Sie sind auf Seite 1von 11

RISCO QUÍMICO

VOCÊ VAI APRENDER (e ensinar! )

Classificação
Névoas Fumos metálicos Poeiras Narcóticos Cancerígenos Asfixiantes Teratogênicos

Toxicologia efeito agudo – crônico vias de penetração

Limites de Tolerância
ppm Brief&Scala dose valor teto nível de ação

Avaliação
qualitativa quantitativa GEH tubos colorimétricos cromatografia espectrometria

Controle
exaustão local ventilação geral
medidas administrativas e de engenharia

HIDROCARBONETOS METAIS PESADOS BENZENO


SOLVENTES ORGÂNICOS SOLVENTES AROMÁTICOS
O GÁS INDUSTRIAL MAIS PERIGOSO!
PQ HOSPITALARES

RISCO QUÍMICO PARTE I


Legislação Higiene do Trabalho
Classificação do RQ quanto
ao efeito sobre a saúde
ao estado físico
Químicas - noções
Hidrocarbonetos
Sinônimos e marcas comerciais
Metais pesados
Composição do ar

Portarias e Normas
Portaria MTE 3.214

NR-9 NR-15 A11,12,13 NR-32!

Portaria MTE 25/94

NR-18
18.1.2 solda c/Pb,Zn,Cd, eletrodo reves = SVLE
18.24.7 armazenagem de PQ
18.26.4 pintura, cola, aplicação de pisos
NR-22
22.17 proteção para poeira mineral
NR-29
Mercadorias perigosas, simbologia, rotulagem, segragação de carga perigosa
Nr-31
31.8 agrotóxicos
NR-32
Risco químico – fispq, fracionamento, local, responsável, capacitação
Gases medicinais
Medicamentos e drogas de risco
Gases anestésicos
Quimioterápicos

CLASSIFICAÇÃO – ESTADO FÍSICO

POEIRA
FUMOS
NÉVOAS
NEBLINAS
GASES
VAPORES

SUBSTÂNCIAS COMPOSTAS
POEIRA SÓL
FUMOS
NÉVOAS LÍQ
NEBLINAS
GASES GÁS
VAPORES

AERODISPERSÓIDES!

POEIRA
Sólido finamente dividido que pode ficar em suspensão no ar
Moagem peneiramento ensaque transporte
estocagem ao ar livre

FUMOS METÁLICOS
Provenientes da fusão de metais
FUMOS DE SOLDA
NÉVOAS
Líq em suspensão no ar proveniente de processos mecânicos: AGITAÇÃO
AQUECIMENTO JATO / SPRAY
GALVANOPLASTIA
NÉVOAS ÁCIDAS
NEBLINA
Líq em suspensão no ar proveniente da condensação de um vapor.

GÁS
Um dos estados da matéria
OXIGÊNIO, NITROGÊNIO
DIÓXIDO DE CARBONO
MONÓXIDO DE CARBONO
ACETILENO

VAPOR GÁS
Forma gasosa de uma substância líquida nas condições ambientes
GASOLINA, QUEROSENE, ÁGUA, ALCOOL
ATIVIDADE 1
Nas operações abaixo o trabalhador está exposto:
POEIRA, FUMOS METÁLICOS, NÉVOAS, NEBLINA, GAS VAPOR

Pintura a revólver
Limpeza com alcool 70
Ensaque de cal
Solda
Banho de soda cáustica c/aquecimento
Enchimento de cilindros de GLP
Lavar piso c/ máquina de jato pressurizado (Tipo wap)

HIDROCARBONETOS: QUÍMICA ORGÂNICA


ALCOOIS: METANOL, ETANOL, PROPANOL
CETONAS: ETIL CETONA, METIL ETIL CETONA, NONIL CETONA
ÉTERES: ÉTER ETÍLICO, ÉTER ISOPROPÍLICO

CLASSIFICAÇÃO – EFEITO SOBRE A SAÚDE


Irritante
Corrosivo
Asfixiante SIMPLES QUÍMICO
Tóxico
Narcótico
Sensibilizante
Carcinogênico - mutagênico – teratogênico

EFEITOS COMBINADOS!
IRRITANTES
No caso de contato com a pele ou as vias respiratórias
AMÔNIA ALCOOL 70 HIPOCLORITO DE SÓDIO
Contato prolongado dermatites

IRRITANTES
Ácido acético
Amoníaco AMÔNIA!
Formol
Cloro! HIPOCLORITO DE SÓDIO!
Óxidos de nitrogênio Nox
Fosgênio! OPOSTO DA AMÔNIA!

