Sie sind auf Seite 1von 2

Conselheiros

Presidente:

Ana Maria Lima de Freitas

Vice-Presidente:

Sebastião Corrêa Filho

Presidente da CEB:

Rosalete Souza Saldanha

Vice-presidente da CEB:

Rosália Maria de Sá Corrêa Membros:

Douglas Alves da Silva Ismênia Andrade Gomes Enilton André da Silva

Presidente da CES:

Natalina Vasconcelos Gavioli

Vice-presidente:

Ismayl Carlos Cortez Membros:

Evangivaldo de Oliveira Raimundo Nonato da Costa Sabóia Vilarins

Assessoria técnica:

Manoel Gomes Rabelo Filho Isabel da Costa Lima

Secretárias:

Neide da Silva Almeida Jocelma Viana de Almeida Katiany Lima da Silva

Silva Almeida Jocelma Viana de Almeida Katiany Lima da Silva Endereço: Av: Santos Dumont n° 1917

Endereço: Av: Santos Dumont n° 1917 São Francisco - CEP. 69.305-340

Tel: 95-3623-1555 Fax: 95-3224-7349 Email: cee.rr@bol.com.br

Tel: 95-3623-1555 Fax: 95-3224-7349 Email: cee.rr@bol.com.br www.cee.rr.gov.br Governo do Estado de Roraima Secretaria de
Tel: 95-3623-1555 Fax: 95-3224-7349 Email: cee.rr@bol.com.br www.cee.rr.gov.br Governo do Estado de Roraima Secretaria de

www.cee.rr.gov.br

Fax: 95-3224-7349 Email: cee.rr@bol.com.br www.cee.rr.gov.br Governo do Estado de Roraima Secretaria de Educação,

Governo do Estado de Roraima

Secretaria de Educação, Cultura e Desportos

Conselho Estadual de Educação de Roraima

1ª Audiência Pública 2007:

“Educação Inclusiva.” CEE/RR

Conselho Estadual de Educação de Roraima 1ª Audiência Pública 2007: “Educação Inclusiva.” CEE/RR ABRIL - 2007

ABRIL - 2007

Inclusão Escolar As escolas de qualidade são espa- ços educativos de construção de persona- lidades

Inclusão Escolar

As escolas de qualidade são espa- ços educativos de construção de persona- lidades humanas autônomas, críticas, es- paços onde crianças e jovens aprendem a ser pessoas. Nesses ambientes educati- vos, ensinam-se os alunos a valorizar a diferença pela convivência com seus pa- res, pelo exemplo dos professores, pelo ensino ministrado nas salas de aula, pelo clima sócioafetivo das relações estabeleci- das em toda comunidade escolar - sem tensões competitivas, mas com espírito solidário, participativo. Escolas assim con- cebidas não excluem nenhum aluno de suas classes, de seus programas, de suas aulas, das atividades e do convívio escolar mais amplo. São contextos educacionais em que todos os alunos têm possibilida- des de aprender, freqüentando uma mes- ma e única turma.

Maria Teresa Eglér Mantoan

Programação

8:30h - Abertura.

8:50h - Coquetel.

9:10h - Diversidade da Educação Inclusiva como Construção da Cidadania.

Prof. Dr. Aristonildo Chagas Araújo Nascimen- to.

Fundamentação Legal



Constituição Federal de 1988.

 Lei nº 9.394/96 - Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDBN.



Lei nº 8.069/90 - Estatuto da Criança

e do Adolescente.

10:40h - Mesa Redonda: A inclusão das pes-



Lei nº 8.859/94 - Estágio.

soas com necessidades educacionais especiais



Lei nº 10.098/00 - Acessibilidade.

na escola.



Lei nº 10.436/02 - Libras

 Antônia Luciene de Sales Gurgel - Re- presentante de Pais.

 Lana Cristina Barbosa de Melo - SECD/ RR.

 Maria Aparecida Taumaturgo - SMEC/ Boa Vista.

 Vera Lúcia Sábio - Pessoa com Defici- ência.

 Coordenadora: Rosalete Saldanha - Presidente da CEB/CEE/RR.

11:20h— Debates.

11:50h— Composição do Grupo de Trabalho para consolidação do Projeto de Resolução CEB/CEE/RR.

12:00h - Encerramento.

 Lei nº 7.853/89 - CORDE - Apoio às pessoas portadoras de deficiência



Lei n.º 8.899, de 29 de junho de 1994

- Passe Livre.



Lei nº 10.845, de 5 de março de 2004

- Atendimento Educacional Especializado.



Lei nº

10.172, de

09 de Janeiro de

2001 - Plano Nacional de Educação.

 Lei Complementar n 041, de 16 de Julho de 2001 - Organização do Sistema Estadual de Educação de Roraima.

 Declaração de Salamanca, 1994 - Educação para Todos.

Decreto nº 3.956/01 - Impossibilidade

de Tratamento desigual com base na defi- ciência.

