Sie sind auf Seite 1von 3

O EMPREENDEDOR NO BRASIL

Carlos Eduardo da Costa


costace@terra.com.br

23/03/2009

RESUMO

Este artigo explica o significado do empreendedorismo e o papel do empreendedor na sociedade e


na economia, oferecendo oportunidade de crescimento e de emprego para quase metade da
população brasileira. Mostra como o empreendedorismo começou no Brasil e de que forma surge
um empreendedor, qualificando suas atitudes e conceitos.

Palavra-chave: Empreendedor; Atitude; Mudança.

1 INTRODUÇÃO

A atitude de pedir demissão de um bom emprego, com bom salário e abrir o próprio negócio pode
parecer loucura para algumas pessoas. Pois essa é a diferenças entre o individuo comum e o
individuo empreendedor. Abrir seu próprio negócio num país burocrático como o Brasil, pode ser o
principal obstáculo pra essas pessoas desafiadoras. Pois o empreendedor é uma pessoa desafiadora,
que vê as oportunidades em sua volta e é apaixonada pelo que faz.

2 EMPREENDEDORISMO

Para a enciclopédia eletrônica Wikipédia (2009), empreendedorismo é a capacidade de uma pessoa


fazer algo de forma criativa e inovadora, correndo riscos calculados, sendo que outra pessoa não
teria coragem. Hoje o empreendedorismo é a principal forma de desenvolvimento de um país.

Wikipédia (2009), ainda destaca que os primeiros a perceberem a importância do


empreendedorismo foram os economistas. Eles queriam entender a importância do empreendedor
dentro da economia. Os economistas passaram a perceber que os empreendedores eram pessoas que
basicamente aplicavam seu próprio dinheiro em alguma ação empreendedora, e que aproveitavam
as oportunidades de mercado para obter lucro, mas correndo algum risco.

3 O QUE DEFINE UM EMPREENDEDOR

Wikipédia (2009) define que, o perfil do empreendedor não vem unicamente de sua personalidade,
mas sim da sua habilidade de ver e avaliar oportunidades de negócios, e de acordo com as
possibilidades levantar fundos para a realização de tal projeto empreendedor. O empreendedor
procura a ação e assume riscos para atingir seus objetivos, ele lança um novo olhar para o mundo.

Já Dal’Bó (2009), descreve que o empreendedor é motivado pela auto-realização, ele assumi
responsabilidades para se tornar independente. Esse desejo de realização torna as pessoas
empreendedoras apaixonadas pelo que fazem, e sempre querem melhorar suas habilidades a fim de
se tornarem mais fortes. Sem dúvida o que distinguem um empreendedor de uma pessoa comum, é
a habilidade de identificar oportunidades e como lidar com as mudanças que ocorrem.

Dal’Bó (2009) ainda explica que ninguém no mundo nasce empreendedor. A sociedade, a família e
demais convivências no decorrer da vida, proporcionam conhecimento suficiente para que, o
indivíduo, junto com sua personalidade, atitudes e comportamento torne-se um empreendedor de
sucesso.

Para o Sebrae (2009), existem três conjuntos de características que identificam um empreendedor.
Conjunto de realizações, onde se busca oportunidades, onde se corre risco, e onde se tem
persistência. Conjunto de planejamento, onde se busca informações, estabelece metas, onde se
planeja e monitora. Conjunto de poder, onde o individuo mostra sua persuação, sua independência e
sua auto-confiaça.

4 EMPREENDEDORISMO NO BRASIL

Wikipédia (2009) explica que no Brasil o empreendedorismo ganhou força com a abertura
econômica nos anos 90. A economia nacional passou por profundas mudanças. Com a abertura das
importações, as empresas nacionais tiveram que se organizar e se modernizar. Muitas empresas
tiveram que demitir, porem os funcionários demitidos usaram o seu conhecimento e abriram seus
próprios negócios, foi o que aconteceu com o setor têxtil na região do Vale do Itajaí.

Para Silveira (2008) antes da abertura econômica dos anos 90, o termo empreendedor era quase que
desconhecido no Brasil. A abertura de pequenas empresas era difícil devido à instabilidade
econômica e política, porém existiam sim empreendedores. Eles atuavam dentro de grandes
empresas em áreas como finanças e marketing, e em outras áreas empresariais, um exemplo disso é
o industrial Francisco Matarazzo, que muito contribuiu para o desenvolvimento do país.

O Portal da Educação (2009) publica que de cada 100 empresas brasileiras, 95 são micro ou
pequenas empresas, e elas representam mais da metade da força de trabalho brasileira, ou seja, 40
milhões de trabalhadores. Grande parte dessas empresa atua na informalidade e portanto não pagam
impostos e não oferecem nenhuma garantia para seus funcionários como FGTS e Contribuição
Social.

4.1 SEBRAE.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empreas (Sebrae) surgiu em 1972, conforme
seu site Sebrae (2009). Ela é uma entidade privada sem fins lucrativos e promove o
desenvolvimento dos empreendedores pelo país. As pequenas empresas são responsáveis por grande
parte dos empregos oferecidos no Brasil e, portanto são essenciais para o desenvolvimento da
economia. Para isso elas precisam atuar num ambiente que estimule a criação de novas empresas
competitivas e sustentáveis e é exatamente esse o papel do Sebrae.

O Sebrae trabalha essencialmente a informação. Para repassar essa informação de qualidade o


Sebrae utiliza cursos, consultoria, treinamento, palestras, seminários entre outros. O atendimento é
de forma individual ou coletiva e pode ser também a distancia, através de treinamento via internet.
O Sebrae também atua em outras frentes como a articulação política para a criação de projetos que
ajudem as pequenas empresas, oferece também acesso para o mercado externo e de novas
tecnologias e também facilita e amplia o acesso a serviços financeiros como empréstimos.
5 CONCLUSÃO

Sem dúvida o Brasil depende muito de sua população empreendedora. E é preciso dar suporte para
que essas empresas possam crescer com consistências e oferecer mais oportunidades de trabalho. O
grande desafio para o Governo é trazer para a formalidade grande parte dessas empresas, para isso
terá que diminuir impostos e oferecer certas garantias para esses empresários.

O que nós vemos todos os dias nas esquinas desse país é à força de vontade dopovo brasileiro. Seja
vendendo pipoca, fabricando camiseta, ou vendendo produto importado. O povo brasileiro é um
exemplo para a o mundo, pois apesar de tantas dificuldades consegue trabalhar e vencer num país
tão corrupto quanto o nosso.

6 REFERÊNCIAS

DAL’BÓ. As características e o perfil do empreendedor. Disponível em:


<http://www.administradores.com.br/artigos/as_caracteristcas_e_o_perfil_do_empreendedor/24327/
>. Acesso em: 24 mar 2009.

PORTAL DA EDUCAÇÃO. Empreendedorismo no Brasil. Disponível em:


<http://www.portaleducacao.com.br/gestaoelideranca/principal/conteudo.asp?id=2097>. Acesso em:
18 mar 2009.

SEBRAE. Sebrae. Disponivel em: <www.sebrae.com.br>. Acesso em 19 mar 2009.

SILVEIRA, A. Carlos. Empreendedorismo: a necessidade de se aprender a empreender. Disponivel


em: <http://www.novomilenio.br/foco/2/artigo/artigo_daniele.pdf>. Acesso em: 18 mar 2009.

WIKIPÉDIA. Empreendedorismo. Disponivel em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Empreendedorismo

Siga os posts do Administradores no Twitter: @admnews.