Sie sind auf Seite 1von 26

ASPECTOS CONCEITUAIS E

AMBIENTAÇÃO HISTÓRICA DOS DH


Prof. Silvio Beltramelli Neto

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH

Aspecto material: são direitos que tem conteúdo ético


(impregnados de valores)
Raiz dos valores: vida digna

Aspecto formal: movimento de positivação pela norma


jurídica
Plano internacional = tratados internacionais
Plano nacional = previsão constitucional originária explícita e
implícita

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH
1.1.aspecto material
 Base axiológica dos DH: Dignidade da Pessoa Humana
 O que é dignidade da pessoa humana? Tentativas de respostas *:

Religião Filosofia grega Ciência


Condição Racionalidade Homem como
privilegiada do como atributo ápice da cadeia
homem na ordem exclusivo do ser evolutiva e seu
de criação humano sentido finalístico

*Fonte: COMPARATO, Fábio Konder.


Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH
1.1.aspecto material (cont.)
 5 etapas evolutivas na elaboração do conceito de pessoa humana*:
 1ª etapa (embrionária): Concílio de Nicéia (325 d.C.). Convenção (dogma de
fé) de que Jesus Cristo foi única pessoa, com dupla natureza (humana e
divina);
 2ª etapa: Boécio (início séc. VI). Ideia de substância e não de forma,
portanto, igualdade de essência (gênese do conceito de Igualdade como
direito independente de positivação);
 3ª etapa: Kant (2ª metade do séc. XVIII). Dotada de razão, portanto de
autonomia decisória, a pessoa humana é fim em si mesmo, não existindo em
função ou como meio de outra coisa (imperativo categórico) ;
 4ª etapa: Lotze, Brentano e Nietzsche (2ª metade séc. XIX). Só o homem tem
valores. Autonomia conduz a preferências decorrentes de avaliação
valorativa. Hierarquia de valores e a necessidade de obtenção de consenso
social (ex: normas jurídicas) ;
 5ª etapa: Existencialismo (1ª metade do séc. XX). Resgate da singularidade
do ser humano (unicidade) frente aos fatos e funções desempenhados
(estado civil, emprego, etc). Reconhecimento da interrelação com o meio
social e o planeta, por isso em estado de constante evolução (Heidegger).
*Fonte: COMPARATO, Fábio Konder.
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH
1.1.aspecto material (cont.)
 Elementos do conceito de pessoa humana
– Singularidade (com igualdade)
– Autonomia (advinda da racionalidade)
– Fim em si mesmo
– Sujeito em “estado de permanente inacabamento”

“No reino dos fins tudo tem ou um preço ou uma dignidade.


Quando uma coisa tem preço, pode ser substituída por algo
equivalente; por outro lado, a coisa que se acha acima de todo
o preço, e por isso não admite qualquer equivalência,
compreende uma dignidade (...) Essa apreciação dá, pois a
conhecer como dignidade o valor de uma tal disposição de
espírito e põe-na infinitamente acima de todo o preço, com o
qual não pode se pôr confronto nem em cálculo comparativo,
sem de um modo ou de outro ferir a sua santidade.” (Immanuel
KANT. Fundamentação da metafísica dos costumes e outros escritos)

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH
1.1.aspecto material (cont.)
Atributos da dignidade humana*:
 Respeito à autonomia da vontade
 Respeito à integridade física e moral
 Não coisificação do ser humano
 Garantia do mínimo existencial Respeito ao
Valor básico do outro
Dignidade da
conteúdo
pessoa humana
material dos DH Limitação de
poder
Essência do conceito de DH:
 Preservação dos atributos da dignidade humana
*Fonte: MARMELSTEIN, George
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH
1.1.aspecto material (cont.)
Características do conteúdo dos DH
Generalidade
Diversidade
Enumeração flexível (influência do momento
histórico: resposta às ameaças)
Permanente evolução (dinâmica social)
Situações de oposição

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH
1.2.aspecto formal
 Conteúdo normativo:
 No plano internacional: tratados (a princípio, só obrigam os
Estados-parte)
 No plano nacional: previsão na Constituição e inserção dos
tratados internacionais no ordenamento jurídico brasileiro

 Distinção técnica de expressões próximas:


Homem

Fundamentais
Direitos

Direitos
Direitos do

Humanos

Valores ético- Valores Positivados em


políticos ainda positivados em âmbito interno,
não positivados tratados geralmente a
internacionais partir de normas
constitucionais

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
1.ASPECTOS CONCEITUAIS DOS DH
1.2.aspecto formal (cont.)