CORROSIVOS
Destroem os tecidos, podem causar queimaduras graves e até perda da visão!
ÁCIDO: SULFÚRICO, NÍTRICO, CLORÍDRICO, FOSFÓRICO
BASES: CARBONATO DE CÁLCIO

ASFIXIANTE SIMPLES
Desloca o oxigênio do ambiente: não podemos respirar!
NITROGÊNIO DIÓXIDO DE CARBONO ACETILENO ARGÔNIO
LT NR-15 ASFIXIANTE SIMPLES!

ASFIXIANTE QUÍMICO
Impede o organismo de assimilar o oxigênio.
MONÓXIDO DE CARBONO
CO + HEMOGLOBINA DO SANGUE CARBOXIHEMOGLOBINA
Gás cianídrico Gás sulfídrico
ATIVIDADE 2
Relacionar 7 produtos químicos existentes na sua casa:
NOME COMUM COMPOSIÇÃO

Soda cáustica hidróxido de sódio


Alcool etanol alcool etílico
Ácido muriático ácido clorídrico limpa pedra
“cloro” cândida água de lavadeira sol1% hipoclorito de sódio
THINNER® mistura de vários solventes etc

TÓXICO VENENO!
Efeitos nocivos para a saúde, desde efeitos locais até a morte!
CIANETO DE POTÁSSIO, MERCÚRIO, CHUMBO

ANESTÉSICO
Depressor do sistema nervoso central.
Causa desde simples dor de cabeça, tontura, perda da consciência, até a morte!
CLOROFÓRMIO, ÉTER, ACETONA, SOLVENTES!
COLA DE SAPATEIRO!

SENSIBILIZANTE
Depois que o organismo torna-se sensível ao produto, basta uma quantidade insignificante
para disparar os sintomas.
ACRILATOS FIBRAS VEGETAIS E SINTÉTICAS PÓS DE MADEIRAS
GLUTARALDEÍDO Ni Cr Hg formaldeído
Sensibilidade individual!

CARCINOGÊNICO IARC ACGIH


BENZENO medula óssea
AMIANTO mesotélio
CLOROFÓRMIO CLORETO DE VINILA fígado
FORMALDEÍDO rins fígado
As Be Cr pulmão

MUTAGÊNICO (mutações genéticas - DNA!)


reprodução celular 85% dos carcinog. são teratog.
AGROTÓXICOS NEGRO DE FUMO HIDROXILAMINA

TERATOGÊNICO (deformações no feto)


Pode não afetar a mãe!
TALIDOMINA AGROTÓXICOS BENZENO
GASES ANESTÉSICOS
IARC ACGIH!

ATUAM NO SISTEMA REPRODUTOR


Masculino
Benzeno Cd Pb Hg DDT gases anesté.
toluol xilol
Feminino
Askarel® Cd DDT MeHg Paration
Outros agentes tóxicos

Alteram o fígado organoclorados CCl4 tolueno


Alteram os rins polímeros HC halogenados
Sangue e siste hemato benzeno anilina arsina
Neuritóxicos Hg Mn organometálicos organofosfatos

EFEITO OTOTÓXICO
Perda auditiva devida exposição conjunta RUÍDO – AQ
Tolueno, chumbo, manganês, butanol
Tricloro, etileno, dissulfeto de carbono, estireno . . .
Um PQ pode se enquadrar em uma ou mais categorias!

ATIVIDADE 3
Relacionar o produto químico com o efeito na saúde :
IRRITANTE CORROSIVO ASFIXIANTE S Q TÓXICO ANESTÉSICO

“Limpa forno”
Acetona
Água sanitária
Gás de cozinha GLP
Gases do escapamento
Veneno para rato
Produto de limpeza c/ amoníaco

METAIS PESADOS
Mercúrio
Prata
Cádmio
Cromo
Manganes
PILHAS & BATERIAS
FUMOS DE SOLDA

MONÓXIDO DE CARBONO CO
Gás inodoro e incolor.
Tóxico, asfixiante químico.
Proveniente da queima incompleta de combustíveis.
Incêndios! Gases de combustão!

DIÓXIDO DE CARBONO CO2


Gás inodoro e incolor.
Asfixiante simples. Gás inerte.
Presente na atmosfera.
Utilizado na extinção de incêndios e
Inertização de atmosferas perigosas.

