Sie sind auf Seite 1von 12

30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência

Ministério da Educação
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ
COORDENADORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - CT

TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO ELETRÔNICO – SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS


(Processo Administra vo nº 23064.036009/2019-28)

1. DO OBJETO
1.1. Futura e eventual aquisição de computadores, monitores, equipamentos de telefonia, segurança, redes e testes em cabeamento, conforme
condições, quan dades, exigências e es ma vas estabelecidas neste instrumento:

Código Unidade de Quan dade Valor Unitário Valor Máximo


Item Descrição Básica
CATMAT Medida Total Es mado Aceitável
1 Telefone IP Tipo 1 - Intelbras 366455 Unidade 50 R$ 191,10 R$ 9.555,00
2 Telefone IP Tipo 2 - Intelbras 366455 Unidade 500 R$ 260,00 R$ 130.000,00
3 Telefone IP Tipo 3 - Intelbras 366455 Unidade 150 R$ 473,06 R$ 70.959,00
4 Microcentral IP - Intelbras TS 60 IP 150716 Unidade 200 R$ 663,91 R$ 132.782,00
Ramal Monofone DECT Compa vel com Microcentral IP -
5 150716 Unidade 400 R$ 189,38 R$ 75.752,00
Intelbras TS 60 IP R
6 Câmera - Tipo 1 - Intelbras 150334 Unidade 48 R$ 456,14 R$ 21.894,72
7 Câmera - Tipo 2 - Intelbras 150334 Unidade 10 R$ 448,88 R$ 4.488,80
8 Gravador de Vídeo em Rede - NVR - Intelbras 131903 Unidade 5 R$ 2.390,08 R$ 11.950,40
9 Gravador de Vídeo Digital - DVR - Intelbras 131903 Unidade 7 R$ 2.866,67 R$ 20.066,69
10 Testador de cabos com ponteira indu va 360407 Unidade 1 R$ 18.465,27 R$ 18.465,27
11 Switch - Tipo 1 122971 Unidade 10 R$ 3.586,62 R$ 35.866,20
12 Switch - Tipo 2 122971 Unidade 10 R$ 4.467,00 R$ 44.670,00
13 Switch - Tipo 3 122971 Unidade 10 R$ 11.868,30 R$ 118.683,00
14 Microcomputador - Tipo 1 66338 Unidade 100 R$ 2.863,89 R$ 286.389,00
15 Microcomputador - Tipo 2 66338 Unidade 75 R$ 4.673,66 R$ 350.524,50
16 Microcomputador - Tipo 3 66338 Unidade 50 R$ 7.228,01 R$ 361.400,50
17 Microcomputador Portá l 98191 Unidade 50 R$ 4.159,54 R$ 207.977,00
18 Monitor LED - Tipo 1 411113 Unidade 120 R$ 567,60 R$ 68.112,00
19 Monitor LED - Tipo 2 397896 Unidade 120 R$ 768,16 R$ 92.179,20

1.1.1. Es ma vas de consumo do órgão gerenciador.

Órgão Gerenciador:
Item Descrição Básica Requisição Mínima Requisição Máxima Quan dade Total
1 Telefone IP Tipo 1 - Intelbras 5 50 50
2 Telefone IP Tipo 2 - Intelbras 10 500 500
3 Telefone IP Tipo 3 - Intelbras 5 150 150
4 Microcentral IP - Intelbras TS 60 IP 5 200 200
5 Ramal Monofone DECT Compa vel com Microcentral IP - Intelbras TS 60 IP R 5 400 400
6 Câmera - Tipo 1 - Intelbras 2 48 48
7 Câmera - Tipo 2 - Intelbras 2 10 10
8 Gravador de Vídeo em Rede - NVR - Intelbras 1 5 5
9 Gravador de Vídeo Digital - DVR - Intelbras 1 7 7
10 Testador de cabos com ponteira indu va 1 1 1
11 Switch - Tipo 1 1 10 10
12 Switch - Tipo 2 1 10 10
13 Switch - Tipo 3 1 10 10
14 Microcomputador - Tipo 1 5 100 100
15 Microcomputador - Tipo 2 5 75 75
16 Microcomputador - Tipo 3 5 50 50
17 Microcomputador Portá l 5 50 50
18 Monitor LED - Tipo 1 5 120 120
19 Monitor LED - Tipo 2 5 120 120

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 1/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
1.2. Descrições detalhadas dos itens
1.2.1. Em casos de inconsistência entre a descrição do item no CATMAT, empenho ou requisição, prevalece a descrição existente neste termo
de referência.

Item Descrição Detalhada


Aparelho telefônico IP, com as seguintes caracterís cas:
- Cer ficação Anatel;
- Suporte a pelo menos 1 conta VoIP;
- Suporte ao protocolo SIP 2.0;
- Viva-voz;
- Conexão Ethernet RJ-45;
- Endereço IP Está co e DHCP;
- Suporte a VLAN (802.1q);
- Suporte a QoS;
Item 1 - Telefone IP Tipo 1 -
- Permi r alimentação PoE (802.3af);
Intelbras
- Interface de aministração Web compa vel com o protocolo HTTP ou HTTPS;
- Possibilidade de instalação em mesa (com suporte) ou parede;
- Suportar configuração de plano de discagem;
- Codecs G722, G726, G729;
- NÃO DEVE possuir display.
- NÃO DEVE possuir tecla não-perturbe.
- Permi r alimentação por fonte própria, bivolt automá ca;
- Deve ser fornecido kit completo para instalação: fonte de alimentação, gancho, cabo telefônico para o gancho, cabo de
rede UTP e demais acessórios necessários ao pleno funcionamento.
Aparelho telefônico IP, com as seguintes caracterís cas:
- Cer ficação Anatel;
- Compa vel com Headset RJ9;
- Disponibilizar interfaces para gancho e Headset (separadas);
- Viva-voz;
- Suporte a pelo menos 1 conta VoIP;
- Suporte ao protocolo SIP 2.0;
- Duas portas de de conexão Ethernet RJ-45 (WAN e LAN, 10/100 Mbps ambas);
- Endereço IP Está co, DHCP e NTP;
- Interface de aministração Web compa vel com o protocolo HTTP ou HTTPS;
- Suporte a VLAN (802.1q);
- Permi r alimentação PoE (802.3af);
Item 2 - Telefone IP Tipo 2 -
- Display gráfico com backlight;
Intelbras
- Ter linguagem apresentada na tela em Português;
- Teclas de menu, correio de voz, mudo, viva-voz, ajuste de volume e flash;
- Suportar indicação visual de nova chamada através de indicação luminosa;
- Suportar configuração de plano de discagem;
- Codecs G722, G726, G729;
- Qualidade de áudio em HD;
- Função agenda, função lista-negra;
- Função histórico de chamadas;
- Permi r alimentação por fonte própria, bivolt automá ca;
- Possibilidade de instalação em mesa (com suporte) ou parede;
- Deve ser fornecido kit completo para instalação: fonte de alimentação, gancho, cabo telefônico para o gancho, cabo de
rede UTP e demais acessórios necessários ao pleno funcionamento.
Aparelho telefônico IP, com as seguintes caracterís cas:
- Cer ficação Anatel;
- Compa vel com Headset RJ9;
- Disponibilizar interfaces para gancho e Headset (separadas);
- Viva-voz;
- Suporte a pelo menos 1 conta VoIP;
- Suporte ao protocolo SIP 2.0;
- Duas portas de de conexão Ethernet RJ-45 (WAN e LAN, 10/100/1000 Mbps ambas);
- Endereço IP Está co, DHCP e NTP;
- Interface de aministração Web compa vel com o protocolo HTTP ou HTTPS;
- Suporte a VLAN (802.1q);
- Permi r alimentação PoE (802.3af);
Item 3 - Telefone IP Tipo 3 -
- Display gráfico iluminado;
Intelbras
- Ter linguagem apresentada na tela em Português;
- Teclas de menu, mudo, viva-voz, ajuste de volume e flash;
- Suportar indicação visual de nova chamada através de indicação luminosa;
- Suportar configuração de plano de discagem;
- Codecs G722, G726, G729;
- Qualidade de áudio em HD;
- Função agenda, função lista-negra;
- Função histórico de chamadas;
- Permi r alimentação por fonte própria, bivolt automá ca;
- Possibilidade de instalação em mesa (com suporte) ou parede;
- Deve ser fornecido kit completo para instalação: fonte de alimentação, gancho, cabo telefônico para o gancho, cabo de
rede UTP e demais acessórios necessários ao pleno funcionamento.

