Sie sind auf Seite 1von 9

Professor: Classificação:

Ano letivo: 20__/20__ Tomei conhecimento:

Nome do Aluno: __________________________________________________ N.º: _____

AVALIAÇÃO À DISCIPLINA DE GEOGRAFIA Curso Profissional


Data: ___/ ___/202__ Módulo/UFCD n.º B1 – Quadro Natural T. TURISMO
de Portugal – Relevo 10º Ano

1. Observa as imagens sobre as diferentes áreas do litoral.

1.1 Refere as imagens que correspondem a:


A) costa alta: ______________________ B) costa baixa. ___________________________

1.2 Refere em que tipo de costa predomina a ação de erosão.


_______________________________

1.3 A ação erosiva do mar compreende três fases. Seleciona as opções corretas.
a) Transporte ____ b) Acumulação ____ c) Desgaste ____ d) Construção ____ e) Destruição
____

1.4 Seleciona as afirmações que correspondem a características da costa baixa.

a) Predomina a ação de desgaste.


b) Predomina a ação de acumulação.
c) Possui uma altitude reduzida.
d) Em geral é rochosa e escarpada.
e) Em geral é arenosa e aplanada, embora possa apresentar um caráter rochoso em certas áreas.

1.5 Assinala a única opção que corresponde à definição de plataforma de abrasão.

a) Movimento de grandes massas de água.


b) Rocha isolada devido à queda da ponte de um arco.
c) Área onde se acumulam os materiais que resultam do desmoronamento da arriba.
d) Significa o mesmo que falésia.

MÓDULO/UFCD B1 1/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
e) Erosão da costa provocada pelo mar.

2. Assinala a opção que completa dee forma correta cada uma das afirmações.

2.1 A ação erosiva que o mar exerce sobre as arribas denomina-se...


a) Abrasão fluvial.
b) Abrasão marinha.

c) Regressão marinha.

2.2 Uma arriba morta ou fóssil é uma…


a) arriba que sofre ação erosiva direta do mar.
b) forma do litoral de grande altitude.

c) arriba que deixa de estar em contacto com o mar.

2.3 Uma arriba viva é uma...


a) avertente rochosa que entra pelo mar.
b) área de acumulação de areias e sedimentos.

c) forma do litoral exposta à ação de desgaste do mar.

3. Tendo em conta a imagem, explica o processo de recuo de uma arriba.

A B C
________________________________________________

________________________________________________

________________________________________________

________________________________________________
___________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________

___________________________________________________________________________________________

MÓDULO/UFCD B1 2/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
4. Observa com atenção o esquema com as formas de relevo do litoral.

4.1 Preenche a legenda com base nas formas de relevo do litoral assinaladas no esquema acima.

A – _____________________ B – _____________________ C – _____________________

D – _____________________ E – _____________________ F – _____________________

G – _____________________ H –
___________________

5. A costa portuguesa apresenta diferentes tipos de


formas.

5.1 Assinala, no mapa ao lado, os acidentes de


relevo que se seguem:

A) Estuário do Tejo
B) Concha/baía de São Martinho
C) Estuário do Sado
D) Tômbolo de Peniche
E) Haff-delta de Aveiro
F) Lido de Faro

MÓDULO/UFCD B1 3/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
6. Faz a correspondência entre os conceitos e o seu processo de formação.

Coluna I Coluna II

1 – Zona lagunar resultante da acumulação de sedimentos


A – Baía de São Martinho do Porto
transportados pelo rio Vouga, separada do mar por uma restinga.

B – Cabo 2 – Cordão arenoso que liga uma antiga ilha rochosa ao continente.

3 – Reentrância do mar no continente, formada em áreas com rochas


C – Estuários do Tejo e do Sado
brandas.
4 – Zona lagunar resultante da acumulação de sedimentos
D – Haff-delta de Aveiro transportados pelas correntes marítimas, formando imensas ilhas e
restingas.

E – Tômbolo de Peniche 5 – Foz do rio que desagua no Atlântico através de um único braço.

6 – Saliência da linha de costa que penetra no mar, em virtude de


F – Lido de Faro
apresentar rochas mais duras.

7. Assinala com uma cruz (X) as afirmações verdadeiras e falsas. V F

a) Nos dois arquipélagos a linha de costa é predominantemente baixa e arenosa.

b) O Haff-delta de Aveiro é uma laguna interior onde o rio Douro desagua.

c) Nos arquipélagos da Madeira e dos Açores o litoral é formado quase na totalidade por arribas
escarpadas.
d) O estuário do Tejo corresponde à foz do rio Tejo, que desagua no oceano por vários canais.

e) A linha de costa em Portugal Continental apresenta um traçadi praticamente retilíneo.

MÓDULO/UFCD B1 4/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
56788
56788

8. Completa a imagem com a legenda respetiva


ao relevo marinho.

Zona abissal Vulcão submarino

Plataforma continental Talude continental

Rifte Fossa oceânica

9. Completa o mapa com os portos marítimos portugueses em falta.

10. Estabelece a correspondência correta entre os tipos de pesca e as respetivas definições.

Pesca Pesca do
Pesca
Definições Costeir largo ou
Local
a longínqua

Pratica-se em áreas perto da costa em pequenas embarcações e traineiras.

