Sie sind auf Seite 1von 147

Requisição Externa e

Interna
Autor: Aldo Almeida
Novembro/2013

(1)
Para melhor aproveitar seu treinamento...

Atenção ao horário de início, Desligue o telefone. Caso esteja Escute com atenção, evitando
término e intervalo do esperando uma ligação conversas paralelas.
treinamento. essencial, utilize o modo
silencioso.

PARTICIPE!
Mantenha o foco na pessoa que Esclareça suas dúvidas, mesmo
está falando e solicite a palavra. que pareçam óbvias. APROVEITE!!
APRENDA!!!

(2)
Agenda

Tópico Horários
01 - Teoria 08:15 às 10:00

02 – Intervalo 1 10:00 às 10:15

03 – Prática 1 10:15 às 12:00

04 - Almoço 12:00 às 13:00

05 – Prática 2 13:00 às 15:00

06 – Intervalo 2 15:00 às 15:15

07 – Prática 3 15:15 às 17:00

(3)
Sumário

Tópico Slide
01 - Conhecendo o SAP 5

02 – Introdução 25

03 – Criação de Anexos 48

04 - Configurações iniciais da Requisição de compras 62

05 - Criando uma Requisição de compras externa 80

06 - Criando uma Reserva (Requisição interna) 130

(4)
Conhecendo o SAP

01
(5)
Acessando o SAP – Passo 1

Para acessarmos o SAP, basta darmos um


duplo clique em cima do ícone SAPLOGON
na área de trabalho do computador.

(6)
Acessando o SAP – Passo 2

Clique duas vezes no


ambiente AMP para
acessar a tela de login.

(7)
Acessando o SAP – Passo 3

User: Matrícula Hydro


Password: 300Brasap
Language: PT

(8)
Configuração inicial – Passo 1

Antes de começar a operar


o SAP é necessário ajustar o
layout local, para isto:

Clique no botão ou
pressione simultaneamente
as teclas <ALT> + <F12>.

(9)
Configuração inicial – Passo 2

Clique em opções

(10)
Configuração inicial – Passo 3

2
3
4

Clique em design interativo,


visualização 1 e depois em controles e
marque as duas opções em vermelho.
5

(11)
Conhecendo o SAP

Chamamos de
BARRA DE Chamamos esses
MENU botões de BARRA DE
BOTÕES

Nestas caixas
encontram-se os
programas.

Clique na seta para


visualizarmos os dados
técnico do SAP.

(12)
Conhecendo o SAP

Analisando a caixa de diálogo na figura observe estes dados técnicos


que visualizamos.

Por estes dados podemos saber o usuário que está conectado, a


transação que estamos executando. Lembrar sempre que Programa é
o mesmo que transação, falaremos agora somente de TRANSAÇÕES.

(13)
Conhecendo o SAP
Esta é a barra de MENUS, nela visualizamos alguns agrupamentos
como: requisição de compra, processar, ambiente, sistema e ajuda.

Esta barra modifica de transação para transação.

(14)
Conhecendo o SAP
Observe que quando clicamos em cima de qualquer uma dessas palavras, abre-se
uma lista recursos como mostra a figura abaixo.

Item Outra ReqCompra=> significa abrir uma outra RC;


Item Exibir/modificar => significa ir para a transação de exibir ou modificar e
Item Encerrar => significa encerrar esta solicitação.
E assim, segue o mesmo raciocínio para todas as transações. Devemos lembrar
que esse conteúdo modifica de transação para transação.

(15)
Conhecendo o SAP

Agora que já conhecemos a barra de menus vamos conhecer um pouco


sobre a barra de botões:

Esta é uma barra que está presente em todas as telas do SAP. Observe
que temos nela alguns botões ativos e outros inativos, eles mudam de
transação para transação.

(16)
Conhecendo o SAP

ENTER

Os seguintes comandos podem ser transferidos para este campo com ENTER:

Chamar uma transação na mesma janela:


Digitar /Nxxxx (xxxx = código de transação), tecle <ENTER>.

