Sie sind auf Seite 1von 11

Por

Análises Rico

Carteira Recomendada

Rico Premium
Junho de 2020

CARTEIRA RICO
PREMIUM

www.rico.com.vc
Carteira do mês Junho 2020

Este é o relatório da Carteira Rico Premium, com a carteira atualizada para junho/2020.

O relatório gratuito está na área logada da Rico desde 03 de junho, mas os assinantes do
serviço “Carteira Rico Premium” receberam as atualizações na comunidade exclusiva do
Facebook em 29 de maio. Quer tornar-se assinante e acompanhar em “tempo real” nossa
Carteira? Então clique aqui!

Você pode fazer a assinatura também na área logada da Rico, basta acessar “Serviços
Premium”.

www.rico.com.vc
1
Carteira do mês Junho 2020

Resenha do mês: Sell in May and go away? Que nada!


(Por Matheus Soares)
O Ibovespa avançou 8,57% em maio e contrariou, pelo segundo ano consecutivo, o velho ditado inglês “Sell in
May and go away” que, na tradução livre para o português, significa “Venda em maio e vá embora”. A frase é
uma espécie de lenda do mercado financeiro, mas muitos investidores a levam a sério.

Trazendo um pouco de história aos leitores da carteira, a frase completa seria “Sell in May and go away, and
come back on Saint Leger Day” (ou Venda em maio e vá embora, volte no Dia de Saint Leger, em tradução livre).
Isso porque, décadas atrás, investidores ingleses deixavam Londres para passar as férias de verão no interior da
Inglaterra e só voltavam em setembro, quando uma corrida de cavalos em Yorkshire, intitulada Saint Leger,
chancelava o fim da temporada de verão.

Como durante esse período as pessoas participavam de eventos esportivos do verão, bastava vender as ações
em maio – quando todos saíam de férias – para recomprá-las em outubro – quando todos voltavam ao batente
– para ganhar dinheiro no mercado financeiro.

Pode parecer besteira, mas um estudo recente publicado pela revista Barron’s (infelizmente, não é aberto para
o público) mostrou que, desde a sua criação, o índice americano S&P500 subiu, em média, 5% no período entre
novembro e abril contra apenas 2% entre maio e outubro.

No Brasil, maio tem fama de ser o pior mês na bolsa de valores. Nos últimos 21 anos - entre 2000 e 2020 - o
Ibovespa caiu em treze deles. Veja abaixo:

Porém, nos últimos dois anos – como vocês podem ver acima – quem vendeu em maio deixou de ganhar
dinheiro. Aliás, quem vendeu nesse ano deixou de participar do 2º melhor mês de maio do século atual.

Mas engana-se quem pensa que foi um mês tranquilo.

Na mínima de maio, o Ibovespa acumulava queda de 3,7% (ante alta de 1,4% do S&P500) enquanto o dólar
avançava 10,3% chegando muito próximo da marca dos R$ 6,00. Mais um Ministro saía do atual governo –
Nelson Teich ficou menos de um mês no cargo e foi o terceiro a sair em dois meses – e as deficiências do Brasil,
não só político-econômicas, como também no combate ao coronavírus, estavam escancaradas.

www.rico.com.vc
2
Carteira do mês Junho 2020

Continuação
Destacarei a seguir, trecho retirado da carta da Verde Asset (uma das mais renomadas do Brasil, do lendário
gestor Luis Stuhlberger) divulgada no início de abril que esboça bem o momento que vivíamos até então.

Segue o trecho:

“O Brasil não tem novidades auspiciosas. A enorme demora em aumentar o número de testes da doença faz
com que as informações sejam muito pouco precisas. Infelizmente somos um dos países que menos testa no
mundo, e isso torna o trabalho de tomada de decisão muito mais complicado. Junta-se a isso a toda a
confusão política recente, em meio a deterioração do cenário fiscal e de dívida no curto e médio-prazo, e não
surpreende a alta do Dólar, a inclinação recorde da curva de juros, a alta dos spreads de crédito, e a fraqueza
– com algumas exceções – do mercado acionário. Nessa neblina de incertezas, fica mais difícil alocar mais
capital.”