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 2/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
Item Descrição Detalhada
Aparelho microcentral IP - sem fio, com as seguintes caracterís cas:
- Suporte a tecnologia DECT e IP;
- Suporte a até 5 monofones compa veis conectados;
- Suporte a no mínimo 4 contas VoIP simultâneas;
- Suporte a no mínimo 4 chamados simultâneas;
- Permi r a restrição das contas aos monofones;
- Suporte ao protocolo SIP 2.0;
- Duas portas de de conexão Ethernet RJ-45 (WAN e LAN, 10/100 Mbps ambas);
- Endereço IP Está co, DHCP e NTP;
- Interface de aministração Web compa vel com o protocolo HTTP ou HTTPS;
- Suporte a VLAN (802.1q);
- Indicações luminosas de conexão LAN e WAN.
- Codecs G722, G726, G729;
Item 4 - Microcentral IP -
- Alimentação por fonte própria, bivolt automá ca;
Intelbras TS 60 IP
- Deve ser fornecido kit completo para instalação: fonte de alimentação, cabo de rede UTP e demais acessórios necessários
ao pleno funcionamento.

A base deve ser fornecida acompanhada de pelo menos um monofone, com as seguintes caracterís cas:
- Monofone para operações de discagem e comunicação que é sincronizado com a base IP;
- Fornecido com pilhas recarregáveis compa veis;
- Fornecido com base-carregadora compa vel;
- Fonte da base carregadora (bivolt automá ca);
- Display luminoso;
- Exibe informações de data e hora, configurações e chamadas no display;
- Permite alteração do toque e do volume;
- Viva-voz;
- Permi r associação a várias bases simultâneamente.
Monofone modelo TS 60 IP R, compa vel com microcentral TS 60 IP, com as seguintes caracterís cas:
- Monofone para operações de discagem e comunicação que é sincronizado com a base IP;
- Fornecido com pilhas recarregáveis compa veis;
- Fornecido com base-carregadora compa vel;
Item 5 - Ramal Monofone DECT
- Fonte da base carregadora (bivolt automá ca);
Compa vel com Microcentral IP
- Display luminoso;
- Intelbras TS 60 IP R
- Exibe informações de data e hora, configurações e chamadas no display;
- Permite alteração do toque e do volume;
- Viva-voz;
- Permi r associação a várias bases simultâneamente.
Câmera de Vídeo para sistema de segurança, caracterís cas:
- Câmera IP (Ethernet 10/100 Base-T RJ45);
- Alimentação PoE;
- Lente fixa;
Item 6 - Câmera - Tipo 1 -
- Tipo: Bullet;
Intelbras
- Infravermelho 30 metros;
- Resolução: 3MP, HD 720p;
- Pedir gerenciamento via interface Web;
- Aplicação: Externa.
Câmera de Vídeo para sistema de segurança, caracterís cas:
- Câmera IP (Ethernet 10/100 Base-T RJ45);
- Alimentação PoE;
- Lente fixa;
Item 7 - Câmera - Tipo 2 -
- Tipo: Dome;
Intelbras
- Infravermelho 30 metros;
- Resolução: 3MP, HD 720p;
- Pedir gerenciamento via interface Web;
- Aplicação: Interna.
Gravador de vídeo em rede (NVR - Network Vídeo Recorder), com as seguintes caracterís cas:
- Gravação de câmeras de segurança IP de CFTV;
- Permi r u lização standalone;
- Exibição e gravação de imagens em tempo real;
- Reprodução de imagens gravadas;
- Possibilidade de backup de dados gravados;
- Acesso remoto e configuração por DHCP;
- Gerenciamento por interface web;
Item 8 - Gravador de Vídeo em - Acesso por aplica vo para monitoramento por telefone celular;
Rede - NVR - Intelbras - Alimentação bi-volt 110V/220V;
- 16 canais de vídeo;
- Conec vidade: porta D-SUB (VGA), HDMI, USB, RJ45;
- Padrão de vídeo: NTSC;
- Suporte a gravação Full HD: 1920x1080;
- Suporte a pelo menos 1 HD que pode ter até 10TB de espaço;
- Deve ser entregue com HD WD da série Purple (ou equivalente, dedicado a aplicações de segurança - interface SATA
6Gb/s, 5400RPM, 64MB) com carga de trabalho nominal de até 180TB/ano, conforme especificação do fabricante.
- Capacidade do HD que deve acompanhar o equipamento: 4TB.