Em janelas Diferentes
Digitar /Oxxxx (xxxx = código de transação), tecle <ENTER>.

VOLTAR => significa voltar uma janela, podemos usar a tecla <F3>.

CANCELAR => significa cancelar a atividade e voltar tela principal, podemos


usar o conjunto de teclas <SHIFT> + <F3>.

CANCELAR => significa cancelar a atividade, podemos usar a tecla <F12>.

CRIAR NOVA JANELA => Podemos criar nova janela, sem alterar a existente.

AJUDA => Informações sobre o campo tais como, conceito, utilização e etc.

(17)
Conhecendo o SAP

GRAVAR => utilizado para gravar registros, podemos usar o conjunto de


teclas <CTRL> + <S>.

MOVIMENTAR PAGINAS => significa movimentar para a primeira página


na mesma tela.

MOVIMENTAR PAGINAS => significa movimentar para a última página na


mesma tela.

MOVIMENTAR PAGINAS => significa movimentar para a página anterior.

MOVIMENTAR PAGINAS => significa movimentar para a página posterior.

(18)
Conhecendo o SAP

Outra Barra de Botões que poderá aparecer nas transações no módulo


de MM.

(19)
Conhecendo o SAP

MARCAR TODOS => utilizado para marcar todos os itens, podemos usar o
conjunto de teclas <CTRL> + <F6>.

DESMARCAR TODOS => utilizado para marcar todos os itens, podemos usar o
conjunto de teclas <CTRL> + <F7>.

MARCAR INICIO até FIM => utilizado para marcar do início até o fim do bloco,
podemos usar o conjunto de teclas <CTRL> + <F9>.

REGISTRAR LINHAS => registra todos os itens, podemos usar o conjunto de


teclas <CTRL> + <SHIFT> + <F1>, este botão é pouco usado.

ELIMINAR => utilizado para eliminar item, podemos usar o conjunto de teclas
<SHIFT> + <F2>.

DETALHE CABEÇALHO => utilizado para visualizar dados gerais do


documento, podemos usar a tecla <F6>.

(20)
Conhecendo o SAP

ENDEREÇO DO FORNECEDOR => utilizado para visualizar


endereço do fornecedor, podemos usar a tecla <F7>.

PARCEIRO => utilizado para visualizar a função parceiro do


fornecedor.
ESTRATÉGIA DE LIBERAÇÃO => utilizado para acessar a
estratégia de liberação.

MENSAGEM => utilizado para imprimir documentos.


Podemos utilizar o conjunto de Teclas <SHIFT> + <F1>.

DETALHE DO ITEM => utilizado para visualizar dados


cadastrais de itens, referente a condições comerciais.
Podemos utilizar a Tecla <F2>.
DADOS ADCIONAIS => utilizado para visualizar outros
dados, como outros dados logísticos.

(21)
Conhecendo o SAP

CONDIÇÕES DO ITEM => utilizado para visualizar as


condições do item. Podemos utilizar o conjunto de Teclas
<SHIFT> + <F6>.
TEXTOS DO ITEM => utilizado para digitarmos textos
referentes ao item. Pouco utilizado.

ENDEREÇO DE REMESSA => utilizado para visualizar o


endereço de remessa do documento. Pouco utilizado.

HISTÓRICO DO PEDIDO => utilizado para visualizarmos


movimentos anteriores para este pedido. Pouco utilizado.

DIVISÕES => utilizado para visualizarmos as divisões de


entrega deste item.

SINTESE => utilizado para voltarmos a tela inicial da


transação.

(22)
Conhecendo o SAP

Outra Barra de Botões que poderá aparecer nas transações no módulo


de MM.

