Sie sind auf Seite 1von 13

Pilates Aplicado á Hérnia Discal

PILATES APLICADO À HÉRNIA


DISCAL

Ft. Gabriela Zaparoli


Hérnia Discal
HÉRNIA DISCAL
• A coluna vertebral é uma estrutura forte e flexível que protege os
elementos neurais, bem como sustenta o corpo na posição ereta.
Uma má postura aliada a uma mecânica corporal incorreta pode
exercer tensão adicional sobre a coluna cervical e lombar,
contribuindo em conjunto, para o aparecimento da dor e
consequentemente da herniação cervical e/ou lombar.
Hérnia Discal
HÉRNIA DISCAL
• Segundo Ferreira e Rosa (2006), 70-85% de todas as pessoas
sofrerão de dor nas costas em alguma época da vida.

• O aparecimento das hérnias está ligado ao uso inadequado de


movimentos que afetam as cargas impostas à coluna e suas
distribuições (KAPANDJI, 2000; HALL, 2000).

• A hérnia discal mais comum é na região lombar, seguido da


cervical e por último na torácica onde a origem é traumática.
Hérnia Discal
HÉRNIA DISCAL
CERVICAL LOMBAR

• Menor incidência; • Maior incidência;


• Núcleo pulposo mais anterior; • Núcleo pulposo mais posterior;
• Lig. Posterior mais largo; • Lig. Posterior mais estreito;
• Suporta menos carga; • Suporta mais carga;
• Nível mais afetado C5-C6, • Nível mais afetado L4-L5 e L5-S1
seguido de C4-C5 e C6-C7
Pilates x Hérnia
PILATES X HÉRNIA
• O método Pilates ajuda a evitar lesões na coluna e prevenir doenças.
Conseguimos um treinamento muscular mais específico em aulas
personalizadas. Trabalhamos com a estabilização da coluna, fortalecimento dos
músculos profundos, responsáveis por manter as vértebras e seus componentes
articulares na posição correta. Os exercícios evitam problemas como: hérnias de
disco, espondilólise, protusão discal e desvios posturais (escoliose, cifose e
lordose).

• É um excelente tratamento porque promove a mobilização da região, além do


reequilíbrio muscular (flexibilidade e força), os exercícios têm como objetivo
reestabelecer o alinhamento postural da região cervical e atenuar os episódios
de dor. O crescimento axial dos alunos é fundamental, porque através deste
fundamento, ocorre a ativação dos multífidos, tornando a coluna vertebral mais
estável.
Fases do Tratamento
FASES DO TRATAMENTO
Programa de estabilização segmentar vertebral, desenvolvido por Richardson,
Hodges e Hides que é dividida em três estágios:

• 1-Cognitivo: educar a maneira correta da contração da musculatura


estabilizadora.

• 2- Associativo: o objetivo é manter a contração destes músculos ao mesmo


tempo em que são realizados movimentos dos membros e do tronco. Nesta
fase inicia-se o treino de AVD`s.

• 3-Automático: realização de exercícios que proporcionem desafios e gestos


esportivos, realizados com cuidado para assegurar que não haja compensação.
Treinamento da Musculatura Estabilizadora
Treinamento da musculatura estabilizadora
• Cervical: Longo do pescoço, Reto da cabeça
anterior e lateral e Multífidos.

• Lombar: Transverso do Abdomem e


Multífidos.

Multífidos: Com suas inserções segmentares,


tem a função estabilizadora intrínseca na coluna
cervical, similar à sua função na região lombar.
Treinamento da Musculatura Estabilizadora
Treinamento da musculatura estabilizadora
Exercícios
EXERCÍCIOS
Cervical
Mobilidade: mobilização com overball
Exercícios
EXERCÍCIOS
Cervical
Fortalecimento: Chest press
Exercícios
EXERCÍCIOS
Lombar
Mobilidade: mobilização com overball
Exercícios
EXERCÍCIOS
Lombar
Fortalecimento: Leg pull front
com auxílio da bola
Exercícios
EXERCÍCIOS

+ 11 exercícios ao vivo com


passo-a-passo e comentários