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 3/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
Item Descrição Detalhada
Gravador de vídeo digital (DVR - Digital Vídeo Recorder), com as seguintes caracterís cas:
- Gravação de câmeras de segurança analógicas;
- Permi r u lização standalone;
- Exibição e gravação de imagens em tempo real;
- Reprodução de imagens gravadas;
- Possibilidade de backup de dados gravados;
- Acesso remoto;
- Gerenciamento por interface web;
- Acesso por aplica vo para monitoramento por telefone celular;
- Alimentação bi-volt 110V/220V;
Item 9 - Gravador de Vídeo
- 16 canais de vídeo - conexão BNC;
Digital - DVR - Intelbras
- Deve possuir detecção automá ca nas portas de conexão BNC, permi ndo a detecção da resolução e tecnologia da
câmera conectada;
- Deve permi r o uso flexível dos canais, para conexão de câmeras IP, quando os canais não estejam sendo usados por
câmeras de conexão direta BNC;
- Conec vidade: porta D-SUB (VGA), HDMI, USB, RJ45;
- Suporte a gravação Full HD: 1920x1080;
- Suporte a pelo menos 1 HD que pode ter até 10TB de espaço;
- Deve ser entregue com HD WD da série Purple (ou equivalente, dedicado a aplicações de segurança - interface SATA
6Gb/s, 5400RPM, 64MB) com carga de trabalho nominal de até 180TB/ano, conforme especificação do fabricante.
- Capacidade do HD que deve acompanhar o equipamento: 4TB.
Testador de cabos com ponteira indu va, com as seguintes caracterís cas:
- Testador de rede inteligente baseado em sistema operacional Android;
- Bateria: Íon de lí o suportando recarregamento via PoE ou com adaptador CA bivolt incluído;
- Duração mínima de 3 horas de u lização;
- Tela: Display mínimo de 5,0' em LCD colorido e sensível ao toque;
- Possibilidade de teste de par trançado 10/100/1000BASE-T, fibra ó ca 100/1000BASE-X, Wi-Fi e Bluetooth;
- Teste automá co de conec vidade de rede, DHCP, DNS, Gateway, ping e POE;
- Validação de cabo com distância até a falha se houver;
- Deve mostrar informações sobre o comutador e VLAN mais próximos sobre links de cobre e de fibra u lizando protocolos
IEEE Link Layer Discovery Protocol (LLDP) e/ou Cisco Discovery
Protocol(CDP);
Item 10 - Testador de cabos com
- Deve testar velocidade do link e a existência de Half/Full duplex apresentando na tela avisos sobre a velocidade real do
ponteira indu va
link medido;
- Deve testar auten cação 802.1X no link;
- Deve ser preparado para testar IPv4 e IPv6;
- Deve fazer a verificação da fiação instalada, com extensão, pares inver dos e cruzados, distância até a falha e pares
divididos;
- Deve gerar documentação automáƟca do resultado dos teste realizados;
- A conexão com o host para configuração e download dos relatórios deve ser feita via rede, cabo USB ou cartão MicroSD;
- Portas de teste mínimos de 1 (uma) porta de cobre RJ45 e 1 (uma) porta para adaptador de fibra;
- Deve ser resistente a quedas de até 1m de altura;
- Deve ser gerador de sinal analógico (400 Hz e 1KHz) e digital (455 KHz);
- Deve ser fornecido com estojo de transporte do próprio fabricante, não sendo aceitos "kits" montados.
Comutador para redes de computadores, com as seguintes caracterís cas:
- Switch Gigabit Ethernet;
- Gerenciável;
- No mínimo 24 portas RJ-45 10/100/1000;
- Deve possuir ao menos duas portas SFP (Mini Gbic) Gigabit (as portas podem ser compar lhadas - combo com as RJ45);
- Detecção automá ca de velocidade na porta;
- Auto-MDI-X;
- Capacidade de operação na Camada 2 do modelo OSI;
Item 11 - Switch - Tipo 1
- Suporte a VLANS (802.1q);
- Suporte a STP (Spanning Tree Protocol);
- Suporte a SNMP (v1, v2 e v3);
- Suporte a Port Security (com restrição de número de MACs aprendidos por porta);
- Suporte a Link Aggrega on;
- Suporte a QoS;
- Suporte a função de negação de encaminhamento DHCP (DHCP Snooping);
- Fixável em rack 19 polegadas, ocupando apenas 1U (deve acompanhar os suportes e parafusos de fixação).

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 4/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
Item Descrição Detalhada
Comutador para redes de computadores, com as seguintes caracterís cas:
- Switch Gigabit Ethernet;
- Gerenciável;
- No mínimo 24 portas RJ-45 10/100/1000;
- Deve possuir ao menos duas portas SFP (Mini Gbic) Gigabit (as portas podem ser compar lhadas - combo com as RJ45);
- Detecção automá ca de velocidade na porta;
- Auto-MDI-X;
- Capacidade de operação na Camada 2 do modelo OSI;
- Suporte a PoE (802.3ae)
- Suporte a PoE+ (802.3at);
Item 12 - Switch - Tipo 2
- As 24 portas RJ-45 devem dar suporte a PoE;
- O equipamento deve fornecer no mínimo 382W de potência via PoE no total;
- Suporte a VLANS (802.1q);
- Suporte a STP (Spanning Tree Protocol);
- Suporte a SNMP (v1, v2 e v3);
- Suporte a Port Security (com restrição de número de MACs aprendidos por porta);
- Suporte a Link Aggrega on;
- Suporte a QoS;
- Suporte a função de negação de encaminhamento DHCP (DHCP Snooping);
- Fixável em rack 19 polegadas, ocupando apenas 1U (deve acompanhar os suportes e parafusos de fixação).
Comutador para redes de computadores, com as seguintes caracterís cas:
- Switch Gigabit Ethernet;
- Gerenciável;
- No mínimo 48 portas RJ-45 10/100/1000;
- Deve possuir ao menos duas portas SFP (Mini Gbic) Gigabit (as portas podem ser compar lhadas - combo com as RJ45);
- Detecção automá ca de velocidade na porta;
- Auto-MDI-X;
- Capacidade de operação na Camada 2 do modelo OSI;
Item 13 - Switch - Tipo 3
- Suporte a VLANS (802.1q);
- Suporte a STP (Spanning Tree Protocol);
- Suporte a SNMP (v1, v2 e v3);
- Suporte a Port Security (com restrição de número de MACs aprendidos por porta);
- Suporte a Link Aggrega on;
- Suporte a QoS;
- Suporte a função de negação de encaminhamento DHCP (DHCP Snooping);
- Fixável em rack 19 polegadas, ocupando apenas 1U (deve acompanhar os suportes e parafusos de fixação).
Microcomputador desktop com as seguintes caracterís cas mínimas:
- Processador I3 8ª ou 9ª Geração, socket LGA1151, cache mínimo 6MB;
- Placa-mãe compa vel com processador e suporte a memórias DDR4, suporte a até 4 DIMM 32GB RAM, no mínimo 1
conexão de vídeo 1 HDMI, conexão para Áudio e USBs frontais, ao menos 1 porta USB 3.0 externa, 1 conexão de Rede
Gigabit Ethernet;
- Memória instalada DDR4, no mínimo 8GB 2400MHz;
Item 14 - Microcomputador - - Disco Rígido de no mínimo 500TB, 7200RPM SATA2;
Tipo 1 - Fonte de no mínimo 400W.
- Deve possuir ao menos conexão frontal para fone, microfone;
- Deve vir completamente montado;
- Deve vir acompanhado do cabo de força em padrão brasileiro;
- Deve possuir sistema operacional instalado, podendo ser Linux ou Windows (se Windows, deve ser licenciado);
- Deve acompanhar teclado e mouse da mesma marca do fabricante do computador;
- Garan a de no mínimo 3 anos, com suporte local 24x7 após diagnós co remoto.
Microcomputador desktop com as seguintes caracterís cas mínimas:
- Processador I5 8ª ou 9ª Geração, socket LGA1151, cache mínimo 9MB, mínimo 2,8GHz (Operação Normal), mínimo 4GHz
(Operação Turbo);
- Placa-mãe compa vel com processador e suporte a memórias DDR4, suporte a 2 Monitores, suporte a até 4 DIMM e
64GB RAM, duas conexões de vídeo (1 HDMI e 1 DisplayPort), conexão para Áudio e USBs frontais, 4 portas USB 3.1, 1
porta USB 3.1 Type-C, 2 portas USB 2.0, 1 conexão de Rede Gigabit Ethernet;
- Possuir 4 slots de expansão PCIe (x1, x1, x4, x16);
- Memória instalada DDR4, no mínimo 8GB 2400MHz;
Item 15 - Microcomputador - - Disco Rígido de no mínimo 1TB, 7200RPM SATA2;
Tipo 2 - Fonte de no mínimo 400W.
- Deve possuir ao menos conexão frontal para fone, microfone;
- Deve possuir no mínimo 1 portas USB 3.0 frontal;
- O gabinete deve possuir os slots de HD: 3 (2x HDD + 1x SSD);
- Deve vir completamente montado;
- Deve vir acompanhado do cabo de força em padrão brasileiro;
- Deve possuir sistema operacional instalado, podendo ser Linux ou Windows (se Windows, deve ser licenciado);
- Deve acompanhar teclado e mouse da mesma marca do fabricante do computador;
- Garan a de no mínimo 3 anos, com suporte local 24x7 após diagnós co remoto.