(23)
Conhecendo o SAP

MODIFICAR/EXIBIR => utilizado para modificarmos e/ou


exibirmos uma ação.
ENTRADAS NOVAS => usado para criarmos um novo
conteúdo.
COPIAR COMO => utilizado para criarmos um conteúdo
com cópia de outro.
ELIMINAR => usado para eliminar uma linha de dados.

DESFAZER MODIFICAÇÃO => utilizado para desfazer a


modificação feita.
MARCAR TUDO => utilizado para marcar todas as linhas de
Seleção.
MARCAR BLOCO => utilizado para marcar o bloco de
Seleção.
DESMARCAR TUDO => utilizado para desmarcar a Seleção
Feita.

(24)
Introdução

02
(25)
Terminologias

• HAMP SAP – Sistema Integrado de Gestão Empresarial da Hydro;

• SPOT – Refere-se a um evento único e esporádico, tratando-se de materiais seria uma compra
sem contrato homologado, tratando-se de serviços uma contratação única que terá por base um
pedido e não um contrato básico;

• OM – Ordem de manutenção;

• FRS – Folha de registro de serviço;

• MRP – Planejamento das necessidades de materiais;

• PEDIDO - Um pedido de compras é um documento formal que representa uma negociação entre
uma organização de compras e um fornecedor para adquirir materiais ou serviços.

• CONTRATO BÁSICO – Um contrato de compras é um documento formal de negociação de longo


prazo entre uma organização de compras e um fornecedor, referente ao suprimento de materiais
ou prestação de serviços em um determinado período, de acordo com prazos e condições
predefinidas.

• PMU – Preço médio unitário;

• NBS – Nomenclatura brasileira de serviços.

• RC – Requisição de Compras

(26)
Conceituação

Requisição de Compras é:
• É o instrumento básico para a identificação de materiais ou serviços que devem ser supridos;

• Autoriza o departamento de compras a efetuar a aquisição de determinado material ou contratação


de serviço e

• É um documento interno: não é utilizado fora da empresa, portanto não é impresso.

(27)
Tipos de requisição
• NB – Para reposição de itens de estoque. Sua emissão só é permitida pelo processo automático
de MRP, sua emissão manual é vedada a qualquer usuário e será considerada concluída quando
um pedido for emitido. Não há necessidade de aprovação pela hierarquia;

• RB – Para compra de material spot, liberação de contrato de material ou contratação de serviços


spot ou RSE e aditivos, este tipo de requisição é emitida automaticamente pela OM ou ainda
manualmente pelos usuários, será considerada concluída quando um pedido for emitido. Sua
aprovação deverá seguir a hierarquia do emitente da requisição conforme a DED em vigor;

• RV – Para suprimento de materiais ou prestação de serviços de longo prazo. Sua emissão só


pode ser feita de forma manual pelos usuários, este tipo de requisição será concluída quando um
contrato básico for emitido. Sua aprovação deverá seguir a hierarquia do emitente da requisição
conforme a DED em vigor;

• ZDP – Para medição de contratos de serviço que tenham incidência de ICMS ou que estejam
relacionados com a aquisição de mercadorias e que irão atualizar o PMU dos itens de estoque ou
aplicação direta e não teremos a emissão de FRS, como por exemplo: energia elétrica,
transporte intermunicipal, fornecimento de refeição e transporte de cargas. Sua
emissão só pode ser feita de forma manual pelos usuários e será considerada concluída quando
um pedido for emitido. Sua aprovação deverá seguir a hierarquia do emitente da requisição
conforme a DED em vigor e

• ZREG – Para regularização de processos onde a aquisição de materiais ou a prestação de


serviços já tenham ocorrido. Sua emissão só pode ser feita de forma manual pelos usuários e
será considerada concluída quando um pedido for emitido. Sua aprovação deverá seguir a
hierarquia do emitente da requisição conforme a DED em vigor.

(28)
Contratação de serviços
No sistema SAP, teremos a opção de escolher entre 884 serviços previamente codificados para atender as
necessidades relacionadas com a prestação de serviço terceirizada.