MONÓXIDO DE CARBONO CO
EFEITOS SOBRE A SAÚDE ( ppm )
39 LT NR-15 TLV 25ppm 2006
45 Ligeira dor de cabeça
50 Dor de cabeça moderada, falta de ar nos exercícios intensos
100 Forte dor de cabeça, falta de ar nos exercícios moderados
200 Dor de cabeça intensa, fadiga, visão reduzida
300 Taquicardia, confusão mental, letargia, colapso
800 Convulsão, depressão cardíaca e respiratória, coma
1200 Fatal rapidamente
O CO É INODORO E INCOLOR!

COMPOSIÇÃO DA ATMOSFERA ( % )
Nitrogênio 78,04
Oxigênio 20,99
Dióxido de Carbono 0,03
H2 Ne He Kr Xe < 0,01

TOXICOLOGIA!

Vias de penetração no organismo


Toxicologia
Nomes comuns dos PQ
Entidades

VIA RESPIRATÓRIA
INSTANTÂNEA!
VIA DÉRMICA
VIA DIGESTIVA FREQUÊNCIA GRAVIDADE INTENSÃO

ABSORÇÂO ATRAVÉS DA PELE!


HIDROCARBONETOS
Solventes orgânicos
GASOLINA QUEROSENE THINNER ÁGUA RÁZ
Solventes clorado
TERACLORETO DE CARBONO PERCLOROETILENO
TRICLOROETILENO
LT – NR-15 Coluna PELE!

VIA RESPIRATÓRIA
EFEITO INSTANTÂNEO!
ACIDENTES & DOENÇAS PROFISSIONAIS!

ODOR NÃO É CONFIÁVEL!


Alguns PQ não tem odor!
Outros inibem o olfato!
Outros, quando o odor é percebido, o risco já é enorme!
Odor agradável não significa segurança!

ODOR TLV LT ( ppm )


Éter Etílico 300* 310 400 ( * ppb )
Benzeno 300 0,5 00
Tolueno 40 20 78
Xileno 20 100 78
Acetona 300 500 780
Metilmercaptana 35* 0,5 0,4
Gás sulfídrico 1 5 8
Ácido acético 2 10 8
Metanol 6.000 200 156
Etanol 6.000 1000 780
Formaldeído 1 0,3 1,6
Nomes populares e cientificos
Água oxigenada peróxido de hidrogênio
Amoníaco sol. Hidróxido de amônia
Limpa alumínio ácido fluorídrico!
Vinagre ácido acético
Sal cloreto de sódio
Benzina = Querosene X Benzeno X

ATIVIDADE 4
Relacionar o PQ e a via de entrada no organismo
GLP
Thinner®
Soda cáustica
Tintas
Fumos de solda
Benzina
Ácido acético
Graxa lubrificante

TOXICOLOGIA

Entender o efeito das substâncias tóxicas sobre o organismo, para...


Planejar a proteção e ...
Prevenir o acidente e a doença!
VENENO!

5.000.000 substâncias em uso


7.000 testadas – efeito cancerígeno
30 comprovadas cancerígenas

MTE mte.gov.br
FUNDACENTRO fundacentro.gov.br
ANVISA anvisa.gov.br
NIOSH cdc.gov
OSHA osha.gov
ACGIH acgih.org TLV!
OIT oitbrasil.org.br
• EFEITO AGUDO
• EFEITO CRÔNICO
• EFEITO LOCAL
• EFEITO SISTÊMICO

OBS: Existem PQ que, no primeiro contato, com pequenas quantidades, se


demonstram agressivos: irritantes, odor insuportável!
O trabalhador pode se expor a determinados PQ durante toda a sua vida de trabalho
sem sentir qualquer efeito!
• DL50 DOSE LETAL 50
• CL50

DL50 mg / Kg
Alcool etílico 10.000
DDT 100
Nicotina 1 IV!
Dioxina 0,001 IV!
Toxina botulínica 0,00001 IV!
DL50 ratos oral
CLASSIFICAÇÃO
Extremamente tóxico fluoracetato de sódio <1mg/Kg
Altamente tóxico paration 1 – 50 mg/kg
Moderadamente tóx DDT 50 – 500 mg/Kg
Pouco tóx acetona 5 – 15 g/Kg
Não tóx glicerol > 15 g/Kg

• TOXICIDADE
• TOXICOCINÉTICA
NR-7 TOLUENO ÁCI.HIPÚRICO ?
• ACUMULAÇÃO
MERCÚRIO CHUMBO

• Toxicocinética
Via de penetração
Absorção
Distribuiição SANGUE
Acumulação – sítio de ação INTOXICAÇÃO
Biotransformação
Eliminação
Produto da metabolização

