Sie sind auf Seite 1von 4

Guia deconsumo

consciente:

Nosso objetivo e dar dicas de como agir para ser um consumidor


mais consciente.

O que fazer? Dicas:

• Água:

Economize no banheiro:
Escovar os dentes com a torneira aberta durante 2 minutos gasta cerca
13,5 litros de água. Abra a torneira somente para o enxágüe e gaste
apenas 0,5 litros.
Dica: Leve um copo para o banheiro e escove os dentes com a água do copo.
A água utilizada por escovação é de apenas 200 ml.

Modo errado: Modo certo:


Diminua o tempo do banho:

Se você mora em apartamento, a sua ducha gasta em média


243 litros de água durante um banho de 15 minutos. Já um
chuveiro elétrico em uma casa gasta 45 litros. Diminua este
tempo fechando o chuveiro para se ensaboar e lavar os cabelos.
Em um apartamento com ducha, você economizará em um ano
cerca de 30 mil litros de água.

Economize água lavando o quintal:

Se você lavar a calçada ou o quintal uma vez por semana, mais de 14 mil
litros de água são desperdiçados.
Dica: Limpe a calçada com a vassoura. Se achar necessário, use um balde
com a água já utilizada pela máquina de lavar roupas.

Modo errado: Modo certo:

• Alimentos:

Evite desperdícios alimentos:

Talos, folhas, sementes e cascas têm grande


valor nutritivo e possibilitam variações no cardápio.
Experimente receitas que aproveitem os alimentos
ao máximo. Se for jogar comida fora, separe os
alimentos em secos e molhados, para facilitar e
incentivar a reciclagem.
Não jogue fora as sobras:

Aprenda a reciclar as sobras de alimentos: do


feijão, faça sopa. Com arroz, cenouras cozidas,
carne assada ou o que restou da bacalhoada
prepare deliciosos bolinhos. Frutas azedas ou
maduras demais viram compotas, geléias e recheios para bolo.

• Reciclagem:

Separe o lixo corretamente para a reciclagem:

O consumidor só participa do primeiro passo da reciclagem, que é a


separação do lixo, mas se ele não der esse passo, dificultará todo o resto
da tarefa. A forma mais simples de fazer essa separação é isolar o lixo
seco do molhado.

Um detalhe muito importante é a contaminação dos materiais


envolvidos. Um material reciclável (uma embalagem de plástico, por
exemplo), em contato com contaminantes (óleos, graxas, colantes,
solventes etc.) deixa de ser reciclável (não vale a pena pela dificuldade
de remoção dos contaminantes). Portanto a correta separação dos
materiais é vital para que a cadeia de reciclagem seja bem sucedida.
Economize papel:

A produção do papel exige grande quantidade de água, de energia e o corte


de árvores. Antes de imprimir algo,
revise o conteúdo para não gastar
papel à toa. Procure usar os dois
lados e dê preferência ao e-mail.

50 quilos de papel reciclado evitam


o corte de uma árvore de sete
anos.