Como exemplo disto, temos:

 Serviços de construção de edificações industriais;

 Serviços de transporte aéreo de cargas postais, remessas expressas e cargas congêneres;

 Serviços de consultoria geológica e geofísica;

 Serviços de transporte multimodal de cargas especiais e de grande porte;

 Fornecimento de alimentação sob contrato e

 Etc. m utilização de material

(29)
Contratação de serviços com utilização de material
Para a aquisição de materiais e contratação de serviços devemos atentar para as seguintes definições legais:

Os contratos de serviços que podem ter aplicação de material, constantes nos itens 7.02 e 7.05 da lei complementar 116/2003,
há somente a emissão de nota fiscal de serviço, os contratos que não estiverem enquadrados nestes itens, obrigatoriamente
terão que emitir notas fiscais de serviço e de material.

7.02 – Execução, por administração, empreitada ou sub empreitada, de obras de construção civil, hidráulica ou elétrica e de
outras obras semelhantes, inclusive sondagem, perfuração de poços, escavação, drenagem e irrigação, terraplanagem,
pavimentação, concretagem e a instalação e montagem de produtos, peças e equipamentos (exceto o fornecimento de
mercadorias produzidas pelo prestador de serviços fora do local da prestação dos serviços, que fica sujeito ao ICMS).

7.05 – Reparação, conservação e reforma de edifícios, estradas, pontes, portos e congêneres (exceto o fornecimento de
mercadorias produzidas pelo prestador dos serviços, fora do local da prestação dos serviços, que fica sujeito ao ICMS).

§ 6º. – Não se inclui na base de cálculo do Imposto sobre serviços de qualquer natureza o valor dos materiais fornecidos pelo
prestador dos serviços previstos nos itens 7.02 e 7.05, da lista de serviços.

§ 7º. – Para fins do disposto nos itens 7.02 e 7.05, quando o prestador de serviços não comprovar os materiais utilizados, o
imposto será calculado na base de 60% (sessenta por cento) do valor total da nota fiscal.

(30)
Tipos de contrato de serviço

WK – Contratos por valor:

 As requisições dos contratos por valor, deverá ter preenchido no campo quantidade o número 1 e no
campo valor o montante do serviço a ser contratado.

MK – Contratos por quantidade:

 As requisições dos contratos por quantidade, deverá ter preenchido no campo quantidade o
montante do serviço a ser contratado e no campo valor o número 1.

Observação:

 Os contratos que no processo de medição demandem rateio superior a 3 casas decimais deverá ser
criado tipo MK.

(31)
Campos na requisição de material
Itens:

• É obrigatório que todos os itens de material requisitados estejam previamente codificados no HAMP
SAP.

Categoria de classificação contábil:

• U – Utilização desconhecida não permitida para materiais;

• K – Deve ser utilizada em compras para um ou mais centros de custo;

• P – Deve ser utilizada em compras para um ou mais projetos e

• F – É informado automaticamente quando a requisição de compras for criada a partir de uma OM.

Data de remessa:

• Data sugerida na qual o material deve ser entregue na planta.

Fornecedor pretendido:

• Não é permitido o preenchimento deste campo.

(32)
Campos na requisição de material
Grupo de compradores:

• Normalmente o comprador estará definido no mestre de material, caso este campo venha em branco,
comunicar o Supervisor ou Gerente de Compras de compras que então irá indicar para qual
comprador deverá ser atribuída esta requisição e o Supervisor ou Gerente de Compras deverá solicitar
ao Almoxarifado a inclusão do comprador responsável para este item de material.

Determinação automática de fonte de suprimento:

• Esta opção sempre deve estar selecionada, uma vez que na ausência desta opção, os materiais que já
possuem contratos homologados não terão seus pedidos atribuídos de forma automática, podendo
ocasionar ainda em uma compra spot indevida.