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 5/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
Item Descrição Detalhada
Microcomputador desktop com as seguintes caracterís cas mínimas:
- Processador I7 8ª ou 9ª Geração, socket LGA1151, cache mínimo 9MB, mínimo 2,8GHz (Operação Normal), mínimo 4GHz
(Operação Turbo);
- Placa-mãe compa vel com processador e suporte a memórias DDR4, suporte a 2 Monitores, suporte a até 4 DIMM e
64GB RAM, duas conexões de vídeo (1 HDMI e 1 DisplayPort), conexão para Áudio e USBs frontais, 4 portas USB 3.1, 1
porta USB 3.1 Type-C, 2 portas USB 2.0, 1 conexão de Rede Gigabit Ethernet;
- Possuir 4 slots de expansão PCIe (x1, x1, x4, x16);
- Memória instalada DDR4, no mínimo 16GB 2400MHz;
- Disco Rígido de no mínimo 1TB, 7200RPM SATA2;
Item 16 - Microcomputador - - SSD 240GB;
Tipo 3 - Placa de vídeo com pelo menos 6GB GDDR5, e no mínimo 1280 CUDA;
- Fonte de no mínimo 500W;
- Deve possuir ao menos conexão frontal para fone, microfone;
- Deve possuir no mínimo 1 portas USB 3.0 frontal;
- O gabinete deve possuir os slots de HD: 3 (2x HDD + 1x SSD);
- Deve vir completamente montado;
- Deve vir acompanhado do cabo de força em padrão brasileiro;
- Deve possuir sistema operacional instalado, podendo ser Linux ou Windows (se Windows, deve ser licenciado);
- Deve acompanhar teclado e mouse da mesma marca do fabricante do computador;
- Garan a de no mínimo 3 anos, com suporte local 24x7 após diagnós co remoto.
Microcomputador Pessoal Portá l (Notebook), com as seguintes caracterís cas:
- Tela WLED HD, com resolução mínima 1366x768 14" e tecnologia an rreflexo;
- Bateria de 3 células, pelo menos 42wHrs;
- Processador I5 8ª Geração, cache mínimo 4MB, expansível até 3,5 GHz;
- Deve possuir pelo menos 8GB de memória RAM DDR4;
- Disco Rígido de 1TB (5400 RPM) 2,5";
- Placa gráfica HD Intel integrada;
- Deve possuir acesso Wireless;
- Deve no mínimo 1 Slot SD
- Deve no mínimo 2 portas USB 3.0;
Item 17 - Microcomputador - Deve no mínimo 1 porta VGA (D-Sub)
Portá l - Deve no mínimo 1 porta RJ45 para rede
- Deve no mínimo 1 porta HDMI
- Deve no mínimo 1 porta combinada de áudio (fone e microfone);
- As portas e slots devem estar na carcaça do equipamento, ou seja, não devem ser disponibilizadas com u lização de
adaptadores (dongles);
- O peso não deve exceder 2kg;
- As dimensões não devem exceder: 2,5cm de altura, 35cm de largura e 26cm de profundidade;
- Deve acompanhar fonte de carregamento com cabo de força em padrão brasileiro;
- Deve possuir sistema operacional 64-bits instalado, podendo ser Linux ou Windows (se Windows, deve ser licenciado);
- Deve ser fornecido com manuais básicos;
- Garan a de no mínimo 3 anos, com suporte local 24x7 após diagnós co remoto.
Monitor LED com as seguintes caracterís cas:
- No mínimo 18.5" (será aceito no máximo tamanho 21.5");
- Widescreen;
- Tecnologia LED Backlight;
- Resolução de no mínimo 1366 x 768, 16:9;
- Compa vel com Windows, MAC e Linux;
- Suporte a pelo menos 16 milhões de cores;
Item 18 - Monitor LED - Tipo 1 - Deve possuir função OSD para ajustes e botão para ajuste automá co da imagem;
- Deve possuir no mínimo os conectores D-Sub (VGA) e HDMI
- Fonte de alimentação bivolt 110/220V Automá ca;
- Deve acompanhar cabo HDMI e/ou cabo VGA para conexão;
- Tempo de resposta de no máximo 8ms;
- Angulo de visão de no mínimo 85º horizontal e 50º ver cal;
- Deve incluir todos os acessários para correto funcionamento do aparelho (como fonte, base para instalação em mesa e
cabo de conexão a saída de vídeo entre outros, se necessários).
Monitor LED com as seguintes caracterís cas:
- No mínimo 23" (será aceito no máximo tamanho 27");
- Widescreen;
- Tecnologia LED Backlight;
- Resolução de no mínimo 1920 x 1080, 16:9;
- Compa vel com Windows, MAC e Linux;
- Suporte a pelo menos 16 milhões de cores;
Item 19 - Monitor LED - Tipo 2 - Deve possuir função OSD para ajustes e botão para ajuste automá co da imagem;
- Deve possuir no mínimo os conectores D-Sub (VGA) e HDMI
- Fonte de alimentação bivolt 110/220V Automá ca;
- Deve acompanhar cabo HDMI e/ou cabo VGA para conexão;
- Tempo de resposta de no máximo 8ms;
- Angulo de visão de no mínimo 85º horizontal e 50º ver cal;
- Deve incluir todos os acessários para correto funcionamento do aparelho (como fonte, base para instalação em mesa e
cabo de conexão a saída de vídeo entre outros, se necessários).

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 6/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
2. DETALHES IMPORTANTES PARA APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA
2.1. Solicitamos aos par cipantes que observem com atenção o local e os prazos de entrega e os prazos do órgão para avaliar os produtos
em seu recebimento, antes do cumprimento do prazo de pagamento (itens 5 e 12 deste termo de referência);
2.2. A necessidade de apresentação clara da marca e modelo está descrita no item 6;
2.3. As condições de garan a e subs tuição de equipamentos defeituosos estão descritas detalhadamente no item 7 deste termo de
referência;
2.4. As obrigações gerais da contratada estão descritos detalhadamente no item 9 deste termo de referência.

3. JUSTIFICATIVA E OBJETIVO DA CONTRATAÇÃO


3.1. Contextualização e Jus fica va da Contratação
3.1.1. A aquisição de materiais de informá ca se jus fica pela constante necessidade de ampliação das instalações de laboratórios pelos
Departamentos Acadêmicos, além da necessidade de reposição de equipamentos danificados e subs tuição de equipamentos an gos.
3.1.2. O processo tem como obje vo e necessidade principal atender as demandas levantadas pelos departamentos acadêmicos e
administra vos do Câmpus Curi ba, padronizando o processo de compra com especificações previamente formuladas pela COGETI-CT.
3.1.3. Esse agrupamento e filtro visa a facilitação do processo para os setores, eliminando a necessidade de diversos servidores fazerem
processos correlatos em paralelo, além de permi r que a COGETI-CT padronize algumas especificações dos materiais adquiridos, facilitando a
posterior conservação e manutenção.