O trecho acima sintetizou todas as incertezas que o mercado tinha com Brasil até aquele momento: i) o número
de casos de contaminação e mortes relacionadas ao coronavírus não parava de aumentar, ii) dúvidas de quanto
tempo ainda seria necessário para o país voltar ao normal, iii) questionamentos sobre a sustentabilidade das
contas públicas, iv) incertezas sobre a possibilidade de saída de Paulo Guedes do governo, iv) além do
desalinhamento entre governadores, Congresso e Planalto em todas as esferas.

Contudo, conforme vocês podem observar no gráfico acima, o Ibovespa engatou um forte e surpreendente rali -
do dia 15 de maio até o fechamento do mês, o índice avançou 12%.

O que mudou de lá para cá?

Como as expectativas em relação ao Brasil já estavam muito baixas, qualquer melhora marginal de cenário
poderia trazer bons retornos. E foi o que aconteceu...

Grande parte da melhora pode ser atribuída ao ambiente político, que por sua vez, trouxe confiança de que o
atual governo continua preocupado com as contas públicas – condição essencial para o Teto dos Gastos
Públicos não ser rompido.

www.rico.com.vc
3
Carteira do mês Junho 2020

Continuação
A aproximação de Jair Bolsonaro com governadores e deputados, o veto presidencial ao reajuste salarial de
servidores públicos até o fim de 2021, juntamente com a diminuição do risco de novo impeachment – o vídeo
ministerial não trouxe nada além do que Sergio Moro e Bolsonaro já haviam dito em coletivas – fez o mercado
comprar a ideia de que o pior já estaria precificado e parecia ter ficado para trás.

Somou-se a isso ventos de fora vindo a nosso favor, com EUA e Europa discutindo vacinas e remédios de
combate ao coronavírus, além da possibilidade de reabertura de suas economias.

O dólar, que por pouco não bateu os R$ 6,00, fechou o mês cotado a R$ 5,407 – queda de 1,6% em maio.

O que esperar em junho?


Com a bolsa alcançando 87.410 pontos no fechamento do mês – 37% de alta após ter batido 63.569 em março
– você deve estar se perguntando se ainda vale a pena comprar ou (caso já esteja) continuar comprado em
bolsa. Sim, ainda vale comprar e estar comprado em bolsa.

Mas antes de tudo, é importante frisar que o investimento em bolsa deve ser feito sempre visando o médio e
longo prazo e não apenas o mês seguinte. Conforme vimos no mês anterior, o investidor que se deixou levar
pelas notícias do meio de maio, perdeu um rali de 12%.

Então vamos aos fatos:

1. As expectativas em relação ao Brasil ainda continuam muito baixas. O Ibovespa recua 24,4% no ano,
enquanto o dólar sobe mais de 30% frente ao real. Apenas como forma de comparação, o S&P500 recua
apenas 5,77% e o Nasdaq (índice de tecnologia dos EUA) já sobe 5,76% no ano.

2. Durante o mês, várias empresas reportaram os resultados do 1º trimestre – de acordo com a XP, 48% deles
vieram abaixo das expectativas do consenso. Com a temporada já próxima do final, o mercado hoje já
precifica uma queda de 47% dos lucros do Ibovespa para 2020 e 15% para 2021.

3. Coronavírus continua em foco, mas a expectativa é que o mês comece a trazer melhores notícias. Além
disso, ao fazer a leitura de fatalidades totais como um percentual da população, o Brasil aparece com uma
curva mais baixa em relação a outros países, sejam eles desenvolvidos – Europa e os EUA – ou emergentes.

4. O mercado já precifica uma queda de 65 pontos para a próxima reunião do Copom dias 16 e 17 de junho.
Dito isso, tudo indica que teremos mais um corte de 75 pontos na taxa Selic.

5. Por fim, tem crescido o argumento favorável – entre os grandes gestores – aos investimentos em bolsa,
tendo em vista uma taxa de juros que deverá chegar a 2,25% nesse mês. Com o juro no menor patamar
histórico e sem alternativas mais rentáveis, as pessoas deverão buscar investimentos em ativos reais, tais
como a bolsa, imóveis ou mesmo o ouro.