Nota de Cabeçalho:

• Deve conter informações importantes tais como:

• Contato (e-mail e telefone) do requisitante

• Solicitação de visita técnica e parecer técnico. Para visita técnica deverá ser informado: Local,
Endereço, Pessoa e Telefone de contato.

• Outras informações relevantes ao comprador, que visem facilitar a cotação e tornar mais rápido o
processo de compra.

(33)
Campos na requisição de serviço
Itens:

• É obrigatório que todos os itens de serviço requisitados estejam previamente codificados no HAMP
SAP.

Categoria de classificação contábil:

• U – Utilização desconhecida, utilizar em requisições de contratos guarda chuva.

• K – Deve ser utilizada em compras para um ou mais centros de custo;

• P – Deve ser utilizada em compras para um ou mais projetos e

• F – É informado automaticamente quando a Requisição de Compras for criada a partir de uma OM.

Categoria do item:

• Escolher a opção “D” para requisitar um serviço.

Grupo de Mercadoria:

• Família de serviços baseado na NBS.

Data de remessa:

• Data na qual o serviço deve ser executado na planta.

(34)
Campos na requisição de serviço
Número pessoal:

• Em todas as requisições a matricula do gestor do contrato deve ser informada neste campo na aba de
serviços no item.

Fornecedor pretendido:

• Não é permitido o preenchimento deste campo

Grupo de compradores:

• No caso de serviços, informar o código do supervisor de compras e o mesmo fará a atribuição da


requisição ao comprador correto.

Nota de Cabeçalho:

Deve conter informações importantes tais como:

• Contato (e-mail e telefone) do requisitante

• Solicitação de visita técnica e parecer técnico. Para visita técnica deverá ser informado: Local, Endereço,
Pessoa e Telefone de contato.

• Outras informações relevantes ao comprador, que visem facilitar a cotação e tornar mais rápido o
processo de compra.

(35)
Aditivos
Tipo: RB

Itens:

• Descrição livre sem necessidade de codificação

Categoria de classificação contábil:

• U – Utilização desconhecida

Data de remessa:

• Prazo a ser aditado

Preço de avaliação:

• O valor total do aditivo

Nota de Cabeçalho:

Deve conter informações importantes tais como:

• Contato (e-mail e telefone) do requisitante

• Detalhes do contrato a ser aditado

• Motivação do aditamento do contrato.

• Etc.

(36)
Ciclo de suprimento spot de materiais externos

(37)
Ciclo de suprimento de serviços externos

(38)
Comparação do suprimento de materiais e de serviços

(39)
Documentos de compras

Bestellanforderung Anfrage Angebot


Requisição compra Solic. cotação Cotação
Bestell- Anfrage
Requisição Sol.cotação Angebot Angebot
anforderung Cotação Cotação
compra

?? A
A ?? B
B

Bestellung Kontrakt Leistungs-


Contrato Pedido Folha de
erfassungsblatt
registro de serviço
Bestellung Kontrakt
Contrato Pedido
1
1
2
2

(40)
Estrutura de um documento de compras

Documento de compra
Einkaufsbeleg
•• Dados
Allg. Daten
gerais
Cabeçalho
Kopf •• Estatíticas
Statistik
• • Nachrichten
Mensagens
• •Konditionen
Condições

• Allg.
• Descrição
Beschreibung
geral des
do
Position
Item Vorhabens:
projeto:
implementação
Software - Einführung
de software
• Termin:
• Data:31.10.
31/10/

• Descrição
Leistungsbeschreibung
do serviço
Leistungs-
Linhas de • Quantidade
• Menge
serviços
zeilen •• Condições
Konditionen
Especificações
Leistungs-
LV
Especs.
verzeichnis
do serviço

(41)
Categoria do item

Categorias de Itens

Norm al
Requisição
de Com pras B Lim ite
SD C C Consignação
Dependente do L Subcontratação
Tipo de Docum ento S Direto a Terceiros
U Transf. Estoques
Pedidos
Contratos D Serviços
es

