You are on page 1of 3

A massagem é o conjunto de manobras executadas com a mão, braços, pés ou aparelhos, destinada a trazer

benefícios ao organismo.

Histórico

A massagem é tão antiga quanto o surgimento da humanidade, sendo que o documento mais antigo relativo a este
assunto, é o livro "Huang Di Nei Jing" escrito pelo imperador amarelo "Huang Di", há cerca de 5000 anos atrás.

A partir daí, esta terapia foi se desenvolvendo e se fortalecendo como ciência com Hipócrates, o sueco Ling,
Steiner, Reich e outros. Atualmente é utilizada amplamente para o tratamento de distúrbios psíquicos e físicos.

No Japão, surge no século XII o Shiatsu, a partir da introdução da medicina chinesa Do- In e Anna.

Massagem Oriental x Massagem Ocidental

A massagem oriental utiliza como princípio básico o reequilíbrio da energia "chi" (ou "ki"= energia) que circula ao
longo dos meridianos energéticos, através da digitopressura e outras manobras (Ex.: Do-In, Shiatsu e Tui Na), ou
da aplicação de agulhas ou moxa nos pontos energéticos (Ex.: Acupuntura e Moxabustão).

A massagem ocidental utiliza diversas manobras que possuem finalidade estética, desportiva ou terapêutica, se
destacando a Massagem Sueca, Massagem Reichiana, Massagem Psíquica, Drenagem Linfática, dentre outras.

1. Massagem Do-In

Corresponde à uma auto-massagem criada pelos japoneses provavelmente no Século XII. Do significa caminho e
in, casa, assim, Do-In significa caminho para casa; a casa é nosso corpo, nossa energia vital (Ki). Esta auto-
massagem deve ser praticada preferencialmente pela manhã, diariamente, a partir da digitopressura sobre pontos de
comando, localizados nos meridianos energéticos do corpo humano. Deve ser incluída a massagem dos pés
(reflexologia), já que lá estão representados os pontos reflexos referentes aos órgãos do corpo humano.

2. Tui-Ná

A medicina tradicional chinesa, compilada inicialmente através do "livro da medicina interna do Imperador
Amarelo", de Huang Di, há cerca de 5000 anos, divide-se em 5 ramos ou especialidades principais: a cura pela
colocação de agulhas e/ou queima de bastões de artemísia em pontos específicos, a cura pela ingestão de uma dieta
equilibradora, a cura pela ingestão de chás naturais, a cura pelos exercícios físicos (Tai Chi Chuan), e a cura pela
massagem terapêutica (Tui-Ná).

Tui Na, significa empurrar com as mãos unidas; é uma técnica de digitopressura outras manobras que tem como
finalidade básica o reequilíbrio energético do Chi ao longo dos meridianos energéticos.

3. Shiatsu

Massagem japonesa aplicada através da digitopressura por profissionais habilitados. Os pontos dos meridianos
chineses são pressionados, estimulados ou sedados, de acordo com a necessidade. Geralmente associa-se a
tratamentos com:

- ventosa: (vácuo criado na pele através da sucção e calor), ativando pontos específicos. Auxilia nos casos de dores
reumáticas, dorsalgias, lombalgias, ciatalgias e outros problemas.

- sangria: prática raramente usada em casos de hipertensão, hematomas, asma, através de pequenos furos próximos
uns aos outros ou único no local desejado.
- moxabustão: queima de uma erva (artemísia) sobre o ponto a ser trabalhado, de várias formas: bastão, sobre
rodelas de gengibre ou de alho. É muito indicada em problemas reumáticos.

4. Massagem Sueca ou de Ling

Criada por P.H. Ling (Suécia, século XVIII), é realizada através do deslizamento superficial, agindo de forma
relaxante, renovando a camada superior da pele, desobstruindo poros e melhorando a circulação. Engloba 6
movimentos básicos: deslizamento, amassadura, fricção, percussão, vibração e golpes leves com as pontas dos
dedos (Orsi, 1985).

5. Massagem Reichiana

A massagem criada por Wilhelm Reich (discípulo de Freud) é uma continuidade do seu trabalho, que se baseia
liberação de tensões musculares acumuladas nas "couraças musculares", devido a vivências emocionais de toda a
vida do indivíduo. A partir desta liberação, o mesmo poderia se expressar de forma livre e espontânea. Esta
massagem não tem regras fixas, porém trabalha cada couraça muscular, de forma associada ao trabalho verbal da
psicoterapia.

6. Massagem de Drenagem Linfática

A massagem de drenagem linfática foi desenvolvida no ocidente, consistindo em uma massagem compressiva
intermitente que pode ser realizada de forma manual ou mecânica, com efeitos comprovados sobre o aumento do
fluxo linfático e redução de edema. Suas aplicações mais usuais são: edema pós-cirúrgico, mastectomia e estética.

Efeitos Terapêuticos

De acordo com a profundidade e rapidez das manobras, a massagem pode ter efeito calmante, desintoxicante e
terapêutico.

A nível psicológico tem ação harmônica e regularizadora.

De modo geral, a massagem tem ação inicialmente vasoconstrictora e após, vasodilatadora.

No reparo de tecidos conectivos, como tendões e ligamentos, a massagem compressiva leve durante a fase sub-
aguda auxilia na resolução do processo inflamatório, enquanto que na fase crônica, a massagem com predomínio
dos esforços de tensão, por exemplo, a Cyriax, promoveria a remodelagem e a melhora dos parâmetros mecânicos
do novo tecido formado.

Contra-indicações da Massagem

Variam muito de acordo com as modalidades, idade e estado de saúde dos pacientes. Em geral, o tratamento
com massoterapia é contra-indicado:

- Câncer;

- Febre;

- Infecções, com ou sem febre;

- Hemorragias;
- Veias varicosas, flebite ou trombose;

- Fraturas;

- Feridas e úlceras abertas;

- Icterícia;

- Sobre o abdome, no caso de gravidez, ou de náuseas, vômitos e diarréia