Embora bolsa no longo prazo seja movida pelos lucros das empresas, o fluxo de dinheiro dos brasileiros deve
continuar migrando para investimentos em renda variável, o que poderá continuar sustentando o Ibovespa.

Um excelente mês de junho a todos vocês!

www.rico.com.vc
4
Carteira do mês Junho 2020

CARTEIRA RICO PREMIUM


A Carteira Rico Premium avançou 5,33% em maio ante 8,57% do Ibovespa e em 2020, acumulamos queda
de 25,1%, contra -24,4% do IBOV. Desde a criação da carteira (jan/16), estamos com 50,4 pontos de
vantagem para o Ibovespa – 149,3% da carteira vs 98,9% do índice.

Hoje a Carteira Rico Premium possui 16 ações no portfólio. Na virada do mês usamos parte do caixa que
tínhamos para aumentar a exposição em algumas empresas que já estavam na carteira. Por outro lado,
diminuímos nossa participação em MGLU3 após a alta de 30% que ela teve no mês.

Em junho, aumentamos: IGTA3, IVVB11, SUZB3, YDUQ3 e AZUL4, e diminuímos MGLU3.

Nas páginas seguintes, as explicações das recomendações da carteira.

Portfólio Maio Abril 2020 2019 2018 2017 2016 Acumulado


Carteira 5,33 15,10 -25,10 37,80 31,42 26,14 45,67 149,25
Ibovespa 8,57 10,30 -24,40 31,58 13,95 27,02 38,10 98,86
dif p.p. Ibovespa -3,24 p.p. 4,80 p.p. -0,70 p.p. 6,22 p.p. 17,47 p.p. -0,88 p.p. 7,57 p.p. 50,39 p.p.

Carteira - maio Carteira - junho


Empresa Ticker Peso Empresa Ticker Peso
Equa tori a l EQTL3 7,0% Equa tori a l EQTL3 8,0%
JBS JBSS3 8,0% JBS JBSS3 8,0%
Igua temi IGTA3 6,0% Igua temi IGTA3 8,0%
Rumo RAIL3 7,0% Rumo RAIL3 7,0%
Suza no SUZB3 6,0% Suza no SUZB3 7,0%
Engi e EGIE3 6,5% Engi e EGIE3 7,0%
B3 B3SA3 6,0% B3 B3SA3 7,0%
ETF do S&P500 IVVB11 5,5% ETF do S&P500 IVVB11 6,0%
Ma ga zi ne Lui za MGLU3 7,0% Ma ga zi ne Lui za MGLU3 6,0%
Yduqs YDUQ3 5,0% Yduqs YDUQ3 6,0%
Intermédi ca GNDI3 5,5% Intermédi ca GNDI3 5,5%
Al pa rga tas ALPA4 6,5% Al pa rga tas ALPA4 5,5%
Ha pvi da HAPV3 5,0% Ha pvi da HAPV3 5,0%
Loca l i za RENT3 5,0% Loca l i za RENT3 5,0%
Petrobra s PETR4 3,5% Petrobra s PETR4 3,5%
Azul AZUL4 1,5% Azul AZUL4 2,5%
Ca i xa Renda Fi xa 9,0% Ca i xa Renda Fi xa 3,0%

As ações têm ajuste natural na participação dentro da carteira por conta da oscilação dos preços destas ações ao longo do per íodo

www.rico.com.vc
5
Carteira do mês Junho 2020

Justificativa das recomendações


B3SA3: Empresa é praticamente um monopólio em seu setor (intermediação de
operações financeiras) e depois que BM&FBovespa e Cetip se juntaram a nova empresa
absorveu o gigantismo da BM&FBovespa com a eficiência da Cetip. Deve ser uma das
poucas que terá um crescimento de lucros significativo em 2020. Empresa que negocia
com múltiplos razoáveis dada a sua antifragilidade.