(42)
Objeto de classificação contábil

K: Centro de Custo

Docum ento P: Projeto


d
De Com pra

1 F: Ordem Interna
Associado
2 a
3 U: Desconhecido

Ctg. de Classificação
Contábil

(43)
Opções de criação

Compras Sol. cotação

Ordem Manut. Requisição Contratos

Manual

MRP
Pedidos

Cadastros

(44)
Dados requisição de compras

1 Dados default para os itens


Data da Rem essa / Grupo de Com pras / Centro / Etc.

2 Inform ações de Item – Tela O verview


M ateriais / Quantidades / Data da Rem essa
Grupo de Com pras / Etc.

3 Classificação Contábil - (se necessário)


Centro de custo / Conta Contábil /
Nº Projeto / Etc.

4 Verificação dos Dados

Salvar

(45)
Processando requisições de compras: etapas

(46)
Convertendo requisições de compras

(47)
Criação de anexos

03
(48)
Transações

CV01N CV02N
Criar Modificar

CV03N CV04N
Exibir Pesquisar

(49)
Acessando as transações

É possível acessar a transação


digitando diretamente o código no
campo de transações ou ainda
através da árvore de transações.

(50)
Criando um anexo – Passo 1

Digite o código PRO e então pressione a tecla <ENTER>

(51)
Criando um anexo – Passo 2

Descreva o(s) anexo(s)

(52)
Criando um anexo – Passo 3

Pressione este botão

(53)
Criando um anexo – Passo 4

Clique neste dialog box

(54)
Criando um anexo – Passo 5

Escolha o arquivo

(55)
Criando um anexo – Passo 6

Pressione este botão

(56)
Criando um anexo – Passo 7

Pressione este botão

(57)
Criando um anexo – Passo 8

Selecione a linha ao lado 1

Clique no botão ao lado 2

(58)
Criando um anexo – Passo 9

Clique na caixa de memorizar minha decisão 1

Clique no botão acima 2

(59)
Criando um anexo – Passo 10

Clique na caixa de memorizar minha decisão 1

Clique no botão acima 2

(60)
Criando um anexo – Passo 11

O anexo então foi criado sob o número 10000002258 e este número deverá ser usado no
momento da criação da Requisição de Compras, Pedido ou Contrato Básico.

(61)
Configurações iniciais da
Requisição de Compra
Externa

04
(62)
Acessando as transações

É possível acessar a transação


digitando diretamente o código no
campo de transações ou ainda
através da árvore de transações.

(63)
Configurações pessoais – Passo 1

Antes de iniciarmos a criação de RC, devemos personalizar as configurações


clicando na opção

(64)
Configurações pessoais – Passo 2

Ctg.item: É possível parametrizar como


padrão material ou serviço;

CtgClassCont: É possível parametrizar como


padrão K,P,F ou U;

Requisitante: Informar a matrícula Hydro.

(65)
Configurações pessoais – Passo 3

2
1

Selecione os campos determin. fonte suprim. e


centro e então pressione no botão ao lado.

(66)
Configurações
Configurações pessoais
iniciais ––Passo
Passo44

Determ.fonte.suprim.: Sempre deixar


marcada esta opção.

Centro: É possível parametrizar o centro


de acordo com a empresa.

Após parametrizar de acordo


com a sua necessidade clique
no botão

(67)
Configurando o layout – Passo 1

É possível customizar o layout das colunas da RC


clicando no botão

(68)
Configurando o layout – Passo 2

Sugestão de layout – Parte 1

(69)
Configurando o layout – Passo 3

Sugestão de layout – Parte 2

Uma vez escolhido o layout clique no botão e salve o novo layout.