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
2.FATOS IMPULSIONADORES
2.1.afirmação dos DH pela dor
 Constatações históricas
 Após cada grande surto de violência e de cerceamento da autonomia
humana, o homem recua e estabelece novas regras de convivência;

 A humanidade trilha, na história da sua evolução, um caminho de


tentativa de unificação de padrões éticos. Principais instrumentos
potencializadores:
Avanço tecnológico
Comunicação facilitada
Descobertas científicas voltadas ao bem-estar do ser humano
Diagnóstico da situação de risco do planeta
Direitos Humanos

 Direitos Humanos tem, em sua gênese, a preocupação da limitação


do poder estatal.
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
2.FATOS IMPULSIONADORES
2.2.grandes etapas históricas na afirmação dos DH
1. Reino unificado de Israel (sécs. XII e X a.C): Davi, “rei-sacerdote”
que não faz as leis, mas segue aquelas ditadas por Deus;

2. Democracia direta grega (sécs. VI a III a.C.): participação direta


do povo nas decisões política e legislativas. Dever cego de
obediência de todos às leis;

3. República romana (séc. III a.C): sistema de controles recíprocos


entre diferentes órgãos políticos (embrião do sistema de freios e
contrapesos). Iniciativa legislativa dos cônsules – aprovação do
Senado – votação do povo, reunido em comícios;

4. Hiato da alta idade média (sécs. V a XI d.C): queda do Império


Romano. Esfacelamento do poder político. Feudalismo (não há
poder central)
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
2.FATOS IMPULSIONADORES
2.2.grandes etapas históricas na afirmação dos DH*
4. Baixa Idade Média (a partir do séc. XI d.C): Reconstrução
da organização política com reconcentração monárquica.
Primeiras declarações na Península Ibérica e na Inglaterra
(proteção da liberdade em favor dos estamentos sociais);

5. Idade Moderna (séc. XVII d.C.): Ultracentralização.


Monarquia absoluta. Inglaterra: ideia de parlamento, com
governo representativo, ainda que só da classe alta;

6. Independência Americana e Revolução Francesa (séc.


XVIII d.C): Iluminismo. Declarações de DH e democracia
representativa. Exaltação da liberdade individual e da
limitação do poder estatal;
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
2.FATOS IMPULSIONADORES
2.2.grandes etapas históricas na afirmação dos DH*
7. Constituições Mexicana e de Weimar (1917 e 1919):
Reconhecimento de DH de caráter econômico e social;

8. 1ª Fase de Internacionalização dos DH (da 2ª metade do séc.


XIX até o fim da 2ª Guerra Mundial): Direito Humanitário (leis de
guerra), abolição da escravatura e proteção do trabalhador
assalariado (OIT);

9. 2ª Fase de Internacionalização e Universalização dos DH (1945


até 1966): multiplicação das normas internacionais. Afirmação dos
DH econômicos/culturais e de solidariedade;

10. 3ª Fase de Internacionalização e Universalização dos DH


(1966 até hoje): Pactos Internacionais de DH. Criação e
aperfeiçoamento dos sistemas de proteção;
*Fonte: COMPARATO, Fábio Konder.
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
3.PRINCIPAIS DOCUMENTOS

Magna Carta (1215. Inglaterra)


• Concessões do Rei João-Sem-Terra aos Barões
• Reconhecia a existência de direitos da nobreza e do clero, independentes da
vontade do rei
• Primeira a admitir, implicitamente, que o governante é submisso às leis editadas

