.

NOTA Se o operador pressiona o interruptor e mantém pressionado, o sem-fim não irá acionar
pois o relé de corte do sem-fim de descarga previne que a corrente vá ao solenóide de
acionamento do sem-fim do descarregador. Uma vez que o interruptor do sem-fim seja liberado,
corrente é cortada do terminal 2 do relé de corte do sem-fim fechando os terminais 3 e 4, assim
a corrente energiza o solenóide de acionamento do sem-fim.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 314
ELÉTRICA

CIRCUITO DO DESCARREGADOR
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)
Terminal 6 do relé do descarregador é conectado ao terra chassis energizando o relé. Os
contatos internos alternam e travam, direcionando corrente do terminal 3 ao 1. Esta corrente é
direcionada para:
• A luz do sem-fim acionado, ao terminal 3 do relé habilitador do descarregador e
direcionado ao conector 18 terminal 17 do painel de instrumentos para a luz
indicador do sem-fim ligado. Neste caso a luz é acesa, mesmo se o sem-fim não
esteja funcionando.
• O terminal 3 do Relé Habilitador do Sem-fim. Os contatos internos fecham os
terminais 3 e 5. Corrente é direcionado do terminal 5 ao terminal B do diodo e ao
terminal 3 do relé de corte do sem-fim.
ƒ O diodo direciona a corrente do terminal C para o terminal 2 do relé habilitador do
sem-fim (travando o relé). Quando o interruptor do sem-fim do descarregador é
Liberado e a corrente ao terminal 2 do relé habilitador do sem-fim é cortada, uma
segunda fonte de energia é fornecida para o diodo terminal B. Este relé é agora
auto energizado.
ƒ Relé de corte do sem-fim recebe energia no terminal 3. Quando o interruptor de
acionamento do sem-fim do descarregador é liberado, o relé irá desativar,
fazendo uma conexão interna entre o terminal 3 e 4. Corrente é direcionada do
terminal 4 para o solenóide de acionamento do sem-fim.

SEM-FIM DE DESCARGA DESLIGADO (TUBO DE DESCARGA ABERTO) -


O interruptor de acionamento do sem-fim do descarregador é um interruptor de contato
momentâneo. Para desligar o sem-fim, o interruptor deve ser pressionado e liberado. Quando o
interruptor do sem-fim do descarregador é mantido pressionado e liberado, corrente é
momentaneamente direcionada ao terminal 8 do relé do descarregador. Isto irá causar um
contato interno do relé para alternar, interrompendo a conexão entre os terminais 3 e 1. O relé
habilitador do sem-fim irá perder alimentação de corrente, causando o destravamento do relé e
da luz indicadora na painel de instrumentos.

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 315
ELÉTRICA

CIRCUITO DO DESCARREGADOR
(Consulte o Esquema RAC 6-10800, páginas 44 & 46)
SEM-FIM DO TUBO DE DESCARGA LIGADO (TUBO DE DESCARGA FECHADO)
Se o sem-fim do tubo de descarga é retornado ao apoio enquanto o sem-fim estiver acionado, o
sem-fim irá desligar. O tubo irá retrair até que tubo assente no apoio, abrindo o interruptor
limitador de fechamento do tubo. Quando o interruptor limitador de fechamento abre, o terra
para o relé habilitador do sem-fim terminal 1 e luz do tubo aberto é interrompido,
desenergizando a luz indicadora. No entanto, a luz do sem-fim ligado permanecerá acesa até
que o interruptor de acionamento do sem-fim seja ligado e desligado para alternar o relé do
descarregador.

SEM-FIM DO TUBO DE DESCARGA LIGADO (ANTES DO TUBO DE DESCARGA SER ABERTO)


Se o tubo é aberto e o interruptor de acionamento d sem-fim nunca for acionado, a luz do sem-
fim ligado permanece acesa. O operador deve alternar o interruptor de acionamento do sem-fim
duas vezes para iniciar o sistema. A razão para que o interruptor do sem-fim deva ser alternado
duas vezes é por causa do relé do descarregador. O operador não desaciona o sistema assim
os terminais 3 e 1 do relé do descarregador estão fechados, mas o relé habilitador do sem-fim é
destravado. A primeira vez que o operador pressiona o interruptor de acionamento, o sistema
está sendo desligado, fazendo uma conexão entre os terminais 4 e 1 do relé do descarregador
(não acionando o sem-fim). A segunda vez que o interruptor é pressionado, os terminais 3 e 1
são conectados no relé do descarregador (acionando o sem-fim). Esta ação posiciona
corretamente o relé do descarregador.

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 316
ELÉTRICA

CIRCUITO DE CONTROLE DO DESCARREGADOR

80. Interruptor do Limite de 81. Interruptor do Limite de Abertura


Fechamento
82. Bloco de Válvulas Principal

®
COLHEITADEIRA AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 317
ELÉTRICA

ANOTAÇÕES
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________
________________________________

®
COLHEITADEIRAS AXIAL-FLOW SÉRIE 2300 01/2001
3B - 318