(70)
Configurando o layout – Passo 4

Dê o nome ao novo layout. 1

Descreva o novo layout 2

Clique no botão acima 3

(71)
Configurando o layout 2 – Passo 1

Escolha qualquer um dos tipos de


requisição a seguir:

• RB
• RV
• ZDP
• ZREG

(72)
Configurando o layout 2 – Passo 2

1 2

Preencher a letra “D” no campo Ctg. Item


e “S000” e no campo GrpMercads.

(73)
Configurando o layout 2 – Passo 3

Pressione a barra de rolagem até


encontrar a coluna campo de usuário 3.

(74)
Configurando o layout 2 – Passo 4

Arraste a coluna campo do usuário 3


para o lado da coluna texto breve.

(75)
Configurando o layout 2 – Passo 5

Clique neste botão

(76)
Configurando o layout 2 – Passo 6

Escreva seu nome 1

Pressione este botão 2

(77)
Configurando o layout 2 – Passo 7

Escolha a opção com seu nome

(78)
Configurando o layout 2 – Passo 8

Escolha a opção com seu nome 1

Clique no botão transferir 2

(79)
Criando uma Requisição de
Compra Externa

05
(80)
Transações

ME51N
Criar

ME52N
Modificar

ME53N
Exibir

(81)
Acessando as transações

É possível acessar a transação


digitando diretamente o código no
campo de transações ou ainda
através da árvore de transações.

(82)
Criando uma RC de material - Passo 1

Escolha um dos tipos de requisições


permitidos:

• RB
• RV
• ZDP
• ZREG

(83)
Criando uma RC de material - Passo 2

Clique neste dialog box

(84)
Criando uma RC de material - Passo 3

Para requisições de
material utilizar normal.

(85)
Criando uma RC de material - Passo 4

Clique neste dialog box

(86)
Criando uma RC de material - Passo 5

Escolha o tipo de CtgClasCon:

• F – Ordem de manutenção;
• K – Centro de Custo;
• P – Projeto.

(87)
Criando uma RC de material - Passo 6

Clique neste dialog box

(88)
Criando uma RC de material - Passo 7

Selecione o material que irá ser


requisitado.

(89)
Criando uma RC de material - Passo 8

Informe a quantidade do material a ser solicitada.

(90)
Criando uma RC de material - Passo 9

Informe a data de necessidade do recebimento do material na empresa.

(91)
Criando uma RC de material - Passo 10

Informe o centro de custo, projeto ou ordem de manutenção.

(92)
Criando uma RC de material - Passo 11

Para anexar documentos selecione a linha.

(93)
Criando uma RC de material - Passo 12

Então pressione este botão.

(94)
Criando uma RC de material - Passo 13

Escreva o código PRO. 1

Digite o código do anexo criado. 2

Pressione este botão.

(95)
Criando uma RC de material - Passo 13

Uma vez que todos os dados tenham sido preenchidos, pressione o


botão .

(96)
Criando uma RC de serviço - Passo 1

Escolha um dos tipos de requisições


permitidos:

• RV
• RB
• ZREG

(97)
Criando uma RC de serviço - Passo 2

Clique neste dialog box

(98)
Criando uma RC de serviço - Passo 3

Para requisições de serviço


utilizar D prestação de
serviços.

(99)
Criando uma RC de serviço - Passo 4

Clique neste dialog box

(100)
Criando uma RC de serviço - Passo 5

Escolher o tipo de CtgClasCon:

• F – Ordem de manutenção;
• K – Centro de Custo;
• P – Projeto;
• U – Contratos do tipo guarda-chuva.

(101)
Criando uma RC de serviço - Passo 6

No campo de texto breve descreva de forma livre o objeto da requisição.

(102)
Criando uma RC de serviço - Passo 7

Clique neste dialog box

(103)
Criando uma RC de serviço - Passo 8

Selecione o grupo do serviço.

(104)
Criando uma RC de serviço - Passo 9

Clique neste dialog box

(105)
Criando uma RC de serviço - Passo 10

Selecione o serviço que irá ser requisitado.

