Sie sind auf Seite 1von 2

ESCOLA SECUNDÁRIA DE PINHEIRO E ROSA

SOCIOLOGIA – 12.ºANO ANO LECTIVO: 2010/2011

1.º Teste – Versão 1 Duração: 90 minutos

Grupo I

1. Em cada questão existem duas alíneas correctas. Indique-as.

1.1 Luísa Ananás é socióloga e resolveu estudar a prostituição. Para esse efeito contactou diversas
prostitutas, entrevistou-as (em locais por elas escolhidos) e observou-as nos lugares onde
esperavam pelos clientes. Ao proceder assim efectuou:
A. Uma observação participante, com um grau máximo de envolvimento.
B. Uma observação participante, com um grau mínimo de envolvimento.
C. Uma observação participante, na modalidade de participação-observação.
D. Uma observação participante, na modalidade de observação-participação.
E. Uma observação não participante.
F. Uma experimentação.
G. Um trabalho de campo.

1.2 Uma hipótese é:


A. Uma certeza que precisa de ser testada.
B. Uma conjectura.
C. Uma teoria científica provada.
D. Uma conjectura verdadeira.
E. Uma suposição errada.
F. Uma suposição confirmada.
G. Uma tentativa de explicação que pode ser verdadeira ou falsa.

1.3 Uma experimentação é:


A. Uma maneira de testar uma hipótese em condições controladas e estabelecidas pelo investigador.
B. Uma observação laboratorial.
C. Uma técnica apenas usada nas ciências da natureza.
D. A reprodução artificial de um fenómeno tendo em vista o seu estudo.
E. Uma experiência, semelhante a qualquer experiência quotidiana.
F. Uma etapa obrigatória de qualquer pesquisa científica.
G. Uma etapa obrigatória de qualquer investigação no campo das ciências sociais.

2. Uma investigação sociológica tem várias etapas sequenciais. Indique-as por ordem.

3. Manuel Janela tem 56 anos, é casado, é militante de um partido político e já foi deputado.
Actualmente está a fazer um Doutoramento em Ciência Política e resolveu investigar o efeito da
militância partidária na vida familiar.
É correcto dizer que o estudo efectuado por Manuel Janela constituiu uma forma de observação-participação?
Justifique de modo breve.

Grupo II

1. «Quando, em conversas quotidianas, usamos a palavra ‘cultura’, pensamos muitas vezes nela como se representasse ‘as coisas mais
elevadas do espírito’ – a arte, a literatura, a música e a literatura. Quando os sociólogos usam o termo, inclui também essas
actividades, mas muitas outras coisas mais.”
Anthony Giddens, Sociologia, F. C. Gulbenkian, 2007, 5ª edição, Lisboa, pág. 22.

1
1.1 Como se costumam designar os dois conceitos de cultura referidos no texto?

1.2 Esclareça de modo breve (quatro ou cinco frases apenas) o significado da expressão “muitas outras coisas
mais” no contexto em que é usada por Anthony Giddens.

2. Todos os povos possuem cultura, mas não a mesma cultura. Concorda? Exemplifique e justifique de modo
breve.

3. Os portugueses levaram o Carnaval para Angola e este encontrou “plena aceitação entre os povos
angolanos, onde a existência da máscara e de mascarados se achava profundamente enraizada,
mercê de costumes muitas vezes seculares” (http://www.camacupa.com/). Os usos do Carnaval ajustaram-se
a essas tradições angolanas.
Diga o nome do tipo de aculturação referido no exemplo anterior.

4. Nos Estados Unidos da América, no século XIX, muitos índios foram impedidos de se vestir de
acordo com os seus costumes tradicionais e obrigados a vestir-se como os brancos.
Diga o nome do tipo de aculturação referido no exemplo anterior.

5. No Japão dá-se uma importância fundamental à honra. As pessoas sentem o dever de alcançar os
seus objectivos, como se a sociedade lhes dissesse: “não deves falhar”. Caso falhem consideram que
perderam a honra. É frequente, por exemplo, jovens suicidarem-se porque não conseguiram obter
uma média muito elevada nos exames escolares.
Identifique no exemplo dois valores, uma norma e um comportamento. (Escreva de modo sintético.)

6. Pense em si. Porque é que é a pessoa que é?


Responda a essa pergunta tendo em conta os conceitos de valor e de socialização, e outros que considerar
relevantes.

7. Todas as subculturas são contraculturas. Concorda? Dê dois exemplos e justifique.

Cotações:
Grupo I:
1. 18.
2. 14
3. 15
Grupo I:
1.1 4
1.2 15
2. 25
3. 4
4. 20
5. 12
6. 45
7. 28
Total: 200

BOM TRABALHO! O Professor: Carlos Pires