Lei de Habeas Corpus (1679. Inglaterra)


• Inova na proteção da liberdade de locomoção
• Precursora da proteção às demais liberdades

Bill of Rights (1689. Inglaterra)


• Aboliu a Monarquia Absoluta
• Instituiu a separação de poderes (Parlamento representando povo)
• Desembaraçou as atividades comerciais dos burgueses
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
3.PRINCIPAIS DOCUMENTOS
Declaração de Independência e Constituição dos EUA (1776 e 1787)

• Estopim: apetite tributário da Inglaterra


• 1º documento com princípios democráticos da História Moderna
• 1ºs documentos a reconhecer direitos da pessoa humana, independente de raça,
gênero, condição social, etc
• Instituição do constitucionalismo, como se conhece hoje

Declarações de Direitos da Revolução Francesa (1789)


• Conteúdo com influência norte-americana, mas com ideia de revolução universal
(“Liberdade, Igualdade e Fraternidade”)
• Consolidação do sistema de assembléia nacional

Constituições Mexicana e de Weimar (1917 e 1919)


• Reconhece DH econômicos e sociais
• Estabelece deveres ao Estado de promoção desses direitos
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
3.PRINCIPAIS DOCUMENTOS

Convenção de Genebra sobre Escravatura (1926)

• Falta de efetividade: “abolição progressiva e quando possível”

Convenção relativa ao tratamento dos


prisioneiros de Guerra (1929)
• Documentos extenso e detalhado
• Ainda não havia preocupação com as vítimas civis

Carta das Nações Unidas (1945)


• Sucessão da Liga das Nações (mera instância de mediação)
• Intenção de se evitar mais guerras e afrontas aos DH
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
3.PRINCIPAIS DOCUMENTOS

Declaração Universal dos DH (1948)

• Consagração da tríade: “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”


• Força técnica de recomendação

Convenção para prevenção e repressão do crime de


genocídio (1948)

• Combate o extermínio em massa de grupos nacionais, étnicos, raciais ou religiosos

Convenções de Genebra sobre proteção das vítimas de


conflitos bélicos (1949)
• “Direito de Genebra”: destinado às vítimas de guerra (“Direito de Haia”: destinado a
limitar os métodos e instrumentos de guerra)
• Maior número de Estados Participantes e uma das menos observadas
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
3.PRINCIPAIS DOCUMENTOS

Convenção Européia dos DH (1950)


• Pioneirismo na criação de órgãos de fiscalização e julgamento (sistema de proteção)

Pactos Internacionais de DH (1966)

• Desenvolveram o conteúdo da Declaração Universal de 1948


• Pacto sobre direitos civis e políticos
• Pacto sobre direitos econômicos, sociais e culturais

Convenção Americana de DH - Pacto de S.J. Costa Rica (1969)

• Reproduz o Pacto sobre direitos civis e políticos de 1966, com inovações


• Protocolo de San Salvador (direitos econômicos e sociais)
• Institui órgãos de fiscalização e julgamento
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
3.PRINCIPAIS DOCUMENTOS
Carta Africana de DH (1981)
• Pioneirismo ao afirmar o direito dos povos à preservação ecológica (ênfase social)
• Também são declarados deveres (em função da desestruturação social fruto da colonização)

Convenção sobre a diversidade biológica – ECO 92 (1992)


• Contempla a solidariedade entre povos de diferentes nações e entre esta e as futuras gerações
• Não estabeleceu sistema de proteção, especialmente em face dos grandes grupos empresariais
• Aprovou Declaração sobre desenvolvimento sustentável e programa de ações (Kyoto, 1998)

Estatuto do Tribunal Penal Internacional (1998)