(106)
Criando uma RC de serviço - Passo 11

Informe o centro de custo, projeto ou ordem de manutenção.

(107)
Criando uma RC de serviço - Passo 12

Detalhe as linhas do QQP

(108)
Criando uma RC de serviço - Passo 13

Informe a quantidade do serviço

(109)
Criando uma RC de serviço - Passo 14

Informe o preço do serviço.

(110)
Criando uma RC de serviço - Passo 15

Informe a matrícula do gestor


do contrato de serviço.

(111)
Criando uma RC de serviço - Passo 16

Clique neste dialog box

(112)
Criando uma RC de serviço - Passo 17

Selecione o possível comprador


responsável pela requisição.

(113)
Criando uma RC de serviço - Passo 18

Para anexar documentos selecione a linha.

(114)
Criando uma RC de serviço - Passo 19

Então pressione este botão


para anexar o documento.

(115)
Criando uma RC de serviço - Passo 20

Escreva o código PRO. 1

Digite o código do anexo criado. 2

Pressione este botão.

(116)
Criando uma RC de serviço - Passo 21

Uma vez que todos os dados tenham sido preenchidos, pressione o


botão .

(117)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 1

Ativar a síntese de documentos

(118)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 2

Clique neste botão

(119)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 3

Clique na opção Requisições de compra.

(120)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 4

Utilize as opções de pesquisa


para encontrar o documento
desejado.

(121)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 5

Clique no número
da RC.

(122)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 6

Arraste a numeração até o ícone

(123)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 7

Atualize a data de remessa.

(124)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 8

Informe o centro de custo, projeto ou ordem de manutenção.

(125)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 9

Para anexar documentos selecione a linha.

(126)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 10

Então pressione este botão


para anexar o documento.

(127)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 11

Escreva o código PRO. 1

Digite o código do anexo criado. 2

Pressione este botão.

(128)
Criando uma RC – síntese de documentos – Passo 12

Uma vez que todos os dados tenham sido preenchidos, pressionar o


botão .

(129)
Criando uma Reserva
(Requisição interna)

06
(130)
Transações

MB21
Criar

MB22
Modificar

MB23
Exibir

(131)
Passo 1 – acessando as transações

É possível acessar a transação digitando


diretamente o código no campo de
transações ou ainda através da árvore de
transações.

(132)
Criando uma reserva - Passo 1

Clique neste dialog box

(133)
Criando uma reserva - Passo 2

Escolha uma das duas opções:

 201 – Consumo para centro de custo e


 221 – Consumo para projeto.

(134)
Criando uma reserva - Passo 3

BRP (Albras), ADN (Alunorte) e


PAM (Paragominas)

(135)
Criando uma reserva - Passo 4

Escrever o local de entrega:

 Área ou

 Balcão

(136)
Criando uma reserva - Passo 5

Clique neste dialog box

(137)
Criando uma reserva - Passo 6

Escolha o centro de custo


pertinente a operação através das
pesquisas possíveis.

(138)
Criando uma reserva - Passo 7

Clique neste dialog box

(139)
Criando uma reserva - Passo 8

Escolha o material a ser solicitado


dentro das possíveis opções de
pesquisa.

(140)
Criando uma reserva - Passo 9

Informe a quantidade

(141)
Criando uma reserva - Passo 9

Informe o depósito

(142)
Criando uma reserva - Passo 10

Clique neste botão

(143)
Criando uma reserva - Passo 11

Preencher este campo 1


Preencher este campo 2

(144)
Criando uma reserva - Passo 12
Pressione no botão ao
lado para salvar a
reserva.

Uma vez salvo você


terá exibida a seguinte
mensagem:

(145)
Informações de contato para suporte

Aldo Almeida
E: aldo.almeida@hydro.com
C: (91) 8899 – 5540

Leôncio Bitar
E: leoncio.bitar@hydro.com
C: (91) 8856 - 5987

(146)
(147)