ACUMULAÇÃO ossos tecidos gordurosos


cabelos e unhas fíg – rins

ELIMINAÇÃO trato respi. Urina


cabelos e unhas As Hg
suor Pb
saliva Hg

TOXICOLOGIA ÓRGÃOS AFETADOS


Benzeno S.Respi pele olhos SNC Shematop
Cianetos pele SNC fíg rins Scardiov
Cloro S.Respi pulmões
GLP S.Respi SNC
Ozônio S.Respi olhos pulmões

ATIVIDADE 5
Informe o efeito tóxico dos PQ:
GLP
Thinner®
Benzina
Tintas
Acetileno
Qual dos produtos é o menos tóxico:
DL50 =
A 100 mg/kg B 1 g/Kg C 10 mg/Kg

• SOLVENTES ORGÂNICOS
• SOLVENTES CLORADOS
• SOLVENTES AROMÁTICOS
BENZENO TOLUENO XILENO BTX
• METAIS PESADOS
• CFC POP PCB
Benzeno
• Hidrocarboneto aromático
• Líq incolor, volátil, inflamável, odor adocicado
• NFPA 2 3 0
• Obtido na destilação do petróleo, da hulha, e produção do coque
• Foi usado como solvente! querosene, benzina, thinner®
• Matéria-prima p/ vários compostos orgânicos
• Inalação causa tonturas, dores de cabeça e até desmaio EFEITO AGUDO E
LOCAL!
• Inalado ocupacionalmente causa sérios problemas sangüíneos: leucopenia,
anemia e depressão da medula EFEITO CRÔNICO E SISTÊMICO!
• CANCERÍGENO PARA SERES HUMANOS!
• LEUCEMIA!
• Não há LT seguro!
• OIT:
limitar exposição ao nível mínimo tecnicamente viável!
• NR-15, A11 LT 1ppm
• Port.MTE 14/95 A 13-A
PPEOB
BTX
Benzeno Tolueno Xilenos o m p

pH
• Ácido
• Base Álcali

ÁCIDO 0 7 14 ALCALINO
NEUTRO
HCl
H2SO4 H+
HNO3
H3PO4
• Base
• NaOH
• KOH
• CaOH
• CaCO3

O ácido e a base se neutralizam


CETESB EFLUENTES pH 5,0 a 9,0

ESCALA pH
0 sol H2SO4 5%
1,2 suco gástrico
2 suco de limão
3 coca-cola
4,5 cerveja
5 queijo
6 leite
7 água pura
7,3 sangue, saliva
8 clara de ovo
10 leite de magnésia, amoníaco
13 cal
14 sol NaOH 4%
SOLUÇÕES
• Sol. Concentrada de soda cáustica
• Sol. soda cáustica 1%
• Sol.ácido clorídrico 5%
• Alcool 70
DILUIÇÃO!
• Em 1L de cada uma das soluções...
quanto de soda e quanto de ácido há?
A diluição aumenta ou diminuí o risco?

N F P A 704
SAÚDE INCÊNDIO REATIVIDADE
RISCO ESPECIAL
MENOR RISCO 0 1 2 3 4 MAIOR RISCO

RISCO ESPECIAL
W OXY COR ACI ALC BIO CRIO RAD

N F P A 704
Alcool Etílico 0 3 0
Alcool Metílico 1 3 0
Alcool Isopropílico 1 3 0
Alcool metil butílico 2 2 1
Alcool Hexílico 1 2 0
Alcool Decílico 0 2 0
Éter Etílico 2 4 1
Éter Isopropílico 1 3 1
Ácido Bórico 0 0 0
Ácido Acético 2 2 0
Ácido Cianídrico (g) 4 4 2
Monóxido de Carbono 3 4 0
Cloro 4 0 0 OXI
Amônia 3 1 1
“Amoníaco” 1 0 0

FISPQ ou M S D S
• Ficha de informação de segurança de produto químico
• Material safety data sheet
ASSOSSIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS
ABNT 14.725
1 Identificação do produto e da empresa
2 Composição e informações sobre o produto
3 Identificação de perigos
4 Primeiros-Socorros
5 Combate a incêndio
6 Controle de derramamento / vazamento
7 Manuseio e Armazenagem
8 Controle da exposição e EPI
9 Propriedades físicas e químicas
10 Estabilidade e reatividade
11 Informações toxicológicas
12 Informações ecológicas
13 Tratamento e disposição de resíduos
14 Transporte
15 Regulamentações
Painel de segurança
Transporte de produtos perigosos
Nº de risco No da ONU
Nº da ONU
1203 Gasolina
1114 Benzeno
C A S CHEMICAL ABSTRACT SERVICE
Benzeno 71 – 43 – 2
Etanol 64 – 17 – 5