PETR4: Companhia que a um petróleo de US$ 25 não para de pé. Não acreditamos que
esse patamar de preços se perpetue pra sempre e por isso continuamos com posição.
Empresa divulgou um bom resultado operacional, mostrando que tem conseguido se
tornar mais eficiente, gerando caixa e diminuindo seu endividamento.

RAIL3: Empresa que se beneficia tanto da retomada da economia - sobretudo do setor


de agronegócio - quanto de mais investimentos em infraestrutura. A queda dos juros e
elevação de sua eficiência somada ao bom momento do agronegócio tem permitido a
ela gerar bastante caixa e consequentemente reduzir o seu endividamento. Empresa
com exposição a China, com posição de caixa relevante.

IGTA3: Ações foram muito penalizadas durante a crise. Ao passo que as economias vão
reabrindo e boas notícias comecem a chegar, acreditamos que as ações devem
responder positivamente a isso. Apesar dos desafios de curto prazo, (i) shoppings
possuem um modelo de negócios mais resiliente em momentos de incerteza, (ii) ativos
de qualidade superior (boa localização e bom mix) tendem a apresentar performance
melhor, caso de Iguatemi, e (iii) vemos o nome negociando a múltiplos atrativos.

AZUL4: Aumentamos por acreditar que a queda na oferta de voos, devido a uma
possível diminuição de participação da Latam, poderia ser absorvida pelos players já
existentes (Azul e Gol) no médio e longo prazo. Setor extremamente difícil e com alguns
questionamentos ainda sem respostas (não sabemos como será a demanda pós
coronavírus, por exemplo). Contudo, relembramos as oportunidades do setor: ano
passado 30 milhões de CPFs voaram no Brasil (classe A e B). Só na classe C nós temos
100 milhões de pessoas. Ou seja, passada a crise (e ela vai passar), empresas vão buscar
absorver o crescimento que o setor necessita.

JBSS3: Dado que a demanda por alimentos deve continuar sustentada, a oferta
priorizada pelas autoridades e as empresas têm mais representatividade das vendas em
supermercados do que no setor de serviços (como restaurantes). Além disso, a situação
na China tem se normalizado e o mercado nos EUA continua positivo, o que é bom
principalmente para JBS, que, adicionalmente, apresenta níveis saudáveis de
endividamento e liquidez. Atualmente, a companhia tem uma posição de caixa de R$7,8
bilhões, ou seja, também está confortável para pagar essa dívida de curto prazo

RENT3: As incertezas relacionadas à duração do período de restrição de circulação de


pessoas e os impactos sobre a atividade têm exercido pressão sobre nomes ligados a
consumo, que é o caso de Localiza. Entendemos que existe muita incerteza em relação à
dinâmica de curto prazo, mas definimos Localiza como nossa preferência no setor,
reflexo (i) posição de caixa e nível de endividamento confortável (ii) apresenta a maior
diferença entre retorno sobre capital investido e seu custo de capital no setor.

IVVB11: Trata-se de uma opção dolarizada para carteira. O IVVB11 é um ETF dolarizado
que acompanha o desempenho do S&P 500. Como não vemos grandes motivos para o
investidor estrangeiro colocar dólar no Brasil com o objetivo de ganhar com o carry
trade (ou seja, comprando renda fixa e colocando dólares no mercado), acreditamos que
o dólar deve continuar forte perante o Real.
www.rico.com.vc
6
Carteira do mês Junho 2020

Justificativa das recomendações


GNDI3: A Intermédica é uma operadora vertical de planos de saúde. A companhia tem R$
2,5 bilhões em posição de caixa liquido, ou seja, sua posição em caixa mais do que paga a
sua dívida bruta. Sem falar que, diferentemente do que muita gente imaginava, a
demanda pelos serviços da cia não necessariamente sobem, visto que as pessoas precisam
ficar em suas casas confinadas.

YDUQ3: É a 2° maior empresa de educação do Brasil, setor com elevada oportunidade de


crescimento em ensino à distância (EAD), segmento no qual a Yduqs tem conseguido
crescer mais e melhor do que a maior do setor, que é a Cogna, antiga Kroton. Mais
recentemente fez a aquisição relevante da IBMEC, que traz ao seu portfólio um ativo
conhecido pela qualidade de ensino presencial, que se aprovada colocará à sua base 102
mil alunos, com valor médio de mensalidade maior do que o cobrado pela Estácio.

