You are on page 1of 1

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ / SCSA / Departamento de Ciência e Gestão da Informação


XVIII EVINCI E III EINTI - Curitiba, 18 a 22 de outubro de 2010
A INTERNET COLABORATIVA E A QUALIDADE DE FONTES DE INFORMAÇÃO NA WEB:
ASPECTOS PSICOLÓGICOS NO PROCESSO DE AVALIAÇÃO DA INFORMAÇÃO
Aluno: Andre Luiz Appel (Aluno de IC-Voluntária) Orientador(a): Profa. Dra. Patrícia Zeni Marchiori
Colaboradores: Carlos Alexandre Lourenço Taborda (Aluno de IC-Voluntária), Eduardo Michelotti Bettoni (Mestrando PPCGI/Bolsista REUNI)

INTRODUÇÃO OBJETIVOS MATERIAIS E MÉTODOS


Motivação original: Projeto Fontes de informação como valor a) explorar e expandir o universo de critérios de qualidade Pesquisa exploratória
agregado ao Sistema Eletrônico de Revistas (SER) da UFPR de informação apresentado na literatura como plataforma
(BANPESQ/THALES: 2007021256). para o uso e crítica de especialistas-pesquisadores; Base documental
b) identificar elementos da Teoria da Cor que possibilitem a
Objetivo/Resultados parciais: investigar as condições de explicitação das motivações emocionais/culturais quando • Levantamento na literatura das áreas da Ciência e Gestão
motivação, a atribuição de critérios de qualidade e o impacto da escolha um determinado recurso de informação; da Informação e Biblioteconomia para a identificação de
do uso da tecnologia que envolvem uma comunidade científica c) elaborar uma estrutura de avaliação de fontes de critérios de qualidade da informação
quando da construção coletiva de um repositório especializado informação baseada na explicitação (por meio não textual) • Teoria da Cor
de fontes de informação. Elaboração de um diagrama de critérios dos fatores emocionais/culturais advindos do processo de • Psicologia
de qualidade da informação com base na literatura da Ciência da seleção/avaliação de tais fontes; • Proposta de uma estrutura de avaliação da informação
Informação. d) submeter a proposta de estrutura de avaliação com a representação de critérios sob uma perspectiva não
aos especialistas-pesquisadores, para validação da textual (cores + emoções)
Panorama atual: metodologia e condições de uso dessa abordagem na
• revisão do diagrama - continuidade do levantamento; atribuição de “valor”/qualidade às fontes de informação. Base experimental
• critérios definidos em “áreas” do diagrama foram adaptados
com base na teoria das cores - representação dos mesmos sob Aplicação de instrumento de coleta de dados para teste/
uma perspectiva não textual; validação da estrutura de avaliação
• proposta de instrumento de coleta de dados.

RESULTADOS E CONCLUSÕES
COR ASPECTOS PSICOLÓGICOS DA COR preparação de instrumento de coleta de dados
Participantes: especialistas-pesquisadores usuários do Portal
“...sensação consciente as cores podem produzir impressões, sensações e
de Revistas de Acesso Aberto em Ciências da Comunicação
de uma pessoa, cuja reflexos sensoriais
retina se acha estimulada
por energia radiante.” “cada cor tem uma vibração determinada em inserção de
(FARINA, 2006) fontes da área de plataforma
nossos sentidos e pode atuar como estimulante Comunicação para
uso/teste por parte OJS/RST
Experiência com o prisma, ou perturbador na emoção, na consciência e em dos usuários
frequência de originalmente executada pelo físico nossos impulsos e desejos.” (FARINA, 2006)
“luz visível”, cujo Isaac Newton
comprimento de onda cores como a cor com atributo aplicação de plataforma
se estende entre 380 até 760 nanômetros, mecanismos qualificador de
questionário em
meio Web Lime Survey
aproximadamente simbólicos/signos um objeto ou
(GUIMARÃES, 2006) conceito
ao ser submetida ao fenômeno da refração, é
decomposta em diferentes faixas de comprimentos TEORIA DO AFETO/EMOÇÕES
de onda, sendo cada uma dessas faixas associadas
a uma frequência de luz monocromática (‘cor’) categorização ou representação cognitiva das
emoções e sentimentos para a definição de
Cores químicas: inseparáveis valências e/ou pólos Estrutura de análise de dados

dos seus processos de criação emocionais • frequências de associações de determinadas cores a


determinadas fontes;
(pigmentos, misturas etc.) • frequência com que determinados(as) sentimentos/emoções
Cores físicas: fenômenos ópticos foram atribuídos(as) às fontes avaliadas;
Cores fisiológicas/psicológicas: • cruzamento entre a frequência de cores e sentimentos/
Modelo Circumplex
Círculo cromático mediadas exlusivamente pela emoções para verificação da legitimidade da proposta de
explicitação das relações
proposto por uso das cores enquanto mecanismo de captação do grau de
Goethe percepção do sujeito entre diferentes emoções
(SCHOLL, 2002) satisfação dos usuários de informação.

REFERÊNCIAS
FARINA, M.; BASTOS, H. T.; PEREZ, C. Psicodinâmica das cores em comunicação. São Paulo: Edgard Blücher, 2006. RUSSEL, J. A. A circumplex model of affect. Journal of Personality and Social Psychology, v. 39, n. 6, p. 1161-1178, dez./1980. Disponível em:
GUIMARÃES, L. A cor como informação. São Paulo: Annablume, 2000. <http://psycnet.apa.org/journals/psp/39/6/>. Acesso em: 27 maio 2010.
MARCHIORI, P. Z.; APPEL, A. L. Fontes de informação como valor agregado ao sistema eletrônico de revistas da Universidade Federal do Paraná SCHOLL, R. W. Affective motivation and emotional competency. 2002. Schmidt Labor Research Center, University of Rhode Island. Disponível
(OJS/SER-UFPR). Liinc em Revista, Rio de Janeiro, v. 4, n. 2, set./2008, p. 253-268. Disponível em: <http://revista.ibict.br/liinc/index.php/ em: <http://www.uri.edu/research/lrc/scholl/webnotes/Motivation_Affective.htm>. Acesso em: 15 out. 2010.
liinc/article/viewFile/278/204>. Acesso em: out. 2008.
NEHMY, I.; PAIM, R. M. Q. A desconstrução do conceito de qualidade da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 1, p. 36-45, jan./ Imagens
abr. 1998. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-19651998000100005>. Acesso em: 3 abr. 2008. http://www.flickr.com/photos/41516313@N02/4612533278/
RIBE, N.; STEINLE, F. Exploratory experimentation: Goethe, Land and color theory. Physics Today, Maryland, v. 55, n. 7, jul./2002. Disponível http://www.flickr.com/photos/25289142@N05/3681634702/in/photostream/
em: <http://search.ebscohost.com/login.aspx?direct=true&db=aph&AN=6884548&site=ehost-live>. Acesso em: 17 ago. 2010. http://gallery.hd.org/_c/natural-science/prism-and-refraction-of-light-into-rainbow-AJHD.jpg.html