3.2. Alinhamento aos Instrumentos de Planejamento Ins tucionais


ALINHAMENTO AOS PLANOS ESTRATÉGICOS DA UTFPR
Nº/Item e Plano Obje vos Estratégicos
Intensificar o inves mento (financeiro e/ou de pessoal) em tecnologia da informação para o
2.16 - PDI 2018-2022
desenvolvimento de a vidades de ensino, pesquisa e extensão
5.7 - PDI 2018-2022 Ampliar, adequar e revitalizar a infraestrutura nos câmpus
5.12 - PDI 2018-2022 Aprimorar a infraestrutura sica e de recursos humanos dos setores da UTFPR
PDTI 2018-2022 - Área Infraestrutura de TI
Prover infraestrutura tecnológica para que a DIRGTI/COGETI possa suportar as a vidades da UTFPR.
- Obje vo Funcional 4.1
PDTI 2018-2022 - Área Infraestrutura de TI -
Manutenção e atualização de equipamentos e do parque de máquinas da Reitoria e dos câmpus.
Meta 4.1.2
PDTI 2018-2022 - Área Infraestrutura de TI
Manter o parque de a vos de rede em funcionamento e adquirir novos, quando necessário.
- Ação 4.1.1.2
PDTI 2018-2022 - Área Infraestrutura de TI
Aquisição de computadores, monitores, notebooks, impressoras, telefones, câmeras e afins.
- Ação 4.1.2.1

3.3. Es ma va da demanda
3.3.1. Quanto os materiais inseridos pela própria COGETI-CT:
3.3.1.1. Item 1: Calculado somando o número de departamentos acadêmicos, o número de programas de pós-graduação e o número de
elevadores existente no Câmpus Curi ba. A quan dade foi acrescida de 5% para que haja previsão de sobra. O modelo mais simples de
telefone é solicitado com finalidade de atender locais onde há necessidade de comunicação numa espécie de interfone, ou seja, um modelo
extremamente básico de telefone atende todas as funções necessárias.
3.3.1.2. Item 2: Calculado pensando na conversão da metade do sistema de telefonia instalado atualmente no prazo de 1 ano. Esse é o modelo
padrão u lizado como ramal comum a todos os usuários.
3.3.1.3. Item 3: Calculado somando o número de chefes de departamento da reitoria e chefes de departamentos do câmpus, além dos
coordenadores de pós-graduação. A quan dade foi acrescida de 5% para que haja previsão de sobra. O modelo selecionado, tem a intenção de
ser um modelo intermediário e possui funções que podem ser usadas pelos chefes com intuito de alcançar maior produ vidade na u lização
do sistema de telefonia.
3.3.1.4. Item 4: Calculado projetando a troca de 200 ramais no prazo de 1 ano. Este modelo visa atender departamentos que compar lham
uma ou duas salas, com servidores fazendo tarefas similares entre si e que podem compar lhar o número de ramal. Além disso, oferece a
facilidade da mobilidade através dos monofones sem fio.
3.3.1.5. Item 5: Calculado para ampliação de número de estações em cada microcentral do item 4. Como o aparelho TS 60 IP permite a conexão
de até 5 monofones em paralelo, foi adotado a quan dade de 400, que é média de aumento de 2 monofones por base da quan dade anterior.
3.3.1.6. Item 6: A quan dade é igual a atualmente instalada na Sede Ecoville.
3.3.1.7. Item 7: A quan dade é 5 vezes superior a instalada, visto que visa disponibilidade de ampliação na modalidade câmera interna, onde
não há muitas instaladas.
3.3.1.8. Item 8: A quan dade é igual a atualmente instalada na Sede Ecoville.
3.3.1.9. Item 9: A quan dade é igual a atualmente instalada na Sede Centro.
3.3.1.10. Item 10: A COGETI-CT não dispõe do equipamento no momento e tem interesse em adquirir para melhorar a resposta do
atendimento a incidentes de rede, visto que hoje possuímos apenas equipamento que faz parte das funções descritas nesse.
3.3.1.11. Item 11, 12 e 13: A quan dade é igual a 15% do número de equipamentos documentados instalados e tem como intenção prover
necessidades de subs tuição de equipamento defeituoso ou ampliações pontuais.

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 7/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
3.3.2. Quanto as quan dades de computadores, notebooks e monitores:
3.3.2.1. As quan dades foram baseadas no planejamento de compras feito pela DIRPLAD, para prever as compras de 2019 e o PGC 2020 e
foram transmi das a COGETI-CT junto das informações do PGC2020.
3.3.2.2. A COGETI-CT está licitando uma quan dade 20% superior à soma das quan dades nas planilhas recebidas.
3.3.3. As jus fica vas para a aquisição de cada departamento estão dispostas na planilha de levantamento, sendo esta compra apenas um
agrupamento desta demanda.

3.4. Parcelamento da contratação (formato SRP)


3.4.1. As aquisições ocorrerão conforme as necessidades e demandas levantadas pelos departamentos acadêmicos e administra vos do
câmpus, sendo imprevisível a essa coordenadoria.
3.4.2. Quanto aos materiais inseridos pela COGETI:
3.4.2.1. A conversão de ramais e câmeras ou a expansão dos mesmos equipamentos ocorre de forma gradual, cabendo portanto o
parcelamento;
3.4.2.2. As atas podem ser acionadas a qualquer momento para subs tuição de equipamento defeituoso.

3.5. Resultados e Bene cios a Serem Alcançados


3.5.1. Atender as demandas dos departamentos acadêmicos e administra vos, conforme elas apareçam e criando uma pequena padronização
nas aquisições (para o caso de monitor, computador e notebook);
3.5.2. Ter atas para materiais disponíveis para subs tuir equipamentos em caso de falhas e também possibilitar as modificações e expansões
previstas pela COGETI nos próximos 12 meses.

3.6. Jus fica va para adoção de marca Intelbras nos telefones IP (item 1, 2, 3, 4 e 5) e nos produtos de câmeras e monitoramento (item 6, 7,
8 e 9)
3.6.1. A COGETI-CT e DIREDE-CT conduzem a dois anos uma mudança gradual dos telefones instalados da tecnologia TDM analógica, para
comunicação IP. No sistema IP, as chamadas telefônicas trafegam junto dos pacotes de navegação na internet. Desta forma é possível
economizar nas instalações e manutenções (já que não é necessário construir ligações com UTP e CTP, além de baratear o custo com técnicos e
treinamento, visto que a manutenção de um equipamento de rede é similar a manutenção de outros equipamentos já conectados. O sistema IP
permite uma flexibilidade muito maior de mudanças de local, requisição muito frequente dentro do órgão. Dos cerca de 1000 ramais instalados
na ins tuição, 10% já adotam a tecnologia IP, número que cresce conforme convertemos os ramais analógicos (a conversão ocorre em
mudanças de local, problemas e quando permite economia na instalação de infraestrutura). Entre os ramais IP instalados, 100% u liza
aparelhos da marca Intelbras, os quais já tem a compa bilidade testada com o sistema instalado e as configurações já são conhecidas pelos
técnicos responsáveis pelo atendimento a solução de telefonia do câmpus. A padronização trará cada vez mais economia no treinamento dos
u lizadores e técnicos de atendimento, visto que a cada novo aparelho conectado à rede, necessita de validação da configuração para operar
junto a central e também gera procedimentos concorrentes (o técnico precisa conhecer e documentar um processo de configuração de um
telefone novo, gerando tempo de trabalho que deixa de ser aplicado no atendimento de incidentes – o quadro de servidores na universidade já
é conhecidamente deficitário).
3.6.2. Na Sede Ecoville, o sistema de câmeras e gravação instalado já é 100% da marca Intelbras. A compra de equipamentos da mesma marca
tem por intenção padronizar o sistema instalado, facilitando a manutenção, operação do sistema e o treinamento dos técnicos que dão suporte
a solução. A compra de câmeras tem como obje vo ter ata de registro de preços disponível para casos de subs tuição de equipamentos
danificados e também ampliação, caso seja solicitada, e com a restrição de marca, manter as mesmas caracterís cas e permi r espelhamento
das configurações. A compra de gravadores, tem como obje vo ter ata de registro de preços disponível para casos de subs tuição de
equipamentos danificados, no Ecoville e no Centro (que também possui gravadores 100% Intelbras), além de ampliação, caso seja necessário.