EGIE3 : O segmento de geração de energia apresenta menor sensibilidade à atividade


econômica, e proporciona fluxos de caixa estáveis. Porém, no curto prazo os principais
impactos esperados devido à crise são: (1) riscos de potenciais renegociações de contratos
no mercado livre em vista da paralização dos setores industrial e comercial durante a
quarentena e (2) do lado positivo, um menor risco hidrológico tendo em vista a
combinação da queda de demanda com o aumento dos reservatórios por maior incidência
de chuvas.

EQTL3: O setor de energia elétrica está entre os que menos serão impactados em suas
operações pela pandemia do coronavírus. É uma empresa de qualidade dentro do setor de
energia elétrica. Posição média da carteira pelo fato de ser quase uma "distribuidora
pura", elo do setor que deve sofrer com aumento de inadimplências e redução do
consumo. A base de receitas não tem nenhuma correlação com o dólar ou outra moeda
estrangeira.

HAPV3: Diferentemente da Intermédica, que é líder do Sudeste (RJ e SP), Hapvida é a


operadora de saúde líder no Norte e no Nordeste. Tem conseguido crescer a base de vidas
organicamente e via aquisições. A consolidação do setor deve perdurar nos próximos anos
e o amadurecimento da Hapvida em gestão e governança deve permitir que ela lidere
parte desse processo junto com a Intermédica, oferecendo planos de saúde a preços
acessíveis a milhões de novos beneficiários.

MGLU3: O setor de e-commerce foi um dos poucos que cresceu vigorosamente nos
últimos trimestres e a Magalu conseguiu crescer muito mais do que o resto do setor. Das
empresas do varejo é a que mais possui exposição e-commerce (50% de suas vendas) e
que por isso, poderia se beneficiar dessa mudança de hábitos que o consumidor está
sendo obrigado a passar. Está capitalizada para atravessar o momento.

ALPA4: Desde a venda para a família Moreira Salles pela J&F em 2017, a cia vem passando
por uma série de mudanças em sua estratégia comercial, a começar pela mudança de
gestão após a chegada dos novos sócios (Itaúsa, BW e Cambuhy Investimentos). Ela, que é
dona de marcas fortes como Havaianas, Osklen e Mizuno, se desfez de ativos que não
eram considerados rentáveis e tem iniciado um processo de digitalização e expansão
global que tem tudo para serem transformacionais para a empresa.

SUZB3: Acreditamos em recuperação gradual dos preços da celulose na China ao longo de


2020. Além disso, enxergamos uma demanda resiliente de papel e celulose, sem grandes
impactos, até o momento. Adicionalmente, com 80% das receitas e apenas 15% dos custos
em dólar, a companhia é favorecida em caso de manutenção do câmbio em patamares
elevados.
www.rico.com.vc
7
Carteira do mês Junho 2020

Desempenho histórico da Carteira

www.rico.com.vc
8
Carteira do mês Junho 2020

Sobre
A Carteira Rico Premium

A Carteira Rico Premium é uma carteira dinâmica


composta por ações que, em conjunto (e sempre
em conjunto), poderão entregar retorno absoluto
(ganho acima da inflação) e superior ao Ibovespa
no longo prazo. Utilizamos a análise
fundamentalista para a seleção de ativos e sua
atualização acontecerá todo começo de mês.

A Carteira Rico Premium foi criada em


janeiro/2016 e até o início de junho/2020
acumulava rentabilidade de 149,3%, contra alta de
98,9% do Ibovespa.

