Sie sind auf Seite 1von 3

1 - Descreva o espaço físico do Bloco Cirúrgico (andar,disposição,o que fica perto,

etc).

Deve ser grande o suficiente para que o pessoal paramentado se movimente ao redor dos
equipamentos não estéreis e do pessoal não paramentado sem correr o risco de se
contaminar;

A sala deve ser projetada de maneira simples, para facilitar sua limpeza;

O piso, o teto e outras superfícies devem ser lisos, não porosos, sem ângulos e sem
prateleiras e construídos com material à prova de fogo e capaz de suportar limpezas
frequentes com desinfetantes fortes;

Não deve ter cantos, chanfros ou estruturas similares;

As paredes devem ser pintadas com tinta hospitalar, devido à alta durabilidade, agente
fungicida, baixo odor, fácil manutenção e resistência a produtos de limpeza hospitalar e
suas cores devem ser suaves e claras.

2 - O que compõe o B.C (o que tem na sala)?

• Vestiário

• Sala de pré-operatório e anestesia

• Sala de suprimentos de anestesia

• Sala de suprimentos estéreis

• Sala de material de limpeza

• Farmácia

• Sala de paramentação

• Sala de cirurgia (espaço físico, ventilação, temperatura e umidade, mobiliário e


equipamentos, iluminação).

• Sala de pós-operatório

• Sala cirúrgica para pequenos procedimentos

• Central de gase

3 - Materiais fixos de uma sala operatória.

Mesa cirúrgica, mesa de maio, mesa do anestesista, mesa do instrumentador, tubulação


de ar comprimido, O2 e vácuo, foco de luz, carrinho de emergência, portas de correr.

4 - O que é índice de "Aldrete" ?

Índice Aldrete e Kroulik: este método tem como proposta, a avaliação dos sistemas
cardiovascular, respiratório, nervoso central e muscular dos pacientes submetidos a ação
das drogas anestésicas, por parâmetros clínicos de fácil verificação, como frequência
respiratória, pressão arterial, atividade muscular, consciência e saturação de O2.

Índice de Aldrete e Kroulik: Neste escore, aplica-se uma pontuação de 0 a 2 para cada
parâmetro clínico avaliado. A soma dos pontos obtidos indica a possibilidade de alta da
RA. Um total de 8 a 10, por três análises consecutivas, significa que o paciente tem
condições clínicas e a possibilidade de ser transferido para sua unidade de origem.

5 - Fale sobre a SRPA, crie e evolua um paciente que supostamente esteja em POI
de mastectomia radical com “riqueza de detalhes”.

A Sala de Recuperação Pós-Anestésica é o local destinado ao atendimento intensivo do


paciente, no período que vai desde sua saída da Sala de Operação até a recuperação da
consciência, eliminação de anestésicos e estabilização dos sinais vitais. É um período
considerado crítico uma vez que, é nele que surge uma série de complicações advindas
do procedimento anestésico-cirúrgico, ao qual o cliente foi submetido.

Evolução de enfermagem:

03/01/11 0 - 07:00h Paciente admitida na SRPA em POI de mastectomia radical, sob


anestesia geral. Consciente, atendendo aos comandos verbais. FO apresenta-se
sangrante, em quantidade moderada. AVP em MSD, infundindo soroterapia. Em uso de
SVD, drenando 400 ml de diurese, com coloração característica. Exames, sandália e
óculos, entregues ao acompanhante (filho).___________________________Juliane cvb

6 - Descreva as complicações possíveis na SRPA.

Complicações respiratórias, obstrução de vias aéreas, embolia pulmonar, hipoxemia,


etc.

7 - Quais as funções de um técnico de enfermagem no B.C?

1) Assistência de enfermagem pré-cirúrgica geral: abrange o preparo sócio-


psíquico-espiritual e o preparo físico
2) Preparar o paciente, dando total apoio
3) Posicionar o paciente
4) Preparo da sala operatória
5) Assistência durante a cirurgia
6) Assistência após a cirurgia

Bibliografia:

Apostila - Enfermagem Médico Cirúrgico (Gláucia)


Sites de referência:

www.scielo.br

www.cirurgia.vet.ufba.br