4. CLASSIFICAÇÃO DOS BENS COMUNS


4.1. Os bens a serem adquiridos enquadram-se na classificação de bens comuns, nos termos da Lei n° 10.520, de 2002, em seu art. 1º,
parágrafo único, c/c o Decreto nº 5.450, de 2005, em seu art. 2º, §1º;
4.1.1. O enquadramento é jus ficado pela possibilidade de definir explicitamente as especificações técnicas dos equipamentos a serem
adquiridos, conforme consta no item 1 deste termo de referência.

5. ENTREGA E CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO DO OBJETO


5.1. O prazo de entrega dos bens na UTFPR - Câmpus Curi ba é de 30 (trinta) dias corridos, contados do recebimento da nota de empenho, em
remessa única, no endereço Avenida Silva Jardim 760, Rebouças, Curi ba, Paraná (Sede Centro).
5.2. Os bens serão recebidos provisoriamente no prazo de 5 dias úteis, pelo integrante requisitante do processo, para efeito de posterior
verificação de sua conformidade com as especificações constantes neste Termo de Referência e na proposta.
5.3. Os bens poderão ser rejeitados, no todo ou em parte, quando em desacordo com as especificações constantes neste Termo de Referência e
na proposta, devendo ser subs tuídos no prazo de 5 (cinco) dias úteis, a contar da no ficação da contratada, às suas custas, sem prejuízo da
aplicação das penalidades.
5.4. Os bens serão recebidos defini vamente no prazo de 10 (dez) dias úteis, contados do recebimento provisório, após a verificação da
qualidade e quan dade do material e consequente aceitação mediante termo circunstanciado.
5.4.1. Na hipótese de a verificação a que se refere o subitem anterior não ser procedida dentro do prazo fixado, reputar-se-á como realizada,
consumando-se o recebimento defini vo no dia do esgotamento do prazo.

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 8/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
5.5. O recebimento provisório ou defini vo do objeto não exclui a responsabilidade da contratada pelos prejuízos resultantes da incorreta
execução do contrato.

6. DA APRESENTAÇÃO ESPECÍFICA DO MODELO E MARCA OFERECIDOS NA PROPOSTA


6.1. Durante a fase de aceitação, a empresa deve apresentar no seu documento “proposta” a marca e modelo específicos do equipamento
oferecido, que permi rá a equipe técnica verificar o atendimento as caracterís cas solicitadas neste termo.
6.2. Caso o modelo e/ou o site do fabricante não sejam encontrados na internet pela equipe técnica, o integrante requisitante solicitará
diligência ao pregoeiro, que emi rá solicitação para que a empresa anexe catálogo do material junto ao restante da documentação em até 1
(uma) hora na ferramenta de chat do sistema de pregão eletrônico.
6.3. A marca e modelo oferecidos são vinculantes diretas a entrega do equipamento, sendo critério decisivo ao recebimento provisório.

7. DA GARANTIA DOS EQUIPAMENTOS


7.1. Todos os equipamentos solicitados devem possuir garan a de 1 (um) ano, contado a par r da data de aquisição;
7.2. O acionamento da garan a dentro do período definido ocorrerá da seguinte forma:
7.2.1. No período de até 1 (um) mês contado da data de entrega, a contratante poderá solicitar a garan a do equipamento à contratada,
devendo a contratada subs tuir por outro novo, sendo o prazo máximo para subs tuição de 5 (cinco) dias úteis;
7.2.1.1. Quaisquer custos envolvidos na subs tuição são de responsabilidade da contratada.
7.2.2. No restante do período, a contratada poderá indicar a autorizada que atenderá o equipamento na garan a, providenciando o
recolhimento do equipamento da universidade para o endereço da contratada ou da empresa que atenderá a garan a as suas expensas;
7.2.2.1. O equipamento enviado a garan a deverá ser devolvido a contratante em perfeito estado de funcionamento em até 35 (trinta e cinco)
dias corridos contados do acionamento da garan a;
7.2.2.2. Caso a reposição não ocorra no prazo indicado ou o material seja devolvido sem o devido reparo, a contratada deverá subs tuir o
equipamento por um novo.
7.2.3. A autorizada indicada será conferida junto ao site ou a contatos do fabricante;
7.2.4. A prorrogação do prazo de subs tuição poderá ser aceita em novo prazo de 35 (trinta e cindo) dias somente com o cio da autorizada que
jus fiquem a impossibilidade de cumprimento do prazo.

8. OBRIGAÇÕES DA CONTRATANTE
8.1. São obrigações da Contratante:
8.1.1. Receber o objeto no prazo e condições estabelecidas no Edital e seus anexos;
8.1.2. Verificar minuciosamente, no prazo fixado, a conformidade dos bens recebidos provisoriamente com as especificações constantes do
Edital e da proposta, para fins de aceitação e recebimento defini vo;
8.1.3. Comunicar à Contratada, por escrito, sobre imperfeições, falhas ou irregularidades verificadas no objeto fornecido, para que seja
subs tuído, reparado ou corrigido;
8.1.4. Acompanhar e fiscalizar o cumprimento das obrigações da Contratada, através de comissão/servidor especialmente designado;
8.1.5. Aplicar à contratada as sanções administra vas regulamentares e contratuais cabíveis, comunicando ao órgão gerenciador da Ata de
Registro de Preços, quando aplicável;
8.1.6. Efetuar o pagamento à Contratada no valor correspondente ao fornecimento do objeto, no prazo e forma estabelecidos no Edital e seus
anexos;
8.2. A Administração não responderá por quaisquer compromissos assumidos pela Contratada com terceiros, ainda que vinculados à execução
do presente Termo de Contrato, bem como por qualquer dano causado a terceiros em decorrência de ato da Contratada, de seus empregados,
prepostos ou subordinados.
8.3. Deveres e responsabilidades do órgão gerenciador da ata de registro de preços
8.3.1. Efetuar o registro do licitante fornecedor e firmar a correspondente Ata de Registro de Preços;
8.3.2. Conduzir os procedimentos rela vos a eventuais renegociações de condições, produtos ou preços registrados;
8.3.3. Definir mecanismos de comunicação com os órgãos par cipantes e não par cipantes, contendo:
8.3.3.1. as formas de comunicação entre os envolvidos, a exemplo de o cio, telefone, e-mail, ou sistema informa zado, quando disponível; e
8.3.3.2. definição dos eventos a serem reportados ao órgão gerenciador, com a indicação de prazo e responsável;
8.3.4. Definir mecanismos de controle de fornecimento da solução de TIC, observando, dentre outros:
8.3.4.1. as regras para gerenciamento da fila de fornecimento da solução de TIC aos órgãos par cipantes e não par cipantes, contendo prazos
e formas de negociação e redistribuição da demanda, quando esta ultrapassar a produ vidade definida ou a capacidade mínima de
fornecimento e for requerida pela contratada; e
8.3.4.2. as regras para a subs tuição da solução registrada na Ata de Registro de Preços, garan da a realização de Prova de Conceito, em função
de fatores supervenientes que tornem necessária e impera va a subs tuição da solução tecnológica.

9. OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infra… 9/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
9.1. A Contratada deve cumprir todas as obrigações constantes no Edital, seus anexos e sua proposta, assumindo como exclusivamente seus os
riscos e as despesas decorrentes da boa e perfeita execução do objeto e, ainda:
9.1.1. Indicar nome, e-mail e telefone de contato do preposto apto a representá-la durante a vigência da ata.
9.1.1.1. Tais informações servirão para receber comunicações sobre o pedido, assuntos financeiros e/ou sobre eventuais necessidades de
garan a.
9.1.2. Efetuar a entrega do objeto em perfeitas condições, conforme especificações, prazo e local constantes no Termo de Referência e seus
anexos, acompanhado da respec va nota fiscal, na qual constarão as indicações referentes a: marca, fabricante, modelo e prazo de garan a;
9.1.3. Responsabilizar-se pelos vícios e danos decorrentes do objeto, de acordo com os ar gos 12, 13 e 17 a 27, do Código de Defesa do
Consumidor (Lei nº 8.078, de 1990);
9.1.4. Subs tuir, reparar ou corrigir, às suas expensas, no prazo fixado neste Termo de Referência, o objeto com avarias ou defeitos;
9.1.5. Propiciar todos os meios necessários à fiscalização do contrato pela contratante, cujo representante terá poderes para sustar o
fornecimento, total ou parcial, em qualquer tempo, sempre que considerar a medida necessária;
9.1.6. Comunicar à Contratante, no prazo máximo de 24 (vinte e quatro) horas que antecede o fim do prazo da data da entrega, os mo vos que
impossibilitem o cumprimento do prazo previsto, com a devida comprovação;
9.1.7. Manter, durante toda a execução do contrato, em compa bilidade com as obrigações assumidas, todas as condições de habilitação e
qualificação exigidas na licitação.

10. DA SUBCONTRATAÇÃO
10.1. Não será admi da a subcontratação do objeto licitatório.

11. DA ALTERAÇÃO SUBJETIVA


11.1. É admissível a fusão, cisão ou incorporação da contratada com/em outra pessoa jurídica, desde que sejam observados pela nova pessoa
jurídica todos os requisitos de habilitação exigidos na licitação original; sejam man das as demais cláusulas e condições do contrato; não haja
prejuízo à execução do objeto pactuado e haja a anuência expressa da Administração à con nuidade do contrato.

12. DO CONTROLE E FISCALIZAÇÃO DA EXECUÇÃO


12.1. Nos termos do art. 67 Lei nº 8.666, de 1993, será designado representante para acompanhar e fiscalizar a entrega dos bens, anotando em
registro próprio todas as ocorrências relacionadas com a execução e determinando o que for necessário à regularização de falhas ou defeitos
observados.
12.1.1. O recebimento de material de valor superior a R$ 176.000,00 (cento e setenta e seis mil reais) será confiado a uma comissão de, no
mínimo, 3 (três) membros, designados pela autoridade competente.
12.2. A fiscalização de que trata este item não exclui nem reduz a responsabilidade da Contratada, inclusive perante terceiros, por qualquer
irregularidade, ainda que resultante de imperfeições técnicas ou vícios redibitórios, e, na ocorrência desta, não implica em corresponsabilidade
da Administração ou de seus agentes e prepostos, de conformidade com o art. 70 da Lei nº 8.666, de 1993.
12.3. O representante da Administração anotará em registro próprio todas as ocorrências relacionadas com a execução do contrato, indicando
dia, mês e ano, bem como o nome dos funcionários eventualmente envolvidos, determinando o que for necessário à regularização das falhas
ou defeitos observados e encaminhando os apontamentos à autoridade competente para as providências cabíveis.

13. DO PAGAMENTO
13.1. O pagamento será realizado no prazo máximo de até 30 (trinta) dias, contados a par r do recebimento defini vo e/ou o prazo de
recebimento defini vo, através de ordem bancária, para crédito em banco, agência e conta corrente indicados pelo contratado.
13.1.1. Os pagamentos decorrentes de despesas cujos valores não ultrapassem o limite de que trata o inciso II do art. 24 da Lei 8.666, de 1993,
deverão ser efetuados no prazo de até 5 (cinco) dias úteis, contados da data da apresentação da Nota Fiscal, nos termos do art. 5º, § 3º, da Lei
nº 8.666, de 1993.
13.2. Considera-se ocorrido o recebimento da nota fiscal ou fatura no momento em que o órgão contratante atestar a execução do objeto do
contrato.
13.3. A Nota Fiscal ou Fatura deverá ser obrigatoriamente acompanhada da comprovação da regularidade fiscal, constatada por meio de
consulta on-line ao SICAF ou, na impossibilidade de acesso ao referido Sistema, mediante consulta aos sí os eletrônicos oficiais ou à
documentação mencionada no art. 29 da Lei nº 8.666, de 1993.
13.3.1. Constatando-se, junto ao SICAF, a situação de irregularidade do fornecedor contratado, deverão ser tomadas as providências previstas
no do art. 31 da Instrução Norma va nº 3, de 26 de abril de 2018.
13.4. Havendo erro na apresentação da Nota Fiscal ou dos documentos per nentes à contratação, ou, ainda, circunstância que impeça a
liquidação da despesa, como, por exemplo, obrigação financeira pendente, decorrente de penalidade imposta ou inadimplência, o pagamento
ficará sobrestado até que a Contratada providencie as medidas saneadoras. Nesta hipótese, o prazo para pagamento iniciar-se-á após a
comprovação da regularização da situação, não acarretando qualquer ônus para a Contratante.
13.5. Será considerada data do pagamento o dia em que constar como emi da a ordem bancária para pagamento.
13.6. Antes de cada pagamento à contratada, será realizada consulta ao SICAF para verificar a manutenção das condições de habilitação
exigidas no edital.
13.7. Constatando-se, junto ao SICAF, a situação de irregularidade da contratada, será providenciada sua no ficação, por escrito, para que, no
prazo de 5 (cinco) dias úteis, regularize sua situação ou, no mesmo prazo, apresente sua defesa. O prazo poderá ser prorrogado uma vez, por