• 1º Tribunal Internacional permanente (antecedentes: Tribunais Militares de Nuremberg e de
Tóquio)
• Votos contrários: EUA, China, Iêmen, Iraque, Israel, Líbia e Qatar (EUA e Israel aderiram e
depois denunciaram)
• Não foram admitidas reservas nas adesões
• Competência: genocídio, crimes contra a humanidade, crimes de guerra e crime de agressão
(de fora: terrorismo e narcotráfico)
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
4.AMBIENTAÇÃO DOS DH NA CONTEMPORANEIDADE
4.1.plano internacional: o trauma nazista

• Legitimidade eleitoral • Confisco de bens, banimento e


(sentimento nacionalista) deportação

• Legitimidade jurídica • Experimentações médicas em


(positivismo) seres humanos (esterilização)

• Holocausto (“raça ariana”)


• Centralização e disciplina
• Pena de morte e censura
• Teorização científica

Alicerces do
regime nazista Práticas

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
4.AMBIENTAÇÃO DOS DH NA CONTEMPORANEIDADE
4.2.plano nacional: a chaga da ditadura militar

• Apoio das classes alta e média • Edição de leis pelo executivo


(defesa da propriedade contra o
“perigo comunista”) • Inadmissibilidade de oposição

• Revogação dos sistemas político e • Censura


jurídico
• Tortura
• Centralização e disciplina
• Exaltação do nacionalismo
• Crescimento econômico

Alicerces do
golpe militar Práticas

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
4.AMBIENTAÇÃO DOS DH NA CONTEMPORANEIDADE
4.3.respostas
 Atributos da dignidade humana afrontados
 Respeito à autonomia da vontade
 Respeito à integridade física e moral
 Não-coisificação do ser humano
 Respostas: positivação dos Direitos do Homem
No plano • Tribunal de Nuremberg
internacional • Declaração Universal dos DH e Convenções internacionais de DH
global • Sistema internacional de proteção dos DH

No plano • Declarações Européia, Americana e Africana de DH


internacional • Convenções internacionais regionais de DH
regional • Sistemas internacionais de proteção dos DH

• Constituição Federal de 1988


No plano
• Adesão a tratados internacionais de DH
nacional
• Adoção do “pós-positivismo” na aplicação do direito
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
4.AMBIENTAÇÃO DOS DH NA CONTEMPORANEIDADE
4.3.respostas

Estado Democrático
• Direito submetido de Direito • Democracia
ao Estado • Princípio da legalidade
• Estado submetido ao (com proteção dos
Direito DH)
• Consenso universal • Separação de poderes
quanto aos direitos do
homem
Abuso do poder Tríade de
estatal sustentação

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
4.AMBIENTAÇÃO DOS DH NA CONTEMPORANEIDADE
4.4.a Constituição Federal de 1988
Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união
indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal,
constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:
I - a soberania;
II - a cidadania;
III - a dignidade da pessoa humana;
IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;
V - o pluralismo político.
Parágrafo único. Todo o poder emana do povo, que o exerce por
meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta
Constituição.

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
4.AMBIENTAÇÃO DOS DH NA CONTEMPORANEIDADE
4.4.a Constituição Federal de 1988

Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas


relações internacionais pelos seguintes princípios:
I - independência nacional;
II - prevalência dos direitos humanos;
III - autodeterminação dos povos;
IV - não-intervenção;
V - igualdade entre os Estados;
VI - defesa da paz;
VII - solução pacífica dos conflitos;
VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;
IX -cooperação entre os povos para o
progresso da humanidade;
X - concessão de asilo político.
Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto
Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011
4.AMBIENTAÇÃO DOS DH NA CONTEMPORANEIDADE
4.4.a Constituição Federal de 1988

Art. 60, §4º.Não será objeto de deliberação a


proposta de emenda tendente a abolir:

I - a forma federativa de Estado;

II - o voto direto, secreto, universal e periódico;

III - a separação dos Poderes;

IV - os direitos e garantias individuais.

Direitos Humanos “A”_Aula 02_Prof. Silvio Beltramelli Neto


Reprodução autorizada exclusivamente para uso pessoal dos alunos da turma do 9º semestre da Faculdade de Direito da Puc-Campinas_2011