MÓDULO/UFCD B1 5/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
As embarcações são de pequena dimensão, capturam uma pequena
quantidade de pescado.

Operam por curtos períodos de tempo.

Pratica-se muito longe da costa, em ZEE nacionais, estrangeiras e águas


internacionais.

Os barcos permanecem um ou dois dias no mar e capturam sobretudo


carapau e sardinha.

Ocorre perto do litoral ou em rios, lagos e lagoas.

As embarcações têm grande capacidade de carga, meios de conservação


sofisticados.

As embarcações permanecem longos períodos no mar.

11. Classifica as características do tipo de pesca como artesanais ou industriais.

Pesca
Características Pesca
Artesanal
Industrial

Equipamento rudimentar

Tripulação especializada

Curtos períodos no mar

Pesca em alto mar

Pequenas embarcações

Reduzido volume de capturas

As embarcações têm grande capacidade de carga, meios de conservação


sofisticados.

As embarcações permanecem longos períodos no mar.

12. O gráfico apresenta uma das apostas para a rentabilização dos recursos marinhos portugueses
e para a proteção das espécies.

MÓDULO/UFCD B1 6/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
12.1 Assinala com uma cruz (X) as afirmações verdadeiras e falsas. V F

a) A aquicultura em água doce é exclusivamente em regime intensivo.

b) Em Portugal, a aquicultura é desenvolvida nas águas interiores e no mar.

c) No regime extensivo, a alimentação é baseada em rações industriais.

d) Nas águas salobras e marinhas predomina a aquicultura em regime extensivo.

13. Assinala, com um X, a hipótese que completa de forma mais correta as afirmações seguintes:
13.1 Por plataforma continental entende-se…
a) uma unidade morfológica submersa, contígua ao continente, ligeiramente inclinada, que se estende até
uma profundidade de 200 metros.
b) uma unidade morfológica relativamente plana, localizada a 3000 e mais metros de profundidade.

c) uma depressão submarina, estreita e profunda, que se estende para lá da planície abissal até aos 10 000
metros de profundidade.

13.2 O fenómeno de upwelling é…


a) uma corrente de compensação favorável à obtenção de pescado, como a sardinha, durante o verão.
b) uma corrente quente, por isso não é muito favorável ao desenvolvimento de plâncton e de espécies
piscícolas.

c) muito frequente na costa meridional.

13.3 Um dos problemas atuais relacionados com a pesca é a...


a) subexploração do pescado.
b) sobrexploração do pescado.
c) diminuição da água dos mares.

13.4 Uma medida que permite garantir a sobrevivência dos stocks piscícolas é...
a) capturar peixes de todos os tamanhos.

b) estabelecer quotas de pesca.

MÓDULO/UFCD B1 7/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
c) não apostar na aquacultura.

13.5 Uma das causas da poluição da água é a...


a) deposição de resíduos no oceano.
b) pesca indiscriminada.
c) limitação das áreas de pesca.

13.6 Para uma correta gestão do litoral, atualmente sujeito a uma elevada pressão, é…
a) necessário  o cumprimento dos POOC e a recuperação das arribas litorais e dos ecossistemas dunares.
b) indispensável a reposição de areias na praia e a construção de edifícios no litoral.
c) aconselhável o combate à erosão, através da construção de barragens e eliminação de areia nas praias.

13.7 Os Planos de Ordenamento que têm procurado atenuar os problemas do litoral, são…
a) PDM
b) POOC
c) PGRH

14. Assinala as opções corretas.

Alguns dos problemas que afetam a pesca portuguesa são:

a) as embarcações antigas, pouco sofisticadas e sem segurança.


b) as embarcações de grande dimensão.
c) as redes de arrasto com malhas apertadas que provocam o esgotamento dos recursos pesqueiros.
d) a mão de obra sem formação e envelhecida.
e) os portos de desembarque de fácil acesso.
f) os limites máximos de captura de pescado.

15. Classifica com uma cruz (X) as afirmações verdadeiras e falsas.

Algumas das soluções para os problemas que afetam a pesca portuguesa são: V F

a) impor mais limites à captura do pescado.

b) modernizar a frota pesqueira.

c) qualificar a mão de obra e captar mais jovens.

d) fiscalizar as quantidades pescadas e o tamanho da malha das redes.

e) destruir a pesca artesanal.

f) renovar os portos de desembarque.

MÓDULO/UFCD B1 8/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO
COTAÇÕES (Total 200 pontos)
Itens 1. 4. 12.
1.1 1.2 1.3 4 1.5 2 3 1 5.1 6 7 8 9 10 11 1 13 14 15
Pontuaçã 1 1
o 8 5 6 9 7 2 15 8 12 8 15 9 8 8 8 12 7 15 18
Bom Trabalho!

MÓDULO/UFCD B1 9/9
QUADRO NATURAL DE PORTUGAL - RELEVO