O relatório é voltado para investidores que


querem ter exposição em ações e que tenham
horizonte de investimento de médio e longo prazo

Analistas responsáveis:
Thiago Salomão, CNPI-P EM 1399
Matheus Soares, CNPI EM 1969
Lucas Morozini Collazo

www.rico.com.vc
9
Carteira do mês Junho 2020

Informações importantes
DISCLAIMER
INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Este relatório de análise foi elaborado pela Rico CTVM S.A. (“Rico”) de acordo com todas as exigências previstas na Instrução CVM nº 598,
de 3 de maio de 2018, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de
investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações
contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Rico não se
responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório.
Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil
de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e
opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Rico e que estão sujeitas a modificações sem
aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada
por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Rico. O analista responsável pelo conteúdo deste relatório
e pelo cumprimento da Instrução CVM nº 598/18 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no
relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da Rico estão obrigados ao
cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de
Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da Rico. Os
produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados par a todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes
deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este
material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de
investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto
espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é
líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser
significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Rico, podendo também
ser divulgado no site da Rico. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que
seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Rico.
A Ouvidoria da Rico tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções
dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 771 5454. SAC. 0800 774 0402. O custo
da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Rico:
https://www.rico.com.vc/custos
A Rico se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste
relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise
Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise
Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões
dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macroeconômico e os
eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais
prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para
investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Rico. Ação é uma fração do capital de
uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é
preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos
anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita,
é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da
empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A
duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo
de produto O investimento em opções é preferencialmente indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de
suitability praticada pela Rico. No mercado de opções, são negociados direitos de compra ou venda de um bem por preço fixado em data
futura, devendo o adquirente do direito negociado pagar um prêmio ao vendedor tal como num acordo seguro. As operações com esses
derivativos são consideradas de risco muito alto por apresentarem altas relações de risco e retorno e algumas posições apresentarem a
possibilidade de perdas superiores ao capital investido. A duração recomendada para o investimento é de curto prazo e o patrimônio do
cliente não está garantido neste tipo de produto. O investimento em termos é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo
com a política de suitability praticada pela Rico. São contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um
preço fixado, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contr ato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo
o prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos. O preço será o valor da ação adicionado de uma parcela correspondente aos
juros – que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato. Toda transação a termo requer um depósito de
garantia. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem. O investimento em Mercados Futuros embute riscos de
perdas patrimoniais significativos, e por isso é indicado para investidores de perfil agressivo, de acordo com a política de suitability
praticada pela Rico. Commodity é um objeto ou determinante de preço de um contrato futuro ou outro instrumento derivativo, podendo
consubstanciar um índice, uma taxa, um valor mobiliário ou produto físico. É um investimento de risco muito alto, que contempla a
possibilidade de oscilação de preço devido à utilização de alavancagem financeira. A duração recomendada para o investimento é de
curto prazo e o patrimônio do cliente não está garantido neste tipo de produto. As condições de mercado, mudanças climáticas e o
cenário macroeconômico podem afetar o desempenho do investimento. Analistas: Thiago Salomão – CNPI-P: EM 1399; Matheus Soares –
CNPI EM1969. Responsável pela Análise da Rico CTVM S.A (Instrução CVM n°483): Roberto Indech – CNPI EM1426 / analises@rico.com.vc
/ 11-2505-1900
Em atendimento à Instrução CVM nº 598, de 3 de maio de 2018, informamos que a XP Investimentos CCTVM S.A. e/ou suas afiliadas (“XP
Investimentos” ou “XP”) mantém relacionamento comercial com as sociedades (PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS, JBS S.A.),
inclusive prestando serviços de assessoria com interesses financeiros e comerciais relevantes. Assim, o leitor deve ter ciência de tal
informação e fazer sua própria análise e julgamento sobre eventual existência de conflito de interesses ou sobre a imparcialidade deste
relatório. Cabe ressaltar que, opiniões emitidas anteriormente sobre a sociedade não estão abarcadas pelo posicionamento vigente, a
cobertura da companhia emissora está suspensa por ora, mas o que foi publicado até então não perde sua validade ou eficácia. A XP
Investimentos, expressamente, se limita e reserva o direito de recusar-se a atender qualquer solicitação baseada no conteúdo de
informações especulativas sobre o relacionamento comercial com a referida sociedade.

www.rico.com.vc