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infr… 10/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
igual período, a critério da contratante.
13.8. Previamente à emissão de nota de empenho e a cada pagamento, a Administração deverá realizar consulta ao SICAF para iden ficar
possível suspensão temporária de par cipação em licitação, no âmbito do órgão ou en dade, proibição de contratar com o Poder Público, bem
como ocorrências impedi vas indiretas, observado o disposto no art. 29, da Instrução Norma va nº 3, de 26 de abril de 2018.
13.9. Não havendo regularização ou sendo a defesa considerada improcedente, a contratante deverá comunicar aos órgãos responsáveis pela
fiscalização da regularidade fiscal quanto à inadimplência da contratada, bem como quanto à existência de pagamento a ser efetuado, para que
sejam acionados os meios per nentes e necessários para garan r o recebimento de seus créditos.
13.10. Persis ndo a irregularidade, a contratante deverá adotar as medidas necessárias à rescisão contratual nos autos do processo
administra vo correspondente, assegurada à contratada a ampla defesa.
13.11. Havendo a efe va execução do objeto, os pagamentos serão realizados normalmente, até que se decida pela rescisão do contrato, caso
a contratada não regularize sua situação junto ao SICAF.
13.11.1. Será rescindido o contrato em execução com a contratada inadimplente no SICAF, salvo por mo vo de economicidade, segurança
nacional ou outro de interesse público de alta relevância, devidamente jus ficado, em qualquer caso, pela máxima autoridade da contratante.
13.12. Quando do pagamento, será efetuada a retenção tributária prevista na legislação aplicável.
13.12.1. A Contratada regularmente optante pelo Simples Nacional, nos termos da Lei Complementar nº 123, de 2006, não sofrerá a retenção
tributária quanto aos impostos e contribuições abrangidos por aquele regime. No entanto, o pagamento ficará condicionado à apresentação de
comprovação, por meio de documento oficial, de que faz jus ao tratamento tributário favorecido previsto na referida Lei Complementar.
13.13. Nos casos de eventuais atrasos de pagamento, desde que a Contratada não tenha concorrido, de alguma forma, para tanto, fica
convencionado que a taxa de compensação financeira devida pela Contratante, entre a data do vencimento e o efe vo adimplemento da
parcela, é calculada mediante a aplicação da seguinte fórmula:
EM = I x N x VP, sendo:
EM = Encargos moratórios;
N = Número de dias entre a data prevista para o pagamento e a do efe vo pagamento;
VP = Valor da parcela a ser paga.
I = Índice de compensação financeira = 0,00016438, assim apurado:
(6/100)
I = 0,00016438
I=(TX) I= ----------
TX = Percentual da taxa anual = 6%
365

14. DO REAJUSTE
14.1. Os preços são fixos e irreajustáveis no prazo contado da data limite para a apresentação das propostas e o úl mo dia da data de validade
da Ata de Registro de Preços.

15. DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS


15.1. Comete infração administra va nos termos da Lei nº 10.520, de 2002, a Contratada que:
15.1.1. inexecutar total ou parcialmente qualquer das obrigações assumidas em decorrência da contratação;
15.1.2. ensejar o retardamento da execução do objeto;
15.1.3. falhar ou fraudar na execução do contrato;
15.1.4. comportar-se de modo inidôneo;
15.1.5. cometer fraude fiscal;
15.2. Pela inexecução total ou parcial do objeto deste contrato, a Administração pode aplicar à CONTRATADA as seguintes sanções:
15.2.1. Advertência, por faltas leves, assim entendidas aquelas que não acarretem prejuízos significa vos para a Contratante;
15.2.2. multa moratória de 1% (um por cento) por dia de atraso injus ficado sobre o valor da parcela inadimplida, até o limite de 15 (quinze)
dias;
15.2.3. multa compensatória de 20% (vinte por cento) sobre o valor total do contrato, no caso de inexecução total do objeto;
15.2.4. em caso de inexecução parcial, a multa compensatória, no mesmo percentual do subitem acima, será aplicada de forma proporcional à
obrigação inadimplida;
15.2.5. suspensão de licitar e impedimento de contratar com o órgão, en dade ou unidade administra va pela qual a Administração Pública
opera e atua concretamente, pelo prazo de até dois anos;
15.2.6. impedimento de licitar e contratar com órgãos e en dades da União com o consequente descredenciamento no SICAF pelo prazo de até
cinco anos;
15.2.6.1. A Sanção de impedimento de licitar e contratar prevista neste subitem também é aplicável em quaisquer das hipóteses previstas
como infração administra va no subitem 13.1 deste Termo de Referência.
15.2.7. declaração de inidoneidade para licitar ou contratar com a Administração Pública, enquanto perdurarem os mo vos determinantes da
punição ou até que seja promovida a reabilitação perante a própria autoridade que aplicou a penalidade, que será concedida sempre que a
Contratada ressarcir a Contratante pelos prejuízos causados;
15.3. As sanções previstas nos subitens 13.2.1, 13.2.5, 13.2.6 e 13.2.7 poderão ser aplicadas à CONTRATADA juntamente com as de multa,
descontando-a dos pagamentos a serem efetuados.
15.4. Também ficam sujeitas às penalidades do art. 87, III e IV da Lei nº 8.666, de 1993, as empresas ou profissionais que:

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infr… 11/12
30/09/2019 SEI/UTFPR - 0989617 - Compras: Termo de referência
15.4.1. tenham sofrido condenação defini va por pra car, por meio dolosos, fraude fiscal no recolhimento de quaisquer tributos;
15.4.2. tenham pra cado atos ilícitos visando a frustrar os obje vos da licitação;
15.4.3. demonstrem não possuir idoneidade para contratar com a Administração em virtude de atos ilícitos pra cados.
15.5. A aplicação de qualquer das penalidades previstas realizar-se-á em processo administra vo que assegurará o contraditório e a ampla
defesa à Contratada, observando-se o procedimento previsto na Lei nº 8.666, de 1993, e subsidiariamente a Lei nº 9.784, de 1999.
15.6. A autoridade competente, na aplicação das sanções, levará em consideração a gravidade da conduta do infrator, o caráter educa vo da
pena, bem como o dano causado à Administração, observado o princípio da proporcionalidade.
15.7. As penalidades serão obrigatoriamente registradas no SICAF.

Documento assinado eletronicamente por BRUNO TOKARSKI DE CARVALHO, COORDENADOR(A), em 14/08/2019, às 18:08, conforme horário oficial de
Brasília, com fundamento no art. 6º, § 1º, do Decreto nº 8.539, de 8 de outubro de 2015.

Documento assinado eletronicamente por DANIEL ERNESTO WAGNER, TEC DE TECNOLOGIA DA INFORMACAO, em 14/08/2019, às 18:42, conforme horário
oficial de Brasília, com fundamento no art. 6º, § 1º, do Decreto nº 8.539, de 8 de outubro de 2015.

Documento assinado eletronicamente por ANTONIO AGUILAR ZAKOVICZ, ASSISTENTE EM ADMINISTRACAO, em 15/08/2019, às 08:51, conforme horário
oficial de Brasília, com fundamento no art. 6º, § 1º, do Decreto nº 8.539, de 8 de outubro de 2015.

Documento assinado eletronicamente por MARCOS FLAVIO DE OLIVEIRA SCHIEFLER FILHO, DIRETOR(A)-GERAL, em 20/08/2019, às 09:34, conforme horário
oficial de Brasília, com fundamento no art. 6º, § 1º, do Decreto nº 8.539, de 8 de outubro de 2015.

A auten cidade deste documento pode ser conferida no site h ps://sei.u pr.edu.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0,
informando o código verificador 0989617 e o código CRC 203940F0.

https://sei.utfpr.edu.br/sei/controlador.php?acao=documento_download_anexo&acao_origem=procedimento_visualizar&id_anexo=526004&infr… 12/12